Página 1 dos resultados de 185 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

O impacto da regulação emocional no bem-estar dos trabalhadores portugueses: o papel moderador dos traços de personalidade

Rodrigues, Fátima Maria Nunes
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
27.39%
Hoje em dia as emoções constituem um aspecto fundamental de estudo e investigação, uma vez que é reconhecido que estas não só condicionam o nosso comportamento, como marcam e determinam a nossa interacção com os outros, nos múltiplos domínios da nossa vida, designadamente o do traba-lho. A presença de emoções em qualquer situação ou contexto implica a sua adequação aos mesmos, tornando-se fundamental compreender que factores interferem com essa regulação emocional e quais os possíveis efeitos ou consequências que estão associados a essa mesma regulação. Em parceria com a equipa de investigação sobre Emoções, Sentimentos e Afectos em Contexto de Trabalho, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), no Brasil, conduzimos o presente estudo com o objectivo de testar a relação entre a regulação das emoções e o bem-estar, analisando o papel moderador que os traços de personalidade, nomeadamente a extroversão e o neuroticismo, po-dem ter nessa relação, numa amostra de 310 trabalhadores portugueses. Para o efeito, recorremos à escala Emotion Regulation Profile – Revised (ERP-R) de Nelis, Quoidbach, Hansenne e Mikolajczak (2011), adaptada numa versão reduzida de Gondim et al. (in press), bem como à Escala de Bem-Estar Sub-jectivo (EBES)...

Astrologia e personalidade: o efeito do conhecimento das características do signo solar em variáveis medidas pelo 16 pf.; Astrology and personality: the effect of the knowledge of solar signs’s characteristics on variables measured by the 16PF.

Rodrigues, Paulo Roberto Grangeiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/09/2004 PT
Relevância na Pesquisa
27.86%
Nesta Tese replicamos por constructo uma pesquisa européia que encontrou para conhecedores da astrologia médias mais altas em Extroversão entre sujeitos dos signos de Fogo e Ar comparados com sujeitos de Terra e Água, formando um “padrão dente-de-serra” previsto em função da alternância zodiacal entre signos de Elementos Quentes (Fogo e Ar) e Frios (Terra e Água), como sendo efeito da “auto-atribuição”, já que a mesma variação não se deu para sujeitos não conhecedores. Também se encontrou, no entanto, maior “suscetibilidade à informação vinda de fora sobre sua personalidade” para os Quentes, o que não invalidou totalmente a teoria astrológica. Encontrou-se lá, além disso, maior média geral em Extroversão para os conhecedores. Usamos o 16 PF – Questionário dos 16 Fatores de Personalidade – com 589 sujeitos brasileiros de ambos os sexos, diferenciando entre conhecedores (208) e não conhecedores (381) da astrologia, sendo o conhecimento constituído da crença na astrologia mais a descrição de três características do signo solar. Para estimular a influência da auto-atribuição, foi dada a parte do grupo (266) a sugestão “Esta é uma pesquisa sobre astrologia”, enquanto para a outra parte (323) foi dito que seria “uma pesquisa sobre personalidade”. Investigamos variações em função dos Elementos astrológicos...

Traços de personalidade e estrutura de prática na aquisição de uma habilidade motora; Personality traits and practice schedule in the acquisition of a motor skill

Perez, Carlos Rey
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
27.39%
O conhecimento de características das pessoas auxilia a individualizar a maneira de estruturar a prática de tarefas, o fornecimento de informação e a seleção de pessoas mais aptas a desempenhar certas funções. Há evidências de que essas características individuais, como traços de personalidade, podem afetar a aprendizagem de habilidades motoras. Investigar o efeito de diferentes estruturas de prática na aquisição de uma habilidade motora em indivíduos extrovertidos e introvertidos foi o objetivo deste trabalho. Noventa e seis universitários de ambos os sexos foram selecionados depois de responder o EPQ (Eysenck Personality Questionnaire). A tarefa envolveu o pressionamento seqüencial de teclas em duas fases: aquisição (108 tentativas, em três variações da tarefa, exceto os grupos de prática constante, que executaram apenas uma variação) e transferência (imediata e atrasada, cada uma com 12 tentativas). Os participantes foram alocados em seis grupos de prática, formados com a combinação do traço Extroversão/Introversão e a estrutura de prática (constante, blocos e aleatória). As medidas envolveram o erro global, o erro de timing relativo e o erro de timing absoluto. Os resultados indicaram que, além de ter havido aprendizagem da tarefa motora...

Uma contribuição ao estudo do stress: introversão-extroversão, dogmatismo e vulnerabilidade ao stress

Farias, Francisco Ramos de
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.39%
Os dois tipos de stress fisisiológico e psicológico constituem, a meu ver, um único fenômeno ,embora, do ponto de vista didático, faça-se necessária esta divisão. Neste estudo ambos os tipos foram abordados teoricamente, mas o mesmo se propõe a analisar a influência dos fatores de personalidade - extroversão, introversão e dogmatismo- na vulnerabilidade ao stress. Os determinantes cognitivos foram considerados como mediadores desta relação. O instrumental utilizado para a verificação empírica foi composto dos seguintes testes: 16 PF de Cattell e Eber, Fator P de Toulouse-Pieron, Escala de Dogmatismo de Rokeach e o Sorting-Test,adaptado para esse estudo. Esses instrumentos foram utilizados para testar as hipóteses; o introvertido e o não-dogmático, tanto na condição isolada quanto em combinação, apresentam vulnerabilidade ao stress maior do que o extrovertido e o dogmático nas mesmas condições. A análise da regressão múltipla demonstrou que nenhuma diferença quanto à vulnerabilidade ao stress foi observada em relação aos tipos extrovertido, introvertido, dogmátlco e não-dogmático, quer isoladamente,quer nas combinações extrovertido-dogmático e introvertido-não-dogmático. É provável que algumas circunstâncias possam explicar esse fenômeno. Em primeiro lugar é possível que a vulnerabilidade ao stress esteja mais relacionada com traço de personalidade do que com tipo. Em segundo lugar...

Estudo experimental sobre a precisão e validade dos escores introversão-extroversão de uma adaptação brasileira do Maudsley Personality Inventory de H.J. Eysenck

Ambrosio, Marilia Breder
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.58%
O propósito dos trabalhos experimentais expostos na presente dissertação foi o de estudar a versão brasileira do Maudaley Personality Inventory. de Eysench. no que diz respaito à sua dimensão bipolar introversão-extroversão. A adaptação brasileira (devida à Professora Riva Bauzer) foi aplicada por duas vezes a 70 estudantes, de quatro turmas do Colégio Batista Shepard, que são nossos alunos de psicologia. Paralelamente a esta aplicação, foi aplicado por duas vezes sucessivas, aos mesmos alunos, um questionário por nós organizado. Nele era pedida a cada um uma avaliação subjetiva do grau de introversão-extroversão dos respectivos colegas de classe. Desse modo tivemos a possibilidade de avaliar: a) o coeficiente de precisão do questionário; b) o coeficiente de precisão do Maudeley Personality Inventory; c) o coeficiente de validade do Maudaley Persona lity Inventory, tomando o questionário como critério de va lidação. Entretanto, nao terminaram ai nossos trabalhos. Por meio do coeficiente de correlação bisserial, foi estimado o poder discriminante de cada uma das questões do Maudsley Personality Inventory, assim como seu grau de "popularidade". Esta é uma denominação por nós atribuida à porcentagem de sujeitos que assinalaram a questão no sentido de extroversão. Estes elementos abrem caminho para a realização de pesquisas ulteriores com a finalidade de aperfeiçoar a versão brasileira do Maudsley Personality Inventory.

Construção, normatização e validação das escalas de socialização e extroversão no modelo dos cinco grandes fatores

Nunes, Carlos Henrique Sancineto da Silva
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.7%
Esse projeto visou a construção, validação e normatização de escalas para a avaliação dos Fatores Extroversão e Socialização no modelo dos Cinco Grandes Fatores de Personalidade. A partir deste Modelo, Socialização é uma dimensão da personalidade que agrupa traços como altruísmo, franqueza, confiança nas pessoas, bem como frieza, falta de empatia, comportamentos antisociais, etc. Extroversão engloba traços que descrevem nível de comunicação, assertividade, gregariedade, busca por diversão, etc. A validade de construto da Escala Fatorial de Socialização (EFS) e Escala Fatorial de Extroversão (EFE) foi realizada a partir de amostras independentes compostas por aproximadamente 1.100 pessoas de cinco estados brasileiros, de ambos os sexos, com nível de escolarização médio ou superior. Foram realizadas análises fatoriais para a verificação da dimensionalidade da EFS, sendo que a solução de três fatores foi considerada a mais adequada. Os fatores extraídos foram denominados Amabilidade, Pró-sociabilidade e Confiança nas pessoas, com Alpha’s de 0,91; 0,84 e 0,80 respectivamente. A escala geral apresentou uma consistência interna de 0,92. Foram realizadas análises fatoriais para a verificação da dimensionalidade da EFE...

Bem-estar psicologico : investigações acerca de recursos adaptativos em adultos e na meia-idade; Psychological well-being : investigations regarding adaptive resources in adults and in middle-aged

Nelma Caires Queroz
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/11/2008 PT
Relevância na Pesquisa
17.58%
Estudo 1: investigou bem-estar psicológico em amostra de conveniência de 300 homens e 300 mulheres de 25 a 35 e de 45 a 55 anos por meio da Escala de Desenvolvimento Pessoal (EDEP), com 5 fatores. Os itens da EDEP e Fator 1 (auto-realização, crescimento pessoal e ajustamento psicológico) mostraram consistência interna satisfatória. Independentemente da idade, as mulheres tiveram maior pontuação do que os homens no Fator 1. As mulheres adultas tiveram médias mais altas do que os homens adultos nos Fatores 1, 2 (produtividade), 4 (preocupações com as próximas gerações); os homens de meia-idade tiveram maior pontuação no Fator 5 (compromisso com o outro do que as mulheres de meia-idade); os adultos pontuaram mais alto do que o grupo de meia-idade no Fator 4; o grupo de meia-idade pontuou mais alto do que os adultos no Fator 3 (cuidado) e no Fator 5. Conclusão: A EDEP total e o Fator 1 mostraram alta consistência interna. As mulheres independentemente da faixa etária e o grupo de meia-idade apresentaram mais autos-relatos positivos sobre o bem-estar psicológico. Estudo 2: investigou relações entre bem-estar psicológico, personalidade e enfrentamento em homens e mulheres adultos e de meia-idade. Foram selecionados os 40 participantes que tiveram maior pontuação e os 40 que tiveram menor pontuação na EDEP no Estudo I. Foram aplicadas as Escalas Fatoriais de Neuroticismo...

Vigilância eletrónica e traços de personalidade

Carvalheiro, Susana Alexandra Ferreira Rodrigues Baía
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
27.09%
O objetivo deste estudo é avaliar a relação entre alguns traços da Personalidade numa população em vigilância eletrónica (VE), de acordo com a idade e o sexo, com os de uma população geral e de uma população de reclusos de um estabelecimento prisional (EP) do país. São inúmeras as teorias e visões explicativas sobre o crime e a sua origem. Umas focam-se na ação, outros no autor, mais recentemente na vítima e no sistema judicial. Segundo estudos sobre a saúde mental, as perturbações da personalidade, são diagnosticadas dentro da população de reclusos com grande impacto que, associados à reclusão, se tornam potenciadores de agravamento clínico relevante, consolidando comportamentos antissociais e que, por consequência, se relacionam com fatores de reincidência. Apostando num conceito mais abrangente não focada apenas na punição, surgem novos estudos que concentram esforços para apoiar, aconselhar e capacitar os infratores para uma maior inclusão na sociedade na tentativa de diminuir a reincidência. Com o surgimento da VE emergem tentativas de conjugar vontades de superação do conceito de Reabilitação. Para perceber algumas dimensões de personalidade desta última população foi realizado um estudo numa amostra não inferior a 30 arguidos em VE...

A influência da extroversão e do neuroticismo na eficácia negocial numa amostra de professores

Afonso, Cristina Maria Martins
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.7%
Dissertação de Mestrado em Psicologia da Educação; A negociação é uma atividade de grande relevo no desempenho de uma organização escolar, que cada vez mais, experiencia um ambiente de forte competição e de constantes mudanças. Dos inúmeros fatores que contribuem para a finalização de uma negociação com resultados satisfatórios, a personalidade tem vindo a merecer interesse por parte da comunidade científica, contudo, estamos longe de obter respostas satisfatórias para compreensão desta problemática. Nesta perspetiva, o presente estudo tem como objetivo contribuir para esclarecimento da forma como estas variáveis se relacionam. Para tal, numa primeira parte foi efetuado uma revisão da literatura sobre esta temática. Da segunda parte consta um estudo empírico, realizado com 183 professores, que teve como objetivo analisar a influência da extroversão e do neuroticismo na eficácia negocial dos professores. Foram utilizados dois instrumentos para a mensuração das variáveis em questão, sendo eles, o Inventário de Personalidade de Eysenck (EPI) para avaliar a extroversão e o neuroticismo e o Questionário de Eficácia na Negociação (CEN II), para avaliar a eficácia na negociação. Assim, procedemos à análise das características psicométricas das escalas...

Da ficção à emoção: extrovertidos e introvertidos na fruição de um filme

Gomes, Ana Paula Mendes
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
27.7%
Mestrado em Psicologia das Emoções; Neste estudo, a relação entre o traço de personalidade Extroversão e a preferência por género de filme foi analisada. Foi utilizado um inquérito que foi aplicado on-line a duzentos e nove indivíduos tendo como objectivo por um lado, perceber em que medida o traço de personalidade extroversão e o estado afectivo de emoções positivas se relaciona com a escolha por um determinado género de filme e, por outro lado, averiguar questões relacionadas com os hábitos no visionamento de filmes. Recorreu-se a duas escalas, a PANAS, para medir o estado emocional aquando do preenchimento do questionário e a escala NEO-FFI para enquadrar os indivíduos relativamente às cinco dimensões da personalidade. Isolou-se a dimensão de Extroversão e criaram-se dois grupos em função da maior ou menor pontuação nos itens relativos a esta dimensão, sendo denominados de Extrovertidos e Introvertidos, respectivamente. Nos indivíduos da nossa amostra verificou-se uma correlação positiva entre as emoções positivas e o traço Extroversão contudo não se verificaram diferenças significativas entre os indivíduos mais extrovertidos e os mais introvertidos no que diz respeito ao género de filme preferido.; In this study the relationship between the personality trait Extraversion and the preference for film genre was analyzed. We used a survey that was administered online to two hundred and nine individuals. Our goals were...

A influência de fatores individuais e contextuais no sentimento psicológico de comunidade na alta de Lisboa

Gagueija, Filipa Alexandra das Neves Marques
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
27.39%
Mestrado em Psicologia Comunitária e Proteção de Menores. / Classificação da American Psychological Association (APA): 3373 – Comunidade e Serviços Sociais,3120 – Traços de Personalidade e Processos; A presente investigação analisa a influência de fatores individuais (participação em grupos e/ou associações locais, personalidade (extroversão) e estatuto socioeconómico) e de fatores comunitários (relações de vizinhança (RV) e tipo de habitação), no sentimento psicológico de comunidade (SPC), numa perspetiva interacionista. Participaram no estudo 156 residentes da Alta de Lisboa, que preencheram um inquérito de auto-relato, composto pelas Escala Breve de Sentido de Comunidade, Escala de Extroversão do NEO Five Factor Inventory e Escala de Relações de Vizinhança e ainda por questões que permitiram avaliar a participação em grupos e/ou associações locais e alguns aspetos sociodemográficos. Os resultados sugerem que cada uma das variáveis estudadas está associada ao SPC e que este é influenciado por ambos os tipos de fatores. Os fatores individuais e comunitários, separadamente, explicam 49% e 60%, respetivamente, da variação do SPC. A Participação e as RV são as que mais contribuem para este resultado. Quando incluídos no mesmo modelo explicam 63% da variação do SPC...

Dimensões de personalidade e sucesso no trabalho

Lebres, Alberto da Costa
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //1996 POR
Relevância na Pesquisa
18.14%
Dissertação de mestrado em Comportamento Organizacional; Pretende-se com este estudo avaliar o valor preditivo das dimensões de personalidade relativamente aos indicadores de sucesso profissional. Para operacionalizar as dimensões de personalidade, escolhemos o Questionário de Personalidade de Cattell (16PF) e para operacionalizar o sucesso profissional escolhemos quatro sistemas de recompensa: avaliação de mérito (por alcance de resultados), complemento remunerativo (por percepção do valor profissional), remuneração e promoções. Os questionários de personalidade foram aplicados ao longo de 7 anos no serviço de Psicologia de uma instituição bancária, para efeito de ingresso na instituição ou para melhoria de carreira. Os indicadores de sucesso profissional são de duração variada: avaliação de mérito (5 anos), complemento remunerativo (3 anos), remuneração (1 ano) e promoções (de 5 a 40 anos de antiguidade). Partimos do pressuposto de que, na sequência de revisões dos estudos sobre a personalidade no trabalho, nomeadamente a revisão de Furnham (1992), passado o pessimismo dos anos 70-80 sobre o estudo da personalidade, em geral, e da associação da personalidade ao sucesso profissional, em particular...

Interação entre extroversão e conhecimento astrológico em estudantes brasileiros

Pacheco,Anna Mathilde; Nagelschmidt,Chaves; Rodrigues,Paulo Roberto Grangeiro
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2007 PT
Relevância na Pesquisa
27.39%
Usamos o Questionário dos 16 Fatores de Personalidade para investigar diferenças em Extroversão segundo a escala astrológica Frio-Quente (signos pares-signos ímpares) em 589 estudantes universitários brasileiros de ambos os sexos, de 19 anos e 6 meses a 51 anos e 1 mês, diferenciando entre conhecedores (208) e não conhecedores (381) da astrologia, sendo o conhecimento constituído na descrição de três características do signo solar. Foi dada a parte do grupo (266) a sugestão "Esta é uma pesquisa sobre astrologia" , enquanto para a outra parte (323) foi dito que seria "uma pesquisa sobre personalidade" . A ANOVA não revelou diferenças astrológicas (p>0,10) em nenhum dos grupos. Os conhecedores apresentaram maior Extroversão comparados aos não conhecedores (p=0,01). Essa diferença foi devida aos resultados dos participantes dos signos Quentes (p=0,0007), indicando a confirmação da maior suscetibilidade à informação vinda de fora sobre suas personalidades para estes.

Condutas desviantes e traços de personalidade: testagem de um modelo causal

Vasconcelos,Tatiana Cristina; Gouveia,Valdiney Veloso; Pimentel,Carlos Eduardo; Pessoa,Viviany Silva
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
27.09%
A meta principal deste estudo foi comprovar a adequação de um modelo causal à explicação de comportamentos socialmente desviantes (condutas anti-sociais e delitivas), considerando a contribuição dos traços de personalidade (neuroticismo, extroversão e busca de sensações). Para tanto, participaram 755 estudantes do Ensino Médio e Superior, sendo a maioria do sexo feminino (50,3%), de escolas privadas (53,0%) e com idades variando de 16 a 26 anos (média=20,1; desvio-padrão=3,12). Estes responderam ao Inventário dos Cinco Grandes Fatores de Personalidade, à Escala de Busca de Sensações e ao Questionário de Condutas Anti-Sociais e Delitivas. Os principais resultados indicaram que os traços neuroticismo e busca de sensações explicam satisfatoriamente as condutas anti-sociais, e estas predizem diretamente as condutas delitivas. Neste aspecto, conseguiu-se constatar que os traços de personalidade são úteis ao entendimento das condutas socialmente desviantes, com especial destaque para o traço busca de sensações. Destaca-se, no entanto, a necessidade de estudos posteriores considerando outras variáveis e contextos.

Construção e validação de uma escala de extroversão no modelo dos Cinco Grandes Fatores de Personalidade

Nunes,Carlos Henrique Sancineto da Silva; Hutz,Cláudio Simon
Fonte: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia Publicador: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.7%
O presente estudo visou a construção e validação de construto de uma escala para a mensuração de extroversão no modelo dos Cinco Grandes Fatores de Personalidade. Nesse modelo, extroversão engloba traços que descrevem nível de comunicação, assertividade, gregariedade, busca por diversão, ente outros. A validade de construto da Escala Fatorial de Extroversão (EFE) contou com uma amostra de 1.084 pessoas de cinco estados brasileiros, de ambos os sexos, com nível de escolarização médio ou superior. Foram realizadas análises fatoriais para a verificação da dimensionalidade da EFE, sendo a solução de quatro fatores considerada a mais adequada. Os fatores extraídos foram denominados comunicação, altivez, assertividade e interações sociais, com alfas de Cronbach de 0,90; 0,78; 0,78 e 0,83, respectivamente. A escala geral apresentou uma consistência interna de 0,91.

A extroversão na negociação de conflitos escolares

Lourenço, Abilio Afonso; Paiva, Maria Olimpia Almeida de
Fonte: Universidade da Coruña Publicador: Universidade da Coruña
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
27.09%

Teoria social, extroversão e autonomia: impasses e horizontes da sociologia (semi)periférica contemporânea

Bringel,Breno; Domingues,José Maurício
Fonte: Universidade Federal da Bahia - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Centro de Recursos Humanos Publicador: Universidade Federal da Bahia - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Centro de Recursos Humanos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
27.09%
Este artigo analisa a produção de teoria social na periferia em diferentes eras geopolíticas e fases da modernidade, com ênfase especial para a sociologia semi(periférica) contemporânea. Argumenta-se que a agenda de pesquisa atual gira ao redor de um movimento intelectual de crítica destituinte do eurocentrismo e da modernidade, sem conseguir, no entanto, criar formulações teórico-metodológicas sistemáticas, como ocorreu a meados do século XX. Busca-se, portanto, avançar nas bases para a construção de um movimento instituinte mais propositivo a partir de duas direções: por um lado, recuperando a centralidade de campos autônomos e circuitos agregadores que superem a extroversão intelectual; e, por outro, analisando, em diálogo com Guerreiro Ramos, as possibilidades de construção de teoria na (semi)periferia como uma das principais chaves para deslocar, de maneira mais permanente, a hegemonia das teorias dos países centrais e seu uso habitualmente protocolar fora de seu solo original.

Acção das emoções no desenvolvimento do indivíduo e na saúde: implicações para a qualidade da vida e o bem-estar

Martins, Maria da Conceição Almeida
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
17.7%
Numa perspectiva integradora do Ser Humano, verifica-se a preocupação dos investigadores e estudiosos de várias áreas do saber, em estabelecer e explicar uma relação estreita e intrínseca entre a génese das emoções e os seus efeitos na saúde/doença e no desenvolvimento afectivo- cognitivo do, aspectos que vão ter implicações na Qualidade de Vida e Bem-estar dos Indivíduos. Sendo assim, o presente estudo empírico foi realizado em doentes crónicos, Insuficientes Renais Crónicos Terminais, uma vez que saúde/doença não são processos estáticos, podendo haver períodos confortáveis de Bem-estar e uma satisfatória Qualidade de Vida. Por isso, foi objectivo da presente investigação estudar, numa perspectiva sistémica e humanista, relações entre os efeitos da acção das emoções no desenvolvimento afectivo-cognitivo e na saúde, bem-estar e Qualidade de Vida dos doentes Hemodialisados e algumas variáveis atributo, do contexto sóciodemográfico, clínico, psicológico e emocional. A nossa Amostra ficou constituída por 160 doentes e a recolha de dados foi efectuada através de um questionário, constituído por uma bateria de escalas, incluindo o questionário de saúde geral SF-36 para avaliação da Qualidade de Vida. Para o tratamento estatístico e análise de dados recorremos à estatística descritiva e analítica/inferencial e o tratamento estatístico dos dados foi efectuado através do programa de estatística SPSS...

Espontaneidade e personalidade: Um estudo correlacional

Rocha, Ana Filipa Lameira da
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
27.39%
O presente estudo tem como principais objectivos verificar, por um lado, qual será a relação existente entre a espontaneidade e duas das cinco dimensões que compõe a personalidade do indivíduo, ligada à teoria dos “Big-Five”, e por outro, averiguar quais serão as diferenças encontradas entre géneros nos inventários utilizados. A amostra deste estudo é composta por estudantes universitários e por trabalhadores, um total de 90 participantes que preencheram um conjunto de questionários composto por uma ficha de dados demográficos, um inventário de Espontaneidade (SAI-R), uma sub-escala de Impulsividade (N-5), e um inventário de Personalidade (NEO-FFI). Os resultados obtidos demonstram a existência de uma correlação positiva entre a espontaneidade e a dimensão de extroversão, e de uma correlação negativa entre a dimensão de neuroticismo e a espontaneidade. No que toca às diferenças de género, não se verificaram diferenças entre homens e mulheres na escala SAI-R e na sub - escala de extroversão, mas foram encontradas diferenças estatisticamente significativas na sub - escala do neuroticismo, sendo que as mulheres obtiveram valores mais elevados nesta sub – escala do que os homens na amostra do presente estudo.; ABSTRACT: The present study has as basic purposes to check...

A dinâmica da personalidade e o homesickness (saudades de casa) dos jovens estudantes universitários

Ferraz,M. Fernanda; Pereira,Anabela Sousa
Fonte: Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde Publicador: Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
27.09%
Partindo de uma abordagem metodológica enquadrada numa perspectiva empírico-analítica, esta investigação tem como objectivo alertar para a necessidade do desenvolvimento de competências para lidar com a situação de transição, propondo a criação e aplicação de medidas profilácticas ao nível do ensino secundário, que previnam o aparecimento dos quadros de insucesso, abandono e problemas pessoais e de estruturação da personalidade, promovendo a sua adaptação. Os resultados apontam como traços de personalidade mais visíveis nestes estudantes os de carácter extrovertido, no entanto, os estudantes do sexo feminino têm mais tendência para apresentar uma personalidade predominantemente de traço neurótico do que os do sexo masculino. Verifica-se uma correlação positiva entre o homesickness e o neuroticismo, isto é, quanto mais saudades de casa o estudante tem, mais tendência apresenta para o neuroticismo e vice-versa. Com a extroversão a correlação é negativa, ou seja, quanto mais extrovertidos são os alunos, menos saudades de casa têm. Perante este quadro de resultados é importante atender, à necessidade de proporcionar bem-estar na universidade promovendo um apoio pessoal, organizacional e de inter-relação que envolva os seus alunos e lhes permita investir na formação académica com sucesso.