Página 1 dos resultados de 677 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

"O transplante de medula óssea alogênico de curto período de internação" ; Outpatient allogeneic bone marrow transplantation

Nicolau, José Eduardo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/07/2004 PT
Relevância na Pesquisa
36.19%
Foram analisados os resultados retrospectivos do transplante de medula óssea alogênico em 100 pacientes portadores de leucemia mielóide crônica, divididos em dois grupos: Grupo I, de 49 pacientes que recebeu alta hospitalar após a pega medular, e grupo II, de 51 pacientes, que recebeu alta precocemente, antes da pega medular, para acompanhamento ambulatorial. Foram comparados os dias de ocupação de leitos hospitalares, a morbidade e a mortalidade entre os grupos de alta até o dia 100 pós transplante. Verificou-se que, no grupo de alta precoce, houve, significativamente, menos dias de ocupação de leitos hospitalares, sem aumento da morbidade e da mortalidade ; We analyzed the results of a retrospective study of 100 patients with chronic myelogenous leukemia submitted to allogeneic stem cell transplantation in one of two settings: Group I, with 49 patients, transplanted in the traditional inpatient and group II, with 51 patients, in partial outpatient. We compared the median number of days spent in hospital, morbidity and mortality within 100 after bone marrow transplantation. We concluded that there was a significant reduction in the median of hospital length of stay in the partial outpatient group, without increasing morbidity and mortality

"Eventos adversos e óbitos hospitalares em serviço de emergências clínicas de um hospital universitário terciário: um olhar para a qualidade da atenção" ; Adverse events and hospital deaths at the medical emergency department of a major university teaching hospital: a glance at the quality of care

Gallotti, Renata Mahfuz Daud
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/12/2003 PT
Relevância na Pesquisa
36.11%
Eventos adversos (EAs), definidos como complicações não intencionais decorrentes do cuidado prestado, são reconhecidos como um dos maiores problemas na área da saúde. Embora a maior parte dos eventos acarrete incapacitações leves, uma proporção considerável está relacionada à morte de pacientes. O atendimento de urgência é considerado importante fator de risco para o desencadeamento destas complicações. No Brasil, estudos relacionados a este tema não foram publicados até o momento. O presente estudo objetivou identificar a ocorrência de EAs em pacientes admitidos por acidente vascular cerebral (AVC) ao Pronto-Socorro de Clínica Médica (PSM) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP) e determinar as categorias de EAs associadas a óbito. Este estudo caso-controle pareado envolveu 468 pacientes admitidos por AVC ao PSM-HCFMUSP no período de março de 1996 a setembro de 1999. O grupo-caso compreendeu 234 óbitos hospitalares consecutivos e o grupo-controle 234 pacientes que receberam alta, pareados pelo diagnóstico provisório e pela época de internação. Eventos adversos, detectados por revisão de prontuários, foram classificados segundo sua gravidade, causas imediatas...

Resultados imediatos do fechamento de ileostomia em alça; Immediate results of loop ileostomy closure

Seid, Victor Edmond
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/01/2005 PT
Relevância na Pesquisa
46.3%
Na atualidade, a ileostomia em alça é indicada para a proteção de anastomoses colorretais baixas ou colo-anais ou para a proteção de anastomoses íleo-anais em intervenções cirúrgicas de proctocolectomia total com confecção de bolsa ileal no tratamento cirúrgico das doenças inflamatórias intestinais, polipose adenomatosa familiar, tumores colorretais, doença diverticular e trauma. Índices de complicações elevados observados têm posto em dúvida o uso ampliado desse tipo de estoma apoiando-se em dados da literatura que, além de controversos, são originários de estudos retrospectivos de casuísticas pequenas. Outrossim, os dados na literatura brasileira são escassos. Assim, realizou-se estudo retrospectivo sobre resultados imediatos do fechamento de ileostomia em alça no período compreendido entre de março de 1991 e março de 2001, no Serviço de Cirurgia do Cólon Reto e Ânus do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. As variáveis consideradas foram ocorrência de complicações e o estado final do paciente (sem ileostomia ou não), correlacionadas com os dados do paciente, da doença que levou à confecção do estoma, dos tratamentos médicos e cirúrgicos anteriores e do próprio procedimento cirúrgico. Os testes estatísticos empregados foram o exato de Fisher para dados pontuais...

Álcool em vítimas fatais de acidentes de trânsito no município de São Paulo, ano 2005; Alcohol in fatal victims of traffic accidents in the city of São Paulo, 2005

Ponce, Julio de Carvalho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.11%
Os acidentes de trânsito constituem a 13ª causa mais freqüente de morte no Brasil, ocupando o primeiro lugar na faixa de 10 a 14 anos, e o segundo na faixa dos 15 aos 29 anos. Estudos indicam que do total do custo dos acidentes de trânsito, mais de 20% deve-se diretamente ao uso indevido de álcool. Estudos internacionais que relacionam o consumo de álcool com fatalidades no trânsito são freqüentes, mas carecemos de dados epidemiológicos confiáveis e de abrangência nacional que sinalizem a atual e real situação. Portanto, o objetivo do presente estudo é realizar uma análise retrospectiva de dados de vítimas fatais de acidentes de trânsito ocorridos no Município de São Paulo no ano de 2005, para estabelecer a relação do uso do álcool e a morte no trânsito. Nas 907 vítimas avaliadas, notou-se uma associação com o uso de etanol, com 39,4% de casos positivos. Para condutores de veículos, essa porcentagem atinge 55,8%, todos acima do limite máximo permitido para condução à época, de 0,6 g/l. Acidentes em geral, e aqueles relacionados ao álcool, ocorreram com maior frequência aos sábados e domingos, e nos horários das 18hs às 6hs da manhã Os resultados demonstram uma associação do etanol com a ocorrência de vítimas fatais...

Famílias incestuosas: diferenciação das funções familiares; Incestuous families: differenciation of family functions

Pinheiro, Mariana Lanna
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/06/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.14%
Introdução: A presente dissertação foi desenvolvida com o intuito de investigar as possíveis mudanças na dinâmica das famílias incestuosas, após intervenção do tratamento psicoterapêutico. A hipótese é de que mudanças primárias e secundárias ocorrem nas famílias encaminhadas ao Centro de Estudos e Atendimentos Referente ao Abuso Sexual (CEARAS) a partir do tratamento proposto. Essa dissertação foi elaborada a partir de uma perspectiva psicanalítica, com enfoque psicossocial, na qual o sujeito é considerado a partir de sua imersão na cultura. Para tanto, se tomou como base de reflexão o trabalho desenvolvido por este Centro de Estudos, em relação às famílias incestuosas. Objetivo: Refletir sobre as mudanças primárias e secundárias apresentadas pelas famílias incestuosas que foram atendidas no CEARAS. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa retrospectiva documental. Foram analisados os prontuários de 19 famílias atendidas no CEARAS no período de 1993 a 2013 que compuseram a amostra final. Levantaram-se as informações sobre os atendimentos, condições de prontuários e quanto ao tratamento. As mudanças descritas nos prontuários foram divididas em dois grupos: mudanças primárias e secundárias. Uma análise descritiva e quantitativa das variáveis foi realizada. Resultados: A maior parte das famílias que foram encaminhadas para o CEARAS não finalizaram o tratamento proposto. Em relação às mudanças observadas...

Artrodese do Joelho. Revisão Teórica e Resultados Retrospectivos de 22 Casos Consecutivos

Camacho, A; Barbosa, J; Moreira, R; Moreira, J
Fonte: Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.19%
A artrodese do joelho foi amplamente utilizada no passado para tratamento de dor e instabilidade do joelho, actualmente a sua indicação principal é o tratamento da falência séptica da artroplastia do joelho. Neste artigo os autores procuram rever as indicações, contraindicações, planeamento e técnicas disponíveis para a artrodese. Os resultados e complicações de 22 doentes operados na nossa instituição entre 2000 e 2008 também são apresentados e discutidos. Os meios de artrodese utilizados na nossa instituição são o fixador externo, as cavilhas endomedulares modulares inseridas pelo joelho e placas de compressão. A perda de capital ósseo é o factor que mais influencia o sucesso da artrodese. Com base nos resultados obtidos os autores recomendam a utilização de duas placas colocadas a 90º, como técnica de artrodese, em todos os casos que os tecidos moles o permitam.

Prevalência e Caracterização Clínica dos Doentes com Insuficiência Respiratória Parcial Grave Internados numa UCI

Borba, A; Lourenço, S; Marcelino, P; Marum, S; Fernandes, AP
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pneumologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Pneumologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
36.11%
Objectivos: A insuficiência respiratória parcial aguda(IRPA) grave é uma situação comum na prática dos cuidados intensivos, mas os estudos existentes são insuficientes. Com este trabalho pretendeu-se estudar a prevalência e caracterizar clinicamente a população de doentes internados numa UCI que apresentam insuficiência respiratória parcial aguda grave. Material e métodos: Numa unidade de cuidados intensivos médico-cirúrgica avaliaram-se retrospectivamente os doentes internados durante o ano de 2004. Resultados: 37,6% dos doentes apresentaram IRPA grave. A análise estatística demonstrou que estes doentes diferiam dos doentes sem IRPA nos tempos de internamento e ventilação, índices de gravidade e mortalidade. Conclusão: A IRPA é uma situação com elevada prevalência e relevância em cuidados intensivos, mas as características destes doentes estão mal definidas, em parte devido à ausência de critérios claros na sua definição.Para melhor compreender este fenómeno são necessários mais estudos, prospectivos e multicêntricos.

Factores Preditivos de Depressão Pós-Acidente Vascular Cerebral. Estudo Retrospectivo numa Unidade de Reabilitação

Camões Barbosa, A; Medeiros, LS; Duarte, N; Meneses, C
Fonte: Centro Editor e Livreiro da Ordem dos Médicos Publicador: Centro Editor e Livreiro da Ordem dos Médicos
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.14%
INTRODUÇÃO/OBJECTIVOS: O Acidente Vascular Cerebral (AVC) pode limitar de forma importante a funcionalidade. As complicações psiquiátricas têm sido identificadas como factores determinantes na reabilitação pós-AVC, sendo a Depressão a complicação psiquiátrica mais frequente e a que está associada a pior prognóstico. Subsiste ainda incerteza quanto à sua etiologia e factores de risco. Na revisão sistemática mais recente, reconhecem-se como factores preditivos a gravidade do AVC, o grau de incapacidade do doente e o défice cognitivo. Questões metodológicas impediram a determinação de outros factores. Assim, urge definir novos factores que facilitem um diagnóstico atempado, que possa diminuir os efeitos negativos sobre o processo de reabilitação. Objectivos: determinação da incidência da Depressão de novo pós-AVC (DPA) e o estudo das variáveis descritas na literatura como possíveis factores preditivos de DPA: sexo, idade, tipo de AVC, lateralidade, território vascular e presença de afasia. Foi definido como endpoint secundário o estudo do tipo de afasia. MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo longitudinal retrospectivo, envolvendo todos os doentes admitidos no internamento de um Serviço de MFR com o diagnóstico de AVC de novo...

Hidrossalpinge e Outras Causas de Factor Tubário Efeito Deletério do Hidrossalpinge?

Ventura, PM; Grilo, I; Maia, AP; Silva, G; Boto, J; Arnold, C; Pires, LC; Carvalho, MJ; Sá e Melo, P
Fonte: Maternidade Dr. Alfredo da Costa Publicador: Maternidade Dr. Alfredo da Costa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2001 POR
Relevância na Pesquisa
36.11%
Introdução: A Técnica de fertilização in vitro-transferência embrionária (FIV-TE) foi desenvolvida para permitir a gravidez em mulheres com patologia tubária. Inúmeros artigos foram publicados referindo que no grupo de Infertilidade Feminina por Factor Tubário isolado (FTi), o sub-grupo de Hidrossalpinge (HS), apresentava piores resultados nos ciclos FIV-TE. Material e Métodos: Estudo retrospectivo de 99 ciclos FIV-TE efectuados em 88 mulheres com FTi entre Janeiro de 1997 e Dezembro de 1999, na Unidade de Medicina da Reprodução da Maternidade Dr. Alfredo da Costa (MAC). O objectivo foi comparar as diferentes taxas de gravidez entre o subgrupo de Hidrossalpinge (n=28) e o grupo de FTi sem hidrossalpinge (n=71). Resultados: A análise estatística entre o grupo HS e o grupo de Fti sem HS relativamente aos parâmetros do protocolo FIV foi estatisticamente não significativa. Discussão: Um grande número de estudos na literatura confirmam o efeito negativo do HS nos resultados da técnica FIV-TE, relativamente às outras causas de factor tubário, excepto os estudos de Sharara et al (1996) e Bazar et al (1995). Provavelmente as diferentes técnicas para o diagnóstico do HS resultam em diferentes percentagens de diagnóstico da patologia...

Cardiopatia Reumática na Criança. Estudo Comparativo em Dois Períodos Sucessivos de Nove Anos

Macedo, A; Primo, M; Kaku, S; Lima, M; Sampayo, F
Fonte: Centro Editor e Livreiro da Ordem dos Médicos Publicador: Centro Editor e Livreiro da Ordem dos Médicos
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //1989 POR
Relevância na Pesquisa
36.11%
No presente trabalho são comparados dois estudos, ambos com a duração de nove anos, versando os casos de cardite e cardiopatia reumática observados no Serviço de Cardiologia Pediátrica do Hospital de Santa Marta, tendo o primeiro estudo decorrido de Outubro de 1969 a Setembro de 1978, e o segundo de Outubro de 1978 a Setembro de 1987. Dos 38 casos do segundo estudo, 26 tiveram o primeiro surto de febre reumática em Portugal, tendo a cardite surgido como manifestação isolada em 18 casos (69%), associada a poliartrite em 5 casos (20%), e associada a coreia em 3 casos (11%). A insuficiência mitral isolada foi a lesão valvular mais frequente (80%) e 84% das crianças tiveram apresentação clínica inicial na classe funcional I e II da classificação da NYHA. A adesão à profilaxia secundária da febre reumática foi de 78% num grupo de 18 crianças, com um seguimento em média de 2,7 anos, tendo-se modificado neste grupo os sinais de lesão da válvula mitral no sentido da melhoria. Os 12 casos referenciados dos países africanos de língua oficial portuguesa são analisados em separado. Comparativamente ao primeiro estudo, verificou-se um decréscimo de 12,5 para 2,3 casos/ano de cardite reumática, uma redução de mortalidade...

Métodos Preditivos de Metastização Ganglionar Adicional em Cancro da Mama com Gânglio Sentinela Positivo

Nabais, C; Figueiredo, J; Viana Lopes, P; Martins, M; Matias, R; Araújo, R
Fonte: Serviços de Cirurgia e Unidade Funcional de Patologia Mamária do Hospital de S. José, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE Publicador: Serviços de Cirurgia e Unidade Funcional de Patologia Mamária do Hospital de S. José, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE
Tipo: Outros
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.11%
Objectivos As recomendações para a realização de linfadenectomia axilar nos doentes com cancro da mama em estádio precoce e sujeitas a biópsia de gânglio sentinela com presença de macrometástase foram recentemente actualizadas, baseadas nos últimos estudos publicados (Z0011 e IBCSG 23-01). Mantém-se, no entanto, alguma controvérsia na decisão de não realização de cirurgia radical axilar nos doentes com gânglio sentinela positivo. Têm sido desenvolvidos métodos preditivos de metastização ganglionar adicional. Um dos mais conhecidos, desenvolvido no Memorial Sloan-Kettering Cancer Center (MSKCC), recorre a variáveis do tumor e características do gânglio sentinela. Mais recentemente com a utilização de métodos moleculares (como o One Step Nucleic Acid - OSNA) para estudo do gânglio sentinela tem sido avaliada a capacidade preditiva da quantidade total de cópias mRNA da citoqueratina 19. Pretende-se estudar na nossa amostra a capacidade preditiva do nomograma do MSKCC e da carga tumoral total. Propõe-se ainda avaliar o número de macrometástases encontradas na biópsia de gânglio sentinela e sua relação na metastização ganglionar adicional. Material e métodos Avaliação retrospectiva de 819 doentes com cancro da mama (Tis – T2) submetidos a biópsia de gânglio sentinela no Centro Hospitalar de Lisboa Central durante o período de 1 de Janeiro de 2005 e 31 de Dezembro de 2013. Foram identificados 123 doentes com gânglio sentinela positivo que realizaram linfadenectomia axilar imediata. A análise do gânglio sentinela foi executada por métodos histológicos em 78 doentes e por método molecular (OSNA) em 45 doentes. Os dois grupos foram estudados separadamente...

Artrodese do Joelho. Revisão Teórica e Resultados Retrospectivos de 22 Casos Consecutivos

Camacho, A; Barbosa, J; Moreira, R; Moreira, J
Fonte: Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.19%
A artrodese do joelho foi amplamente utilizada no passado para tratamento de dor e instabilidade do joelho, actualmente a sua indicação principal é o tratamento da falência séptica da artroplastia do joelho. Neste artigo os autores procuram rever as indicações, contraindicações, planeamento e técnicas disponíveis para a artrodese. Os resultados e complicações de 22 doentes operados na nossa instituição entre 2000 e 2008 também são apresentados e discutidos. Os meios de artrodese utilizados na nossa instituição são o fixador externo, as cavilhas endomedulares modulares inseridas pelo joelho e placas de compressão. A perda de capital ósseo é o factor que mais influencia o sucesso da artrodese. Com base nos resultados obtidos os autores recomendam a utilização de duas placas colocadas a 90º, como técnica de artrodese, em todos os casos que os tecidos moles o permitam.

Prevalência e Caracterização Clínica dos Doentes com Insuficiência Respiratória Parcial Grave Internados numa UCI

Borba, A; Lourenço, S; Marcelino, P; Marum, S; Fernandes, AP
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pneumologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Pneumologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
36.11%
Objectivos: A insuficiência respiratória parcial aguda(IRPA) grave é uma situação comum na prática dos cuidados intensivos, mas os estudos existentes são insuficientes. Com este trabalho pretendeu-se estudar a prevalência e caracterizar clinicamente a população de doentes internados numa UCI que apresentam insuficiência respiratória parcial aguda grave. Material e métodos: Numa unidade de cuidados intensivos médico-cirúrgica avaliaram-se retrospectivamente os doentes internados durante o ano de 2004. Resultados: 37,6% dos doentes apresentaram IRPA grave. A análise estatística demonstrou que estes doentes diferiam dos doentes sem IRPA nos tempos de internamento e ventilação, índices de gravidade e mortalidade. Conclusão: A IRPA é uma situação com elevada prevalência e relevância em cuidados intensivos, mas as características destes doentes estão mal definidas, em parte devido à ausência de critérios claros na sua definição.Para melhor compreender este fenómeno são necessários mais estudos, prospectivos e multicêntricos.

Factores Preditivos de Depressão Pós-Acidente Vascular Cerebral. Estudo Retrospectivo numa Unidade de Reabilitação

Camões Barbosa, A; Medeiros, LS; Duarte, N; Meneses, C
Fonte: Centro Editor e Livreiro da Ordem dos Médicos Publicador: Centro Editor e Livreiro da Ordem dos Médicos
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.14%
INTRODUÇÃO/OBJECTIVOS: O Acidente Vascular Cerebral (AVC) pode limitar de forma importante a funcionalidade. As complicações psiquiátricas têm sido identificadas como factores determinantes na reabilitação pós-AVC, sendo a Depressão a complicação psiquiátrica mais frequente e a que está associada a pior prognóstico. Subsiste ainda incerteza quanto à sua etiologia e factores de risco. Na revisão sistemática mais recente, reconhecem-se como factores preditivos a gravidade do AVC, o grau de incapacidade do doente e o défice cognitivo. Questões metodológicas impediram a determinação de outros factores. Assim, urge definir novos factores que facilitem um diagnóstico atempado, que possa diminuir os efeitos negativos sobre o processo de reabilitação. Objectivos: determinação da incidência da Depressão de novo pós-AVC (DPA) e o estudo das variáveis descritas na literatura como possíveis factores preditivos de DPA: sexo, idade, tipo de AVC, lateralidade, território vascular e presença de afasia. Foi definido como endpoint secundário o estudo do tipo de afasia. MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo longitudinal retrospectivo, envolvendo todos os doentes admitidos no internamento de um Serviço de MFR com o diagnóstico de AVC de novo...

Hidrossalpinge e Outras Causas de Factor Tubário Efeito Deletério do Hidrossalpinge?

Ventura, PM; Grilo, I; Maia, AP; Silva, G; Boto, J; Arnold, C; Pires, LC; Carvalho, MJ; Sá e Melo, P
Fonte: Maternidade Dr. Alfredo da Costa Publicador: Maternidade Dr. Alfredo da Costa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2001 POR
Relevância na Pesquisa
36.11%
Introdução: A Técnica de fertilização in vitro-transferência embrionária (FIV-TE) foi desenvolvida para permitir a gravidez em mulheres com patologia tubária. Inúmeros artigos foram publicados referindo que no grupo de Infertilidade Feminina por Factor Tubário isolado (FTi), o sub-grupo de Hidrossalpinge (HS), apresentava piores resultados nos ciclos FIV-TE. Material e Métodos: Estudo retrospectivo de 99 ciclos FIV-TE efectuados em 88 mulheres com FTi entre Janeiro de 1997 e Dezembro de 1999, na Unidade de Medicina da Reprodução da Maternidade Dr. Alfredo da Costa (MAC). O objectivo foi comparar as diferentes taxas de gravidez entre o subgrupo de Hidrossalpinge (n=28) e o grupo de FTi sem hidrossalpinge (n=71). Resultados: A análise estatística entre o grupo HS e o grupo de Fti sem HS relativamente aos parâmetros do protocolo FIV foi estatisticamente não significativa. Discussão: Um grande número de estudos na literatura confirmam o efeito negativo do HS nos resultados da técnica FIV-TE, relativamente às outras causas de factor tubário, excepto os estudos de Sharara et al (1996) e Bazar et al (1995). Provavelmente as diferentes técnicas para o diagnóstico do HS resultam em diferentes percentagens de diagnóstico da patologia...

Cardiopatia Reumática na Criança. Estudo Comparativo em Dois Períodos Sucessivos de Nove Anos

Macedo, A; Primo, M; Kaku, S; Lima, M; Sampayo, F
Fonte: Centro Editor e Livreiro da Ordem dos Médicos Publicador: Centro Editor e Livreiro da Ordem dos Médicos
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //1989 POR
Relevância na Pesquisa
36.11%
No presente trabalho são comparados dois estudos, ambos com a duração de nove anos, versando os casos de cardite e cardiopatia reumática observados no Serviço de Cardiologia Pediátrica do Hospital de Santa Marta, tendo o primeiro estudo decorrido de Outubro de 1969 a Setembro de 1978, e o segundo de Outubro de 1978 a Setembro de 1987. Dos 38 casos do segundo estudo, 26 tiveram o primeiro surto de febre reumática em Portugal, tendo a cardite surgido como manifestação isolada em 18 casos (69%), associada a poliartrite em 5 casos (20%), e associada a coreia em 3 casos (11%). A insuficiência mitral isolada foi a lesão valvular mais frequente (80%) e 84% das crianças tiveram apresentação clínica inicial na classe funcional I e II da classificação da NYHA. A adesão à profilaxia secundária da febre reumática foi de 78% num grupo de 18 crianças, com um seguimento em média de 2,7 anos, tendo-se modificado neste grupo os sinais de lesão da válvula mitral no sentido da melhoria. Os 12 casos referenciados dos países africanos de língua oficial portuguesa são analisados em separado. Comparativamente ao primeiro estudo, verificou-se um decréscimo de 12,5 para 2,3 casos/ano de cardite reumática, uma redução de mortalidade...

Métodos Preditivos de Metastização Ganglionar Adicional em Cancro da Mama com Gânglio Sentinela Positivo

Nabais, C; Figueiredo, J; Viana Lopes, P; Martins, M; Matias, R; Araújo, R
Fonte: Serviços de Cirurgia e Unidade Funcional de Patologia Mamária do Hospital de S. José, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE Publicador: Serviços de Cirurgia e Unidade Funcional de Patologia Mamária do Hospital de S. José, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE
Tipo: Outros
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.11%
Objectivos As recomendações para a realização de linfadenectomia axilar nos doentes com cancro da mama em estádio precoce e sujeitas a biópsia de gânglio sentinela com presença de macrometástase foram recentemente actualizadas, baseadas nos últimos estudos publicados (Z0011 e IBCSG 23-01). Mantém-se, no entanto, alguma controvérsia na decisão de não realização de cirurgia radical axilar nos doentes com gânglio sentinela positivo. Têm sido desenvolvidos métodos preditivos de metastização ganglionar adicional. Um dos mais conhecidos, desenvolvido no Memorial Sloan-Kettering Cancer Center (MSKCC), recorre a variáveis do tumor e características do gânglio sentinela. Mais recentemente com a utilização de métodos moleculares (como o One Step Nucleic Acid - OSNA) para estudo do gânglio sentinela tem sido avaliada a capacidade preditiva da quantidade total de cópias mRNA da citoqueratina 19. Pretende-se estudar na nossa amostra a capacidade preditiva do nomograma do MSKCC e da carga tumoral total. Propõe-se ainda avaliar o número de macrometástases encontradas na biópsia de gânglio sentinela e sua relação na metastização ganglionar adicional. Material e métodos Avaliação retrospectiva de 819 doentes com cancro da mama (Tis – T2) submetidos a biópsia de gânglio sentinela no Centro Hospitalar de Lisboa Central durante o período de 1 de Janeiro de 2005 e 31 de Dezembro de 2013. Foram identificados 123 doentes com gânglio sentinela positivo que realizaram linfadenectomia axilar imediata. A análise do gânglio sentinela foi executada por métodos histológicos em 78 doentes e por método molecular (OSNA) em 45 doentes. Os dois grupos foram estudados separadamente...

Hepatite crônica por vírus C: Parte 1. Considerações gerais

CONTE,Vinício Paride
Fonte: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE ; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD ; Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD ; Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG; Sociedade Brasileira de Hepatologia - SBH; Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED Publicador: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE ; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD ; Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD ; Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG; Sociedade Brasileira de Hepatologia - SBH; Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2000 PT
Relevância na Pesquisa
36.11%
O vírus da hepatite C foi identificado em 1989 como sendo o principal agente causador das hepatites não-A não-B e o seu reconhecimento como agente de alta prevalência nas infecções pós-tranfusionais e/ou uso de derivados do sangue ou em associação com o abuso de drogas endovenosas. A descoberta e a maior disponibilidade de novas técnicas para a seleção adequada de doadores de sangue, reduziu sensivelmente a incidência das hepatites pós-transfusionais. Cerca de 95% dos indivíduos infectados pelo vírus da hepatite C podem ser identificados pelos testes anti-vírus da hepatite C de terceira geração. Os estudos retrospectivos de infecções pelo vírus da hepatite C iatrogênicas, são as principais fontes de reconhecimento da história natural da doença. A distribuição dos diferentes genótipos do vírus da hepatite C varia de acordo com as regiões geográficas. Na América do Sul, Europa, Estados Unidos e Japão 1, 2, e 3 representam a maioria das infecções, sendo o subtipo 1-b o mais prevalente. Os parâmetros epidemiológicos (idade, fatores de risco e duração da infecção) podem estar associados com os genótipos do vírus da hepatite C, sendo os tipos 1-a e 3-a mais freqüentes nos drogaditos endovenosos e o 1-b nas hepatites pós-transfusionais. O subtipo 1-b ocasiona lesões hepáticas mais graves e prolongadas...

O transplante cardíaco biatrial deve ainda ser realizado? Metanálise

Locali,Rafael Fagionato; Matsuoka,Priscila Katsumi; Cherbo,Tiago; Gabriel,Edmo Atique; Buffolo,Enio
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.43%
As técnicas de transplante cardíaco bicaval e total apresentam melhores resultados que a biatrial, porém esta ainda é considerada o padrão-ouro. O objetivo é determinar se as técnicas de transplante cardíaco bicaval e total são, de fato, melhores que a técnica biatrial. Realizou-se a revisão sistemática com metanálise. Os estudos foram provenientes das bases de dados da Pubmed®, Lilacs®, Web of Science®, Scirus®, Scopus®, Google Acadêmico® e Scielo®, identificados por estratégia sensível. Elegeram-se, para a inclusão, estudos aleatórios e estudos prospectivos e retrospectivos controlados. Parâmetros intra e pós-operatórios foram avaliados. Foram identificados 11.602 estudos, e 36 foram incluídos na revisão. O número de arritmias atriais, insuficiência valvar tricúspide, mortalidade, eventos embólicos, volume de sangramento, necessidade de marcapasso temporário e permanente e o tempo de estada em unidade de terapia intensiva são significativamente menores nas técnicas bicaval e total do que na biatrial. Além disso, variáveis hemodinâmicas como a pressão capilar pulmonar, pressão média de artéria pulmonar e pressão de átrio direito são menores nos transplantes bicaval e total. Os transplantes cardíacos ortotópicos bicaval e total são melhores...

Limites e possibilidades da identificação de risco de autismo no primeiro ano de vida

Garcia,Mariana Luisa; Lampreia,Carolina
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.35%
Identificar risco de autismo no primeiro ano de vida possibilita intervir precocemente para um prognóstico mais favorável em crianças com autismo. O objetivo deste artigo é discutir limites e possibilidades metodológicas que viabilizem a identificação de sinais de risco de autismo entre 0-12 meses. A metodologia empregada em 24 estudos (retrospectivos e prospectivos) sobre identificação de sinais precoces e seus resultados foram analisados. Verificou-se que os limites da identificação de risco de autismo no primeiro ano parecem residir na buscar por categorias comportamentais discretas e que as possibilidades podem residir em analisar categorias de interação e de ordem afetiva.