Página 1 dos resultados de 2256 itens digitais encontrados em 0.071 segundos

Identificação diacrónica de estilos de vida em doentes com cancro gástrico e/ou colo-rectal

Teixeira, Marina Margarida de Sousa
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
106.11%
Dissertação de Mestrado apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Psicologia de Educação e Intervenção Comunitária.; O presente trabalho tem por objectivo geral de caracterizar, numa perspectiva diacrónica, os Estilos de Vida em indivíduos com diagnóstico de cancro gástrico e/ou cancro colo-rectal acompanhados na Cirurgia Geral do Hospital de Santo António no Centro Hospitalar do Porto e tem como objectivo específico saber se os indivíduos tendem a alterar os Estilos de Vida após o diagnóstico da doença. Foi utilizado como instrumento de recolha de informação um Questionário de Estilos de Vida, Qualidade de Vida e Doença: I - Dados sócio-demográficos, II – Estilos de Vida, III - Sobre a doença. Com administração sequencial, após consulta, pelo médico assistente de cada doente. A investigação abrange uma amostra por conveniência de 100 participantes do sexo masculino n=66 e feminino n=34 entre os 29 e 93 anos (M= 68; DP=13), 75,0% dos quais casados, com uma média de tempo de diagnóstico de 9,42 meses. Dos resultados encontrados verifica-se uma tendência para alteração de hábitos alimentares após o diagnóstico de cancro, tendo o consumo de alimentos benéficos aumentado e diminuído o consumo de alimentos considerados nocivos. Em relação à dependência de nicotina esta era moderada antes do diagnóstico de cancro...

Percepção subjectiva de esforço e estilos de vida saudáveis em jovens adolescentes de ambos os sexos

Vaz, João Guilherme C. L. Dias
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
106.14%
Este trabalho tem como objectivo central, estudar a relação entre, a sensação subjectiva de esforço, e a frequência cardíaca, com vista à determinação do nível de percepção de esforço em jovens adolescentes. Verificou-se também hipotéticas relações entre a percepção do nível de esforço e algumas variáveis associadas com estilos de vida saudáveis. Para todos os sujeitos foi efectuado o controlo do desempenho cognitivo às disciplinas de Matemática e Português. Metodologia: Para a realização do estudo recorreu-se a uma amostra constituída por 30 indivíduos (18 do sexo masculino e 12 do sexo feminino), frequentadores do 12º ano da Escola Secundária de Avelar Brotero, em Coimbra, com idades compreendidas entre os 16 e os 20 anos. Para identificar os estilos de vida dos sujeitos foi usado um questionário, adaptado do questionário utilizado no projecto Aventura Social e Saúde, desenvolvido na Faculdade de Motricidade Humana. Relativamente à parte da percepção subjectiva de esforço, foi utilizado um teste máximo (Luc-Léger). Durante o decorrer da prova (final de cada patamar de esforço), e no final da mesma foi solicitado aos sujeitos que atribuíssem um valor à sua percepção de esforço, de acordo com a escala de Borg que lhes foi apresentada – CR-10. Simultaneamente foram registados os valores da frequência cardíaca...

Estilos de vida: uma contribuição ao estudo da segmentação de mercado.

Finotti, Marcelo Abib
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/04/2004 PT
Relevância na Pesquisa
116.03%
Esta dissertação versa principalmente sobre uma das formas de segmentação de mercado mais recentes no campo do consumidor individual: a Segmentação por Estilos de Vida (ou Segmentação Psicográfica). Para tanto, o conceito de Estilo de Vida é estudado em profundidade, desde sua origem, nos campos da psicologia e da sociologia, até a sua utilização aplicada ao estudo do comportamento do consumidor e da segmentação de mercado, sub-áreas de estudo do marketing. O estudo divide-se em duas partes. Na primeira, um levantamento bibliográfico é feito para que possam ser evidenciadas as origens e a evolução do conceito Estilos de Vida, que culmina com a história de sua “apropriação” e utilização pelos estudiosos do Marketing. Na segunda parte, é feita uma pesquisa de campo visando verificar o potencial de sua aplicação no mercado brasileiro, ao mesmo tempo em que se sugere uma metodologia para a sua utilização. Este é um aspecto fundamental deste projeto, uma vez que o tema tem sido desenvolvido principalmente pela iniciativa privada e são escassas as informações sobre a sua metodologia e seus resultados efetivos.

Criação de ambientes favoráveis para a promoção de estilos de vida saudáveis

Carvalho, Graça Simões de
Fonte: LIDEL - Edições Técnicas, Lda Publicador: LIDEL - Edições Técnicas, Lda
Tipo: Parte de Livro
Publicado em /09/2006 POR
Relevância na Pesquisa
106.11%
Nos últimos anos tem havido um grande debate sobre as diversas formas de abordagem da Educação para a Saúde e da Promoção da Saúde. Estas perspectivas têm sido estruturadas em diversos "modelos" que se diferenciam entre si essencialmente pelos objectivos e pelos métodos de trabalho utilizados. É neste contexto que nos surge uma questão crucial: dever-se-á dar ênfase à persuasão para que as pessoas alterem os seus comportamentos e estilos de vida para uma vida mais saudável, ou dever-se-á dar ênfase à alteração do ambiente físico e socio-económico naturalmente conducente a uma vida mais saudável? A tradicional Educação para a Saúde tem-se preocupado essencialmente com a alteração dos estilos de vida, ou seja, tem vindo a persuadir as pessoas a alterarem os seus hábitos para se "encaixarem" no ambiente em que vivem. Este modelo de educação para a saúde tem como objectivo que as pessoas cumpram o programa/proposta que lhes é apresentado, conduzindo à "culpabilização da vítima" quando o indivíduo insiste em não alterar o seu comportamento, por opção e vontade própria ou não. São diversas as alternativas a este modelo tradicional que se podem sintetizar em duas perspectivas diferentes e complementares de educação e promoção da saúde: por um lado...

Diferenças de estilos de vida entre populações jovens de meio rural (Boticas) e de meio urbano (Braga)

Gonçalves, Artur; Carvalho, Graça Simões de
Fonte: Universidade do Minho. Instituto de Estudos da Criança Publicador: Universidade do Minho. Instituto de Estudos da Criança
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 16/05/2007 POR
Relevância na Pesquisa
116.14%
Os Estilos de Vida, como maneiras de agir pensar e sentir, constituíram-se como o cerne desta investigação em virtude de serem as traves mestras da vida e da acção humana e, simultaneamente uma importante alavanca na construção e promoção da saúde. O objectivo do presente estudo é demonstrar se há diferenças significativas nos modelos de Estilos de Vida das populações jovens de meio rural, Boticas, e de meio urbano, Braga, em domínios como: alimentação, higiene, segurança, conforto, lazer, atitudes perante o sexo seguro, bem-estar, ambiente, água, níveis de satisfação, recursos económicos, perspectivas de vida. Da análise aos resultados sobressai que no âmbito dos Estilos de Vida, a dicotomia Rural–Urbano é significativa em diversos parâmetros analisados. No confronto entre as duas populações estudadas para o campo dos valores, nas variáveis em estudo e nas categorias que as constituem, os jovens rurais expressam níveis superiores de resistência na adesão a novas tendências e mantêm-se num plano mais tradicionalista, conservador e de censura ao incumprimento da norma, enquanto que os jovens urbanos são mais flexíveis e apresentam maior grau de aceitação e de incorporação do novo. As duas realidades apresentam um conjunto concepções sobre os Estilos de Vida bastante diferenciado...

Segmento sénior feminino: um estudo sobre estilos de vida e comportamento de consumo de produtos de cosmética

Cardoso, Gabriela
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
106.1%
Dissertação de Mestrado em Comportamento do Consumo; É conhecida a tendência de envelhecimento das sociedades modernas. O crescimento deste grupo populacional torna crucial perceber como vivem e consomem estes indivíduos. Utilizando como enquadramento o consumo de cosméticos, o objetivo deste estudo passa por perceber o que caracteriza a população sénior feminina, nomeadamente ao nível dos estilos de vida e, seguidamente, perceber qual o seu comportamento de consumo face aos produtos de cosmética. Para concretizar este duplo objetivo, foi feita uma recolha de dados primários junto de 300 mulheres com idades superiores a 55 anos. Os questionários eram constituídos por questões relacionadas com os estilos de vida, comportamento de consumo face aos produtos de cosmética e questões de cariz demográfico. A metodologia de análise assentou em técnicas de redução de dados, nomeadamente a análise fatorial e análise de clusters. A primeira com vista a reduzir as variáveis de estilos de vida aos seus principais componentes; a segunda com o objetivo de agrupar as inquiridas em grupos homogéneos. Finalmente, procedeu‐se à análise dos clusters tendo por base o perfil de consumo de produtos de cosmética. Com esta investigação espera‐se contribuir para a compreensão do segmento sénior em Portugal...

Os mass media e os estilos de vida saudáveis: a percepção das mensagens publicitárias sobre alimentação saudável e exercicio fisico

Mendes, Solange Magalhães Ferraz de Sousa
Fonte: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas Publicador: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 09/01/2012 POR
Relevância na Pesquisa
115.98%
Dissertação de Mestrado em Comunicação Social; This thesis presents the results of an investigation into the relationship between lifestyles and the media. It is a qualitative research project whose main objective is to identify how individuals perceive advertising messages about healthy eating and exercise. The study was based on the application of an interview with 22 subjects; 11 females and 11 males - Portuguese residents in the region of Lisbon, with qualifications from year 12. The mandatory requirement of this study was that respondents combined regular physical exercise together with a healthy diet. According to the respondents, it was concluded that careful dieting and regular exercise promoted a healthy lifestyle. With regard to the importance of the media in its promotion, including advertising, it appears that the diet and exercise are considered extremely important, but advertising is viewed with suspicion, since its purpose is to sell. The influential trend of aesthetics is seemingly more powerful than health.; Nesta tese são apresentados os resultados de uma investigação sobre a relação entre os estilos de vida saudáveis e os Meios de Comunicação. Trata-se de um projecto de pesquisa qualitativo...

Consumo de substâncias, estilos de vida activos e a saúde dos adolescentes portugueses

Ferreira, Mafalda Sofia da Costa Lopes
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
116.04%
Doutoramento em Ciências da Educação, especialidade de Educação para a Saúde; O presente estudo tem como objectivo verificar se a associação dos adolescentes a determinadas rotinas, opções de vida e contextos sociais influencia o consumo de substâncias. A fase da adolescência potencia novas experiências, pelo que é primordial no estudo dos comportamentos de saúde e estilos de vida. O instrumento utilizado foi o questionário Health Behaviour in School-aged Children, tendo sido utilizadas variáveis relativas a consumos de substâncias e a comportamentos que se associam a este tema, para explorar e contextualizar os resultados destes estudos. Serão assim estudadas: 1) diferenças de género e idades, no que se refere ao consumo de substâncias e estilos de vida; 2) factores de risco e protecção associados ao consumo de tabaco, álcool e drogas; 3) padrões associados ao consumo de substâncias nos últimos anos; 4) processos sociais associados aos consumos em contextos sociais e ambientais como família, pares, escola e comunidade. Pretendeu-se também identificar um modelo explicativo do consumo de substâncias nos adolescentes e a evolução na última década, verificando-se que os comportamentos de risco estão relacionados e que os contextos são determinantes para a saúde dos adolescentes.

A saúde e os estilos de vida dos jovens com diabetes tipo I

Andrade, Maria de Lurdes Monteiro Serrabulho
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
126.08%
Doutoramento em Ciências da Educação, especialidade Educação para a Saúde; As constantes mudanças sociais, ocupacionais, familiares e emocionais na vida dos jovens adultos com diabetes tipo 1 podem afetar a adesão ao tratamento da diabetes e a qualidade de vida dos jovens. Pretende-se com este estudo conhecer os comportamentos de saúde, estilos de vida, competências pessoais e sociais, suporte social, satisfação com a vida, adesão ao tratamento, representações sobre a doença e adaptação psicológica à diabetes dos jovens adultos com diabetes tipo 1, assim como as suas representações, perceções e opiniões em relação à vida e à diabetes. Foi realizado um estudo quantitativo, com aplicação de questionários a 278 jovens adultos com diabetes tipo 1 (18 - 35 anos), tendo sido organizados 7 estudos com base nesses resultados, e um estudo qualitativo, com utilização de grupos focais, em que participaram 30 jovens (18 - 34 anos). Verificou-se que, apesar das dificuldades inerentes a esta fase da vida, a maior parte dos jovens adultos com diabetes tipo 1 apresenta boas competências pessoais e sociais, bom suporte social e satisfação com a vida, representações positivas sobre a diabetes e boa adaptação psicológica à diabetes. A maior parte dos jovens não revela sintomas de ansiedade...

Cidade em transição: nobilitação urbana, estilos de vida e reurbanização em Lisboa

Rodrigues, Walter José dos Santos
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
116.04%
Doutoramento em Sociologia. Especialidade em Sociologia do Território e do Ambiente; O objectivo central deste trabalho consiste no questionamento sociológico da crescente redução populacional da cidade de Lisboa. A tese que aqui se defende sustenta que um dos efeitos fulcrais das dinâmicas que vêm transformando, nas últimas décadas, a cidade-região de Lisboa, e o seu principal centro urbano, é a nobilitação urbana de uma parte do seu território. O reverso da redução de população residente na capital do país tem sido a intensificação, nas duas últimas décadas, de processos de nobilitação do seu tecido social e urbanístico. O centro principal da cidade-região de Lisboa, ao invés de perder centralidade naquelas dinâmicas, continua a desempenhar um crucial papel estruturador da vida urbana da cidade-região. Ele apresenta um carácter distintivo, do ponto de vista morfológico, funcional, do seu tecido social, e da diversidade e crescente cosmopolitismo dos seus estilos de vida, que permite inferir a hipótese que sustenta ser a cidade em transição uma cidade que caminha no sentido de um novo ciclo urbano que configura a reurbanização. A exposição organiza-se, nos seguintes planos: (i) problematização dos traços fundamentais da mudança societal em curso (capítulo 1); (ii) discussão das principais hipóteses sobre as actuais mudanças urbanas e os modelos de cidade que delas estarão a resultar (capítulo 2); (iii) análise da natureza da mudança implicada nos processos de nobilitação urbana (capítulo 3); (iv) análise do que poderá estar em causa nas mudanças sociais presentes na esfera dos estilos de vida (capítulo 4).; The main purpose of this work is the sociological questioning of the Lisbon city continuous population decrease. The presented thesis...

Estilos de vida dos consumidores portugueses: estudo exploratório de desenvolvimento de um questionário de estilos de vida

Castro, Rodolfo Teixeira
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 02/11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
106.14%
Mestrado em Psicologia Social e das Organizações; O presente estudo visa estudar e aprofundar as técnicas utilizadas para medir os Estilos de Vida dos consumidores. Através da análise dos questionários mais utilizados nesta área foi possível verificar de que forma é possível propor uma nova ferramenta para amostras da população portuguesa. Esta necessidade surge da constatação de que actualmente em Portugal este tipo de estudos tardam em dar resposta às necessidades das empresas. Este projecto tem por objectivo último o auxílio e melhoramento das técnicas de segmentação de mercado, mais especificamente a Segmentação por Estilos de Vida. Para esse efeito foi realizada uma pesquisa dos conceitos tratados e, investigados todos os desenvolvimentos científicos já realizados em diversas áreas: Psicologia, Sociologia, Marketing e Administração. De forma a alcançar os objectivos propostos, foi necessário desenvolver um questionário e realizar um levantamento de dados. O questionário foi construído com base nos questionários mais utilizados e referidos na literatura, bem como nos mais creditados para a medida de estilos de vida. Na fase seguinte, este questionário foi alvo de um pré-teste a 15 indivíduos heterogéneos. Após as correcções e ajustes necessários...

Desigualdades na vida e na morte: saúde, classes sociais e estilos de vida

Antunes, Ricardo Jorge de Sousa
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
115.97%
Doutoramento em Sociologia; O presente estudo pretende analisar a relação entre a estrutura de classes sociais e as desigualdades na saúde, procurando explicar os mecanismos mediadores que convertem o social no biológico. Sustenta-se que as desigualdades inscritas na ordem social se traduzem numa incorporação individual da desigualdade sob a forma de disparidades perante a doença e a morte. No plano teórico recorre-se a contributos das áreas disciplinares da sociologia das classes sociais e da saúde e, da epidemiologia. A complexidade que caracteriza os fenómenos relacionados com a saúde e a doença implicam uma abordagem multidimensional onde interagem diversos factores como, as classes sociais, o género, as regiões, os recursos educacionais, as gerações, os comportamentos e estilos de vida, os tipos de doenças ou as causas de morte. A investigação é assente numa estratégia de tipo extensivo-quantitativo, tendo por base a informação presente nos processos hospitalares relativos aos óbitos ocorridos em 2004 e originários de duas instituições hospitalares, uma localizada em Lisboa e a outra em Beja. A totalidade dos processos analisados corresponde a um universo de 1935 óbitos.; The main purpose of this research was to analyse the effects of the social structure on unequal patterns of morbidity and mortality in Portugal. The unequal distribution of the diseases and the causes of death in the social space reveal a structure of social inequalities based on the differentiated possibilities of accessing and using health resources. The data source was based on the analysis of individual hospital files of inpatients from two hospitals who died in 2004 (N = 1935). Data were collected from these files on social and health dimensions so as to define each person’s social class...

Personalidade e estilos de vida nos bombeiros voluntários

Baptista, Célia Patricia da Mota
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
106.14%
Dissertação de mestrado em Psicologia da Saúde; O principal objectivo deste estudo foi verificar se os Estilos de Vida estão relacionados com o tipo de Personalidade do indivíduo. Teve, ainda, como objectivos verificar se existem traços de Personalidade comuns aos Bombeiros e constatar se a presença de stress está relacionada com os Estilos de Vida adoptados. Pretende-se, ainda, relacionar os Estilos de Vida com algumas variáveis sócio-demográficas. Aprofundando o conhecimento nesta área de forma a ser possível criar um programa de promoção de saúde os Bombeiros da Zona Operacional de Leiria. Participaram 146 Bombeiros, com idades compreendidas entre os 17 e os 60 anos (44 do sexo feminino e 102 do sexo masculino), do distrito de Leiria. Foi encontrada uma correlação estatisticamente significativa entre os Estilos de Vida Parte I (factores de risco) e o Neuroticismo, o que sugere que estes sujeitos tendem a percepcionar um maior risco de desenvolver doenças, uma vez que apresentam valores mais elevados ao nível da preocupação, nervosismo, hipocondríacos e com respostas de coping desadequadas. Tendem a ser emocionalmente inseguros, manifestando, por vezes, sentimentos de incompetência. Deixam, também, transparecer tristeza...

Afectividade, percepção de saúde, stress e estilos de vida nos jovens

Martinho, Filipa Isabel Ferreira
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
106.1%
Dissertação de Mestrado em Psicologia da Saúde; O presente estudo teve como principal objectivo estudar as relações existentes entre as variáveis afectividade, da percepção de saúde, stress e estilos de vida dos jovens. Os participantes foram 642 sujeitos, sendo 51,6% do sexo feminino e 48,4% do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 15 e os 25 anos. Os instrumentos utilizados para avaliar as varáveis em estudo foram o "Questionário dos Estilos de Vida" adaptado neste trabalho da escala original "The Lifestyle Appraisal Questionnaire" (estilos de vida e stress), "o Questionário do Estado de Saúde - SF-8 " (percepção de saúde) e a "Escala de Afecto Positivo e Negativo" (afectividade). Neste estudo foram encontradas correlações significativas entre as variáveis percepção de saúde, afectividade, stress e estilos de vida.

Burnout e estilos de vida em profisionais de saúde

Pacheco, José Eusébio Palma
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2005 POR
Relevância na Pesquisa
106.17%
Tese dout., Psicologia, Universidade do Algarve, 2005; Este trabalho baseia-se na convicção de que o burnout e os estilos de vida estão associados, podendo interferir no bem-estar e na saúde. Neste sentido, para um primeiro estudo, foi delineada uma pesquisa de tipo exploratório e descritivo, tendo como objectivo identificar e analisar os factores de burnout, os estilos de vida e, ainda, as estratégias de coping utilizadas pelos profissionais de saúde, e estabelecer uma relação entre estas variáveis. Um segundo estudo longitudinal foi desenhado tendo como objectivo a importância da formação na promoção de estilos de vida saudáveis. A amostra foi constituída por 357 profissionais de saúde de dois hospitais para o primeiro estudo. Para o segundo estudo a amostra foi constituída por 16 enfermeiras de um Centro de Saúde, dependendo da disponibilidade e acessibilidade dos profissionais destas instituições. Previamente realizámos estudos de campo e uma revisão bibliográfica pertinente para esta temática, definindo um quadro teórico que permitiu estabelecer as hipóteses estudadas. Dos resultados obtidos evidenciam-se os seguintes aspectos: - dos profissionais de saúde, 23,8% apresentam elevados níveis de exaustão emocional...

ACG36/8 Aprobaci??n del M??ster Propio en Nuevas Perspectivas en el ??mbito de la Actividad F??sica en el Siglo XXI: La Promoci??n de Estilos de Vida Activos, 1?? Edici??n 11/M/001

Universidad de Granada
Fonte: Universidade de Granada Publicador: Universidade de Granada
Tipo: Outros
SPA
Relevância na Pesquisa
115.95%
Aprobaci??n del M??ster Propio en Nuevas Perspectivas en el ??mbito de la Actividad F??sica en el Siglo XXI: La Promoci??n de Estilos de Vida Activos, 1?? Edici??n 11/M/001, aprobado por el Consejo de Gobierno de la Universidad de Granada celebrado el 29 de noviembre de 2010.

Diferentes Percursos Diferentes Estilos de Vida?

Silva, Armando Manuel Marques; Brito, Irma da Silva; Amado, João Costa
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 09/05/2014 POR
Relevância na Pesquisa
106.16%
Introdução: O estilo de vida tem sido consensualmente percepcionado como relevante para a saúde e tem-se salientado a importância de fomentar padrões de comportamento individual mais favoráveis para prevenir doenças e promover a saúde (1). Objectivo: Conhecer os estilos de vida dos jovens, escolarizados é condição necessária para conceber estratégias preventivas. Material e Métodos: Estudámos uma amostra de estudantes do ensino superior português com o objectivo de analisar a relação entre a área de formação académica e algumas dimensões relacionadas com a saúde: estilo de vida e IMC. Realizámos um estudo epidemiológico, aplicando o questionário "Estilo de vida Fantástico" versão portuguesa (2) e o auto relato do peso e altura para o cálculo do IMC, com recolha de dados por via on-line. Resultados: A amostra global foi 4314 estudantes, sendo constituídas 8 subamostras de acordo com as áreas de educação e formação, com 142, 394, 1021, 565, 890, 108, 939 e 255 estudantes respectivamente. Em relação ao estilo de vida 0.2% necessitam melhorar, 14.5% têm um estilo de vida regular, 29.4% bom, 48.0% muito bom e 7,9%.excelente. Para um máximo de 120 pontos, a média global do estilo de vida foi de 86.11±12.38...

Estilos de vida y revitalización del espacio urbano

Pablos Ramírez, Juan Carlos de; Sánchez Tovar, Ligia
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Article; info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2003 SPA
Relevância na Pesquisa
116.05%
Este trabajo trata de profundizar en los distintos elementos que configuran los estilos de vida, tanto hacia dentro -a través de la búsqueda de la calidad de vida- como hacia fuera, en la configuración del espacio urbano. Está referido a un centro histórico -que además es Patrimonio de la Humanidad: el Albaicín de Granada-, donde el efecto de esta confluencia es la revitalización del mismo, según patrones diferenciados que afectan al modo de entender las relaciones con los distintos elementos que organizan ese espacio, como las relaciones interpersonales, las infraestructuras, el turismo, el papel de la Administración, etc. Se parte de un enfoque cualitativo, orientado a profundizar en la significación de los estilos de vida para los propios residentes, y se proponen algunas posibles repercusiones para la reproducción del espacio urbano, con carácter general.; This piece of research work deals with different elements of life styles, internal (through life quality) and external (towards urban space constitution. It refers to a historical urban centre: the Albaicín of Granada world Heritage. The different elements that organize the space, the interpersonal relations, the role of the Administration, among other factors, are analysed in qualitative terms. So...

Tempo de Trabalho e de Não Trabalho e Estilos de Vida Contemporâneos

Jonas Cardoso; Universidade Federal de Rondônia; Carmen Grisci; Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS
Fonte: Revista de Administração e Negócios da Amazônia Publicador: Revista de Administração e Negócios da Amazônia
Tipo: Artigo Avaliado por Pares; Formato: application/pdf
Publicado em 24/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
116.06%
O objetivo deste ensaio teórico foi trazer para a discussão a mudança na concepção de tempo de trabalho e de não trabalho e seus desdobramentos nos estilos de vida dos trabalhadores com base no avanço da informatização. Para atingir o objetivo, procedeu-se a descrição e análise das categorias tempo de trabalho e de não trabalho dentro de uma perspectiva histórica recente, mais precisamente, a partir do inicio dos anos 1970. Em seguida, com base nesse levantamento histórico foi feita uma análise sobre a (in)diferenciação do tempo de trabalho e de não trabalho e suas implicações aos estilos de vida dos indivíduos. Com base na bibliografia consultada percebe-se que a partir do avanço da informatização por meio das novas tecnologias da informação e comunicação, a ausência de limites entre tempos de trabalho e de não trabalho tende a se intensificar. Isso produz estilos de vida condizentes com as necessidades relativas aos modos de trabalhar que fogem ao controle do trabalhador.

Hábitos y estilos de vida asociados al síndrome metabólico

Arpa Gámez,Ángel; González Sotolongo,Odalys; Vega Fernández,Cosette
Fonte: Revista Cubana de Medicina Militar Publicador: Revista Cubana de Medicina Militar
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2010 ES
Relevância na Pesquisa
106.11%
OBJETIVO: Determinar la posible relación entre los hábitos y estilos de vida y el síndrome metabólico, y a su vez conocer cómo se comporta cada variable que constituye el síndrome con el estilo de vida. MÉTODOS: Se diseñó una investigación observacional analítica en la cual se estudia un grupo de 123 oficiales a quienes se les toma las variables que constituyen el síndrome metabólico según los criterios del Adult Treatment Panel III y el IB para evaluar hábitos y estilos de vida. Se relaciona el estilo de vida con el síndrome metabólico y con cada uno de sus criterios diagnósticos. RESULTADOS: El grupo de individuos con síndrome metabólico mostraron un valor medio de IB de 1,87 (desviación estándar [DE]: 0,65), muy inferior a quienes no presentaron el síndrome (4,06; DE: 1,07), con diferencia significativa. Todas las variables que constituyen el síndrome metabólico se deterioraban en la medida que el IB demostraba peores estilos de vida. En la medida que se sumaban en los individuos un mayor número de criterios diagnósticos de síndrome metabólico, la media del puntaje del IB decrecía significativamente, de 4,31 (DE: 1,08) entre quienes no presentaban ningún criterio diagnóstico a 1,00 entre aquellos que reunían los 5 criterios. CONCLUSIONES: Existe asociación entre los hábitos y estilos de vida y la presencia del síndrome metabólico en general y de cada una de sus variables constituyentes.