Página 1 dos resultados de 1138 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Formas políticas ameríndias: etnologia jê; Amerindian political forms: Gê ethnology

Andrade, André Drago Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.14%
Talvez demasiado complexa, caminho tortuoso para a compreensão das sociedades ameríndias, a questão do político parece receber pouca atenção por parte dos americanistas. Diante deste relativo e peculiar abandono, esta pesquisa visa fornecer estímulos e subsídios para a retomada das reflexões a respeito. Mais precisamente, alvitro sopesar o silêncio identificado e localizar o objeto a política tal como emerge num panorama duplamente restrito: à etnologia jê, dedicada a uma conjunção antropológica homônima de grupos indígenas, e ao período que, segundo os próprios jê-ólogos (cf. Coelho de Souza 2002), circunscreveria o processo de instituição de sua subdisciplina enquanto domínio científico relativamente autônomo, limitado, de um lado, pelo momento em que a etnologia forma, nomeia e individualiza os Jê no início do século XX , e, de outro, pelos esforços pioneiros de Curt Nimuendajú e pelo empreendimento sintético em que consistiu o Handbook of South American Indians (cf. Steward 1949). Espécie de Arqueologia (cf. Clastres 1980), o presente trabalho rechaça a pretensão de reagir à raridade com que o objeto a política jê encontra-se devidamente formalizado como uma espécie de pobreza enunciativa a compensar...

Exposições museológicas do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade Federal de Santa Catarina: espaço para construções de parcerias; Museum exhibitions at the Museu de Arqueologia e Etnologia of the Universidade Federal de Santa Catarina: space for building partnerships

Guimarães, Viviane Wermelinger
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.14%
Esta é uma pesquisa que busca conhecer e analisar a trajetória das exposições museológicas do Museu de Arqueologia e Etnologia Professor Oswaldo Rodrigues Cabral da Universidade Federal de Santa Catarina (MArquE-UFSC) para discutir um programa de exposições para a Instituição que esteja de acordo com a concepção contemporânea de museu. O MArquE-UFSC é um museu universitário de natureza administrativa pública federal e iniciou sua trajetória como um Instituto de Pesquisa - Instituto de Antropologia - onde eram realizados trabalhos de campo com coleta de objetos e exposições com a finalidade de apoiar as disciplinas da área de Antropologia. Durante seu percurso, transformou-se em museu, e com isso ampliou suas ações, especialmente na área de comunicação, começando a preocupar-se com o público e sua relação com os segmentos sociais. Utilizamos como referências para traçar uma política de exposições duas experiências expográficas: a parceria realizada, em 2011, com os alunos Guarani, Kaingang e Xokleng/Laklanõ do Curso de Licenciatura Intercultural do Sul da Mata Atlântica (UFSC) para a concepção da exposição temporária e itinerante "Guarani, Kaingáng e Xokleng: memórias e atualidades ao sul da mata atlântica"; a exposição "Ticuna em Dois Tempos" (2012)...

Entre parentes, lugares e outros : traços na sociocosmologia guarani no sul

Gobbi, Flávio Schardong
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.99%
Esta dissertação insere-se em um dos movimentos recentes da etnologia Guarani, qual seja, o direcionamento do foco para as relações que tomam corpo na série humana, o que não implica, de modo algum, desconsideração pelas (des)associações entre os homens e outras agências do cosmos. Tem por eixo três contextos etnográficos diferenciados, enfatizando práticas nativas que indicam modos de aparentamento ao mesmo tempo diversos e similares. Uma história que narra o processo, reversível, de virar branco, diferentes configurações aldeãs e um ritual envolvendo pessoas de distintas localidades são o substrato para a reflexão em torno da produção do parentesco entre os Guarani. Recorre-se, para isto, a analogias pontuais com as formulações recentes da etnologia amazônica.; This dissertation is part of one of the recent movements in Guarani ethnology: the focus on the relationships that take place in the human series. That does not imply, however, a disregard for the associations/dissociations between men and other cosmological agencies. It takes three different ethnographic contexts as an axis and emphasizes native practices indicating forms of kinship that are, at once, diverse and similar. A narrative on the reversible process of becoming white...

Um outro olhar : a etnologia alemã na obra de Sergio Buarque de Holanda

Mariana de Campos Françozo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/02/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.24%
Este trabalho analisa o diálogo de Sérgio Buarque de Holanda com a etnologia alemã do século XIX, especificamente nos livros em que o autor trata da expansão para o oeste da colônia: Monções e Caminhos e Fronteiras. Para isso, investigou-se, primeiramente, a trajetória intelectual do autor, bem como o contexto em que estas obras foram produzidas. Esta parte da pesquisa, fundada em análise da documentação pessoal do historiador e de bibliografia sobre o tema, explicitou os momentos de sua carreira, as pessoas e instituições que proporcionaram a Sérgio Buarque o contato e o conhecimento da literatura etnológica alemã e dos debates antropológicos da primeira metade do século XX no Brasil. Em seguida, realizou-se a análise comparativa dos livros citados do autor com as obras de etnologia a que ele se reportava, tanto do ponto de vista dos conceitos utilizados quanto da organização das fontes. Concluiu-se que Sérgio Buarque lançou mão do conceito de cultura material, assim como fora utilizado pela etnologia alemã, como chave para entender o processo de interação entre índios e portugueses nos séculos XVII e XVIII. Além disso, o lugar de destaque dado à literatura etnológica na orquestração das fontes pode ser entendido como um recurso estilístico e metodológico para conferir a legitimidade e a autoridade daqueles etnólogos à própria obra de Sérgio Buarque.; In this work...

A questão de genero na etnologia Je : apartir de um estudo sobres os Apinaje

Raquel Pereira Rocha
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/12/2001 PT
Relevância na Pesquisa
26.99%
Esse trabalho tem por objetivo analisar a questão da construção social dos gêneros masculino e feminino no contexto da etnografia dos povos da família lingüística Jê. Para tanto, investiga diferentes abordagens e interpretações sobre temas recorrentes que, ao longo de décadas de estudos sobre os povos Jê, formaram um conjunto peculiar de assuntos e noções pelas quais perpassam de modo significativoa questão da construção social e das relações de gênero. Esse trabalho foi realizado através de uma análise bibliográfica que inclui a literatura Jê, bem como outros trabalhos sobre etnologia indígena que contribuíram à construção das idéias presentes ao longo dessa dissertação. O estudo bibliográfico é balizado por uma pesquisa de campo realizada entre os Apinajé, etnia localizada no Estado do Tocantins. Através dessa experiência de campo foi possível perceber aspectos da dinâmica social inscritos nas histórias de vida, que permitiram-me pensar temas pertinentes à questão de gênero na etnologia indígena; The aim of this dissertation is to analyse the question of the social construction of male and female gender within the ethnographic context of the Jê linguistic family. Different approaches and interpretations concerning recurrent themes...

Coleções etnográficas

Fürbringer, Nádia Philippsen
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 131 p.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
26.99%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, Florianópolis, 2013.; Retomo o lugar das pesquisas antropológicas acerca de coleções etnográficas. Ainda que haja uma lacuna nas pesquisas em museus e/ou com coleções, a prática de colecionismo na Antropologia permaneceu em todos esses anos. A análise parte das coleções do antropólogo Sílvio Coelho dos Santos, que em decorrência de sua profissão de antropólogo colecionou objetos indígenas que foram doados ao Museu de Arqueologia e Etnologia (Marque) ligado a Universidade Federal de Santa Catarina e compõe o acervo de Etnologia Indígena. Soma-se a esse conjunto, centenas de diapositivos e Diários de Campo que foram acumulados em décadas de pesquisa. Ocorre que essas coleções estão em processo de reapropriações, as novas articulações tem ressignificado tais objetos e o próprio sistema museal. Meu campo parte da observação dessas reapropriações: o processo da exposição de curadoria compartilhada de longa duração (curadoria que integra técnicos do Museu e indígenas); e o interesse de grupos indígenas, que são os alunos da Licenciatura Indígena da UFSC (Kaingang...

DA ACULTURAÇÃO À FRICÇÃO: O INÍCIO DA TRAJETÓRIA ACADÊMICA DE SÍLVIO COELHO DOS SANTOS E A EMERGÊNCIA DA ETNOLOGIA INDÍGENA NO SUL DO BRASIL

Silva, Thayse Jacques da
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 79 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.24%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Curso de Ciências Sociais.; Este trabalho de conclusão de curso discorrerá sobre o início da trajetória acadêmica de Sílvio Coelho dos Santos e a emergência da Etnologia no Sul do Brasil. Neste sentido, procura estabelecer um intenso diálogo a níveis teóricos e institucionais com as características formativas da Antropologia Brasileira na década de 1960, período que se dá a inserção de Sílvio Coelho na Etnologia. A partir deste diálogo foi possível compreender as condições e as características de formação do campo da Etnologia Indígena no sul do Brasil, frente a um contexto que se acreditava não existir mais indígenas na região, especialmente as populações Jê. A razão desta crença estava nas ínfimas pesquisas que existiam sobre os Jê meridionais que apontavam para seu inevitável desaparecimento. Nestas circunstâncias, as pesquisas iniciadas por Sílvio Coelho dos Santos, através dos aportes teóricos emergentes na antropologia brasileira, permitiram a visibilização destas populações e o apontamento para um destino diferente daquele previsto pelas (poucas) pesquisas anteriores: a continuidade das populações indígenas no sul do Brasil.

Figuras da captura : a atividade cinegética na etnologia indígena

Bechelany, Fabiano Campelo
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.99%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, 2012.; Este trabalho procura percorrer alguns dos estudos sobre a atividade cinegética na Amazônia no intuito de distinguir as principais linhas de força dos discursos que a abordam. Trata-se de uma revisão da bibliografia concernente ao tema e uma discussão sobre as potencialidades de uma análise da caça na região. A etnologia realizada na Amazônia indígena reuniu dados que atestam a recorrência factual da atividade, além da sua pregnância simbólica e sua relevância sociológica para os coletivos amazônicos. As interações entre humanos e não-humanos na caça constitui um campo privilegiado para a observação dos modos de articulação entre natureza e cultura no universo ameríndio. Ao mesmo tempo, a complexidade da caça coloca desafios para a sua captura etnológica, tendo em vista a sua dispersão por diferentes dimensões da vida social indígena. Por meio da apresentação de diferentes estudos etnográficos que tratam da cinegética e uma discussão sobre os principais aspectos teóricos que informam esses trabalhos...

A etnologia e a questão das identidades nacionais

Luz, José Luís Brandão da
Fonte: Editorial Caminho Publicador: Editorial Caminho
Tipo: Parte de Livro
Publicado em //2004 POR
Relevância na Pesquisa
36.99%
A antropologia foi uma das ciências sociais que mais contributos trouxeram para a compreensão da realidade sociocultural dos povos, tendo sido, por isso, altamente cultivada e valorizada por Teófilo Braga e pelos autores que se situavam na órbita do círculo de influência do positivismo. A linha de rumo dos estudos antropológicos realizados em Portugal seguiu duas trajectórias independentes. Uma, representada pela Sociedade Carlos Ribeiro, do Porto, por Arruda Furtado, nos Açores, e outros, centrou todo o seu interesse na análise dos elementos anatómicos do homem, nomeadamente na medição e descrição das configurações cranianas. É o ramo da Antropologia Física, que supunha existir uma estreita ligação entre a forma e a dimensão média dos crânios duma população e o seu grau de desenvolvimento intelectual e social. A outra linha de investigação está na origem dos estudos etnológicos que continuam a ser desenvolvidos nos nossos dias e que tem constituído um notável investimento na recuperação da cultura popular oral e escrita, como forma de clarificação do tema da identidade nacional. Na origem deste ramo, conhecido pela designação de Etnologia, destacamos os numerosos estudos de Teófilo Braga, Consiglieri Pedroso e Adolfo Coelho.

Marionetas de teatro wayang kulit de Java do Museu Nacional de Etnologia : proposta metodológica para documentação da coleção

Penedo, Ana Margarida
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.14%
Mestrado em Imagem e Comunicação; O Museu Nacional de Etnologia (MNE) possui uma coleção proveniente da Indonésia com cerca de mil objetos relacionados com diferentes expressões culturais, entre as quais práticas performativas. Inclui 421 marionetas de teatro wayang kulit adquiridas em três locais da ilha de Java: Cirebon, Sura-karta e Jakarta e sobre as quais trata esta investigação. Referimos o âmbito da constituição da cole-ção e do seu contexto de recolha. Neste ponto introduzimos as nossas opções metodológicas, de acordo com questões resultantes dos limites impostos pela escassez de informação aquando do momento da aquisição dos objetos e das dificuldades de retorno ao terreno. Desenvolvemos uma contextualização do wayang kulit javanês, e consideramos este tipo de teatro como uma expressão de arte visual e prática performativa, dependente das capacidades criativas do marionetista. O suces-so da apresentação junto do público depende da relação do manipulador com as figuras que formam imagens em movimento numa tela. Depende também da contínua transmissão (a uma audiência) dos valores, carácter e atitudes das personagens, através da repetição e inovação de histórias. A propos-ta metodológica de identificação das marionetas do MNE é desenvolvida a partir de três eixos: a pes-quisa de bibliografia relacionada com marionetas de wayang kulit; a informação contida na documen-tação das Fichas de Inventário...

História e Etnologia. Lévi-Strauss e os embates em região de fronteira

Schwarcz,Lilia K. Moritz
Fonte: Departamento de Antropologia, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo - FFLCH/USP Publicador: Departamento de Antropologia, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo - FFLCH/USP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1999 PT
Relevância na Pesquisa
36.99%
O objetivo desse texto é recuperar, a partir de dois textos específicos de Lévi-Strauss, o debate que esse autor trava com a História. Tratam-se mais exatamente de dois ensaios que, apesar de apresentarem título idêntico - "História e etnologia" -, foram redigidos em momentos diferentes e, mais interessante, não se remetem um ao outro. O primeiro deles, e o mais conhecido, é parte da famosa coletânea de artigos escritos por Lévi-Strauss durante os anos 40 e 50, intitulada Antropologia Estrutural. O artigo em questão fora publicado originalmente com o mesmo título na Revue de Métaphysique et de Morale, número 54, no ano de 1949. Já o segundo artigo, é o resultado de uma palestra apresentada por Lévi-Strauss, em 2 de julho de 1983, na Sorbonne, por ocasião do quinto ciclo de conferências em homenagem a Marc Bloch e editado na revista dos Annales, no mesmo ano. A intenção é, portanto, tomar as análises de Lévi-Strauss, entendido nessas searas como o mais radical dos antropólogos em seu método sincrônico e sem sujeito, e perceber como na delimitação disciplinar, sobretudo no campo da Antropologia, pareceu necessária a contraposição com a História.

Antropologia na missão: relações entre a etnologia confessional de padre Schmidt e a antropologia acadêmica

Araújo,Melvina Afra Mendes de
Fonte: Instituto de Estudos da Religião Publicador: Instituto de Estudos da Religião
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.99%
Tomando como objeto de análise documentos e/ou textos missionários e observações feitas durante a realização de trabalho de campo, será discutida a noção de religião que perpassa esses escritos, ressaltando-se a influência de concepções veiculadas pelo padre Schmidt, um dos expoentes da Escola Histórica de Viena. Além disso, será feita uma pequena análise sobre as interconexões entre a chamada etnologia confessional do padre Schmidt e a antropologia acadêmica.

Maybury-Lewis e a etnologia brasileira

Laraia,Roque de Barros
Fonte: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS Publicador: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.14%
Em 2 de dezembro de 2007, faleceu em Cambridge (Massachussets) o antropólogo David Maybury-Lewis. Neste artigo, o autor narra como foi que um cidadão britânico, nascido onde hoje é o Paquistão, escolheu o Brasil como campo de estudo antropológico, tomando como objeto de estudo a sociedade Xavante. Como professor da Universidade de Harvard, desde 1961, continuou mantendo um forte vínculo com a etnologia brasileira, tendo sido inclusive orientador de importantes antropólogos brasileiros. Dotado de uma forte simpatia pessoal, tornou-se amigo de vários colegas. Seus estudos sobre os Xerente e Xavante constituem uma forte contribuição para a nossa etnologia. Teve um importante papel na fundação do programa de Pós-graduação em Antropologia do Museu Nacional. Em 2001, foi um dos conferencistas do Encontro Anual da Anpocs.

Três contribuições de Emílio Goeldi (1859-1917) à arqueologia e etnologia amazônica

Sanjad,Nelson; Silva,João Batista Poça da
Fonte: MCTI/Museu Paraense Emílio Goeldi Publicador: MCTI/Museu Paraense Emílio Goeldi
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.14%
O texto apresenta três contribuições do zoólogo suíço Emílio Augusto Goeldi (1859-1917) à arqueologia e etnologia amazônica, publicadas em alemão entre 1900 e 1906, quando era diretor do Museu Paraense, em Belém (PA), Brasil. A primeira é um artigo de divulgação científica sobre a descoberta da cerâmica Cunani, ocorrida em 1895, no norte do Amapá, Brasil. A segunda expõe os achados arqueológicos do Museu Paraense na foz do Amazonas, área identificada como prioritária para pesquisas do gênero, incluindo as cerâmicas encontradas em Maracá (AP) e na ilha de Marajó (PA), e as estatuetas líticas originárias do Baixo Amazonas. A terceira descreve o uso dos machados de pedra pelos índios Baikiri. As três contribuições comprovam o interesse de Goeldi pelo estudo da cultura material e pela compilação de dados que permitissem um melhor arranjo dos troncos etnolinguísticos indígenas, fazendo a junção, de maneira bastante habilidosa, dos recursos intelectuais proporcionados, na época, pela etnologia, pela arqueologia e pela linguística.

Entre a etnometodologia de Garfinkel e a etnologia de Jaulin; Entre a etnometodologia de Garfinkel e a etnologia de Jaulin; Entre a etnometodologia de Garfinkel e a etnologia de Jaulin; Entre a etnometodologia de Garfinkel e a etnologia de Jaulin

Montenegro, Miguel; Universidade Fernando Pessoa
Fonte: Fundação Fernando Pessoa/Edições Universidade Fernando Pessoa Publicador: Fundação Fernando Pessoa/Edições Universidade Fernando Pessoa
Tipo: Artículo revisado por pares; Article évalué par des pairs; article Formato: application/pdf
Publicado em 26/07/2012 POR
Relevância na Pesquisa
27.32%
Este texto procura evidenciar a forte compatibilidade entre a etnometodologia fundada por Harold Garfinkel e a etnologia tal qual ela foi concebida e posta em prática por Robert Jaulin. Para fazê-lo, começa-se por uma crítica dos métodos da sociologia das massas, o que nos permite chegar nos fundamentos de toda a abordagem compreensiva: os fenómenos sociais são fenómenos.; Este texto procura evidenciar a forte compatibilidade entre a etnometodologia fundada por Harold Garfinkel e a etnologia tal qual ela foi concebida e posta em prática por Robert Jaulin. Para fazê-lo, começa-se por uma crítica dos métodos da sociologia das massas, o que nos permite chegar nos fundamentos de toda a abordagem compreensiva: os fenómenos sociais são fenómenos.; Ce texte essaie de mettre à jour la forte compatibilité entre l’éthnométhodologie de Harold Garfinkel et l'ethnologie telle qu'elle a été conçue et mise à l'oeuvre par Robert Jaulin. Pour ce faire, on commence par une critique des méthodes de la sociologie des masses, ce qui nous permet de venir aux fondements de toute approche compréhensive: les phénomènes sociaux sont des phénomènes.; Ce texte essaie de mettre à jour la forte compatibilité entre l’éthnométhodologie de Harold Garfinkel et l'ethnologie telle qu'elle a été conçue et mise à l'oeuvre par Robert Jaulin. Pour ce faire...

Rethinking Ethnology in the Spanish Context

Sánchez-Carretero, Cristina; Ortiz García, Carmen
Fonte: University of Copenhagen. Museum Tusculanum Press Publicador: University of Copenhagen. Museum Tusculanum Press
Tipo: Artículo Formato: 98482 bytes; application/pdf
ENG
Relevância na Pesquisa
27.14%
[ES] Este trabajo debate la etnología española y su posición actual en la investigación española. El propósito es examinar las posibles futuras direcciones en este campo. Después de un primer examen de la historia de la etnología en España, cambiamos entonces hacia el examen del papel del etnólogo en las sociedades europeas hoy, así como el concepto de etnología de emergencia. Éste último se refiere a la necesidad de desarrollar herramientas y teorías que permitan a los etnólogos activar mecanismos de respuesta-rápida en crisis o situaciones de emergencia, y en ese sentido o contexto, sirve como una significativa fuerza social.; [EN] This paper discusses Spanish ethnology and its current place in Spanish scholarchip. The purpose is to examine possible future directions for the field. After first examining the history of ethnology in Spain, we then turn to examinig the role of ehtnologisty in European societies today, as well as the concept of emergency ethnology. This last refers to the need of developing tools and theories to enable ethnologists to activate rapid-response mechanisms in crisis or emergency situations, and in that sense or context, serve as a meaningful social force.; Peer reviewed

Etnología de las Comunidades Autónomas Prólogo

Fernández Montes, Matilde
Fonte: Consejo Superior de Investigaciones Científicas (España); Ediciones Doce Calles Publicador: Consejo Superior de Investigaciones Científicas (España); Ediciones Doce Calles
Tipo: Capítulo de libro Formato: 466404 bytes; application/pdf
Relevância na Pesquisa
36.99%
En el prólogo a la Etnología de las Comunidades Autónomas, la autora reflexiona sobre el nuevo modelo de partición del estado español y las características etnológicas de sus Comunidades Autónomas; DGICYT Y MINISTERIO CULTURA; Peer reviewed

Museu de Arqueologia e Etnologia

Medina, Sandra
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 30/12/1995 POR
Relevância na Pesquisa
37.24%
Information on the History and the collection of the University of São Paulo's Museu de Arqueologia e Etnologia (Archaeology and Ethnology Museum).; Informações sobre a História e o acervo do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo.

Comunicação museológica em museu universitário: pesquisa e aplicação no Museu de Arqueologia e Etnologia- USP; Museological communication in a university museum: applied research at the Museu de Arqueologia e Etnologia - USP

Cury, Marília Xavier
Fonte: Centro de Preservação Cultural. Pró-Reitoria de Cultura e Extensão - USP. Publicador: Centro de Preservação Cultural. Pró-Reitoria de Cultura e Extensão - USP.
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2007 POR
Relevância na Pesquisa
27.14%
Among all the actions involved in the museological process, communication has been gaining increasing importance, due to various factors, both internal and external to the museum. Internally, museums have been improving a cyclic operational praxis which closes itself, without ever attaining completion, in communication, specifically concerning the reception of museological contents by the public. Externally, the museum public´s consciousness regarding their rights as cultural subjects in the process of interpretation of the musealized cultural heritage is increasing. This dynamics between the internal and the external factors - between museum and society and between museum professionals and the public - creates a "methodological place" appropriate for university museums to develop communication research, among their several activities. Museological research, as we know, is not restricted to university museums. Despite that, and not neglecting this aspect, the university museum is a primary locus of systematic and permanent research, not only because this is one of its duties, but, above all, because this museum tipology has, constitutively, production and reception inseparably united. The present paper aims at discussing the contribution of the Divisão de Difusão Cultural of Museu de Arqueologia e Etnologia of USP concerning museological communication. In this sense...

O imaginário sobre o indígena: uma experiência de aprendizagem significativa no Museu de Arqueologia e Etnologia da USP

Vasconcellos, Camilo de Mello
Fonte: Revista Museologia & Interdisciplinaridade Publicador: Revista Museologia & Interdisciplinaridade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 21/10/2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.99%
O artigo apresenta e discute os resultados de uma pesquisa realizada junto aos visitantes escolares do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo sobre o tema das sociedades indígenas que viveram no território brasileiro anteriormente à vinda dos colonizadores europeus. Essa pesquisa apoia-se nos princípios da aprendizagem significativa e dos conhecimentos prévios, referências fundamentais na obra de David Ausubel.