Página 1 dos resultados de 1362 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Eventos adversos médicos em idosos hospitalizados: frequência e fatores de risco em enfermaria de geriatria; Medical adverse events in hospitalized elderly patients: frequency and risk factors in a geriatric ward

Szlejf, Cláudia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/11/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.83%
Introdução: idosos hospitalizados apresentam maior risco de sofrer eventos adversos na internação que adultos jovens, com consequências mórbidas significativas. O objetivo deste estudo é estimar prospectivamente a freqüência de eventos adversos médicos, os fatores de risco para sua ocorrência e sua relação com óbito intrahospitalar em idosos admitidos aos leitos destinados a cuidados de descompensações clínicas agudas de uma enfermaria de geriatria. Métodos: estudo de coorte prospectivo incluindo as admissões de pacientes com 60 anos ou mais aos leitos destinados a cuidados de descompensações clínicas agudas da Enfermaria de Geriatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, com duração maior de 24 horas, entre abril de 2007 e julho de 2008. Na admissão foram obtidos dados sobre sexo, idade, número de drogas utilizadas, presença de síndromes geriátricas (imobilidade, instabilidade postural, incontinência esfincteriana, demência, depressão e delirium), comorbidades, status funcional (índice de Katz) e gravidade de doença (SAPS II). Durante o período de internação avaliou-se a ocorrência de delirium, infecção, a prescrição de medicamentos inapropriados ao idoso (critérios de Beers) e óbito intrahospitalar. Um observador não envolvido nos cuidados dos pacientes relatou a ocorrência de eventos adversos médicos. Resultados: foram incluídas 171 admissões de pacientes...

Proposta de gest??o on-line das informa????es de vigil??ncia epidemiol??gica de eventos adversos p??s-vacina????o

Silva Junior, Arnaud Marcolino da
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.8%
Hoje em dia, uma s??rie de vacinas s??o capazes de proteger as pessoas, reduzindo drasticamente a incid??ncia de doen??as. Para gerenciar as a????es de imuniza????o em sa??de p??blica, o Programa Nacional de Imuniza????es foi criado em 1973. Atrav??s dos seus mecanismos de trabalho, tais como, fornecimento de vacinas para toda a popula????o, financiada pelo Governo Federal, sem custos diretos para os vacinados; armazenamento, transporte e suprimento de vacinas em redes de frio adequadas; sistemas de informa????es confi??veis, o Programa Nacional de Imuniza????es tem ??xito em seus objetivos por controlar v??rias doen??as evit??veis pela imuniza????o. No entanto, sabemos que a ocorr??ncia de eventos adversos pode surgir ap??s a administra????o desses produtos imunizantes EAPV. Para monitorar e controlar EAPV, a Vigil??ncia Epidemiol??gica de Eventos Adversos P??s-Vacina????o foi criado pelo Programa Nacional de Imuniza????o, em 1992. Este servi??o foi estruturado para reconhecer e identificar os casos de EAPV, subsidiar pesquisas, e assessorar os profissionais de sa??de na vigil??ncia de casos, entre outros objetivos que contribuem para o controle de vacinas, sa??de e bem-estar da popula????o. Para fazer o controle de eventos adversos...

Sistema de notificação de eventos adversos : contributos para a melhoria da segurança do doente

Lima, Sara Silveira
Fonte: Universidade Nova de Lisboa. Escola Nacional de Saúde Pública Publicador: Universidade Nova de Lisboa. Escola Nacional de Saúde Pública
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.8%
RESUMO - Este estudo insere-se na temática dos sistemas de notificação de eventos adversos. Pretende-se compreender a necessidade e importância de implementação de um sistema de notificação de Eventos Adversos num hospital E.P.E. (entidade pública empresarial) de Lisboa. Apresenta como objectivo geral: •Identificar as principais características que um Sistema de Notificação de Eventos Adversos, Erros e Incidentes deve ter e com base nisso propor um formulário de notificação que assente numa lógica de aprendizagem e não numa perspectiva de culpabilização. Trata-se de um estudo exploratório, descritivo, quantitativo, transversal. Foi utilizado como instrumento de recolha de dados o inquérito por questionário. A amostra é constituída por 82 enfermeiros de um hospital de Lisboa, em que não está implementado sistema de notificação de eventos adversos. Após análise dos dados concluiu-se que: Quando ocorrem acontecimentos indesejáveis, os profissionais de enfermagem poucas vezes notificam; Os profissionais notificam com maior frequência quando o evento é grave e trágico; Os inquiridos apontam como principais factores para a ocorrência de eventos adversos/erros/incidentes no seu local de trabalho “falhas de comunicação” e “deficiente rácio enfermeiro/doente”; A maior parte dos inquiridos concorda com a implementação de um sistema de notificação de eventos adversos...

Sistema de deteção de eventos adversos baseado num data warehouse

Lourenço, João Pedro Gil
Fonte: Universidade Nova de Lisboa Publicador: Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.74%
RESUMO - A Segurança do Doente tem assumido uma relevância crescente nas organizações de saúde, resultado da divulgação de diversos estudos que revelaram a magnitude deste problema e simultaneamente, de uma maior pressão por parte da opinião pública e da comunicação social. Este estudo pretende desenvolver e avaliar a performance de um sistema eletrónico de deteção de eventos adversos, baseado num Data Warehouse, por comparação com os resultados obtidos pela metodologia tradicional de revisão dos registos clínicos. O objetivo principal do trabalho consistiu em identificar um conjunto de triggers / indicadores de alerta que permitam detetar potenciais eventos adversos mais comuns. O sistema desenvolvido apresentou um Valor Preditivo Positivo de 18.2%, uma sensibilidade de 65.1% e uma especificidade de 68.6%, sendo constituído por nove indicadores baseados em informação clínica e 445 códigos do ICD-9-CM, relativos a diagnósticos e procedimentos. Apesar de terem algumas limitações, os sistemas eletrónicos de deteção de eventos adversos apresentam inúmeras potencialidades, nomeadamente a utilização em tempo real e em complemento a metodologias já existentes. Considerando a importância da problemática em análise e a necessidade de aprofundar os resultados obtidos neste trabalho de projeto...

Eventos adversos pós-vacinais no município de Campo Grande (MS, Brasil)

Piacentini,Sabrina; Contrera-Moreno,Luciana
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.7%
A implantação do Sistema de Eventos Adversos Pós-Vacinais possibilitou a formação de profissionais com conhecimentos que pudessem dar mais segurança aos pacientes e evitar falsas contraindicações. O objetivo deste estudo foi conhecer as principais ocorrências de reações adversas com vacinas no município de Campo Grande (MS). Os dados foram coletados mediante consulta às Fichas de Notificação de Eventos Adversos Pós-Vacinais, registradas no Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais, no período de janeiro a julho de 2006. Observou-se que a maioria das pessoas que fizeram notificação tinha idade entre 0 e 10 anos (53,6%), sendo 63,4% do sexo feminino. A vacina isolada que mais causou reações foi a dupla adulto (26,8%), seguida da tetravalente (19,5%); dessas reações, 63,4% ocorreram nas primeiras 24 horas após a administração do imunobiológico. Os eventos adversos mais notificados foram dor, rubor e calor (22,4%), seguidos de enduração (18,4%); em 75,6% dos casos, foi adotada a conduta de manter o esquema vacinal. Sugere-se a necessidade de capacitação dos recursos humanos sobre a importância de se notificarem os eventos adversos pós-vacinais, contribuindo desta forma para o aperfeiçoamento constante de nossos imunobiológicos.

Adaptação dos critérios de avaliação de eventos adversos a medicamentos para uso em um hospital público no Estado do Rio de Janeiro

Roque,Keroulay Estebanez; Melo,Enirtes Caetano Prates
Fonte: Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.81%
OBJETIVOS: Adaptar a metodologia, os critérios e os instrumentos de rastreamento de eventos adversos a medicamentos propostos pelo Institute for Healthcare Improvement e avaliar a ocorrência de eventos adversos a medicamentos em um hospital especializado. METODOLOGIA: O método selecionado para identificação de eventos adversos a medicamentos foi uma adaptação proposta pelo Institute for Healthcare Improvement, e é baseado na revisão retrospectiva de prontuários orientada por critérios explícitos de rastreamento. O processo de adaptação de critérios de rastreamento de eventos adversos a medicamentos foi realizado por meio de um painel de especialistas com base na análise dos aspectos relacionados à validade, viabilidade e relevância. Essa análise foi realizada em uma amostra de 112 pacientes. RESULTADOS: Foram selecionados 21 critérios de rastreamento para a detecção de eventos adversos a medicamentos. A incidência de eventos adversos a medicamentos no hospital analisado foi de 14,3%. Em 25% dos casos houve necessidade de intervenção para o suporte de vida. CONCLUSÃO: Os critérios de rastreamento de eventos adversos a medicamentos possibilitam um monitoramento dos eventos ao longo do tempo, permitindo avaliar se as estratégias implementadas no sistema de medicação resultaram em melhoria na qualidade da assistência.

Sistema de notificação de eventos adversos numa unidade de saúde hospitalar: avaliação do impacte da sua aplicação

Fonseca, João Manuel Domingues da
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.74%
Estudos recentes, demonstram que 4 a 17% dos doentes hospitalizados são afetados por eventos adversos, o que levou ao desenvolvimento e implementação de sistemas de notificação, como instrumento de melhoria da segurança do doente. Este estudo foi realizado num hospital público e teve por base o sistema de notificação de eventos adversos existente. O objetivo geral definido foi: avaliar o impacte do sistema de notificação de eventos adversos na unidade saúde hospitalar, através de uma metodologia quantitativa. A técnica de recolha de dados utilizada foi o inquérito por questionário, aplicado a 133 profissionais de saúde – Médicos, Enfermeiros e Profissionais das Tecnologias da Saúde. O sistema permite a notificação voluntária e confidencial, contribuindo para uma cultura de segurança; facilita o registo de eventos adversos; motiva os profissionais a notificarem; permite a notificação de incidentes que não atingiram o doente «near miss»; e tem um papel importante na prevenção de eventos adversos; ABSTRACT:Recent studies demonstrated that 4% to 17% of hospitalized patients are affected by adverse events, this led to the development and implementation of notification systems as a tool to improve patient safety. This study was done in a public hospital and used as support the pre-existing adverse event notification system. The overall objective defined for this study...

A enfermagem de reabilitação e os eventos adversos da restrição física da mobilidade

Costa, Carla Patrícia Lopes
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/02/2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.72%
A restrição física da mobilidade é uma realidade. Os eventos adversos, que são consequência da restrição, condicionam o desempenho do utente nas atividades de vida diária, participação social e diminuição da qualidade de vida. Daí a necessidade de explorar a vertente da enfermagem de reabilitação, dando visibilidade à mais-valia da intervenção do enfermeiro de reabilitação na minimização dos eventos adversos. Pretende-se estudar os eventos adversos mais sensíveis à prática de enfermagem de reabilitação, fundamentando cientificamente a intervenção da enfermagem de reabilitação na minimização desses eventos. Realizou-se um estudo quantitativo, longitudinal do tipo descritivo-correlacional. De uma população de 218 utentes, constituiu-se uma amostra de 44 utentes. Foi utilizada uma grelha com duas partes: a primeira de caraterização da amostra e a segunda de avaliação dos eventos adversos (edema, hematomas, globalidade da úlceras, risco de queda, grau de dependência, força e confusão) no momento da implementação da restrição e 4 dias após o seu início. Os resultados confirmam que os utentes restritos apresentam um aumento dos edemas, hematomas, globalidade das úlceras, grau de confusão e redução da força do segmento restrito. Constata-se também que os doentes restritos...

Construção e avaliação das propriedades psicométricas de uma escala de eventos adversos associados às práticas enfermagem

Castilho, Amélia Filomena de Oliveira Mendes; Parreira, Pedro Miguel Santos Dinis
Fonte: Formassau Publicador: Formassau
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 01/12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.7%
As circunstâncias complexas que envolvem a prestação de cuidados de saúde predispõem à ocorrência de avaliações, decisões e práticas incorrectas, que podem originar danos nos doentes. O presente estudo, de natureza não experimental, quantitativo de design transversal (cross-sectional) e descritivo, teve como objectivo construir e analisar as propriedades psicométricas de uma escala de avaliação dos eventos adversos associados à prática de enfermagem no doente internado. A construção da referida escala teve como referencial a proposta de Pasquali (1999) e Moreira (2009). A amostra constituiu-se com enfermeiros que frequentaram os vários cursos de pós licenciatura e mestrado em Enfermagem na Escola Superior de Enfermagem no ano lectivo 2010/2011 (n=149). A versão inicial, apresentada numa escala de cinco pontos, foi apreciada por um painel de peritos. É composta por duas subescalas (processo e resultado) que abrangem seis tipos de eventos adversos em áreas de cuidados críticas para a segurança dos doentes. A subescala de práticas de enfermagem, composta por 39 itens, avalia o processo relativo ao cumprimento de práticas preventivas e falhas na aplicação de normas profissionais. Da análise factorial emergiram dez dimensões com os seguintes valores médios: vigilância (4...

Eventos Adversos Associados às Práticas de Enfermagem Contributos para a Segurança do Doente

Amado, Raquel Maria Soares
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/06/2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.8%
As questões relacionadas com a segurança do doente têm-se tornado numa prioridade por parte das organizações de saúde, uma vez que a sua negligência acarreta graves consequências para os doentes, para os profissionais e para as instituições. Equacionando que a existência de eventos adversos em contexto hospitalar é uma realidade, torna-se necessário descobrir não só os vetores que lhes dão origem, bem como as ações preventivas que se podem empreender, para uma prestação de cuidados de enfermagem de qualidade. Definiram-se como objetivos: Analisar a perceção dos enfermeiros sobre a frequência de práticas preventivas e falhas de segurança nos cuidados; Identificar a relação entre a perceção dos enfermeiros sobre a frequência de práticas preventivas e falhas de segurança nos cuidados e algumas variáveis socioprofissionais; Analisar a perceção dos enfermeiros sobre o risco de ocorrência de eventos adversos associados às práticas de enfermagem; Identificar a relação entre a perceção dos enfermeiros sobre o risco de ocorrência de eventos adversos associados às práticas de enfermagem e algumas variáveis socioprofissionais; e Identificar a relação entre a perceção dos enfermeiros sobre a frequência de práticas preventivas e falhas de segurança nos cuidados e a perceção sobre o risco de ocorrência de eventos adversos associados às práticas de enfermagem. Realizou-se um estudo de caráter quantitativo...

Eventos adversos e não conformidades em imagiologia; Adverse events and near misses in medical imaging

Brandão, Paulo; Rodrigues, Susana Isabel Magalhães da Rocha; Nelas, Luís; Neves, José; Alves, Victor
Fonte: CELOM Publicador: CELOM
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 28/02/2011 POR
Relevância na Pesquisa
66.72%
Em 2000, o relatório do Instituto da Medicina, “To Err Is Human: Building A Safer Health System”, captou a atenção da opinião pública ao relevar a magnitude do problemática do erro médico e da inerente segurança do doente: cerca de 44 000 a 98 000 pessoas morrem por ano nos Estados Unidos da América devido a erros médicos. Actualmente, verifica-se um crescente interesse na gestão do risco na área médica, em particular na gestão dos eventos adversos. Tem sido sobretudo devido ao empenho da Organização Mundial de Saúde que este campo de investigação tem ganho cada vez mais a atenção que merece. A Imagiologia é uma das área de risco com grande potencial para o aparecimento de erros, nomeadamente devido à multiplicidade de técnicas utilizadas, aos diversos intervenientes e à complexidade de todo o circuito que envolve a realização de exames. Muitos dos métodos utilizados para analisar a segurança na prestação de cuidados de saúde foram adaptados de técnicas de gestão de risco em indústrias de alto risco (e.g. indústria química, nuclear e aeronáutica). É reconhecido que é possível apreender mais com os erros do que com êxitos e os sistemas de registo de erros destas industrias têm prestado um valioso contributo para o estudo da prevenção e gestão do erro. No mínimo os sistemas de registo de eventos adversos ajudam a identificar perigos e riscos...

Análisis predictivo de los eventos adversos relacionados con los indicadores de eficiencia hospitalaria de una IPS de Bogotá

Salamanca, Lucia; Mora, Sandra
Fonte: Facultad de administración Publicador: Facultad de administración
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterThesis; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 09/06/2015 SPA
Relevância na Pesquisa
66.81%
En este estudio se realizó un análisis predictivo de la aparición de eventos adversos de los pacientes de una IPS de Bogotá, Mederi Hospital Universitario de Barrios Unidos (HUBU) durante el año 2013; relacionados con los indicadores de eficiencia hospitalaria (Porcentaje de ocupación hospitalaria, número de egresos hospitalarios, promedio de estancia hospitalaria, número de egresos de urgencias, promedio de estancia en urgencias). Los datos fueron exportados a una matriz de análisis de las variables cualitativas; fueron presentadas con frecuencias absolutas y relativas, las variables cuantitativas (edad, tiempos de estancia) fueron presentadas con media, desviaciones estándar. Se agruparon los datos de eventos adversos y de eficiencia hospitalaria en una nueva matriz que permitiera el análisis predictivo la nueva matriz fue exportada al software de modelación estadístico Eviews 6.5; se especificaron modelos predictivos multivariados para la variable número de eventos adversos, respecto de los indicadores de eficiencia hospitalaria y se estimaron las probabilidades de ocurrencia, análisis de correlación y multicolinealidad; los resultados se presentaron en tablas de estimación para cada modelo, se restringieron los eventos adversos prevenibles y no prevenibles información obtenida a través de un sistema de información que registra los factores relacionados con la ocurrencia de eventos adversos en salud...

Eventos adversos derivados del cuidado de enfermería: flebitis, úlceras por presión y caídas

Parra,D.I.; Camargo-Figuera,F.A.; Rey Gómez,R.
Fonte: Enfermería Global Publicador: Enfermería Global
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/10/2012 SPA
Relevância na Pesquisa
66.82%
Introducción: Los eventos adversos tienen gran impacto en la salud de las personas, en los costos institucionales y en el ejercicio profesional, es por ello que es necesario conocer el comportamiento de éstos en las instituciones de salud y especialmente aquellos relacionados con el cuidado de enfermería. Objetivo: Describir la incidencia de algunos eventos adversos relacionados con las acciones de Enfermería en una institución de salud de tercer nivel de atención. Materiales y métodos: Prueba piloto de un estudio de cohorte concurrente sobre eventos adversos relacionados con el cuidado de enfermería en una institución de salud de tercer nivel de atención de la ciudad de Bucaramanga, Colombia. Fueron incluidos 198 pacientes que habían ingresado por urgencias, con permanencia entre 6 hasta 24 horas y mayores de 18 años de edad. Fue aplicado al ingreso y durante toda la hospitalización un instrumento general que evaluaba posibles factores de riesgo y la ocurrencia para cada evento adverso: úlceras por presión, caídas, flebitis y retiros de dispositivos terapéuticos. Resultados: La incidencia de eventos adversos durante la prueba piloto del estudio fue de 16.16% (n=32, IC95%= 11.32-22.04). De los pacientes que realizaron eventos adversos el 65.63% (n=21) presento un evento; el 25% (n=8) dos eventos y el 9.38% (n=3) tres eventos. Entre todos los eventos adversos presentados el evento más frecuente fueron las úlceras por presión. Conclusiones: Se reporta una incidencia importante de eventos adversos...

Impacto económico de los eventos adversos en los hospitales españoles a partir del Conjunto Mínimo Básico de Datos

Allué,Natalia; Chiarello,Pietro; Bernal Delgado,Enrique; Castells,Xavier; Giraldo,Priscila; Martínez,Natalia; Sarsanedas,Eugenia; Cots,Francesc
Fonte: Gaceta Sanitaria Publicador: Gaceta Sanitaria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/02/2014 SPA
Relevância na Pesquisa
66.8%
Objetivo: Evaluar la incidencia y los costes de los eventos adversos presentes en el Conjunto Mínimo Básico de Datos (CMBD) en los hospitales españoles en el período 2008-2010. Método: Estudio retrospectivo que estima el coste incremental por episodio, según la presencia de eventos adversos. El coste se obtiene de la Red Española de Costes Hospitalarios (RECH), creada a partir de los registros de costes por paciente basados en actividades y CMBD. Los eventos adversos se han identificado mediante Indicadores de Seguridad del Paciente (validados en el Sistema Sanitario español) de la Agency of Healthcare Research and Quality, junto a indicadores del proyecto europeo EuroDRG. Resultados: Se incluyen 245.320 episodios, con un coste de 1.308.791.871 €. Aproximadamente 17.000 episodios (6,8%) sufrieron un evento adverso, lo que representa un 16,2% del coste total. Los eventos adversos, ajustados por el Grupo Relacionado por el Diagnóstico, añaden un coste incremental medio que oscila entre 5.260 € y 11.905 €. Seis de los diez eventos adversos con mayor coste incremental son posteriores a intervenciones quirúrgicas. El coste incremental total de los eventos adversos es de 88.268.906€, un 6,7% adicional del total del gasto sanitario. Conclusiones: Valorando su impacto...

Encuesta sobre los eventos adversos relacionados con el uso de carbón activado en urgencias y emergencias

Burillo Putze,G.; Díaz Acosta,J.; Matos Castro,S.; Herranz Duarte,J.I.; Benito Lozano,M.; Jurado Sánchez,M.A.; Fuente García,C. de la; Expósito Rodríguez,M.; Jiménez Sosa,A.
Fonte: Anales del Sistema Sanitario de Navarra Publicador: Anales del Sistema Sanitario de Navarra
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/08/2015 SPA
Relevância na Pesquisa
66.74%
Fundamento: Existen pocos estudios en España sobre el uso de carbón activado (CA) en las intoxicaciones agudas por vía digestiva, y más concretamente sobre su protocolización y eventos adversos tras su administración. Este trabajo tiene como objetivo conocer la experiencia en el uso de CA, por los médicos y enfermeros de los servicios de urgencias y emergencias españoles. Método: Diseño de una encuesta a profesionales sanitarios de urgencias y emergencias, mediante la aplicación informática Google Docs. Resultados: Ser recibieron 364 encuestas, de ellas un 52% procedentes de facultativos. Contestaron realizar sondaje previo al uso de CA el 74,5%, y no utilizar sonda en el 13% de los pacientes. Se consideró correcta la aplicación de CA en un 37,4%, usándose globalmente en un 92,4% de los casos. La posición lateral de seguridad manifestaron usarla el 46,2%, antieméticos el 86,5% y aislaban la vía aérea en caso de coma (GCS<8) el 60%. Los eventos adversos más descritos fueron los vómitos de CA (61%), la epixtasis al colocar la sonda (51,1%) y la incorrecta colocación de la misma (36%). La broncoaspiración de vómitos les ocurrió al 11,8% y de carbón al 4,7%. Un 7,1% manifestó que los eventos adversos habían supuesto riesgo vital para los pacientes. No se halló relación entre protocolización de la asistencia y eventos adversos graves o riesgo vital...

Eventos adversos na prestação de cuidados hospitalares em Portugal no ano de 2008

Mansoa,Ana; Vieira,Carlota; Ferrinho,Paulo; Nogueira,Paulo; Varandas,Luís
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.88%
Introdução: A criação pela Organização Mundial de Saúde da World Alliance for Patient Safety em 2004, é resultado da preocupação crescente face ao domínio da segurança do doente, sendo a ocorrência de erros reconhecida como um grande problema de saúde pública e uma ameaça à qualidade dos cuidados prestados. Objectivo, material e métodos: Tendo por base os códigos da Classificação Internacional de Doenças, 9.ª Revisão, Modificação Clínica (subclasses 996-999, E870-E876 e E878-879), esta investigação procurou conhecer a dimensão dos eventos adversos, decorrentes da prestação de cuidados de saúde nos hospitais públicos de Portugal Continental, relatados no sistema de classificação de doentes em Grupos de Diagnóstico Homogéneo, no ano de 2008. Resultados e discussão: Os resultados revelaram a ocorrência de eventos adversos em 2,5% dos episódios de internamento hospitalar, surgindo na sua maioria como diagnósticos secundários de internamento. A frequência de eventos adversos foi ligeiramente superior nos indivíduos do sexo masculino (2,6%) quando comparada com o sexo feminino (2,4%). A idade dos indivíduos com eventos adversos é em média cinco anos superior à dos restantes indivíduos. O tempo de internamento nos casos de eventos adversos foi em média 4...

Adaptação dos critérios de avaliação de eventos adversos a medicamentos para uso em um hospital público no Estado do Rio de Janeiro

Roque,Keroulay Estebanez; Melo,Enirtes Caetano Prates
Fonte: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.81%
OBJETIVOS: Adaptar a metodologia, os critérios e os instrumentos de rastreamento de eventos adversos a medicamentos propostos pelo Institute for Healthcare Improvement e avaliar a ocorrência de eventos adversos a medicamentos em um hospital especializado. METODOLOGIA: O método selecionado para identificação de eventos adversos a medicamentos foi uma adaptação proposta pelo Institute for Healthcare Improvement, e é baseado na revisão retrospectiva de prontuários orientada por critérios explícitos de rastreamento. O processo de adaptação de critérios de rastreamento de eventos adversos a medicamentos foi realizado por meio de um painel de especialistas com base na análise dos aspectos relacionados à validade, viabilidade e relevância. Essa análise foi realizada em uma amostra de 112 pacientes. RESULTADOS: Foram selecionados 21 critérios de rastreamento para a detecção de eventos adversos a medicamentos. A incidência de eventos adversos a medicamentos no hospital analisado foi de 14,3%. Em 25% dos casos houve necessidade de intervenção para o suporte de vida. CONCLUSÃO: Os critérios de rastreamento de eventos adversos a medicamentos possibilitam um monitoramento dos eventos ao longo do tempo, permitindo avaliar se as estratégias implementadas no sistema de medicação resultaram em melhoria na qualidade da assistência.

Eventos adversos observados después del tratamiento con factor de transferencia

Cruz Barrios,María Aida; Rodríguez Montiel,Blanca Nieves; Furones Mourelle,Juan Antonio; Alfonso Orta,Ismary; Rodríguez Piñero,Deborah
Fonte: Centro Nacional de Información de Ciencias Médicas Publicador: Centro Nacional de Información de Ciencias Médicas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 ES
Relevância na Pesquisa
66.77%
Introducción: el factor de transferencia es un inmunoestimulante que se emplea en una amplia gama de enfermedades. Su eficacia y seguridad han sido evaluadas en ensayos clínicos prerregistro, pero se conoce poco sobre su seguridad en condiciones de la práctica habitual, de ahí la necesidad de vigilar su uso y contribuir a establecer su relación beneficio/riesgo. Objetivos: identificar eventos adversos en pacientes tratados con factor de transferencia, determinar grado de asociación fármaco-evento observado y su gravedad. Métodos: estudio observacional, descriptivo, prospectivo y multicéntrico de farmacovigilancia activa. Se observó durante el año siguiente al término del tratamiento con factor de transferencia, a una serie de 282 pacientes tratados por su médico de asistencia entre abril de 2001 y abril de 2002, en 9 hospitales en La Habana. Se analizaron los eventos adversos presentados, su gravedad, si existía asociación con el fármaco, la cantidad de eventos por paciente, la dosis administrada y la edad del paciente. Resultados: el 13,8 % de los pacientes observados tuvo al menos un evento adverso, de ellos 38,5 % tenía entre 45-59 años. Los esquemas de tratamiento con dosis altas y prolongadas no provocaron más eventos que los ya encontrados. Se identificaron 80 eventos adversos...

Impacto económico de los eventos adversos en los hospitales españoles a partir del Conjunto Mínimo Básico de Datos

Allué,Natalia; Chiarello,Pietro; Bernal Delgado,Enrique; Castells,Xavier; Giraldo,Priscila; Martínez,Natalia; Sarsanedas,Eugenia; Cots,Francesc
Fonte: Ediciones Doyma, S.L. Publicador: Ediciones Doyma, S.L.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2014 ES
Relevância na Pesquisa
66.8%
Objetivo: Evaluar la incidencia y los costes de los eventos adversos presentes en el Conjunto Mínimo Básico de Datos (CMBD) en los hospitales españoles en el período 2008-2010. Método: Estudio retrospectivo que estima el coste incremental por episodio, según la presencia de eventos adversos. El coste se obtiene de la Red Española de Costes Hospitalarios (RECH), creada a partir de los registros de costes por paciente basados en actividades y CMBD. Los eventos adversos se han identificado mediante Indicadores de Seguridad del Paciente (validados en el Sistema Sanitario español) de la Agency of Healthcare Research and Quality, junto a indicadores del proyecto europeo EuroDRG. Resultados: Se incluyen 245.320 episodios, con un coste de 1.308.791.871 €. Aproximadamente 17.000 episodios (6,8%) sufrieron un evento adverso, lo que representa un 16,2% del coste total. Los eventos adversos, ajustados por el Grupo Relacionado por el Diagnóstico, añaden un coste incremental medio que oscila entre 5.260 € y 11.905 €. Seis de los diez eventos adversos con mayor coste incremental son posteriores a intervenciones quirúrgicas. El coste incremental total de los eventos adversos es de 88.268.906€, un 6,7% adicional del total del gasto sanitario. Conclusiones: Valorando su impacto...

Eventos adversos observados años después del tratamiento con factor de transferencia

Cruz Barrios,María Aida; Furones Mourelle,Juan Antonio; Medina Magaña,Yainet; de la Fuente Sanz,Ivette; Pérez Nicola,Lídice; Díaz Viamontes,Yalexis
Fonte: Centro Nacional de Información de Ciencias Médicas Publicador: Centro Nacional de Información de Ciencias Médicas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 ES
Relevância na Pesquisa
66.71%
Introducción: el factor de transferencia es un inmunoestimulante que se emplea en varias enfermedades, su seguridad en las condiciones de la práctica médica no se ha establecido. Objetivos: identificar eventos adversos presentados años después de finalizado el tratamiento con factor de transferencia y determinar la relación entre su utilización y los eventos observados. Métodos: estudio observacional, retrospectivo, de fármacovigilancia activa. El universo estuvo constituido por 413 pacientes tratados con este fármaco entre los años 2001 y 2004 en 11 hospitales de La Habana. El periodo de observación abarcó los 6 a 8 años posteriores al tratamiento. Los pacientes fueron entrevistados acerca de la presencia de infecciones, cáncer y otros eventos, en su hogar. Si un evento era la muerte, se entrevistaba al familiar para registrar causa y fecha. Resultados: se entrevistaron 356 pacientes, 66 (18,53 %) presentaron al menos un evento adverso, 21(31,8 %) en mayores de 60 años. Se registraron 87 eventos adversos, 8 (9,2 %) fueron infecciones como hepatitis B, hepatitis C, foliculosis, mononucleosis y verrugas vulgares, 1 (1,1 %) cáncer y 78 (89,7 %) otros eventos. Su relación con la administración del fármaco resultó condicional en 64 (73...