Página 1 dos resultados de 260 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Feminismos em Portugal (1927-2007)

Tavares, Maria Manuela Paiva Fernandes
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
27.62%
Tese de Doutoramento em Estudos sobre as Mulheres na especialidade de História das Mulheres e do Género apresentada à Universidade Aberta; Esta tese procura traçar os percursos dos feminismos em Portugal em meio século de história. Objectivo ambicioso, num país onde a memória histórica dos feminismos da primeira metade do século XX se esfumou, por influência do regime ditatorial do Estado Novo, com uma ideologia de submissão das mulheres e pelo pensamento dogmático das esquerdas políticas, que não souberam captar a dimensão plural dos feminismos e as contradições de género na sociedade. Sendo a capacidade de interrogação uma das características das teorias feministas, este trabalho, dá visibilidade aos feminismos como corrente plural de pensamento e acção, mas mostra também as suas fragilidades, os períodos de latência e de “erupção”, no dizer da historiadora Karen Offen (OFFEN, 2008: 39). São, ainda, lançadas pistas para uma reconfiguração das correntes feministas, tendo em consideração o contexto de diferentes vivências das mulheres no país e num mundo globalizado. Este trabalho valoriza a militância corajosa das mulheres na luta antifascista, sem deixar de relevar a falta de questionamento da subordinação das mulheres fora do campo dos direitos políticos. A falta de entrelaçamento das questões democráticas e de classe com as de género foi uma das causas da diluição do feminismo no antifascismo. Apesar das transformações democráticas do país após Abril de 1974 e da grande participação das mulheres...

Feminismos de segunda onda no Cone Sul problematizando o trabalho doméstico (1970 - 1989)

Mello, Soraia Carolina de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 188 p.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
27.77%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História, Florianópolis, 2010; Meu objeto de estudo são os feminismos do que foi classificado como Segunda Onda Feminista, mais especificamente os do Cone Sul. E foi através desses feminismos que a questão do trabalho doméstico como um problema me chamou a atenção. A relação entre mulheres e trabalho doméstico, ainda que afirmada pelos feminismos e pelos estudos de gênero como culturalmente construída, tem seu principal aporte na idéia de aturalização dessas funções. A família e em especial a maternidade se mostram como as principais legitimadoras de tal relação, que traz em si o peso de séculos de reafirmação de que #ser mulher# é ter cuidado, reclusão, dedicação, paciência; é se voltar à esfera privada, é ser esposa e ser mãe. Nesta pesquisa me propus a escrever uma história da discussão em torno do trabalho e do emprego domésticos nos feminismos de Segunda Onda do Cone Sul, utilizando como fonte as produções impressas desses feminismos, sobretudo periódicos. São jornais feministas produzidos # ou que circularam # na Argentina, Bolívia, Brasil, Chile...

Feminismos, teoria queer e psicologia social crítica: (re)contando histórias...

Borges,Lenise Santana
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.5%
As abordagens feministas e queer são reconhecidas como aportes teóricos e metodológicos fundamentais para uma ressignificação da psicologia social, especialmente da chamada psicologia social crítica. Apesar do reconhecimento dos limites teóricos compartilhados tanto pelo ideário feminista como pelos pontos de vista críticos, algumas narrativas recentes sobre as relações entre os feminismos, a teoria queer e a psicologia social crítica, sobretudo no que se refere ao debate das sexualidades, tendem a considerar a história dessas relações sem as devidas contextualizações e, primordialmente, sob a ótica das ideias pós-modernas. A partir de uma seleção de narrativas que se propõem a (re)contar a história dessas relações, procuro mostrar como algumas narrativas possibilitam uma articulação entre os pensamentos feministas e queer, enquanto outras apresentam uma versão que tenta contrapor uma teoria em relação à outra, apostando na substituição dos feminismos vistos (como homogêneos, e sem contradições) pela teoria queer, tratada como vanguardista.

Feminismos e pós-colonialismos

Costa,Claudia de Lima
Fonte: Centro de Filosofia e Ciências Humanas e Centro de Comunicação e Expressão da Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Centro de Filosofia e Ciências Humanas e Centro de Comunicação e Expressão da Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.32%
Introdução à Seção Debates sobre os encontros e os desencontros entre feminismos e pós-colonialismos.

Condições de produção dos feminismos artísticos em Portugal

Fonseca,Rui Pedro Paulino da
Fonte: Centro de Filosofia e Ciências Humanas e Centro de Comunicação e Expressão da Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Centro de Filosofia e Ciências Humanas e Centro de Comunicação e Expressão da Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.32%
A primeira secção deste artigo incide num estudo representativo dos feminismos artísticos praticados em Portugal. Grande parte das referências de artistas, activistas ou grupos foi pesquisada e acedida on-line, num processo de trabalho que combinou a consulta e pedidos de depoimentos às/aos artistas sobre as suas obras e imagens. A segunda secção pretende mensurar as condições de produção de arte feminista. Tal foi possível sobretudo através do levantamento de dados on-line relativos à representatividade de artistas homens e mulheres em algumas das principais instâncias artísticas. Adicionalmente, foram articulados alguns testemunhos de agentes artísticos que documentassem alguns dos obstáculos presentes no sistema artístico português impostos às mulheres artistas, assim como à produção de arte feminista.

Para além da sociedade civil: reflexões sobre o campo feminista

Alvarez,Sonia E.
Fonte: Núcleo de Estudos de Gênero - Pagu Publicador: Núcleo de Estudos de Gênero - Pagu
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
27.82%
Este artigo propõe uma linguagem conceitual, um aparelho interpretativo e uma nova unidade de análise para repensarmos as dinâmicas e mudanças dos feminismos no Brasil e América Latina. Enquadrando os feminismos como campos discursivos de ação, elabora uma revisão narrativa de três momentos na trajetória dos feminismos contemporâneos à luz dessa abordagem analítica: 1) o "centramento" e a configuração do feminismo no singular; 2) o descentramento e pluralização dos feminismos e o "mainstreaming" (fluxos verticais) do gênero; e 3) o momento atual de "sidestreaming" (fluxos horizontais) dos feminismos plurais e a multiplicação de campos feministas.

Actas Encuentro Feminismos en la agenda del desarrollo :Bilbao, 27 y 28 de mayo de 2010

Lagarde, Marcela
Fonte: Bilbao, Vitoria-Gasteiz : Universidad del País Vasco, Instituto de Estudios sobre Desarrollo y Cooperación Internacional, 2011. Publicador: Bilbao, Vitoria-Gasteiz : Universidad del País Vasco, Instituto de Estudios sobre Desarrollo y Cooperación Internacional, 2011.
Tipo: Livro Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
37.32%
155 p. : il. ; 26 cm; Libro Electrónico; Esta publicación recoge las ponencias y las conclusiones del Encuentro: Feminismos en la agenda del desarrollo, celebrado los días 27 y 28 de mayo de 2010 en Bilbao, en la Facultad de Ciencias Económicas y Empresariales de la Universidad del País Vasco, en el marco del proyecto Género en la Educación para el Desarrollo: Temas de debate Norte-Sur para la agenda política de las mujeres, desarrollado por HEGOA y ACSUR-Las Segovias y financiado por la Dirección de Cooperación al Desarrollo de Gobierno Vasco y la Agencia Española de Cooperación Internacional para el Desarrollo. Dicho Encuentro fue la culminación de un trabajo iniciado en 2007 a partir del cual se impulsó un espacio de reflexión y sensibilización entre diferentes agentes (ONGD, organizaciones de mujeres y movimientos feministas, universidades, etc.) para lograr avances en la emancipación de las mujeres y la construcción colectiva de otro modelo de desarrollo para mujeres y hombres. Uno de los objetivos del Encuentro fue la elaboración de una agenda política por los Derechos Humanos de las mujeres, que se ha difundido entre diferentes agentes (universidad, personal técnico y político de administraciones públicas...

Otras inapropiables : Feminismos desde las fronteras

Hooks, Bell; Brah, Avtar; Sandoval, Chela; Anzaldúa, Gloria; Levins Morales, Aurora; Bhavnani, Kum-Kum; Coulson, Margaret; Alexander, M. Jacqui; Talpade Mohanty, Chandra
Fonte: Madrid : Traficantes de sueños, 2004. Publicador: Madrid : Traficantes de sueños, 2004.
Tipo: Livro Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
27.5%
184 p. ; 20 cm; Libro Electrónico; OTRAS INAPROPIADAS/INAPROPIABLES, desubicadas de las cartografías occidentales y modernas de la política, de la identidad, del lenguaje, del deseo; desbordando las categorías claras y distintas, las promesas de pureza y separación; proponiendo nuevas geometrías posibles para considerar relaciones atravesadas y constituidas por diferentes diferencias. Otras inapropiadas/inapropiables que nos urgen a hacer feminismos desde y atravesados por las fronteras. Feminismos que tal como nos proponen los textos de esta colección no renuncian a la complejidad, sino que asumiéndola se reconocen parciales y múltiples, contradictorios y críticos. Feminismos situados, mestizos e intrusos, con lealtades divididas y desapegados de pertenencias exclusivas. Que partiendo de la tensión y el conflicto de las peligrosas y blasfemas encrucijadas que movilizan su identidad, están comprometidos con conocimientos y prácticas políticas más reflexivas y críticas.; Prólogo. Diferentes diferencias y ciudadanías excluyentes: una revisión feminista. Eskalera Karakola 9 1. Mujeres negras. Dar forma a la teoría feminista. bell hooks 33 2. Transformar el feminismo socialista. El reto del racismo. Kum-Kum Bhavnani y Margaret Coulson 51 3. Intelectual orgánica certificada. Aurora Levins Morales 63 4. Los movimientos de rebeldía y las culturas que traicionan. Gloria Anzaldúa 71 5. Nuevas ciencias. Feminismo cyborg y metodología de los oprimidos. Chela Sandoval 81 6. Diferencia...

Encontrando os feminismos latino-americanos e caribenhos

Alvarez,Sonia E; Friedman,Elisabeth Jay; Beckman,Ericka; Blackwell,Maylei; Chinchilla,Norma Stoltz; Lebon,Nathalie; Navarro,Marysa; Tobar,Marcela Ríos
Fonte: Centro de Filosofia e Ciências Humanas e Centro de Comunicação e Expressão da Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Centro de Filosofia e Ciências Humanas e Centro de Comunicação e Expressão da Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.5%
Este artigo examina os Encontros Latino-Americanos e do Caribe como espaços críticos transnacionais onde se re-imagina a política dos feminismos na região. Enfocando o Oitavo desses Encontros, realizado em Juan Dolio, República Dominicana, em 1999, analisamos os principais debates politicos e filosóficos que surgiram durante 20 anos de Encontros: (1) mudanças nas concepções de 'autonomia' do movimento e na relação dos feminismos com o movimento de mulheres mais amplo e com outros atores na sociedade civil e política, o Estado e instituições internacionais; (2) controvérsias geradas pelas recorrentes crises de 'inclusão' e de 'expansão' do movimento; e (3) debates centrados nas diferenças, desigualdades e desequilíbrios de poder entre mulheres em geral e entre as feministas em particular.

Feminismos en la nueva política. Posibilidades y debilidades del empoderamiento femenino en la nueva política

Marugán Pintos, Begoña
Fonte: Instituto Universitario de Investigación Ortega y Gasset Publicador: Instituto Universitario de Investigación Ortega y Gasset
Tipo: info:eu-repo/semantics/publishedVersion; info:eu-repo/semantics/article
Publicado em //2015 SPA
Relevância na Pesquisa
37.32%
Aparentemente los feminismos están ejerciendo un importante papel en lo que se conoce como "nueva política"; un fenómeno que fija su origen en el 15-M y ha cuestionado la actual democracia de representación dando una mayor participación a la ciudadanía. La mayor presencia de las mujeres en esta "nueva política" ha llevado a hablar de un empoderamiento femenino; sin embargo varias son las cuestiones a despejar hasta llegar a tal afirmación. En primer lugar habría que saber si el concepto orteguiano es adecuado para denominar esta nueva situación, en segundo lugar sería interesante clarificar los términos en que se concreta la participación de las feministas en los nuevas plataformas ciudadanas y, sólo entonces, en base a lo anterior, se podría decir si es lícito o no hablar de empoderamiento femenino.; Apparently feminisms have an important role in the “new politic”. The new policy appeared with 15-M and has questioned the current representative democracy, giving greater participation to citizenship. The presence of more women in this “new policy” has led to talk of a women’s empowerment; however there are several issues to clear up to this claim: first, the Ortega’s concept is appropriate to describe this new situation?...

Lo no dicho : reflexión metodológica entorno a una investigación sobre arte y feminismos

Molet Chicot, Carme
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2014 SPA
Relevância na Pesquisa
37.5%
En este artículo analizaremos los pasos seguidos en la investigación “Políticas de género en el arte actual de Lleida”, un trabajo de investigación feminista llevado a cabo en 2008. Exploraremos las posibilidades y dificultades de los relatos de vida en un proceso investigador sobre arte y feminismos, y explicaremos cómo la propia metodología narrativa adoptada situó el escenario de indagación en una tensión múltiple. Aspectos como la incertidumbre que provocó el marco conceptual feminista, mi propia implicación personal y la tensión entre aquello que se deseaba contar y lo que no se contó porque es privado, secreto o porque permanece latente, dificultaron el proceso, a la vez que posibilitaron su desarrollo y los resultados. Gracias al concepto de la paradoja del sujeto femenino/feminista, que nos ofrecen los feminismos postestructuralistas, iremos descifrando cómo estas tensiones metodológicas fueron a la vez la condición de posibilidad de la investigación.; In this article we will discuss the steps taken in the investigation "Gender policies in the current art of Lleida", a feminist research work carried out in 2008. We will explore the possibilities and difficulties of life stories in a research process on art and feminism...

Condições de produção dos feminismos artísticos em Portugal

Fonseca, Rui Pedro Paulino da; Instituto de Sociologia Faculdade de Letras da Universidade do Porto
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 15/04/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.32%
http://dx.doi.org/10.1590/S0104-026X2013000300015A primeira secção deste artigo incide num estudo representativo dos feminismos artísticos praticados em Portugal. Grande parte das referências de artistas, activistas ou grupos foi pesquisada e acedida on-line, num processo de trabalho que combinou a consulta e pedidos de depoimentos às/aos artistas sobre as suas obras e imagens. A segunda secção pretendemensurar as condições de produção de arte feminista. Tal foi possível sobretudo através do levantamento de dados on-line relativos à representatividade de artistas homens e mulheres em algumas das principais instâncias artísticas. Adicionalmente, foram articulados algunstestemunhos de agentes artísticos que documentassem alguns dos obstáculos presentes no sistema artístico português impostos às mulheres artistas, assim como à produção de arte feminista.

Encontrando os feminismos latino-americanos e caribenhos; Encountering Latin American and Caribbean Feminisms

Alvarez, Sonia E.; University of California, Santa Cruz; Friedman, Elisabeth Jay; Barnard College, Columbia University; Beckman, Ericka; Stanford University; Blackwell, Maylei; Loyola Marymount University, Los Angeles; Chinchilla, Norma Stoltz; California
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2003 POR
Relevância na Pesquisa
37.5%
http://dx.doi.org/10.1590/S0104-026X2003000200013Este artigo examina os Encontros Latino-Americanos e do Caribe como espaços críticos transnacionais onde se re-imagina a política dos feminismos na região. Enfocando o Oitavo desses Encontros, realizado em Juan Dolio, República Dominicana, em 1999, analisamos os principais debates politicos e filosóficos que surgiram durante 20 anos de Encontros: (1) mudanças nas concepções de ‘autonomia’ do movimento e na relação dos feminismos com o movimento de mulheres mais amplo e com outros atores na sociedade civil e política, o Estado e instituições internacionais; (2) controvérsias geradas pelas recorrentes crises de ‘inclusão’ e de ‘expansão’ do movimento; e (3) debates centrados nas diferenças, desigualdades e desequilíbrios de poder entre mulheres em geral e entre as feministas em particular.; This article examines the Latin American and Caribbean Feminist Encuentros as critical transnational sites for the collective re-imagining of feminist politics in the region. Paying special attention to the most recent regional gathering, held in Juan Dolio, Dominican Republic in 1999, we analyze the major political and philosophical debates that have emerged during twenty years of Encuentros: 1) shifting conceptions of movement “autonomy” and feminisms’ relationship to the larger women’s movement and to other actors in civil and political society...

Wave, rhizome and “sorority” as feminist metaphors: representation of women and feminisms (Paris, Rio de Janeiro: 1970s and 1980s); Onda, rizoma y “sororidad” como metáforas: representaciones de mujeres y de los feminismos (Paris, Rio de Janeiro: años 70/80 del siglo XX); Onda, rizoma e “sororidade” como metáforas: representações de mulheres e dos feminismos (Paris, Rio de Janeiro: anos 70/80 do século XX)

Costa, Suely Gomes; UFF
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2009 POR
Relevância na Pesquisa
37.87%
 This article analyses the conceptions of wave, rhizome, and “sorority” as metaphors for the representation of women and their movements in different places and historical periods. It joins critical efforts already made towards analytical trends highlighting circumstantial feminist experiences and thus turning out invisible other social projects, but without taking into consideration possible breakdowns that come from tensions within generations of women and feminists. It also questions the “sorority” metaphor: by its solidarity assumed on the grounds of the shared experience of maternity, it also conceals contingencies that secretly gather women and feminists for different causes in different periods. Finally, it admits the long term historical perspective and the multiple timings as a way of perceiving the history of women and of feminism throughout its continuities and breakdowns. Key-words: Feminisms. Metaphors. Waves. Rhizome. Sorority. Breakdowns. Continuities.; Este artículo examina nociones de onda, rizoma y “sororidad” como metáforas de representaciones sobre mujeres y sus movimientos, en diferentes lugares y tiempos históricos. Son asociadas a la crítica tendencias analíticas que acentuan experiencias feministas circunstanciales y que pueden tornar invisibles las tensiones y rupturas entre generaciones de mujeres y de feministas. Problematiza aún...

Feminismos y prostitución en Brasil: una lectura a partir de la antropología feminista

Piscitelli,Adriana
Fonte: Cuadernos de antropología social Publicador: Cuadernos de antropología social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 ES
Relevância na Pesquisa
37.32%
En este texto exploro las posibilidades da la antropología feminista para reflexionar sobre uno de los principales puntos de tensión en el debate feminista contemporáneo. Basándome en una investigación sobre la relación entre feminismos y la discusión sobre prostitución y trata de personas en Brasil, analizo esas tensiones considerando las posiciones asumidas por el movimiento feminista y el lugar que él ha ocupado en las discusiones y acciones destinadas a esa problemática en ese país. Realizo ese análisis teniendo en cuenta las nociones relacionadas con la prostitución y con la trata en la historia reciente del feminismo brasileño, situándolas en el ámbito de las relaciones entre el Estado y el movimiento feminista y considerando las configuraciones de ambos en una lectura transnacional.

Feminismos y solidaridad

Rodríguez Martínez,Pilar
Fonte: Instituto de Investigaciones Sociales, UNAM Publicador: Instituto de Investigaciones Sociales, UNAM
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 ES
Relevância na Pesquisa
37.32%
En este artículo revisamos el concepto de solidaridad asociado con la epistemología feminista empirista, el punto de vista feminista y el feminismo postmoderno. En el primer caso, la solidaridad entre mujeres no es necesaria si hay una situación de igualdad y justicia. En el segundo modelo, la solidaridad entre mujeres se da por supuesta. En el tercer caso, dicha solidaridad no existe de antemano y sólo son posibles solidaridades pasajeras. Planteamos, por fin, la solidaridad desde la perspectiva de los feminismos periféricos.

Feminismos queer: disjunções, articulações e ressignificações

Oliveira,João Manuel de; Pinto,Pedro; Pena,Cristiana; Costa,Carlos Gonçalves
Fonte: Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres - APEM Publicador: Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres - APEM
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.71%
As propostas queer, que começaram a surgir a partir dos anos 90 do século XX, constituem possibilidades de repensar o próprio conceito de género e as noções de identidade e de desejo para lá das normas heteronormativas do género. Iremos sublinhar a vitalidade conceptual destas propostas, colocando-as a par e passo com a própria heteroglossia do conceito de género, que será aqui encarado a partir das suas várias reformulações conceptuais. Os feminismos queer são modalidades de reposicionamento conceptual que nos permitem rejeitar categoricamente a unicidade da diferença sexual e a ideia de «mulher» enquanto possibilidade analítica para a teoria feminista. Iremos apresentar uma genealogia dos feminismos queer, reintegrando-os no mapa conceptual dos feminismos e das propostas queer, mas também como herança teórica de certas formulações dos feminismos lésbicos que informaram estas propostas.

Por um feminismo queer: Beatriz Preciado e a pornografia como pre-textos

Coelho,Salomé
Fonte: Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres - APEM Publicador: Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres - APEM
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
27.71%
Com a emergência de feminismos dissidentes, o sujeito político do feminismo hegemónico é colocado sob suspeita. Se, até então, para o feminismo hegemónico a categoria de mulher era relativamente estável, incorporando e subentendendo um sujeito político biologicamente mulher, ocidental, de classe média, branca e heterossexual (silenciando subjectividades outras), com as críticas introduzidas pelos feminismos dissidentes esta categoria universal e naturalizada será alvo de profundos descentramentos ou des-territorializações. Tais des-territorializações (sejam discursivas, geográficas ou biopolíticas/no próprio corpo) surgem, entre outros, de discursos críticos do pós-modernismo, pós-feminismos, feminismos negros (Black Feminism), pós-coloniais e de teóricos gays e teóricas lésbicas, trabalhadoras/es sexuais ou actrizes porno que vêm iluminar - com categorias como raça, etnia, orientação sexual, heteronormatividade - a complexidade e multiplicidade de opressões. Tendo como pretexto a(s) teoria(s) da sexualidade de Beatriz Preciado (2002) lançada(s) no Manifiesto contra-sexuale recorrendo às discussões sobre pornografia nos movimentos feministas, este artigo pretende ser um pré-texto da confrontação reflexiva reclamada...

Os feminismos habitam espaços hifenizados - A Localização e interseccionalidade dos saberes feministas

Oliveira,João Manuel de
Fonte: Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres - APEM Publicador: Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres - APEM
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.62%
Este ensaio revisita alguma produção teórica na área da teoria feminista e dos espaços hifenizados que com ela se foram gerando, como sejam os feminismos negros e os feminismos lésbicos. Esta re-visita a lugares recentes assume uma preocupação com a situação e contextualização dos conhecimentos, para a partir deles derivar alguns pressupostos que permitam posicionamentos críticos dentro da pesquisa feminista. Destacamos a produção de Donna Haraway que nos mostra como os feminismos devem habitar em lugares cada vez mais hifenizados e marcados pela interseccionalidade.

Feminismos en la América Latina globalizada/localizada. Nuevas democracias, nuevas izquierdas, en deuda con la equidad de género: ¿Un espacio amigable para una utopía posible?

Colazo,Carmen
Fonte: Universidad Central de Venezuela. Centro de Estudios de la Mujer Publicador: Universidad Central de Venezuela. Centro de Estudios de la Mujer
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 ES
Relevância na Pesquisa
37.62%
Los feminismos han descrito diferentes trayectos en el escenario político internacional y regional, posicionándose desde diversos temas que antes no habían tomado estado público; por ejemplo: la incorporación de la “perspectiva de género” y la asimilación del factor “identidad” como punto de intersección entre las diferencias. Los feminismos regionales desde sus conflictividades internas han reflexionado, generando avances en políticas institucionales de género que se visibilizan desde hace algunos años, no obstante, estos Feminismos siempre han seguido las corrientes del Feminismo internacional, por lo que es hora de revisar sin recetas importadas cuáles son sus roles en este nuevo contexto regional.