Página 1 dos resultados de 23 itens digitais encontrados em 0.040 segundos

Identificação de Cavalos Seropositivos a Anaplasma phagocitophilum em Cavalos Hospitalizados

Bragança, Filipe Manuel Serra
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
65.83%
A bactéria Anaplasma phagocytophilum (anteriormente referida como Ehrlichia equi) pode infetar várias espécies de mamíferos como ruminantes, cães, humanos e cavalos. Em Portugal este agente é transmitido pelo Ixodes ricinus. A sintomatologia associada à infeção por Anaplasma phagocytophilum em cavalos é inespecífica, dificultando assim o seu diagnóstico, podendo resultar em períodos prolongados de tratamento, com quadros de febre de origem desconhecida e, eventualmente, internamento hospitalar. Foram analisados resultados serológicos, por imunofluorescência indireta, para Anaplasma phagocytophilum, provenientes de dois grupos: um grupo constituído por dados prospetivos e outro grupo por dados retrospetivos. No grupo onde foram usados dados retrospectivos, 16% das 115 amostras foram seropositivas para Anaplasma phagocytophilum,32% das 112 amostras foram seropositivas para Babesia caballi e 34% das 115 amostras foram seropositivas para Theileria equi. No grupo onde foram usados dados prospetivos, usando 20 cavalos internados em ambiente hospitalar não foram encontrados cavalos seropositivos para Anaplasma phagocytophilum. O Anaplasma phagocytophilum foi recentemente isolado em Portugal por outros autores e artigos recentemente publicados em outros países encontraram uma percentagem de cavalos infectados idêntica ao estudo aqui apresentado. Os resultados apresentados neste trabalho são pioneiros...

Abscesso hepático de origem hematogênica em paciente com febre de origem indeterminada; Hematogenic hepatic abscess in a patient presenting fever of unknown origin; Absceso hepático de origen hematogénico en paciente con fiebre de origen indeterminado

Granato, Mariana Facchini; Giorno, Eliana Paes de C.; Schvartsman, Cláudio; Reis, Amélia Gorete
Fonte: Sociedade de Pediatria de São Paulo Publicador: Sociedade de Pediatria de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
126.15%
OBJETIVO: Descrever uma apresentação atípica de abscesso hepático em paciente pediátrico e realizar uma revisão da literatura no que diz respeito às diferenças observadas na etiopatogenia do quadro, quando considerados os países desenvolvidos e aqueles em desenvolvimento. DESCRIÇÃO DO CASO: Paciente de 13 anos, do sexo masculino, foi trazido ao pronto-socorro pediátrico devido à febre diária e à perda de peso, sem alterações ao exame físico. Na investigação realizada, o ultrassom abdominal evidenciou área heterogênea nodulariforme relativamente definida, compatível com abscesso hepático. Foi realizada drenagem cirúrgica e antibioticoterapia. No material da drenagem houve crescimento de Staphylococcus aureus sensível à oxacilina. COMENTÁRIOS: O caso demonstra a importância de o pediatra conhecer as principais causas da febre de origem indeterminada, saber desenvolver a abordagem investigativa e, frente ao diagnóstico de abscesso hepático, aferir a possibilidade de o agente etiológico ser o Staphylococcus aureus, principalmente quando houver relato de rotura da pele.

Unusual clinical presentation of anaplastic large cell lymphoma

Campos, Fernando Peixoto Ferraz de; Zerbini, Maria Claudia Nogueira; Simoes, Angelica Braz; Lovisolo, Silvana Maria; Fonseca, Leonardo Gomes da; Laborda, Lorena Silva; Felipe-Silva, Aloisio
Fonte: Hospital Universitário da USP; São Paulo Publicador: Hospital Universitário da USP; São Paulo
Tipo: Relatório
ENG
Relevância na Pesquisa
65.94%
Anaplastic large cell lymphoma (ALCL), a well-recognized entity, presents a varied clinical picture and epidemiological characteristics associated with the expression of the anaplastic lymphoma kinase (ALK) protein. When classic symptoms are present (weight loss, fever, and night sweats) and combine with enlarged and easily accessible peripheral lymph nodes, diagnosis is not that difficult. But when the clinical presentation is nonspecific, a tough diagnostic task is required. HIV infection is highly associated with neoplastic disorders—mainly with those of hematological origin. However, ALCL is exceptionally associated with HIV infection, and the few reported cases are ALK– ALCL. The authors report two cases of ALK+ ALCL with the unusual clinical presentation: one is associated with the HIV infection and the other presents as a fever of unknown origin (FUO) without peripheral lymphadenopathy. The latter was autopsied and was characterized by nodal and extra nodal involvement. The authors call attention to the plurality of clinical presentation of this group of lymphomas, and the early indication of bone marrow examination in cases of an FUO with elevated hepatic enzymes and lactic dehydrogenase.

Cat-scratch disease presenting as multiple hepatic lesions: case report and literature review

BAPTISTA, Mariana Andrade; LO, Denise Swei; HEIN, Noely; HIROSE, Maki; YOSHIOKA, Cristina Ryoka Miyao; RAGAZZI, Selma Lopes Betta; GILIO, Alfredo Elias; FERRONATO, Angela Espósito
Fonte: Hospital Universitário da USP; São Paulo Publicador: Hospital Universitário da USP; São Paulo
Tipo: Relatório
ENG
Relevância na Pesquisa
55.92%
Although infectious diseases are the most prevalent cause of fevers of unknown origin (FUO), this diagnosis remains challenging in some pediatric patients. Imaging exams, such as computed tomography (CT) are frequently required during the diagnostic processes. The presence of multiple hypoattenuating scattered images throughout the liver associated with the history of cohabitation with cats should raise the suspicion of the diagnosis of cat-scratch disease (CSD), although the main etiologic agent of liver abscesses in childhood is Staphylococcus aureus. Differential diagnosis by clinical and epidemiological data with Bartonella henselae is often advisable. The authors report the case of a boy aged 2 years and 9 months with 16-day history of daily fever accompanied by intermittent abdominal pain. Physical examination was unremarkable. Abdominal ultrasound performed in the initial work up was unrevealing, but an abdominal CT that was performed afterwards disclosed multiple hypoattenuating hepatic images compatible with the diagnosis of micro abscesses. Initial antibiotic regimen included cefotaxime, metronidazole, and oxacillin. Due to the epidemiology of close contact with kittens, diagnosis of CSD was considered and confirmed by serologic tests. Therefore...

Definições de caso e classificação da gravidade do dengue e suas implicações no aprimoramento da vigilância e de intervenções em Saúde Pública; Case Definitions and Classification of the Severity of dengue and its Implications in Improving Surveillance and Public Health Interventions

Quijano, Fredi Alexander Diaz
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
65.92%
Objetivos: Formular uma definição de caso suspeito e de caso provável de dengue e uma classificação da sua gravidade com a finalidade de aprimorar seus indicadores de validade, conferir maior consistência aos dados da vigilância e subsidiar condutas clínicas. Metodologia: Trata-se de estudo observacional, analítico, com coleta prospectiva de dados, desenvolvido na área metropolitana de Bucaramanga (Colômbia), abrangendo pacientes recrutados entre 2003 e 2008, com síndrome febril aguda de origem desconhecida (SFA-OD), definida como febre de início recente (menos de uma semana) de origem não determinada clínicamente. As variáveis de interesse foram as demográficas, relativas a aspectos clínicos (sintomas, sinais e evolução) e laboratoriais (valores de leucócitos, plaquetas e o hematócrito). A existência de associação entre o dengue (variável dependente) e as variáveis independentes foi estimada por meio das odds ratio não ajustadas e ajustadas mediante análise de regressão logística não condicional. Por meio da análise de cluster, no subgrupo de pacientes com dengue buscamos identificar o agrupamento de pacientes com parâmetros similares de gravidade. Resultados: Foram incluídos e seguidos 1.698 pacientes com SFA-OD...

Pesquisa sentinela da introdução do vírus do Oeste do Nilo no Brasil pela análise de doadores de sangue do Amazonas e Mato Grosso do Sul; Sentinel survey of the introduction of West Nile virus in Brazil by analyzing blood donors of Amazonas and Mato Grosso do Sul

Geraldi, Marcelo Plaisant
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
55.84%
O vírus do Oeste do Nilo (VON) é um Flavivírus capaz de infectar muitas espécies de vertebrados, incluindo o homem. Embora reconhecida desde 1940, esta virose nunca havia sido descrita nas Américas, onde emergiu nos Estados Unidos ao final da década de 1990, com numerosos casos de meningoencefalite em humanos. Posteriormente, sua transmissão por transfusão de sangue e órgãos foi comprovada, levando à implantação de testes moleculares (NAT) para a triagem de doadores nos EUA e Canadá a partir de 2003. Nos anos seguintes, o VON foi sendo progressivamente detectado em países como México, Panamá e áreas do Caribe, sugerindo sua iminente introdução na América do Sul. De fato, evidências sorológicas foram reveladas em cavalos e aves na Colômbia, Venezuela, Argentina e muito recentemente no pantanal mato-grossense (em cavalos). A vigilância epidemiológica para este agente é de grande importância para a saúde pública, visto o potencial de morbimortalidade deste vírus para humanos. Sendo assim este trabalho tem o objetivo de investigar a presença do RNA do VON em amostras de doadores de sangue, pacientes com meningoencefalite ou febre de origem indeterminada e soros e amostras cerebrais de equinos. Foram analisadas 2.202 doações de sangue do Amazonas (HEMOAM)...

Avaliação clínica da fungemia detectada pelo sistema de hemocultivo por lise-centrifugação (Isolator). Treze anos de experiência, 1994-2007

Oliveira, Flávio de Mattos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
65.94%
Foram incluídos no estudo 525 casos de fungemia causadas por Candida spp, Cryptocossus spp, Trichosporon spp, Rhodotorula spp, Histoplasma capsulatum, Saccharomyces cerevisiae e Pseudozyma aphidis, que constam nos arquivos do Laboratório de Micologia, Santa Casa-Complexo Hospitalar, Porto Alegre (RS) num período de 13 anos (1994-2007). Aspectos demográficos, doenças de base e fatores associadas aos episódios de fungemia foram estudados. Assim como, os agentes etiológicos e a mortalidade global entre os pacientes com fungemia. Os 525 casos foram classificados da seguinte maneira: candidemia (413/78,6%), subdivididos em: Candida albicans (151/36,5%), C. parapsilosis (91/22%), C. tropicalis (65/15,7%), C. glabrata (27/6,5%), C. pelliculosa (18/4,3%), C. guilliermondii (18/4,3%), C. humicola (7/1,7%), C. krusei (7/1,7%), C. famata (5/1,2%), C. lusitaniae (4/0,9%), C. sake (4/0,9%), C. lipolytica (3/0,7%), C. globosa (3/0,7%), C. intermedia (2/0,5%), C. kefyr (1/0,24%), C. colliculosa (1/0,24%) e Candida sp (8/1,9%); criptocococemia (77/14,6%), subdivididos em: Cryptococcus neoformans (72/93,5%), C. gattii (3/3,9%), C. laurentii (1/1,3%), Cryptococcus sp (1/1,3%); Histoplasma capsulatum (21/4%);Trichosporon spp (9/1,5%) subdivididos em: T. asahii (8/89%)...

Principais indicações para o exame de medula óssea no serviço de hematologia e transplante de medula óssea do Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Poletto, Karine
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
55.84%
O Exame de Medula Óssea (EMO) permite avaliação citológica da medula, sendo útil no diagnóstico e monitoramento de desordens hematológicas, quando exames mais simples não são suficientes para esclarecer o quadro clínico. Investigação clínica e laboratorial completa deve ser realizada para garantir que a indicação apropriada exista. São requeridas pelo menos duas colorações (Romanowsky e Azul da Prússia), onde devem ser avaliadas a qualidade da amostra, celularidade global da mesma, contagem diferencial de células nucleadas, relação Mielóide/Eritróide bem como cuidadosa avaliação quantitativa e qualitativa das três linhagens hematopoéticas (Granulocítica, Eritróide e Megacariocítica). O EMO fornece informações relevantes no diagnóstico e monitoramento de Leucemias/Linfomas, Mieloma Múltiplo (MM), Síndrome Mielodisplásica (SMD), Aplasia medular, doença metastática na Medula Óssea (MO), infecções em HIV positivos, febre de origem desconhecida e investigação de citopenias. Tendo em vista a classificação da OMS de 2008 para neoplasias mielóides e leucemias agudas cabe ressaltar a importância de unir achados citogenéticos, dentre os quais se destacam atualmente as mutações gênicas FLT3...

Infecções herpéticas em pacientes oncológicos pediátricos com episódios de febre = : Herpesviruses infectious in pediatric oncology patients with episodes of fever; Herpesviruses infectious in pediatric oncology patients with episodes of fever

Daniel Thomé Catalan
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.11%
Pacientes com doenças oncológicas possuem grandes períodos de neutropenia grave e são susceptíveis a complicações infecciosas. O tratamento com drogas quimioterápicas, radioterapia e em alguns casos cirurgia promovem depleção do sistema imunológico e exposição a microrganismos durante o processo cirúrgico. Durante o período de tratamento e em média até um ano após o término de terapia os episódios de febre são freqüentes e na maioria dos casos o agente etiológico não é conhecido. O tratamento faz-se então com administração de antibióticos de grande espectro, com a finalidade de realizar o tratamento empírico para vários tipos de microrganismos e a febre é chamada como febre de origem desconhecida. Através dos meios convencionais de diagnóstico uma pequena porcentagem de agentes etiológicos é identificada, e em muitos estudos não ultrapassa 25% dos episódios de febre. As hemoculturas normalmente são negativas e o tempo do diagnostico é prolongado. Dada a urgência nos cuidados com os pacientes oncológicos pediátricos a busca por um diagnóstico rápido com alta sensibilidade e especificidade se faz necessário. O objetivo deste estudo foi identificar a infecção ativa causada pelos herpesvírus (EBV...

Doença de Still do adulto: como causa do síndrome febril indeterminado

Diogo, M; Soares, J; Pimentel, T; Ferreira, A
Fonte: Centro Editor Livreiro da Ordem dos Médicos Publicador: Centro Editor Livreiro da Ordem dos Médicos
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
55.82%
Fever of unknown origin remains a diagnostic challenge with up to 50% of unexplained cases. Adult-onset Still disease typically present high fever, arthralgia, rash, pharyngitis and serositis, lymphadenopathy and hepatosplenomegaly, inflammatory markers and hepatic enzymes elevation and negative immunological study. The authors present a 46-year old man with previous admissions for fever of unknown origin with a 3-week history of fever and systemic symptoms. The study disclosed anaemia, inflammatory markers and hepatic enzymes elevation, splenomegaly and negative serological and immunological studies. The patient posteriorly presented polyarthralgias and cutaneous rash. The introduction of corticotherapy resolved symptoms and laboratories alterations. Adult-onset Still disease is a heterogeneous and rare disease and the lack of serologic markers as a true gold standard makes diagnosis difficult.

Sources and routes of transmission of Q fever: detection, identification and molecular typing of Coxiella burnetti in domestic and wild animals

Cumbassá, Aminata, 1981-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 ENG
Relevância na Pesquisa
56.11%
Tese de mestrado. Biologia (Microbiologia Aplicada). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2013; Query fever (Q fever) is a worldwide zoonosis, affecting many animal species, including Men. This zoonotic disease is caused by Coxiella burnetii, an obligate intracellular, Gram-negative filter-passing (0.3 μm) bacterium. Ticks are considered the natural primary reservoir of Coxiella burnetii, responsible for the spread of the infection in wild and domestic animals. Domestic ruminants contaminate the environment by shedding Coxiella in milk, feces, urine, saliva, vaginal secretions, placenta and amniotic fluids, being the main source of human infection. In animals, C. burnetii can cause abortion, premature birth, dead or delivery of weak offspring. Detection of sources of infection and routes of transmission, are essential for the control of C. burnetii spread among animals and transmission from animals to humans. The aim of this work is the molecular detection and characterization of Coxiella burnetii in animal samples, to elucidate the population structure of this agent in Portugal, for surveillance and epidemiological purposes. A nested-touchdown PCR assay (Trans-PCR), targeting the repetitive transposon-like element of C. burnetii insertion sequence IS1111...

Endocardite Plurivalvular com Fenómenos Embólicos Múltiplos Periféricos e Pulmonares a Propósito de um Caso Clínico

Pinto, A; Branco, LM; Pelicano, NJ; Feliciano, J; Sobrinho, G; Agapito, AF; Salomão, S; Mota Capitão, L; Quininha, J
Fonte: Sociedade Portuguesa de Cardiologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Cardiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2005 POR
Relevância na Pesquisa
75.83%
A síndrome febril indeterminada no idoso coloca sempre alguma dificuldade diagnóstica. A endocardite infecciosa, pela relativa raridade e pela atipia das suas manifestações é muitas vezes esquecida neste grupo etário, onde outras causas, nomeadamente neoplásicas, são primeiramente consideradas. Os autores apresentam um caso clínico de uma doente idosa com endocardite infecciosa subaguda mitral e tricuspide, cujo diagnóstico foi estabelecido apenas após embolização periférica. Para além de fenómenos embólicos múltiplos, esta doente teve ainda como complicação um aneurisma micótico da artéria femural esquerda a que foi operada.

Endocardite Plurivalvular com Fenómenos Embólicos Múltiplos Periféricos e Pulmonares a Propósito de um Caso Clínico

Pinto, A; Branco, LM; Pelicano, NJ; Feliciano, J; Sobrinho, G; Agapito, AF; Salomão, S; Mota Capitão, L; Quininha, J
Fonte: Sociedade Portuguesa de Cardiologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Cardiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2005 POR
Relevância na Pesquisa
75.83%
A síndrome febril indeterminada no idoso coloca sempre alguma dificuldade diagnóstica. A endocardite infecciosa, pela relativa raridade e pela atipia das suas manifestações é muitas vezes esquecida neste grupo etário, onde outras causas, nomeadamente neoplásicas, são primeiramente consideradas. Os autores apresentam um caso clínico de uma doente idosa com endocardite infecciosa subaguda mitral e tricuspide, cujo diagnóstico foi estabelecido apenas após embolização periférica. Para além de fenómenos embólicos múltiplos, esta doente teve ainda como complicação um aneurisma micótico da artéria femural esquerda a que foi operada.

Doença de Kikuchi

Luis, C; Pita, A; Brito, MJ; Cuesta, L; Dias, A; Machado, MC
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
66.05%
A doença de Kikuchi-Fugimoto é uma doença rara, autolimitada e de origem desconhecida. O quadro clínico manifesta-se mais frequentemente por adenomegálias cervicais, febre e astenia mas a apresentação pode ser variável. Descrevem-se dois casos desta entidade em adolescentes de 14 e 12 anos, do sexo feminino, cujas apresentações clínicas foram distintas. Ambas apresentavam anemia normocítica, leucopenia e elevação da velocidade de sedimentação. O estudo da autoimunidade revelou anticorpos positivos e os achados histológicos da biópsia ganglionar conduziram ao diagnóstico de doença de Kikuchi-Fugimoto. A doença de Kikuchi-Fugimoto deve ser considerada no diagnóstico diferencial de febre e adenomegálias de etiologia desconhecida. A possível associação com lupus eritematoso sistémico torna necessário o seguimento acompanhamento e vigilância destas doentes a longo prazo.

A criança com febre no consultório

Murahovschi,Jayme
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2003 PT
Relevância na Pesquisa
76.1%
OBJETIVO: quando a queixa febre é única ou preponderante, em criança atendida em consultório ou ambulatório, é recomedado selecionar aquelas que requerem investigação mais apurada, determinar os exames mais indicados para triagem, detectar os casos que exigem intervenção imediata e saber lidar com o sintoma febre e a ansiedade que ela provoca. FONTES DE DADOS: levantamento bibliográfico no Medline e em artigos previamente selecionados por sua importância. SÍNTESE DE DADOS: a febre pode acarretar alguns efeitos danosos e outros benéficos, nenhum de grande monta. A anamnese deve enfocar faixa etária, intensidade da febre, tremores de frio, alterações evidentes do apetite e do comportamento (estado infeccioso), outros sintomas localizatórios e duração do episódio febril. Os exames de triagem são hemograma, VHS, proteína C-reativa, exame de urina (leucócitos e bacterioscópico), eventualmente liquor e hemocultura. O tratamento da febre pode ser feito com antitérmicos, às vezes, completado com meios físicos (banho, compressas) para reduzir o desconforto. CONCLUSÃO: a criança com febre exige do pediatra conhecimentos técnicos que se aplicam a todos os casos, e empatia, para individualizar a conduta.

Abscesso hepático de origem hematogênica em paciente com febre de origem indeterminada

Granato,Mariana Facchini; Giorno,Eliana Paes de C.; Schvartsman,Cláudio; Reis,Amélia Gorete
Fonte: Sociedade de Pediatria de São Paulo Publicador: Sociedade de Pediatria de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
116.15%
OBJETIVO: Descrever uma apresentação atípica de abscesso hepático em paciente pediátrico e realizar uma revisão da literatura no que diz respeito às diferenças observadas na etiopatogenia do quadro, quando considerados os países desenvolvidos e aqueles em desenvolvimento. DESCRIÇÃO DO CASO: Paciente de 13 anos, do sexo masculino, foi trazido ao pronto-socorro pediátrico devido à febre diária e à perda de peso, sem alterações ao exame físico. Na investigação realizada, o ultrassom abdominal evidenciou área heterogênea nodulariforme relativamente definida, compatível com abscesso hepático. Foi realizada drenagem cirúrgica e antibioticoterapia. No material da drenagem houve crescimento de Staphylococcus aureus sensível à oxacilina. COMENTÁRIOS: O caso demonstra a importância de o pediatra conhecer as principais causas da febre de origem indeterminada, saber desenvolver a abordagem investigativa e, frente ao diagnóstico de abscesso hepático, aferir a possibilidade de o agente etiológico ser o Staphylococcus aureus, principalmente quando houver relato de rotura da pele.

Doença de Kikuchi-Fujimoto antes do diagnóstico de lúpus eritematoso sistêmico juvenil

Martins,Sofia S.; Buscatti,Izabel M.; Freire,Pricilla S.; Cavalcante,Erica G.; Sallum,Adriana M.; Campos,Lucia M.A.; Silva,Clovis A.
Fonte: Sociedade Brasileira de Reumatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Reumatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2014 PT
Relevância na Pesquisa
65.84%
A doença de Kikuchi-Fujimoto (DKF) é uma linfadenite necrosante histiocítica autolimitante de origem desconhecida. É digno de nota que a DKF era apenas pouco frequentemente comunicada em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico (LES), com rara ocorrência em pacientes com LES juvenil (LESJ). Até onde vai nosso conhecimento, ainda não foi estudada a prevalência de DKF na população pediátrica lúpica. Assim, em um período de 29 anos consecutivos, 5.682 pacientes foram acompanhados em nossa instituição e 289 (5%) satisfaziam os critérios de classificação do American College of Rheumatology para LES; um sofria DKF isolado (0,03%) e apenas um padecia de DKF associada a diagnósticos de LESJ; este caso foi descrito no presente artigo. Uma jovem com 12 anos de idade apresentava-se com febre alta, fadiga e linfadenopatia cervical e axilar. Os anticorpos antinucleares (ANA) estavam negativos, com imunologia positiva para IgM e IgG antivírus do herpes simples tipos 1 e 2. As imagens obtidas por tomografia por emissão de pósitrons com flúor-18-fluoro-desoxi-glicose/tomografia computadorizada (PET/TC) demonstraram linfadenopatia difusa. A biópsia dos linfonodos axilares demonstrou linfadenite necrosante com presença de histiócitos...

Doença de Kikuchi

Luis, Catarina; Maia Pita, Ana; João Brito, Maria; Cuesta, Lourdes; Dias, Alexandra; Machado, Maria do Céu
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Formato: application/pdf
Publicado em 13/08/2014 POR
Relevância na Pesquisa
56.05%
A doença de Kikuchi-Fugimoto é uma doença rara, autolimitada e de origem desconhecida. O quadro clínico manifesta-se mais frequentemente por adenomegálias cervicais, febre e astenia mas a apresentação pode ser variável. Descrevem-se dois casos desta entidade em adolescentes de 14 e 12 anos, do sexo feminino, cujas apresentações clínicas foram distintas. Ambas apresentavam anemia normocítica, leucopenia e elevação da velocidade de sedimentação. O estudo da autoimunidade revelou anticorpos positivos e os achados histológicos da biópsia ganglionar conduziram ao diagnóstico de doença de Kikuchi-Fugimoto. A doença de Kikuchi-Fugimoto deve ser considerada no diagnóstico diferencial de febre e adenomegálias de etiologia desconhecida. A possível associação com lupus eritematoso sistémico torna necessário o seguimento acompanhamento e vigilância destas doentes a longo prazo.

Um caso atípico de doença de Lyme

Costa, Nélia Joana Feliciano; ULSBA - Hospital José Joaquim Fernandes, Beja; Silva, Sílvia; Morais, Andreia; Seves, Graça; Cavaco, Aniceta; Gaspar, Maurílio
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Formato: application/pdf
Publicado em 08/11/2013 POR
Relevância na Pesquisa
65.94%
A doença de Lyme é uma doença infeciosa causada pela bactéria Borrelia burgdorferi, cujo vetor é geralmente uma carraça infetada, que possui uma apresentação clínica bastante diversa. Relata-se o caso de uma criança do sexo masculino, oito anos de idade, com uma apresentação atípica de doença de Lyme: febre recorrente com um mês de evolução, acompanhada de sintomatologia inespecífica. Após extensa investigação e exclusão das principais patologias infecciosas, autoimunes e neoplásicas responsáveis por quadro de febre de origem desconhecida, o diagnóstico de doença de Lyme só foi possível à custa de um elevado índice de suspeição clínica.

Febre de origem indeterminada: uma causa rara; Fever of unknown origin: an uncommon cause

Vilas-Bôas, S; Cabral, P; Lopes, P
Fonte: Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca, E.P.E. Publicador: Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca, E.P.E.
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
76%