Página 1 dos resultados de 2582 itens digitais encontrados em 0.009 segundos

A competitividade internacional de firmas transnacionais na nova geografia econômica das nações em processo de integração político-econômica regional : uma análise longitudinal de empresas globais em macrorregiões supranacionais

Nakahara, Rodrigo Aoyama
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.22%
Devido ao fenômeno da globalização, alguns aspectos em Economia Internacional e Política têm sido amplamente debatidos entre os estudiosos de Negócios Internacionais, dada a extensão do seu impacto sobre a competitividade operacional e estratégica das empresas multinacionais. Em conjunto com a realidade mais regional da maioria dos acordos preferenciais de comércio e de investimentos – que promovem uma integração regional mais profunda dos mercados, ao contrário do teórico mercado "global" – as abordagens teóricas mais globalizantes em estratégia de negócios internacionais têm sido mais questionadas. Enquanto alguns estudiosos, como Pankaj Ghemawat, (2007), propõem abordagens para a chamada "semi-globalização"; outros, por exemplo, com Alan Rugman e Alain Verbeke (inter alias 2004, 2007), por outro lado, defendem abordagens regionalistas mais restritas em negócios internacionais e estratégia de empresas internacionais. Tais posições sobre o desempenho das empresas transnacionais, no entanto, não foram amplamente testadas, deixando, assim, outras questões relevantes sem soluções. Assim sendo, identificou-se um espaço na literatura quanto à questão de as regiões – em vez de países individualmente considerados – serem ou não relevantes ao desempenho global das empresas multinacionais e em que medida. Nesse sentido...

Estratégia e prática de responsabilidade social corporativa: um estudo de caso no setor químico.

Pereira, Jacqueline Lopes
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.31%
Até a década de 1980 os temas sociais das grandes empresas não eram foco de interesse dos debates da área de estratégia. A globalização acirrou a concorrência e a competitividade entre as empresas. Todavia, existem aquelas que mesmo diante de um mercado mais competitivo não abrem mão do investimento na área social, seja por filosofia ou marketing. Essas empresas buscam contribuir positivamente para a melhoria do meio ambiente e com aqueles que estão envolvidos com seu negócio, como, por exemplo, funcionários, acionistas, concorrentes, entidades não governamentais e a sociedade de um modo geral. O discurso dessas empresas é a preservação do meio ambiente ao lado da emancipação social. Esta pesquisa se utilizou de uma abordagem crítica (foco social) em contraste com uma abordagem econômica (mainstream), para compreender como são elaboradas as estratégias de RSC através da voz dos atores envolvidos – “os praticantes de RSC” – observando se há predominância dos conteúdos críticos e/ou mainstream na prática da estratégia de responsabilidade social da empresa. Para que fosse possível atingir os objetivos inicialmente delimitados foi elaborado um estudo de caso único em uma empresa que declara ter em seu core business a prática de estratégia de responsabilidade social corporativa. A partir da revisão de literatura e através de dados coletados com gerentes internos...

A influência da estrutura organizacional do conhecimento sobre a estratégia empresarial

Funck, Roberto
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.28%
Nesta tese busca-se, através de um estudo de casos múltiplos envolvendo três empresas e com o auxílio das técnicas de análise de redes sociais, a resposta para a seguinte questão de pesquisa: como o processo e o conteúdo da estratégia empresarial são afetados pela estrutura organizacional do conhecimento existente na respectiva organização? A fundamentação teórica que dá sustentação às conclusões apóia-se em quatro conceitos: (a) o conceito de empresa como uma instituição integradora de conhecimento, um sistema de comportamentos inter-relacionados de pessoas que realizam tarefas que são diferenciadas em vários sub-sistemas distintos, cada sub-sistema desenvolvendo uma parcela da tarefa, e os esforços de cada uma sendo integrados para alcançar o desempenho efetivo do sistema; (b) o conceito de conhecimento como uma propriedade do indivíduo, uma rede de significados mediatos ou imediatos, atribuídos a objetos reais e ideais, estabelecidos a partir da razão e da experiência e cuja verdade é avaliada segundo critérios de verdade que dependem da natureza do objeto conhecido e da concepção de verdade do sujeito que conhece;(c) o conceito de estratégia como o modelo de decisões de uma empresa que determina e revela seus objetivos...

Manutenção preventiva de pavimentos com microaglomerado enquanto estratégia económica e sustentável

Simões, Diogo Andrade
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
45.93%
A presente dissertação teve como principal objetivo avaliar e comparar, a nível económico e ambiental, diferentes soluções de manutenção e reabilitação de pavimentos rodoviários. Foram consideradas 3 tipos de intervenções, com base em períodos de vida útil do pavimento de 10, 15 e 20 anos: reconstrução do pavimento, reforço estrutural e tratamento de manutenção preventiva com recurso a microaglomerado. O estudo contínuo de novas técnicas de manutenção preventiva de pavimentos rodoviários surge devido à necessidade de conciliar o impacto económico, de uma crescente rede rodoviária mundial, com as significativas implicações ambientais que esse crescimento acarreta. As situações mais desvantajosas foram as que incluíram reconstruções e não incluíram nenhum tratamento de manutenção preventiva com microaglomerado. Já a mais vantajosa foi a situação com recurso apenas ao tratamento de manutenção preventiva com microaglomerado, seguida da sua conjugação com o reforço estrutural e/ou reconstrução. Os resultados finais apontam para o tratamento de manutenção preventiva com microaglomerado ser um tratamento económica e ambientalmente sustentável, sendo o de menor custo, com menos emissões de CO2 e menor gasto energético...

O bordão do pobre: um estudo sobre o gado como estrategia economica para uma população minifundiaria no Rio Grande do Sul

Sergio Alves Teixeira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //1976 PT
Relevância na Pesquisa
46.18%
Em qualquer grupo humano a satisfação de necessidades naturais e culturais leva ao desenvolvimento de ações estratégicas, onde as potencialidades dos atores e do meio global são combinadas de modo a propiciar um equilíbrio ainda que relativo entre elas e as necessidades dos atores. Este estudo investiga em que medida o gado se constitui em estratégia econômica para uma população minifundiária no município de Rio Pardo, Rio Grande do Sul. Porque na literatura antropológica os estudos sobre gado basicamente se referem a ele no contexto do latifúndio e, das assim chamadas sociedades primitivas este estudo também apresenta uma etnografia do gado no contexto de minifúndio aqui considerado. Os trabalhos de campo se desenvolveram de junho de 1974 a agosto de 1975. A coleta de dados se deu através de entrevistas e de observação participante e não participante. Também utilizou-se dados (não publicados), obtidos em outra pesquisa realizada na mesma área pelo autor em 1972. Tendo em vista que a composição do gado; sua utilização e significado apresentam relevantes peculiaridades diretamente ligadas às finalidades dominantes para as quais as unidades domésticas reconhecem que possuem gado; elas foram classificadas para efeito de coleta e análise de dados...

Inteligencia económica en el sector empresarial

Puentes Vergara, Gloria Matilde
Fonte: Universidad Militar Nueva Granada; Facultad de Relaciones Internacionales, Estrategia y Seguridad; Maestría en Relaciones y Negocios Internacionales Publicador: Universidad Militar Nueva Granada; Facultad de Relaciones Internacionales, Estrategia y Seguridad; Maestría en Relaciones y Negocios Internacionales
Tipo: Maestría; Maestría Formato: pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
45.97%
En el mundo contemporáneo el proceso continuo y dinámico de la globalización en la economía de mercados mundiales, cobra mayor importancia el rol de las grandes y medianas empresas y el libre movimiento de capitales, creando nuevos escenarios y necesidades a las organizaciones para obtener información esencial, a efectos de prevenir, detectar amenazas y oportunidades con el objetivo de la supervivencia de las empresas privadas y del Estado, la cual se puede lograr con la implementación la herramienta de Inteligencia Económica en las organizaciones.; In the contemporary world the continuous and dynamic process of globalization on the world market economy, the role becomes more important for large and medium enterprises and the free movement of capital, creating new venues and organizations needs for essential information, in order to prevent, detect threats and opportunities with the goal of survival of private and state companies, which can be achieved by implementing the Economic Intelligence tool in organizations.

Pragmatic policy in Brazil: the political economy of incomplete market reform; Texto para Discussão (TD) 1035: Pragmatic policy in Brazil: the political economy of incomplete market reform; Política pragmática no Brasil: a política econômica das incompletas reformas orientadas para o mercado

Pinheiro, Armando Castelar; Bonelli, Regis; Schneider, Ben Ross
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
EN-US
Relevância na Pesquisa
45.93%
Os últimos 20 anos foram, como se sabe, um período de grandes transformações econômicas, políticas, institucionais e sociais no Brasil. Desde a primeira metade dos anos 1990 a economia foi progressivamente aberta, tanto ao comércio quanto ao investimento estrangeiro, diversas grandes empresas produtivas foram privatizadas, regulações de preços foram revogadas e um novo marco regulatório foi sendo gradualmente erigido. Exceto pela liberalização comercial, que já estava praticamente finalizada nos moldes originalmente propostos já em meados dos anos 1990, as demais reformas foram aceleradas após o Plano Real. A consolidação da estabilidade de preços e as reformas orientadas para o mercado, por sua vez, requeriam mudanças institucionais. Entre essas se incluem o fortalecimento da concorrência e a criação de agências reguladoras, bem como a aprovação de nova legislação para promover a disciplina fiscal, melhorar a regulação do mercado financeiro e proteger os consumidores. Este trabalho focaliza esse processo gradual e fracamente coordenado de redução da presença do Estado na economia. Detém-se, em especial, na análise dos papéis da ideologia, do policy packaging e do pragmatismo na implementação das reformas; no grau em que elas avançaram; em quão bem elas foram implementadas; e em se o processo de redução da intervenção estatal veio para ficar. Argumenta que o pragmatismo — entendido como uma conduta que enfatiza a motivação e as consequências práticas como guias para a ação — foi a principal força impulsionadora das reformas. Em contraste com outros países da América Latina...

Estratégia de desenvolvimento regional, política pública negociada e novas institucionalidades

Carleia, Liana; Cruz, Bruno
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Boletim Regional, Urbano e Ambiental - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
45.93%
O artigo apresenta um debate de alguns pontos sobre o desenvolvimento regional brasileiro acerca da questão regional brasileira, o ponto de vista urbano, o conjunto de ações de políticas públicas que incidem sobre as diferentes regiões, a ausência de coordenação nacional de políticas de desenvolvimento regional associados à ação predatória da guerra fiscal entre estados federados e as mudanças no cenário internacional que decorreram da crise econômica internacional.; p. 15-22

Padrões microeconômicos de comércio internacional e a estratégia brasileira de exportação; Texto para Discussão (TD) 1473: Padrões microeconômicos de comércio internacional e a estratégia brasileira de exportação; Microeconomic patterns of international trade and the Brazilian Export Strategy

Kannebley Júnior, Sérgio; Esteves, Luiz Alberto; Silva, Alexandre Messa Peixoto da; Araújo, Bruno César
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
45.99%
Este trabalho realiza uma análise integrada das hipóteses de autosseleção e aprendizado nas exportações, assim como oferece uma discussão acerca da Estratégia Brasileira de Exportação, com base nos principais resultados disponíveis. Utilizam-se informações de firmas industriais brasileiras no período de 2000 a 2006, extraídas das bases de dados da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Secex/MDIC), da Relação Anual de Informações Sociais do Ministério do Trabalho e Emprego (Rais/MTE) e da Pesquisa Industrial Anual do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (PIA/IBGE). O trabalho fornece ainda uma análise econométrica sobre determinantes da persistência e permanência das firmas na atividade exportadora. Os principais resultados indicam: i) maior evidência da histerese na atividade exportadora entre micro e pequenas empresas; e ii) existência de uma clara relação entre o valor de estreia e a persistência ou permanência na atividade exportadora.; 45 p. : il.

Um Balanço da Senaes sobre a II Conaes

Brasil. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Mercado de trabalho: conjuntura e análise - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
46%
A II Conferência Nacional de Economia Solidária (Conaes), realizada em Brasília, nos dias 16 a 18 de junho de 2010, ocorreu em um momento de expansão e fortalecimento da economia solidária (ES) no Brasil e no mundo. Nos últimos anos, ampliou-se a adesão às formas de organização econômica baseadas no trabalho associado, na propriedade coletiva dos meios de produção, na cooperação e na autogestão. No Brasil, o processo de conquista de reconhecimento político e de políticas públicas para a economia solidária teve um salto de qualidade em 2003, com a criação do Fórum Brasileiro de Economia Solidária (FBES) e da Secretaria Nacional de Economia Solidária (Senaes) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). A partir de então, a interlocução avançou em várias políticas setoriais (trabalho e renda, cultura, desenvolvimento social, segurança alimentar e nutricional, desenvolvimento territorial etc.), e expandiram-se políticas públicas de economia solidária nos governos estaduais e municipais. Outro momento fundamental foi a realização da I Conferência Nacional de Economia Solidária, em 2006, a qual afirmou a economia solidária como estratégia e política de desenvolvimento e definiu diretrizes e prioridades para a formulação e execução de políticas públicas. Quatro anos depois...

Segurança pública

Brasil. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Diretoria de Estudos e Políticas Sociais (Disoc)
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Políticas Sociais: acompanhamento e análise - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
45.97%
Dois elementos marcaram o primeiro semestre de 2003. Em primeiro lugar, uma série de atos proto terroristas perpetrados por segmentos do crime organizado traumatizaram a sociedade, não apenas pelas tragédias em si, mas por representarem a continuidade de um movimento, iniciado em 2002, de utilização do crime como meio de afirmação política por tais grupos organizados, ligados principalmente ao narcotráfico. Com essa discussão, objetiva-se apontar um real perigo de esse conjunto de políticas e programas subjacentes ao Novo Plano Nacional de Segurança Pública – que, de forma inédita no Brasil, introduz um planejamento governamental na segurança pública consistente e orientado para as causas do problema (melhor do que exclusivamente para suas consequências,) – vir a sofrer um enorme desgaste e não engendrar aos resultados esperados, uma vez que está sendo erigido em bases frágeis. Um sistema de informações em segurança pública eficaz é peça crucial para a elaboração dos diagnósticos precisos e para a avaliação da efetividade e da relação custo-benefício dos vários programas, o que, em última instância, permite que os recursos sejam alocados eficientemente e que eventuais erros de estratégia e de tática não venham a ser sistemáticos...

A Economia solidária na estratégia de erradicação da pobreza extrema no Brasil : uma contribuição para o debate

Silva, Sandro Pereira
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Mercado de trabalho: conjuntura e análise - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
46%
Este texto tem como objetivo debater a importância da economia solidária, enquanto campo de atuação governamental, no combate à pobreza no país, além de realizar uma reflexão sobre seus principais desafios estruturais e políticos. Em particular, trata da estratégia de erradicação da pobreza extrema, anunciada como uma das principais prioridades do governo federal recém-empossado.; p. 47-53

Pragmatic Policy in Brazil : the Political Economy of Incomplete Market Reform; Discussion Paper 132 : Pragmatic Policy in Brazil: the Political Economy of Incomplete Market Reform; Política pragmática no Brasil : a política econômica das incompletas reformas orientadas para o mercado

Pinheiro, Armando Castelar; Bonelli, Regis; Schneider, Ben Ross
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Discussion Paper
EN-US
Relevância na Pesquisa
45.93%
Os últimos 20 anos foram, como se sabe, um período de grandes transformações econômicas, políticas, institucionais e sociais no Brasil. Desde a primeira metade dos anos 1990 a economia foi progressivamente aberta, tanto ao comércio quanto ao investimento estrangeiro, diversas grandes empresas produtivas foram privatizadas, regulações de preços foram revogadas e um novo marco regulatório foi sendo gradualmente erigido. Exceto pela liberalização comercial, que já estava praticamente finalizada nos moldes originalmente propostos já em meados dos anos 1990, as demais reformas foram aceleradas após o Plano Real. A consolidação da estabilidade de preços e as reformas orientadas para o mercado, por sua vez, requeriam mudanças institucionais. Entre essas se incluem o fortalecimento da concorrência e a criação de agências reguladoras, bem como a aprovação de nova legislação para promover a disciplina fiscal, melhorar a regulação do mercado financeiro e proteger os consumidores. Este trabalho focaliza esse processo gradual e fracamente coordenado de redução da presença do Estado na economia. Detém-se, em especial, na análise dos papéis da ideologia, do policy packaging e do pragmatismo na implementação das reformas; no grau em que elas avançaram; em quão bem elas foram implementadas; e em se o processo de redução da intervenção estatal veio para ficar. Argumenta que o pragmatismo — entendido como uma conduta que enfatiza a motivação e as conseqüências práticas como guias para a ação — foi a principal força impulsionadora das reformas. Em contraste com outros países da América Latina...

Política comercial e política externa no Brasil: uma análise da estratégia de negociação comercial brasileira (1995-2010); Texto para Discussão (TD) 1765: Política comercial e política externa no Brasil: uma análise da estratégia de negociação comercial brasileira (1995-2010)

Oliveira, Ivan Tiago Machado
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
46.02%
Este trabalho tem por objetivo compreender e examinar um dos determinantes domésticos da estratégia de negociação comercial do Brasil entre 1995 e 2010, com enfoque sobre a articulação de sua política comercial com sua política externa. Assim, o papel do multilateralismo e do regionalismo na política externa brasileira é analisado a fim de explicar a escolha dos fóruns de negociação comercial pela política comercial externa brasileira, bem como a prioridade dada a cada um, no período em análise. Com este trabalho, busca-se lançar luz sobre o debate acerca dos determinantes domésticos da política comercial externa do Brasil nas últimas décadas, explicando-se a adoção de estratégia de negociações em três trilhos, que combina prioridade multilateral com regionalismo em dois tempos.; 32 p.

Crescimento industrial, ajuste estrutural e exportações de manufaturados: notas para a definição de uma estratégia de longo prazo para a economia brasileira; Textos para Discussão Interna (TD) 69: Crescimento industrial, ajuste estrutural e exportações de manufaturados: notas para a definição de uma estratégia de longo prazo para a economia brasileira; Industrial growth, structural adjustment and manufactured exports: notes for the definition of a long-term strategy for the Brazilian economy

Bonelli, Regis; Silva, José Cláudio F. da
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
46.12%
O grande aumento no quantum de exportações de manufaturas pode estar sugerindo as linhas gerais de uma nova estratégia de crescimento, cujo dinamismo teria origem no aumento contínuo e sustentado dessas exportações no futuro. Nesse sentido, este trabalho procura contribuir para o debate em torno desta questão, procurando avaliar as potencialidades e limitações de uma estratégia de crescimento, cujo dinamismo teria origem no aumento contínuo e sustentado dessas exportações no futuro.; 38 p.

Os Condicionantes políticos de uma nova estratégia de desenvolvimento econômico da Rússia

Pomeranz, Lenina
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Boletim de Economia e Política Internacional - Artigos
PT-BR
Relevância na Pesquisa
46.33%
O artigo apresenta os pontos políticos que condicionaram a estratégia de desenvolvimento da economia russa durante e depois da crise financeira global. Assim uma primeira estratégia de desenvolvimento econômico da Rússia capitalista foi formulada quando se estabeleceu, em diagnóstico sobre a economia, que o processo de transformação sistêmica a que foi submetido o país tinha sido completado com as reformas empreendidas entre 1990 e 2003. Estas foram realizadas em duas etapas: a primeira, entre 1990 e 1998, envolveu a destruição dos fundamentos do sistema anterior; a segunda, entre 1999 e 2003, envolveu a criação dos institutos necessários ao funcionamento e à regulação dos mecanismos de mercado. Estas duas permitiram o início de uma nova etapa de desenvolvimento, qualitativamente nova, baseada em um novo sistema econômico-social no país. Em outros termos, a elaboração de uma estratégia de desenvolvimento econômico deixou de ser formulada centralmente, com base no planejamento diretivo centralizado socialista, para focar-se em uma programação do desenvolvimento da Rússia capitalista. Mas, levando em conta as especificidades da economia herdada: i) o país detinha uma estrutura industrial desenvolvida, ainda que bastante debilitada; definiu-se...

Les activitats turístiques de nova creació : una estratègia de reconversió econòmica i ambiental per a zones en decadència. L'exemple del turisme de patrimoni miner a Cardona (Bages)

Llurdés Coit, Joan Carles
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Article; info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //1995 CAT
Relevância na Pesquisa
36.28%
El turisme alternatiu, i més concretament l'anomenat turisme de patrimoni minero-industrial, es contempla com una estratègia de reconversió econòmica, ambiental i paisatgística per determinades àrees que experimenten greus processos de crisi sòcio-econòmica, a conseqüència de la desaparició o reconversió de les activitats econòmiques tradicionals. Aquest procés s'exemplifica amb el cas del municipi de Cardona (Bages), que està fent un esforç en aquesta direcció, un cop la seva explotació minera ha finalitzat (1990), i després d'haver estat el principal sector econòmic.; El turismo alternativo, y más concretamente el llamado turismo de patrimonio mineroindustrial, se contempla como una estrategia de reconversión económica, ambiental y paisajística para determinada áreas que experimentan graves procesos de crisis socio-económica, a consecuencia de la desaparición o reconversión de las actividades económicas tradicionales. Este proceso es ejemplificado en el caso del municipio de Cardona (Bages), que está haciendo un esfuerzo en esta dirección, una vez su explotación minera ha finalizado (1990), y después de haber sido el principal sector económico.; Le tourisme alternatiu, et plus concrètement, le dénommé tourisme du patrimoine minieroindustriel...

Economia e Política Externa: um balanço do governo Lula (2002/2010)

Silva, Natasha Pergher; Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); Brancher, Pedro Txai; Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Fonte: Revista Perspectivas do Desenvolvimento Publicador: Revista Perspectivas do Desenvolvimento
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Formato: application/pdf
Publicado em 31/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.18%
O trabalho busca aprofundar a relação existente entre as dimensões da política externa e da economia. A hipótese que o orienta é a de que os objetivos de política externa e a estratégia econômica do governo, bem como os instrumentos necessários para alcançá-los, possuem uma retroalimentação complexa. Como hipótese auxiliar, apresenta-se a ideia de que as estratégias de inserção internacional do Brasil, no período de 2002 a 2010, tem um pano de fundo influenciado pela estratégia econômica de crescimento com distribuição de renda. Para tanto, serão apresentados (i) os elementos que balizaram a política econômica a partir de 2002, e o debate acerca das estratégias macroeconômicas para atingir tais resultados; (ii) os instrumentos de política externa voltados para o fortalecimento desse programa econômico; (iii) a conexão entre essas dimensões a fim de mostrar que a inserção internacional do Brasil durante o governo Lula fundamentou-se no projeto econômico posto em marcha.

Shenzhen, zona económica especial: bisagra de la apertura económica y el desarrollo regional chino

González García,Juan; Meza Lora,José Salvador
Fonte: Universidad Nacional Autónoma de México, Instituto de Investigaciones Económicas Publicador: Universidad Nacional Autónoma de México, Instituto de Investigaciones Económicas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2009 ES
Relevância na Pesquisa
36.21%
En este trabajo se analiza el fenómeno reciente de las zonas económicas especiales (ZEE) en el mundo. Se presenta el caso de Shenzhen, ciudad de Guangdong, República Popular China (RPC), porque aquí se ha logrado el resultado más exitoso de la estrategia de reforma económica neoinstitucional y de apertura externa de ese país en las últimas tres décadas. Tal resultado indica la articulación de una estrategia gradual y de largo plazo, que le ha permitido a China una inserción internacional exitosa. En contraparte, se estudia el caso de México, nación que ha impulsado un tipo de reforma económica y apertura externa sin los resultados económicos y regionales esperados, por lo que se concluye sobre la necesidad de conocer el caso de dicha ZEE si es que se opta por una estrategia similar a la china.

Reforma económica para el crecimiento sostenido con equidad

Calva,José Luis
Fonte: Universidad Nacional Autónoma de México, Facultad de Economía Publicador: Universidad Nacional Autónoma de México, Facultad de Economía
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 ES
Relevância na Pesquisa
36.21%
La estrategia económica aplicada en México durante el periodo 1983-2009 es analizada en comparación con las exitosas estrategias económicas aplicadas por países en desarrollo de Asia y por países desarrollados de Occidente. Se concluye que el paupérrimo crecimiento del PIB y del empleo observados en México durante dicho período son un resultado intrínseco de la pésima estrategia económica aplicada en nuestro país, basada en los dogmas del Consenso de Washington. En consecuencias, el autor propone reformar la economía mexicana, pasando a una estrategia heterodoxa de crecimiento económico acelerado y sostenido con equidad, sugiriendo -a la luz de la experiencia económica internacional- los principios e instrumentos fundamentales de política económica que harían factible la consecución de tales objetivos estratégicos dentro de las realidades nacionales y del entorno económico mundial.