Página 1 dos resultados de 386 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Os efeitos e implicações da actual reforma contabilística (SNC) no quadro das relações de coexistência entre a contabilidade e a fiscalidade

Pires, Amélia M.M.
Fonte: AECA - Associación Española de Contabilidad y Administración Publicador: AECA - Associación Española de Contabilidad y Administración
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
27.4%
No actual quadro de reforma, consubstanciada na adopção do Sistema de Normalização Contabilística (SNC), em grande medida motivada pela necessidade de adoptar o referencial contabilístico internacional, é nosso objectivo procurar sistematizar, a partir do presente trabalho, as alterações que se impõem à fiscalidade enquanto ciência social mas, fundamentalmente, como elemento condicionador da preparação da informação financeira. Assim, e dentro do contexto da actual mudança de paradigma contabilístico, vamos procurar avaliar os efeitos e/ou implicações que a actual reforma produziu ao nível da regulamentação contabilística e fiscal avaliando-se, simultaneamente, se a relação de coexistência que sempre existiu entre ambos os normativos (contabilístico e fiscal) se viu ou não alterada. Ou seja, a abordagem que nos propomos desenvolver procurará atender às relações que é possível identificar entre a contabilidade e a fiscalidade, no curso da evolução histórica das duas, na medida em que a contabilidade, enquanto suporte básico para o funcionamento da fiscalidade, vem percorrendo um caminho de permanente interacção e ajustamento.

A mudança intra-organizacional nas práticas de contabilidade e fiscalidade: um estudo de caso baseado na velha economia institucional

Silva, Eva; Leite, Joaquim
Fonte: AECA Publicador: AECA
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
37.52%
Este trabalho tem por objectivo associar práticas de contabilidade e fiscalidade aos conceitos de acções, regras, rotinas e instituições em que assenta o modelo explicativo da mudança de Burns e Scapens (2000). O estudo de caso utilizou inquéritos por entrevista, efectuados a técnicos superiores de uma empresa de consultoria, para interpretar a mudança intra-organizacional nas práticas de gestão tipificadas na contabilidade financeira, na contabilidade de gestão e na fiscalidade. Os resultados, interpretados no enquadramento da Velha Economia Institucional, permitiram apontar fragilidades do modelo e mostrar a predominância de instituições de contabilidade financeira e fiscalidade.

A mudança intra-organizacional nas práticas de contabilidade e fiscalidade: um estudo de caso baseado na velha economia institucional

Silva, Eva; Leite, Joaquim
Fonte: AECA/ISCAC Publicador: AECA/ISCAC
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
37.52%
Este trabalho tem por objectivo associar práticas de contabilidade e fiscalidade aos conceitos de acções, regras, rotinas e instituições em que assenta o modelo explicativo da mudança de Burns e Scapens (2000). O estudo de caso utilizou inquéritos por entrevista, efectuados a técnicos superiores de uma empresa de consultoria, para interpretar a mudança intra-organizacional nas práticas de gestão tipificadas na contabilidade financeira, na contabilidade de gestão e na fiscalidade. Os resultados, interpretados no enquadramento da Velha Economia Institucional, permitiram apontar fragilidades do modelo e mostrar a predominância de instituições de contabilidade financeira e fiscalidade.

A definição das políticas contabilísticas e a sua relação com as principais forças da envolvente: uma interpretação e alguma evidência sobre a influência que é exercida pela fiscalidade

Rodrigues, Fernando J. P. A.; Pires, Amélia M.M.; Pereira, Hélio F. R. M.
Fonte: IPL, UBI, U. Sevilha Publicador: IPL, UBI, U. Sevilha
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
27.4%
Cabe à contabilidade preparar e relatar toda a informação que se julgue relevante para o processo de tomada de decisão e à fiscalidade assegurar o normal funcionamento do Estado. Perseguem diferentes objectivos, o que justifica a existência de diferentes normativos, mas sem que tal justifique que uma se sobreponha à outra. Ainda que em Portugal a relação entre a contabilidade e a fiscalidade se faça assentar num modelo de dependência parcial, tal não pode justificar a supremacia de uma na outra. É partindo desta presunção que nos proporciona desenvolvemos esta investigação com o objectivo de recolher evidência que a suporte e fundamente. Utilizámos, para o efeito, informação recolhida num conjunto de empresas de reduzida dimensão para procurar identificar o que separa as normas contabilística e fiscal exclusivamente no que respeita ao reconhecimento e mensuração dos activos fixos tangíveis (AFT) para verificar se tais diferenças têm, ou não, tradução em ajustamentos de ordem fiscal. Os resultados mostram que não, o que nos leva a concluir pela existência de condicionamento da fiscalidade no momento da definição das políticas contabilísticas.

Os impostos diferidos no balanço: estudo de caso

Lopes, Magui dos Anjos
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
27.23%
Este estudo desenvolve-se em torno da problemática dos Impostos Diferidos (ID), mais concretamente no “como” e “porquê” dos ID no balanço. Porque o reconhecimento de ID se faz depender do tipo de relação entre contabilidade e fiscalidade, mais concretamente da influência desta no momento da definição e seleção das políticas contabilísticas, a resposta ao porquê dos ID carece ser estudada numa dupla perspetiva, a normativa e a empírica. Para tanto, a investigação foi delineada a partir de um estudo de caso do tipo descritivo e explicativo, com base num conjunto de empresas especialmente selecionadas. O trabalho realizado permitiu concluir que a razão dos ID está nos diferentes objetivos da contabilidade e fiscalidade e que os ID potencialmente identificados são em número muito superior aos efetivamente reconhecidos. Das empresas analisadas apenas sete reconheçeram, no período observado, ID no balanço e destes, os Passivos por Impostos Diferidos (PID) surgem em maior número e com um peso relativo significativamente maior comparativamente aos Ativos por Impostos Diferidos (AID). No que respeita às razões que os originaram, os resultados mostram que os PID são justificados pelos subsídios ao investimentos e excedentes de revalorização enquanto os AID encontram a razão de ser em prejuízos fiscais reportáveis...

A fiscalidade e o financiamento das empresas : a influência da reforma fiscal de 1988 na estrutura de capital das sociedades anónimas portuguesas da indústria transformadora

Martins, António Manuel Ferreira
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
37.4%
Esta dissertação tem por objectivo analisar a influência da reforma fiscal de 1988 na estrutura de capital das sociedades portuguesas. Investigar-se-à, pois, em que medida as regras de tributação dos rendimentos dos capitais próprios e alheios que constituem a estrutura de capital das empresas poderão ter contribuído - comparativamente à tributação destes rendimentos antes da reforma - para um estímulo fiscal ao recurso a capitais próprios, para um aumento da atractividade dos capitais alheios, ou, ainda, se tais normas não afectaram o interesse fiscal de qualquer dos tipos de financiamento. Para além de uma revisão da literatura teórica e empírica sobre o tema da influência da fiscalidade na estrutura de capital das empresas - na qual avultam os trabalhos de Modigliani e Miller - e, também, de uma análise das principais questões de princípio a que se deverá atender na tributação dos rendimentos das sociedades, dos dividendos e mais-valias de acções e dos juros e mais-valias de obrigações, o cerne da análise desenvolvida nesta dissertação respeita ao estudo comparativo da tributação dos rendimentos dos capitais próprios e alheios antes e depois da reforma. No âmbito da análise teórica, e relativamente a ambos os enquadramentos tributários destes rendimentos...

A vereda dos tratos: fiscalidade e poder regional na capitania de São Paulo, 1723-1808; The lane of deals: fiscality and regional power in the captaincy of São Paulo, 1723-1808

Costa, Bruno Aidar
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.23%
Este estudo busca compreender a importância da fiscalidade colonial enquanto lócus privilegiado para a análise da construção e o desenvolvimento do poder regional na América portuguesa no longo século XVIII. Escolheu-se a capitania periférica de São Paulo como objeto principal de investigação, uma região marcada por um menor desenvolvimento econômico e por pesados encargos militares. Neste estudo, o poder regional é entendido em sua dupla dimensão estatal, a construção de uma esfera de governo na capitania, e privada, a formação de uma elite colonial propriamente regional. Esta análise considerou aspectos informais (redes) e formais (instituições), bem como dimensões cognitivas expressas por distintas culturas fiscais. Foram privilegiados três eixos de investigação: os processos de negociação fiscal, as instituições de administração fazendária e a arrematação dos contratos. Adotando-se um ponto de vista complementar e intermediário das diferentes posições no debate contemporâneo sobre o governo político na América portuguesa, a preocupação principal voltou-se para os diferentes arranjos, com conflitos e negociações, entre a Coroa portuguesa e as elites mercantis do reino e dos domínios. Entre as principais conclusões observa-se que a formação do poder regional seria marcada por dificuldades e limitações na primeira metade do século XVIII...

A estalagem e o Imperio : crise do Antigo Regime, fiscalidade e fronteira na provincia de São Pedro (1808-1831); The lodge and the empire: crisis of the ancient regime, tax-system and frontier in São Pedro (1808-1831)

Marcia Eckert Miranda
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
27.23%
Este trabalho aborda a especificidade da crise do Antigo Regime português no Rio Grande de São Pedro, província onde a interação entre guerra e fiscalidade envolveu mudanças nos padrões de relacionamento entre os estancieiros e o Estado, evidenciando a constituição de alianças e conflitos, continuidades e rupturas. Busca-se demonstrar que a transferência da Corte para o Brasil permitiu a ampliação dos laços entre a elite da capitania em torno da extração de recursos e da expansão do território, movimento que sofreu inflexão com a Guerra Cisplatina (1825-1828), quando na interação entre guerra e fiscalidade passa a predominar o aspecto conflitivo; The present thesis accosts the specificity of the crisis of the Ancient Portuguese Regime in Rio Grande de São Pedro, province where the interaction between war and Tax-system involved changes in the relationship standards between cattle breeding oligarchy and the State, enhancing the constitution of alliances and conflicts, continuities and ruptures between 1808 and 1831. It?s objective is to demonstrate that the transference of the Court to Brazil allowed a stronger bonding of the crown colony?s elite with resource extracting and territorial expansion, such movement having suffered an inflexion with the War of Cisplatina (1825-1828)...

A fiscalidade em exercício : o pedido dos 60 milhões no Almoxarifado de Loulé

Coelho, Maria Helena da Cruz; Duarte, Luís Miguel
Fonte: Universidade do Porto Publicador: Universidade do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
27.23%

Impacto da fiscalidade na internacionalização da indústria de moldes

Brás, Gonçalo Nuno Rodrigues
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.52%
Particularmente nos últimos vinte anos, a indústria de moldes nacional vem assumindo uma dinâmica de relevo nos mercados externos. O presente trabalho visa analisar o impacto da fiscalidade no processo de internacionalização da indústria de moldes. Para além disso, é analisado o processo de internacionalização das pequenas e médias empresas (PME’s) da indústria de moldes nacional, designadamente: (i) as linhas estratégias, (ii) as formas de presença, (iii) os factores motivacionais e barreiras intrínsecas ao processo e (iv) as teorias de internacionalização. Paralelamente ao estudo destas tendências, a escassez de informação académica no domínio principal deste estudo releva o contributo da investigação no sentido da compreensão do papel da fiscalidade no âmbito da internacionalização de empresas. Com base na informação recolhida por via de um inquérito aplicado às empresas exportadoras da indústria de moldes com a CAE 25734 (fabricação de moldes metálicos) é possível identificar algumas tendências estratégicas da indústria de moldes e compreender o papel da fiscalidade no domínio da internacionalização do sector. Genericamente, os resultados mostram que o factor fiscal é tido como pouco importante no processo de internacionalização da indústria de moldes e que as empresas que compõem a indústria optam maioritariamente pela exportação enquanto forma de internacionalização. Os resultados obtidos permitem concluir que empresas do sector com capital social mais avultado estão...

Educação fiscal como ferramenta: impacto da ausência de educação fiscal

Ramos, Joana Margarida de Sousa Pereira
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
27.4%
A fiscalidade e parafiscalidade são elementos centrais do financiamento do Estado e necessários à organização da sociedade. O objectivo deste estudo é explorar o percurso académico dos contribuintes e relacioná-lo com os conhecimentos adquiridos nestes conceitos e com as dificuldades sentidas na relação Estado-cidadão. A amostra caracteriza-se por licenciados na área de Cardiopneumologia, onde o percurso académico normal faz-se sem contacto com estas matérias. Os resultados revelam que, durante o percurso académico de um Licenciado em Cardiopneumologia, não há ensino, e muito menos educação, em matéria de fiscalidade ou parafiscalidade. Concluímos que o acesso à profissão é efectuado sem conhecimento das obrigações fiscais e parafiscais a que está sujeito um cidadão profissionalmente activo, e que a obtenção de um grau académico superior não elimina por si só as dificuldades concretas na relação do cidadão com a administração fiscal. Quase 70% dos inquiridos admite já ter sentido dificuldades no preenchimento da declaração de rendimentos e 7% identificou outras dificuldades sentidas no relacionamento com a administração fiscal e parafiscal, que não foram mencionadas neste estudo. A maioria dos inquiridos considera não ter obtido as ferramentas necessárias ao bom cumprimento das suas obrigações fiscais e cerca de 94% considera que a Educação Fiscal poderia servir como uma ferramenta para uma integração na vida profissional activa e que deveria ser introduzida no ensino secundário (61%) ou no ensino superior (30%). Concluímos ainda que...

A fiscalidade do comércio eletrónico

Garcia, Carla Patrícia de Sousa
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.6%
Numa era em que as novas tecnologias imperam e em que o comércio também se passa a realizar através da Internet urge indagar sobre qual o impacto dessa atividade no âmbito da fiscalidade. As preocupações relativamente à tributação deste novo paradigma têm vindo a aumentar uma vez que o Comércio Eletrónico facilita a evasão e a fraude fiscais. Com este trabalho pretende-se fornecer uma abordagem ao tema do Comércio Eletrónico, assim como à aplicabilidade da fiscalidade direta e indireta a esta nova tendência mundial.; In an era new technologies rule and where trade is increasingly being conducted over the Internet the question arises as to the impact that this will have on the taxation. Concerns regarding the taxation of this new paradigm have been increasing since the Electronic Commerce facilitates tax evasion and fraud. This work aims to provide an approach to the issue of electronic commerce, as well as the applicability of direct and indirect taxation to this new global trend.; Mestrado em Contabilidade - Fiscalidade

A Fiscalidade como factor preponderante na Estratégia das Empresas em Tempos de crise

Saraiva, Margarida
Fonte: Departamento de Gestão e Pólo Dinamizador da Qualidade de Évora da Associação Portuguesa para a Qualidade (APQ) Publicador: Departamento de Gestão e Pólo Dinamizador da Qualidade de Évora da Associação Portuguesa para a Qualidade (APQ)
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
37.23%
Será a fiscalidade um factor preponderante na estratégia das empresas em tempos de crise?

Qualidade e Fiscalidade: duas realidades distintas e interdependentes

Viola, Flamino; Saraiva, Margarida
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.6%
A literatura sobre Sistemas de Gestão pela Qualidade Total (TQM) nunca questionou se existe ou pode existir qualquer relação entre qualidade e a fiscalidade. Neste trabalho demonstra-se que, para além da qualidade e fiscalidade serem duas realidades sociais interdependentes entre si que podem e devem ser utilizadas conjuntamente na explicação de fenómenos de natureza social, existe uma ligação e interdependência da qualidade e da fiscalidade a nível económico, organizacional e empresarial. A relação entre a qualidade e a fiscalidade a nível empresarial ocorre em consequência das empresas sentirem necessidade de efetuarem uma gestão mais eficiente dos recursos. Esta gestão eficiente dos recursos exige que a empresa deva ter uma informação mais precisa e rigorosa sobre todos os seus custos, nomeadamente com os custos associados ao cumprimento das suas obrigações fiscais. A qualidade não é alheia a estas questões, a TQM e os custos da qualidade são estratégias de poupança nos custos e que se podem aplicar a todas as atividades desenvolvidas pela empresa incluindo a sua própria prática fiscal.

Fiscalidade e imposto ambiental: Estudo sobre as provisões para a reparação de danos de caráter ambiental nas empresas cotadas no índice PSI 20 da CMVM

Monteiro, Mário Carlos Brito
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /07/2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.23%
Mestrado em Fiscalidade; O tema escolhido para esta dissertação de mestrado, advém da importância e atualidade do tema no contexto económico nacional e da necessidade de conhecimento sobre a temática da legislação tributária sobre matérias ambientais. Sendo um tema cada vez mais premente para a sociedade, o conhecimento sobre como foi evoluindo a tributação ambiental e se encontra actualmente, é necessário. Pretendeu-se, numa primeira fase do estudo, conhecer a sua problemática e tratamento ao nível da comunidade europeia e entender como se foi desenvolvendo. Numa segunda fase, saber o que se entende por Direito Ambiental e Imposto Ambiental. É fundamental conhecer estes termos para se perceber o que é que a legislação vai tratar, como o vai fazer e o que pretende fazer. Ainda na continuidade do esclarecimento destas definições, fazer um enquadramento normativo, nas várias vertentes do direito, tendo como base a Constituição da República Portuguesa. Para concretizar o estudo, vai se fazer o seu enquadramento nos impostos sobre o rendimento das pessoas colectivas. Vamos recorrer aos Relatórios e Contas das empresas cotadas no índice de valores PSI 20, da CMVM, por forma a fazer um levantamento...

Adaptação do IRC ao novo Normativo Contabilistico - O 1º ano de aplicação

Coelho, Andreia Alexandra Horta
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2013 POR
Relevância na Pesquisa
27.67%
Mestrado em Fiscalidade; Este trabalho tem como finalidade analisar e fazer uma revisão de alguns conceitos contabilísticos e fiscais, assim como, perspectivar a evolução dos conceitos de ambas as áreas até aos dias de hoje e demonstrar os impactos mais relevantes da fiscalidade no novo normativo contabilístico. Como se sabe, a fiscalidade, tem como função tributar, regular e evitar a fuga ao pagamento dos impostos por parte dos sujeitos passivos. Para uma determinação correcta dos impostos, a Administração Fiscal exige às empresas um regime de contabilidade organizada, onde são registados todos os movimentos efectuados por forma a responder às exigências a que estas estão obrigadas. No que se refere à fiscalidade irei-me focar, essencialmente, no Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Colectivas (CIRC). Para a Administração Fiscal poder tributar, as sociedades têm de recorrer aos registos efectuados na contabilidade. Como poderia a Administração Fiscal tributar as entidades que exercem actividades económicas se não existisse a contabilidade? É precisamente esta questão que me vai levar a explorar a relação existente entre estas áreas e a forma como estão interligadas. Conforme já foi referido...

Fiscalidade na Área Seguradora em Portugal - O caso da AXA Seguros Portugal -

Yassin, Shamim
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 22/05/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.4%
O presente relatório resulta da realização de um estágio, no departamento de Fiscalidade da AXA Portugal, para a obtenção do grau de Mestre em Gestão Financeira no ISG. Os objectivos do estágio foram: aprofundar e desenvolver conhecimentos na área Fiscal; aplicação prática dos conceitos abordados durante a parte curricular do mestrado; adquirir conhecimentos na área seguradora; e desenvolvimento de competências comportamentais em ambiente de trabalho. Para o cumprimento dos objectivos propostos, foram realizadas diversas tarefas, tais como: o preenchimento de diversas obrigações declarativas; preparação do dossier fiscal; apoio na reconciliação de facturas na parte relativa a impostos; e realização de tarefas relacionadas com a fiscalidade relativa às entidades ligadas à AXA, que se encontram em Portugal em regime de Livre Prestação de Serviços. Apesar de algumas dificuldades sentidas, sobretudo na aplicação de conhecimentos teóricos aplicados à realidade do dia-a-dia, este estágio foi muito enriquecedor, uma vez que os objectivos propostos foram cumpridos. As dificuldades foram ultrapassadas, com o empenho da mestranda na realização das actividades desempenhadas, chegando mesmo a dar um contributo positivo para o departamento onde estagiou. Por outro lado...

Impacto da fiscalidade nas decisões de fusões e aquisições em Portugal

Barros, Victor Maurílio Silva
Fonte: ISEG Publicador: ISEG
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.52%
Este estudo pretende determinar se a fiscalidade influenciou as decisões dos gestores das empresas compradoras nas fusões e aquisições (F&A) realizadas em Portugal entre 2000 e 2009. Após confirmar as F&A ocorridas em Portugal no período seleccionado, a metodologia de investigação consistiu no envio de um inquérito por questionário às empresas seleccionadas. Por ter sido possível categorizar as respostas obtidas por grupos (empresas nacionais e estrangeiras; cotadas e não cotadas; grandes empresas e pequenas e médias empresas (PME); envolvidas em 3 ou menos F&A e em 4 ou mais) foram efectuadas análises entre grupos e em termos agregados. No geral, os resultados obtidos sugerem que a fiscalidade teve pouca importância nas decisões de F&A. Os três principais factores fiscais que influenciaram as decisões de F&A dos gestores respondentes foram a tributação dos dividendos, a transmissibilidade de créditos e de prejuízos fiscais e a tributação internacional. Contudo, entre grupos verificou-se uma diferença substancial para as PME, cujos gestores consideraram como factor fiscal mais importante nas decisões de F&A o sistema judicial tributário. Encontrou-se também algumas situações em que a fiscalidade em Portugal denota ser pouco competitiva em relação a outros países da União Europeia. Como resultado do estudo desenvolvido...

Relação entre a contabilidade e a fiscalidade : uma análise aos impostos diferidos

Sousa, Francisca Gouveia Lima Pires de
Fonte: FEUC Publicador: FEUC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.6%
Este relatório tem como finalidade a apresentação do estágio realizado pela aluna no âmbito do Mestrado em Contabilidade e Finanças na entidade My Business Consultores Financeiros e Informáticos, Lda.. Este estágio decorreu no período de 2 de fevereiro a 25 de junho, do presente ano. As atividades desenvolvidas ao longo deste período basearam-se nas áreas de contabilidade e de fiscalidade, e tiveram como intuito aumentar os conhecimentos técnicos, mas também teóricos nestas áreas. Esta experiência levou ao surgimento de um maior interesse na relação entre a contabilidade e a fiscalidade. E, também, porque a entidade evita reportar impostos diferidos, devido à sua complexidade, optou-se por estudar melhor esse tema de forma a proporcionar uma base de trabalho à entidade para o futuro. Assim, propomo-nos elaborar, após a apresentação da entidade e das atividades que foram realizadas ao longo do estágio, uma análise que incide sobre a relação entre a contabilidade e a fiscalidade e a forma como a mesma tem vindo a evoluir ao longo dos tempos. No final desta análise iremos abordar de uma forma sintética os impostos diferidos, pois estes surgem devido à incompatibilidade dos objetivos entre a contabilidade e da fiscalidade...

O impacto da fiscalidade na internacionalização das empresas portuguesas de moldes

Brás,Gonçalo; Santana,Silvina
Fonte: INDEG-IUL - ISCTE Executive Education Publicador: INDEG-IUL - ISCTE Executive Education
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.23%
Nos últimos vinte anos, a indústria de moldes portuguesa assumiu uma dinâmica de relevo nos mercados externos. Este trabalho analisa o impacto da fiscalidade no processo de internacionalização da indústria de moldes. Um inquérito às empresas exportadoras com CAE 25734 mostra que o fator fiscal é percebido como pouco importante no processo de internacionalização e que as empresas com capital social mais avultado estão, do ponto de vista fiscal, mais bem preparadas para a internacionalização.