Página 1 dos resultados de 33 itens digitais encontrados em 0.053 segundos

Necessidades das famílias de crianças com deficiência

Sampaio, Francisco M.; Geraldes, Sónia
Fonte: Edições Universidade Fernando Pessoa Publicador: Edições Universidade Fernando Pessoa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
46.18%
As consequências emocionais, funcionais e materiais do Autismo na família são devastadoras. Este estudo empírico analisa estas consequências na perspectiva das necessidades reportadas por 40 famílias de crianças autistas através do “Questionário de Necessidades da Família” (Family Needs Survey) de Bailey e Simeonsson (1988). Analisamos as principais fontes de stress e satisfação parental através de duas perguntas abertas. Os resultados revelam que as mães, os progenitores mais jovens e com baixas habilitações, e as famílias com rapazes autistas, apresentam necessidades estatisticamente mais elevadas. The impact of Autism in the family is overwhelming. We analysed the needs of 40 families with children with Autism using the Family Needs Survey FNS (Bailey & Simeonsson, 1988). We considered several independent variables such as the parents’ gender, age, schooling, economic status, number of children as well as the Autistic child’s gender, age, and therapeutic institution he or she attends. Sources of parental stress and satisfaction was analysed with two open-ended questions. The results show that mothers, young parents, low income families, and families with autistic boys present statistically higher needs.

Filhos autistas e seus pais: um estudo compreensivo; Autistic children and their parents: a comprehensive study

Martão, Maria Izilda Soares
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2002 PT
Relevância na Pesquisa
66.22%
Este trabalho consistiu na investigação das possíveis implicações entre a dinâmica do casal e a relação com o filho autista e as dificuldades que os pais apresentam para estabelecer parceria com o terapeuta, colaborando assim com o processo terapêutico e com o desenvolvimento do filho. Realizamos Diagnósticos Compreensivos (Trinca, 1983), visando a um conhecimento dos aspectos psicodinâmicos dos casais e da relação destes com o filho autista. A base teórica que fundamenta o estudo é a psicanálise e as teorias psicodinâmicas juntamente com nossa experiência clínica. Utilizamos dois instrumentos: entrevista semidirigida e o procedimento de Desenhos de Família com Estórias (Trinca, 1978). A pesquisa foi realizada nas dependências de uma Instituição Pública, especializada no atendimento de crianças autistas, situada na grande São Paulo. Contamos ainda para a realização deste, com a participação voluntária, de cinco casais de pais de filhos autistas, os quais prestaram enorme contribuição ao nosso estudo. Os resultados obtidos após levantamentos dos dados foram: - os pais vivenciaram conflitos emocionais, instabilidades ambientais, humilhações afetivas em suas famílias de origem. - os conflitos emocionais originaram relações de objetos deficitárias...

Suporte social e qualidade de vida em famílias de crianças de espectro autístico; Social support and quality of life in families with children of the autism spectrum

Barbosa, Milene Rossi Pereira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.01%
Introdução: O autismo, classificado como Transtorno Global do Desenvolvimento, é descrito pela American Psychiatric Association como um complexo conjunto de inabilidades, as quais afetam a comunicação, o comportamento e a interação social dos indivíduos. As evidências sugeridas, de que os pais das crianças autistas tenham um risco consideravelmente aumentado de experimentar dificuldades psicológicas, estão totalmente relacionadas à ajuda que estes recebem. Outro fato importante que se dá com a associação entre o comportamento da criança e a aflição materna é a situação econômica enfrentada pelas famílias e pelos níveis baixos de suporte recebido que, quando adequado, pode proporcionar melhor adaptação e aceitação. Objetivos: verificar o suporte social formal e informal disponibilizado para as famílias com crianças e adolescentes com diagnósticos inseridos no espectro autístico nas situações de atendimento ambulatorial e institucional e a qualidade de vida informada/percebida por elas. Método: Foram sujeitos, 150 cuidadores de crianças/adolescentes incluídos no espectro autístico, com idade entre 24 e 65 anos, os quais responderam a um questionário referente ao suporte social recebido por eles e às questões feitas através do instrumento de avaliação da qualidade de vida WHOQOL-brief...

Relação entre hábito alimentar e síndrome do espectro autista; Relationship between food habits and autistic spectrum

Silva, Nádia Isaac da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.29%
O autismo é uma síndrome que afeta todas as áreas do comportamento humano. Sua etiologia não está definida. Os estudos descreveram uma associação do autismo com diversas anormalidades fisiológicas entre elas, distúrbios relacionados ao metabolismo proteico. A teoria do excesso de peptídeos opioides afirma que o consumo de glúten e caseína pode intensificar o comportamento da síndrome do espectro autista. Outra hipótese é de que distúrbios do metabolismo da creatina também estão integrados à doença. Os objetivos desse estudo foram: avaliar a variedade e a frequência de alimentos consumidos por autistas, bem como a adequação desse consumo; avaliar as alterações do metabolismo da creatina; desenvolver testes preliminares para determinar as condições mais adequadas para a identificação e possível quantificação dos peptídeos opioides derivados do glúten e da caseína por HPLC. Para atingir esses objetivos foi elaborada uma anamnese nutricional, contendo questões sobre características sócio-demográficas das famílias dos autistas participantes, histórico pessoal de doenças, comportamento autista durante as refeições, e levantamento de hábito alimentar. Para caracterizar o quadro clínico da população foi realizada uma avaliação psicológica com aplicação do método quantitativo Childhood Autism Rating Scale (CARS) e a identificação de presença de retardo mental foi através de levantamento de avaliação clínica existente...

Estudo exploratório sobre o uso do protocolo de indicadores clínicos para o desenvolvimento infantil na avaliação de bebês em risco para autismo; An exploratory study on the use of Clinical Indicators for Child Development protocol in the screening of babies under autism risk

Bronzatto, Edna Márcia Koizume
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.12%
A pedido do Ministério da Saúde foi desenvolvido e validado um protocolo de Indicadores Clínicos de Risco para o Desenvolvimento Infantil (IRDI) capaz de detectar sinais de risco para problemas de desenvolvimento e psíquicos em bebês de 0 a 18 meses. Os estudos do grupo do qual esta pesquisadora fez parte focam a avaliação de bebês irmãos de autistas, que, segundo a literatura, por serem irmãos de crianças diagnosticadas, podem apresentar risco de problemas psíquicos e de desenvolvimento. No decorrer do trabalho, o campo foi ampliado e passou a compreender Centros de Atenção Psicossocial de São Paulo, o Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, o Centro de Referência da Infância e Adolescência da Universidade Federal de São Paulo e o Centro Lumi. A partir do contato com as famílias em avaliação, mudamos o foco da presente pesquisa. Os aspectos concernentes à função paterna mobilizaram intensamente o interesse da pesquisadora e as questões comparativas entre bebês irmãos de autistas e bebês que não são irmãos de autistas deixaram de fazer parte desta dissertação, sendo abordadas em outros trabalhos de demais orientandos do grupo de pesquisa. Emergiram interessantes e originais questões com a utilização do instrumento...

Proposta de modelo de indicadores de qualidade para o atendimento oferecido aos indivíduos autistas na cidade de São Paulo; A model of quality indicators for the service provided to subjects with autism in the city of São Paulo

Netrval, Danielle Azarias Defense
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
56.03%
A prevalência do Transtorno do Espectro Autista (TEA) tem aumentado dramaticamente no mundo todo e, a partir disso, observa-se a ampliação das discussões sobre políticas públicas destinadas a essa população. No Estado de São Paulo essas discussões iniciaram-se em 2000 a partir de um movimento das famílias de crianças com TEA. Em 2012, o Brasil instituiu a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com TEA e, por meio desta, os indivíduos com TEA passaram a ser considerados portadores de deficiências, tendo todos os direitos atribuídos a estes. Ao considerar os questionamentos sobre o tratamento oferecido aos indivíduos com TEA, a presente pesquisa teve como objetivos traçar o perfil da população com TEA assistida e propor um modelo de indicadores de qualidade do tratamento fonoaudiológico oferecido a essa população no município de São Paulo. A pesquisa foi dividida em três momentos: elaboração do questionário intitulado "Questionário de elaboração de indicadores de qualidade no tratamento de autistas"; busca dos locais de estudo no município de São Paulo e coleta de dados. Para a elaboração do questionário, inicialmente houve a seleção dos indicadores de qualidade de processos e resultados...

O espaço da participação e a cidade no cotidiano de famílias de pessoas com autismo; The space of participation and the city in the everyday life of families of people with autism.

Machado, Márcia Francisca Lombo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/10/2014 PT
Relevância na Pesquisa
86.1%
A participação da sociedade no planejamento da cidade e de suas políticas públicas com vistas à qualificação e democratização dos espaços e serviços é uma questão até agora não debatida quando se trata das necessidades de pessoas com autismo. O presente trabalho abre essa discussão tendo como objeto de estudo o cotidiano das famílias de pessoas com autismo e, com uma abordagem interdisciplinar, se propõe a compreender os impactos do cotidiano e da cidade sobre essas famílias e suas formas de organização participativa para criar e consolidar as políticas públicas de que necessitam. As escolhas metodológicas foram baseadas em pesquisa bibliográfica e pesquisa de campo realizado a partir de entrevistas em profundidade com atores envolvidos com o tema do estudo e de um grupo focal com mães de pessoas com autismo. A análise dos dados foi fundamentada em referenciais teóricos multidisciplinares como participação e poder, direito à cidade, cotidianidade e identidade social. A investigação mostrou haver uma forte identidade entre as famílias, gerada no estigma e nas lutas comuns, que tem sustentado ações coletivas e iniciativas de associativismo. A urgência em prover os itens básicos ao desenvolvimento dos filhos esbarra nas discrepâncias do espaço urbano fazendo da cidade um obstáculo na vida cotidiana...

Correlação entre a oralidade de crianças com distúrbios do espectro do autismo e o nível de estresse de seus pais; Correlation between verbal communication of children with autism spectrum disorders and the level stress of their parents

Segeren, Leticia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
56.03%
O Distúrbio do Espectro do Autismo caracteriza-se como uma síndrome comportamental complexa, que compromete o processo do desenvolvimento ao longo da vida, ocorrendo uma grande variabilidade na intensidade e forma de expressão da sintomatologia, nas áreas que definem o seu diagnóstico. Pessoas com autismo necessitam de atenção especial durante toda a vida e é necessário voltar a atenção também para cuidador. O estresse parental da família de uma criança com autismo é significantemente maior do que o observado em famílias de crianças com desenvolvimento típico ou outras deficiências. A comunicação é um aspecto especialmente afetado nos quadros de autismo e pode ser potencializadora do estresse, sendo uma das primeiras preocupações dos pais. Assim foi indagado se, com relação à comunicação, o fato do filho com autismo não usar alguma fala para se comunicar teria relação com o aumento do nível de estresse dos pais. O Objetivo deste estudo foi investigar o nível de estresse de pais de crianças com autismo, verificando sua associação com a ausência de oralidade na comunicação de seus filhos. Participaram dessa pesquisa os pais de 75 crianças com autismo e pais de 100 crianças sem nenhuma queixa quanto ao desenvolvimento...

Um projeto de colaboração entre um agrupamento de referência para a Intervenção Precoce uma ELI e uma câmara municipal no Âmbito de Crianças com PEA e suas famílias: dinamização de uma Unidade de Ensino Estruturado num agrupamento de referência para a Intervenção Precoce

Magalhães, Luísa Maria de Fátima Flora de Assunção
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
55.85%
Cabe à escola prever respostas educativas de forma a educar com sucesso todas as crianças, incluindo as com problemas de Autismo. O Autismo tem como principal característica a inata imobilidade de estabelecer contacto afectivo e interpessoal, que dificulta a sua interação social. A relação entre a escola e a família é extremamente importante para o desenvolvimento harmonioso de todas as crianças. Este aspecto é muito valorizado ao nível da IP na infância. Este projecto tem como propósito rentabilizar uma Unidade de Ensino Estruturado já existente, num Agrupamento de Referência para a IP, através de um protocolo entre a Escola/ELI/Câmara Municipal, destinado a crianças dos 3 aos 6 anos, assim como desenvolver ações que promovam competências a pais e educadores que convivem com estas crianças. Este estudo estrutura-se inicialmente por uma fundamentação teórica que conduz à sua concretização prática. Assim, foram abordados conceitos de IP, Autismo, Inclusão, Ensino Estruturado, Metodologia TEACCH. Para sua concretização prática recorremos ao levantamento dos recursos necessários e a questionários semi-estruturados como instrumentos de recolha de dados, posteriormente apresentados. Os dados deste projecto permite-nos concluir a necessidade de uma sala de ensino estruturado para crianças autistas...

Aliança parental e estilos parentais em famílias com e sem crianças autistas

Baião, Cátia Fortunato
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
66.48%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Sistémica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2008; O presente estudo investiga os estilos educativos parentais, a aliança parental e a religião em famílias com crianças autistas. O estudo baseia-se numa amostra de 80 famílias não autistas e 80 famílias autistas, com idades compreendidas entre os 20 e os 69 anos, residentes em Portugal, incluindo na Madeira e nos Açores. A recolha de dados realizou-se através de entrevistas individuais, tendo como suporte três questionários, nomeadamente o Geral, o de Estilos e Dimensões Parentais (QDEP- versão reduzida) (Robinson, Mandleco, Olsen, & Hart, 1995, 2001) e o Inventário de Aliança Parental (IAP) (Abidin,& Brunner, 1995). Os resultados demonstram que existem diferenças estatisticamente significativas entre famílias com crianças autistas e famílias com crianças não autistas e entre mães e pais face à aliança parental e aos estilos parentais adoptados, bem como, demonstram que a religiosidade não influencia nenhuma das variáveis familiares.; The present study analyse the parenting styles, parental alliance and religion in families with autistic children. The results relating to a sample of 80 families without autistic children and other sample with 80 families with autistic children...

Genética molecular das perturbações do espectro do autismo: análise de variantes estruturais

Coelho, Joana Isabel Neto, 1989-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
46.19%
Tese de mestrado. Biologia (Biologia Humana e Ambiente). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2012; As Perturbações do Espectro do Autismo (PEA) são um grupo de doenças com uma forte etiologia genética que afectam o neurodesenvolvimento, caracterizando-se por dificuldades na interacção social e comunicação e comportamentos repetitivos e estereotipados, sendo o seu diagnóstico baseado nos critérios presentes nos manuais de diagnóstico, como o DSM-V (Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders). AS PEA têm uma elevada prevalência, o que torna importante o seu estudo genético, tendo já sido executados estudos em gémeos e famílias, análises citogenéticas, estudos de Linkage e de Associação, sequenciação de genes candidatos e do exoma e análise de variantes estruturais (Copy Number Variants, CNV). O principal objetivo deste trabalho foi a identificação de CNV patogénicos e loci de suscetibilidade para o autismo. Para isso, foram analisados os CNV identificados no rastreio genómico efetuado pelo Autism Genome Project (AGP), sendo realizada a validação de alguns dos CNV e identificados os seus pontos de quebra, sendo analisados os genes candidatos presentes e estabelecida uma relação entre o fenotipo clinico das criancas e os genes duplicados ou deletados. Nos CNV que se concluiu serem herdados foi...

Dinâmica familiar de crianças autistas

Sprovieri,Maria Helena S.; Assumpção Jr,Francisco B.
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2001 PT
Relevância na Pesquisa
56.41%
Avaliamos 15 famílias de autistas, 15 de portadores da síndrome de Down e 15 de filhos saudáveis, com indivíduos na faixa etária de 5 a 15 anos. Os pais (ambos os genitores) desses três grupos familiares foram avaliados quanto ao à dinâmica familiar, visando relacionar tais sintomas com o funcionamento de famílias de autistas, em estudo comparativo. Detalhou-se a família, o quadro autístico, a família do autista, a família e a saúde mental, suas limitações e dificuldades ao longo do ciclo vital. A pesquisa de campo foi realizada mediante o uso dos instrumentos de dinâmica familiar da Entrevista Familiar Estruturada, (Carneiro,1983). Os dados coletados foram comparados estatisticamente. Considerando a população estudada (n = 45 famílias) constatou-se que as famílias dos autistas e portadores da síndrome de Down são dificultadoras da saúde emocional dos elementos do grupo, constituindo as dos autistas maior porcentagem. Concluimos que a dinâmica familiar do autista é dificultadora da saúde emocional dos membros do grupo, seus pais apresentam estresse, sendo as mães com scores mais significativos mas semelhantes nos outros dois grupos.

Crianças e jovens autistas: impacto na dinâmica familiar e pessoal de seus pais

Marques,Mário Henriques; Dixe,Maria dos Anjos Rodrigues
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.13%
CONTEXTO: O autismo é considerado uma perturbação do neurodesenvolvimento, com implicações severas no comportamento, comunicação e na interação social, tornando-se uma fonte de preocupações para os pais. OBJETIVO: Determinar as necessidades dos pais de crianças e jovens com autismo e relacionar essas necessidades com funcionalidade, estratégias de coping familiar, estado emocional e a satisfação com a vida. MÉTODOS: Um estudo correlacionado foi desenvolvido numa amostra não probabilística, de conveniência, constituída por 50 pais de crianças e jovens autistas. Os pais preencheram um questionário constituído por dados sociodemográficos, o Family Needs Survey (FNS); Family Adaptability and Cohesion Evaluation Scales (FACES-III), Escala de Ansiedade, Depressão e Stress (EADS), Family Crisis Oriented Personal Scales (F-COPES) e o Índice de Bem-Estar Pessoal (IBP). Para análise dos dados, recorreu-se a técnicas de estatística descritiva e inferencial. RESULTADOS: Mais informações sobre os serviços (médicos e de segurança social) de que o filho possa vir a beneficiar-se foi a necessidade mais referida pelos pais. Os pais com mais necessidades apresentaram estados afetivos mais negativos, utilizaram mais estratégias de reenquadramento e aquisição de apoio social - relações íntimas. Em média...

Autismo infantil e estresse familiar: uma revisão sistemática da literatura

Fávero,Maria Ângela Bravo; Santos,Manoel Antônio dos
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
45.95%
Este artigo tem como objetivo avaliar sistematicamente a produção bibliográfica constituída por relatos de pesquisa indexados nas bases de dados MedLine, PsycInfo e LILACS, produzida de 1991 a 2001, sobre o tema do impacto psicossocial em famílias de crianças portadoras do transtorno autista. Essa revisão propõe-se a verificar a influência deste impacto, na forma de estresse parental, como fator que afeta os cuidadores diretos e contribui para a ocorrência de alterações na dinâmica familiar. Os achados das pesquisas foram classificados de acordo com o tema investigado e os aspectos metodológicos categorizados. Os principais tópicos desenvolvidos pelos artigos foram o estresse parental nas famílias de crianças autistas, a comunicação funcional, os grupos comparativos acerca do estresse parental, as interações familiares, as estratégias de enfrentamento, a resiliência, o atendimento psicoterápico, a identificação e tratamento precoce para autismo.

Famílias com crianças autistas na literatura internacional

Fernandes,Fernanda Dreux Miranda
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.21%
Esse artigo revisou os 39 artigos publicados nos últimos cinco anos em três periódicos (Journal of Autism and Developmental Disorders, Focus on Autism and Other Developmental Disorders e Autism) a respeito de famílias com crianças autistas. Ele aponta para cinco grandes temas abordados: estresse e dificuldades emocionais, grupos de suporte e qualidade de vida, características das famílias, perspectivas das famílias a respeito da criança autista, e resultados de intervenção.

Genética molecular das Perturbações do Espectro do Autismo: Análise de variantes estruturais

Isabel Neto Coelho, Joana
Fonte: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge Publicador: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 18/12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
46.19%
Dissertação de Mestrado em Biologia Humana e Ambiente apresentada à Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, 2012.; Dissertação defendida e aprovada em 18 de Dezembro de 2012.; Trabalho de investigação realizado no Departamento de Promoção da Saúde e Prevenção de Doenças não Transmissíveis, do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP, Grupo de Neurogenética e Saúde Mental (Setembro 2011 – Setembro 2012).; Astrid Moura Vicente: Departamento de Promoção da Saúde e Prevenção de Doenças não Transmissíveis, do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP; As Perturbações do Espectro do Autismo (PEA) são um grupo de doenças com uma forte etiologia genética que afectam o neurodesenvolvimento, caracterizando-se por dificuldades na interação social e comunicação e comportamentos repetitivos e estereotipados, sendo o seu diagnóstico baseado nos critérios presentes nos manuais de diagnóstico, como o DSM-V (Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders). AS PEA tem uma elevada prevalência, o que torna importante o seu estudo genético, tendo já sido executados estudos em gémeos e famílias, análises citogenéticas, estudos de Linkage e de Associação, sequenciação de genes candidatos e do exoma e análise de variantes estruturais (Copy Number Variants...

Famílias com crianças autistas na literatura internacional; Families with autistic children: international literature

FERNANDES, Fernanda Dreux Miranda
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
56.21%
Esse artigo revisou os 39 artigos publicados nos últimos cinco anos em três periódicos (Journal of Autism and Developmental Disorders, Focus on Autism and Other Developmental Disorders e Autism) a respeito de famílias com crianças autistas. Ele aponta para cinco grandes temas abordados: estresse e dificuldades emocionais, grupos de suporte e qualidade de vida, características das famílias, perspectivas das famílias a respeito da criança autista, e resultados de intervenção.; This article reviewed the 39 papers published in the last five years in three journals (Journal of Autism and Developmental Disorders, Focus on Autism and Other Developmental Disorders and Autism) about families with autistic children. It points out to five main issues that were studied: stress and emotional disorders, support groups and quality of life, characteristics of the families, family's perspectives about the autistic child, and intervention results.

Reflexões sobre a história de vida e o processo terapêutico fonoaudiológico de adolescentes autistas; Reflections on the life history and speech and language therapeutic process of autistic adolescents

Maria Fernanda Bagarollo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.31%
Todas as famílias, quando aguardam o nascimento de um bebê, se preparam para cuidar de uma criança com desenvolvimento normal. Nos casos de crianças autistas o imaginário e o funcionamento familiar ficam abalados, podendo modificar assim a maneira de interagir, de demandar e de sonhar com a criança, reduzindo a oferta social e a intensidade das relações intersubjetivas dos pais com o filho autista. Todas essas dificuldades sociais vivenciadas pelos sujeitos autistas podem acentuar os prejuízos em seu desenvolvimento e formação enquanto ser humano, uma vez que, estudos pautados na abordagem histórico-cultural mostram que o meio social é determinante para o desenvolvimento humano transformando o ser biológico em ser cultural. Os acontecimentos e o modo como a família interage e media as relações do sujeito com o mundo vão construindo um "tecido narrativo da vida", permeado por significações, desejos, sentimentos, lembranças e constituindo gradativamente o bebê, a criança e posteriormente o adolescente enquanto ser humano com funcionamento lingüístico-cognitivo próprios da espécie e da cultura em que vive. No caso dos adolescentes autistas a história de vida pode estar impregnada de significações e fazeres sociais próprios da patologia...

Avaliação da apresentação fenotípica comportamental do autismo em uma amostra de famílias de crianças autistas em Porto Alegre e região metropolitana

Martinho, Maurício Möller
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.34%
O autismo apresenta uma alta herdabilidade e uma etiologia heterogênea, com o provável envolvimento de vários genes. Estudos recentes sugerem que características presentes nos pais de crianças com autismo apresentam paralelo com as apresentações de traços associados nos filhos. Este estudo avaliou 15 famílias de autistas, de Porto Alegre e região metropolitana, e controles. Foram utilizados quatro instrumentos de avaliação no estudo: dois avaliando as características nos filhos (ADI-R e Protocolo de Bosa) e dois aplicados aos pais (ITC e EDS). Os resultados deste estudo apontaram para a confirmação da agregação familiar de características fenotípicas herdadas independentemente. Apesar de diferirem dos resultados dos controles (pais de crianças com desenvolvimento típico), não comprovou-se a existência de uma diferença significativa na severidade de apresentações fenotípicas em pais de crianças autistas. Foi possível estabelecer a presença de uma configuração de características fenotípicas ligadas a aspectos do autismo em pais e crianças com autismo. Esta pesquisa aponta pistas para a existência de um padrão de herança dentro das famílias autistas.; The autism is a neuropsychiatric disturbance characterized by a retard pattern and by deficits in the development of the social abilities...

Crianças e jovens autistas: impacto na dinâmica familiar e pessoal de seus pais; Children and youth with autism: impact on their parents and family dynamics

Marques, Mário Henriques; Dixe, Maria dos Anjos Rodrigues
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.13%
CONTEXTO: O autismo é considerado uma perturbação do neurodesenvolvimento, com implicações severas no comportamento, comunicação e na interação social, tornando-se uma fonte de preocupações para os pais. OBJETIVO: Determinar as necessidades dos pais de crianças e jovens com autismo e relacionar essas necessidades com funcionalidade, estratégias de coping familiar, estado emocional e a satisfação com a vida. MÉTODOS: Um estudo correlacionado foi desenvolvido numa amostra não probabilística, de conveniência, constituída por 50 pais de crianças e jovens autistas. Os pais preencheram um questionário constituído por dados sociodemográficos, o Family Needs Survey (FNS); Family Adaptability and Cohesion Evaluation Scales (FACES-III), Escala de Ansiedade, Depressão e Stress (EADS), Family Crisis Oriented Personal Scales (F-COPES) e o Índice de Bem-Estar Pessoal (IBP). Para análise dos dados, recorreu-se a técnicas de estatística descritiva e inferencial. RESULTADOS: Mais informações sobre os serviços (médicos e de segurança social) de que o filho possa vir a beneficiar-se foi a necessidade mais referida pelos pais. Os pais com mais necessidades apresentaram estados afetivos mais negativos, utilizaram mais estratégias de reenquadramento e aquisição de apoio social - relações íntimas. Em média...