Página 1 dos resultados de 3323 itens digitais encontrados em 0.075 segundos

Resistência à insulina em mulheres com síndrome dos ovários policísticos modifica fatores de risco cardiovascular; Cardiovascular risk markers in polycystic ovary syndrome in women with and without insulin resistance

MARTINS, Wellington de Paula; SOARES, Gustavo Mafaldo; VIEIRA, Carolina Sales; REIS, Rosana Maria dos; SÁ, Marcos Felipe Silva de; FERRIANI, Rui Alberto
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
95.69%
OBJETIVO: avaliar se a presença de resistência à insulina (RI) modifica fatores de risco cardiovascular em mulheres com síndrome dos ovários policísticos (SOP). MÉTODOS: estudo transversal no qual 60 mulheres com SOP, com idade entre 18 e 35 anos e sem uso de hormônios, foram avaliadas. A RI foi avaliada por meio do quantitative insulin sensitivity check index (QUICKI). RI foi definida como QUICKI <0,33. As seguintes variáveis foram comparadas entre o grupo com e sem RI: antropométricas (peso, altura, circunferência da cintura, pressão arterial e frequência cardíaca), laboratoriais (homocisteína, interleucina-6, fator de necrose tumoral-α, testosterona, fração de androgênios livre, colesterol total e frações, triglicerídeos, proteína C reativa e insulina, glicose) e ultrassonográficas (distensibilidade e espessura íntima-média da carótida e dilatação mediada por fluxo da artéria braquial). RESULTADOS: Dezoito mulheres (30%) apresentaram RI. As mulheres com RI, comparadas às sem RI, apresentaram diferenças significativas nos seguintes marcadores antropométricos (SOP com RI e sem RI respectivamente): índice de massa corporal (35,5±5,6 versus 23,9±4,8 kg/m², p<0,01;), cintura (108,1±11,53 versus 79...

Fatores de risco para nascimentos pré-termo em Londrina, Paraná, Brasil; Risk factors for pre-term birth in Londrina, Paraná State, Brazil

SILVA, Ana Maria Rigo; ALMEIDA, Marcia Furquim de; MATSUO, Tiemi; SOARES, Darli Antonio
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
95.66%
Objetivou-se identificar fatores de risco para nascimentos pré-termo por meio de estudo caso-controle populacional que envolve nascidos vivos hospitalares de mães residentes em Londrina, Paraná, Brasil. Os casos foram os 328 nascimentos pré-termo e os controles, uma amostra proporcional de 369 nascimentos com 37 semanas ou mais. Realizou-se análise de regressão logística múltipla hierarquizada. Verificou-se associação (p < 0,05) para as variáveis: sócio-econômicas - moradia em favela e baixa idade do chefe familiar; características maternas: IMC < 19 e > 30kg/m², com filho anterior pré-termo, com tratamento para engravidar; características maternas durante a gestação: com companheiro há no máximo dois anos, preocupações, bebida alcoólica semanal, pré-natal inadequado, prática de caminhada como proteção; agravos na gestação - sangramento, infecção do trato genital, volume alterado do líquido amniótico, hipertensão arterial e internação; gestação múltipla. A identificação de fatores de risco e a melhoria da qualidade da atenção pré-concepcional e pré-natal podem reduzir a prematuridade.; The objective of this study was to identify risk factors associated with pre-term birth among live births in a hospital in Londrina...

Fatores de risco e proteção para doenças crônicas não transmissíveis entre beneficiários da saúde suplementar: resultados do inquérito telefônico Vigitel, Brasil, 2008; Prevalence of risk health behavior among members of private health insurance plans: results from the 2008 national telephone survey Vigitel, Brazil

MALTA, Deborah Carvalho; OLIVEIRA, Martha Regina de; MOURA, Erly Catarina de; SILVA, Sara Araújo; ZOUAIN, Cláudia Soares; SANTOS, Fausto Pereira dos; MORAIS NETO, Otaliba Libanio de; PENNA, Gerson de Oliveira
Fonte: Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
95.66%
O objetivo deste artigo é descrever a distribuição dos principais fatores de risco (FR) e proteção para doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) entre os beneficiários de planos de saúde. Foi utilizada amostra aleatória de adultos com 18 ou mais anos de idade nas capitais brasileiras, analisando-se frequências de FR em 28.640 indivíduos em 2008. Homens mostraram alta prevalência dos seguintes fatores de risco: tabaco, sobrepeso, baixo consumo de frutas e legumes, maior consumo de carnes gordurosas e álcool, enquanto mulheres mostraram maior prevalência de pressão arterial, diabetes, dislipidemia e osteoporose. Homens praticam mais atividade física e mulheres consomem mais frutas e vegetais. Homens com maior escolaridade apresentam maior frequência de sobrepeso, consumo de carnes com gorduras e dislipidemia. Entre mulheres, tabaco, sobrepeso, obesidade e doenças autorreferidas decrescem com aumento da escolaridade, enquanto o consumo de frutas e legumes, atividade física, mamografia e exame de papanicolau aumentam com a escolaridade. CONCLUSÃO: a população usuária de planos de saúde constitui cerca de 26% da população brasileira, e o estudo atual visa acumular evidências para atuação em ações de promoção da saúde para esse público.; This article aims at estimating the prevalence of adults engaging in protective and risk health behaviors among members of private health insurance plans. It was used a random sample of individuals over the age of 18 living in the Brazilian state capitals collected on 28...

Análise dos fatores de risco para complicações pulmonares em pacientes laringectomizados : estudo retrospectivo do período de 1985 a 1996; Risk factors analysis to pulmonary complications in postoperative laryngeal cancer patients: restrospective study from 1985 to 1996

Melo, Giulianno Molina de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/11/2002 PT
Relevância na Pesquisa
85.82%
Os objetivos deste estudo foram identificar os fatores de risco para complicações pulmonares pós-operatórias em pacientes laringectomizados por carcinoma espinocelular de laringe, assim como os fatores de risco para apresentação de metástases pulmonares e os fatores de risco para apresentação de segundo tumores primários em pulmão destes pacientes no período de 1985 a 1996. O estudo consistiu em uma análise retrospectiva de 291 pacientes admitidos no Hospital do Câncer A. C. Camargo, no período de 1985 a 1996, portadores de carcinoma espinocelular de laringe, submetidos a tratamento cirúrgico com intenção curativa seguido ou não de radioterapia. Foram analisados as variáveis demográficas, as comorbidades, a localização do sítio primário, o estadiamento clínico, o tratamento do tumor primário e do pescoço, o tratamento radioterápico, a diferenciação celular, as margens cirúrgicas, as recidivas locais, as recidivas regionais, a presença de complicações maiores, de complicações menores, as metástases pulmonares e a presença de múltiplos tumores primários pulmonares. O teste de associação do qui-quadrado foi utilizado para análise univariada descritiva das diversas variáveis comparando-se os grupos com complicação pulmonar e sem complicação pulmonar. A análise multivariada através da regressão logística foi utilizada na determinação dos fatores de risco para apresentação de metástases pulmonares e múltiplos tumores primário pulmonares. A incidência de complicações pulmonares foi de 31...

Segurança do paciente em terapia intensiva: caracterização de eventos adversos em pacientes críticos, avaliação de sua relação com mortalidade e identificação de fatores de risco para sua ocorrência; Patient safety in intensive care: characterization of adverse events in critically ill patients, evaluation of their relationship with mortality and identification of risk factors for their occurrence

Zambon, Lucas Santos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
85.82%
Introdução: A segurança do paciente é tema de grande importância pois muitos pacientes hospitalizados são vítimas de eventos adversos (EAs). Evento adverso é um incidente que resulta em dano desnecessário ao paciente, de caráter não intencional, e que está associado à assistência prestada, e não com a evolução natural da doença do indivíduo. As unidades de terapia intensiva (UTIs) são ambientes propícios à ocorrência de EAs, porém não há dados abrangentes sobre EAs em UTIs no Brasil. Além disso é preciso verificar se a ocorrência de EAs é fator de risco para morte em UTI, e quais são os fatores de risco para sua ocorrência. Objetivos: Identificar e caracterizar EAs em UTIs do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP), avaliar se há relação entre ocorrência de EAs e morte em UTIs, e identificar quais os fatores de risco para a ocorrência de EAs nesses locais. Métodos: Estudo observacional do tipo coorte que analisou admissões consecutivas em UTIs no HC-FMUSP entre Junho e Agosto de 2009. Os casos foram acompanhados até a saída da UTI, seja alta ou óbito. Foram coletados dados sobre aspectos clínicos, escores de gravidade (APACHE II, SAPS II, SOFA)...

Indicadores de proteção e de risco para suicídio por meio de escalas de auto-relato

Prieto, Daniela Yglesias de Castro
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
85.8%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Clínica, 2007.; Estimar o risco de suicídio envolve a avaliação tanto de indicadores de risco quanto de proteção para crise suicida. Os indicadores de risco mais freqüentemente citados na literatura são: existência de transtorno mental, história de tentativa de suicídio, ideação suicida, sintomas depressivos e ansiosos, impulsividade, desesperança entre outros. Os principais indicadores protetivos destacados são: satisfação com a vida, auto-imagem positiva, recursos de enfrentamento, otimismo, estabilidade emocional, existência de um projeto de vida. O presente estudo objetivou estimar o risco de suicídio. Os instrumentos utilizados foram: Suicide Behavior Questionnaire Revised (SBQR), Positive and Negative Suicide Ideation (PANSI), Suicide Resilience Inventory (SRI), Child Abuse and Trauma Scale (CAT) e Minnesota Multiphasic Personality Inventory 2 (MMPI-2), e uma lista de Eventos Estressores (EVES). Esses instrumentos avaliam, respectivamente: comportamento suicida; ideação suicida e recursos de enfrentamento; resiliência ao suicídio; percepção de abuso e negligência na infância e adolescência; indicadores psicológicos (depressão...

Indicadores de proteção e de risco para suicídio por meio de escalas de auto-relato

Prieto, Daniela Yglesias de Castro
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
85.8%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2007.; Estimar o risco de suicídio envolve a avaliação tanto de indicadores de risco quanto de proteção para crise suicida. Os indicadores de risco mais freqüentemente citados na literatura são: existência de transtorno mental, história de tentativa de suicídio, ideação suicida, sintomas depressivos e ansiosos, impulsividade, desesperança entre outros. Os principais indicadores protetivos destacados são: satisfação com a vida, auto-imagem positiva, recursos de enfrentamento, otimismo, estabilidade emocional, existência de um projeto de vida. O presente estudo objetivou estimar o risco de suicídio. Os instrumentos utilizados foram: Suicide Behavior Questionnaire Revised (SBQR), Positive and Negative Suicide Ideation (PANSI), Suicide Resilience Inventory (SRI), Child Abuse and Trauma Scale (CAT) e Minnesota Multiphasic Personality Inventory 2 (MMPI-2), e uma lista de Eventos Estressores (EVES). Esses instrumentos avaliam, respectivamente: comportamento suicida; ideação suicida e recursos de enfrentamento; resiliência ao suicídio; percepção de abuso e negligência na infância e adolescência; indicadores psicológicos (depressão, ansiedade...

Contribuição para aprevenção da osteoporose: avaliação de factores genéticos, antropométricos, ambientais laboratoriais e de dados densitométricos e de ultrasons em portugueses de ambos os sexos

Canhão, Helena Cristina de Matos, 1967-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
85.83%
Tese de doutoramento em Medicina (Reumatologia), apresentada à Universidade de Lisboa através da Faculdade de Medicina, 2008; Ao contrário do que se verifica para os factores de risco da osteoporose (OP), não é possível enumerar de forma simples uma lista de factores protectores. A identificação de variáveis que se associam a melhor qualidade óssea, entendida como a optimização do balanço entre estrutura, geometria, microarquitectura, massa, composição e função, é fundamental porque os conhecimentos sobre esses parâmetros poderão ajudar-nos a obter e manter um osso de melhor qualidade, com uma massa óssea que permaneça acima do limiar fracturário. Por outro lado, a compreensão dos factores que determinam uma massa óssea mais elevada e uma melhor qualidade do osso, poderá contribuir para o desenvolvimento de terapêuticas capazes de restabelecer o equilíbrio da remodelação óssea. Objectivos: 1- Identificar e avaliar a importância relativa dos factores de risco e protectores de OP em ambos os sexos; 2- Estabelecer associações entre parâmetros laboratoriais como o balanço fosfo-cálcico, marcadores de remodelação óssea, hormonas sexuais, hormonas relacionadas com o crescimento e a massa corporal, citocinas envolvidas na inflamação e na remodelação óssea e a massa óssea; 3- Estudar a associação de polimorfismos na posição 308 do promotor do gene do factor de necrose tumoral (TNF) alfa e a massa óssea. Métodos: Os trabalhos de investigação foram desenvolvidos no Serviço de Reumatologia do Hospital de Santa Maria (Director: Prof. Doutor M. Viana Queiroz)...

A periodontite como indicador de risco para a peri-implantite

Martins, Verónica Sousa; Noronha, Susana Canto de
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
95.63%
Tese de Mestrado Integrado, Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Dentária, 2011; A reabilitação sobre implantes constitui uma opção terapêutica exequível, profícua e previsível para edentações totais e parciais. A osteointegração de implantes endo-ósseos é uma modalidade de tratamento promissora, o que justifica o número crescente de pacientes reabilitados com implantes e as suas elevadas taxas de sucesso. A doença periodontal constitui a afecção oral que causa maior número de perdas de peças dentárias e, consequentemente, pacientes com dentes perdidos devido a periodontite são, frequentemente, reabilitados através da colocação de implantes. Pretende-se averiguar, nesta revisão bibliográfica, se a ocorrência de peri-implantite está relacionada com a história de periodontite ou se existem outros factores influenciadores. Parece que a história passada de doença periodontal pode predispor o desenvolvimento de peri-implantite, na medida em que a periodontite e a peri-implantite partilham factores de risco e indicadores etiológicos análogos. No entanto, o corpo de evidência que suporta esta conclusão é, ainda, limitado. A peri-implantite evidencia uma etiologia multifactorial, onde a susceptibilidade do hospedeiro em conjugação com a presença de microorganismos patogénicos podem contribuir para a destruição tecidular. Seguindo esta premissa...

Acinetobacter baumannii : fatores de risco para infeções associadas a cuidados de saúde

Silva, Selene de Jesus Henriques
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
95.66%
Tese de mestrado, Farmácia Hospitalar, Universidade de Lisboa, Faculdade de Farmácia, 2012; Objetivo: Identificar e caraterizar os fatores de risco para a infeção associada a cuidados de saúde por A. baumannii. Métodos: Estudo de cohort retrospetivo em doentes internados num hospital. Foram incluídos 127 doentes identificados a partir da base de dados de microbiologia do Serviço de Patologia Clínica. Todos os doentes com pelo menos um isolamento de A. baumannii durante o período do estudo foram selecionados. Foram recolhidas as seguintes variáveis: idade, sexo, padrão de suscetibilidade dos isolados, serviço de internamento, produto biológico de isolamento, internamento prévio, utilização prévia de antibióticos, residência em lar, dias de internamento até ao isolamento de A. baumannii, isolados polimicrobianos, procedimentos invasivos e comorbilidades do doente. A informação obtida foi introduzida, organizada e analisada através do software SPSS (v19). Como medidas de associação recorreu-se a testes não paramétricos. O nível de significância foi de α≤ 0,05 e IC 95%. Resultados: Dos 127 doentes, em 94,5% ocorreu Infeção Associada a Cuidados de Saúde (IACS) por A. baumannii e em 5,5% infeção da comunidade. A ocorrência de IACS por A. baumannii foi relacionada com todas as variáveis de interesse. A cateterização urinária demonstrou ser o único fator de risco para a ocorrência de IACS por A. baumannii (p=0...

A imunodepressão como factor de risco na colonização bacteriana de cateteres intravenosos em animais de companhia hospitalizados

Pires, Lara Sofia Fernandes Ribeiro da Silva
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
95.72%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; A colonização bacteriana de cateteres intravenosos (CBCI) pode conduzir a infecções nosocomiais e a septicemia em animais em estado crítico. A imunossupressão do hospedeiro pode predispor para a CBCI. Este estudo propõe a comparação entre a prevalência de CBCI em animais hospitalizados com condições de imunodepressão e em animais sem esta condição. Também se pretende investigar o papel de outros factores de risco conhecidos para a CBCI. População em estudo: animais internados no hospital escolar da FMV – UTL, entre Novembro de 2007 e Março de 2008. Critérios de inclusão: cateteres colocados por um período mínimo de 6 horas, após tricotomia e preparação asséptica do local de cateterização. Foram criados dois grupos em função da presença ou da ausência de condição imunodepressora, (grupos I e NI, respectivamente). Processamento dos cateteres: Os cateteres foram removidos em condições de assepsia. As cânulas foram cultivadas segundo técnicas de bacteriologia qualitativa. Variáveis estudadas: diâmetro do cateter, idade do paciente, género e espécie, tipo de condição imunodepressora, duração de cateterização e utilização de antibióticos. Análise de dados: PROC GENMON e PROC GLM...

A influência da família na saúde e nos comportamentos de risco nos adolescentes portugueses

Camacho, Inês Nobre Martins
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
95.88%
Doutoramento em Ciências da Educação, Especialidade Educação para a Saúde; A relação dos adolescentes com a família tem sido reconhecida com um dos factores cruciais no desenvolvimento dos jovens. O presente trabalho teve como objectivo estudar a influência da família na saúde e nos comportamentos de risco nos adolescentes Portugueses. Para tal, realizaram-se seis estudos, tendo como suporte, a base de dados portuguesa do estudo internacional Health Behavior in School- aged Children, obtida com adolescentes através do preenchimento do questionário “Comportamento e Saúde em Jovens em Idade Escolar”. Os estudos realizados utilizaram amostras cujas dimensões variam entre 3221 jovens (estudo 3), 4877 (estudos 1 e 2), 5050 (estudos 5 e 6) e 22961 (estudo 4), jovens de ambos os géneros com média de idades de 14 anos. O estudo um teve como objectivo analisar a influência da comunicação com os pais e pares no bem-estar e comportamentos de risco dos adolescentes. No estudo dois pretendeu-se analisar a influência da família e dos pares nos comportamentos de risco dos adolescentes. No estudo três, procurou-se perceber a influência que a dificuldade em comunicar com os pais e o não ter ou não ver os pais poderá ter nos comportamentos de risco...

Avaliação de risco de femicídio: poder e controlo nas dinâmicas das relações íntimas

Almeida, Iris Sofia Balbino de
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
95.72%
Doutoramento em Psicologia; A presente dissertação insere-se no âmbito da investigação de variáveis associadas ao crime de femicídio definido como a morte de mulheres no contexto das relações íntimas. Pretendese nesta dissertação, caracterizar este tipo de crime em Portugal, identificando uma tipologia e os fatores de risco, com o intuito de desenvolver um plano de prevenção. Desta forma foram desenvolvidos cinco estudos teórica e metodologicamente distintos, mas complementares. No estudo 1 foi realizado um estudo de precisão do questionário/grelha de recolha de informação, com o propósito de testar a fiabilidade do mesmo. Os resultados indicaram que o instrumento é válido através do teste da sua precisão. O estudo 2 tem como objetivo identificar e avaliar uma tipologia para o crime de femicídio, associando as características dos agressores, das vítimas e do respetivo fenómeno criminal. Foram identificados quatro perfis criminais distintos que definem a existência de diferentes motivações e fatores de risco associados a cada perfil criminal. O estudo 3 tem como objetivo identificar e comparar os fatores de risco associados aos crimes de violência nas relações íntimas e femicídio que nos permitirão ajudar a prevenir violência futura e a reduzir o risco de femicídio. Os resultados indicaram que o fator mais preditivo do comportamento criminal é a existência de filhos de relações anteriores. O estudo 4 tem como objetivo desenvolver e validar questões que permitam analisar a relação entre a vinculação e o crime de femicídio a partir de instrumentos de avaliação da vinculação dos adultos. Os resultados indicaram que as questões apresentam precisão...

Esplenectomia e outros fatores de risco para hipertensão pulmonar em pacientes com esquistossomose hepatoesplênica

Ferreira, Rita de Cassia dos Santos; Domingues, Ana Lucia Coutinho (Orientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Tese de Doutorado
BR
Relevância na Pesquisa
85.84%
Schistosomiasis is probably the main cause of pulmonary arterial hypertension (PAH) in the world. Splenectomy is used as treatment of upper gastrointestinal bleeding due to rupture of gastroesophageal varices secondary to schistosomal portal hypertension. However, it is a risk factor to PAH in others clinical scenarios, being possible that it increases the risk of PAH in mansonic schistosomiasis. The risk factors that determine the expression of PAH in some individuals with schistosomiasis are unknown. A role of the interleukyn (IL)-13 and transforming growth factor (TGF)-beta is suggested in the pulmonary vascular changes found in animal models of schistosomiasis. This thesis had the main objectives: verify the association of splenectomy and others risk factors with PAH in patients with hepatosplenic schistosomiasis and assess the seric levels of TGF-β and interleukin IL-13 in patients with schistosomal periportal fibrosis with and without PAH. The first article (Splenectomy and others risk factors to pulmonary hypertension associated to mansonic schistosomiasis) describes one case-control study that recruted patients evaluated in outpatient clinic of schistosomiasis in Hospital das Clínicas – Universidade Federal de Pernambuco and outpatient clinic of PAH reference center of Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco. Sixty four patients with hepatosplenic schistosomiaisis splenectomized or not with PAH defined by cardiac catheterization (mean pulmonary arterial pressure ≥25mmHg and pulmonary capillary wedge pressure ≤ 15mmHg) and 173 patients with hepatosplenic schistosomiaisis splenectomized or not...

Hipertensão arterial e fatores de risco em servidores atendidos pelo departamento de assistência da Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Freire, Lucia de Fatima
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Enfermagem; Assistência à Saúde Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Enfermagem; Assistência à Saúde
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
95.73%
Systemic arterial hypertension is a multifactorial disease that contributes to the country´s high cardiovascular morbi-mortality rates. Considering that hypertension affects individuals in their most productive age while facing work and living risk factors, it is important to investigate its occurrence and predisposing factors in different occupational segments. The objective of this study was to identify the prevalence of hypertension among workers attended to in a medical service of a public university, their hypertension levels, the risk factors present, and their knowledge of the factors that influence the arterial pressure. The epidemiologic study was conducted in the Health Department of the Federal University of Rio Grande do Norte with 102 workers that sought care in the medical clinic during the months of March to May 2009. Data were collected by means of a questionnaire and measurements of systolic and diastolic arterial pressure (SAP and DAP) that were classified in stages according to the Brazilian Society of Hypertension and the degree of risk for cardiovascular events according to the criteria of the Brazilian Society for Cardiology. Data were analyzed using descriptive statistics. The workers were, on average, 54 years of age; the majority (67%) was male and had primary or middle educational level; they worked mainly in supplemental units and deanship offices conducting different functions such as security guards...

Estudo da incidência e dos fatores de risco da nefrotoxicidade por vancomicina em um hospital terciário; Incidence and risk factors for vancomycin-associated nephrotoxicity in a tertiary hospital

Azevedo, Maria Fernanda Salomão de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
95.8%
Introdução: Vancomicina, considerada o antibiótico de primeira escolha para o tratamento de infecções estafilocócicas, é eliminada por filtração glomerular, e a sua administração deve ser individualizada de acordo com a função renal. As diretrizes atuais recomendam doses e níveis séricos maiores, para aumentar as chances de bons resultados clínicos. Questiona-se se esta estratégia causaria maior nefrotoxicidade. Objetivos: Comparar a frequência de injúria renal aguda (IRA) em pacientes com suspeita de infecção estafilocócica tratados com vancomicina ou com outros antimicrobianos com o mesmo perfil terapêutico em um hospital terciário. Analisar a associação do uso de vancomicina com o desenvolvimento de IRA nestes pacientes. Avaliar os fatores de risco associados ao desenvolvimento de IRA nos pacientes tratados com vancomicina. Identificar os fatores de risco associados à letalidade precoce e tardia nos pacientes com suspeita de infecção estafilocócica tratados com vancomicina ou outros antimicrobianos com o mesmo perfil terapêutico. Métodos: Foram analisados os prontuários dos pacientes com suspeita de infecção estafilocócica que receberam os antimicrobianos vancomicina, teicoplanina, oxacilina, daptomicina ou linezolida por pelo menos três dias nos anos de 2010 e 2011 em um hospital terciário. Analisou-se a frequência de IRA associada ao uso de vancomicina (critério KDIGO) e. por regressão logística...

A exposição ao chumbo como fator de risco para alterações no desenvolvimento da linguagem; Lead exposure as a risk factor for alterations in language development

JORGE, Mariana San; VITTO, Luciana Maximiliano de; LAMÔNICA, Dionísia Aparecida Cusin; HAGE, Simone Rocha de Vasconcellos
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
95.69%
OBJETIVO: Verificar a ocorrência de alterações no desenvolvimento, em particular, o desenvolvimento da linguagem, em crianças com histórico de exposição ao metal chumbo, e a existência ou não de correlação entre índice de contaminação e desenvolvimento de linguagem. MÉTODOS: Cinqüenta e oito crianças entre 12 e 36 meses foram submetidas à triagem fonoaudiológica; destas, 15 compareceram para avaliação específica por meio da Escala de Desenvolvimento Comportamental de Gesell e Amatruda por terem falhado na triagem. A correlação entre índice de chumbo e o grau de defasagem na linguagem foi verificada. RESULTADOS: Seis crianças apresentaram defasagem na área da linguagem da Escala, sendo que, uma delas apresentou defasagem em todos os campos. CONCLUSÃO: Não foi encontrada correlação negativa significante entre a concentração de chumbo e o grau de defasagem no desenvolvimento de linguagem dos indivíduos participantes, entretanto, o estudo sugere que a contaminação pelo chumbo tornou-se fator de risco para alterações no desenvolvimento da linguagem destas crianças. Dessa forma, mais estudos são necessários para verificar o grau de prejuízo que este metal pode ocasionar às pessoas, principalmente quando estão em desenvolvimento.; PURPOSE: To verify the occurrence of alterations in the development...

A exposição ao chumbo como fator de risco para alterações no desenvolvimento da linguagem

JORGE, Mariana San; VITTO, Luciana Maximiliano de; LAMÔNICA, Dionísia Aparecida Cusin; HAGE, Simone Rocha de Vasconcellos
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
95.63%
OBJETIVO: Verificar a ocorrência de alterações no desenvolvimento, em particular, o desenvolvimento da linguagem, em crianças com histórico de exposição ao metal chumbo, e a existência ou não de correlação entre índice de contaminação e desenvolvimento de linguagem. MÉTODOS: Cinqüenta e oito crianças entre 12 e 36 meses foram submetidas à triagem fonoaudiológica; destas, 15 compareceram para avaliação específica por meio da Escala de Desenvolvimento Comportamental de Gesell e Amatruda por terem falhado na triagem. A correlação entre índice de chumbo e o grau de defasagem na linguagem foi verificada. RESULTADOS: Seis crianças apresentaram defasagem na área da linguagem da Escala, sendo que, uma delas apresentou defasagem em todos os campos. CONCLUSÃO: Não foi encontrada correlação negativa significante entre a concentração de chumbo e o grau de defasagem no desenvolvimento de linguagem dos indivíduos participantes, entretanto, o estudo sugere que a contaminação pelo chumbo tornou-se fator de risco para alterações no desenvolvimento da linguagem destas crianças. Dessa forma, mais estudos são necessários para verificar o grau de prejuízo que este metal pode ocasionar às pessoas, principalmente quando estão em desenvolvimento.; PURPOSE: To verify the occurrence of alterations in the development...

Pequenos para idade gestacional: fator de risco para mortalidade neonatal; risk factor for neonatal mortality

Almeida, Márcia Furquim de; Jorge, Maria Helena Prado de Mello
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/1998 POR
Relevância na Pesquisa
85.77%
OBJETIVO: Estudar as variáveis contempladas na Declaração de Nascimento (DN) como possíveis fatores de risco para nascimentos pequenos para a idade gestacional (PIG) e o retardo de crescimento intra-uterino como fator de risco para a mortalidade neonatal. MATERIAL E MÉTODO: As variáveis existentes na DN foram obtidas diretamente de prontuários hospitalares. Os dados referem-se a uma coorte de nascimentos obtida por meio da vinculação das declarações de nascimento e óbito, correspondendo a 2.251 nascimentos vivos hospitalares, de mães residentes, ocorridos no Município de Santo André, Região Metropolitana de São Paulo, no período de l/1 a 30/6/1992, e aos óbitos neonatais verificados nessa coorte. RESULTADOS: Obteve-se a proporção de 4,3% de nascimentos PIG, significativamente maior entre os recém-nascidos de pré-termo e pós-termo, entre os nascimentos cujas mães tinham mais de 35 anos de idade e grau de instrução inferior ao primeiro grau completo. Os recém-nascidos PIG apresentam maior risco de morte neonatal que aqueles que não apresentavam sinais de retardo de crescimento intra-uterino. CONCLUSÕES: Em áreas com menor freqüência de baixo peso ao nascer, é importante investigar a presença de retardo de crescimento intra-uterino entre os nascimentos prematuros e não apenas nos nascimentos de termo. O registro da data da última menstruação (ou da idade gestacional em semanas não agregadas na DN) facilitaria a detecção de PIGs na população de recém-nascidos.; INTRODUCTION: Variables of birth certificates were analysed as risk factors of SGA (Small for Gestational Age) infantis...

Circumference measured at different sites of the trunk and cardiometabolic risk factors. DOI: 10.5007/1980-0037.2011v13n4p250; Circunferências medidas em diferentes locais do tronco e fatores de risco cardiometabólico. DOI: 10.5007/1980-0037.2011v13n4p250

Alves, Viviane Valentim; Universidade Estadual Paulista. Programa de Pós-Graduação em Ciências da Motricidade. Rio Claro, SP. Brasil.; Ribeiro, Luiz Fernando Paulino; Universidade Estadual Paulista. Programa de Pós-Graduação em Ciências da Motrici
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por Pares",; ; Avaliado por Pares; Descritivo Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 08/06/2011 ENG
Relevância na Pesquisa
95.76%
The objectives of this study were to compare waist and abdominal circumference and to analyze their association with cardiometabolic risk factors in employees of a university in Bahia. Fifty-five men and 71 women (36.4 ± 11.2 years) were submitted to anthropometric assessment and measurement of systolic and diastolic blood pressure, blood glucose, triglycerides, total cholesterol, and HDL and LDL fractions. Despite strong correlations (P < 0.01) between the different measures (r > 0.93), waist circumference was significantly lower than abdominal circumference in the two genders, with the mean difference being greater in women (8.6 ± 4.1 vs 3.8 ± 4.2 cm; P < 0.01). Waist circumference was significantly associated with two and four risk factors in men and women, respectively. On the other hand, abdominal circumference was significantly associated with one risk factor in men and with five factors in women. No significant differences (P > 0.05) between correlation coefficients were observed in cases in which the two circumference measures were significantly associated with one risk factor. These results suggest that the site of measurement has substantial influence on circumference measured in the lower region of the trunk...