Página 1 dos resultados de 161 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Respostas fotossintéticas à variação da temperatura foliar do dossel na Flona do Tapajós - PA; Photosynthetic responses to canopy leaf temperature at FLONA Tapajós, Para state, Brazil

Felsemburgh, Cristina Aledi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
27.61%
As florestas tropicais representam grande parte do carbono armazenado na forma de biomassa. São caracterizadas por uma alta taxa de produtividade primária, no entanto, não é muito claro o entendimento de como as florestas tropicais respondem ao balanço de carbono com o avanço das mudanças climáticas. Um dos efeitos relacionados ao aumento de concentração de dióxido de carbono na atmosfera e ao aumento da temperatura ambiental, que pode contribuir para ocorrência de distúrbios na função de assimilação ou emissão deste composto dentro das florestas tropicais, é a temperatura. A temperatura tem sido apontada, como influenciadora nas trocas gasosas das plantas, afetando a fotossíntese e a respiração. Neste sentido, estudos que visam melhorar o entendimento dos processos fisiológicos das plantas, principalmente os que estão envolvidos com a ciclagem do C, são importantes para gerar informações sobre os efeitos das mudanças globais nos padrões de respostas da assimilação de CO2 das plantas ou ecossistemas. O objetivo deste trabalho foi determinar as respostas dos processos de fotossíntese e respiração em função da temperatura foliar de um indivíduo e comunidade em estudo. O trabalho foi desenvolvido na Floresta Nacional (FLONA) dos Tapajós (2º 51 Sul (S)...

A relação entre a Floresta Nacional de São Francisco de Paula e sua população associada : uma perspectiva polissêmica

Silveira, Cynthia Fleming Batalha da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
17.9%
As pesquisas sobre a percepção de usuários de Unidades de Conservação (UC) oferecem instrumentos para o entendimento de comportamentos e auxiliam na Educação Ambiental (EA) e no Processo de Gestão Ambiental. O plano de manejo de uma UC deve proporcionar condições para aquisição de conhecimentos, habilidades e o desenvolvimento de atitudes visando à participação individual e coletiva das populações associadas às UCs, na gestão dos recursos ambientais, e na concepção e aplicação das decisões que afetam a qualidade dos meios físico, natural e sócio-cultural. O objetivo deste trabalho é estudar a população associada à Floresta Nacional de São Francisco de Paula, contribuindo para a atualização do Plano de Manejo dessa UC, no que se refere ao Programa de Educação e Interpretação Ambiental, Uso Público e Programa de Monitoramento Ambiental, numa perspectiva de inserção dessa comunidade nas questões ambientais. Os dados desta pesquisa quali-quantitativa foram obtidos no período de abril de 2005 a março de 2006, pela técnica de entrevistas estruturadas ou não, registros no diário de campo, fotografias e pesquisa documental. Os entrevistados foram: moradores do entorno legal da FLONA-SFP, coletores de pinhão...

Estrutura e composição da assembléia de borboletas (Lepidoptera: Papilionoidea e Hesperioidea) em diferentes formações da floresta atlântica do Rio Grande do Sul, Brasil

Iserhard, Cristiano Agra
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
17.83%
Este trabalho analisou espaço-temporalmente a assembléia de borboletas em três diferentes ambientes da Floresta Ombrófila Densa e Floresta Ombrófila Mista do Rio Grande do Sul em relação à perturbação antrópica e diferentes estágios de desenvolvimento da vegetação. O estudo foi desenvolvido na região do Vale do rio Maquiné (29º35’S 50º16’W GR) e na Floresta Nacional de São Francisco de Paula (FLONA) (29º24’ S 50º22’ W). Foram realizadas expedições a campo, duas por estação, para cada localidade (32 no total), de março de 2006 a março de 2008. Em cada local, foram amostradas duas transecções em ambiente aberto (matas perturbadas e alta luminosidade); duas em ambiente intermediário (matas em estágio inicial/intermediário de desenvolvimento) e duas em ambiente fechado (matas em estágio intermediário/final de desenvolvimento e baixa luminosidade), somando 12 transecções. Foram geradas listagens de espécies para as Florestas Ombrófila Densa e Mista e avaliada a sazonalidade nas áreas de estudo, além da influência de fatores ambientais nos diferentes tipos de ambientes. Os resultados foram obtidos através da riqueza de espécies (S), abundância (N), equitabilidade, índices de diversidade e de dominância...

Caracterização genética e estrutura populacional de diferentes origens de Araucaria angustifolia na flona de Três Barras

Ferreira, Diogo Klock
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: x, 83 f.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
27.74%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Recursos Genéticos Vegetais.; O processo de exploração da araucária no Sul do Brasil, reduziu drasticamente as populações naturais da espécie, produzindo uma situação de ameaça e risco de extinção. Hoje à espécie encontra-se na "Red List da IUCN (The World Conservation Union) e na Lista Oficial de Espécies da Flora Brasileira Ameaçada de Extinção do IBAMA, através da Portaria N° 37-N, de 03 de abril de 1992, em ambas as listas na categoria vulnerável. Neste sentido a Floresta Nacional de Três Barras representa uma área de grande relevância para estudos de diversidade genética, pois na década de 50 foram feitos plantios com sementes de diferentes origens. Devido ao processo histórico de exploração da espécie estas procedências provavelmente representem uma diversidade que hoje não exista mais em populações naturais. Assim o conjunto de populações (nativa e plantada) presente na FLONA pode representar a maior diversidade genética da espécie em unidades de conservação no Brasil. Assim, o presente trabalho teve como objetivo principal, caracterizar a diversidade genética e a estrutura populacional em plantios e populações naturais de Araucaria angustifolia...

Composição florística de um trecho de cerradão e cerrado sensu stricto e sua relação com o solo na floresta nacional (FLONA) de Paraopeba, MG, Brasil

Campos,Érica Pereira de; Duarte,Temilze Gomes; Neri,Andreza Viana; Silva,Alexandre Francisco da; Meira-Neto,João Augusto Alves; Valente,Gilmar Edilberto
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2006 PT
Relevância na Pesquisa
27.12%
O presente trabalho foi realizado na FLONA de Paraopeba, MG, e teve como objetivo o levantamento florístico das fanerófitas, ao longo de um gradiente de cerradão e cerrado sensu stricto, em uma área de 2.600 m². Foram encontradas 91 espécies, pertencentes a 71 gêneros de 41 famílias. As famílias mais representativas foram Leguminosae, Myrtaceae, Malpighiaceae, Vochysiaceae, Rubiaceae e Melastomataceae. Os gêneros Miconia, Myrcia, Erythroxylum e Qualea foram os mais ricos. Magonia pubescens destacou-se em número de indivíduos. A similaridade florística mostrou a separação das parcelas em dois grupos, em que o primeiro apresentou um nível de similaridade de cerca de 45%, e o segundo foi dividido em dois grandes subgrupos, sendo que o primeiro mostrou nível de similaridade de cerca de 38%, enquanto as demais parcelas não formaram grupos definidos. A ordenação das espécies pela análise de correspondência canônica sugeriu que Magonia pubescens, Bauhina holophylla e Terminalia brasiliensis tenderam a ser mais abundantes nas áreas com valores mais altos de pH, Ca, Mg e H+Al. A variação não explicada das demais espécies pode estar associada a outras variáveis não analisadas, além de um complexo conjunto de fatores que estão envolvidos na determinação da composição da vegetação.

Estudo do uso público e análise ambiental das trilhas em uma unidade de conservação de uso sustentável: Floresta Nacional de Ipanema, Iperó - SP

Souza,Paula Cristina de; Martos,Henry Lesjak
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
27.12%
O trabalho teve como objetivo analisar o uso público das trilhas ecoturísticas da Floresta Nacional de Ipanema. Para tanto, foram entrevistados 112 visitantes, quando se levantaram o perfil sociocultural e também suas expectativas quanto às trilhas visitadas. Também, foram verificadas as alterações ambientais nas trilhas causadas pelas visitas, bem como, a atuação dos monitores ambientais. Foi analisado o plano de manejo da unidade, no que se refere ao uso público. Os resultados apontaram que os visitantes são, em sua maioria, jovens com bom nível cultural e econômico, provindos da região do entorno de espaço protegido, com expectativas de contato com a natureza e preocupações com à manutenção da qualidade ambiental local. Os monitores cumpriam bem suas funções. Verificou-se que as trilhas estavam em bom estado de conservação. O plano de manejo deixa muito a desejar no que se trata do uso público. Conclui-se que, com um melhor planejamento, a Flona de Ipanema poderia prestar melhores serviços ambientais e de ócio à sociedade regional.

Análise comparativa da produção de serapilheira em fragmentos arbóreos e arbustivos em área de caatinga na FLONA de Açu-RN

Costa,Caio César de Azevedo; Camacho,Ramiro Gustavo Valera; Macedo,Iron Dantas de; Silva,Paulo César Moura da
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
27.12%
A serapilheira compreende a camada mais superficial do solo em ambientes florestais, sendo formada por folhas, ramos, órgãos reprodutivos e detritos, que exercem inúmeras funções no equilíbrio e dinâmica dos ecossistemas florestais. O objetivo deste trabalho foi avaliar a produção de serapilheira em ambientes arbóreo e arbustivo em uma área preservada no bioma Caatinga. A pesquisa foi realizada na Floresta Nacional do Açu-RN, a qual foi dividida em dois setores distintos, um setor arbóreo e outro arbustivo. Foram realizadas 12 coletas mensais da serapilheira. Em cada um dos setores, foram instalados 20 coletores de madeira medindo 1,0 m x 1,0 m x 0,15 m (0,15 m³) e com fundo de tela de náilon de malha 1 mm, distribuídos de forma aleatória na área da Flona. O material coletado foi acondicionado em sacos de papel, identificado e conduzido ao Laboratório Zoobotânico da UERN. O material foi secado em estufa de circulação de ar forçada a 70 ºC durante 72 h. As médias de todas as variáveis foram expressas em g/m² e submetidas à análise de variância e ao teste t (p<0,05). A quantidade de serapilheira produzida nas áreas da Caatinga estudada foi de 2.984,5 kg/ha, tendo sido estimados 3.384 kg/ha no setor arbóreo e 2.580 kg/ha no setor arbustivo. Os valores entre os setores não apresentaram diferença em relação à serapilheira produzida. O padrão de deposição da serapilheira acompanhou a sazonalidade da Caatinga...

Fatores ecológicos determinantes na ocorrência de Araucaria angustifolia e Podocarpus lambertii, na Floresta Ombrófila Mista da FLONA de São Francisco de Paula, RS, Brasil

Longhi,Solon Jonas; Brena,Doádi Antônio; Ribeiro,Sylviane Becker; Gracioli,Cibele Rosa; Longhi,Régis Villanova; Mastella,Tarso
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
27.43%
O presente trabalho foi realizado na Floresta Nacional (FLONA) de São Francisco de Paula, no Rio Grande do Sul. Teve como objetivo determinar, via análise de regressão logística, os fatores ambientais que influenciam a ocorrência das espécies Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze e Podocarpus lambertii Klotzsch ex Endl. em uma área de Floresta Ombrófila Mista na FLONA de São Francisco de Paula. Para o estudo, foram avaliados os indivíduos com cap=30cm, em 1.000 subunidades amostrais de 10 x 10m, demarcadas em 10 conglomerados permanentes de 1ha (100 x 100m) previamente instalados na floresta. Em cada subunidade amostral, foram avaliados os fatores passíveis de influenciar a ocorrência das espécies, como os fatores relativos ao habitat: físicos do solo (profundidade, presença de afloramentos rochosos e umidade), exposição à luz e inclinação do terreno; e os fatores relativos à concorrência: área basal, densidade do sub-bosque e frequência de indivíduos. Pelos resultados obtidos, foi possível concluir que a Araucaria angustifolia ocorre em locais com solos profundos, expostos para o norte e com baixa frequência de indivíduos. Por outro lado, Podocarpus lambertii prefere locais não pedregosos, pouco inclinados...

PADRÕES ESPACIAIS DE FRAGMENTAÇÃO FLORESTAL NA FLONA DO IBURA – SERGIPE

Silva,Maria do Socorro Ferreira da; Souza,Rosemeri Melo e
Fonte: Universidade Federal do Ceará Publicador: Universidade Federal do Ceará
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
27.12%
Esse trabalho visa analisar os padrões espaciais de fragmentação florestal na Floresta Nacional do Ibura e entorno, a luz das métricas da paisagem: Tamanho do Fragmento, Área Core, Forma e Isolamento. A pesquisa ocorreu mediante levantamento bibliográfico; pesquisa de campo; elaboração do mosaico e das métricas no software ArcGis e na ferramenta Patch Analyst, respectivamente. A FLONA é um fragmento de Mata Atlântica com potencial fitogeográfico, representada por manchas de floresta ombrófila densa e manguezal, que resguarda o aquífero Sapucari usado para abastecimento local. Esse potencial é ameaçado face aos usos atribuídos no entorno. A Área Core indicou que 52,35% da área está menos propícia aos efeitos de borda. A Média do Índice de Forma (1,45) indicou manchas com formas irregulares, menos recomendadas para conservação; e, a Relação Perímetro Área (0,425) mostrou menor relação da área interna com as bordas devido a Área Core. O Índice de Proximidade (0 a 1.552m) apontou alto índice de isolamento o que pode resultar na extinção dos fragmentos menores. A fragmentação pode evoluir caso não sejam implementadas propostas de conectividade. As métricas podem fundamentar propostas de futuros corredores ecológicos de Mata Atlântica e/ou outras estratégias de conectividade...

Aplicação do modelo agrometeológico espectral SAFER e imagens Rapid Eye na FLONA Tapajós.

LEIVAS, J. F.; TEIXEIRA, A. H. de C.; ANDRADE, R. G.; SILVA, G. B. S. da; NOGUEIRA, S. F.; ARAUJO, L. S. de
Fonte: In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 17., 2015, João Pessoa. Anais... São José dos Campos: INPE, 2015. Publicador: In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 17., 2015, João Pessoa. Anais... São José dos Campos: INPE, 2015.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: p. 2552-2558.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.12%
O objetivo deste estudo foi utilizar os dados de estação meteorológica e imagens de satélite com alta resolução espacial para analisar os parâmetros biofísicos da Floresta Nacional do Tapajós (Flona) e entorno.; 2015

Análise multitemporal de dados LiDAR na caracterização da floresta secundária na região da FLONA Tapajós.

ARAUJO, L. S. de; SANTOS, M. N. DOS; PINAGÉ, E. R.; KELLER, M.; LONGO, M.
Fonte: In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 17., 2015, João Pessoa. Anais... São José dos Campos: INPE, 2015. Publicador: In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 17., 2015, João Pessoa. Anais... São José dos Campos: INPE, 2015.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: p. 0949-0956.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.12%
O objetivo deste trabalho foi analisar produtos derivados de dados LiDAR para quantificação de mudanças na estrutura em floresta secundária na região da Flona do Tapajós entre 2012 e 2013.; 2015

Conhecimento ecológico local, conservação e uso de recursos vegetais no entorno da Flona de Três Barras: informações preliminares.

PERONI, N.; REIS, M. S. dos R.; MAZZA, M. C. M.; FELIPPON, S.; MATTOS, A.; MARQUES, A. da C.; WEIRICH, R. O.; BARROS, K. F. de; MALYSZ, M.; STEENBOCK, W.
Fonte: In: SEMINÁRIO DE PESQUISA DA FLORESTA NACIONAL DE TRÊS BARRAS, 1., 2009, Três Barras. Uso múltiplo e sustentável dos recursos florestais e conservação da natureza: anais. Colombo: Embrapa Florestas, 2009. Publicador: In: SEMINÁRIO DE PESQUISA DA FLORESTA NACIONAL DE TRÊS BARRAS, 1., 2009, Três Barras. Uso múltiplo e sustentável dos recursos florestais e conservação da natureza: anais. Colombo: Embrapa Florestas, 2009.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.12%
Foi realizado um levantamento etnobotânico no entorno da FLONA de Três Barras com o objetivo de conhecer as principais espécies usadas por moradores de comunidades que interagem com os remanescentes de Floresta Ombrófila Mista. Este levantamento subsidia o Projeto ?Rede para geração do conhecimento na conservação e utilização sustentável dos recursos florestais não madeiráveis da Floresta Ombrófila Mista?, Conservabio, que pretende combinar o conhecimento científico ao conhecimento tradicional. O trabalho foi desenvolvido nas comunidades de Colônia da Escada, Município de Irineópolis, e na comunidade de Campininha, Município de Três Barras, ambas em SC. Foram usadas ferramentas da pesquisa participativa, combinadas às ferramentas da pesquisa etnobotânica. Foram citadas 142 espécies em Colônia da Escada, com total de 362 citações de usos, enquanto que em Campininha foram citadas 97 espécies, totalizando 247 usos. Foram realizadas oficinas para determinar quais seriam as espécies prioritárias, chegando a um consenso sobre aquelas mais importantes em cada comunidade. Para cada espécie foram ainda discutidas as principais demandas existentes entre os moradores locais. A construção desta lista final combina as perspectivas e habilidades dos pesquisadores...

Hist?ria natural e ecologia das serpentes da Floresta Nacional de Caxiuan? e ?reas adjacentes, Par?, Brasil

MASCHIO, Gleomar Fabiano
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
17.9%
A busca por padr?es de estrutura e composi??o das comunidades ? essencial para prover informa??es que permitam o manejo sustentado de popula??es e monitoramento de atividades antr?picas. Na regi?o neotropical, onde ocorre grande riqueza de esp?cies e complexas rela??es ecol?gicas entre elas, estudos envolvendo ofidiofauna ainda s?o escassos, o que faz com que o entendimento dos processos respons?veis pela estrutura??o de suas comunidades ainda seja incipiente. No Brasil, v?rios trabalhos foram desenvolvidos na tentativa de explicitar os fen?menos respons?veis pelos padr?es de ocorr?ncia e intera??es das esp?cies de serpentes. Objetivando esclarecer quais os fatores que determinam os padr?es observados e que afinidades (ecol?gicas e/ou hist?ricas) as esp?cies compartilham, foi realizado estudo da taxocenose de serpentes da FLONA de Caxiuan? e ?reas adjacentes, durante os anos de 2005 e 2006. Utilizou-se conjuntamente quatro m?todos de amostragem (Procura Limitada por Tempo-PLT, Encontros Ocasionais-EO, Armadilhas de Intercepta??o e Queda-AIQ e Coletas por Terceiros-CT), em cinco ?reas (IBAMA e Caquaj?, no interior da FLONA de Caxiuan?; Enseada e dois pontos com influ?ncia antr?pica: Marina? e Moju?, estando esses tr?s ?ltimos localizados em ?reas adjacentes ? FLONA. Foram registrados 378 esp?cimes distribu?dos em cinco fam?lias...

Etnoconhecimento do peixe-boi amaz?nico (Trichechus inunguis): uso tradicional por ribeirinhos na Reserva Extrativista Tapaj?s Arapiuns e Floresta Nacional do Tapaj?s, Par?

AGUILAR, Carla Ver?nica Carrasco
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
17.95%
A atividade de ca?a ? praticada por popula??es rurais da Amaz?nia, sendo utilizada tanto para fins de subsist?ncia, como comercial. Esta pr?tica faz com que o amaz?nida adquira conhecimento sobre o ambiente e as esp?cies aut?ctones, interagindo de forma direta com a natureza. O peixe-boi amaz?nico (Trichechus inunguis) ? um animal tradicionalmente utilizado por ribeirinhos, mesmo estando protegido por Lei desde 1967. Diante do exposto, este trabalho teve dois objetivos principais: 1- analisar o uso do peixe-boi amaz?nico na Reserva Extrativista Tapaj?s Arapiuns (RESEX T/A) e na Floresta Nacional do Tapaj?s (FLONA do Tapaj?s), segundo o conhecimento dos ribeirinhos; 2- caracterizar o n?vel de organiza??o social das comunidades como forma de identificar a viabilidade para a implanta??o de alternativas sustent?veis de produ??o animal. Para isso realizaram-se duas expedi??es ?s margens dos rios Tapaj?s (2002) e rio Arapiuns (2003) (Par? - Brasil) nos limites das Unidades de Conserva??o (UCs) citadas acima. Foram utilizados question?rios pr?-elaborados e realizadas 189 entrevistas. A atividade principal dos ribeirinhos entrevistados na duas UCs foi a agricultura (n=103 ribeirinhos). Segundo os relatos, s?o avistados um ou dois peixes-boi...

A cartografia e o geoprocessamento como instrumento de an?lise das propostas de redefini??o dos limites territoriais da Floresta Nacional do Jamanxim - Estado do Par?

PINHEIRO, Paula Fernanda Viegas
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
17.83%
Neste trabalho, categoriza-se o territ?rio a partir do ponto de vista relacional do poder e uso do espa?o, fazendo refer?ncia ao manejo de uso m?ltiplo sustent?vel dos recursos naturais da Unidade de Conserva??o Floresta Nacional (FLONA) do Jamanxim. Criada por decreto presidencial de fevereiro de 2006 possui uma ?rea de 1,3 milh?o de hectares, no munic?pio de Novo Progresso, pr?xima ? BR-163, ultimamente t?m sido palco de batalha no qual est? sendo pleiteada a sua (re) configura??o territorial. De um lado alguns Atores Sociais com o ap?io de pol?ticos da regi?o, objetiva permanecer ocupando 46% do total da ?rea, propondo contornos territoriais atrav?s da forma??o de um mosaico de unidades de conserva??o na ?rea que hoje ? a FLONA. Do outro lado o Instituto Chico Mendes de Conserva??o da Biodiversidade ? ICMBIO que defende a perman?ncia de toda ?rea como Floresta Nacional, excluindo, no entanto, tr?s das 13 regi?es estudadas e avaliadas por Analistas deste instituto no ano de 2009. Este estudo objetiva analisar as proposta de redefini??o territorial da FLONA, especificamente a viabilidade de implementa??o da mesma em cada uma das propostas, para tanto o trabalho utiliza-se da ferramenta do sensoriamento remoto, a fim de realizar mapeamento multitemporal da din?mica de uso e ocupa??o do solo na Floresta Nacional de Jamanxim...

Mecanismos de controle para fluxo de vapor d'água na Flona Tapajós para o ano de 2002.

AGUIAR, D. R.; OLIVEIRA JUNIOR, R. C.; TAPAJÓS, R. P.; BARETO, W. M.; SILVA, R. da; BELDINE, T. P.
Fonte: Revista Ciência e Natura, Santa Maria, Ed. esp., p. 142-147, dez. 2013. Publicador: Revista Ciência e Natura, Santa Maria, Ed. esp., p. 142-147, dez. 2013.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.12%
O objetivo desse trabalho é analisar a relação do fluxo de vapor d?água com os mecanismos de controle (condutância de superfície, condutância aerodinâmica) para os períodos sazonais para o ano de 2002. Sítio de estudo está localizado na Floresta Nacional de Tapajós (FNT, 54º 58? W, 2º 51? S, Pará, Brasil), próximo ao km 67 da Santarém-Cuiabá rodovia (BR-163). Na estação chuvosa a média de evapotrasnpiração (ETP) foi de 124,8 mm.mês-1, enquanto no seco obteve valor de 145,7 mm.mês-1. As médias para cada estação foram de 0,355 m.s-1 (chuvosa) e 0,206 m.s-1 (seca) para a condutância de superfície (Cs) e 0,325 m.s-1 (chuvosa) e 0,371 m.s-1 (seca) para condutância (Ca). Os mecanismos de controle reagem de formas diferentes durante os períodos sazonais para o fluxo de vapor d?água. Dessa forma, pode-se inferir que os mecanismos tem respostas de forma diferente para a evapotranspiração da floresta ao longo do ano.; 2013; Anais do 8º Workshop Brasileiro de Micrometeorologia.

Produção para autoconsumo na reserva extrativista da Flona de Pau-Rosa, Maués - AM.

SILVA, L. de J. S.; MENEGHETTI, G. A.; MORENO, A. A.; SILVA, K. E. da; PINHEIRO, J. O. C.
Fonte: Cadernos de Agroecologia, v. 10, n. 3, out. 2015. Resumo apresentado no IX Congresso Brasileiro de Agroecologia, 2015, Belém, PA. Publicador: Cadernos de Agroecologia, v. 10, n. 3, out. 2015. Resumo apresentado no IX Congresso Brasileiro de Agroecologia, 2015, Belém, PA.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.12%
O presente estudo analisa a dinâmica da produção para o autoconsumo em quatro comunidades da Floresta Nacional de Pau-Rosa (Flona de Pau-Rosa). O estudo objetiva compreender o sistema produtivo dessas com unidades tradicionais visando orientar e estabelecer estratégias para geração de tecnologias que visem a melhoria do bem estar de agricultores familiares em unidades de conservação.; 2015

Environment physical fragility analysis for ecotourism planning into conservation units: case-study of Irati’s National Forest; ANÁLISE DA FRAGILIDADE AMBIENTAL COMO SUPORTE AO PLANEJAMENTO DO ECOTURISMO EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO: ESTUDO DE CASO FLONA DE IRATI-PR

Maganhotto, Ronaldo Ferreira; Santos, Leonardo José Cordeiro; Oliveira Filho, Paulo Costa de
Fonte: FUPEF DO PARANÁ Publicador: FUPEF DO PARANÁ
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2011 POR
Relevância na Pesquisa
27.61%
Different factors as disorderly demographic growth, industrialization, exploration of natural resources and others have negative influence into environment healthiness. Conservation units are inserted into such scenario as regulating agents for irrational use of nature as well as an instrument of environmental education by recreational activities. However, a large number of these areas present absence or deficiencies related to their management plan. In such context, surveying environment physical fragility of National Forest (FLONA) of Irati-PR, focus of this work, would be helpful to bring up-to-date a management plan, as well as for planning and management of the unit. Ross methodology (1994) oriented this research development and identified four classes of fragility, having as the predominant one the Low Fragility Class, about 60%. However, High and Very High Fragility Class require a higher attention, considering that this is a sustainable unit, a configuration which regulates direct use of nature. Moreover, such information would be helpful to touristic planning in order to ecological tourism implantation, tracks, and other actions for less fragility classes.; Uma série de fatores, como ocrescimentodemográficodesordenado, a industrialização e a exploraçãodosrecursosnaturais...

Different forest coverings influence in the soil fauna at Flona Mário Xavier municipality of Seropédica-RJ; INFLUÊNCIA DE DIFERENTES COBERTURAS FLORESTAIS NA FAUNA DO SOLO NA FLONA MÁRIO XAVIER, NO MUNICÍPIO DE SEROPÉDICA, RJ

Fernandes, Milton Marques; Magalhães, Luis Mauro Sampaio; Pereira, Marcos Gervasio; Correia, Maria Elizabeth Fernandes; Brito, Roberto Josino de; Moura, Márcia Rodrigues de
Fonte: FUPEF DO PARANÁ Publicador: FUPEF DO PARANÁ
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 22/09/2011 POR
Relevância na Pesquisa
27.43%
This study aims to develop a seasonal evaluation of different forest covering influence (secondary forest, sabiá and andiroba manmade forest) on soil fauna of a Haplic Albaqualf. The soil fauna was collected with pitt fall traps along 7 days and randomly distributed. Temperature and soil wet was observed with a geothermomether and by gravimetric method respectively right in the day of traps setting. Litter intake reduction at autumn promotes a microclimatic stress in soil interface – soil-litter and food for soil fauna, adversely affecting the activity and the Shannon & Pileau index. Andiroba and Sabiá manmade forest had been similar and the secondary forest presented little similarity, which reflects diversity of the floristic areas. Formicidae and Collembola were the dominant taxonomic groups in the evaluated areas.; Este trabalho objetiva avaliar a influência de diferentes coberturas florestais (floresta secundária, plantio de sabiá e plantio de andiroba) sazonalmente na fauna edáfica de um Planossolo Háplico. A fauna do solo foi coletada através de armadilhas do tipo pitt fall durante 7 dias, distribuídas aleatoriamente. Foi monitorada a temperatura do solo com um geotermômetro e a umidade do solo pelo método gravimétrico no dia da instalação das armadilhas. A redução do aporte de serapilheira no outono promove um estresse na condição microclimática na interface solo-serapilheira e de alimento para a fauna edáfica...

VEGETAÇÃO NATURAL POTENCIAL E MAPEAMENTO DA VEGETAÇÃO E USOS ATUAIS DAS TERRAS DA FLORESTA NACIONAL DE IPANEMA, IPERÓ/SP: CONSERVAÇÃO E GESTÃO AMBIENTAL

FÁVERO, Oriana Aparecida; NUCCI, João Carlos; de BIASI, Mário
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 03/05/2005 POR
Relevância na Pesquisa
27.95%
Visando contribuir para o Plano de Gestão (Manejo) da Floresta Nacional de Ipanema (FLONA), o presente trabalho objetivou espacializar sua vegetação natural potencial e realizar o mapeamento da vegetação e usos atuais das terras, oferecendo subsídios básicos para seu planejamento ambiental. Para tanto, foi elaborado um croqui, espacializando a vegetação potencial da FLONA, utilizando: as descrições da paisagem de viagens de naturalistas (Saint-Hilaire, Spix e Martius) ao Brasil, no século XIX; estudos mais recentes sobre a vegetação da FLONA e a caracterização edáfica da área apresentada pela Carta de Solos da Fazenda Ipanema (escala 1:10.000). Com base na interpretação de fotos aéreas (escala 1:25.000 – Terrafoto, 1972) e verificações de campo, organizou-se o mapa de Vegetação e Usos Atuais das Terras (na escala 1:35.000). Considerando-se os conceitos de clímax climático e clímaces edáficos concluiuse que a vegetação potencial da FLONA seria de Floresta Estacional Semidecidual com manchas das diversas fisionomias de cerrado, limitadas em seu desenvolvimento pela ação do fogo, que no passado teria causas naturais. The potential natural vegetation and current land use mapping of Ipanema National Forest...