Página 1 dos resultados de 445 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Efeito de medicamentos indicados para o tratamento de mastite bovina no período seco sobre os índices de fagocitose

BATISTA, Camila Freitas; BLAGITZ, Maiara Garcia; AZEDO, Milton Ricardo; STRICAGNOLO, Claudia Regina; DELLA LIBERA, Alice Maria Melville Paiva
Fonte: Goiânia Publicador: Goiânia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.63%
O período seco é considerado uma fase da lactação muito vulnerável à mastite, e os mecanismos de fagocitose são especialmente importantes nessa etapa. Para avaliar a influência de medicamentos indicados para o tratamento de mastite no período seco sobre a função fagocítica de leucócitos obtidos do leite de vacas, foram utilizadas amostras pareadas de leite de vacas, negativas ao exame bacteriológico. Submeteram-se essas células à prova de fagocitose in vitro, após serem expostas à solução contendo os seguintes medicamentos: cefalônio anidro (M1), gentamicina (M2), benzilpenicilina procaína em associação com naficilina e dihidroestreptomicina (M3) e cloxacilina benzatina (M4). A média dos índices de fagocitose das amostras-controle e das células submetidas aos tratamentos M1 e M3 foram, respectivamente, (58,88% ± 12,04), (64,87% ± 15,36) e (65,14% ± 17,96) e não apresentaram diferenças entre si, bem como em relação ao controle. A média dos índices de fagocitose das células submetidas ao tratamento M4 (46,90% ± 22,08) mostrou-se menor que o controle, assim como menor do que aquela obtida das células submetidas aos tratamentos M1 e M3. Por sua vez, a média dos índices de fagocitose das células submetidas ao tratamento M2 (0...

Efeito de emulsão lipídica parenteral composta por mistura de triglicérides de cadeia média e óleos de soja, oliva e peixe sobre a migração e fagocitose de leucócitos de ratos; Effect of parenteral lipid emulsion containing mixture of medium-chain triglycerides and soybean, olive and fish oils on leukocytes migration and phagocytosis in rats

Campos, Letícia de Nardi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/09/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.37%
INTRODUÇÃO: Emulsões lipídicas parenterais (EL) contendo óleo de peixe podem modular favoravelmente a resposta inflamatória e manter ou promover a resposta imunológica, mas há dados insuficientes sobre seu impacto em funções de células da imunidade inata. OBJETIVO: Verificar o efeito da administração endovenosa de EL composta por mistura de triglicérides de cadeia média e óleos de soja, oliva e peixe sobre a migração e fagocitose de leucócitos de ratos, em comparação à EL composta por mistura física de triglicérides de cadeia média e cadeia longa - TCM/TCL, suplementada ou não com óleo de peixe (OP). MÉTODOS: Ratos (Lewis) isogênicos (n=40) foram submetidos à cateterização da veia jugular externa para acesso parenteral. Os animais foram randomizados em quatro grupos, de acordo com sua infusão endovenosa: grupo SMOF: EL contendo 30% de óleo de soja (TCL), 30% de TCM, 25% de óleo de oliva e 15% de OP; grupo TCM/TCL: EL contendo TCM e TCL (1:1 v/v); grupo TCM/TCL/OP: EL composta por TCM/TCL com adição de OP (8:2 v/v); grupo SF: solução fisiológica. Um grupo de animais sem cateterismo venoso também foi desenvolvido (CO-NC). No quinto dia de experimento e após injeção de carvão coloidal pela veia caudal...

Papel dos leucotrienos na fagocitose via FcgR por macrofágos alveolares de ratos sadios e diabéticos.; Role of leukotrienes in phagocytosis via FcgR by alveolar macrophages from healthy and diabetic rats.

Ferracini, Matheus
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/07/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.63%
Avaliamos o papel dos leucotrienos (LTs), as vias de sinalização e o efeito da insulina na fagocitose via FcgR por macrófagos alveolares (MAs) de ratos sadios (RS) e diabéticos (RD). Vimos que a) MAs de RD fagocitam menos que os de RS; b) a fagocitose é dependente de LTs endógenos em RS mas não em RD; c) a adição de LTB4 ou LTD4 aos MAs em cultura aumenta a fagocitose em RS e RD; d) MAs de RS e RD produzem quantidades equivalentes de LTB4 e LTC4; e) a adição de insulina aos MAs aumenta a capacidade fagocitica em ambos os grupos; f) em RS, a fagocitose via FcgR induz fosforilação de Akt e PKC-d, que é amplificada por LTs endógenos, enquanto que em RD ocorreu fosforilação somente da PKC-d. A foforilação de Akt e PKC-d amplificada por LTs produzidos sob estímulo do FcgR em MAs de RS parece ser, de alguma forma, dependente da ação da insulina, pois MAs provenientes de RD fagocitam menos, a fagocitose não é dependente de LTs endógenos e o estímulo via FcgR não é capaz de ativar a Akt.; We evaluated the role of leukotrienes (LTs), the signaling pathways and the effect of insulin in phagocytosis via FcgR by alveolar macrophages (AMs) from healthy (HR) and diabetic (DR) rats. The results showed that: a) AMs from DR showed lower phagocytic capacity than AMs from healthy rats; b) the phagocytosis was dependent of endogenous LTs in AMs from HR but not DR; c) addition of LTB4 and LTD4 to cultures enhanced the phagocytosis by AMs from HR and DR; d) AMs from HR and DR rats produced similar levels of LTB4 and LTC4; e) addition of insulin to AMs enhanced the phagocytic capacity in HR and DR; f) in HR...

Mecanismo de ação de flavonóides no metabolismo oxidativo e na fagocitose de neutrófilos humanos desencadeados por receptores Fc-gama e CR; Mechanism of action of flavonoids in the human neutrophils oxidative burst and phagocytosis triggered by Fc gamma and CR receptors.

Santos, Éverton de Oliveira Lima dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.2%
O sistema imune inato é organizado por processos complexos que envolvem os diversos tipos celulares que culminam na eliminação de uma variedade de microorganismos a fim de proteger o organismo de infecções. Os neutrófilos são células importantes neste sistema, sendo capazes de migrar rapidamente ao foco da infecção. Estas células reconhecem e fagocitam partículas estranhas e atuam no sentido de elimina-los através da produção de espécies reativas de oxigênio (EROs), proteínas antimicrobianas e enzimas proteolíticas dos grânulos, que são liberadas no fagossomo e no espaço extracelular. Entretanto, em algumas doenças inflamatórias e autoimunes têm sido encontradas lesões nos tecidos envolvendo a produção excessiva de EROs pelos neutrófilos, desencadeada por imunocomplexos (ICs) via receptores Fc gama (Fc) e de complemento (CR). Assim, a modulação da ativação destes receptores e da produção de EROs é importante na manutenção da homeostasia. Nas últimas décadas, flavonóides são considerados como metabólitos secundários promissores mostrando atividade antioxidante e imunomodulatória. Neste trabalho foi avaliado o efeito modulatório dos flavonóides galangina, kaempferol, quercetina e miricetina em algumas funções efetoras de neutrófilos humanos...

Avaliação funcional de fagócitos em imunodeficiências com manifestações cutâneas; Functional phagocyte evaluation in immunodeficiencies with cutaneous manifestations

Silva, Rosemeire Navickas Constantino da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/10/2010 PT
Relevância na Pesquisa
27.86%
A pele e as mucosas constituem as primeiras barreiras na defesa contra infecções e os macrófagos são componentes essenciais do sistema imune inato, importante neste aspecto. O envolvimento destas células pode ser verificado em grande percentual das imunodeficiências primárias. Desta forma, a avaliação da função fagocitária é de extrema relevância para o reconhecimento dos distúrbios imunológicos que acometem a pele. O objetivo do presente estudo foi avaliar a metodologia laboratorial para a detecção de defeitos funcionais dos fagócitos. Para isto foram estabelecidos os seguintes testes laboratoriais: Nitro Blue Tetrazolium (NBT), Dihidrorodamina (DHR), quimiotaxia, fagocitose e a aderência de S. aureus e C. albicans por citometria de fluxo (CF), além de morte intracelular de S. aureus e C. albicans (CF). Para verificar a integridade do sistema complemento realizou-se ensaios hemolíticos para as vias clássica e alternativa (CH50 e AP50). A metodologia proposta foi aplicada em indivíduos normais para a padronização dos testes. O burst oxidativo avaliado pelo teste da dihidrorodamina (DHR) foi aplicado em 101 indivíduos saudáveis e em paralelo, 50 indivíduos sadios para o teste do NBT. Os mesmos testes foram realizados em pacientes com Candidíase mucocutânea crônica (CMC) (n=9 )...

Fc?R e CR3 no lúpus eritematoso sistêmico: variantes polimórficas e sua influência na fagocitose e desgranulação dos neutrófilos; Fc?R and CR in systemic lupus erythematosus: polimorphisms and their influence in the phagocytosis and degranulation of neutrophils

Ferreira, Isabel Cristina Costa Vigato
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.72%
O lúpus eritematoso sistêmico (LES) é uma doença autoimune e a suscetibilidade às infecções está associada as suas anormalidades imunológicas e a sua terapia imunossupressora e citotóxica. Dentre as alterações que predispõem às infecções no LES estão anormalidades moleculares e funcionais dos neutrófilos: clearance e fagocitose ineficientes de imunocomplexos (IC) e bactérias, neutropenia, defeitos na quimiotaxia, redução do burst oxidativo e redução da expressão de receptores para IgG (Fc?R) e para complemento (CR). Além disso, os polimorfismos genéticos dos Fc?R têm sido associados com as disfunções imunes do LES. Os Fc?R são importantes mediadores das funções efetoras do neutrófilo e atuam em sinergismo com os CR (CR1 e CR3). O polimorfismo dos genes Fc?RIIA e Fc?RIIIB determina a expressão de variantes alélicas com diferenças funcionais, as quais podem influenciar as respostas biológicas e a suscetibilidade e o prognóstico das doenças infecciosas. Em particular, o alótipo Fc?RIIa-R131, tem menor afinidade para a IgG2, o que resulta em prejuízo na fagocitose mediada por esta imunoglobulina. A IgG2 é essencial contra bactérias encapsuladas e os pneumococos são responsáveis por 6-18% das infecções bacterianas no LES. O objetivo deste estudo foi investigar a influência dos polimorfismos genéticos dos Fc?R na fagocitose e desgranulação dos neutrófilos...

Participação dos mastócitos e seus receptores TLR2 e dectina-1 na defesa contra Candida albicans: fagocitose e produção/liberação de óxido nítrico e de peróxido de hidrogênio; Participation of mast cells and its TLR2 and dectin-1 receptors in defense against C. albicans: phagocytosis and production/release of nitric oxide and hydrogen peroxide

Pinke, Karen Henriette
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/02/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.63%
Candida albicans (C. albicans) constitui um fungo comum nas mucosas do trato gastrointestinal, incluindo cavidade bucal, que pode ocasionar candidose local ou invasiva, principalmente em estados de imunossupressão. Os mecanismos de defesa contra este fungo podem ser desencadeados pela ligação dos receptores de reconhecimento de padrões, TLR2 e dectina-1, aos seus ligantes, como a fosfolipomanana e os -glucanos encontrados na parede celular de C. albicans. Os mastócitos possuem estes receptores em sua membrana celular e residem nas interfaces com o ambiente, podendo constituir umas das primeiras linhas de defesa. Seus mecanismos imunes incluem síntese e secreção de mediadores, apresentação de antígenos, bem como atividades fagocitária e microbicida. Todos estes mecanismos de defesa podem ser desencadeados de forma independente ou cooperativa entre os receptores TLR2 e dectina-1. Deste modo, o objetivo deste trabalho foi avaliar in vitro a ocorrência de fagocitose, a geração de óxido nítrico e peróxido de hidrogênio pelos mastócitos desafiados ou não com C. albicans, e a participação do TLR2 e dectina-1 nesses eventos. Para isto, mastócitos, diferenciados da medula óssea (BMMCs) de camundongos selvagens (BMMCs Wt) ou TLR2-/- (BMMCs TLR2-/-) foram desafiados com C. albicans. Células eram também bloqueadas in vitro com anticorpos específicos anti-dectina-1(BMMCs BD-1 e BMMCs TLR2-/-/BD-1). Os eventos foram analisados por meio de ensaio fluorescente de fagocitose...

Melatonina sintetizada por microglias de cerebelo em cultura regula o processo de fagocitose; Synthesis of melatonin by microglial cerebellar cell culture regulate phagocytoses process

Santos, Adriessa Aparecida dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.57%
A melatonina é uma indolamina sintetizada principalmente pela glândula pineal, cuja função está associada à marcação do escuro. Além deste papel cronobiótico, a melatonina também tem papel na defesa e é sintetizada por outros sítios podendo exercer ação parácrina e autócrina, como em células imunocompetentes. Concentrações substancialmente elevadas de melatonina são encontradas no liquido cefalorraquidiano (LCR) que tem sido vinculada à síntese de melatonina por células do sistema nervoso central (SNC), como as microglias. Sabendo-se que estas células são os macrófagos residentes no SNC e que a síntese de melatonina por estes fagócitos já é comprovada, nosso trabalho teve por objetivo avaliar se microglias cerebelares sintetizam essa indolamina e se esta atua potencializando a fagocitose destas células. Nossos resultados mostram que o bloqueio dos receptores de melatonina com o antagonista luzindol, diminuiu tanto a fagocitose induzida por melatonina exógena, quanto à fagocitose basal, indicando que há síntese de melatonina por microglias cerebelares que, por sua vez, age na fagocitose. Esses resultados são relevantes e indicam que a melatonina sintetizada pela microglia, pode estar relacionada com a homeostase do ambiente neural. Sendo assim...

Impacto da eferocitose na fagocitose e atividade microbicida via recptores Scavenger em macrófagos alveolares papel de prostaglandina E2

Souza, Taís Picolo de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 62 f.
POR
Relevância na Pesquisa
37.57%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Biociências e Biotecnologia Aplicadas à Farmácia - FCFAR; Os receptores scavenger (SR) são os principais receptores de reconhecimento padrão (PRR) envolvidos na fagocitose de Streptococcus pneumoniae por macrófagos alveolares (AMs), células estas consideradas a primeira linha de defesa no pulmão. Sabe-se que indivíduos acometidos por doenças pulmonares obstrutivas crônicas (DPOC) são susceptíveis a infecções bacterianas recorrentes e apresentam um intenso acúmulo de células apoptóticas (ACs) no parênquima pulmonar. A hipótese deste estudo fundamenta-se em que o acúmulo de ACs e a fagocitose destas por AMs poderia suprimir as funções efetores destas células, através da liberação de mediadores anti-inflamatórios, tais como TGF- e PGE2. No entanto, nada se sabe quanto aos mecanismos pelos quais PGE2 poderia suprimir esses mecanismos efetores de macrófagos alveolares contra S. pneumoniae, via SR. Nossos resultados demonstram que a presença de ACs promove a inibição da fagocitose e a atividade microbicida de AMs contra S. pneumoniae. A inibição da fagocitose de S. pneumoniae mediada pela eferocitose foi revertida pela inibição da síntese de PGE2 endógena...

Produção de PGE2 por células dendríticas mediante fagocitose de células apoptóticas infectadas

Saraiva, Amanda Correia
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 47 f.
POR
Relevância na Pesquisa
37.63%
A fagocitose de células apoptóticas é um processo dinâmico e de fundamental importância para homeostase dos tecidos após uma injúria. A fagocitose de células apoptóticas promove a síntese de mediadores anti-inflamatórios como PGE2, TGF-β e IL-10, podendo resultar na supressão da resposta imune do hospedeiro contra agentes infecciosos. Entretanto, um elegante estudo utilizando células apoptóticas infectadas demonstrou que a fagocitose destas células promove a geração não apenas de citocinas anti-inflamatórias como TGF-β mas também de IL-6 e IL-23, promovendo um efeito imunoestimulador, a diferenciação de células Th17. A atuação da PGE2 na imunidade adaptativa vem sendo investigada quanto à diferenciação e ativação de linfócitos Th1, Treg e Th17. Os resultados aqui apresentados demonstram que o protocolo de diferenciação de células dendríticas utilizado foi capaz de gerar em torno de 85% de CD imaturas evidenciado pela expressão de um perfil fenotípico CD11c+CD11b+MHCIIlowCD80lowCD86low. Quanto à produção de PGE2, a fagocitose de AC+PAMP por células dendríticas foi capaz de induzir níveis elevados deste mediador lipídico nas diferentes proporções de células apoptóticas utilizadas. Os níveis de PGE2 encontrados no sobrenadante de cultura foi proporção dependente evidenciando uma relação direta entre fagocitose de AC+PAMP e a produção de PGE2. A fim de mimetizar a cinética da carga bacteriana durante uma infecção...

Influência do receptor TLR-2 no processo de fagocitose do fungo Sporothrix schenckii

Sundfeld, Pedro Passos
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 47 f.
POR
Relevância na Pesquisa
37.37%
A esporotricose é uma micose provocada pelo fungo Sporothrix schenckii, resultante da inoculação direta de conídios e hifas do fungo. A doença se desenvolve habitualmente na pele, no tecido subcutâneo, podendo através dos vasos linfáticos, comprometer órgãos internos. Nos últimos anos tem-se voltado à atenção à participação do receptor Toll Like-2 no reconhecimento e fagocitose de diversos antígenos fungicos. A partir disto, o objetivo deste estudo foi estudar a influência do receptor Toll Like-2 no processo de fagocitose do Sporothrix schenckii em camundongos C57BL/6. Este estudo avaliou o processo de internalização do Sporothrix schenckii por macrófagos murinos obtidos de camundongos C57BL/6 WT e C57BL/6 TLR-2 KO. Os experimentos foram realizados através da utilização de lâminas de cultura celular e microscopia ótica. Além de analisar a viabilidade de células fúngicas internalizadas através de ensaios de sobrevivência. Como resultados pudemos observar a significativa importância do TLR-2 no processo de internalização deste microrganismo, uma vez que o estudo evidenciou uma eficácia de internalização acima de 85% dos macrófagos obtidos de animas selvagens em relação aos obtidos de animais TLR-2 KO. Além disso...

Stages of in vitro phagocytosis of Plasmodium falciparum-infected erythrocytes by human monocytes; Estágios da fagocitose in vitro por monócitos humanos de eritrócitos infectados por Plasmodium falciparum

Muniz-Junqueira, Maria Imaculada; Tosta, Carlos Eduardo
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
EN
Relevância na Pesquisa
37.57%
Monócitos/macrófagos desempenham uma função crítica nos mecanismos de defesa antiplasmódio e constituem as principais células responsáveis pela eliminação das formas eritrocitárias do plasmódio da circulação sangüínea. Realizamos uma avaliação microscópica dos estágios da fagocitose in vitro de eritrócitos infectados por Plasmodium falciparum por monócitos humanos. Essas células foram obtidas de indivíduos adultos sadios por centrifugação em Percoll e incubadas com eritrócitos infectados por Plasmodium falciparum previamente incubados com um pool de soro imune contra plasmódio. Descrevemos os estágios da fagocitose, desde a aderência dos eritrócitos infectados até sua destruição nos fagolisossomas dos monócitos. Observou-se que eritrócitos infectados por todos os diferentes estágios assexuados do parasito foram ingeridos pelos monócitos e que o processo de fagocitose pode se completar em cerca de 30 minutos. Além disso, mostramos que a fagocitose pode ocorrer de uma forma contínua, de tal maneira que diferentes fases do processo foram observadas no mesmo fagócito. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT; Monocytes/macrophages play a critical role in the defense mechanisms against malaria parasites...

Fagocitose e viabilidade monocitária de pacientes com esquistossomose mansônica na forma hepatoesplênica submetidos à esplenectomia e ao auto-implante esplênico

Brandt,Carlos Teixeira; Castro,Célia Maria Machado Barbosa de; Lavor,Stella Maria Lisboa de; Castro,Francisco Machado Manhães de
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.37%
Esquistossomose mansônica persiste como problema médico-social no nordeste brasileiro. Em crianças, o tratamento cirúrgico inclui esplenectomia e auto-implante esplênico. Este procedimento reduz a septicemia pós-esplenectomia. O objetivo deste estudo foi analisar a taxa de fagocitose e viabilidade de fagócitos mononucleares em portadores de esquistossomose hepatoesplênica, submetidos à cirurgia, de 1991 a 2001. Dos 22 indivíduos analisados, 11 eram portadores de esquistossomose hepatoesplênica, submetidos à esplenectomia e auto-implante esplênico (Grupo estudo) e 11 eram sadios (Grupo Controle). Os grupos tinham média de idades similar e procediam da mesma zona endêmica (Timbaúba-PE). Não se evidenciou diferença na taxa de fagocitose comparando-se o grupo controle (36,1%±4,9%) e o grupo estudo (33,5%±5,7%), p=0,2773. Todavia, a viabilidade dos fagócitos após estímulo com lipopolissacarídio foi maior (94%) no grupo controle, quando comparado ao grupo estudo (65%), p<0,001. Pode-se concluir que a esplenose assegura função fagocitária normal em monócitos, entretanto, os fagócitos possuem menor viabilidade frente a um estímulo nocivo e duradouro.

Fagocitose por neutrófilos no Lúpus Eritematoso Sistêmico

Forte,Wilma Carvalho Neves; Almeida,Rafael M.; Bizuti,Gilberto da Silva Cairo; Forte,Daniel Neves; Bruno,Simone; Russo Filho,Francisco S.; Lima,Carlos Alberto Conceição
Fonte: Associação Médica Brasileira Publicador: Associação Médica Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.37%
OBJETIVO: Avaliar a presença de imunocomplexos e a atividade fagocitária de polimorfonucleares neutrofílicos em pacientes com Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) com e sem sinais e sintomas de atividade da doença. MÉTODOS: Analisou-se o sangue periférico de 55 indivíduos, sendo 10 pacientes com forma ativa da doença, 15 fora de atividade e 30 indivíduos sadios. Foi utilizada imunodifusão radial para identificação de imunocomplexos e estudada a etapa de ingestão da fagocitose por neutrófilos com partículas de zimosan. RESULTADOS: Observou-se a presença de crioprecipitado constituído por IgM, IgG, IgA, componentes C3 e C4 do complemento nos pacientes com LES. As médias aritméticas da ingestão por neutrófilos de partículas de zimosan incubado com soro homólogo e zimosan incubado com soro autólogo mostraram uma diminuição significativa (p<0.05) para os pacientes com LES em atividade quando comparadas as de pacientes com LES fora atividade e de indivíduos sadios. CONCLUSÃO: Concluímos haver presença de imunocomplexos nos pacientes com LES em atividade e fora de atividade e uma diminuição da fagocitose por neutrófilos no grupo de pacientes com LES em atividade. As conclusões do presente estudo são coerentes com a patogênese da doença e com a alta mortalidade por infecções nesses pacientes.

Avaliação do efeito da radiação ultravioleta “A” sobre porcentagens de fagocitose em hemócitos e concentração da glicose na hemolinfa do Camarão-Rosa Farfantepenaeus paulensis

Hollmann, Gabriela; Cavalli, Ronaldo Olivera; Trindade, Gilma Santos; Martínez, Pablo Elías
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.37%
Os crustáceos estão naturalmente expostos à radiação ultravioleta, podendo esta produzir mudanças bioquímicas e na função imune e predispor ao aparecimento de doenças. Objetivo: Quantificar a concentração de glicose na hemolinfa e avaliar o índice fagocitário em hemócitos de camarões Farfantepenaeus paulensis expostos à radiação UVA. Metodologia: 21 camarões foram divididos em três grupos submetidos à radiação UVA (tratamentos de 1, 5 e 10 dias) e grupo controle. A fagocitose foi efetuada em lâminas, nas quais os hemócitos foram avaliados pela sua capacidade de ingerir leveduras (Sacharomyces cerevisae). A glicose foi determinada por método enzimático (glicose oxidase). Os resultados foram expressos como média ± desvio-padrão e efetuada análise de variância e teste de Tuckey “a posteriori”. Resultados: A fagocitose (%) e a concentração de glicose (mmol/l) dos animais expostos por 1, 5 e 10 dias e do grupo controle foram respectivamente, 71,70±2,03 e 0,36±0,19; 70,0±4,73 e 0,88±0,47; 63,80±3,67 e 0,18±0,03 e 85,65±2,81 e 2,41±0,74. O grupo controle apresentou maior índice fagocitário (P>0,05) e os animais expostos durante 10 dias mostraram o índice inferior (P>0,05). Observou-se menor concentração de glicose em todos os grupos expostos em relação ao controle (P>0...

Avaliação do efeito da radiação ultravioleta “A” sobre porcentagens de fagocitose em hemócitos e concentração da glicose na hemolinfa do camarão-rosa Farfantepenaeus paulensis

Hollmann, Gabriela; Cavalli, Ronaldo Olivera; Trindade, Gilma Santos; Martínez, Pablo Elías
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.37%
Os crustáceos estão naturalmente expostos à radiação ultravioleta, podendo esta produzir mudanças bioquímicas e na função imune e predispor ao aparecimento de doenças. Objetivo: Quantificar a concentração de glicose na hemolinfa e avaliar o índice fagocitário em hemócitos de camarões Farfantepenaeus paulensis expostos à radiação UVA. Metodologia: 21 camarões foram divididos em três grupos submetidos à radiação UVA (tratamentos de 1, 5 e 10 dias) e grupo controle. A fagocitose foi efetuada em lâminas, nas quais os hemócitos foram avaliados pela sua capacidade de ingerir leveduras (Sacharomyces cerevisae). A glicose foi determinada por método enzimático (glicose oxidase). Os resultados foram expressos como média ± desvio-padrão e efetuada análise de variância e teste de Tuckey “a posteriori”. Resultados: A fagocitose (%) e a concentração de glicose (mmol/l) dos animais expostos por 1, 5 e 10 dias e do grupo controle foram respectivamente, 71,70±2,03 e 0,36±0,19; 70,0±4,73 e 0,88±0,47; 63,80±3,67 e 0,18±0,03 e 85,65±2,81 e 2,41±0,74. O grupo controle apresentou maior índice fagocitário (P>0,05) e os animais expostos durante 10 dias mostraram o índice inferior (P>0,05). Observou-se menor concentração de glicose em todos os grupos expostos em relação ao controle (P>0...

Aplicação de resultados de pesquisa sobre fagocitose no ensino de biologia celular

Ventura, Ana Clara Sans Salomão Brunow
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf application/x-zip-compressed
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.2%
Resumo: Nas últimas décadas houve um fantástico avanço da ciência e inúmeros processos celulares foram descritos. Isso gerou, para os educadores, o desafio de criar condições de aprendizagem para que seus alunos construissem novos conhecimentos em um tempo relativamente curto. Para que ocorra a compreensão dos eventos celulares é necessário, contudo, que se realize a representação mental das estruturas da célula, cada qual ocupando posições definidas no espaço e interagindo entre si. Dessa forma, tornaram-se necessárias metodologias de ensino que possibilitassem representações mentais, promovessem a curiosidade e despertassem a motivação. Neste contexto, as tecnologias de informação e comunicação, tais como as multimídias educativas, são recursos poderosos para tornar o processo de ensino-aprendizagem mais eficiente. Estes artefatos permitem a conversão de um conceito abstrato em um objeto visual específico, esclarecendo processos celulares dinâmicos e possibilitando a interatividade. Em todo o mundo, multimídias vêm sendo utilizadas para promover a aprendizagem. Entretanto, no Brasil são poucos os que atuam no desenvolvimento de novas tecnologias para a educação em biologia celular. Sendo assim...

Efeito do tempo de conservação de polimorfonucleares do sangue de bezerros sobre o metabolismo oxidativo e a atividade de fagocitose de Escherichia coli; Effect of conservation time on bovine polymorphonuclear leukocytes in calves blood on oxidative burst and Escherichia coli phagocytosis activity

BOHLAND, Elizabeth; SÁ-ROCHA, Vanessa de Moura; CYRILLO, Fernanda Cavallini; BENESI, Fernando José
Fonte: São Paulo Publicador: São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.63%
Foram avaliados os efeitos do tempo sobre o metabolismo oxidativo e a fagocitose de Escherichia coli, em amostras de polimorfonucleares (PMN) do sangue, de cinco bezerros hígidos, conservadas em banho de gelo por duas (t2), quatro (t4), seis (t6), 12 (t12) e 24 (t24) horas. O metabolismo oxidativo foi avaliado utilizando o Diacetato 2' 7' Diclorofluoresceína (DCFH-DA) e a E. coli, como estímulo. Para a fagocitose a mesma bactéria foi utilizada. As amostras foram analisadas por citometria de fluxo. O metabolismo oxidativo basal dos PMN do sangue de bezerros foi maior nos tempos t4, t6 e t12, do que em t2 (p<0,05). A intensidade de fluorescência do metabolismo oxidativo induzido pela bactéria foi maior nos tempos t4 e t6 do que em t2 (p<0,05). A comparação entre o metabolismo basal e induzido pela bactéria, em cada um dos tempos, mostrou que a maior diferença ocorreu em t2, com valores da média geométrica e desvios padrão respectivos de 18,3 ± 4,4 e 26,7 ± 1,8 (p< 0,05). A atividade de fagocitose, medida pela intensidade de fluorescência, foi maior para as amostras mantidas em gelo por 6 horas do que para t2, t4 e t12 (p<0,05). O percentual de fagocitose não diferiu entre os tempos. O tempo ideal para análise do metabolismo oxidativo foi o de duas horas. Maiores estudos são necessários para se verificar a influência do tempo de conservação na fagocitose de E. coli por PMN do sangue de bovinos; The time effect on oxidative burst and phagocytosis of Escherichia coli by polymorphonuclear leukocytes of 5 healthy calve blood samples were evaluated. Samples were kept on ice bath for two (t2)...

Macrófagos lácteos de búfalas hígidas: avaliações da fagocitose, espraiamento e liberação de H2O2; Milk macrophages from healthy female buffaloes: evaluation of phagocytosis test, spreading and hydrogen peroxide release assays

Della Libera, Alice Maria Melville Paiva; Birgel, Eduardo Harry; Kitamura, Sandra Satiko; Rosenfeld, Andrea Mello Franco; Mori, Ênio; Gomes, Cristina de Oliveira Massoco-Salles; Araújo, Wanderley Pereira de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2006 POR
Relevância na Pesquisa
37.48%
O presente estudo teve por objetivo avaliar funcionalmente os macrófagos lácteos "nonelicited" presentes por meio de testes de fagocitose, espraiamento e liberação de peróxido de hidrogênio. Foram colhidas 56 amostras de leite de 15 búfalas hígidas e mensuradas a contagem de células somáticas total e diferencial, a viabilidade celular, os testes de fagocitose, de espraiamento e a liberação de peróxido de hidrogênio. Dessas variáveis obteve-se respectivamente média de 14.500 cél/mL de leite; com mediana de 4,33% de linfócitos e médias e desvios padrão de 50,77% + 18,28 de células da série monócito/macrófago e 32,13% + 19,27 de polimorfonucleares. A viabilidade das células na suspensão foi 66,8% +15,8 e os índices de fagocitose e espraiamento foram 30,1% + 16,9 e 58,5% +13,3. Não houve diferença entre a liberação de H2O2 espontânea e induzida por PMA. Concluiu-se que os macrófagos presentes no leite de búfalas hígidas e espraiaram significativamente, além de apresentarem correlação com outro marcador de ativação celular, no caso, a liberação de peróxido de hidrogênio; mais da metade dos macrófagos aderidos fagocitaram partículas de zymosan; os fagócitos mantêm sua capacidade de liberar peróxido de hidrogênio...

Efeito do tempo de conservação de polimorfonucleares do sangue de bezerros sobre o metabolismo oxidativo e a atividade de fagocitose de Escherichia coli; Effect of conservation time on bovine polymorphonuclear leukocytes in calves blood on oxidative burst and Escherichia coli phagocytosis activity;

Bohland, Elizabeth; Sá-Rocha, Vanessa de Moura; Cyrillo, Fernanda Cavallini; Benesi, Fernando José
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2008 POR
Relevância na Pesquisa
37.63%
Foram avaliados os efeitos do tempo sobre o metabolismo oxidativo e a fagocitose de Escherichia coli, em amostras de polimorfonucleares (PMN) do sangue, de cinco bezerros hígidos, conservadas em banho de gelo por duas (t2), quatro (t4), seis (t6), 12 (t12) e 24 (t24) horas. O metabolismo oxidativo foi avaliado utilizando o Diacetato 2' 7' Diclorofluoresceína (DCFH-DA) e a E. coli, como estímulo. Para a fagocitose a mesma bactéria foi utilizada. As amostras foram analisadas por citometria de fluxo. O metabolismo oxidativo basal dos PMN do sangue de bezerros foi maior nos tempos t4, t6 e t12, do que em t2 (p<0,05). A intensidade de fluorescência do metabolismo oxidativo induzido pela bactéria foi maior nos tempos t4 e t6 do que em t2 (p<0,05). A comparação entre o metabolismo basal e induzido pela bactéria, em cada um dos tempos, mostrou que a maior diferença ocorreu em t2, com valores da média geométrica e desvios padrão respectivos de 18,3 ± 4,4 e 26,7 ± 1,8 (p< 0,05). A atividade de fagocitose, medida pela intensidade de fluorescência, foi maior para as amostras mantidas em gelo por 6 horas do que para t2, t4 e t12 (p<0,05). O percentual de fagocitose não diferiu entre os tempos. O tempo ideal para análise do metabolismo oxidativo foi o de duas horas. Maiores estudos são necessários para se verificar a influência do tempo de conservação na fagocitose de E. coli por PMN do sangue de bovinos.; The time effect on oxidative burst and phagocytosis of Escherichia coli by polymorphonuclear leukocytes of 5 healthy calve blood samples were evaluated. Samples were kept on ice bath for two (t2)...