Página 1 dos resultados de 303 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

O contributo do farmacovigilância para o uso racional do medicamento e o papel do farmacêutico

Dias, Inês Ferreira
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.78%
O âmbito deste trabalho reside no contributo da Farmacovigilância para um Uso Racional do Medicamento, focando o relevante papel do farmacêutico nestes dois campos. A Farmacovigilância tem uma actuação a nível mundial, com um objectivo bem claro, o uso seguro do medicamento. Tem-se verificado uma evolução ao longo dos séculos, tendo sido a ocorrência de tragédias o impulso para a implementação de Sistemas de Farmacovigilância, a tragédia que ocorreu com a administração de talidomida a mulheres grávidas foi um dos grandes marcos para a criação do Sistema Internacional de Farmacovigilância. A Reacção Adversa a Medicamento(s) (RAM) é uma consequência do risco subjacente à utilização de fármacos, estando por isso a Notificação Espontânea (NE) de RAMs na base da Farmacovigilância. Todos os que contactam com tratamentos terapêuticos devem notificar, falamos portanto de profissionais de saúde, da indústria e dos utentes. Não menosprezando qualquer efeito adverso que decorra da utilização de um medicamento, deve-se notificar todas as RAMs estando elas já reconhecidas ou não. O Uso Racional do Medicamento pressupõe a intervenção do médico, do farmacêutico e do utente, havendo o objectivo bem claro através de várias medidas implementadas e do apoio dos Estudos de Utilização de Medicamentos (EUM) de uma prescrição...

Farmacovigilância: monitorização intensiva de vancomicina em pacientes hospitalizados; Pharmacovigilance: intensive monitoring of vancomycin in hospitalized patients

Queiroz Netto, Maira Umezaki de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.46%
Os eventos adversos, devido à grande ocorrência, são considerados um importante problema de saúde pública além de elevarem os custos com a saúde. Dessa forma, existe a necessidade de um sistema eficiente de farmacovigilância para prevení-los sendo a monitorização intensiva uma excelente estratégia para se alcançar este objetivo, pois permite a identificação e o conhecimento dos eventos adversos, além de medir sua incidência e melhorar as notificações voluntárias. Por esta razão, o presente estudo propôs a avaliação deste método em eventos adversos relacionados ao antimicrobiano vancomicina. As informações coletadas, provenientes dos bancos de dados e dos prontuários do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (HCFMRP-USP), são referentes aos pacientes internados no hospital em tratamento com vancomicina no período de 01/09/2008 a 31/08/2009. Identificou-se 1719 tratamentos de 1302 usuários. Destes tratamentos, 521 foram excluídos por serem profiláticos. A idade média dos 1198 pacientes monitorados foi de 39,33 (± 27,66) anos e 58,68% pertenciam ao gênero masculino. Os diagnósticos infecciosos prevalentes para o tratamento com vancomicina foram pneumonia (18,95%), sepse (11...

Internship report : a 11-month experience in pharmacovigilance; Relatório de estágio : experiência de 11 meses em farmacovigilância

Fernandes, Nádia Libânia Lopes
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
ENG
Relevância na Pesquisa
37.58%
O presente relatório propõe relatar a minha experiência de 11 meses em farmacovigilância na Bluepharma - Indústria Farmacêutica, S.A. O estágio foi realizado no âmbito do mestrado em Biomedicina Farmacêutica e teve como objetivos a aquisição de competências técnicas e de experiência em farmacovigilância e a consolidação de conhecimentos. No primeiro capítulo é feita uma introdução ao estágio curricular, seguindo-se uma descrição do estado da arte da indústria farmacêutica, focando-se no mercado farmacêutico e no seu ambiente regulamentar na União Europeia, em especial na área da farmacovigilância. Neste capítulo é ainda apresentada a empresa de acolhimento e os objetivos do estágio. No capítulo seguinte são descritas as formações multidisciplinares, bem como as tarefas e atividades desempenhadas durante o período de estágio. No final é apresentada uma discussão e conclusão, incluindo uma análise das atividades desenvolvidas, principais dificuldades sentidas bem como das competências adquiridas durante esta experiência profissional.; The present report intends to describe my 11-month experience in pharmacovigilance at Bluepharma - Indústria Farmacêutica, S.A. The internship was performed within the scope of the Master’s Degree in Pharmaceutical Biomedicine...

Monitorização de reações adversas de novos anticoagulantes orais através de um sistema de farmacovigilância ativa implementado nos Serviços Farmacêuticos do CHCB: experiência profissionalizante na vertente de farmácia comunitária e investigação

Pereira, Filipa Ferreira
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.46%
Este trabalho encontra-se dividido em duas partes distintas, sendo que a primeira incide sobre a vertente de investigação desenvolvida e a segunda sobre o relatório de estágio efetuado em farmácia comunitária. O primeiro capítulo do relatório relacionado com a vertente de Investigação pretende descrever o projeto intitulado em: “Monitorização de Reações Adversas de novos anticoagulantes orais através de um sistema de Farmacovigilância Ativa implementado nos serviços Farmacêuticos do CHCB”. Face às limitações dos antivitamínicos K, resultantes do seu lento início de ação e, sobretudo, das múltiplas interações com fármacos e alimentos e risco de potenciais complicações hemorrágicas, a investigação farmacológica centra-se atualmente no desenvolvimento de novas moléculas inibidoras do sistema de coagulação (trombina e fator Xa). Estas novas moléculas apresentam um padrão farmacodinâmico e farmacocinético previsível. Os anticoagulantes orais estudados (Dabigatrano e Rivaroxabano) foram recentemente investigados em ensaios clínicos de fase III com o objetivo de provar se realmente preenchem as expectativas de um anticoagulante ideal, no que diz respeito a um perfil de eficácia/segurança mais favorável...

Reações adversas causadas por fármacos que atuam no sistema nervoso: análise de registros de um centro de farmacovigilância do Brasil

Fonteles,Marta Maria de França; Francelino,Eudiana Vale; Santos,Luciana Kelly Ximenes dos; Silva,Karla Marques; Siqueira,Rodrigo; Viana,Glauce Socorro de Barros; Vasconcelos,Silvânia Maria Mendes de; Sousa,Francisca Cléa Florenço de; Monteiro,Mirian P
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.46%
CONTEXTO: A morbimortalidade por uso de medicamentos é um grande problema de saúde. As reações adversas a medicamentos podem resultar em óbito, aumento de internações hospitalares e dos custos com a saúde. OBJETIVOS: Descrever e analisar as notificações de suspeitas de reações adversas causadas por medicamentos que atuam no sistema nervoso (RAM-SN), registradas no Centro de Farmacovigilância do Ceará, de janeiro de 1997 a março de 2008. MÉTODOS: As RAM-SN foram classificadas segundo os critérios da Organização Mundial da Saúde. Uma relação de causalidade entre o fármaco administrado e a reação adversa identificada foi realizada, bem como a análise da reação quanto à gravidade. RESULTADOS: Foram registradas 176 notificações de RAM-SN. A maioria (n = 145; 82,4%) ocorreu no ambiente hospitalar. O principal notificador foi o farmacêutico. As RAM-SN foram classificadas como: possíveis (n = 110), prováveis (n = 37) e definidas (n = 17). Quanto à gravidade, foram consideradas: leves (n = 21), moderadas (n = 127), graves (n = 15) e fatais (n = 1). O caso fatal foi notificado por médico e envolveu medicamentos anestésicos. Geralmente, as reações adversas observadas foram causadas predominantemente por analgésicos...

Farmacovigilância: um instrumento necessário

Coêlho,Helena Lutéscia
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/1998 PT
Relevância na Pesquisa
37.67%
O presente artigo discute a contribuição potencial da farmacovigilância na promoção do uso seguro de medicamentos, tendo como referência o Programa Internacional de Monitorização de Medicamentos da OMS (The WHO International Drug Monitoring Program). É enfatizado o papel da farmacovigilância como instrumento facilitador de uma política de medicamentos, em particular como suporte técnico às ações reguladoras nessa área. São apresentadas evidências do desenvolvimento, ainda que incipiente, da farmacovigilância no Brasil e da necessidade de potencializá-la, através da criação do Sistema Nacional de Farmacovigilância.

Farmacovigilância e reações adversas às plantas medicinais e fitoterápicos: uma realidade

Silveira,Patrícia Fernandes da; Bandeira,Mary Anne Medeiros; Arrais,Paulo Sérgio Dourado
Fonte: Sociedade Brasileira de Farmacognosia Publicador: Sociedade Brasileira de Farmacognosia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.58%
Os fitoterápicos são utilizados por automedicação ou por prescrição médica e a maior parte não tem o seu perfil tóxico bem conhecido. Atualmente estão incorporados aos vários Programas de Fitoterapia como opção terapêutica eficaz e pouco custosa. A importância da inclusão dos fitoterápicos nos programas de farmacovigilância vem sendo reconhecida nos últimos anos por vários países da Europa, como Reino Unido e Alemanha, onde várias plantas foram submetidas à farmacovigilância e muitas delas foram retiradas do mercado devido a importantes efeitos tóxicos e risco para uso humano. O aumento no número de reações adversas reportado é possivelmente justificado pelo aumento do interesse populacional pelas terapias naturais observado nas últimas décadas. A farmacovigilância de plantas medicinais e fitoterápicos é uma preocupação emergente e através do sistema internacional será possível identificar os efeitos indesejáveis desconhecidos, quantificar os riscos e identificar os fatores de riscos e mecanismos, padronizar termos, divulgar experiências, entre outros, permitindo seu uso seguro e eficaz.

Gestão da Assistência Farmacêutica: módulo 4: unidade 6: farmacovigilância

Arrais, Paulo Sérgio Dourado; Zannin, Marlene; Sousa, Iane Franceschet de
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.67%
O conteúdo trata da Farmacovigilância e apresenta conhecimentos, métodos e ferramentas que podem subsidiar as ações de farmacovigilância no cotidiano dos serviços. Apresenta endereços eletrônicos de Agências ou autoridades reguladoras na área de medicamentos, e Publicações, Boletins, Guias, Revistas e Manuais na área de farmacovigilância no mundo, auxiliando na obtenção de informações sobre os medicamentos. Discute, também, o papel do profissional nas ações relacionadas à farmacovigilância.

Reações adversas a medicamentos e a farmacovigilância: conhecimentos e condutas de profissionais de saúde de um hospital da rede sentinela; Adverse drug reactions and pharmacovigilance: professional knowledqe and health behaviors in a sentinel hospital

Modesto, Ana Carolina Figueiredo
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ensino na Saúde (FM); Faculdade de Medicina - FM (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ensino na Saúde (FM); Faculdade de Medicina - FM (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.67%
Background: The use of drugs isn’t harmless, and require greater attention by health professionals to assist in identifying and preventing adverse drug reactions. These, and other problems related to drug use are the subject of study of pharmacovigilance. It becomes necessary knowledge by health professionals to improve patient safety. Objective: To measure the knowledge and attitudes among healthcare professionals in a teaching hospital towards adverse drugs reactions and a pharmacovigilance program. Methodology: Cross-sectional study conducted from October 2013 to January 2014 with 54 health professionals in a medical unit and in the pharmacy of a sentinel hospital. Data were collected through a questionnaire divided into three sessions: the first is the profissiographic and demographic characteristics of health professionals, and the subsequent identification of knowledge on adverse drug reactions and Pharmacovigilance hospital program. Results: There was a predominance of technical professionals in nursing (35.2%), female (79.6%), aged between 26 and 30 years (33.4%). Almost half of the participants (46.2%) had knowledge about adverse drug reactions, likewise 35.8% did towards pharmacovigilance. The probability of having knowledge about adverse drug reactions increases with longer professional training and activities at the institution...

The Portuguese Pharmacovigilance System; O Sistema Português de Farmacovigilância

Herdeiro, Maria Teresa; Unidade de Farmacovigilância do Norte. Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Porto. & Centro de Investigação em Tecnologias e Sistemas de Informação em Saúde. Porto. Portugal; Ferreira, Mónica; Centro de Biologia C
Fonte: Ordem dos Médicos Publicador: Ordem dos Médicos
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; review; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.73%
In Portugal, the National Pharmacovigilance System (NPS) was created in 1992, completing during this year 20 years of existence. Having been established in a centralized manner, it soon became aware that its geographic decentralization would bring advantages in terms of proximity of the System to health professionals as well as the involvement of the universities. The NPS currently has four regional pharmacovigilance centres, which cover the entire mainland, which became centers of scientific vocation, carrying out pharmacoepidemiological studies in the area of drug safety. Also, they are the guarantee of proper collection, processing and evaluation of spontaneous reports of adverse drug reactions (ADRs), as well as the continuing disclosure of the System among health professionals and promotion of spontaneous reporting. Over these 20 years, the NPS has been adapting to the EU requirements in the area of pharmacovigilance, and is currently a mature and well implemented system, with the objectives of the evaluation of the safety profile of marketed drugs and triggering of actions to reduce the risk of these drugs. From the second half of 2012, new adaptation will be run with the implementation of recent European legislation on Pharmacovigilance...

Farmacovigilância em Portugal: Atividade da Unidade Regional do Centro; Pharmacovigilance in Portugal: Activity of the Central Pharmacovigilance Unit

Batel-Marques, Francisco; Unidade de Farmacovigilância. Centro AIBILI – Associação para Investigação Biomédica e Inovação em Luz e Imagem. Coimbra. Portugal. Faculdade de Farmácia. Universidade de Coimbra. Coimbra. Portugal. Faculdade de Farm
Fonte: Ordem dos Médicos Publicador: Ordem dos Médicos
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 29/05/2015 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
47.46%
Introdução: Caracterizar as notificações espontâneas de eventos adversos a medicamentos recebidas pela Unidade de Farmacovigilância do Centro.Material e Métodos: Consideraram-se todas as notificações reportadas entre 01/2001 e 12/2013. Estimaram-se taxas de notificação anuais. Os casos foram caracterizados quanto à gravidade, conhecimento prévio, causalidade imputada, origem e grupo profissional do notificador, tipo de evento adverso e grupos farmacoterapêuticos onde se incluem os medicamentos suspeitos com maior prevalência de notificação.Resultados: A Unidade recebeu 2408 notificações, que continham 5749 eventos adversos. No ano de 2013 foi registada uma taxa de notificação de 171 notificações/milhão de habitantes. Do total de notificações, 55% foram classificadas como graves. Das notificações com causalidade imputada, 90% tinham uma relação pelo menos possível com o medicamento suspeito. Os medicamentos que originaram maior número de notificações foram os anti-infeciosos para uso sistémico (n = 809; 33%), e os eventos adversos mais frequentemente notificados foram as “Afeções dos tecidos cutâneos e subcutâneos” (n = 1139; 20%). Registaram-se 154 (6,4%) casos de risco de vida e/ou morte e 88 (3...

Gestão da Assistência Farmacêutica: módulo 4: unidade 6: farmacovigilância

Arrais, Paulo Sérgio Dourado; Zannin, Marlene; Sousa, Iane Franceschet de
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Texto Formato: Texto com 51 páginas no formato pdf
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.67%
O conteúdo trata da Farmacovigilância e apresenta conhecimentos, métodos e ferramentas que podem subsidiar as ações de farmacovigilância no cotidiano dos serviços. Apresenta endereços eletrônicos de Agências ou autoridades reguladoras na área de medicamentos, e Publicações, Boletins, Guias, Revistas e Manuais na área de farmacovigilância no mundo, auxiliando na obtenção de informações sobre os medicamentos. Discute, também, o papel do profissional nas ações relacionadas à farmacovigilância.; 1.0; Ministério da Saúde

Azitromicina y efectos cardiovasculares notificados al Sistema Cubano de Farmacovigilancia, 2003-2012

Alfonso Orta,Ismary; Calvo Barbado,Dulce María; Jiménez López,Giset; Lara Bastanzuri,Cristina; Broche Villareal,Lourdes
Fonte: Revista Cubana de Farmacia Publicador: Revista Cubana de Farmacia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 ES
Relevância na Pesquisa
37.58%
Introducción: la azitromicina, es un antibacteriano macrólido semisintético, al cual se han asociado efectos cardiovasculares, como la prolongación del intervalo QT y trastornos del ritmo que pueden ser fatales. La FDA alertó sobre un pequeño aumento de la mortalidad y riesgo de muerte en personas tratadas durante 5 días con este antibacteriano, y en el Centro Internacional de Monitoreo de Uppsala también se han registrado casos. Objetivo: caracterizar las reacciones adversas cardiovasculares a la azitromicina informadas a la Unidad Nacional Coordinadora de Farmacovigilancia durante el periodo 2003-2012. Métodos: estudio observacional, descriptivo y transversal utilizando la base de datos nacional de farmacovigilancia y las notificaciones espontáneas de reacciones adversas. Se trabajó con el universo de pacientes con reacciones adversas a la azitromicina. Las reacciones cardiovasculares se clasificaron según tipo de reacción, severidad, imputabilidad y frecuencia. Se estudiaron los pacientes que presentaron reacciones adversas según sexo y edad. Resultados: se recibieron 1 960 notificaciones de reacciones adversas a la azitromicina en el periodo de estudio, de las cuales 96 se correspondieron con reacciones adversas cardiovasculares para el 4...

Estrategia de trabajo a seguir en Laboratorios Liorad para la farmacovigilancia desde la industria

Burguet Lago,Nancy; Troche Concepción,Yenilen
Fonte: Revista Cubana de Farmacia Publicador: Revista Cubana de Farmacia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 ES
Relevância na Pesquisa
37.67%
Introducción: la farmacovigilancia es una responsabilidad que comparten los médicos, la industria farmacéutica, las autoridades sanitarias y los pacientes. En Laboratorios Liorad no estaba definida la implementación de esta actividad. Objetivo: establecer la estrategia de trabajo a seguir por la referida institución para asumir la farmacovigilancia desde la industria. Métodos: se trazaron las estrategias siguientes: seleccionar una persona para asumir la actividad, definir el marco regulatorio que regiría esta, establecer cómo se llevaría a cabo el flujo de la información, definir el sistema documental para obtener evidencia documentada y valorar el diseño para realizar los estudios de poscomercialización. Resultados: se definió un especialista del área de Investigación, Desarrollo e Innovación para la actividad de farmacovigilancia; así como sus funciones de trabajo. El profesional designado recibió capacitación en farmacovigilancia orientada a la industria. Se definió como marco regulatorio las normas que rigen esta acción en Cuba. Se confeccionaron, revisaron y aprobaron los documentos para facilitar la organización y dejar constancia del trabajo realizado. Por último, como diseño fundamental para realizar los estudios de poscomercialización se definió realizar la investigación de eventos adversos raros e inesperados y la detección de aumentos en la incidencia de reacciones adversas conocidas. Conclusiones: al término del trabajo existe una infraestructura organizativa en la empresa que permite asumir esta tarea desde la industria...

El Sistema Cubano de Farmacovigilancia: seis años de experiencia en la detección de efectos adversos

Jiménez López,Giset; Debesa García,Francisco; González Delgado,Blanca; Ávila Pérez,Jenny; Pérez Peña,Julián
Fonte: Revista Cubana de Farmacia Publicador: Revista Cubana de Farmacia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2006 ES
Relevância na Pesquisa
37.67%
El Centro para el Desarrollo de la Farmacoepidemiología cuenta entre sus principales líneas de trabajo con la investigación, docencia, información de medicamentos, consulta terapéutica, Programa para el Uso Racional de los Medicamentos (PURMED) y la farmacovigilancia con su Unidad Nacional Coordinadora. El objetivo de este trabajo es exponer los principales resultados de trabajo en 6 años de creado este sistema de vigilancia. Se realizó un estudio descriptivo retrospectivo para caracterizar los reportes de sospechas de reacciones adversas recibidas en la Unidad Coordinadora Nacional de Farmacovigilancia. Se recibieron en este periodo un total de 89 540 notificaciones de reacciones adversas medicamentosas, lo que da un promedio 17 908 sospechas de notificación/año, y una tasa de reporte de más de 1 000 notificaciones por millón de habitantes. Con estos resultados queda identificado un comportamiento regular en algunos de estos indicadores, como es el predominio de efectos adversos en el sexo femenino, la afectación de la piel y el sistema digestivo entre las reacciones más reportadas y el predominio en todos los años de los antimicrobianos, antiinflamatorios no esteroideos y los antihipertensivos como grupos farmacológicos; de igual modo han aumentado las reacciones adversas de baja frecuencia de aparición y se han seguido los efectos adversos graves. La farmacovigilancia en el mundo sigue siendo una disciplina científica y clínica muy dinámica...

Gestión de la calidad en Unidades de Farmacovigilancia Hospitalaria: Propuesta de indicadores de la red ASEGUREMHOS

Castro-Pastrana,Lucila I.; Pedraza-Montero,Pascual; Ortiz-Islas,Rodrigo; Bermúdez-Camps,Isis B.; Reyes-Hernández,Ivette; Salas-Rojas,Silvia G.; Céspedes-Pérez,Lídice M.
Fonte: Asociación Farmacéutica Mexicana A.C. Publicador: Asociación Farmacéutica Mexicana A.C.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 ES
Relevância na Pesquisa
37.67%
En este trabajo se demostró la pertinencia y validez de 66 indicadores diseñados para la evaluación y seguimiento de las unidades de farmacovigilancia hospitalaria y seleccionados bajo el marco de un sistema de gestión integral de la calidad centrado en el paciente. Para seleccionar los indicadores con mayor relevancia y viabilidad se empleó el método Delphi en dos rondas de consulta a 14 expertos. Posteriormente se validaron a través de la aplicación del instrumento de indicadores a las unidades de farmacovigilancia hospitalaria de los ocho hospitales que conforman la red ASEGUREMHOS. El modelo de gestión desarrollado pretende contribuir al fortalecimiento de las unidades de farmacovigilancia hospitalaria en México y Latinoamérica a través del cumplimiento de estándares que garantizan las buenas prácticas de farmacovigilancia específicamente en el ámbito hospitalario.

Farmacovigilancia en el recién nacido crítico en el estado de Jalisco: Obligación olvidada

Gutiérrez-Padilla,José Alfonso; Martínez-Verónica,Ricardo; Gutiérrez-González,Iván; Barrera-de León,Juan Carlos; de la Torre-Gutiérrez,Martha; Arce-García,Irma; Covarrubias-Iñiguez,Eduardo; Gómez,Larissa; Angulo-Castellanos,Eusebio; González-
Fonte: Instituto Nacional de Perinatología Publicador: Instituto Nacional de Perinatología
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 ES
Relevância na Pesquisa
37.67%
En los neonatos en estado crítico es necesario establecer un sistema de farmacovigilancia con el cual se les proteja de posibles reacciones adversas a los medicamentos; estas reacciones pueden ser por el efecto farmacológico, la interacción con otros medicamentos, errores de dosificación y la idiosincrasia del paciente, de acuerdo con la Norma Oficial Mexicana 220. Objetivo: Conocer el estado actual de la farmacovigilancia en unidades de cuidado intensivo neonatal del estado de Jalisco. Material y métodos: Mediante un cuestionario estructurado de 12 preguntas, se practicó una encuesta de opinión en referencia a los programas de farmacovigilancia en los recién nacidos en estado crítico en instituciones del área metropolitana de Guadalajara y el interior del estado de Jalisco. Se aplicó en ocho centros hospitalarios que cuentan con terapia intensiva neonatal y en un congreso estatal de pediatría en el año 2011. A todos los participantes se les pidió que de manera voluntaria, llenaran una documento ad hoc; los resultados se procesaron en el programa Epi info 2010. Discusión y conclusiones: Los resultados demuestran que no se está cumpliendo la NOM 220. Existe un gran déficit de unidades con programas implementados de farmacovigilancia y proceso de notificación de reacciones adversas a medicamentos; la cobertura es menor al 50%. Al parecer...

Nivel de conocimiento sobre farmacovigilancia que poseen los farmacéuticos regentes del Área Metropolitana de Caracas

Magaldi M,Luis; Chang M,Jeniré J; Gómez J,Patricia H; Marín S,Judhycell M
Fonte: Instituto Nacional de Higiene Rafael Rangel Publicador: Instituto Nacional de Higiene Rafael Rangel
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2004 ES
Relevância na Pesquisa
37.86%
Se realizó un trabajo de investigación de tipo proyectivo-descriptivo para diagnosticar el nivel de conocimientos de los farmacéuticos regentes de farmacias del Área Metropolitana de Caracas sobre la farmacovigilancia y se procedió a la elaboración de un manual Informativo sobre la misma. Se tomó un muestreo de conglomerado simple de 150 farmacias. Se utilizó como instrumento para medir el conocimiento sobre farmacovigilancia un cuestionario de 20 preguntas basadas en aspectos como: reacciones adversas a los medicamentos (RAM ´s), concepto y clasificación, farmacovigilancia, concepto y métodos de estudio, Hoja Amarilla, contenidos y uso, Centros de farmacovigilancia, concepto y funciones, y el papel del farmacéutico regente en la práctica de la farmacovigilancia. La confiabilidad del instrumento se midió por el método de Kuder Richardson. Para la evaluación del cuestionario se usó una escala de rango de notas y su equivalencia cualitativa, desde excelente hasta muy deficiente. Los resultados obtenidos revelaron que 21% de los farmacéuticos regentes encuestados tuvieron un nivel bueno de conocimientos sobre la farmacovigilancia, pero el 54% y el 25% de estos profesionales tuvo un nivel regular y deficiente respectivamente; por lo tanto...

Nivel de información sobre Farmacovigilancia en los estudiantes de las carreras de Medicina y de Farmacia de la Universidad Central de Venezuela en el año 2011

Pérez O,Luis E; Aguilar,María B
Fonte: Instituto Nacional de Higiene Rafael Rangel Publicador: Instituto Nacional de Higiene Rafael Rangel
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 ES
Relevância na Pesquisa
37.58%
Se realizó un estudio de tipo descriptivo transversal cuyo objetivo fue evaluar el nivel de información sobre Farmacovigilancia de los alumnos cursantes de 4º y 5º año de las carreras de Medicina y Farmacia de la Universidad Central de Venezuela durante el año 2011. Se utilizó como instrumento una encuesta dividida en 3 secciones: la primera de 3 preguntas de opinión, la segunda de 8 preguntas de conocimiento general y la tercera de 2 preguntas de interés particular. La encuesta previamente validada, se aplicó a 73 estudiantes de la Facultad de Farmacia de la UCV, comprendidos entre 38 estudiantes de 4to año y 35 de 5to año, y a 212 estudiantes de la Facultad de Medicina de la UCV, comprendidos entre 101 estudiantes de 4to año y 111 de 5to año. El análisis fue descriptivo. Los resultados obtenidos mostraron que el mayor porcentaje que obtuvo un nivel de información alto (16 - 20 puntos) estuvo representado por los estudiantes de 4to año de la Facultad de Medicina con un 43,56%, el mayor porcentaje que obtuvo un nivel de información medio (11-15 puntos) estuvo representado por los estudiantes de 4º año de Farmacia con un 63,15% y el mayor porcentaje que obtuvo un nivel de información bajo (6-10 puntos) estuvo representado por los estudiantes de 5º año de Medicina con un 36...

Farmacovigilância: um instrumento necessário

Coêlho,Helena Lutéscia
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/1998 PT
Relevância na Pesquisa
37.67%
O presente artigo discute a contribuição potencial da farmacovigilância na promoção do uso seguro de medicamentos, tendo como referência o Programa Internacional de Monitorização de Medicamentos da OMS (The WHO International Drug Monitoring Program). É enfatizado o papel da farmacovigilância como instrumento facilitador de uma política de medicamentos, em particular como suporte técnico às ações reguladoras nessa área. São apresentadas evidências do desenvolvimento, ainda que incipiente, da farmacovigilância no Brasil e da necessidade de potencializá-la, através da criação do Sistema Nacional de Farmacovigilância.