Página 1 dos resultados de 8927 itens digitais encontrados em 0.023 segundos

Avaliação do consumo alimentar e da ingestão de nutrientes na prática clínica; Assessment of food consumption and nutrient intake in clinical practice

FISBERG, Regina Mara; MARCHIONI, Dirce Maria Lobo; COLUCCI, Ana Carolina Almada
Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Publicador: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.26%
A avaliação do consumo alimentar na prática clínica é realizada com a finalidade de fornecer subsídios para o desenvolvimento e a implantação de planos nutricionais. Fatores como condições do estado geral do indivíduo/paciente, evolução da condição clínica e os motivos pelos quais o indivíduo necessita de orientação nutricional direcionam a escolha do método de avaliação do consumo alimentar. O método escolhido deve fornecer informações que permitam ao profissional orientar uma alimentação que vise promover a saúde, prevenir outras intercorrências e adequar o estado nutricional do paciente. Apesar de a literatura nacional disponibilizar informações abrangentes sobre métodos e técnicas para estimativa do consumo alimentar, o ambiente de atuação profissional ainda está permeado de dúvidas a respeito dos métodos mais adequados para essa avaliação na prática diária. O presente artigo se propôs a apresentar uma análise crítica, no contexto da aplicabilidade clínica, dos métodos disponíveis de inquéritos alimentares e suas características.; The assessment of food consumption in clinical practice is often carried out to develop and implement nutritional advice. Factors as the patient health conditions...

Consumo e comportamento alimentar entre adolescentes brasileiros: Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE), 2009; Food consumption and eating behavior among Brazilian adolescents: National Adolescent School-based Health Survey (PeNSE), 2009

LEVY, Renata Bertazzi; CASTRO, Inês Rugani Ribeiro de; CARDOSO, Letícia de Oliveira; TAVARES, Letícia Ferreira; SARDINHA, Luciana Monteiro Vasconcelos; GOMES, Fabio da Silva; COSTA, André Wallace Nery da
Fonte: Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.24%
O objetivo deste artigo é descrever características de consumo e comportamento alimentar de adolescentes brasileiros e sua associação com fatores sociodemográficos. Estudou-se, em 2009, amostra representativa de alunos do 9º ano do ensino fundamental de escolas públicas e privadas das 26 capitais brasileiras e do Distrito Federal. Utilizou-se questionário autoaplicável sobre atributos sociodemográficos, consumo e comportamento alimentar, entre outros. Estimativas dos indicadores construídos foram apresentadas para o total da população e por sexo. A associação de cada um dos indicadores com variáveis sociodemográficas foi examinada por meio de regressão logística. A maioria dos adolescentes consumia regularmente feijão (62,6%), leite (53,6%) e guloseimas (50,9%), realizava pelo menos o almoço ou o jantar com a mãe ou responsável (62,6%) e comia assistindo televisão ou estudando (50,9%). Em geral, as meninas estavam mais expostas a práticas alimentares não desejáveis, e o melhor nível socioeconômico associou-se a maiores prevalências dos indicadores estudados. Os resultados revelaram consumo regular dos marcadores de alimentação não saudável e consumo inferior ao recomendado dos de alimentação saudável...

Occurrence of AFM(1) in urine samples of a Brazilian population and association with food consumption

ROMERO, Alessandra de Cassia; FERREIRA, Tania Raquel Baroni; DIAS, Carlos Tadeu dos Santos; CALORI-DOMINGUES, Maria Antonia; GLORIA, Eduardo Micotti da
Fonte: ELSEVIER SCI LTD Publicador: ELSEVIER SCI LTD
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
66.25%
This survey evaluated the presence of AFM(1) in human urine samples from a specific Brazilian population, as well as corn, peanut, and milk consumption measured by two types of food inquiry. Urine samples from donors who live in the city of Piracicaba, State of Sao Paulo, Brazil were analyzed to detect the presence of aflatoxin M(1) (AFM(1)). an aflatoxin B(1) metabolite, which may be used as aflatoxin B(1) exposure biomarker. The AFM(1) analysis was performed using immunoaffinity clean-up and detection by high-performance-liquid chromatography with fluorescence detector. A total of 69 samples were analyzed and 45 of them (65%) presented contaminations >= 1.8 pg ml(-1), which was the limit of quantification (LOQ). Seventy eight percent (n = 54) of the samples presented detectable concentrations of AFM(1) (>0.6 pg ml(-1)). The AFM(1) concentration among samples above LOQ ranged from 1.8 to 39.9 pg ml(-1). There were differences in food consumption profile among donors, although no association was found between food consumption and AFM(1) concentration in urine. The high frequency of positive samples suggests exposure of the populations studied to aflatoxins. (C) 2009 Elsevier Ltd. All rights reserved.; Fundacao de Amparo a Pesquisa do Estado de Sao Paulo (FAPESP)...

Influência do custo de oportunidade do tempo da mulher sobre o padrão de consumo alimentar das famílias brasileiras; The influence of the woman’s opportunity costs of time on the food consumption of Brazilian family’s

Schlindwein, Madalena Maria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/04/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.25%
O objetivo central desta tese foi o de testar a hipótese de que o custo de oportunidade do tempo da mulher brasileira, afeta positivamente o consumo de alimentos de fácil e rápido preparo e negativamente, o consumo dos alimentos “tempo intensivos”. Os dados utilizados no estudo são oriundos da Pesquisa de Orçamentos Familiares - (POF) 2002-2003, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Foram utilizados tanto os microdados quanto as publicações da referida pesquisa. Com base na Teoria da Produção Domiciliar, e por meio da utilização de um modelo econométrico – o procedimento em dois estágios de Heckman, buscou-se avaliar a influência do custo de oportunidade do tempo da mulher e de alguns outros fatores como: o nível de renda domiciliar, a composição familiar, a urbanização entre outros, sobre o consumo domiciliar de um grupo selecionado de alimentos – feijão, arroz, batata, mandioca, carnes, farinha de trigo, alimentos prontos, pão, iogurte e refrigerantes e sucos – e sobre o consumo de alimentação fora do domicílio. Os principais resultados mostram que houve uma significativa mudança nos padrões de consumo alimentar das famílias brasileiras desde a década de 1970. Como exemplo cita-se a redução de 46% no consumo domiciliar de arroz polido e 37% no consumo de feijão e...

"Estado nutricional e consumo alimentar de indivíduos de diferentes áreas socioeconômicas de Ribeirão Preto: comparação entre 1991/93 e 2001/03" ; "Nutritional state and food consumption in adults of different socioeconomical areas in Ribeirão Preto, SP, Brazil: a comparison between 1991/93 and 2001/03. 2006"

Pallos, Daniela Vieira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/05/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.33%
Os estudos sobre os hábitos e comportamentos alimentares da sociedade são importantes para auxiliar na compreensão da relação que se estabelece entre as práticas alimentares e o surgimento de doenças na população. Desde meados do século XX, o Brasil vem apresentando mudanças no padrão de morbi-mortalidade de sua população, ou seja, ao mesmo tempo em que indivíduos de áreas economicamente mais carentes sofrem com o problema da desnutrição, outra grande parcela populacional convive com doenças degenerativas ou crônico não-transmissíveis. Esse fenômeno, chamado de transição nutricional, surgiu primeiramente nos países desenvolvidos e atualmente atinge os países em desenvolvimento de forma mais acelerada. Diante desta realidade, este trabalho teve por objetivo comparar o estado nutricional e o consumo alimentar de 575 indivíduos adultos moradores de quatro bairros da cidade de Ribeirão Preto – SP, com características socioeconômicas distintas e em dois momentos diferentes, 1991/93 e 2001/03. Para avaliação do estado nutricional foi realizado o cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC), no qual os indivíduos foram pesados e medidos e classificados segundo os padrões da Organização Mundial de Saúde. As informações sobre o consumo alimentar foram obtidas pelo método do recordatório de 24 horas e a ingestão de calorias...

Qualidade de vida: análise da influência do consumo de alimentos e estilo de vida; Quality of life: evaluation of food consumption and life style

Maciel, Érika da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/09/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.25%
A qualidade de vida dos indivíduos é influenciada por diversos fatores, entre os quais merecem destaques os hábitos alimentares e o nível de atividade física. A compreensão da relação entre os componentes que exercem influência na qualidade de vida é importante para avaliação e definição de tratamentos, especialmente para a elaboração de estratégias de prevenção. Esta pesquisa teve como objetivo a análise da qualidade de vida, consumo alimentar e prática de atividade física, tendo como base amostra (n = 303) de integrantes da comunidade do Campus "Luiz de Queiroz".Os dados foram obtidos por meio dos instrumentos: WHOQOL-100 para avaliação da qualidade de vida, International Physical Activity Questionnaire - IPAQ versão curta para análise do nível de atividade física, ambos recursos desenvolvidos pela Organização Mundial de Saúde - OMS e Questionário de Freqüência Alimentar - QFA contendo rol de alimentos reconhecidos pelas suas propriedades funcionais. Esse instrumento foi elaborado e validado especificamente para a presente pesquisa. Para a classificação do estado nutricional foram utilizadas as informações de peso e altura (auto-referidas) com vistas ao cálculo do Índice de Massa Corporal - IMC. Os instrumentos que aferem o nível de atividade física e o consumo alimentar foram previamente testados junto à amostra de voluntários do Centro de Energia Nuclear na Agricultura - CENA. A comunidade do Campus foi classificada em quatro categorias principais: funcionários docentes...

Estado nutricional, consumo alimentar e estilo de vida de escolares de Campinas - SP; Nutritional state, food consumption and lifestyle of pupils in Campinas – SP

Danelon, Mariana Schievano
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.32%
O presente trabalho teve como objetivos a análise do estado nutricional, do consumo alimentar e do estilo de vida de crianças e adolescentes de centro urbano relativamente mais desenvolvido do estado de São Paulo. Também foi investigado o acesso destes aos serviços de alimentação disponíveis nas unidades de ensino (Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE e as cantinas/lanchonetes escolares). Para tanto, foi realizado estudo de natureza transversal tendo por base amostra integrada por 324 alunos, com idade entre 6 e 14 anos, matriculados em seis unidades da rede pública de ensino de Campinas, estado de São Paulo. Junto aos escolares foi realizada avaliação antropométrica e, para determinação do estado nutricional, foram analisados os escores Z de altura para idade – ZAI e a distribuição dos percentis do Índice de Massa Corporal – IMC, adotando-se dois parâmetros estabelecidos (um internacional e um nacional) com base em populações de referência. O consumo alimentar foi identificado por meio do emprego do Recordatório de 24 horas e as informações relativas ao estilo de vida e à adesão aos serviços disponíveis nas escolas foram avaliadas adotando-se questionários especificamente elaborados. Junto aos pais/responsáveis foram obtidas informações relativas à condição socioeconômica. No que diz respeito ao estado nutricional...

The Three Factor Eating Questionnaire - R21 (TFEQ-R21): tradução, aplicabilidade, comparação e um questionário semiquantitativo de freqüência de consumo alimentar e a parâmetros antropométricos; The Three Factor Eating Questionnaire R21 (TFEQ-R21): translation, application, comparison to a semiquantitative questionnaire of food consumption frequence and anthropometric parameteres

Natacci, Lara Cristiane
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/10/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.28%
Introdução: A restrição cognitiva (RC restrição intencional do consumo alimentar para regulação ponderal), a alimentação emocional (AE consumo alimentar desencadeado por sentimentos, emoções ou tensão psíquica) e o descontrole alimentar (DA perda de critério em relação à seleção, freqüência, qualidade e quantidade de alimentos consumidos) têm sido estudados como fatores determinantes do comportamento alimentar e associados ao insucesso de boa parte das tentativas de controle ou redução de peso, por métodos clínicos. O The Three Factor Eating Questionnaire versão reduzida de 21 itens (TFEQ-R21) vem sendo proposto como um meio eficaz para avaliar estes três padrões de comportamento associados ao hábito alimentar. Objetivo: Traduzir e aplicar o TFEQ-R21 em uma amostra de mulheres brasileiras e analisar a relação dos comportamentos de RC, AE e DA, entre si, e com o consumo alimentar e os parâmetros antropométricos: índice de massa corporal (IMC), circunferência abdominal (CA), porcentagem de gordura corpórea (%Gord). Método: Após os procedimentos de tradução e autorização do autor do TFEQ-R21 para uso no Brasil, uma amostra casual de 125 mulheres dentre 800 trabalhadoras, contratadas ou voluntárias...

Consumo alimentar, estado nutricional e percepção de segurança alimentar e nutricional entre estudantes de uma universidade pública; Food consumption, nutritional status and perception of food and nutritional safety among students of a public university

Rossetti, Francini Xavier
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/01/2015 PT
Relevância na Pesquisa
66.3%
O objetivo desta pesquisa foi descrever fatores associados ao consumo alimentar e ao estado nutricional entre estudantes ingressantes nos cursos de graduação da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (ESALQ) da Universidade de São Paulo e ainda, a percepção de segurança alimentar e nutricional (SAN) entre os demais alunos da instituição. Para o levantamento de dados foi realizado estudo transversal, tendo por base amostra de 157 estudantes, matriculados em sete cursos de graduação. No que se refere ao estudo de cunho qualitativo, a amostra (n=31) foi composta de estudantes do 1º ao 5º ano de cursos de graduação. Informações relativas ao estilo de vida foram avaliadas por meio de questionário auto-preenchido, elaborado para esta pesquisa. Foi realizada avaliação antropométrica e o estado nutricional analisado por meio do Índice de Massa Corporal (IMC), conforme preconizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O consumo alimentar foi identificado por meio de recordatório de 24 horas e os alimentos consumidos foram classificados com base no propósito e grau de processamento, em três categorias: alimentos in natura ou minimamente processados (categoria 1), ingredientes culinários e alimentos processados...

Consumo alimentar nos primeiros dois anos de vida em bolsões de pobreza do municipio de Campinas, SP : um componente de segurança alimentar e nutricional; Food consumption in the first two years of living in poverty pockets of the city of Campinas, SP : a component of food security and nutrition.

Regina Coeli de Carvalho Alves
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/10/2001 PT
Relevância na Pesquisa
66.26%
Este estudo teve como objetivo caracterizar o consumo alimentar de crianças nos dois primeiros anos de vida sob a ótica da segurança alimentar e nutricional em áreas de pobreza do Município de Campinas-SP, identificadas segundo critérios de renda familiar, condições de moradia e contigüidade, baseado no censo de 1991. A amostra foi composta de 121 crianças de 0 a 24 meses de idade, com coleta de dados sócio econômicos e recordatório de 24h sobre consumo alimentar obtido em entrevista com as mães. Os resultados mostraram que 96,7% das crianças estudadas mamaram ao nascer. No entanto, a duração mediana do aleitamento materno exclusivo foi curta (60dias). À época do estudo, somente 8,26% das crianças menores de 4 meses de idade mamavam exclusivamente ao peito, 4,96% já haviam introduzido outros alimentos. Na faixa etária de 4 -|6 meses de idade, 7,44% das crianças não consumiam leite materno. As dietas mostraram-se desbalanceadas, sendo o ferro o nutriente mais deficiente e a proteína em excesso. A renda intermediária (0,5 -| 1 SMFPC) demonstrou padrões instáveis de consumo, com vulnerabilidade por deficiência. Nas classes mais altas a introdução de produtos mais elaborados, contribui para o excesso dietético...

Food consumption by young adults living in Ribeirão Preto, SP, 2002/2004

Molina,M.C.; Bettiol,H.; Barbieri,M.A; Silva,A.A.M.; Conceição,S.I.O.; Dos-Santos,J.E.
Fonte: Associação Brasileira de Divulgação Científica Publicador: Associação Brasileira de Divulgação Científica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2007 EN
Relevância na Pesquisa
66.34%
There is evidence showing a close relationship between diet and the occurrence of non-communicable chronic diseases. The present study assessed food consumption in a 2002/2004 cohort of young adults born in 1978/79 in Ribeirão Preto, SP, Brazil. The composition of the habitual diet consumed by a sample of 2063 individuals aged 23-25 years was analyzed using a validated semi-quantitative food frequency questionnaire based on studies of prevention of non-communicable chronic diseases. The Dietsys software was used for dietary calculations. In terms of WHO/2003 recommendations, there was a high mean daily consumption of energy from fat (consumption: 35.4%; recommendation: 15-30%), a low mean intake of energy from carbohydrates (47.5%; 55-75%) and a low mean consumption of total fibers (15.2 g; >25 g). Mean intake of energy from fatty acids (10%; <10%) and protein (15.6%; 10-15%) was within recommended limits. When compared to the recommendations of the food pyramid adapted to the Brazilian population, adequate intake was observed only regarding the meat group (consumption: 1.9 portions; recommended: 1-2). There was a low consumption of vegetables (2.9; 4-5), fruits (1.2; 3-5), breads (3.6; 6-9), and dairy products (1.7; 3), with excessive fat and sugar intake (5.7; 1-2). We conclude that the inadequate food consumption observed in this young population may be associated with the development of excess weight and may contribute to the triggering of non-communicable chronic diseases.

The effect of temperature, salinity and nitrogen products on food consumption of pink shrimp Farfantepenaeus paulensis

Wasielesky Jr.,Wilson; Bianchini,Adalto; Castaño Sanchez,Cecilia.; Poersch,Luis Henrique
Fonte: Instituto de Tecnologia do Paraná - Tecpar Publicador: Instituto de Tecnologia do Paraná - Tecpar
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2003 EN
Relevância na Pesquisa
66.25%
Studies were carried out to investigate the effect of temperature, salinity, ammonia, nitrite and nitrate on food consumption of pink shrimp Farfantepenaeus paulensis. Juveniles (0.2 - 0.4 g) were acclimated for 15 days in seawater with different temperatures, salinities and concentrations of ammonia, nitrite and nitrate. After the acclimation period, 20 shrimps per treatment were individualized in order to have their ration intake analyzed through the amount of ration offered and left over within a 24-hour period. Mean food consumption presented significant alterations (P<0.05) for the tested temperatures and nitrite concentrations, whereas for the salinity, ammonia and nitrate treatments, shrimp presented no alteration on food intake (P>0.05). According to the results obtained, temperature and nitrite affected F. paulensis food consumption. On the other hand, variables as salinity, ammonia and nitrate did not affect shrimp appetite. However, the possibility of this to happen over long periods, prejudicing the species culture in captivity, reinforced the necessity of regular water quality management.

The effect of temperature, salinity and nitrogen produsts on food consumption of pink shrimp farfantepenaeus paulensis

Wasielesky Junior, Wilson Francisco Britto; Bianchini, Adalto; Sanchez, Cecilia Castaño; Poersch, Luís Henrique da Silva
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
66.23%
Studies were carried out to investigate the effect of temperature, salinity, ammonia, nitrite and nitrate on food consumption of pink shrimp Farfantepenaeus paulensis. Juveniles (0.2 – 0.4g) were acclimated for 15 days in seawater with different temperatures, salinities and concentrations of ammonia, nitrite and nitrate. After the acclimation period, 20 shrimps per treatment were individualized in order to have their ration intake analyzed through the amount of ration affered and left over within a 24-hour period. Meanfood consumption presented significant alterations (P<0.05) for the tested temperatures and nitrite concentrations, whereas for the salinity, ammonia and nitrate treatments, shrimp presented no alteration on food intake (P>0.05). According to the results obtaneid, temperature and nitrite affected F. paulensis food consumption. On the other hand, variables as salinity, ammonia and nitrate did not affect shrimp appetite. However, the possibility of this to happen over long periods, prejudicing the species culture in captivity, reinforced the necessity of regular water quality management.; Nos cultivos de organismos aquáticos, a manutenção da qualidade da água é fundamental para o sucesso da atividade, tendo em vista que variações nos parâmetros físico-químicos implicam em alterações metabólicas. O consumo de alimento por parte dos camarões ser afetado por estas variações...

Food consumption and nutritional adequacy in Brazilian children: a systematic review

Carvalho,Carolina Abreu de; Fonsêca,Poliana Cristina de Almeida; Priore,Silvia Eloiza; Franceschini,Sylvia do Carmo Castro; Novaes,Juliana Farias de
Fonte: Sociedade de Pediatria de São Paulo Publicador: Sociedade de Pediatria de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2015 EN
Relevância na Pesquisa
66.31%
OBJECTIVE: To perform a review of studies of food consumption and nutritional adaptation in Brazilian infants pointing the main findings and limitations of these studies. DATA SOURCE: The articles were selected from Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (Lilacs) (Latin-American and Caribbean Literature in Health Sciences), Scientific Electronic Library Online (SciELO) and Science Direct in Portuguese and in English. The descriptors were: 'food consumption', 'nutritional requirements', 'infant nutrition' and 'child'. The articles selected were read by two evaluators that decided upon their inclusion. The following were excluded: studies about children with pathologies; studies that approached only food practices or those adaptation of the food groups or the food offert; and studies that did not utilize the Dietary Reference Intakes (DRI). DATA SYNTHESIS: Were selected 16 studies published between 2003 and 2013. In the evaluation of the energy consumption, four studies presented energetic consumption above the individual necessities. The prevalence of micronutrients inadequacy ranged from 0.4% to 65% for iron, from 20% to 59.5% for vitamin A, from 20% to 99.4% for zinc, from 12.6% to 48.9% for calcium and from 9.6% 96.6% for vitamin C. CONCLUSIONS: The food consumption of Brazilian infants is characterized by high frequencies of inadequacy of micronutrients consumption...

Food Consumption and Iron Intake of Pregnant and Reproductive Aged Women; Consumo alimentar e ingestão de ferro de gestantes e mulheres em idade reprodutiva; Consumo alimentar e ingestión de hierro por mujeres embarazadas y en edad reproductiva

SATO, Ana Paula Sayuri; FUJIMORI, Elizabeth; SZARFARC, Sophia Cornbluth; BORGES, Ana Luiza Vilela; TSUNECHIRO, Maria Alice
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
66.2%
This study compares the eating habits and consumption of natural and fortified iron sources in pregnant and reproductive aged women. This cross-sectional study was developed in a health center located in São Paulo, SP, Brazil. We studied 61 women, of which 30 were pregnant. A food frequency questionnaire and a 24-hour recall instrument were used. The main natural sources of iron were beans and greens, although fortified foods were also an important source. There was little statistically significant difference between the food consumption of pregnant and non-pregnant women. Inadequate intake of iron, folate and calcium was observed in both groups. Non-pregnant women meet the iron recommendation, considering the iron added in fortified foods, though pregnant women do not. These results suggest the need for mixed strategies: food fortification, iron supplements for pregnant women and nutritional instruction for women in general.; Comparar a prática alimentar e o consumo de alimentos fontes de ferro, naturais e fortificados, de mulheres em idade reprodutiva, gestantes ou não, constituiu o objetivo desta pesquisa. Estudo transversal, desenvolvido em um centro de saúde do município de São Paulo, envolvendo 61 mulheres, sendo 30 gestantes. Utilizou-se questionário de frequência de consumo alimentar e recordatório de 24h. As principais fontes naturais de ferro foram feijão e folhas verdes. Alimentos fortificados também tiveram participação importante. Houve pequena diferença estatisticamente significativa entre o consumo alimentar das gestantes e não gestantes. Observou-se inadequação do consumo de ferro...

Diagnostico nutricional, consumo alimentar e criterios utilizados por adolescentes na seleção dos alimentos consumidos.; Nutritional analysis, food consumption and food choice criteria of Brazilian adolescents.

Dora Neumann
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/02/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.41%
Adolescência é um estágio da vida do indivíduo marcado por intensas mudanças fisiológicas, cognitivas e sócio-culturais, que afetam seu comportamento alimentar e saúde. Práticas alimentares inadequadas representam riscos imediatos para a saúde do adolescente e trazem implicações negativas para a sua saúde na idade adulta. Consequentemente, estudos que avaliam o estado nutricional e a adequação do consumo dietético de adolescentes são importantes e têm sido realizados no Brasil. Entretanto, em pesquisas nacionais de avaliação do consumo dietético da população, a utilização das novas recomendações nutricionais, as Dietary References Intakes- DRIs, como valores de referência, são ainda raras. Por sua vez, a prática regular de atividades físicas apresenta uma relação inversa com os riscos de doenças crônicas não transmissíveis e tem um efeito positivo na qualidade de vida do indivíduo. Assim, é importante avaliá-la concomitantemente à avaliação do estado nutricional, do consumo dietético e das predisposições e tendências no consumo dos alimentos pelos indivíduos. Pelo exposto, o presente estudo teve como objetivos avaliar: i) o estado nutricional dos adolescentes do Colégio Técnico da UNICAMP...

Consumo alimentar de adolescentes praticantes de canoagem; Evaluation of food consumption of adolescents practitioners of canoeing of the nautical center in São Vicente / SP

Gonçalves, Nicolas Aguiar; Cecchi, Priscila Pompeu; Oliveira, Maira Mariano; Mollo, Vera Maria Hollanda; Blaya, Alessandra Frutuoso; Philippi, Sonia Tucunduva; Szarfarc, Sophia Cornbluth
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/04/2012 ENG; POR
Relevância na Pesquisa
66.29%
A adolescência é um período de vida caracterizado por diversas alterações corporais e comportamentais, que influem diretamente nas necessidades nutricionais. O atleta adolescente que adota condutas alimentares inadequadas pode ter seu desempenho e saúde prejudicados. O presente estudo tem por objetivo avaliar o consumo alimentar de adolescentes praticantes de canoagem do Centro Náutico em São Vicente/SP. A amostra foi constituída por 52 adolescentes, 80% do sexo masculino, com vulnerabilidade socioeconômica, onde foi aferido o Índice de Massa Corpórea e o percentual de gordura. Em relação ao consumo alimentar, foi aplicado um inquérito recordatório alimentar de 24 horas e um questionário de freqüência alimentar. Foi calculada a adequação de consumo energético, fibras, vitamina A, vitamina C, cálcio e ferro. Em relação à avaliação antropométrica, 21,2% dos praticantes apresentaram excesso de peso e 36,5% com excesso de massa gorda. Quanto ao consumo dos grupos alimentares, observamos baixa ingestão de frutas e hortaliças e lácteos o que resulta em baixo consumo de vitaminas A e C e de cálcio. As calorias são fornecidas em maior proporção do que a adequada pelos lipídios e a proteína apresenta baixa proporção de alimentos de origem animal. O ferro mostrou-se com consumo acima dos valores recomendados para os homens e inadequação de consumo para as mulheres. Os resultados apontam para a necessidade de adequado acompanhamento nutricional deste grupo...

Relação entre consumo alimentar e renda familiar na cidade de Iguape, S. Paulo (Brasil); Food consumption related to income in Iguape, State of S. Paulo (Brazil)

Martins, Ignez Salas; Cavalcanti, Maria Lucia Ferrari; Mazzilli, Rosa Nilda
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/1977 POR
Relevância na Pesquisa
66.27%
Estuda-se o consumo alimentar de uma amostra da população da localidade de Iguape, Estado de São Paulo, Brasil, relacionando-o com as variáveis renda e dieta equilibrada. Foi elaborada uma "Dieta Padrão", de custo mínimo, que atendesse às recomendações nutricionais, aos hábitos alimentares e à disponibilidade local de alimentos. Para conhecer a possibilidade que teriam as famílias estudadas de consumirem alimentação equilibrada, foram estabelecidos cinco níveis de renda, segundo a proporção da renda familiar anual que necessitaria ser gasta para a aquisição de uma dieta equivalente à "Dieta Padrão". A análise dos dados evidencia que o consumo médio per capita de calorias e proteínas da população estudada como um todo foi satisfatório, enquanto que o de vitamina A, tiamina, riboflavina, vitamina C e de cálcio foi insatisfatório. Quando se analisou o consumo de calorias, em relação aos cinco níveis de renda, o valor calórico total da dieta foi insatisfatório nos níveis mais baixos. Constatou-se inadequação de consumo calórico e protéico, respectivamente, em 10 a 20% das famílias estudadas, cujas rendas seriam compatíveis com aporte suficiente de calorias e proteínas.; The present paper is a study of food consumption related to income and balanced diet as variables in a sample of the population of Iguape...

Mudanças no consumo alimentar e atividade física de escolares de Florianópolis, SC, 2002 - 2007; Cambios en el consumo alimentario y actividad física de escolares de Florianópolis, Sur de Brasil, 2002-2007; Changes in food consumption and physical activity in schoolchildren of Florianópolis, Southern Brazil, 2002 - 2007

Costa, Filipe Ferreira da; Assis, Maria Alice Altenburg de; Leal, Danielle Biazzi; Campos, Vanessa Caroline; Kupek, Emil; Conde, Wolney Lisboa
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.31%
OBJETIVO: Avaliar a mudança em cinco anos do consumo alimentar e nível de atividade física em escolares. MÉTODOS: Estudo com amostra representativa (n = 4.168) de escolares de sete a dez anos de idade de Florianópolis, SC. Medidas do consumo alimentar e atividade física foram realizadas em dois estudos de base escolar em 2002 (n = 2.936; 51% meninos; idade média = 8,5 anos) e 2007 (n = 1.232; 50,7% meninos; idade média = 8,6 anos), utilizando questionários ilustrados. O teste do qui-quadrado foi utilizado para avaliar a mudança no consumo de oito alimentos/grupos de alimentos, no atendimento às recomendações do Guia Alimentar para a População Brasileira e no nível de atividade física (avaliado segundo os terços de distribuição do escore e o tipo de deslocamento para a escola). As análises foram realizadas segundo a rede de ensino. RESULTADOS: Houve redução da proporção de crianças que relatou o consumo de frutas, verduras e legumes, feijão, carnes, guloseimas, pizza, batata frita e refrigerantes. Maior proporção de escolares da rede privada atendeu às recomendações de restrição de consumo de refrigerantes, pizzas e batata frita, e de maior consumo de frutas, verduras e legumes, em ambos os estudos. Por outro lado...

Food consumption changes in South Africa since 1994

Ronquest-Ross,Lisa-Claire; Vink,Nick; Sigge,Gunnar O.
Fonte: South African Journal of Science Publicador: South African Journal of Science
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2015 EN
Relevância na Pesquisa
66.4%
Food consumption patterns in South Africa have changed dramatically over the past decades and likely will continue to change over the coming decades. Various food-related studies conducted over the last few decades indicate that food consumption shifts in South Africa have been towards a more Western-orientated diet, with nutritional consequences contributing to increased obesity and other non-communicable diseases. Several sources of data may be used to examine patterns in food consumption over time. Each of these methods has its own merits depending on the desired outcome, but are difficult to compare as each measures different levels of dietary information. As a result of the lack of regular national or comparable food consumption data in South Africa, the objective of this study was to establish, through the use of databases (FAOSTAT food balance sheets and Euromonitor International© Passport), the broad food and beverage consumption shifts in South Africa since 1994. Our findings indicate that food consumption shifts have been towards an overall increase in daily kilojoules consumed, a diet of sugar-sweetened beverages, an increase in the proportion of processed and packaged food including edible vegetable oils, increased intake of animal source foods...