Página 1 dos resultados de 233 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Percepção de pais e educadoras sobre os problemas de externalização e internalização das crianças em idade pré-escolar

Santos, Tânia Cerqueira
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.85%
Dissertação de Mestrado apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Psicologia, especialização em Psicologia Clínica e da Saúde.; A presente investigação tem como objectivo descrever os problemas de externalização e internalização aliandos à temática da parentalidade. A fundamentação teórica é composta numa primeira fase pela perspectiva da psicologia do desenvolvimento em idade pré-escolar, o contexto, organização e gestão do jardim de infância. Os problemas de conduta e problemas emocionais integram o segundo capítulo e por fim o tema da parentalidade. Na elaboração do estudo empírico e recorrendo à literatura procedeu-se à criação dos seguintes objectivos: (a) perceber se há diferenças na percepção acerca dos comportamentos de internalização e externalização das crianças entre os pais e educadoras (Lopes, 2002; Stivanin, Scheur & Assumpção Jr, 2008); (b) averiguar se existem diferenças entre a escala total de problemas emocionais e a idade das crianças (Oliveira, 2007); (c) entender se há diferenças entre os problemas de internalizção e externalização dependendo do género da criança (Papalia, Olds & Feldman...

Coparentalidade, parentalidade e sintomas de externalização e internalização em crianças em idade pré-escolar

Ribeiro, Cidália Maria
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.73%
A presente dissertação foi orientada por uma perspectiva da Psicopatologia do Desenvolvimento dos Sistemas Familiares e pelo Modelo Ecológico da Coparentalidade de Feinberg (2003). Objetivo: A presente dissertação de mestrado pretendeu responder a dois objetivos. (1) Identificar diferenças nas variáveis parentais e coparentais em função da severidade dos sintomas de externalização (problemas de comportamentos e hiperatividade) em crianças em idade pré-escolar e (2) testar diferenças nas variáveis parentais e coparentais em função da severidade dos sintomas de internalização (problemas emocionais e problemas com os pares). Método: Um design transversal foi implementado para a recolha de dados. A amostra total foi composta por 61 pais da comunidade, que foram avaliados ao nível das dimensões da coparentalidade, parentalidade positiva, parentalidade inconsistente e ajustamento psicológico dos filhos. O protocolo de avaliação foi preenchido em casa pelos participantes e entregue em envelope selado aos educadores da instituição de ensino onde foram recolhidos os dados. Resultados: No objetivo 1 foram encontradas diferenças estatisticamente significativas entre os grupos de sintomas de externalização nas variáveis parentais e coparentais. Mais concretamente (a) nos problemas de comportamento...

Inovação e externalização: uma análise de capabilities na indústria farmacêutica.; Innovation and outsourcing: a capability view of pharmaceutical industry.

Andrade, Carolina Almeida Araujo de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.65%
Esta tese de doutorado trata de como processos inovativos podem ser viabilizados e estimulados a partir da externalização de capabilities antes realizadas internamente à empresa. Para atingir o objetivo proposto foi escolhido o setor farmacêutico, cujo processo inovativo é constante e permeia, em diferentes graus, todas as etapas da cadeia, além da organização da sua cadeia ser propícia à desverticalização. A unidade de análise utilizada é a capability, neste caso as atividades relacionadas a pesquisa e desenvolvimento e manufatura. A partir da consulta de uma base de dados estrangeira, foi selecionado um conjunto de artigos técnicos que incluiu o tema e o setor alvo da tese. A sistematização dos dados permitiu identificar o tipo de atividade externalizada, a situação em que isso ocorria, suas principais motivações e resultados, bem como os detalhes das empresas envolvidas. A análise da externalização de atividades de pesquisa mostra quatro formas de aceleração da inovação: (1) aquela alcançada a partir do acesso a tecnologias que não seriam acessíveis de outra maneira, acelerando a fase clínica do desenvolvimento; (2) a que agrega etapas permitindo acelerar a fase clínica do desenvolvimento; (3) a da etapa de formulação que possibilitou acelerar o estágio de desenvolvimento...

Problemas de internalização e externalização em crianças da comunidade em risco psicossocial e em acolhimento institucional; Internalization and externalization problems in children of the community in psychosocial risk and in institutional care

Costa, Elisa Lacerda Pires
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.73%
Dissertação de mestrado integrado em Psicologia; Perante contextos adversos e os seus fatores de risco, tanto as crianças da comunidade como as crianças em acolhimento institucional, podem apresentar problemas psicológicos ou psiquiátricos ao longo do seu desenvolvimento. O objetivo deste estudo é analisar a diferença, entre as crianças da comunidade em risco psicossocial e as crianças em acolhimento institucional, ao nível dos problemas de internalização e externalização, assim como os preditores destas problemáticas. Os resultados revelam que as crianças em acolhimento institucional apresentam valores menores de problemas de internalização e externalização, comparando com as crianças da comunidade em risco psicossocial. O risco pré-natal nas crianças em acolhimento institucional é maior do que em crianças da comunidade. As cuidadoras institucionais apresentaram comportamentos mais sensíveis e cooperantes em interação com a criança do que as mães. No grupo da comunidade, maior afetividade negativa prediz mais problemas de internalização e de externalização. No grupo de crianças institucionalizadas, observou-se que maior afetividade negativa da criança prediz problemas de internalização. Ainda...

Externalização dos serviços municipais: o serviço público como alternativa a si próprio; Externalization of local services delivery : public service as an alternative to itself

Ribeiro, Sérgio António
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.52%
Dissertação de mestrado em Administração Pública; Nas últimas décadas, o movimento da Nova Gestão Pública influenciou a introdução de reformas estruturais e organizacionais no setor público local nos países da OCDE, entre os quais, Portugal. Serviços até então prestados às comunidades locais pelos próprios governos locais foram sendo gradualmente externalizados para o setor empresarial local e passaram a ser assegurados e providos por um leque de entidades de natureza autónoma diversa, variando, sobretudo, entre entidades municipais pertencentes aos próprios municípios e entidades intermunicipais que agregam municípios em consórcio, em torno de objetivos comuns. Para este novo paradigma de prestação de serviços municipais que se criou em Portugal terão contribuído variados determinantes contextuais, sobretudo, determinantes socioeconómicos e políticos. Contudo, os estudos realizados em Portugal em matéria de prestação de serviços locais são ainda muito residuais. Nesse sentido, procurando conferir mais alguma clarividência científica acerca da gestão dos serviços municipais portugueses, a presente dissertação propõe uma investigação adicional que procurará identificar quais são os principais determinantes socioeconómicos e políticos que influenciam...

A externalização e o processamento de expressões faciais de emoção

Oliveira, Ana Cristina Valente
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
27.8%
A externalização consiste num espectro de personalidade que conjuga comportamentos antissociais, traços de personalidade associados ao comportamento desinibido e agressivo e o consumo de substâncias lícitas e ilícitas. A etiologia desta perturbação ainda não é consensual. Para além de outros problemas, esta população apresenta dificuldades na regulação emocional nomeadamente através da interpretação e demonstração de emoções. Como tal, esta investigação teve como principal objetivo investigar se existem diferenças ao nível do processamento de expressões faciais de emoção entre indivíduos com diferentes níveis de externalização através de medidas comportamentais (tempos de reação e percentagem de acertos) e eletroencefalográficas (análise de potenciais evocados). Relativamente às últimas, estudou-se os componentes de onda P100 e N170 bem como 11 janelas temporais de 50 ms cada entre os 230 ms e os 780 ms após o estímulo. Neste estudo participaram 54 estudantes da Universidade de Aveiro que constituíram os grupos de elevado, médio e baixo nível de externalização com base na pontuação obtida no Inventário de Externalização. Os participantes realizaram uma tarefa experimental de categorização emocional que tinha como objetivo avaliar a capacidade de discriminar entre expressões faciais emocionais e neutras...

Personalidade, regulação emocional e ira: relação com a externalização

Pérola, Maria Teresa Torres da Silva
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.9%
A externalização é uma dimensão da personalidade que envolve um espectro de comportamentos antissociais e violentos. Na sua conceção relaciona comportamentos antissociais, traços de personalidade associados à desinibição e à agressão, e dependência de substâncias. Considerando que tanto as dimensões da personalidade como as variáveis associadas à expressão e regulação da ira poderão ser um antecedente das tendências externalizantes, este estudo pretendeu avaliar de que forma os domínios de personalidade incluídos no Modelo dos Cinco Fatores, as estratégias de regulação emocional e a ira predizem a externalização, comparando um grupo de reclusos com um grupo de não reclusos. A amostra incluiu 60 reclusos do Estabelecimento Prisional do Porto e 25 participantes não reclusos do sexo masculino, avaliados com o Inventário de Externalização – versão reduzida (IE), o Inventário de Personalidade dos Cinco Fatores (NEO-FFI), o Questionário de Regulação Emocional (QRE) e o Inventário da Expressão da Ira Estado-Traço (STAXI-2). Concluiu-se que a população reclusa em comparação com a população não reclusa apresenta maiores níveis de externalização, maiores dificuldades ao nível da regulação emocional e maior expressão da ira. Para o grupo de reclusos verificou-se que o neuroticismo prediz de forma significativa a desinibição geral...

Sintomas de internalização e externalização em crianças e adolescentes com excesso de peso

Sousa,Marcos Rogério Capello; Moraes,César de
Fonte: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
27.8%
OBJETIVO: Comparar sintomas de internalização e externalização em crianças e adolescentes com e sem excesso de peso. MÉTODO: 88 indivíduos (53 com excesso de peso e 35 eutróficos), entre 6 e 18 anos, foram avaliados por meio do Inventário de Comportamentos da Infância e Adolescência (CBCL-6/18) e de medidas antropométricas. Foram considerados com excesso de peso os indivíduos com índice de massa corporal (IMC) > 1 desvio-padrão. Os indivíduos com T-score > 70 no CBCL-6/18 foram considerados como tendo sintomas emocionais. O teste de Mann-Whitney foi utilizado para verificar se houve diferença entre as médias do IMC, as médias de idade e os T-scores médios obtidos nas subescalas de internalização e externalização, de acordo com os grupos pesquisados. Foi utilizado o índice de correlação de Spearman para verificar correlação entre o IMC e os T-scores médios obtidos nas subescalas de internalização e externalização. RESULTADOS: Sintomas de internalização ocorreram em 14 indivíduos com excesso de peso e em 4 eutróficos (médias de T-score: 59,09 e 49,40, respectivamente, p-valor = 0,003). Sintomas de externalização ocorreram em 9 indivíduos com excesso de peso e em 2 eutróficos (médias de T-score: 53...

Validade de construto da versão brasileira do Inventário Espectral de Externalização: evidências a partir de uma amostra de estudantes universitários

Carvalho,Hudson Wander de; Patrick,Christopher John; Krueger,Roberto Frederick; Markon,Kristian Erik; Pinheiro,Ângela Maria Vieira
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.73%
CONTEXTO: Externalização é uma dimensão das diferenças individuais que dá substrato e unifica traços impulsivos e agressivos de personalidade a transtornos mentais relacionados ao uso de substância e à conduta antissocial. OBJETIVOS: O presente estudo objetivou apresentar indicadores de validade de construto da versão brasileira do Inventário Espectral de Externalização. MÉTODO: Trata-se de um estudo psicométrico de orientação correlacional. Foram utilizadas duas técnicas clássicas de representação de construto: análise exploratória de fatores comuns e análise de consistência interna. A amostra consistiu de 258 participantes de ambos os sexos, provenientes de diferentes cursos universitários de duas instituições públicas do estado de Minas Gerais. RESULTADOS: A análise fatorial resultou em um modelo de um fator de segunda ordem (Externalização) com três fatores de primeira ordem (dimensões de agressão, de uso de substância e de impulsividade/alienação). Os coeficientes alfa mostraram-se bastante elevados, com índices acima de 0,9 tanto para os três fatores de primeira ordem quanto para o fator geral. CONCLUSÃO: Combinados, os resultados trazem evidências de validade e de fidedignidade para a versão brasileira do Inventário Espectral de Externalização no que tange à sua aplicabilidade a estudantes universitários.

Relações entre práticas educativas maternas e problemas de externalização em pré-escolares

Alvarenga,Patrícia; Magalhães,Mauro de Oliveira; Gomes,Quele de Souza
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.73%
Este estudo investigou relações entre as práticas educativas maternas e os problemas de externalização na infância. Participaram 64 díades mãe-criança, selecionadas em escolas públicas (68,8%) e particulares (31,3%) de Salvador, Bahia, por meio de amostragem por acessibilidade e também por indicações feitas pelas participantes. Os dados foram coletados em visitas domiciliares ou nas escolas. As mães responderam a uma ficha de dados sociodemográficos, a uma entrevista estruturada sobre as práticas educativas maternas e ao Inventário de Comportamentos da Infância e Adolescência 4-18 anos. A análise de regressão linear múltipla revelou que o modelo que incluiu como variáveis preditoras dos problemas de externalização a escolaridade materna, a renda familiar e as práticas negociação e troca e punição física explicou 15,8% da variância nos problemas de externalização. Discute-se o impacto da punição física no desenvolvimento dos problemas de externalização e o poder preditivo do nível de instrução e da renda familiar em relação às práticas educativas parentais.

Integridade e externalização: estudo exploratório em uma amostra de estudantes de psicologia

Baumgartl,Viviane Oliveira; Nascimento,Elizabeth do; Patrick,Christopher; Arvey,Richard; Krueger,Robert
Fonte: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia Publicador: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.65%
Testes psicológicos que avaliam o construto integridade são amplamente utilizados nos Estados Unidos com o objetivo de tentar prever a ocorrência de comportamentos contraprodutivos no ambiente de trabalho, tais como atrasos, roubos e abuso de substâncias químicas. O presente estudo buscou investigar a relação entre integridade e externalização (fator de personalidade ligado à disposição em apresentar problemas ligados ao controle de impulsos), tendo em vista o fato dos dois construtos estarem relacionados conceitualmente. Participaram da pesquisa 209 estudantes de psicologia, provenientes de duas Universidades de Minas Gerais (pública e particular), que foram submetidos à aplicação de uma versão traduzida e adaptada do teste de integridade Personnel Reaction Blank (PRB) e do Inventário de Externalização-100. A investigação da relação entre integridade e externalização indicou uma associação moderada e negativa (r=-0,59) entre os escores globais dos dois instrumentos. Houve, portanto, uma associação entre maior manifestação de comportamentos dignos e honestos e menor manifestação de comportamentos antissociais impulsivos. Sugestões de estudos futuros são apontadas.

Estudo da rota de externalização da dissulfeto isomerase protéica (PDIA1) em células endoteliais; Study of protein disulfide isomerase (PDIA1) externalization route in endothelial cells

Silva, Thaís Larissa Araujo de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
27.8%
Dissulfeto isomerase protéica (PDIA1 ou PDI) é uma chaperona e ditiol-dissulfeto oxido-redutase residente do reticulo endoplasmático (RE). PDI é essencial à regulação da proteostase por ter função no enovelamento oxidativo de proteínas e na via de degradação associada ao RE (ERAD). Além disso, PDI interage fisicamente e regula a atividade de NADPH oxidases, e fora da célula é um regulador redox essencial à atividade de proteínas extracelulares. Este pool epi/pericelular da PDI (pecPDI) regula função de proteínas de membrana/secretadas, como integrinas, glicoproteínas gp120 do virus HIV e outras, com múltiplas funções que incluem: trombose, ativação plaquetária, adesão celular, infecção viral e remodelamento vascular. A rota de externalização da PDI permanece obscura, e seu conhecimento pode indicar mecanismos dos efeitos (fisio)patológicos da PDI. A secreção da PDI pela rota RE-Golgi foi sugerida em células endoteliais infectadas pelo vírus da dengue, células pancreáticas e tireoideanas. No entanto, uma varredura sistemática das possíveis rotas de externalização da PDI não foi previamente realizada. Neste estudo, mostramos que células endoteliais (EC) externalizam constitutivamente, por rotas distintas...

A qualidade de vida e os problemas de comportamento de externalização em crianças pobres; The quality of life and externalizing behavior problems of poor children

Rêgo, Juliana Manuela Brandão
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.65%
Dissertação de mestrado integrado em Psicologia (área de especialização de Psicologia da Justiça e Comunitária); A presente investigação procurou explorar a qualidade de vida relacionada com a saúde (QVRS) e a sua relação com os comportamentos de externalização de crianças pobres. Assim, tem como principais objetivos: a) comparar a QVRS percebida das crianças em estudo com a população portuguesa normativa; b) identificar os problemas de comportamento de externalização prevalentes; e c) explorar a relação entre a QVRS destas crianças e eventuais comportamentos de externalização. Para o efeito, selecionou-se uma amostra constituída por 61 crianças, oriundas de famílias beneficiárias do rendimento social de inserção (RSI), com idades compreendidas entre os 8 e os 12 anos (M = 10.15; DP = 1.31), à qual foi aplicado o Kidscreen-52, versão crianças, e a CBCL. Os resultados mostram que, comparativamente com a perceção da QVRS da população portuguesa normativa (M = 210.02), as crianças em estudo têm uma perceção ligeiramente superior (M = 216.98). Ao nível dos comportamentos agressivos, é notório que a população estudada apresenta um número mais elevado de comportamentos agressivos (M = 7.97)...

ESI: validade interna e de constructo em adultos portugueses

Andrade, Rita Pires
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
27.85%
Estudos cujo objetivo principal foi avaliar a estrutura latente das desordens mentais, salientam a existência de dois fatores relacionados e subjacentes à saúde e doença mental: Internalização e Externalização. Internalização referese ao conflitos com o self, enquanto a externalização diz respeito a problemas que envolvem conflitos com o ambiente. O Inventário de Externalização foi desenvolvido enquanto medida psicométrica que objetiva traçar um modelo quantitativo e amplamente descritivo, de modo a considerar todos os indicadores da dimensão de externalização, que envolvem comportamentos antissociais, uso de substâncias e traços de personalidade agressivos e impulsivos. O presente estudo tem como objetivo a validação da versão reduzida do Inventário de Externalização (IE-r), para a população adulta portuguesa, pretendendo avaliar as suas características psicométricas ao nível da sua estrutura interna e validade convergente em relação a uma medida de agressão. Este inventário inclui 160 itens, divididos por 23 subescalas. Na sua versão original, foi proposta a sua organização interna em três fatores (modelo hierárquico), um englobando todas as medidas (desinibição geral) e os restantes dois englobando medidas específicas no âmbito da agressão ou do consumo de substâncias. Neste estudo...

Externalização versus internalização das operações de leasing e factoring: vantagens e desvantagens

Gomes, Sofia Rodrigues
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.65%
Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais; O sector do crédito especializado é um tema bastante actual e pouco abordado, que está em crescimento a nível mundial. O leasing e o factoring são dois desses tipos de crédito especializados e vão ser abordados neste projecto de investigação de mestrado. São vários os intervenientes deste sector, mas normalmente são as instituições bancárias que são mais recorridas para a solicitação destes produtos. Estas actuam de duas maneiras distintas internalizam ou externalizam as suas operações. Posto isto, este trabalho de investigação tem como fim estudar a realidade portuguesa em relação à externalização e a internalização das operações de financiamento. Isto é, verificar a frequência de ocorrência destes fenómenos, averiguar se existe alguma tendência, e quais as vantagens e desvantagens de externalizar e internalizar as operações de leasing e do factoring, bem como as vantagens de estar inserida numa instituição financeira autónoma. Para se conseguir atingir os objectivos e para responder a todas estas questões, o estudo será realizado através de questionário, que foi entregue a todas as empresas associadas à Associação Portuguesa de Leasing...

A nova gestão pública e a externalização das funções do Estado : as parcerias público-privadas na região centro

Reis, Alda Maria dos Santos; Fortuna, José António dos Santos; Mariano, Lúcia Margarida Gouveia
Fonte: Direção Geral da Qualificação dos Trabalhadores em Funções Públicas Publicador: Direção Geral da Qualificação dos Trabalhadores em Funções Públicas
Tipo: Outros
POR
Relevância na Pesquisa
37.65%
Trabalho realizado no âmbito do Diploma de Especialização em Gestão Pública. Edição de Coimbra 2009/2010, sob a orientação de David Ferraz; A «Externalização das funções do Estado», um dos paradigmas da nova Gestão Pública, é o processo pelo qual determinada missão, função, atribuição ou competência deixa de ser desenvolvida por um organismo da administração pública para passar a ser desenvolvida por uma entidade terceira. Esta externalização pode ser feita para o sector público empresarial, o sector privado, instituições sem fins lucrativos ou outros organismos fora da administração pública. A externalização pode tomar diversas formas, desde a Empresarialização da função, ao Outsourcing e às Parcerias Público-Privadas, em que o sector privado se responsabiliza no todo ou em parte pelo financiamento, execução e gestão do serviço, cuja remuneração é baseada em padrões de qualidade e ou disponibilidade (níveis de serviço) pré-acordados entre as partes. Neste trabalho, o nosso objectivo principal foi o estudo das Parcerias Público-Privadas (PPP). Interessava-nos conhecer quais as tipologias de modelos de parceria que foram constituídas nos últimos anos e que estão actualmente em curso na Região Centro...

Gestão do conhecimento na administração pública : resultados da pesquisa Ipea 2014 – grau de externalização e formalização; Texto para Discussão (TD) 2066 : Gestão do conhecimento na administração pública : resultados da pesquisa Ipea 2014 – grau de externalização e formalização

Batista, Fábio Ferreira
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
37.8%
Este estudo tem como objetivo, em primeiro lugar, analisar a situação atual da externalização e da formalização da gestão do conhecimento (GC) em 81 organizações do Executivo, do Legislativo e do Judiciário federais, bem como do Ministério Público, do Tribunal de Contas da União (TCU) e do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), com base nos resultados da Pesquisa Ipea 2014 de GC,realizada no período de dezembro de 2013 a agosto de 2014. O trabalho também compara o que mudou nos últimos dez anos em dezoito organizações da administração direta do Executivo federal que participaram das pesquisas realizadas pelo Ipea em 2004 e 2014. Finalmente, calcando-se na análise dos resultados encontrados, são apresentados desafios futuros para institucionalizar a GC na administração pública – isto é, para que este método de gestão passe a fazer parte da maneira de trabalhar das organizações. O trabalho mostra que não houve avanço significativo na externalização e na institucionalização da GC nas dezoito organizações da administração direta nos últimos dez anos. Além disso, as organizações que estão, atualmente, no estágio avançado de externalização e formalização da GC já progrediram muito no sentido de implementar este método de gestão de maneira organizada...

Validade de construto da versão brasileira do Inventário Espectral de Externalização: evidências a partir de uma amostra de estudantes universitários; Construct validity of the Brazilian version of the Externalizing Spectrum Inventory: evidence from a university student sample

Carvalho, Hudson Wander de; Patrick, Christopher John; Krueger, Roberto Frederick; Markon, Kristian Erik; Pinheiro, Ângela Maria Vieira
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.73%
CONTEXTO: Externalização é uma dimensão das diferenças individuais que dá substrato e unifica traços impulsivos e agressivos de personalidade a transtornos mentais relacionados ao uso de substância e à conduta antissocial. OBJETIVOS: O presente estudo objetivou apresentar indicadores de validade de construto da versão brasileira do Inventário Espectral de Externalização. MÉTODO: Trata-se de um estudo psicométrico de orientação correlacional. Foram utilizadas duas técnicas clássicas de representação de construto: análise exploratória de fatores comuns e análise de consistência interna. A amostra consistiu de 258 participantes de ambos os sexos, provenientes de diferentes cursos universitários de duas instituições públicas do estado de Minas Gerais. RESULTADOS: A análise fatorial resultou em um modelo de um fator de segunda ordem (Externalização) com três fatores de primeira ordem (dimensões de agressão, de uso de substância e de impulsividade/alienação). Os coeficientes alfa mostraram-se bastante elevados, com índices acima de 0,9 tanto para os três fatores de primeira ordem quanto para o fator geral. CONCLUSÃO: Combinados, os resultados trazem evidências de validade e de fidedignidade para a versão brasileira do Inventário Espectral de Externalização no que tange à sua aplicabilidade a estudantes universitários.; BACKGROUND: Externalizing is a dimension of individual differences that undergirds and unites aggressive and impulsive personality traits to psychopathological disorders related to substance use and antisocial behavior. OBJECTIVES: The present study aims to establish parameters of construct validity for the Brazilian version of the Externalizing Spectrum Inventory. METHOD: This is a psychometrical correlacional study design. Two classical techniques of construct representation were implemented: unweighted least squares exploratory factor analysis and internal consistency analysis. The sample consisted of 258 participants of both sexes...

A Externalização da Segurança Interna: as dimensões global, europeia e lusófona

Elias,Luís André
Fonte: IPRI-UNL e Tinta da China Publicador: IPRI-UNL e Tinta da China
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.34%
A externalização da segurança interna constitui uma realidade importante na política externa nacional. As missões policiais da Organização das Nações Unidas, as missões no quadro da Política Comum de Segurança e Defesa, a cooperação policial e judiciária ao nível da área de justiça e assuntos internos da União Europeia e a cooperação técnico-policial entre os países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa são hoje componentes determinantes para a prevenção e repressão da criminalidade organizada e do terrorismo, bem como para a capacitação dos sistemas judiciais e de segurança interna de países em situação de crise e de pós-conflito.

As implicações teórico-práticas da externalização da segurança interna: o caso dos países sul-americanos fronteiriços da Colômbia

Calderón,Emilse
Fonte: IPRI-UNL e Tinta da China Publicador: IPRI-UNL e Tinta da China
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.34%
O presente artigo procura analisar a ocorrência do processo de externalização da segurança e respetivas consequências teórico-práticas. Essa tarefa desenvolve-se tomando por base as decisões de segurança, tomadas entre 2000 e 2011, pelos países sul-americanos que fazem fronteira com a Colômbia, e tendo em conta as suas realidades internas nas zonas de fronteira partilhada com esse seu vizinho andino e assoladas por ameaças não tradicionais decorrentes do conflito armado e da abrangência das redes de narcotráfico.