Página 1 dos resultados de 6220 itens digitais encontrados em 0.015 segundos

Avaliação do estado nutricional em adultos internados em ULDM da região norte de Portugal

Cunha, Daisy; Nunes, Ana; Pais, Diana; Fernandes, António; Ferro-Lebres, Vera
Fonte: Instituto Politécnico da Guarda Publicador: Instituto Politécnico da Guarda
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.46%
Este estudo teve por objetivo avaliar o Estado Nutricional de pacientes internados em Unidades de Longa Duração e Manutenção (ULDM). Para o efeito, foi realizado um estudo observacional, analítico e transversal que envolveu 14 ULDM da Região Norte de Portugal, no qual participaram 265 indivíduos – 147 do género feminino (55,5%) e 118 (44,5%) do género masculino. A média de idades foi 75,5 anos. Foram aplicados dois questionários: o Mini Nutritional Assessment (MNA), da Nestlé Nutrition Institute, para determinar o estado nutricional dos indivíduos; e um segundo questionário, elaborado pelos autores, para avaliar parâmetros relativos à alimentação fornecida ao utente, assim como o tempo de internamento. Os resultados revelaram que 59% dos indivíduos estavam desnutridos, 34,9% estavam em risco de desnutrição e 6,1% apresentavam um estado nutricional normal. Constatou-se ainda que o género, as patologias, a textura da dieta e a suplementação nutricional têm uma influência estatisticamente significativa no Estado Nutricional, uma vez que p-value < 0,05. Por sua vez, a idade e a composição nutricional não influenciam o Estado Nutricional, pois p-value > 0,05. Conclui-se, por isso, que a maioria dos indivíduos internados nas ULDM estavam desnutridos.; This study aims to assess the Nutritional Status of patients in Long Term Care Facilities (LTCF). For this purpose...

Recursos sociais e estado nutricional do idoso no domicílio

Gonçalves, Liliana Fátima Rodrigues
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.43%
Longevidade e saúde relacionam-se diretamente com o estado nutricional e os hábitos alimentares. Um estado nutricional adequado e equilibrado, evita ou atrasa o aparecimento de determinadas patologias nos idosos, favorecendo assim, a sua saúde física e mental. O aumento da população idosa leva a que, cada vez mais, os recursos sociais dos idosos sejam uma preocupação constante para a sociedade. Os objetivos desta investigação foram conhecer os recursos sociais dos idosos com 75 ou mais anos que residem no concelho de Alfândega da Fé, avaliar o seu estado nutricional, verificar se existe correlação entre os recursos sociais e o estado nutricional dos idosos no domicílio, verificar se existe correlação entre o estado nutricional e a hospitalização dos idosos no domicílio e observar se existe correlação entre o estado nutricional e o género dos idosos no domicílio. Para esse efeito recolheu-se uma amostra probabilística e proporcional por residentes no concelho de Alfândega da Fé, de 109 de um total de 487 idosos com 75 anos ou mais a residir no domicílio no concelho de Alfandega da Fé. Destes, 62,4% (68) são do género feminino e os restantes 37,6% (41) são do género masculino. Neste trabalho foi desenvolvido um estudo quantitativo...

Associação do estado nutricional com capacidade cognitiva, sexo e idade em idosos residentes na cidade de Maringá/PR; Association of nutritional status with cognitive ability, gender and age in elderly residents in the city of Maringá / PR

Bennemann, Rose Mari
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.49%
Introdução - Estudos de avaliação do estado nutricional mostram que indivíduos idosos apresentam risco nutricional, que pode estar associado à capacidade cognitiva, sexo e idade. Objetivo - Verificar a associação do estado nutricional com capacidade cognitiva, sexo e idade em idosos residentes na cidade de Maringá/PR. Métodos - O estudo foi de associação, transversal, de base domiciliar, com coleta de dados primários, desenvolvido com idosos ( 60 anos ou mais) da Pastoral da Pessoa Idosa (PPI) da paróquia Santo Antônio de Pádua da cidade de Maringá/PR. As variáveis analisadas foram: capacidade cognitiva, estado nutricional, sexo e idade. A capacidade cognitiva foi avaliada por meio do miniexame do estado mental (MEEM) e o estado nutricional, segundo o indicador nutricional área muscular do braço (AMB). Para verificar a associação entre os agrupamentos foi utilizado o teste qui-quadrado (2) e o teste exato de Fisher. A diferença entre as variáveis e os agrupamentos foi verificada por meio dos testes de Wilcoxon-Mann-Whitney e Kruskal-Wallis. Resultados - Participaram da pesquisa 214 idosos (69,2 por cento mulheres). Quanto ao estado nutricional, 48,6 por cento apresentaram estado nutricional adequado. As mulheres e o grupo etário dos idosos 80 anos apresentaram maior proporção de idosos com estado nutricional adequado (52...

Percepção materna do estado nutricional do filho: estudo transversal em unidades básicas de saúde; Maternal perception of the nutritional status of children: cross-sectional study in health care units

Duarte, Luciane Simões
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/07/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.5%
Introdução: O objeto deste estudo é a percepção materna do estado nutricional do filho, pois há evidências de que as mães apresentam dificuldade em reconhecer o estado nutricional do filho, especialmente nos casos de excesso de peso. A prevenção da obesidade requer detecção precoce e a não percepção representa obstáculo importante, tanto para o cuidado materno, quanto para a busca de assistência profissional. Estudos que abordam essa temática ainda são poucos no país, o que torna relevante o desenvolvimento desta pesquisa. Objetivo geral: Avaliar a percepção materna do estado nutricional do filho. Objetivos específicos: Comparar a percepção materna do estado nutricional do filho com o real estado nutricional da criança; identificar as variáveis associadas ao não reconhecimento materno do real estado nutricional do filho; e analisar a satisfação materna com a imagem corporal do filho. Métodos: Estudo transversal, descritivo-analítico, que integra investigação mais ampla desenvolvida em Itupeva, SP. A amostra foi proporcional ao número de crianças menores de três anos de idade matriculadas nas 12 Unidades Básicas de Saúde e foi constituída por 357 pares mães-crianças que buscaram atendimento de fevereiro a maio de 2013. Os dados foram coletados por entrevista realizada com a mãe. A percepção foi avaliada com aplicação de escala de descritores verbais do estado nutricional (de muito magro a muito gordo) para todas as crianças...

Evolução do estado nutricional dos pacientes internados na unidade pediátrica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Silveira, Carla Rosane de Moraes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.42%
A avaliação nutricional integra o exame clínico, dado o impacto da desnutrição sobre a evolução da criança hospitalizada. Curvas de crescimento, derivadas de populações infantis não agudamente doentes, são rotineiramente adotadas. No entanto, seu emprego limita a identificação precoce das crianças que se beneficiariam com a implantação de terapia nutricional, por diagnosticar desnutrição já instalada. Também, não é totalmente claro se mudanças nutricionais agudas, em curto período de tempo, podem ser captadas por estes instrumentos. Neste sentido, a presente dissertação de mestrado se propôs a avaliar a prevalência de desnutrição na admissão e a evolução do estado nutricional de pacientes pediátricos de um hospital brasileiro de alta complexidade, descrevendo a associação entre o estado nutricional, tempo de hospitalização, via de administração da dieta e diagnóstico clínico, além de comparar a concordância entre as curvas do NCHS (1977), CDC (2000) e OMS (2006). As crianças foram incluídas ao serem hospitalizadas em qualquer um dos 72 leitos das unidades de pediatria geral. A avaliação foi realizada nas primeiras 48 horas da hospitalização e repetida a cada 7 dias, até a alta hospitalar. Os índices estatura/idade (E/I)...

Estado nutricional e a qualidade de vida em homens idosos vivendo em instituição de longa permanência em Curitiba, PR

Wachholz,Patrick Alexander; Rodrigues,Sueleen Cristiane; Yamane,Roseli
Fonte: Universidade do Estado do Rio Janeiro Publicador: Universidade do Estado do Rio Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
76.32%
INTRODUÇÃO: Com o envelhecimento, o perfil nutricional pode sofrer forte influência de fatores ambientais, biológicos e sociais, que interferem na ingestão alimentar e no aproveitamento dos nutrientes. Estas modificações podem impactar (positiva ou negativamente) as percepções de qualidade de vida. OBJETIVOS: analisar a correlação entre a percepção de qualidade de vida e o estado nutricional em homens idosos institucionalizados em uma unidade de longa permanência, no município de Curitiba-PR. METODOLOGIA: Estudo observacional transversal, baseado na aplicação do Inquérito WHOQOL-bref em amostra de 35 idosos, avaliando as correlações das médias dos escores dos domínios e questões gerais do instrumento com variáveis sociodemográficas e do estado nutricional dos idosos segundo três diferentes métodos. RESULTADOS: O estado nutricional da amostra segundo o IMC encontrou que 42,8% dos idosos estão com baixo-peso, 34,3% são eutróficos, 8,6% sobrepesos e 14,3% estão com obesidade. Melhores percepções de qualidade de vida correlacionaram-se com estados de sobrepeso segundo o IMC e PCT, e com idades mais jovens. CONCLUSÕES: Os idosos estudados nesta amostra que demonstraram melhores médias nos domínios que compõem o WHOQOL-bref foram os portadores de sobrepesos e menor idade.

Doença de Parkinson em idosos: ingestão alimentar e estado nutricional

Morais,Maite Barcelos; Fracasso,Bianca de Moraes; Busnello,Fernanda Michielin; Mancopes,Renata; Rabito,Estela Iraci
Fonte: Universidade do Estado do Rio Janeiro Publicador: Universidade do Estado do Rio Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
76.31%
OBJETIVO: Avaliar o estado nutricional e ingestão alimentar dos idosos portadores da doença de Parkinson. MÉTODOS: Estudo transversal, realizado com pacientes portadores da doença de Parkinson (DP), atendidos em ambulatório. O estado nutricional foi avaliado utilizando a mini-avaliação nutricional (MAN), registro de consumo alimentar estimado de três dias e antropometria. Para avaliação da adequação de ingestão de nutrientes e energia, utilizou-se a ingestão dietética de referência, considerando valores da ingestão adequada, requerimento médio estimado e ingestão dietética recomendada. RESULTADOS: Foram avaliados 36 indivíduos, com idade média de 70,9±7,3 anos, sendo que 55% dos pacientes apresentaram risco de desnutrição de acordo com a MAN. Todavia, quando classificados pelo índice de massa corporal (IMC), 33% dos pacientes apresentaram sobrepeso e 39% não apresentaram perda nos últimos três meses. A ingestão energética foi de 1.632 e 1.840kcal/dia; proteínas, 71,2 e 61,9g/dia; ferro, 15,8 e 15,6mg/dia; sódio, 1.798 e 1.843mg/dia, para homens e mulheres, respectivamente, e ficaram acima das recomendações. Verificou-se ingestão inferior à recomendação para fibras (13,5 e 13,6g/dia), cálcio (694 e 552mg/dia) e potássio (1.637 e 1.476mg/dia). A ingestão energética apresentou correlação com ferro e proteína (r=0...

Estado nutricional e prevalencia de doencas cronicas em idosos de um municipio do interior do Rio Grande do Sul

Scherer,Rosangela; Scherer,Fernanda; Conde,Simara Rufatto; Dal Bosco,Simone Morelo
Fonte: Universidade do Estado do Rio Janeiro Publicador: Universidade do Estado do Rio Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
76.26%
OBJETIVO: Verificar os fatores de risco que interferem no estado nutricional dos idosos socialmente ativos de um município do interior do Estado do Rio Grande do Sul. MÉTODOS: Estudo do tipo transversal, do qual participaram voluntariamente 284 idosos. Foi aplicado questionário individual estruturado contendo questões relativas aos hábitos alimentares e foram coletados os dados antropométricos (peso, altura, circunferência da cintura). RESULTADOS: 60,3% dos homens e 62,5% das mulheres estavam com sobrepeso. Com base na avaliação da circunferência da cintura, verificou-se um risco muito aumentado para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares em 98,5% dos homens e 92,5% das mulheres. A maioria das mulheres (56,9%) informou usar algum medicamento contínuo, enquanto que entre os homens (52,5%), a maioria respondeu não consumir nenhum medicamento. Não se observou diferença significativa entre os diferentes estados nutricionais e os hábitos alimentares investigados. Entre os casados, o sobrepeso foi encontrado em 47,1% dos homens e em 35,6% das mulheres. CONCLUSÃO: A maioria da população idosa estudada apresentou sobrepeso e circunferência da cintura elevada entre homens e mulheres. Não se observou associação entre o estado nutricional e o número de refeições...

Estado nutricional e autopercepção da imagem corporal de idosas de uma Universidade Aberta da Terceira Idade

Ferreira,Aline Alves; Menezes,Maria Fátima Garcia; Tavares,Elda Lima; Nunes,Nathália Cézar; Souza,Fernanda Pereira de; Albuquerque,Natália Adélia Ferreira; Pinheiro,Margarida Adelaide Mendes
Fonte: Universidade do Estado do Rio Janeiro Publicador: Universidade do Estado do Rio Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
76.17%
O objetivo foi avaliar a associação entre o estado nutricional e a insatisfação da autoimagem corporal de idosas matriculadas no curso Alimentação, Nutrição e Terceira Idade da UnATI/UERJ. Realizou-se estudo seccional, com entrevista semiestruturada com todas as idosas (≥60 anos), obtendo-se informações referentes à percepção da imagem corporal (escala de nove silhuetas de Stunkard), indicadores socioeconômicos, de saúde, demográficos e cálculo do índice de massa corporal (IMC). Os dados foram analisados por meio de teste qui-quadrado e a regressão linear simples (nível de significância=5%). Verificou-se que 50,0% eram eutróficas; 6,0% se encontravam na categoria de baixo-peso e 44,0% apresentavam sobrepeso (p=0,425). Quanto à percepção da imagem corporal, 74,0% (n=37;p=0,0049) estavam insatisfeitas com o corpo, principalmente pelo excesso (89,2%). Das pessoas que manifestaram insatisfação por baixo-peso, a maioria era eutrófica. Já entre as insatisfeitas por excesso, 30,2% não apresentavam excesso de peso. As silhuetas 2 e 3 foram apontadas como ideais por metade das entrevistadas...

Estado nutricional e caracter??sticas socio-econ??mico-demogr??ficas de idosos institucionalizados em Rio Grande / RS

Brand??o, Aline Ferreira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.46%
Disserta????o(mestrado) - Universidade Federal do Rio Grande, Programa de P??s-Gradua????o em Enfermagem, Escola de Enfermagem, 2008.; A popula????o brasileira vem envelhecendo de forma r??pida desde o in??cio da d??cada de 60, estreitando progressivamente a base da pir??mide populacional. Nesta perspectiva, a institucionaliza????o pode tornar-se uma importante op????o para o cuidado ao idoso garantindo sua sa??de e conforto. Um aspecto a ser priorizado, neste contexto, ?? a garantia de um bom estado nutricional. Assim, os objetivos do estudo foram: avaliar o estado nutricional e descrever as caracter??sticas socioecon??mico e demogr??ficas dos idosos residentes em ILPIs da cidade do Rio Grande, RS. Foi realizado um estudo transversal, descritivo com 153 idosos residentes em cinco ILPIs cadastradas na Vigil??ncia Sanit??ria, no per??odo de setembro de 2007 a janeiro de 2008. Os aspectos ??ticos para pesquisa com seres humanos foram seguidos. Para o levantamento das caracter??sticas foi utilizado formul??rio espec??fico e para a avalia????o do estado nutricional foi utilizado o formul??rio da MAN. Os dados foram digitados no programa Epi Info vers??o 6.04 e analisados no programa Stata, vers??o 9.2. Para a an??lise dos dados recorreu-se ?? estat??stica descritiva usual (m??dia...

Estado nutricional e uso de medicamentos em idosos assistidos pela Estratégia Saúde da Família

Joany Felizardo Neves, Sabrina; Kruse Grande de Arruda, Ilma (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.43%
INTRODUÇÃO: O processo de envelhecimento leva a redução das funções biológicas que somadas a um estilo de vida inadequado estimula a ocorrência de doenças crônicas e alterações do estado nutricional o que consequentemente estimula o uso de medicamentos. Os idosos são a parcela da população mais medicalizada, porém nesse grupo o uso de medicamentos pode levar a resultados indesejados, e ainda afetar o estado nutricional, outrossim uma condição nutricional inadequada pode alterar a ação dos medicamentos, diminuindo sua eficácia terapêutica e/ou aumentando a probabilidade da ocorrência de efeitos colaterais, reações adversas e interações medicamentos-nutrientes. OBJETIVO: Avaliar o estado nutricional e sua relação com uso de medicamentos em idosos residentes em áreas adscritas a Estratégia Saúde da Família (ESF) do município do Recife. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra de 400 indivíduos acima de 60 anos, residentes na área de abrangência da ESF em Recife/PE, selecionados por amostra probabilística sistemática. Os dados foram coletados em pesquisa domiciliar com aplicação de formulário e aferição de peso e estatura utilizados para composição do Índice de Massa Corporal que foi categorizado em baixo peso (IMC<22)...

Estado nutricional e desempenho motor de escolares = : Nutritional state and motor performance of scholl-age children; Nutritional state and motor performance of scholl-age children

Renata de Sousa Bastos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.43%
A obesidade infantil tem aumentado nas últimas décadas, tornando-se um problema de saúde pública, podendo acarretar prejuízos ao desenvolvimento integral das crianças. A Organização Mundial da Saúde destaca a importância do acompanhamento do estado nutricional como indicador de saúde. Neste contexto, o presente estudo teve por objetivo identificar o panorama dos estudos sobre estado nutricional de crianças brasileiras e estabelecer correlações entre estado nutricional e o desempenho motor em escolares de classe média. Para tanto, o corpo de discussão foi desenvolvido por meio de dois capítulos-artigos: o primeiro faz um recorte das publicações indexadas nos últimos 10 anos, que abordam o estado nutricional dessa população, considerando o ano de publicação, a localidade, o objetivo de estudo e o interesse pelo excesso de peso na infância; o segundo artigo estabelece correlações entre estado nutricional e desempenho motor de escolares entre 6 e 10 anos, pertencentes à classe socioeconômica equivalente a classe média, com seus responsáveis apresentando alto nível de escolaridade. O levantamento dos artigos foi realizado no Portal de Acesso à Informação Eletrônica do Sistema de Bibliotecas da UNICAMP...

Desempenho motor e estado nutricional de escolares com e sem transtorno do desenvolvimento da coordenação. DOI: 10.5007/1980-0037.2011v13n1p59; Motor performance and nutritional status of schoolchildren with and without developmental coordination disorder. DOI: 10.5007/1980-0037.2011v13n1p59

Miranda, Talita Barbosa; Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil; Beltrame, Thaís Silva; Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópopolis, SC. Brasil; Cardoso, Fernando Luiz; Universidade do Estado de Santa Catarina.
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por Pares",; ; Avaliado por Pares; Formato: application/pdf
Publicado em 29/12/2010 ENG
Relevância na Pesquisa
76.37%
O objetivo desse estudo foi investigar o desempenho motor e o estado nutricional de escolares de 7 a 10 anos de idade, com e sem Transtorno do Desenvolvimento da Coordenação (TDC). Participaram do estudo, 380 escolares de escolas públicas de Florianópolis –SC –Brasil. Para a identificação de dificuldades motoras, foi utilizado o Movement Assessment Battery for Children (MABC-2) e para a avaliação do estado nutricional, foram realizadas medidas antropométricas de peso e altura e cálculo do IMC. Os resultados demonstraram que 6,1% (n=23) apresentaram TDC, sendo 18 meninos e 5 meninas. No grupo com TDC, observou-se diferença significativa entre as habilidades de destreza manual e habilidades de lançar/receber e entre as habilidades de lançar/receber e equilíbrio. Quanto ao estado nutricional, 85,5% dos escolares, em geral, apresentaram eutrofia e 12,9% apresentaram sobrepeso/obesidade. No grupo com TDC, 91,3% obtiveram eutrofia e 8,7% apresentaram sobrepeso. Não houve associação entre o estado nutricional e desempenho motor entre os dois grupos, o que nos leva a perceber que o estado nutricional não influenciou o desempenho motor dos escolares avaliados.; The objective of this study was to investigate the motor performance and nutritional status of schoolchildren aged 7 to 10 years with developmental coordination disorder (DCD). A total of 380 children from public schools in Florianópolis...

Comparative study of physical growth and nutritional status of schoolchildren (1997 and 2009). DOI: 10.5007/1980-0037.2011v13n3p216; Crescimento físico e estado nutricional de escolares: estudo comparativo (1997 e 2009). DOI: 10.5007/1980-0037.2011v13n3p216

Machado, Zenite; Universidade do Estado de Santa Catarina. Centro de Ciências da Saúde e do Esporte. Laboratório de Desenvolvimento e Aprendizagem Motora. Florianópolis. SC. Brazil.; Krebs, Ruy Jornada; Universidade do Estado de Santa Catarina. Centro
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por Pares",; Comparative study; Avaliado por Pares; Estudo comparativo Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 10/04/2011 ENG
Relevância na Pesquisa
76.34%
Physical growth and nutritional status are excellent health indicators since they permit the establishment of growth monitoring charts, especially for schoolchildren. The objective of this study was to compare the growth profile and nutritional status of schoolchildren between two samples (1997 and 2009). The data of physical growth and nutritional status obtained for the present sample of 645 schoolchildren (270 boys and 375 girls). The children were classified according to the body mass index (BMI)-for-age reference values of the WHO child growth standards. Although no significant differences in height or body weight were observed between the children studied, these variables tended to increase from the first to the second sample and in the two genders. With respect to the adequacy of BMI in boys, there was an increase in the percentage of children with low BMI-for-age, doubling of the percentage of obese children, and a reduction in the percentage of children with overweight. An increase in the number of subjects with low body weight, overweight and obesity and a decrease in the number of subjects with adequate BMI-for-age were noted among girls. In conclusion, there were no significant changes in the physical growth indicators (weight...

Descripción del estado nutricional de los pacientes de una unidad de diálisis mediante el uso de la escala "Malnutrition Inflamation Score"

Elvira Carrascal,Sonia; Colomer Codinachs,Marta; Pérez Oller,Laureano; Chirveches Pérez,Emma; Puigoriol Juvanteny,Emma; Pajares Requena,Dolores; Rusiñol Camps,Carme; Prat Canals,Rosa María; Castells Prat,Montse; Roquet Bohils,Marta; Serrano Vilalta,Ma
Fonte: Enfermería Nefrológica Publicador: Enfermería Nefrológica
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/03/2013 SPA
Relevância na Pesquisa
66.45%
Introducción: La desnutrición es un problema de salud muy frecuente en la población con insuficiencia renal crónica en diálisis. Dada la alta prevalencia de malnutrición en los pacientes en diálisis y su repercusión sobre la morbi-mortalidad de los pacientes es preciso instaurar un adecuado seguimiento de los aspectos nutricionales, para detectar precozmente a pacientes en riesgo o con déficit nutricionales y realizar una intervención nutricional precoz que consiga revertir la situación. Objetivos: • Describir el estado nutricional de los pacientes atendidos en la unidad de diálisis del servicio de nefrología del Consorcio Hospitalario de Vic, según la escala "Malnutrition Inflamation Score" y durante un período de 2 años. • Describir las características sociodemográficas y clínicas de los pacientes en diálisis del Consorcio Hospitalario de Vic que han sido sometidos a una valoración de su estado nutricional, mediante la escala "Malnutrition Inflamation Score". • Analizar si factores como el género, la edad, el tipo de tratamiento dialítico, la presencia de comorbilidad, el tipo de vía de acceso de hemodiálisis, el tiempo en tratamiento dialítico, el número de ingresos o el total de días de ingreso están relacionados con el estado nutricional de los pacientes en diálisis del Consorcio Hospitalario de Vic...

Estado Nutricional de Escolares da Rede Pública de Ensino de Piedade, SP

Pegolo, Giovana Eliza; Silva, Marina Vieira da
Fonte: Segurança Alimentar e Nutricional Publicador: Segurança Alimentar e Nutricional
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Exploratória. Formato: application/pdf
Publicado em 04/02/2015 POR
Relevância na Pesquisa
76.31%
A pesquisa visou avaliar o estado nutricional de escolares da rede pública de ensino do município de Piedade, Estado de São Paulo. A amostra foi constituída por 150 escolares, de ambos os gêneros, com idade entre 7 e 14 anos. Para a análise da situação nutricional, foram utilizadas as medidas antropométricas de peso e altura. Os resultados mostraram que a proporção de 4% de escolares foi classificada com indicativo de déficit de altura, percentual considerado superior ao esperado (2,3%). No intervalo (−2 ≤ ZAI < −1) que discrimina os escolares com indicativo de comprometimento da altura, foram identificados 19,3%, enquanto a proporção esperada é 13,6%. Quanto às análises do IMC, foram observados 10,7% de escolares com baixo peso, enquanto na situação oposta (obesidade) a proporção verificada alcançou 1,6% dos integrantes da amostra. Os resultados obtidos diferem daqueles observados quando são examinados os dados entre estudantes, também matriculados na rede pública de ensino, de substancial número de municípios paulistas. Nesta pesquisa, a proporção de escolares classificados com baixo peso supera a prevalência de escolares com obesidade. Análises que envolvam, além da população urbana, também aquela moradora do meio rural...

Estado nutricional de adolescentes do sudoeste do Paraná, Brasil

Rossetti, Francini Xavier; Stolarski, Marcia Cristina; Schmidt, Suely Teresinha
Fonte: Segurança Alimentar e Nutricional Publicador: Segurança Alimentar e Nutricional
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Pesquisa descritiva. Formato: application/pdf
Publicado em 27/04/2015 POR
Relevância na Pesquisa
76.36%
A adolescência é um período importante do desenvolvimento humano, uma vez que várias mudanças somáticas, psicológicas e sociais ocorrem visando estabelecer características do adulto. Existe consenso científico sobre a probabilidade de adolescentes obesos tornarem-se adultos obesos, com risco maior de associação a outras comorbidades, como hipertensão, dislipidemias e Diabetes Mellitus tipo 2. O objetivo deste trabalho foi avaliar o estado nutricional de adolescentes matriculados em escolas públicas estaduais em nove municípios do sudoeste do estado do Paraná (Brasil). A pesquisa foi do tipo transversal, envolvendo uma amostra de conveniência composta por 1.198 adolescentes com idade entre 10 e 19 anos. Os indicadores estabelecidos para avaliação do estado nutricional foram altura para idade e índice de massa corporal. Comparação de prevalência de excesso de peso (sobrepeso e obesidade) por faixa etária e sexo foi realizada por meio do teste qui-quadrado, assumindo p<0,05 como nível de significância. Os testes de correlação de Pearson e de Spearman foram realizados para examinar a existência de associação entre indicadores socioeconômicos municipais (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal, IDH-M...

A influência do marketing aplicado à indústria de alimentos sobre o estado nutricional e o comportamento alimentar no Brasil: uma revisão

Sartori, Alan Giovanini de Oliveira
Fonte: Segurança Alimentar e Nutricional Publicador: Segurança Alimentar e Nutricional
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Pesquisa descritiva. Formato: application/pdf
Publicado em 11/02/2015 POR
Relevância na Pesquisa
76.26%
O marketing aplicado à indústria de alimentos tem sido apontado como um dos principais elementos na etiologia da obesidade infantil e no desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis associadas à dieta. O objetivo do artigo foi, por meio da elaboração de revisão bibliográfica, analisar os estudos sobre a influência da publicidade e propaganda no estado nutricional de crianças e adolescentes e no comportamento alimentar conduzidos no Brasil. Realizaram-se buscas em bases de dados científicas virtuais e foram analisadas publicações selecionadas, com base em critérios pré-estabelecidos. Constatou-se que a maioria dos anúncios de alimentos na mídia televisiva brasileira refere-se a produtos considerados não saudáveis e que a influência do marketing sobre o consumo alimentar de crianças e adolescentes é relevante. O tempo despendido em frente à tela por esses indivíduos é excessivo (≥ 2,5 horas/dia) e, adicionado a hábitos como comer enquanto se assiste televisão e dedicar tempo insuficiente à prática de atividades físicas, está associado ao excesso de peso. No tocante ao conteúdo das propagandas e informações divulgadas em rótulos presentes nas embalagens dos produtos alimentícios, notou-se a necessidade de aprimoramento da atuação reguladora do setor público...

Estado nutricional de crianças e adolescentes de um município do interior paulista e vínculo com programas de transferência de renda

Amistá, Maria Julia de Miguel; Silva, Marina Vieira da
Fonte: Segurança Alimentar e Nutricional Publicador: Segurança Alimentar e Nutricional
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Exploratória. Formato: application/pdf
Publicado em 28/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
76.36%
O objetivo deste trabalho foi conhecer o perfil socioeconômico e o estado nutricional de alunos beneficiários do Programa Nacional de Alimentação Escolar inseridos em famílias cadastradas em programas de transferência de renda e a situação de segurança alimentar dos domicílios. Trata-se de um estudo transversal realizado com 425 alunos matriculados em escolas públicas municipais de Guariba, São Paulo. Para a avaliação nutricional foram consideradas as variáveis antropométricas, peso e altura, e o Índice de Massa Corporal (IMC). Para a investigação da situação de Segurança Alimentar utilizou-se a Escala Brasileira de Medida da Insegurança Alimentar - EBIA. Os resultados indicaram que 37,65% das famílias estavam inscritas em algum programa de transferência de renda. Dos alunos vinculados a estes tipos de programas, 61,25% foram classificados como eutróficos. O excesso de peso foi prevalente naqueles em que os rendimentos eram inferiores a R$600,00 (38,96%). Entre as famílias classificadas em situação de Segurança Alimentar, 28,17% estavam vinculadas a programas de transferência de renda e apenas 5% das famílias com este tipo de vínculo eram atingidas pela Insegurança Alimentar grave. Os resultados indicam que existe uma tendência de adequação tanto do estado nutricional quanto da Segurança Alimentar entre aqueles que recebem benefício monetário vinculado aos programas de transferência direta de renda.

Condições socioeconômicas, demográficas e estado nutricional de adultos e idosos moradores em assentamento rural em Mato Grosso do Sul, MS.

Fietz, Vivian Rahmeier; Salay, Elisabete; Watanabe, Elaine Aparecida Mye Takamatu
Fonte: Segurança Alimentar e Nutricional Publicador: Segurança Alimentar e Nutricional
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Exploratória. Formato: application/pdf
Publicado em 09/02/2015 POR
Relevância na Pesquisa
76.27%
O objetivo deste trabalho foi avaliar as condições socioeconômicas, demográficas e o estado nutricional de adultos e idosos, moradores em assentamento rural, Ponta Porã, Mato Grosso do Sul (Brasil). Participaram da amostra indivíduos com idade entre 20 e 69 anos. Integraram a pesquisa 117 unidades domiciliares, envolvendo 217 pessoas (105 do gênero feminino e 112 do masculino). Verificou-se que a maioria dos entrevistados era casada e apresentaram média de 43 anos de idade e 5,2 anos de estudo. Entre as assentadas observou-se a média de 2,7 filhos por mulher. O rendimento médio mensal das famílias alcançou R$ 354,70 (U$ 117,06). As residências possuíam, em média, 4,2 cômodos e não dispunham de energia elétrica. A água de 95% dos domicílios provinha de poços “tipo caipira” e 68% da água para consumo humano não recebia nenhum tipo de tratamento. Os resultados demonstraram que 48,3% dos indivíduos foram classificados como eutróficos , tendo por base o Índice de Massa Corporal. No entanto, 36,9% apresentaram sobrepeso e 11,6% obesidade em diferentes graus. Ressalta-se que essa é uma condição preocupante. Estes resultados apontam a necessidade de implementação, entre outras estratégias, de um programa de educação nutricional...