Página 1 dos resultados de 21 itens digitais encontrados em 0.012 segundos

Ex vivo and in vivo studies with VO (dmpp) : validation of its anti-diabetic properties

Domingues, Neuza Luísa da Silva
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
ENG
Relevância na Pesquisa
15.96%
The compound bis(1,2-dimethyl-3-hydroxy-4-pyridinone) oxovanadium(IV), VO(dmpp)2 has been extensively studied in our group. Structural studies were already carried out to characterize the vanadium species present in solution at physiological conditions and it was also determined pKa values and stability constants. Biochemical studies with cellular models have shown that this compound has properties indicative of insulin mimetism. In particular, ex vivo studies with rat adipocytes demonstrated that it increases glucose uptake, inhibits FFA release and promotes Akt phosphorylation, in non-toxic concentrations. More recently, in vivo studies with Zucker fatty rats, an obese pre-diabetic animal model, clearly showed that treatment with a daily dose of this compound during 30 days, ameliorates the diabetic features characteristic of this animal model such as gain of body weight, abdominal fat width and hepatic triglycerides content as assessed by MRI/MRS techniques. It was also demonstrated a totally reverses the glucose intolerant profile. In this work further studies were carried out to validate the promising anti-diabetic capacity of VO(dmpp)2, using ex vivo studies with isolated GK rat adipocytes and pancreatic islets, adipocytes from human adipose tissue and in vivo studies with GK rats...

Early cardiac effects of a high-sucrose diet in a rat model of prediabetes

Nunes, Sara Raquel
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
ENG
Relevância na Pesquisa
36.27%
A cardiomiopatia diabética (CMD) é vista como uma cardiomiopatia específica e definida por alterações estruturais e funcionais no miocárdio devido a anomalias metabólicas e celulares induzidas pela diabetes mellitus (DM). A transição das anomalias metabólicas precoces que precedem a DM, como a glicemia de jejum alterada e a intolerância à glicose, para um estado de diabetes pode levar muitos anos; no entanto, as estimativas actuais indicam que a maioria dos indivíduos neste estado de pré-diabetes eventualmente desenvolve DM. Durante o estado pré-diabético, o risco de eventos cardiovasculares está já aumentado e as anomalias cardíacas podem aparecer antes do diagnóstico da DM. A identificação precoce de alterações cardíacas em pacientes pré-diabéticos/resistentes à insulina poderá ser a melhor estratégia para prevenir a evolução para fases mais graves da doença. Para elucidar se estados iniciais de disfunção cardíaca estão já presentes na pré-diabetes com resistência à insulina, e os mecanismos envolvidos, testamos um possível modelo animal que pode mimetizar um estado pré-diabético em humanos com resistência à insulina, sem outros factores associados que podem levar à lesão/disfunção cardíaca...

Cellular and molecular mechanisms of impaired wound healing in diabetes : understanding the role of substance P and mast cells

Tellechea, Ana Luísa Alves
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
ENG
Relevância na Pesquisa
15.96%
Diabetes mellitus (DM) é uma das doenças crónicas mais predominantes no Mundo, representando um grave problema de saúde pública. Uma das complicações mais debilitantes e dispendiosas da DM consiste no desenvolvimento de úlceras crónicas, não cicatrizantes, do pé diabético (DFU). Apesar dos esforços para desenvolver novos tratamentos, as terapias actualmente disponíveis são escassas e de eficácia limitada. Assim, compreender as vias complexas e multifactoriais conducentes à cicatrização deficitária de feridas diabéticas (DM) é crucial para identificar novas estratégias terapêuticas para DFU. A neuropatia diabética periférica (DPN), doença vascular periférica (PVD), reduzida resistência a infecção e anomalias bioquímicas são os principais factores de risco para o desenvolvimento de DFU. Além disso, a inflamação sistémica relacionada com DM e a deficiência em neuropeptídeos associada à DPN, foram recentemente propostos como contribuintes importantes para o insucesso na cicatrização. No entanto, a investigação translacional dos mecanismos subjacentes à fisiopatologia da DFU é escassa. Os principais objectivos desta tese são identificar os mecanismos celulares e moleculares através dos quais a inflamação crónica e a deficiência em neuropeptídeos comprometem a cicatrização na DM...

Dietary glycemic load, glycemic index, and refined grains intake are associated with reduced β-cell function in prediabetic Japanese migrants; Associação entre carga glicêmica da dieta, índice glicêmico e consumo de cereais refinados e função reduzida das células-β em migrantes japoneses com pré-diabetes

SARTORELLI, Daniela Saes; FRANCO, Laércio Joel; DAMIÃO, Renata; GIMENO, Suely; CARDOSO, Marly Augusto; FERREIRA, Sandra Roberta Gouvea
Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Publicador: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
45.87%
OBJECTIVE: To investigate the association between carbohydrate intakes and β-cell function (HOMA-β) in Japanese-Brazilians with impaired glucose tolerance (IGT). METHODS: Dietary intakes were assessed by a validated food frequency questionnaire in a cross-sectional survey carried out in 2000. The associations between diet and HOMA-β were verified in 270 newly diagnosed IGT in multiple linear regression models. RESULTS: The mean (SD) age was 58 (11) years and the mean HOMA-β was 65 (47). The glycemic load was inversely associated with HOMA-β, β1 -0.140 (95%CI = -1.044; -0.078), p = 0.023. The inverse association was also observed for refined grains intakes: -0.186 (95%CI = -0.4862; -0.058), p = 0.012. After adjustments for body mass index, the glycemic index was inversely associated with HOMA-β: -0.1246 (95%CI = -2.2482, -0.0257), p < 0.001. CONCLUSIONS: These data suggested that dietary glycemic load, glycemic index, and refined grains intakes are associated with reduced β-cell function, and the quality of dietary carbohydrates may be relevant for maintaining β-cell function among individuals with IGT.; OBJETIVO: Investigar a associação entre o consumo de carboidratos e função das células-β (HOMA-β) em nipo-brasileiros portadores de tolerância à glicose diminuída (TGD). MÉTODOS: O consumo alimentar habitual foi avaliado por meio do questionário quantitativo de frequência alimentar previamente validado em estudo transversal conduzido em 2000. A associação entre dieta e HOMA-β foi verificada em 270 indivíduos portadores de TGD em modelos de regressão logística ajustados. RESULTADOS: A média (DP) de idade foi 58 (11) anos e do HOMA-β foi 65 (47). A carga glicêmica foi inversamente associada ao HOMA-β...

Alteração da concentração de glicogênio durante o dia em glândulas submandibulares e parótidas de ratos; Variation of glycogen concentration in parotid and submandibular gland of rats during the day

Matos, Jonas Alencar de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/11/2009 PT
Relevância na Pesquisa
16.14%
As glândulas salivares são glândulas exócrinas que vertem seus produtos para cavidade oral. As principais glândulas são as parótidas, sublinguais e submandibulares sendo elas as responsáveis pela contribuição do maior volume de saliva durante o processo de secreção que, assim como todas as atividades que nosso corpo exerce, também dependem de energia. A secreção salivar consome glicose e mobiliza o glicogênio para adquirir energia, e este processo pode sofrer influencia de alguns fatores dentre eles o estado diabético e o ritmo circadiano. O diabetes altera todo o metabolismo de carboidratos e diminui o fluxo salivar. Já o ritmo circadiano promove uma alteração fisiológica no fluxo e composição da saliva de acordo com o horário do dia. Desta forma o objetivo deste trabalho foi em um primeiro momento observar o comportamento da concentração de glicogênio em glândulas parótidas e submandibulares de ratos com diferentes idades e condições alimentares em um determinado período do dia. Em um segundo momento observar as alterações que ocorrem na concentração de glicogênio em ratos diabéticos durante o dia. Na primeira fase do estudo foram utilizados ratos saudáveis com 21, 30 e 60 dias de vida, divididos em grupos alimentado e alimentados com restrição. No grupo com restrição de alimento os animais ficaram restritos a alimentação noturna (19 7 horas) desde 2 dias antes do sacrifício. Na segunda fase do estudo...

Pré-Diabetes em pacientes com síndrome do túnel do carpo: um estudo transversal analítico; Prediabetes in patients with carpal tunnel syndrome: a crosssectional analytical study

Vasconcelos, José Tupinambá Sousa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/11/2013 PT
Relevância na Pesquisa
55.91%
Síndrome do túnel do carpo (STC) está associada à diabetes mellitus (DM), mas a associação não está claramente demonstrada com pré-diabetes (PD). Objetivo: Determinar a prevalência de PD e fatores de risco associados em pacientes com STC. Métodos: Foi realizado estudo transversal incluindo 115 pacientes com STC idiopática e 115 controles pareados por idade, gênero e índice de massa corporal (IMC). Avaliação clínica, laboratorial e neurofisiológica foi realizada em todos os indivíduos para confirmar o diagnóstico e gravidade da STC de acordo com a classificação neurofisiológica de STC. PD foi definido usando critérios estritos. Resultados: A prevalência de PD foi similar no grupo STC e controles (27% vs. 21,7%, P=0,44). Sintomas noturnos (91,3%) e classificação moderada de STC (58,3%) foram os mais frequentemente observados. Pacientes com STC com PD apresentaram média de idade significativamente mais alta comparada à pacientes com STC sem PD (53,8 +- 10,2 vs. 49,5 +- 8,6 anos, P=0,027). Tendência de média mais alta de IMC (30,6 +- 4,1 vs. 28,7 +- 4,8 kg/m2, P=0,059) e duração dos sintomas (21,5 +- 29,6 vs. 14,8 +- 20,6 meses, P=0,062) e menor frequência de gênero feminino (80,6% vs. 92,9%, P=0,057) foram observados em pacientes com STC com PD. Frequências de pacientes com STC com PD e idade > 60 anos (29...

Estado nutricional e metabólico de pacientes gastrectomizados e colectomizados por câncer clinicamente curados com e sem diabetes mellitus: impacto da homeostase glicídica sobre variáveis clínicas e bioquímicas; Nutritional and metabolic status of clinically cured patients submitted to gastrectomy and to colorectal surgery for cancer with or without diabetes mellitus: impact of glucose homeostasis on clinical and biochemical variables

Hayashi, Silvia Yoko
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
25.98%
O rearranjo da anatomia gastrointestinal é atualmente o foco de estudos para a remissão e cura do diabetes mellitus tipo 2. Há evidências a favor da melhora desta comorbidade após a gastrectomia em pacientes não obesos, entretanto sem análise de longo prazo. O intestino grosso, como integrante do aparelho digestório e potencialmente produtor de incretinas, ainda não foi estudado em relação à influência de sua retirada (colectomia) no desfecho do diabetes. Nestas circunstâncias, faz-se necessário um estudo em longo prazo destas duas cirurgias na homeostase glicídica. Objetivos: Analisar a resposta em longo prazo do diabetes e pré-diabetes pré-existentes após gastrectomia, bem como, colectomia por câncer. Métodos: Foram analisados pacientes adultos submetidos à gastrectomia subtotal e total (Y de Roux) por câncer gástrico e colectomia (direita ou retossigmoidectomia) por câncer de colo e reto há mais de 3 anos e sem sinais de doença em atividade. Incluíram-se controles nas duas situações de pós-operatório tardio com homeostase glicídica normal, a fim de averiguar também sua evolução em longo prazo. Agregou-se ainda um grupo controle pré-operatório atual constituído de doentes diabéticos com câncer gástrico...

Impacto do ensino a distância no conhecimento dos docentes de enfermagem para avaliação de feridas crônicas; E-learning impact in nursing faculty knowledge to chronic wound assessment

Gonçalves, Marcia Beatriz Berzoti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
25.87%
O conhecimento embasado nas melhores evidências científicas para a assistência de enfermagem às pessoas com feridas crônicas (FC) deve alicerçar o ensino da temática na formação do enfermeiro. Diante da relevância epidemiológica do problema, o docente de enfermagem se depara com o desafio de ensinar aos estudantes, o cuidado às pessoas com essa complicação, nos diversos contextos de atenção à saúde. A etapa da avaliação da FC é fundamental para identificar e descrever o processo de cicatrização e a seleção da terapia tópica, que o favoreça. A educação à distância (EAD) tem demonstrado ser uma estratégia efetiva para atualização do conhecimento. Diante disto, o objetivo deste estudo foi identificar o impacto da EAD, no conhecimento de docentes de enfermagem e enfermeiros vinculados ao ensino superior, acerca da avaliação de FC. Tratou-se de um estudo prospectivo, quase-experimental, com coleta de dados antes e após a intervenção. Após aprovação pelo Comitê de Ética em Pesquisa, foram convidados a participar da pesquisa, docentes e enfermeiros vinculados ao ensino, de instituições de ensino superior (IES) públicas e privadas, que ministrassem disciplinas teóricas e/ ou práticas...

Aterosclerose subclínica e marcadores de inflamação, de resistência à insulina e genéticos em portadores de hiperglicemia; Subclinical atherosclerosis and inflammation, insulin resistance and genetic markers in hyperglycemic patients

Manfredi, Adriana Bertolami
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/10/2014 PT
Relevância na Pesquisa
35.87%
A doença aterosclerótica macrovascular se inicia em fases precoces das alterações do metabolismo glicídico. Este estudo teve por objetivos: 1) avaliar a prevalência de aterosclerose subclínica diagnosticada por métodos não-invasivos em indivíduos com indicação de teste oral de tolerância a glicose; 2) avaliar a distribuição de biomarcadores e de marcadores genéticos nessa população; e 3) determinar os fatores de risco para aterosclerose subclínica em pacientes disglicêmicos. Indivíduos em prevenção primária foram inicialmente submetidos a teste oral de tolerância a glicose e classificados em grupos controle, glicemia de jejum alterada, intolerância à glicose e diabete melito; posteriormente, foram submetidos a pesquisa de aterosclerose subclínica e de biomarcadores, e a avaliação de polimorfismos genéticos e expressão gênica. Foram incluídos 103 pacientes no grupo controle, 80 no grupo glicemia de jejum alterada, 98 no grupo tolerância diminuída à glicose e 59 no grupo diabete melito, com média de idade de 59 + 7,4 anos, sendo 62,4% mulheres. Não foram encontradas diferenças quanto às características clínicas e laboratoriais entre os grupos. Foi observada alta prevalência de aterosclerose subclínica na população (77...

Disfunção diastólica no pré-diabetes e diabetes mellitus tipo 2. avaliação ecocardiográfica precoce, compreensiva e com parâmetros ajustados pela idade

Pontes, Mauro Ricardo Nunes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
45.87%
Resumo não disponível

Importância do pré-diabetes na predição do risco de diabetes melito tipo 2 e de suas complicações crônicas

Souza, Camila Furtado de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
55.98%
O diabetes melito (DM) do tipo 2 (DM2) é responsável por 90% dos casos de diabetes e está associado a complicações micro e macrovasculares de elevada morbimortalidade. O DM2 é uma doença de prevalência crescente que impõe grande carga aos serviços de saúde, é de fácil diagnóstico, e medidas efetivas para a prevenção de suas complicações podem ser tomadas. As doenças cardiovasculares (DCV) são responsáveis por 65% da mortalidade de indivíduos com diabetes, tornando-o a sétima maior causa de morte nos Estados Unidos da América. Os indivíduos comprovadamente com maior risco de desenvolvimento de diabetes incluem aqueles com glicemia de jejum alterada (GJA) e tolerância diminuída à glicose (TDG), fases pré-clínicas da doença, e especialmente aqueles com GJA e TDG combinadas. Esses indivíduos fazem parte de um grupo hoje conhecido como pré-diabetes. Aproximadamente 25% dos indivíduos com pré-diabetes desenvolverá DM2 em 3 a 5 anos. A hiperglicemia, na ausência de DM diagnosticado, também foi associada ao aumento no risco de DCV. Mais recentemente, o pré-diabetes também vem sendo associado a complicações microvasculares, antes atribuídas somente ao DM. Muitos estudos demonstraram que mudanças no estilo de vida e intervenções medicamentosas são efetivas em retardar ou prevenir o DM2 em pacientes com pré-diabetes. Dentre os medicamentos que podem ser utilizados com essa finalidade...

Diagnóstico de neuropatia no diabetes mellitus tipo 2 e no pré-diabetes

Balbinot, Luciane Fachin
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.23%
Segundo dados de 2012 da Sociedade Brasileira de Diabetes, se estima que cerca de 6% da população brasileira tenha diabetes e cerca de 7 a 8% tenha pré-diabetes. A neuropatia diabética é a complicação mais frequente dessa doença podendo já ocorrer no pré-diabetes. O início da neuropatia diabética é precoce e exibe grande variabilidade de manifestações clínicas, incluindo o comprometimento de diversas fibras nervosas somáticas e autonômicas. O diagnóstico tardio da neuropatia em diabéticos está associado à maior incidência de complicações como, por exemplo, ulcerações e amputações típicas do “pé diabético” e risco cardiovascular aumentado, incluindo a morte súbita. Dados como os citados acima motivaram a presente pesquisa, que se propõe a associar métodos diagnósticos não invasivos, disponíveis em nosso meio, a protocolos de investigação já recomendados pela comunidade científica internacional para neuropatia diabética. Aplicou-se um extenso protocolo de testes com finalidade de rastreamento da neuropatia somática e autonômica em três grupos de indivíduos: grupo DM (com diabetes melitus tipo 2), grupo Pré-DM, pré diabético e grupo C, de controles saudáveis. O teste em estudo foi a Termografia Computadorizada por Infravermelho...

Estudo neurofisiológico e bioquímico de sujeitos com diferentes graus de tolerância à glicose (normais, pré-diabéticos e diabéticos)

Winckler, Pablo Brea
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
55.91%
INTRODUÇÃO: A diabetes mellitus tipo 2 (DM) é uma doença metabólica caracterizada pela presença de hiperglicemia crônica. Estudos prévios demonstraram que pacientes com pré-diabetes (PDM) têm uma história natural de progressão para DM. A neuropatia diabética é a complicação mais comum da DM e avanços recentes na neurofisiologia clínica trouxeram um refinamento das técnicas de avaliação. Entre estas estão à resposta cutânea simpática (SSR) e o teste sensorial quantitativo (QST). Biomarcadores como Enolase Neurônio-Específica (NSE) e a Proteína S100-Beta (S100B) vem sendo descritos por muitos autores como associados a danos em células do sistema nervoso. OBJETIVO: O objetivo deste estudo é avaliar parâmetros neurofisiológicos e compará-los com achados clínicos e bioquímicos (S100B e NSE) em pacientes com DM, PDM e controles saudáveis. MÉTODOS: Pacientes dos ambulatórios de Neurologia e Endocrinologia foram randomizados em um estudo transversal. Os participantes foram submetidos a uma bateria de testes clínicos e neurofisiológicos que englobaram condução nervosa, Onda-F, SSR e QST. Níveis séricos de NSE e S100B foram quantificados através de ensaio ELISA (Enzyme-linked immunosorbent assay). RESULTADOS: A avaliação clínica e os estudos de condução nervosa e Onda-F foram similares nos grupos estudados. Já os limiares QST calor (QSTc) e QST dor (QSTd) foram significativamente elevados nos pacientes PDM e DM com relação aos controles (P<0.05 para todas as comparações). No entanto...

Efeito do treinamento resistido na densidade mineral óssea e no conteúdo de GLUT4 em ratos diabéticos (tipo 2) osteopênicos

Yamamoto, Aline Pedro de Melo
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 71 f : il. + 1 CD-ROM
POR
Relevância na Pesquisa
15.87%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Processo FAPESP: 10/14755-5; Pós-graduação em Ciências Fisiológicas - FOA; O diabetes melittus (DM) é considerado um importante problema na saúde pública em vários países do mundo, pois além de estar em ascendente prevalência, compromete tanto a produtividade quanto a qualidade de vida e sobrevida dos seus portadores. Sua principal característica é a presença de hiperglicemia crônica decorrente de defeitos na secreção e/ou ação da insulina. A literatura tem mostrado uma associação de DM com redução da massa óssea. Contudo, os mecanismos de mudanças da densidade mineral óssea (DMO) nesses pacientes diabéticos ainda não estão claros. Portanto, o objetivo deste estudo foi investigar o efeito do treinamento resistido (TR) sobre a DMO, as propriedades biomecânicas do osso, glicemia, calcemia, fosfatemia, a sensibilidade à insulina e a expressão de GLUT4 em ratos osteopênicos com diabetes tipo 2 (DM2). Para tanto, foram utilizados 64 ratos machos (5 dias de idade) divididos em dois grandes grupos: grupo controle (CN), que recebeu injeção de veículo (tampão citrato 10 mmol/L, pH 4.5 i.p.) e grupo diabético (DM), que recebeu injeção de estreptozotocina (150 mg/kg i.p.). Após 55 dias...

Estresse oxidativo e susceptibilidade à transição de permeabilidade mitocondrial precedem o apareceimento do diabetes autoimune em camundongos nod; Oxidative stress susceptibility to permeability transition precede the onset of autoimmune diabetes in nod mice

Carina Malaguti
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
26.2%
Espécies reativas de oxigênio (EROs) tem sido associado com uma grande variedade de doenças metabólicas humanas incluindo o diabetes tipo 1 auto-imune (DM1A). A destruição das células beta pancreáticas no DM1A está associada com estresse oxidativo celular no qual a morte celular ocorre via mitocondrial. O objetivo desse trabalho foi determinar se o estresse oxidativo e a disfunção mitocondrial estão presentes no modelo experimental de DM1A, camundongos NOD (não obeso diabetico) e se isso está relacionado com o desenvolvimento da doença. Foram realizados experimentos em biópsias de fígado e músculo sóleo, mitocôndrias isoladas de fígado, linfócitos de baço e circulante, células tronco de medula óssea e ilhotas pancreáticas isoladas de camundongos NOD e camundongos Balb/c. Os camundongos NOD foram estudados nas três fases da doença: não diabéticos (glicemia < 100 mg/dL, 4-6 semanas de vida), pré-diabéticos (glicemia entre 100-150 mg/dL, 7-10 semanas de vida) e diabéticos (glicemia > 250 mg/dL, 14-25 semanas de vida) comparados aos camundongos Balb/c nas idades correspondentes. A respiração mitochondrial (consumo de oxigênio) foi medida no estado de fosforilação e repouso nas biópsias de fígado e músculo sóleo e em mitocôndrias isoladas e não foram diferentes em camundongos NOD nos três estágios em comparação com os Balb/c nas mesmas idades. Entretanto...

Participação do receptor de potencial transiente vanilóide do tipo 4 (TRPV4) e do melastatina do tipo 8 (TRPM8) nas disfunções miccionais do diabetes em camundongos; Participation of transient receptor potential vanilloid type 4 (TRPV4) and melastatin type 8 (TRPM8) in micturition dysfunction of diabetic mice

Antonio Celso Saragossa Ramos Filho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/07/2014 PT
Relevância na Pesquisa
16.07%
Os receptores TRPV4 e TRPM8 são expressos no urotélio e em fibras aferentes sensitivas da bexiga. Fisiologicamente, a ativação mecânica do receptor TRPV4 na parede da bexiga participa do controle miccional. Em doenças de origem inflamatória, esses receptores adquirem funcionalidade importante. As disfunções da bexiga no diabetes podem estar associadas a alterações ao nível de detrusor, inervação e urotélio. A disfunção urotelial parece ser a responsável por desencadear as alterações neurais e musculares da bexiga. Assim, o objetivo do presente estudo foi investigar os mecanismos fisiopatológicos da ativação dos receptores TRPV4 e TRPM8 no estado diabético em camundongos. Para tanto, dividimos o estudo em duas etapas, sendo que na primeira avaliamos a participação dos receptores TRPV4 e TRPM8 nos mecanismos contráteis e relaxantes do detrusor isolado de animais controles e knockout para esses canais. Em uma segunda etapa estudamos a ativação desses canais em camundongos diabéticos pela injeção intraperitoneal de estreptozotocina (180 mg/Kg) por 4 semanas. Em fragmentos do detrusor isolados de camundongos mostramos que o agonista do receptor TRPV4, GSK1016790A, causou resposta contrátil dependente da concentração. Por outro lado...

Relação entre estresse oxidativo e oesteopenia diabética em ratas pré-menopausadas

Lima, Valéria Morgiana Gualberto Duarte Moreira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.07%
The relationship between lipid peroxidation, antioxidant defense and diabetic osteopenia remains unclear. This study evaluated the relationship between lipid peroxidation index, antioxidant defense parameter and bone metabolism in a premenopausal diabetic model by measurements such as thiobarbituric acid-reactive substances concentration (TBARS) and reduced glutathione (GSH) content in brain homogenates, histomorphometric analysis, biomechanical testing and bone mineral density (BMD). Female Wistar rats with regular estrous cycle were divided into two groups: Group 1: control rats (n = 15) and Group 2: diabetic rats (n = 15). Diabetes mellitus was induced by alloxan and confirmed by glycemia 250 mg/dL. The experimental period understood 1 and 5 after days induction and 45, 75 and 120 days after the installation of diabetes mellitus.The lipid peroxidation index, measured by TBARS concentration, showed a significant increase (p<0.05) in diabetic animals in comparison to animals control. However, the antioxidant parameter, measured by GSH content, was significantly decrease (p<0.05) in diabetic animals. Histomorphometric analysis showed a significant increase (p<0.05) in femoral trabecular separation together with a significant decrease (p<0.05) in trabecular thickness and reduced trabecular bone volume in diabetic rats. Moreover...

MIÍASES, PÉ DIABÉTICO E ÚLCERAS DE ESTASE VENOSA EM PACIENTES DO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS: ESTUDO DA ENTOMOFAUNA E MICROBIOTA RELACIONADAS.; Myiasis, diabetic foot and venous stasis ulcers in patients in he Hospital das Clínicas of Federal University of Goiás: Study of entomophauna and microbiota related.

FERNANDES, Ly de Freitas
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Medicina Tropical; Medicina Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Medicina Tropical; Medicina
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.31%
O presente trabalho foi desenvolvido no Laboratório de Artropodologia Médica e Veterinária (LAMV) do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública da Universidade Federal de Goiás (UFG) e no Hospital das Clínicas (HC) da UFG, na cidade de Goiânia, Goiás, Brasil. Este objetivou conhecer a freqüência dos diferentes tipos de miíases diagnosticadas em pacientes do HC, seus vários agentes etiológicos e fatores associados. Também objetivou identificar a microbiota bacteriana presente em lesões do tipo pés diabéticos e úlceras de estase venosa de pacientes do Pronto Socorro e Ambulatório do Pé Diabético do HC / UFG. Para isto foram realizados dois estudos. No primeiro estudo, realizado no período de Fevereiro de 2005 a Agosto de 2006, larvas de Muscomorpha foram coletadas das miíases diagnosticadas em 66 pacientes atendidos no HC e, encaminhadas ao LAMV para identificação taxonômica. Foram observadas em ordem decrescente de freqüência as seguintes espécies: Cochliomyia hominivorax (62,12%), Sarcodexia lambens (12,12%), Dermatobia hominis (10,6%), Chrysomya albiceps (6,06%), Chrysomya megacephala (4,54%), Lucilia cuprina (1,51%), e Eristalis tenax (1,51%). Miíases obrigatórias foram as predominantes nos pacientes. A freqüência de miíases foi maior em indivíduos do sexo masculino...

Possível ativação da via de sinalização Wnt/β-catenina no processo de hiperplasia compensatória da célula beta pancreática em modelo animal de resistência periférica à insulina; Possible activation of the Wnt/beta-catenin signaling pathway in the compensatory hyperplasia of pancreatic beta cell in animal model of peripheral insulin resistance

Daniela Aparecida Maschio
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/02/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.03%
Tem havido um grande interesse na determinação das vias envolvidas na proliferação das células beta pancreáticas e a aplicação deste conhecimento em terapias moleculares e celulares da diabetes. Em especial, a via de sinalização da Wnt/β;-catenina (ou via Wnt canônica) tem sido pouco investigada no pâncreas endócrino. Em determinados tecidos/órgãos, é sabido que a proteína β-catenina constitui não somente um componente estrutural das junções de adesão, mas também é uma molécula sinalizadora juntamente com a Wnt, participando de vários processos celulares, tais como diferenciação e proliferação. Hiperplasia da célula beta parece ocorrer em certas condições experimentais e in vivo, como no estado de resistência periférica à insulina. Entretanto, as vias intracelulares envolvidas nesse processo ainda permanecem desconhecidas. Os objetivos desta Dissertação de Mestrado foram: 1) verificar se as alterações metabólicas induzidas pela exposição à dieta hiperlipídica (DHL) por um curto período de tempo (60 dias) são acompanhadas por alterações morfométricas compensatórias do pâncreas endócrino de camundongos C57BL/6; 2) investigar o possível envolvimento da via de sinalização da Wnt/β;-catenina no processo de proliferação da célula beta neste modelo...

Análise do padrão de expressão do receptor nuclear Coup-TFII em pâncreas de camundongos pré-diabéticos; Expression pattern of the nuclear receptor Coup-TFII in pancreas of the pre-diabetic mice

Leticia Helena Pinto Hernandes
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.22%
O Diabetes Mellitus tipo 2 (T2DM) representa uma das principais doenças do mundo moderno, e é caracterizado pelo comprometimento da homeostase glicêmica do organismo, resultante de uma combinação da redução da sensibilidade periférica à insulina e o comprometimento da função das células-'beta'. Estudos recentes sugerem que Coup-TFII possui um papel importante na homeostase glicêmica e no metabolismo energético. Apesar destes trabalhos representarem fortes indícios, ainda é desconhecido se Coup-TFII desempenharia este papel modulador da homeostase glicêmica e do metabolismo energético em indivíduos com T2DM. O objetivo deste trabalho foi investigar o padrão de expressão de Coup-TFII em camundongos apresentando um quadro pré-diabético. Para isto, foram utilizados camundongos C57BL/6 tipo selvagem tratados com dieta hiperlipídica (dHL) por 60 dias (animais dHL). A caracterização metabólica revelou que estes animais apresentaram características de quadro pré-diabético, i.e., sobrepeso, resistência periférica à insulina associada à moderada hiperglicemia, significativa hiperinsulinemia (resultante da hiperplasia compensatória de células-'beta') e distúrbios na secreção de insulina, tanto no estado basal (2...