Página 1 dos resultados de 14014 itens digitais encontrados em 0.102 segundos

Fatores de risco para a leptospirose em fêmeas bovinas em idade reprodutiva no Estado da Bahia, Nordeste do Brasil; Risk factors associated with leptospirosis in cows in the state of Bahia, northeastern Brazil

OLIVEIRA, Flávia Carolina Souza de; AZEVEDO, Sérgio Santos de; PINHEIRO, Sonia Regina; BATISTA, Carolina de Souza Américo; MORAIS, Zenaide Maria de; SOUZA, Gisele Oliveira de; GONÇALES, Amane Paldês; VASCONCELLOS, Silvio Arruda
Fonte: Rio de Janeiro Publicador: Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
125.93%
Foram identificados fatores de risco associados à leptospirose em fêmeas bovinas em idade reprodutiva no Estado da Bahia. Foram amostradas aleatoriamente 10.823 fêmeas bovinas com idade igual ou superior a 24 meses procedentes de 1.414 propriedades. Para o diagnóstico sorológico da infecção por Leptospira spp., foi utilizada a Soroaglutinação Microscópica (SAM) utilizando 24 sorovares como antígenos. Um rebanho foi considerado foco quando apresentou pelo menos um animal soropositivo. Das 1.414 propriedades investigadas, 1.076 (77,9%; IC 95% = 75,7-80,0%) apresentaram pelo menos um animal reagente na SAM para qualquer sorovar. O sorovar Hardjo (Hardjoprajitno) foi o mais prevalente, com 34,49% (IC 95% = 31,97-37,14%) das propriedades positivas. Presença de mais de 28 fêmeas bovinas em idade reprodutiva no rebanho (OR=2,11; p<0,001), presença de cervídeos (OR=2,02; p=0,010), compra de animais (OR=1,57; p<0,001), abate de animais na própria fazenda (OR=1,58; p=0,030) e utilização de partos compartilhados (OR=1,63; p<0,001) foram identificados como fatores de risco para leptospirose por qualquer sorovar. Os fatores de risco para leptospirose pelo sorovar Hardjo (Hardjoprajitno) foram a presença de suínos (OR=1,28; p=0...

Drug use and risk factors among secondary students; Uso de drogas y factores de riesgo entre estudiantes de enseñanza media; Uso de drogas e fatores de risco entre estudantes de ensino médio

JINEZ, Lourdes Jordán; SOUZA, José Roberto Molina de; PILLON, Sandra Cristina
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
125.93%
Adolescence is a phase of exposure to several risk behaviors, especially the experimental use of drugs and its associated problems. The study aims to identify risk factors and drug use among secondary students in Comonfort, Guanajuato, Mexico. This is a cross-sectional study, using a version of the Drug User Screening Inventory (DUSI) adapted from Portuguese to Spanish. The sample was composed of 695 (42.9%) students, 52.8% women. Drug use was present in 20.3%, predominantly alcohol and tobacco. Risk factors are related to the male gender, older than 13 years, second and third grades, living with relatives, poor relationships, curiosity, family conflicts, peer pressure and solidarity. CONCLUSION: alcohol and tobacco are the most used drugs and are associated to curiosity and peer pressure.; La adolescencia es una etapa de exposición a múltiples factores de riesgo, que hace los adolescentes vulnerables al uso de drogas y problemas asociados. OBJETIVO: identificar los factores de riesgo y el uso de drogas entre los estudiantes de educación secundaria en Comonfort, Guanajuato, México. MÉTODOS: Estudio exploratorio, transversal. La recolección de datos fue con el DUSI, versión adaptada del portugués para el español, de forma autoaplicada...

Occupation and risk factors for type 2 diabetes: a study with health workers; Ocupação e fatores de risco para diabetes tipo 2: estudo com trabalhadores de enfermagem; Ocupación y factores de riesgo para diabetes tipo 2: un estudio en trabajadores de enfermería

ALMEIDA, Vitória de Cássia Félix de; ZANETTI, Maria Lúcia; ALMEIDA, Paulo César de; DAMASCENO, Marta Maria Coelho
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
125.97%
We aimed to analyze the interrelationships between occupation and prevalence of risk factors for type 2 diabetes in workers at a hospital in Fortaleza-CE. Cross-sectional study with 299 subjects and form-based, covering socio-demographic concerns and risk factors for Type 2 Diabetes. Results showed that 40.5% of the sample were nursing workers, 63.9% were women, 68.6% were under 35 years of age, 49.5% had an education level equivalent to high school and 51.9% had no marriage or stable union. Comparison among the prevalence of risk factors in different occupations was significant (p<0.05) for the following factors: abdominal obesity, waist-hip ratio increased, sedentary lifestyle and HDL-cholesterol <35 mg/dl, and the nursing workers showed higher prevalence levels for these three factors. Hence, within the study context, nursing workers are at an increased risk for developing diabetes in comparison with other health professionals.; Objetivou-se analisar as inter-relações entre ocupação e prevalência de fatores de risco para diabetes tipo 2. Participaram 299 sujeitos, trabalhadores de um hospital público de Fortaleza, CE. Para a coleta de dados utilizou-se um formulário, contemplando variáveis sociodemográficas e relativas aos fatores de risco para diabetes tipo 2. Verificou-se que 40...

Fatores de risco para óbito em pacientes idosos gravemente enfermos; Risk factors for death among critically ill elderly patients

ALVES, Gisele Collyer; SILVA JÚNIOR, Geraldo Bezerra da; LIMA, Rafael Siqueira Athayde; SOBRAL, Juliana Barbosa; MOTA, Rosa Maria Salani; ABREU, Krasnalhia Lívia Soares de; ROCHA, Natália Albuquerque; NOGUEIRA, Charlys Barbosa; DAHER, Elizabeth De Fran
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
125.95%
OBJETIVO: A população idosa está aumentando em todo o mundo, assim como a necessidade de cuidados intensivos para os idosos. Existem poucos estudos que investiguem os fatores de risco para óbito em pacientes idosos gravemente enfermos. Este estudo teve o objetivo de investigar os fatores associados ao óbito em uma população de pacientes idosos gravemente enfermos admitidos a uma unidade de terapia intensiva no Brasil. MÉTODOS: Estudo retrospectivo de coorte que incluiu todos os pacientes idosos (idade ≥ 60 anos) admitidos a uma unidade de terapia intensiva em Fortaleza, Brasil, de janeiro a dezembro de 2007. Foi realizada uma comparação entre os sobreviventes e os não sobreviventes, e os fatores de risco para óbito foram investigados por meio de análise univariada e multivariada. RESULTADOS: Foi incluído um total de 84 pacientes, com uma média de idade de 73 ± 7,6 anos, sendo 59% do gênero feminino. A mortalidade foi de 62,8%. A principal causa de morte foi disfunção de múltiplos órgãos (42,3%), seguido por choque séptico (36,5%) e choque cardiogênico (9,7%). As complicações durante a permanência na unidade de terapia intensiva associadas com óbito foram insuficiência respiratória (OR = 61; p<0.001)...

Prevalência e fatores de risco associados à doença arterial periférica no projeto corações do Brasil; Prevalence and risk factors associated with peripheral arterial disease in the hearts of Brazil project

MAKDISSE, Marcia; PEREIRA, Alexandre da Costa; BRASIL, David de Pádua; BORGES, Jairo Lins; MACHADO-COELHO, George Luiz Lins; KRIEGER, José Eduardo; NASCIMENTO NETO, Raimundo Marques; CHAGAS, Antonio Carlos Palandri; Projeto Corações do Brasil e do Com
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
125.96%
FUNDAMENTO: A doença arterial obstrutiva periférica (DAOP) está associada ao maior índice de risco cardiovascular. No Brasil, faltam dados sobre sua prevalência e fatores de risco. OBJETIVO: Avaliar prevalência e fatores de risco associados à DAOP nas cidades brasileiras com > cem mil habitantes. MÉTODOS: Estudo transversal, multicêntrico, que avaliou 1.170 indivíduos (>18 anos), em 72 centros urbanos, participantes do Projeto Corações do Brasil. O diagnóstico de DAOP baseou-se na medida do índice tornozelo-braquial (ITB) < 0,90. A análise estatística utilizou teste Qui-quadrado (Pearson) corrigido para amostras complexas e intervalos de confiança. P < 0,05 foi considerado significativo. RESULTADOS: A prevalência de DAOP foi de 10,5% e apenas 9% dos portadores da doença apresentaram claudicação. A DAOP esteve associada à presença de diabetes, obesidade total e abdominal, acidente vascular cerebral (AVC) e doença isquêmica do coração (DIC). Houve tendência a maior prevalência de DAOP na presença de hipertensão, insuficiência cardíaca, insuficiência renal dialítica e tabagismo >20 anos/maço. Mulheres coronariopatas apresentaram risco 4,9 vezes maior de ter DAOP, do que aquelas sem coronariopatia e...

Vigilância de fatores de risco para doenças não transmissíveis entre adolescentes: a experiência da cidade do Rio de Janeiro, Brasil; Surveillance of risk factors for non-communicable diseases among adolescents: the experience in Rio de Janeiro, Brazil

CASTRO, Inês Rugani Ribeiro de; CARDOSO, Letícia Oliveira; ENGSTROM, Elyne Montenegro; LEVY, Renata Bertazzi; MONTEIRO, Carlos Augusto
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
125.93%
Este trabalho apresenta métodos e resultados da implantação de sistema de vigilância de fatores de risco para doenças não transmissíveis entre adolescentes. Uma amostra (n = 1.699) probabilística de alunos de oitava série do ensino fundamental da rede pública municipal de ensino do Rio de Janeiro, Brasil, respondeu a questionário autopreenchido anônimo sobre consumo alimentar, atividade física, atividades sedentárias de lazer e consumo de cigarro. Estimativas de prevalência dos fatores de risco foram calculadas para o total da amostra e segundo sexo. Taxas de não resposta variaram de 0,2% a 13,4%. Foram observados: baixo consumo de frutas (45,8%) e hortaliças (20% e 16,5% para saladas e legumes cozidos), consumo freqüente de refrigerantes (36,7%), balas e doces (46,7%), grande quantidade de horas alocadas em frente à TV, computador ou videogame (71,7% alocam pelo menos 4h/dia nestas atividades), baixa freqüência de prática regular de atividade física (40%) e prevalência de 6,4% de fumantes. Meninas apresentaram menores índices de atividade física e maiores de consumo de cigarro. O sistema testado mostrou-se factível e indicou prevalências relevantes de fatores de risco para doenças não transmissíveis.; This paper presents the methodology and results of the implementation of a Surveillance System for Non-Communicable Disease Risk Factors in Adolescents. A random sample of 8th-grade students (n = 1...

Monitoramento por entrevistas telefônicas de fatores de risco para doenças crônicas: experiência de Goiânia, Goiás, Brasil; Surveillance of risk factors for chronic diseases through telephone interviews: experience in Goiânia, Goiás State, Brazil

PEIXOTO, Maria do Rosário Gondim; MONEGO, Estelamaris Tronco; ALEXANDRE, Veruska Prado; SOUZA, Rávila Graziany Machado de; MOURA, Erly Catarina de
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
125.93%
Este estudo descreve alguns resultados do sistema de monitoramento de fatores de risco para doenças crônicas por entrevistas telefônicas no Município de Goiânia, Goiás, Brasil, 2005. Foi estudada amostra probabilística (n = 2.002) da população adulta servida por linhas telefônicas residenciais fixas. Foram analisadas variáveis comportamentais (consumo alimentar, atividade física, tabagismo e consumo de bebida alcoólica), peso e altura referidos e referência a diagnóstico médico de doenças crônicas. Foram calculadas estimativas de prevalência e valores de qui-quadrado. Observou-se baixo consumo de frutas e hortaliças (47,1%), alta freqüência de inatividade física ocupacional (86,6%), no deslocamento para o trabalho (92,6%) e lazer (61,9%), consumo excessivo de bebidas alcoólicas (23,2%), excesso de peso (36,5%), obesidade (10,6%), hipertensão arterial (22,4%), dislipidemias (18,4%) e diabetes (4,4%). A maioria dos fatores de risco apresentou associação inversa com escolaridade e direta com idade, com diferenças significativas entre sexos (p < 0,05). Observou-se alta prevalência dos fatores de risco de doenças crônicas não transmissíveis e de auto-referidas. Aspectos positivos do sistema: baixo custo operacional...

Gender and schooling inequalities in risk and protective factors for chronic diseases among Brazilian adults, through telephone survey; Desigualdades de sexo e escolaridade em fatores de risco e proteção para doenças crônicas em adultos Brasileiros, por meio de inquéritos telefônicos

MALTA, Deborah Carvalho; MOURA, Erly Catarina; MORAIS NETO, Otaliba Libanio de
Fonte: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
125.95%
OBJECTIVES: To assess risk and protective factors for chronic noncommunicable diseases (CNCD) and to identify social inequalities in their distribution among Brazilian adults. METHODS: The data used were collected in 2007 through VIGITEL, an ongoing population-based telephone survey. This surveillance system was implemented in all of the Brazilian State capitals, over 54,000 interviews were analyzed. Age-adjusted prevalence ratios for trends at different schooling levels were calculated using Poisson regression with linear models. RESULTS: These analyses have shown differences in the prevalence of risk and protective factors for CNCD by gender and schooling. Among men, the prevalence ratios of overweight, consumption of meat with visible fat, and dyslipidemia were higher among men with more schooling, while tobacco use, sedentary lifestyle, and high-blood pressure were lower. Among women, tobacco use, overweight, obesity, high-blood pressure and diabetes were lower among men with more schooling, and consumption of meat with visible fat and sedentary lifestyles were higher. As for protective factors, fruit and vegetables intake and physical activity were higher in both men and women with more schooling. CONCLUSION: Gender and schooling influence on risk and protective factors for CNCD...

Fatores de risco e proteção para doenças crônicas não transmissíveis obtidos por inquérito telefônico - VIGITEL Brasil - 2009; Risk and protection factors for chronic non communicable diseases by telephone survey - VIGITEL - 2009

ISER, Betine Pinto Moehlecke; CLARO, Rafael Moreira; MOURA, Erly Catarina de; MALTA, Deborah Carvalho; MORAIS NETO, Otaliba Libânio
Fonte: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
125.93%
OBJETIVO: Descrever os fatores de risco e proteção para doenças crônicas não transmissíveis resultantes do Sistema de Vigilância por Inquérito Telefônico (VIGITEL) em 2009. METODOLOGIA: Prevalências dos principais fatores de risco e proteção foram estimadas na população >18 anos a partir de entrevistas telefônicas em amostras probabilísticas da população coberta por telefonia fixa nas capitais de estados do Brasil e no Distrito Federal, segundo sexo, faixa etária e escolaridade. RESULTADOS: Foram realizadas 54.367 entrevistas. Fumantes e ex-fumantes corresponderam a 15,5e 22% da população adulta brasileira, respectivamente. O excesso de peso atinge 46,6% dos adultos; 33% relataram consumo de carne com gordura e 18,9% afirmaram consumir bebida alcoólica de forma abusiva. Tais fatores de risco são mais prevalentes em homens e em geral nos indivíduos jovens e de menor escolaridade. A prevalência de atividade física no lazer é de 18,8% (IC95% 17,4-20,1) em homens e de 11,3% (IC95% 10,6-12,0) nas mulheres. A inatividade física atinge 15,6% da população e aumenta com a idade. O consumo de frutas, legumes e verduras e a atividade física no lazer são mais frequentes em homens e mulheres com mais anos de estudo. Diagnóstico de hipertensão arterial foi referido por 21...

Fatores de risco para quedas recorrentes entre mulheres e homens brasileiros: o Estudo Brasileiro sobre Osteoporose (BRAZOS); Risk factors for recurrent falls among Brazilian women and men: the Brazilian Osteoporosis Study (BRAZOS)

PINHEIRO, Marcelo de Medeiros; CICONELLI, Rozana Mesquita; MARTINI, Lígia Araújo; FERRAZ, Marcos Bosi
Fonte: Rio de Janeiro Publicador: Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
125.93%
Estimar a freqüência de quedas recorrentes e identificar os principais fatores de risco associados. O BRAZOS é o primeiro estudo epidemiológico realizado em amostragem representativa da população brasileira. Dados antropométricos, hábitos de vida, fratura prévia, quedas, dieta, atividade física e qualidade de vida foram avaliados em 2.420 indivíduos adultos. Quedas recorrentes foram referidas por 15,5% dos homens e 25,6% das mulheres. Nas mulheres, os fatores de risco associados com quedas recorrentes foram idade, fratura prévia, sedentarismo, pior qualidade de vida, diabete mellitus e uso atual de benzodiazepínicos. Nos homens, foram idade, pior qualidade de vida, consumo de bebidas alcoólicas, diabete mellitus, fratura prévia e uso atual de benzodiazepínicos. Maior ingestão de vitamina D desempenhou efeito protetor sobre o risco de quedas recorrentes. Esses achados demonstram elevada prevalência de quedas recorrentes e enfatizam a necessidade de uma abordagem multidisciplinar a fim de minimizá-las bem como de suas conseqüências como as fraturas por osteoporose; The objective of the study was to estimate the frequency of recurrent falls and identify the main associated risk factors. The BRAZOS is the first epidemiological study performed on a representative sample of the Brazilian population. Anthropometric data...

Fatores de risco para hipertensão arterial entre estudantes do ensino médio; Risk factors for hypertension among middle school students; Fatores de riesgo para la hipertensión arterial entre estudiantes de enseñanza media

Freitas, Dayana; Rodrigues, Cintia Simões; Yagui, Cintia Megumi; Carvalho, Raphael Santos Teodoro de; Marchi-Alves, Leila Maria
Fonte: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo Publicador: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
125.96%
OBJETIVO: Identificar os valores pressóricos e estimar a frequência de fatores de risco para a hipertensão arterial entre estudantes do ensino médio. MÉTODOS: Estudo descritivo de corte transversal, desenvolvido em escolas da Região Sudeste brasileira. Fizeram parte da amostra 184 adolescentes matriculados na segunda série do ensino médio, em 2009. Além da mensuração das variáveis clínicas, foram aplicados instrumentos para identificação de fatores de risco associados à doença hipertensiva. RESULTADOS: A alteração pressórica foi um parâmetro detectado em 22,3% da amostra. Dentre os fatores de risco investigados, o histórico familiar de doenças cardiovasculares e o consumo de álcool foram os mais prevalentes. CONCLUSÃO: Há necessidade de valorizar as medidas de prevenção primária e detecção precoce da hipertensão arterial entre adolescentes, com especial atenção para a avaliação dos antecedentes familiares e adoção de hábitos de risco.

Fatores de risco para trauma vascular durante a quimioterapia antineoplásica: contribuições do emprego do risco relativo; Risk factors for vascular trauma during antineoplastic chemotherapy: contributions of the use of relative risk; Factores de riesgo para el trauma vascular durante la quimioterapia antineoplásica: contribuciones del empleo del riesgo relativo

Rodrigues, Cíntia Capucho; Guilherme, Caroline; Costa Júnior, Moacyr Lobo da; Carvalho, Emilia Campos de
Fonte: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo Publicador: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
125.95%
OBJETIVO: identificar a relação entre os fatores de risco para trauma vascular e o surgimento de eventos adversos de infiltração ou flebite por quimioterapia antineoplásica. MÉTODOS: Estudo de abordagem quantitativa observacional com 30 mulheres com câncer de mama. RESULTADOS: O tipo de material do cateter apresentou associação que sugere risco (RR=2,76; IC=1,199; 6,369); o fator velocidade de infusão apresentou RR=2,22; entretanto, IC= 0,7672; 6,436; os fatores trajetória, número de punção e mobilidade da veia apresentaram RR<1 mas não podem ser considerados como fatores de proteção. Local de inserção e a visibilidade da veia apresentaram risco próximo a 1. CONCLUSÃO: O uso de cateter com metal para punção venosa foi considerado neste estudo como fator para Risco de Trauma Vascular. A análise da associação pelo RR mostrou-se concordante com os dados da literatura pesquisada.

Resultados do monitoramento dos Fatores de risco e Proteção para Doenças Crônicas Não Transmissíveis nas capitais brasileiras por inquérito telefônico, 2008; Monitoring of Risk and Protective factors for Chronic Non Communicable Diseases by telephone survey in Brazilian State Capitals, 2008

Malta, Deborah Carvalho; Silva, Sara Araújo da; Oliveira, Patrícia Pereira Vasconcelos de; Iser, Betine Pinto Moehlecke; Bernal, Regina Tomie Ivata; Sardinha, Luciana Monteiro Vasconcelos; Moura, Lenildo de
Fonte: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
125.98%
OBJETIVO: Analisar os fatores de risco e proteção para Doenças Crônicas Não Transmissíveis - DCNT nas capitais do Brasil. METODOLOGIA: Foram analisadas informações provenientes do sistema de vigilância de fatores de risco e proteção para DCNT por inquérito telefônico - VIGITEL, em 2008. A amostra foi composta por 54 mil entrevistas sendo as frequências apresentadas para o conjunto das capitais por sexo, faixa etária e escolaridade. RESULTADOS: O estudo mostrou diferenças na prevalência de fatores de risco e proteção de DCNT entre sexos, idade e escolaridade. Os homens apresentaram maiores frequências de fatores de risco como fumo, excesso de peso, consumo de refrigerantes, carnes com excesso de gordura e bebidas alcoólicas. Os homens praticam mais atividade física no lazer. As mulheres se alimentam melhor e referem mais diagnóstico médico de doenças, como hipertensão arterial, dislipidemia e osteoporose, além de estado de saúde ruim. Em geral, os fatores de risco são mais frequentes na população de menor escolaridade. DISCUSSÃO: Estas informações devem redirecionar a implementação das políticas públicas com foco em um modo de viver mais saudável e escolhas individuais mais adequadas por parte da população adulta brasileira.

Incidência de úlceras por pressão e fatores de risco em idosos institucionalizados; Ulcer incidence by pressure and risk factors in institutionalized elders

Souza, Diba Maria Sebba Tosta de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/07/2005 PT
Relevância na Pesquisa
125.93%
A ocorrência de úlceras por pressão (UP) é realidade em vários locais de assistência à saúde e caracterizam-se por serem lesões freqüentemente encontradas em pacientes graves hospitalizados ou em locais de institucionalização por longos períodos. O objetivo geral deste estudo foi: analisar a incidência de úlceras por pressão e os fatores de risco para o seu desenvolvimento em pessoas idosas residentes em Instituições de Longa Permanência (ILPI). Trata-se de estudo quantitativo de coorte, prospectivo. Inicialmente o projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade do Vale do Sapucaí e aprovação dos responsáveis em quatro Instituições de Longa Permanência para os idosos (ILPI), em 3 cidades do Sul de Minas Gerais, que constituíram os locais para a coleta de dados. A amostra constou de 94 idosos que atenderam os seguintes requisitos: ter idade igual ou superior a 60 anos; apresentar escore = 18 (em aplicação da Escala de Braden) e aceitar participar do estudo. Os dados foram obtidos através de exame físico, entrevista e análise dos prontuários, pela pesquisadora além de 9 colaboradores, enfermeiros e alunos de graduação, previamente treinados. Os idosos, que se enquadraram nos critérios de inclusão...

Fadiga no doente com câncer colo-retal: fatores de risco e preditivos; Fatigue in colo-rectal cancer patients: risk and predictive factors

Mota, Dalete Delalibera Corrêa de Faria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
125.94%
INTRODUÇÃO: Não existem estudos preditivos sobre fadiga em doentes com câncer colo-retal, embora fadiga seja descrita como freqüente na população oncológica. OBJETIVO: Identificar os fatores de risco e preditivos independentes de fadiga em doentes com câncer colo-retal. MÉTODO: Estudo preditivo que envolveu amostra não-probabilística de 157 pacientes adultos ambulatoriais com tumor primário de cólon ou reto (idade média 60±11,7 anos; 54% homens; média de anos de escolaridade 10,7±5,4 anos; estádio IV 44,8%), atendidos em quatro serviços de oncologia do município de São Paulo, Brasil (julho/2006 a julho/2007). Os pacientes preencheram a Ficha de Identificação, a Escala de Fadiga de Piper-Revisada (0-10; ponto de corte: >4; ?=0,94), o Inventário de Depressão de Beck (0-63; ponto de corte: >13; ?=0,83), a Escala de Karnofky (0%-100%; ponto de corte: <80), a Escala de Prejuízo do Sono (0-10; ponto de corte: >5) e a Escala de Dor (0-10; ponto de corte: >6). Os pontos de corte foram estabelecidos pela análise da curva ROC (Receiver Operating Characteristic), com exceção do ponto de corte de fadiga, que foi estabelecido após análise da distribuição dos escores em percentis e do critério proposto pela National Comprehensive Cancer Network. RESULTADOS: Fadiga foi referida por 26...

Avaliação do hábito intestinal e fatores de risco para incontinência anal na população geral; Bowel habits evaluation and anal incontinence risk factors in the general population

Domansky, Rita de Cássia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
125.94%
Este estudo teve por objetivo avaliar o hábito intestinal e os fatores de risco para incontinência anal (IA) em adultos da população geral, residentes na área urbana da cidade de Londrina - PR. Estudo epidemiológico de base populacional, de corte transversal, realizado após a aprovação do Comitê de Ética da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo. Dois mil cento e sessenta e dois indivíduos, com idade igual ou superior a 18 anos, condições físicas e mentais adequadas e que aceitaram a participar do estudo, compuseram a amostra, estabelecida a partir de amostragem estratificada por conglomerado, constituídos pelas ruas sorteadas aleatoriamente dentro dos 390 setores censitários do município. Todos os residentes nos domicílios das ruas sorteadas, que atenderam aos critérios de inclusão foram entrevistados utilizando-se dois instrumentos: Dados demográficos e o Hábito intestinal na comunidade (adaptado e validado para a língua portuguesa por Domansky e Santos, 2007). Os dados foram submetidos aos testes de Qui-Quadrado e Exato de Fischer. O predomínio foi do sexo feminino (1203 / 56%); média etária de 40,6±16,4; brancos (1591/74%); união estável (1290 / 60%); 9 a 12 anos de estudo (784/ 36%); 37% pessoas sem ocupação definida; 44% tinham remuneração entre 2 e 3...

Hipertensão arterial e fatores de risco em servidores atendidos pelo departamento de assistência da Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Freire, Lucia de Fatima
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Enfermagem; Assistência à Saúde Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Enfermagem; Assistência à Saúde
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
126.02%
Systemic arterial hypertension is a multifactorial disease that contributes to the country´s high cardiovascular morbi-mortality rates. Considering that hypertension affects individuals in their most productive age while facing work and living risk factors, it is important to investigate its occurrence and predisposing factors in different occupational segments. The objective of this study was to identify the prevalence of hypertension among workers attended to in a medical service of a public university, their hypertension levels, the risk factors present, and their knowledge of the factors that influence the arterial pressure. The epidemiologic study was conducted in the Health Department of the Federal University of Rio Grande do Norte with 102 workers that sought care in the medical clinic during the months of March to May 2009. Data were collected by means of a questionnaire and measurements of systolic and diastolic arterial pressure (SAP and DAP) that were classified in stages according to the Brazilian Society of Hypertension and the degree of risk for cardiovascular events according to the criteria of the Brazilian Society for Cardiology. Data were analyzed using descriptive statistics. The workers were, on average, 54 years of age; the majority (67%) was male and had primary or middle educational level; they worked mainly in supplemental units and deanship offices conducting different functions such as security guards...

Estudo da incidência e dos fatores de risco da nefrotoxicidade por vancomicina em um hospital terciário; Incidence and risk factors for vancomycin-associated nephrotoxicity in a tertiary hospital

Azevedo, Maria Fernanda Salomão de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
125.97%
Introdução: Vancomicina, considerada o antibiótico de primeira escolha para o tratamento de infecções estafilocócicas, é eliminada por filtração glomerular, e a sua administração deve ser individualizada de acordo com a função renal. As diretrizes atuais recomendam doses e níveis séricos maiores, para aumentar as chances de bons resultados clínicos. Questiona-se se esta estratégia causaria maior nefrotoxicidade. Objetivos: Comparar a frequência de injúria renal aguda (IRA) em pacientes com suspeita de infecção estafilocócica tratados com vancomicina ou com outros antimicrobianos com o mesmo perfil terapêutico em um hospital terciário. Analisar a associação do uso de vancomicina com o desenvolvimento de IRA nestes pacientes. Avaliar os fatores de risco associados ao desenvolvimento de IRA nos pacientes tratados com vancomicina. Identificar os fatores de risco associados à letalidade precoce e tardia nos pacientes com suspeita de infecção estafilocócica tratados com vancomicina ou outros antimicrobianos com o mesmo perfil terapêutico. Métodos: Foram analisados os prontuários dos pacientes com suspeita de infecção estafilocócica que receberam os antimicrobianos vancomicina, teicoplanina, oxacilina, daptomicina ou linezolida por pelo menos três dias nos anos de 2010 e 2011 em um hospital terciário. Analisou-se a frequência de IRA associada ao uso de vancomicina (critério KDIGO) e. por regressão logística...

Prevalência de fatores de risco para doenças crônicas: inquérito populacional mediante entrevistas telefônicas em Botucatu, São Paulo, 2004; Prevalence of risk factors for chronic diseases: population survey by telephone interviews in Botucatu, São Paulo, 2004

CARVALHAES, Maria Antonieta de Barros Leite; MOURA, Erly Catarina de; MONTEIRO, Carlos Augusto
Fonte: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
125.93%
OBJETIVO: Descrever resultados da aplicação de um sistema de monitoramento de fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) por meio de entrevistas telefônicas (SIMTEL) no município de Botucatu/SP. MÉTODOS: Entrevistou-se amostra probabilística (n = 1.410) da população de indivíduos com 18 ou mais anos de idade residente em domicílios do município de Botucatu/SP, conectados à rede de telefonia fixa. A amostragem foi realizada em três etapas: sorteio de linhas do cadastro da companhia telefônica; seleção de linhas residenciais ativas; sorteio para entrevista de um morador com 18 ou mais anos de idade por linha elegível. A taxa de sucesso (entrevistas realizadas: linhas elegíveis sorteadas) foi de 86,9%, sendo de 5,8% a proporção de recusas. Foi aplicado um questionário com 74 questões sobre consumo alimentar, atividade física, tabagismo, consumo de bebidas alcoólicas, peso e estatura recordados e auto-referência a diagnósticos médicos de hipertensão arterial e diabetes. Apresentam-se estimativas brutas da prevalência de fatores de risco/proteção para DCNT e estimativas ajustadas que levam em conta a distribuição segundo idade, sexo e escolaridade da população adulta total do município no Censo Demográfico de 2000. RESULTADOS: Foram observadas altas prevalências de excesso de peso (46.7%) e sedentarismo (57.9%). Houve desvantagem para os homens quanto ao consumo excessivo de bebidas alcoólicas e vantagem no que se refere à prática de atividade física em 1 ou mais dias da semana. Nas mulheres...

Circumference measured at different sites of the trunk and cardiometabolic risk factors. DOI: 10.5007/1980-0037.2011v13n4p250; Circunferências medidas em diferentes locais do tronco e fatores de risco cardiometabólico. DOI: 10.5007/1980-0037.2011v13n4p250

Alves, Viviane Valentim; Universidade Estadual Paulista. Programa de Pós-Graduação em Ciências da Motricidade. Rio Claro, SP. Brasil.; Ribeiro, Luiz Fernando Paulino; Universidade Estadual Paulista. Programa de Pós-Graduação em Ciências da Motrici
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por Pares",; ; Avaliado por Pares; Descritivo Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 08/06/2011 ENG
Relevância na Pesquisa
125.97%
The objectives of this study were to compare waist and abdominal circumference and to analyze their association with cardiometabolic risk factors in employees of a university in Bahia. Fifty-five men and 71 women (36.4 ± 11.2 years) were submitted to anthropometric assessment and measurement of systolic and diastolic blood pressure, blood glucose, triglycerides, total cholesterol, and HDL and LDL fractions. Despite strong correlations (P < 0.01) between the different measures (r > 0.93), waist circumference was significantly lower than abdominal circumference in the two genders, with the mean difference being greater in women (8.6 ± 4.1 vs 3.8 ± 4.2 cm; P < 0.01). Waist circumference was significantly associated with two and four risk factors in men and women, respectively. On the other hand, abdominal circumference was significantly associated with one risk factor in men and with five factors in women. No significant differences (P > 0.05) between correlation coefficients were observed in cases in which the two circumference measures were significantly associated with one risk factor. These results suggest that the site of measurement has substantial influence on circumference measured in the lower region of the trunk...