Página 1 dos resultados de 52 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Multiple brown tumors of the orbital walls: case report; Tumor marrom múltiplo das paredes orbitárias: relato de caso

MONTEIRO, Mário Luiz Ribeiro
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Relatório
ENG
Relevância na Pesquisa
16.7%
We report the case of a 40-year-old woman with chronic renal failure and secondary hyperparathyroidism that presented with slowly progressive proptosis of the right eye and mass sensation in the temporal and frontal orbital margins. Computerized tomography scan revealed two separate hyperdense and well-circumscribed lesions in the right orbital walls. A biopsy followed by histopathologic study revealed a dense lesion, with fibrous proliferation associated with osseous metaplasia and osteoclastic activity in the tumor, compatible with the diagnosis of brown tumor. The patient was submitted to surgical removal of the parathyroid glands that resulted in marked improvement in her condition and regression of the orbital tumors. Although the occurrence of more than one separate bone lesion in the orbit usually suggests metastasis, our case shows that brown tumors should also be included in the differential diagnosis of such lesions, particularly in patients with hyperparathyroidism.; Este trabalho relata o caso de uma paciente de 40 anos, com insuficiência renal crônica e hiperparatireoidismo secundário que se apresentou com proptose progressiva e tumoração nas regiões lateral da órbita e superior da órbita. Tomografia computadorizada revelou duas lesões ósseas separadas...

Acometimento orbitário na doença de Rosai-Dorfman; Orbital involvement in Rosai-Dorfman disease

OLIVEIRA, Cristiana Dumaresq de; GONÇALVES, Allan C. Pieroni; MOURA, Frederico Castelo; Rossato, Luiz Angelo; MONTEIRO, Mário Luiz Ribeiro
Fonte: Sociedade Brasileira de Oftalmologia Publicador: Sociedade Brasileira de Oftalmologia
Tipo: Relatório
POR
Relevância na Pesquisa
16.7%
A doença de Rosai-Dorfman (DRD) ou histiocitose sinusal com linfadenopatia maciça é uma entidade clínica idiopática, rara e benigna, caracterizada pela proliferação histiocitária com linfofagocitose. Geralmente se apresenta com linfoadenomegalia cervical, no entanto pode haver acometimento extranodal, sendo a região orbitária um dos locais de possível acometimento. Na maioria dos casos é uma doença autolimitada com melhora espontânea, entretanto pode ser necessária exérese cirúrgica da lesão ou tratamento com corticosteróides e radioterapia.Neste trabalho, relatamos o caso de um paciente masculino de 29 anos, com queixa de tumoração em pálpebra inferior direita por 6 meses e história de acometimento sinusal prévio pela doença de Rosai Dorfmann. Ao exame oftalmológico apresentava proptose de olho direito e aumento de volume de pálpebra inferior direita. O exame de tomografia computadorizada de órbitas evidenciou lesão sólida extraconal em órbita direita. Após a exérese da lesão houve melhora importante do quadro clínico. O exame histopatológico associado à imuno-histoquímica confirmou o envolvimento orbitário na DRD. Revisamos também o quadro clínico, diagnóstico diferencial e tratamento desta afecção.; Rosai-Dorfman disease or sinus histiocytosis with massive lymphadenopathy is a rare idiopathic and benign clinical entity...

Avaliação toxicológica de p-sinefrina e extrato de citrus aurantium L. (rutaceae)

Arbo, Marcelo Dutra
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
16.7%
O uso descontrolado de suplementos alimentares indicados para emagrecer e alcançar maior definição muscular desencadeou uma grande preocupação. Dentre estes produtos, destacam-se aqueles contendo efedrina (de Ephedra sinica). Devido à associação com problemas cardíacos, isquemias e hipertensão, alguns países proibiram a venda de suplementos contendo este alcalóide, o qual tem sido substituído por p-sinefrina (de Citrus aurantium). Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar o perfil toxicológico de extratos de C. aurantium e do padrão racêmico de psinefrina. Foi validada uma metodologia analítica por CLAE/UV para a quantificação de p-sinefrina nos extratos. Para a avaliação do perfil toxicológico os extratos (300, 500, 1000, 2500, 3500 e 5000 mg/kg) e a p-sinefrina (150, 300, 450, 600, 800, 1000 e 2000 mg/kg) foram submetidos ao teste de toxicidade aguda em camundongos, onde foram observados sinais como piloereção, ofego, sialorréia, exoftalmia e diminuição da atividade locomotora em todos os tratamentos, porém, não foram observadas mortes. A diminuição da locomoção foi confirmada através da avaliação em caixas de atividade locomotora. No teste de toxicidade subcrônica, camundongos foram tratados por 28 dias com C. aurantium 400...

Achados clínicos e patológicos da leucose bovina enzoótica

Boabaid, Fabiana M.
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
16.7%
A leucose bovina enzoótica (LBE) é uma enfermidade causada por um retrovírus que possui duas manifestações distintas em animais adultos, o linfossarcoma multicêntrico dos adultos e a linfocitose persistente (LP). O linfossarcoma multicêntrico dos adultos é caracterizado pela apresentação de tumores em diversos órgãos em bovinos com idade superior a dois anos. O presente trabalhou analisou o histórico clínico e os achados patológicos de 30 casos de leucose bovina enzoótica, diagnosticados de um total de 845 bovinos necropsiados no Setor de Patologia Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, entre o período de janeiro de 1999 a janeiro de 2011. Todos os bovinos afetados eram fêmeas de aptidão leiteira, com idade entre três e nove anos, sendo 27 da raça Holândes (90,0%), dois de raça mista (6,3%) e um Jersey (3,7%). Os principais sinais clínicos apresentados pelos bovinos foram alterações locomotoras caracterizadas por paresia progressiva dos membros, perda de peso, aumento do volume de linfonodos superficiais e exoftalmia. As lesões macroscópicas observadas eram caracterizadas por massas neoplásicas, de coloração branco-amareladas, acinzentadas ou róseas, encontradas nos linfonodos, coração...

Síndrome do abscesso pituitário em bezerros associada ao uso de tabuleta nasal para desmame interrompido; Pituitary abscess syndrome in calves following injury of the nasal septum by a plastic device used to prevent suckling

Loretti, Alexandre Paulino; Ilha, Márcia R. S.; Riet-Correa, Gabriela; Driemeier, David; Colodel, Edson Moleta; Barros, Claudio Santos Liborio
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
17.34%
Descrevem-se surtos e casos esporádicos de síndrome do abscesso pituitário em bovinos no Estado do Rio Grande do Sul. A doença ocorreu em 8 propriedades de gado de corte, nos municípios de Cachoeira do Sul, Lavras do Sul, Bagé, Osório e Vila Nova do Sul, no período de 1998 a 2002. De um total de 2.438 bezerros submetidos ao desmame interrompido com o uso da tabuleta nasal, aproximadamente 35 (1,4%) animais adoeceram e 24 (0,98%) morreram. A idade dos bezerros afetados variava entre 3 e 12 meses. Os animais doentes apresentavam corrimento nasal, depressão, febre, incoordenação motora, andar em círculos, desvio lateral da cabeça, hipermetria, exoftalmia, disfagia, mandíbula caída, protusão lingual, dificuldade de mastigação e sialorréia. Em alguns casos, observou-se também cegueira, acompanhada ou não de turvação dos humores do globo ocular, exoftalmia e opacidade da córnea. Nas fases terminais, ocorriam decúbito lateral, convulsões, nistagmo, opistótono, coma e morte. Os principais achados de necropsia consistiam em abscessos únicos pituitários ou parapituitários que comprimiam dorsalmente o tronco encefálico e nervos cranianos próximos à pituitária. Em alguns casos, havia osteomielite envolvendo o osso baso-esfenóide com a formação de abscessos na substância encefálica...

Síndrome de crouzon: fatores envolvidos no desenvolvimento neuropsicologico e na qualidade de vida

Yacubian-Fernandes, Adriano; Ducati, Luis Gustavo; Silva, Mateus Violin; Abramides, Dagma Venturini Marques; Perosa, Gimol Benzaquen; Palhares, Aristides; Gabarra, Roberto Colichio; Giglio, Alcir; Portela, Luis; Marinello, João Luiz P.; Plese, José Pín
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia (ABNEURO) Publicador: Academia Brasileira de Neurologia (ABNEURO)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 467-471
POR
Relevância na Pesquisa
16.7%
A síndrome de Crouzon é caracterizada por deformidade craniana, alterações faciais e exoftalmia. O retardo no desenvolvimento neuropsicomotor é observado em alguns casos. Este estudo tem como objetivo analisar a influência do momento da cirurgia, da classe sócio-econômica associada ao nível educacional dos pais e da ocorrência de malformações do sistema nervoso central no desenvolvimento cognitivo destes pacientes correlacionando estes achados à qualidade de vida deles e de suas famílias. Foram estudados 11 pacientes com diagnóstico de síndrome de Crouzon com idade entre um ano e quatro meses e treze anos. A avaliação multidisciplinar dos pacientes incluiu, avaliação social, avaliação cognitiva, estudo do encéfalo por ressonância magnética e avaliação da qualidade de vida. O quociente de inteligência variou de 46 a 102 (m=84,2) e foi correlacionado de forma inversa com o Fator 4 do Questionário de Recursos e Estresse Simplificado (incapacidade da criança); não se correlacionou com as alterações encefálicas, com a condição sócio-econômica dos pais e nem com o momento do tratamento neurocirúrgico.; Crouzon syndrome is characterized by cranial and facial abnormalities and exophtalmos. Mental retardation is sometimes observed. The objective of this study was to correlate brain malformations...

Vitamina A em dietas para tilápia do Nilo

Guimarães, Igo Gomes
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: vi, 92 f. : gráfs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
16.7%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Zootecnia - FMVZ; O efeito da vitamina A sobre os parâmetros de desempenho da tilápia do Nilo foi avaliado em um experimento com duração de 130 dias. Trezentos e vinte alevinos de tilápia do Nilo (7,43 ± 0,19g) foram aleatoriamente distribuídos em 40 aquários de fibra de vidro com volume total de 250L e alimentados com dieta prática contendo níveis crescentes de vitamina A (0, 200, 400, 800, 1.600, 3.200, 6.400, 12.800 UI de vit. A/kg da dieta). A fonte de vitamina utilizada foi o acetato de retinol (Rovimix A 1000). Ao final do período experimental os peixes foram pesados e a ração quantificada para a avaliação do ganho de peso médio, conversão alimentar aparente (CAA), consumo diário de ração, porcentagem de sobrevivência, taxa de crescimento específico (TCE), taxa de eficiência protéica (TEP) e taxa de retenção protéica (TRP). Foi observado efeito quadrático (P<0,01) para todas as variáveis com o aumento do nível de vitamina A nas dietas com exceção da CAA e TEP. Os peixes alimentados com as dietas não suplementadas apresentaram reduzida TEP e piores índices de CAA. Sinais de deficiência de vitamina A observados neste estudo foram: apatia...

Avaliação da intoxicação aguda induzida por atrazina em espécie da ictiofauna do pantanal mato-grossense, pacu (Piaractus mesopotamicus), com o emprego de biomarcadores morfológicos; Morphological biomarkers for assessing acute toxicity of atrazine in pacu (Piaractus mesopotamicus) fingerlings, a freshwater species from the Brazilian pantanal wetland

Paula Pereira de Paiva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
16.7%
Atrazina é um herbicida muito usado em agricultura intensiva e encontrado com alta freqüência em recursos hídricos na região do Pantanal Mato-grossense. Assim, devido aos riscos que a atrazina pode trazer à ictiofauna da região, foi proposta deste trabalho determinar a CL50 da atrazina em alevinos de pacu (Piaractus mesopotamicus). A determinação da CL50 em 96 h em sistema estático, realizada em duplicata, foi conduzida em aquários de vidro com 8 peixes cada, de peso médio de 5,06±0,31g, avaliando-se as seguintes concentrações nominais de atrazina: 0; 13,2; 17,6; 22,0; 26,4; 30,8; 35,2; 39,6 mg L-1, realizando-se também análise comportamental e análise anatomopatológica. Experimento de intoxicação aguda foi realizado em duplicata, nas mesmas condições do anterior, com a concentração da CL50 obtida (28,58 mg L-1), sendo empregados 6 exemplares de peso médio 6,68±0,36g. Amostras hepáticas e mesonéfricas foram colhidas e processadas para análise de microscopia de luz (ML), realizando-se nestas amostras análise semi-quantitativa das alterações encontradas, e para análise de microscopia eletrônica de transmissão (MET). Quanto à avaliação comportamental, foram observados nos grupos tratados: o escurecimento da pigmentação da pele...

Síndrome de Apert: caso clínico

Sampaio, B.; Nunes, S.; Monteiro, E.; Silva, A.; Pereira, A.
Fonte: Nascer e Crescer Publicador: Nascer e Crescer
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /06/2009 POR
Relevância na Pesquisa
16.7%
O Síndrome de Apert (SA) é uma doença genética, rara. Recém-nascido do sexo feminino, de termo, nasceu por parto eutócico, fruto de uma gestação vigiada e sem intercorrências. As ecografias pré-natais foram relatadas como “normais”. O exame objectivo revelou turribraquicefalia, occipital plano, acrocefalia, andar médio da face recuado, pavilhões auriculares de implantação baixa, hipertelorismo, exoftalmia, pirâmide nasal curta e larga, desvio inferior dos ângulos das comissuras labiais, mandíbula proeminente, fenda palatina no palato mole, úvula bífida e sindactilia completa dos pés e dos quatro dedos das mãos com polegares livres. Foi colocada a hipótese de SA. Enquanto não obtivermos correção do defeito molecular, a abordagem desta patologia é multidisciplinar. O tratamento deverá ser individualizado às características clínicas distintas do fenótipo do doente. ABSTRACT Apert syndrome is a rare genetic disorder. A term female newborn was born by a euthocic delivery of an uncomplicated pregnancy. The prenatal ultrasound was reported as normal. On examination the girl´s skull appeared turribrachycephaly with a flat occiput. She also presented retruded midface, low-set ears...

Perturbación del drenaje venoso del territorio del tronco venoso braquiocefálico y ojo rojo en enfermo con insuficiencia renal crónica en hemodiálisis

Coutinho, I; Santos, C; Penha, D; Ferreira, M; Madeira, C; Bernardo, M
Fonte: Sociedade Española de Oftalmologia Publicador: Sociedade Española de Oftalmologia
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2014 SPA
Relevância na Pesquisa
17.34%
Introducción: Pacientes en diálisis son más susceptibles a colocación de catéteres venosos centrales y en consecuencia la estenosis de vena central secundaria. Se relata un caso de un paciente en hemodiálisis con ojos rojos, que ha condicionado un diagnóstico diferencial con patologías que causan ojos rojos. Caso clínico: Hombre, 60 años, raza negra, con antecedentes de hipertensión y insuficiencia renal de etiología nefroesclerotica, en hemodiálisis desde hace 20 años. Historial de hiperemia conjuntival con 2 meses de evolución, asociado a un ligero malestar ocular. Negaba otras quejas oftalmológicas. Fue referenciado para consulta de oftalmología con un probable diagnóstico de epiescleritis. En el examen objetivo se ha observado edema de párpado y de la hemicara izquierda, asociado a ingurgitación de la vena yugular externa. Exoftalmia ligera del globo ocular izquierdo. Movimientos oculares conservados, no dolorosos y sin diplopía. Presión intraocular de 18mmHg en el ojo derecho y de 23mmHg en el izquierdo. Tortuosidad y ingurgitación de los vasos episclerales a la izquierda. Oftalmoscopia sin alteraciones. En relación a los exámenes complementarios de diagnóstico, Tomografía Axial Computarizada de cráneo y orbitas sin alteraciones. La ecografía doppler de los vasos del cuello mostró una vena yugular externa arterializada. La angiografía ha revelado estenosis del tronco venoso braquiocefálico y la vena subclavia izquierda. Realizó venoplastia con balón...

Picnodisostose: relato de dois casos

Quezado,Rosana; Montenegro Jr.,Renan M.; Araripe,Fabiana F. A.; Corrêa,Rafaela Vieira; Montenegro,Renan M.
Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Publicador: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2003 PT
Relevância na Pesquisa
16.7%
Picnodisostose (PYCD) é uma rara displasia esquelética autossômica recessiva, decorrente de defeito no gene codificador da enzima catepsina K, caracterizada por baixa estatura (BE), osteoesclerose, acroosteólise, deformidades crânio-faciais e fragilidade óssea. Embora a BE seja característica, deficiência de GH tem sido relatada apenas em parte dos casos de PYCD. Apresentamos dois casos isolados, com quadros clínico-radiológicos característicos. Caso 1: 9 anos, masculino, pais consangüíneos, apresentando BE, osteoesclerose, fragilidade óssea, exoftalmia bilateral, fronte ampla, braquicefalia, alargamento das suturas cranianas, fontanelas abertas, micrognatia, implantação anormal dos dentes, braquidactilia, unhas distróficas e acrosteólise das falanges distais. Caso 2: 17 anos, masculino, com BE, nariz proeminente, braquicefalia, plastibasia, falha de fechamento de suturas e fontanelas, hipoplasia mandibular, dentição anormal, osteoesclerose difusa, braquidactilia, acrosteólise das falanges distais e aumento das pregas cutâneas nas mãos. Ambos apresentaram níveis basais normais de TSH, T4 livre, gonadotrofinas e testosterona, e da resposta do GH e do cortisol, durante teste farmacológico. Em conclusão, a PYCD parece ser uma condição heterogênea com apresentação clínica variável. Assim...

Análise morfométrica da fenda palpebral de pacientes com oftalmopatia distireóidea antes e após aplicação de toxina botulínica tipo A

Costa,Patrícia Grativol; Saraiva,Fábio Petersen; Matayoshi,Suzana
Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Publicador: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2006 PT
Relevância na Pesquisa
16.7%
INTRODUÇÃO: A toxina botulínica tem sido usada como opção terapêutica para retração palpebral em pacientes com oftalmopatia distireóidea. Os objetivos deste trabalho foram apresentar dados morfométricos da fenda palpebral, avaliar o efeito da medicação sobre a função do músculo elevador da pálpebra superior e em relação à exposição ocular. MÉTODOS: Foram incluídos 7 pacientes com retração palpebral. A propedêutica foi realizada com o registro de imagens através de câmera filmadora digital. Foram utilizados programas para edição dos vídeos e para análise da fenda palpebral. Também foi realizada a medida da função do tendão do músculo elevador da pálpebra superior e a propedêutica do filme lacrimal. RESULTADOS: Os dados morfométricos mostraram uma diminuição da fenda palpebral e da distância entre a margem da pálpebra superior e o reflexo luminoso no centro da córnea, a função do músculo elevador da pálpebra superior apresentou uma diminuição de seu valor e a propedêutica do filme lacrimal evidenciou uma maior estabilidade do filme lacrimal após o uso da medicação. DISCUSSÃO: A toxina pode ser uma opção de tratamento para pacientes com retração palpebral, amenizando o problema estético e os sinais de exposição corneana.

Descompressão orbitária antro-etmoidal na orbitopatia distireoidiana

Monteiro,Mário Luiz Ribeiro; Ostroscki,Miriam Rotenberg; Silva,André Luis Borba da; Bloise,Walter
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2001 PT
Relevância na Pesquisa
16.7%
Objetivo: Avaliar os resultados e as complicações da descompressão orbitária antro-etmoidal em pacientes com orbitopatia distireoidiana. Métodos: 14 pacientes sendo 10 do sexo feminino, com média de idade de 41,7 anos, foram submetidos a 22 cirurgias de descompressão orbitária. Em 3 cirurgias (2 pacientes), na fase ativa da oftalmopatia a indicação cirúrgica foi ulceração de córnea, com risco de perfuração corneana. Estes pacientes estavam recebendo corticosteróides associados a ciclofosfamida e radioterapia tendo o tratamento prosseguido após a cirurgia. Dezenove órbitas foram operadas em fase inativa da orbitopatia por indicação cosmética associada a desconforto ocular por exposição corneana. Resultados: A redução da proptose oscilou entre 1 e 6 mm (média 3,91 mm). Nos pacientes operados na fase aguda a redução média foi de 5,33 ± 0,27 mm e na fase sequelar foi de 3,68 ± 0,25 mm. Nenhum paciente apresentou diplopia conseqüente a cirurgia. Correção de estrabismo prexistente foi realizada em 2 pacientes e tarsorrafia temporária foi associada a cirurgia descompressiva nas 3 cirurgias realizadas na fase aguda. Seis pacientes foram subseqüentemente submetidos à correção de retração palpebral prexistente. Em uma paciente houve piora da retração palpebral inferior como conseqüência da descompressão orbitária. Houve diminuição transitória da sensibilidade na região malar em quase todos os pacientes mas em nenhum deles ela foi definitiva. Conclusões: A descompressão óssea antro-etmoidal da órbita é eficiente em reduzir a proptose em pacientes com orbitopatia distireoidiana e apresenta baixa incidência de complicações. Associada a outras modalidades terapêuticas pode ser um procedimento útil em casos graves na fase congestiva. Da mesma forma...

Aspectos clínico-tomográficos da mucocele com invasão orbitária

Bedran,Mary Lúcia; Guedes,Jaime; Cerqueira,Vitor Barbosa; Guedes,Viviane; Marchiori,Edson
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2003 PT
Relevância na Pesquisa
16.7%
OBJETIVO: Avaliar e relacionar os achados clínico-radiológicos da mucocele orbitária. MÉTODOS: Análise clínica e de imagem referente a 166 pacientes com lesões expansivas da órbita examinadas com o tomógrafo Somaton DR da marca Siemens de terceira geração num período de 10 anos consecutivos em Hospital Universitário de referência. RESULTADOS: Os achados clínicos mais comuns foram tumoração e proptose do globo ocular. À tomografia computadorizada, o achado típico foi de massa com baixa densidade, originando-se em seios paranasais, com destruição óssea adjacente, invasão da órbita e deslocamento do globo ocular. CONCLUSÃO: O desenvolvimento da tomografia computadorizada foi decisivo no estudo da órbita pois propicia, por meio de exame radiológico altamente especializado, imagens de incrível fidelidade anatômica revelando informações sobre o processo patológico como sua localização, sua relação com as estruturas adjacentes e sua vascularização.

Proptose causada por adenoma pituitário gigante: relato de caso

Pereira,Andréa; Monteiro,Mário Luiz Ribeiro
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2003 PT
Relevância na Pesquisa
16.7%
OBJETIVO: Relatar um caso raro de proptose unilateral associada à paralisia oculomotora e cegueira causados por adenoma pituitário gigante. MÉTODOS: A paciente foi submetida a exame clínico e oftalmológico completo, campimetria, exame de imagem por ressonância magnética e estudo histopatológico do tumor após intervenção cirúrgica. RESULTADOS: Paciente de 21 anos apresentou perda visual progressiva bilateral associada à proptose e limitação da motilidade ocular do olho esquerdo. A campimetria revelou hemianopsia temporal completa no olho direito e havia ausência de percepção luminosa no olho esquerdo. O exame de imagem por ressonância magnética mostrou extenso tumor infiltrando o terceiro ventrículo, seio cavernoso e ápice da órbita à esquerda. O estudo histopatológico revelou se tratar de adenoma hipofisário produtor de hormônio de crescimento e prolactina sem sinais de malignidade. CONCLUSÃO: Este caso é de interesse não apenas pelo fato do envolvimento orbitário pelos adenomas ser extremamente raro, mas também para salientar a importância de diagnóstico precoce uma vez que apesar da histologia benigna, os adenomas invasivos nem sempre seguem curso clínico favorável.

Manifestações órbito-palpebrais da neurofibromatose tipo 1: revisão de 16 casos

Curi,Carolina Lemos; Herzog,Guilherme; Sebastiá,Roberto
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2004 PT
Relevância na Pesquisa
16.7%
OBJETIVO: Caracterizar os achados órbito-palpebrais na neurofibromatose tipo 1 e relatar a abordagem cirúrgica realizada. MÉTODOS: Foram estudados retrospectivamente os pacientes portadores de NF1 com envolvimento órbito-palpebral atendidos no Ambulatório de Cirurgia Plástica Ocular do Departamento de Oftalmologia da Universidade Federal Fluminense e 38ª Enfermaria da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro. RESULTADOS: Dos 16 pacientes estudados, 12 apresentavam neurofibromas órbito-palpebrais, 3 apresentavam glioma do nervo óptico e 3 algum tipo de displasia óssea levando à exoftalmia ou enoftalmia. Dez pacientes foram submetidos a algum tipo de cirurgia plástica reconstrutora. CONCLUSÃO: Os achados clínicos encontrados estão de acordo com o descrito na literatura, tratando-se de doença com expressividade variável. Geralmente os pacientes necessitam ser submetidos a múltiplas cirurgias.

Microftalmia com cisto colobomatoso orbitário: relato de casos

Nunes,Tânia Pereira; Ben-Ayed,Houyem; Hamedani,Mehrad; Morax,Serge; Matayoshi,Suzana
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2004 PT
Relevância na Pesquisa
16.7%
Microftalmia com cisto colobomatoso orbitário é raro diagnóstico diferencial dos tumores congênitos orbitários. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado são importantes para bom crescimento órbito-palpebral. Descrevemos três casos de microftalmia congênita associada a cisto colobomatoso orbitário e analisamos a importância dos exames complementares. Ultra-sonografia, tomografia computadorizada, ressonância nuclear magnética e o estudo histológico da massa excisada estabeleceram o diagnóstico preciso de cisto colobomatoso.

Análise do filme lacrimal e sua relação com a largura da fenda palpebral e a exoftalmia na oftalmopatia de Graves

Brasil,Maria Vitoria Oliveira Moura; Brasil,Oswaldo Ferreira Moura; Vieira,Rodrigo Perez; Vaisman,Mário; Amaral Filho,Octávio Moura Brasil do
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.68%
OBJETIVO: Avaliar qualidade do filme lacrimal pelo corante rosa bengala e sua estabilidade por meio do tempo de ruptura, relacionando com a largura da fenda palpebral e a exoftalmia em pacientes com oftalmopatia de Graves. MÉTODOS: Foram estudados 54 olhos de 27 pacientes com oftalmopatia de Graves, tanto em fase inflamatória quanto em fase crônica. A avaliação consistiu de análise qualitativa do filme lacrimal pelo corante rosa bengala por meio da classificação de van Bijsterveld, análise da estabilidade do filme lacrimal pelo tempo de ruptura, medida da largura da fenda palpebral e exoftalmometria. A análise estatística foi realizada com o teste do Qui-quadrado. RESULTADOS: Entre os 27 pacientes estudados, 77,8% eram do sexo feminino e 22,2% do masculino. A idade média foi de 44,26 anos (DP 12,67). O tempo médio de doença foi de 5,85 anos (DP 4,47) e o de oftalmopatia foi de 5,81 anos (DP 5,37). Dos 54 olhos em estudo, 37% apresentaram teste positivo pela escala de graduação de van Bijsterveld, 33,3% tempo de ruptura do filme lacrimal menor que 5 segundos, 57,4% largura da fenda palpebral maior que 11 mm e 55,6% exoftalmometria maior que 19 mm. Quando relacionamos o tempo de ruptura do filme lacrimal menor que 5 segundos com a largura da fenda palpebral maior que 11 mm encontramos odds ratio igual a 11...

Descompressão endoscópica orbitária na oftalmopatia de Graves

Lima,Wilma Terezinha Anselmo; Perches,Mateus; Valera,Fabiana Cardoso Pereira; Demarco,Ricardo Cassiano
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2006 PT
Relevância na Pesquisa
17.34%
A orbitopatia de Graves pode levar à exoftalmia significativa com alterações cosméticas até à própria perda visual. O tratamento cirúrgico desta doença era então realizado através de descompressão orbitária por via externa. Entretanto, técnicas minimamente invasivas através da descompressão orbitária por via endoscópica agora são possíveis, possibilitando a remoção da parede medial e inferior da órbita sem a realização de incisões cutâneas ou gengivais, permitindo a redução média da proptose comparável com as técnicas externas. Este artigo de revisão tem por objetivo descrever os passos técnicos em detalhe, enfocando suas vantagens e desvantagens. A descompressão orbitária por via endoscópica é um procedimento seguro e efetivo para o tratamento da exoftalmia tireoideana.

Síndrome do abscesso pituitário em bezerros associada ao uso de tabuleta nasal para desmame interrompido

Loretti,Alexandre P.; Ilha,Marcia R. S.; Riet-Correa,Gabriela; Driemeier,David; Colodel,Edson M.; Barros,Claudio S. L.
Fonte: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2003 PT
Relevância na Pesquisa
17.34%
Descrevem-se surtos e casos esporádicos de síndrome do abscesso pituitário em bovinos no Estado do Rio Grande do Sul. A doença ocorreu em 8 propriedades de gado de corte, nos municípios de Cachoeira do Sul, Lavras do Sul, Bagé, Osório e Vila Nova do Sul, no período de 1998 a 2002. De um total de 2.438 bezerros submetidos ao desmame interrompido com o uso da tabuleta nasal, aproximadamente 35 (1,4%) animais adoeceram e 24 (0,98%) morreram. A idade dos bezerros afetados variava entre 3 e 12 meses. Os animais doentes apresentavam corrimento nasal, depressão, febre, incoordenação motora, andar em círculos, desvio lateral da cabeça, hipermetria, exoftalmia, disfagia, mandíbula caída, protusão lingual, dificuldade de mastigação e sialorréia. Em alguns casos, observou-se também cegueira, acompanhada ou não de turvação dos humores do globo ocular, exoftalmia e opacidade da córnea. Nas fases terminais, ocorriam decúbito lateral, convulsões, nistagmo, opistótono, coma e morte. Os principais achados de necropsia consistiam em abscessos únicos pituitários ou parapituitários que comprimiam dorsalmente o tronco encefálico e nervos cranianos próximos à pituitária. Em alguns casos, havia osteomielite envolvendo o osso baso-esfenóide com a formação de abscessos na substância encefálica...