Página 1 dos resultados de 57 itens digitais encontrados em 0.000 segundos

As complicações precoces e tardias e a demarcação de estoma intestinal; The early and late complications and the stoma site-marking

Oliveira, Marissa Silva de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
27.33%
As complicações de estoma e de pele periestoma comprometem a vida dos estomizados intestinais na realização do autocuidado e na sua reabilitação, e a demarcação de estoma pré-operatória tem sido considerada importante na prevenção destas. Este estudo teve como objetivo descrever as complicações de estoma e de pele periestoma de estomizados intestinais demarcados e não demarcados, submetidos ao tratamento cirúrgico no ano de 2009, em um hospital universitário de ensino público (CEP/EERP-USP 341.314). Trata-se de um estudo de abordagem quantitativa, de levantamento de 70 prontuários de pacientes demarcados e não demarcados, submetidos ao tratamento cirúrgico com confecção de estomia intestinal, no ano de 2009. Do total de 70 (100%) analisados, verificamos que 37 (52,9%) pertenciam ao sexo feminino e 33 (47,1%) masculino. Houve predomínio de 31 (44,3%) sem comorbidades, diagnóstico oncológico 46 (65,8%), 54 (77,1%) nunca haviam sido submetidos às cirurgias intestinais prévias, 56 (80%) cirurgias eletivas e 40 (57,1%) registros de tratamentos adjuvantes. Em relação ao tipo de estoma predominou 46 (65,7%) colostomias e 31 (44,3%) estomas definitivos. Do total, 33 (47,1%) foram demarcados no pré-operatório e 37 (52...

A reabilitação das pessoas com estomia intestinal por adoecimento crônico; The rehabilitation of people with intestinal ostomy by chronic illness

Martins, Lívia Modolo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
38.33%
Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa sob a perspectiva da sociologia da saúde, que teve como objetivo interpretar a experiência de reabilitação da pessoa com estomia intestinal por adoecimento crônico. Utilizou-se o referencial teórico da sociologia da saúde e o método etnográfico para apreender a experiência de quinze pessoas com estomia intestinal por adoecimento crônico, que foram entrevistadas no domicílio. A coleta de dados ocorreu no período de abril a novembro de 2013, por meio de entrevistas semiestruturadas gravadas em áudio, de observações participantes e das anotações em um diário de campo, cujos dados foram analisados por meio da análise de conteúdo indutiva (CEP/EERP-USP número: 220.269). Os dados foram organizados e decodificados em dois núcleos de sentidos, denominados de "Lidando com os tratamentos e a estomia intestinal" e "A história da doença e os tratamentos na minha vida". A partir destes, construímos dois núcleos temáticos: "A experiência de reabilitação da pessoa com estomia intestinal por adoecimento crônico" e "Em busca da adaptação às necessidades de mudanças no cotidiano". No primeiro núcleo temático interpretamos a reflexão dos participantes do estudo em relação à normalidade da vida anterior ao adoecimento crônico intestinal e a estomia...

Os relacionamentos com o parceiro amoroso, a família e os amigos da pessoa com estomia intestinal

Silva, Rode Dilda Machado da
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 145 p.| tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
38.36%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2013.; Estudo objetivando compreender os relacionamentos com o parceiro amoroso, a família e os amigos da pessoa com estomia intestinal definitiva. Metodologia qualitativa. Participaram do estudo 22 pessoas, 11 homens e 11 mulheres, com estomia intestinal, em Florianópolis, Brasil. Os informantes deram consentimento por escrito e verbal. Eles ficaram com uma cópia do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. A confidencialidade e o anonimato foram assegurados pela utilização de pseudônimos. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em pesquisa com Seres Humanos da Universidade Federal de Santa Catarina, atendendo à Resolução número 196/96 do Conselho Nacional de Saúde do Brasil. Foi aprovado sob o número 2348. A técnica de coleta de dados foi a narrativa. Foi solicitado ao participante que contasse a história da sua vida depois da cirurgia da estomia. Como ele(a) passou a se relacionar com a família, os amigos e o parceiro amoroso? As entrevistas foram gravadas, transcritas e depois importadas ao programa Ethnograph v.6. Codificação aberta realizada a partir da leitura linha a linha das transcrições...

O estigma da marca corporal invisível : estudo sobre o mundo do trabalho das pessoas com estomia intestinal definitiva

Oliveira, Danielle de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
38.39%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Serviço Social, Programa de Pós-Graduação em Política Social, 2007.; Esta dissertação analisa o mundo do trabalho das mulheres e dos homens com estomia intestinal definitiva, que residem no Distrito Federal (DF), sob o enfoque da deficiência, tendo em vista o reconhecimento da estomia, devido à perda do controle esfincteriano, como uma deficiência física por meio do Decreto n. 5.296, de 02 de dezembro de 2004. Vivendo em uma sociedade que oprime e segrega as pessoas com algum tipo de deficiência, as mulheres e os homens que utilizam a bolsa coletora, para as eliminações fecais, são discriminados e acabam vivenciando as incapacidades impostas socialmente ao serem afastados dos atributos de independência, de eficiência e de produtividade, em uma sociedade capitalista produtora de mercadorias. Buscou-se analisar o motivo do não retorno ao mundo do trabalho de mulheres e de homens com estomia intestinal definitiva, determinando se existe um comportamento diferenciado por gênero. Esta pesquisa apóia-se na utilização do método qualitativo na qual foram utilizadas as técnicas de aplicação de questionário fechado...

Assistência de enfermagem à criança com estomia no trato digestório; Nursing assistance to the child with stoma in the digestive system; Asistencia de enfermería al niño con estomia en el aparato digestivo

Silva, Daniela Monici da
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.86%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, 2013.; Todas as crianças são esperadas pela família com muita ansiedade e é do desejo de todos que seja uma criança perfeita. Quando a família se depara com uma criança que apresenta malformação congênita, fica claro o estresse e o medo dos pais. A criança com malformação no trato gastrintestinal, na maioria das vezes, necessita de cirurgia imediata para a confecção de um estoma, aumentando ainda mais o estresse da família. Faz-se necessário, neste momento, uma equipe capacitada para lidar com esta situação, e, principalmente um enfermeiro capacitado para acolher, orientar e educar em saúde esta família. O principal objetivo do estudo foi caracterizar a assistência de enfermagem à criança com estomia no trato digestório. Trata-se de um estudo transversal, descritivo e exploratório de abordagem qualitativa. A pesquisa foi realizada em dois hospitais da Secretaria do Estado de Saúde do Distrito Federal, onde há a especialidade de cirurgia pediátrica, responsável por operar as crianças de 0 a 12 anos para a confecção de um estoma no trato digestório nos anos de 2011 e 2012. A coleta de dados foi realizada em prontuário e também por meio de entrevista semiestruturada realizada com pais e/ou responsáveis e enfermeiros...

Qualidade de vida : percepção de crianças e adolescentes estomizados e seus pais e/ou responsáveis; Quality of Life : perceptions of ostomy children and adolescents and their parents and/or guardians; Calidad de vida : percepciones de los niños , niñas y adolescentes y sus padres y/o tutores de ostomía

Monteiro, Sandra de Nazaré Costa
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
27.33%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Enfermagem, Programa de pós-graduação em Enfermagem, 2013.; Introdução: A estomia é uma situação que atinge pessoas de todas as idades. Crianças e adolescentes podem adquirir estomas urinários ou gastrointestinais por diversas causas. Entre as mais frequentes estão as anomalias congênitas e traumas ocorridos durante o desenvolvimento. A Qualidade de Vida (QV) é um conceito complexo, de caráter subjetivo e multidimensional que engloba vários aspectos da vida, e que vem ganhando o interesse dos estudiosos. De forma geral, a QV de crianças e adolescentes tem sido avaliadas a partir dos relatos de adultos, existindo uma escassez de instrumentos destinados a essa mensuração, dificultando a avaliação pela própria criança e adolescente. Na área da saúde existe um debate acerca de qual seria o respondente adequado para se avaliar a QV da criança e adolescente, considerando importante analisar a correlação entre as respostas da criança, do adolescente e de seus respectivos pais e/ou responsáveis. Objetivo: Conhecer a qualidade de vida de crianças e adolescentes estomizados e seus respectivos pais e/ou responsáveis...

A convivência conjugal com a pessoa estomizada e suas implicações sociais, psíquicas e sexuais

Silva, Ana Lúcia da
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
28.1%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2014.; INTRODUÇÃO: A avaliação da problemática da estomia intestinal e a sua influência na convivência diária entre os parceiros é o ponto de partida deste estudo. A condição da pessoa com estomia intestinal permanente pode influenciar nas atividades laborais, sociais, sexuais e na convivência diária com seus parceiros. A convivência marital com o estomizado exige do parceiro a adoção de inúmeras medidas de adaptação e reajustamento às atividades diárias. OBJETIVO: Comparar a percepção sobre aspectos sociais, psíquicos e sexuais da convivência diária entre parceiros de pessoas estomizadas e de não estomizadas. MÉTODOS: Estudo comparativo do tipo caso controle, de natureza quantitativa, realizado com parceiros de estomizados, pareado a parceiros de pessoas não estomizadas de ambos os sexos, maiores de 18 anos. Os grupos caso e controle foram emparelhados de acordo com as variáveis que poderiam influenciar na convivência diária dos parceiros. RESULTADOS: Foram aplicados 108 questionários sendo 36 parceiros de estomizados denominados Grupo Caso e 72 parceiros de não estomizados, intitulado Grupo Controle. Quanto aos aspectos sociais...

Diagnósticos e intervenções de enfermagem no atendimento de indivíduos com estomias : aplicando o processo de enfermagem; Diagnostics and nursing interventions in the care of individuals with gastrointestinal stoma : applying the nursing process P

Lino, Alexandra Isabel de Amorim
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
27.33%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Enfermagem, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, 2014; Estoma tem origem da palavra grega stoma, que significa abertura ou “boca” .Pode ter caráter temporário ou permanente. No trato gastrointestinal destacamos os seguintes tipos de estomias: gastrostomia, jejunostomia, ileostomia e colostomia. Para melhor entendimento neste estudo foram adotadas as estomias alimentares (gastrostomiae jejunostomia) e estomias excretórias (jejunostomia, ileostomia e colostomia) O presente estudo teve como objetivo geral, aplicar o processo de enfermagem em indivíduos comestomias gastrointestinais, tendo objetivos específicos, identificar o perfil dos indivíduos estudados no que se refere aos aspectos sócio demográficos e clínicos; identificar o perfil diagnóstico da amostra estudada, conforme a classificação da NANDA-I; relacionar os diagnósticos de enfermagem com as necessidades Humanas Básicas de Wanda Horta; e propor intervenções e resultados de enfermagem a partir de diagnósticos mais frequentes,conforme as Classificações de Intervenções (NIC) e Resultados (NOC) Estudo exploratório, com abordagem quantitativa, realizado na Unidade de Cirurgia Geral de um hospital de grande porte do Distrito Federal...

Implicações da estomia urinária continente na qualidade de vida de pessoas com lesão medular

Araújo, Carla Andréia
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
38%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, 2014.; A derivação urinária continente é um conduto confeccionado cirurgicamente com partes do intestino na parede inferior do abdome com o objetivo de tornar possível o esvaziamento vesical naquelas pessoas em que o cateterismo intermitente limpo (CIL) não é viável pela uretra. A lesão medular é um evento catastrófico na vida das pessoas e compromete o controle da micção, uma vez que o funcionamento da bexiga está alterado: bexiga neurogênica. Nesses casos, o manejo para o esvaziamento da bexiga acontece pelo autocateterismo intermitente limpo; no entanto, para algumas pessoas com lesão medular e alto grau de comprometimento físico-funcional faz-se necessária a assistência de uma pessoa para os cuidados de vida diária, entre eles, o CIL assistido, comprometendo a autonomia e a privacidade dessas pessoas. Este estudo, uma pesquisa qualitativa fenomenológica, teve como objetivo avaliar a implicação da estomia urinária continente na qualidade de vida das pessoas com lesão medular. A amostra deste estudo se constituiu de 15 pessoas com lesão medular de etiologia traumática ou congênita (tetraplegia...

Perspectiva educativa do cuidado de enfermagem sobre a manutenção da estomia de eliminação

Martins,Paula Alvarenga de Figueiredo; Alvim,Neide Aparecida Titonelli
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.66%
Este estudo foi desenvolvido com os objetivos de descrever os saberes e práticas de usuários estomizados sobre a manutenção da estomia de eliminação intestinal e urinária; e analisar a pertinência do compartilhamento de tais saberes e práticas com os cuidados fundamentais de enfermagem, desenvolvidos no contexto ambulatorial. Tratou-se de pesquisa qualitativa do tipo convergente-assistencial. Utilizou-se um formulário de identificação do estomizado e uma entrevista semi-estruturada para produção de dados. Os aspectos éticos foram atendidos. A pesquisa revelou a necessidade de maior divulgação sobre a realidade concreta desses usuários para que possam sentir-se mais acolhidos, fortificados no enfrentamento das dificuldades que, porventura, surjam no cotidiano de con(viver) com a derivação cirúrgica.

Ser humano idoso estomizado e ambientes de cuidado: reflexão sob a ótica da complexidade

Barros,Edaiane Joana Lima; Santos,Silvana Sidney Costa; Lunardi,Valéria Lerch; Lunardi Filho,Wilson Danilo
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2012 PT
Relevância na Pesquisa
27.33%
Trata-se de discussão acerca da relação ser humano idoso estomizado e seus ambientes de cuidado sob o olhar da Complexidade de Edgar Morin. Um eixo sustenta a reflexão: ambientes de cuidado para o ser humano idoso com estomia. Nesse sentido, apresentam-se três tipos de ambiente que circundam o contexto de estomização do ser humano idoso: ambiente domiciliar, ambiente grupal e ambiente hospitalar. A reflexão traz como contribuição social um novo olhar acerca do redimensionamento do cuidado ao ser humano idoso estomizado em seu ambiente. Considera-se que o ambiente que abriga esse ser humano comporta uma diversidade de sentimentos, emoções, experiências, vincula múltiplos significados da relação do ambiente e o processo de cuidado a partir da Complexidade.

Vivência do paciente estomizado: uma contribuição para a assistência de enfermagem

Nascimento,Conceição de Maria de Sá; Trindade,Graciara Letícia Bezerra; Luz,Maria Helena Barros Araújo; Santiago,Roberta Fortes
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
28%
O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de conhecer os significados atribuídos a vivência de pacientes estomizados, descrever seus conhecimentos sobre o autocuidado e identificar a importância das orientações de enfermagem para a sua adaptação. Pesquisa com abordagem qualitativa, realizada com 10 sujeitos associados ao programa de acompanhamento ao portador de estomia em um Centro de Referência a Estomizados, em Teresina-PI. Os dados foram obtidos por meio de entrevista e submetidos à análise de conteúdo, da qual emergiram três categorias que abordaram as mudanças no modo de vida do portador de estomia, o conhecimento do estomizado sobre o autocuidado e a orientação no processo de adaptação do portador de estomia. Concluiu-se que a estomia significa alterações no modo de vida e que a atuação da enfermagem através de atividades educativas é indispensável para o desenvolvimento do autocuidado e adaptação dos estomizados.

Plano de cuidados compartilhado junto a clientes estomizados: a pedagogia Freireana e suas contribuições à prática educativa da enfermagem

Martins,Paula Alvarenga de Figueiredo; Alvim,Neide Aparecida Titonelli
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
27.66%
Pesquisa qualitativa, objetivando conhecer o compartilhamento de saberes e práticas de clientes estomizados sobre a manutenção da estomia de eliminação intestinal e urinária no contexto ambulatorial, e discutir suas possíveis repercussões no contexto domiciliar. Os sujeitos foram 17 clientes adultos e idosos estomizados em acompanhamento ambulatorial no município de Campos dos Goytacazes-RJ. Aplicou-se a abordagem metodológica Pesquisa Convergente-Assistencial e a análise de conteúdo temática. A confecção do plano de cuidados foi o produto instituído mediante a troca de experiências e saberes no ambulatório, tendo sido a pedagogia problematizadora instrumento facilitador na aprendizagem de clientes estomizados, durante o processo educativo. Com o retorno dos clientes no ambulatório, foi possível denotar os sucessos derivados da pedagogia utilizada. Sua condição de crítica e reflexão tornou-se aguçada, exercendo com maior segurança e autonomia os cuidados relacionados à manutenção de sua estomia, avaliando, modificando hábitos e transformando a realidade.

Conhecimento do profissional acerca do cuidado de enfermagem à pessoa com estomia intestinal e família

Ardigo,Fabíola Santos; Amante,Lúcia Nazareth
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
38%
Pesquisa convergente-assistencial que teve como objetivo conhecer o cuidado de enfermagem às pessoas submetidas à cirurgia de estomia intestinal, em um hospital universitário do Sul do país. Foi realizada nas unidades de internação cirúrgicas, nos meses de abril a agosto de 2011, através de entrevista semiestruturada com os profissionais de enfermagem. Os dados foram analisados em quatro processos: apreensão, síntese, teorização e transferência. Originaram as categorias: o conhecimento do profissional de enfermagem frente ao papel da pessoa com estomia intestinal para o autocuidado, o conhecimento do profissional de enfermagem com relação ao papel da família e formação e atuação profissional. Observou-se que a problemática da pessoa com estomia intestinal é complexa e determinante de condições especiais no atendimento à sua saúde para a sua reabilitação e autonomia.

O significado da mudança no modo de vida da pessoa com estomia intestinal definitiva

Silva,Ana Lúcia; Shimizu,Helena Eri
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
28%
O estudo teve como objetivo identificar e analisar as principais modificações que ocorrem no modo de vida do portador de estomia intestinal definitiva e as principais estratégias desenvolvidas para enfrentar a situação de ser estomizado. O método utilizado foi a história oral de vida tópica. As histórias foram obtidas de dez entrevistas semi-estruturadas com portadores de estomia intestinal definitiva. Utilizou-se a técnica de análise de conteúdo, especificamente, a temática. Da análise, emergiram cinco temas: a experiência de deparar-se com os sinais e sintomas da doença e necessidade de realização da estomia; o aprendizado de conviver com a estomia, o equipamento coletor e a busca de alternativas para suprir o uso do equipamento coletor; o enfrentamento das mudanças no modo de alimentar-se, vestir-se e vivenciar a sexualidade; a busca da reinserção social, o desafio de enfrentar a morte e a procura de perspectivas futuras; a busca da rede de apoio: crenças religiosas e espirituais, família e associação dos estomizados.

O cuidado ?? pessoa portadora de estomia: o papel do familiar cuidador

Souza, Jociel Lima de; Gomes, Giovana Calcagno; Barros, Edaiane Joana Lima
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
38.1%
O objetivo deste estudo foi conhecer o papel do familiar cuidador junto ?? pessoa portadora de estomia em seu per??odo adaptativo. Realizou-se um estudo qualitativo, descritivo e explorat??rio, em 2008, com cinco familiares de pessoas portadoras de estomias atendidas em um hospital universit??rio do sul do Brasil. A coleta dos dados deu-se atrav??s de entrevistas semiestruturadas e a an??lise dos dados deu-se pela t??cnica de an??lise de conte??do. A an??lise dos dados originou cinco categorias: dando apoio emocional; sendo presen??a; realizando cuidados integrais; realizando um cuidado hol??stico; e realizando cuidados conforme o grau de depend??ncia. Verificou-se que o cuidado prestado pelo familiar ?? pessoa portadora de estomia lhe transmite conforto e seguran??a, auxilia-a na aceita????o da estomia e na diminui????o dos medos e ang??stias gerados. Conclui-se que a fam??lia ter?? mais condi????es de cuidar se ela tamb??m for cuidada e potencializada para o cuidado.; The objective of this study was to understand the role of family caregiver close to the person with ostomy during the adaptation period. A qualitative, descriptive and exploratory study was carried out with five families of people with ostomy, assisted at a university hospital in the south of Brazil...

Ser mujer con ostomía: la percepción de la sexualidad; Ser mulher estomizada: percepções acerca da sexualidade

Calcagno Gomes, G.; Peres Bitencourt, P.; Pizarro, A. da R.; Pereira Madruga, A.; Silva de Castro, E.; De Oliveira Gomes, V.L.
Fonte: Murcia: Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia Publicador: Murcia: Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
27.66%
Se trata de un estudio con un enfoque cualitativo con el fin de saber cómo la estomización interfiere en la experiencia de la sexualidad de las mujeres con ostomía. Se llevó a cabo en el primer semestre de 2010. La muestra se compuso de diez mujeres que se han inscrito en un Servicio de ostomía de un hospital del interior de Rio Grande do Sul, Brasil. La recolección de datos fue realizada por entrevistas semiestructuradas en el domicilio de estas mujeres. El Análisis de los datos se realizó mediando la técnica de análisis de contenido generando dos categorías: dificultades y cambios en la vida después de la cirugía y la experiencia de la sexualidad. De ello se concluye que es importante que los profesionales de la salud implementen estrategias educativas con estas mujeres y sus parejas para ayudarles a superar sus dificultades haciéndolas capaces de experimentar su sexualidad de una manera agradable.; Trata-se de um estudo com abordagem qualitativa que objetivou conhecer como a estomização interfere na vivência da sexualidade de mulheres portadoras de estomia. Realizou-se no primeiro semestre de 2010. A população foi composta por dez mulheres portadoras de estomias, cadastradas em um Serviço de Estomaterapia de um Hospital do interior do Rio Grande do Sul...

Sexualidade da pessoa com ostomia de eliminação intestinal: que intervenção?

Martins, Cristina Graças
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/11/2013 POR
Relevância na Pesquisa
27.66%
O impacto físico e psicológico que a realização de uma ostomia de eliminação tem na qualidade de vida da pessoa e, consequentemente na sua sexualidade, exige que os profissionais de saúde na sua intervenção a integrem como uma das dimensões fundamentais no seu processo de viver. Conscientes das alterações que um estoma poderá ocasionar na sexualidade, e consequentemente na dificuldade que o enfermeiro e a pessoa com ostomia têm na abordagem e no questionamento dessa dimensão da vida, é imprescindível que a intervenção neste domínio seja intencionalmente trabalhada e sistematizada. Este estudo surge da necessidade de compreender o que está subjacente à prática no cuidado com a pessoa submetida a ostomia de eliminação intestinal, no que respeita à sua sexualidade. Estabelecemos como objetivos, compreender os conceitos e representações do enfermeiro sobre a sexualidade da pessoa com estomia de eliminação, identificar as suas intervenções e analisar os fatores que sustentam a sua intervenção na preparação da pessoa para a vivência saudável da sexualidade no período pós-ostomia. Trata-se de um estudo descritivo e analítico no âmbito do paradigma qualitativo. Os dados foram obtidos através de entrevistas semiestruturadas a cinco grupos de enfermeiros (focus grupo) que trabalham em serviços de cirurgia geral. Os dados foram analisados seguindo as indicações metodológicas de Barbour (2009). Como principais conclusões ressalta a escassez de intervenções de enfermagem planeadas nesta área de cuidados...

Cuidado de enfermagem às pessoas/famílias em perioperatório de cirurgia de estomia intestinal

Ardigo, Fabíola Santos
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 216 p.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
28.43%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem; Trata-se de uma pesquisa qualitativa, convergente-assistencial, cujos objetivos foram conhecer o cuidado de enfermagem às pessoas hospitalizadas submetidas à cirurgia de estomia intestinal e construir estratégias para promover o cuidado de enfermagem em um hospital universitário do sul do país, realizada nas Clínicas Cirúrgicas I e II. Para aprofundamento do referencial teórico foi desenvolvida uma revisão integrativa acerca da pessoa com estomia intestinal e sua rede de apoio. O marco conceitual teve embasamento nos pressupostos filosóficos e nas concepções teóricas de Wanda de Aguiar Horta (1979). A coleta de dados ocorreu entre abril e agosto de 2011, por meio de entrevistas semiestruturadas realizadas com 22 profissionais de enfermagem das referidas clínicas. A análise dos dados seguiu os processos de apreensão, síntese, teorização e recontextualização dos dados. Obedecemos aos aspectos éticos de acordo com a Resolução nº 196/96 CNS/MS. Os resultados são apresentados em dois manuscritos: Conhecimento do profissional acerca do cuidado de enfermagem à pessoa com estomia intestinal e família...

O significado da mudança no modo de vida da pessoa com estomia intestinal definitiva; El significado del cambio en el modo de vivir de la persona con ostomía intestinal difinitiva; The meaning of the new way of life of individuals with permanent intestinal ostomy

Silva, Ana Lúcia; Shimizu, Helena Eri
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/08/2006 POR; SPA
Relevância na Pesquisa
28%
O estudo teve como objetivo identificar e analisar as principais modificações que ocorrem no modo de vida do portador de estomia intestinal definitiva e as principais estratégias desenvolvidas para enfrentar a situação de ser estomizado. O método utilizado foi a história oral de vida tópica. As histórias foram obtidas de dez entrevistas semi-estruturadas com portadores de estomia intestinal definitiva. Utilizou-se a técnica de análise de conteúdo, especificamente, a temática. Da análise, emergiram cinco temas: a experiência de deparar-se com os sinais e sintomas da doença e necessidade de realização da estomia; o aprendizado de conviver com a estomia, o equipamento coletor e a busca de alternativas para suprir o uso do equipamento coletor; o enfrentamento das mudanças no modo de alimentar-se, vestir-se e vivenciar a sexualidade; a busca da reinserção social, o desafio de enfrentar a morte e a procura de perspectivas futuras; a busca da rede de apoio: crenças religiosas e espirituais, família e associação dos estomizados.; La finalidad del estudio fue identificar y analizar las principales modificaciones que ocurren en el modo de vivir del portador de ostomía intestinal definitiva así como las principales estrategias desarrolladas para enfrentar la situación de ser ostomizado. El método utilizado fue la historia oral de vida tópica conseguida a partir de diez entrevistas semiestructuradas con los portadores de ostomía intestinal definitiva. Se utilizó la técnica de análisis de contenido...