Página 1 dos resultados de 17 itens digitais encontrados em 0.068 segundos

Estudo da estrutura e parceiros proteicos de proteínas codificadas por genes de micro-exons de Schistosoma mansoni; Study of structure and protein partners of proteins coded by micro-exon genes of Schistosoma mansoni

Orcia, Débora
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/05/2015 PT
Relevância na Pesquisa
85.76%
Os genes micro-exons (MEGs) foram recentemente identificados no genoma do Schistosoma mansoni, verme responsável pela esquistossomose, doença que afeta mais de 262 milhões de pessoas em mais de 78 países. Devido à capacidade de produção de proteínas variantes pelo splicing alternativo de MEGs, expressão preferencial em estágios do ciclo de vida em contato com o hospedeiro definitivo e a verificação de que várias proteínas codificadas por estes genes são secretadas para o meio externo ao parasito, acredita-se que estas proteínas possuam um papel importante na interação parasito-hospedeiro. O objetivo deste trabalho foi estudar e caracterizar a estrutura e dinâmica conformacional das proteínas codificadas por MEG-11 e MEG-14 e verificar a interação da proteína MEG-14 com proteínas humanas. A análise das proteínas MEG-11 e MEG-14 produzidas em sistema recombinante com a técnica de dicroísmo circular (CD) demonstrou que ambas as proteínas apresentavam estruturas secundárias majoritariamente desordenadas quando em solução aquosa. Entretanto...

A express??o de WARP, um alvo potencial para Vacinas de Bloqueio de Transmiss??o, durante o desenvolvimento sexual de Plasmodium gallinaceum

Menezes Neto, Armando de
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.02%
Durante o ciclo de vida dos parasitos causadores da mal??ria, uma das fases cruciais ?? o desenvolvimento sexual e a conseq??ente invas??o do epit??lio intestinal do hospedeiro invertebrado. Prote??nas dos est??gios do ciclo esporog??nico podem ser alvos para vacinas Bloqueadoras de Transmiss??o (TBVs). Uma das prote??nas micronemais que j?? demonstrou ser um alvo promissor para a inibi????o do desenvolvimento de oocistos e, portanto, da transmiss??o, ?? a WARP (von Willebrand Factor A Domain Related Protein), uma prote??na secretada, aparentemente envolvida com a ades??o e locomo????o dos parasitos. Estudos recentes demonstraram que WARP ?? sujeita ?? repress??o traducional em macrogamet??citos de P. berghei, com o seu mRNA sendo silenciado pela prote??na DOZI atrav??s da forma????o de uma ribonucleoprote??na. Os objetivos deste estudo foram i) Analisar o perfil de express??o da prote??na WARP nos est??gios sexuais de P. gallinaceum, ii) Comparar o perfil de transcri????o de WARP, durante o desenvolvimento sexual, com perfis de alguns genes relacionados ?? regula????o da express??o ou ?? invas??o epitelial, e iii) Avaliar o potencial da prote??na WARP como um candidato ?? vacina atrav??s da an??lise do seu padr??o de express??o. O dom??nio vWA de PfWARP foi produzido como uma prote??na recombinante que foi usada para a produ????o de anticorpos policlonais. Foram realizados experimentos de microscopia confocal usando estes anticorpos para se detectar WARP em est??gios sexuais cultivados de P. gallinaceum. RT-PCR foi usada para detectar WARP e os outros genes estudados a partir de amostras de sangue contendo gamet??citos e a partir de intestinos de Aedes fluviatilis infectados...

Desenvolvimento de plasm??dio para express??o prot??ica dependente da fase do ciclo de vida em Leishmania

Arruda, Leonardo Vicentini
Fonte: Centro de Pesquisas Gon??alo Moniz Publicador: Centro de Pesquisas Gon??alo Moniz
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
126.04%
Protozo??rios do g??nero Leishmania provocam uma ampla gama de doen??as, e passam por um processo de diferencia????o entre o inseto vetor e a forma intracelular no hospedeiro mam??fero. Apesar das diferen??as entre as formas do ciclo de vida, n??o estava descrita ferramenta para expressar prote??nas de modo est??gio espec??fico. Neste trabalho apresentamos um plasm??dio para Leishmania que expressa prote??na recombinante de forma est??gio espec??fica. Testamos uma poss??vel constru????o que usava as regi??o 3??? UTR do gene amastina para controlar a express??o de uma prote??na fluorescente e a expressar exclusivamente na fase amastigota. Tamb??m utilizamos a regi??o 3??? UTR de uma tubulina para obter uma fluoresc??ncia homog??nea em todos os est??gios do ciclo de vida do parasita. Assim como esperado, obtivemos uma fluoresc??ncia exclusiva para a fase amastigota quando utilizamos a regi??o 3??? UTR da amastina, e uma fluoresc??ncia constitutiva quando a express??o foi regulada pela regi??o 3??? UTR da tubulina. O plasm??dio descrito neste trabalho ?? vers??til, pois a droga de sele????o ou a prote??na a ser expressa podem ser substitu??das com grande facilidade. Adicionalmente, como o plasm??dio pFL expressou um gene rep??rter exclusivamente no est??gio amastigota ou constitutivamente...

Formação Médica na UFSB: II. O Desafio da Profissionalização no Regime de Ciclos

Almeida Filho,Naomar de; Lopes,Antonio Alberto; Santana,Luciana Alaíde Alves; Santos,Vanessa Prado dos; Coutinho,Denise; Cardoso,Antonio José Costa; Loureiro,Sebastião
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
55.76%
Este é o segundo artigo de uma série que apresenta estrutura curricular e modelo pedagógico do curso de Medicina em implantação na Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), que adota um regime de dois ciclos de formação, integralmente realizado nos contextos de prática do Sistema Único de Saúde. Para isso, apresentam-se resumidamente perfil e competências dos egressos, introduzindo a estrutura curricular do segundo ciclo do curso e destacando sua aderência ao marco legal vigente. Em seguida, destacam-se os blocos temáticos do eixo de formação técnico-científica, com organização de conteúdos em ciclos de vida, visando superar o modelo que fragmenta o sujeito humano em sistemas, órgãos e patologias. Aborda-se ainda o eixo de práticas, composto por estágios supervisionados em todos os níveis de atenção da rede SUS, destacando a Atenção Primária em Saúde, que perpassa todo o segundo ciclo de formação. Por último, discutem-se impacto e efeitos dessa reestruturação da educação superior no sentido da convergência entre modelos formativos de profissionais de saúde e necessidades de saúde da população.

Estágios do Ciclo de Vida e Qualidade das Informações Contábeis no Brasil

Lima,Ailza Silva de; Carvalho,Evelyne Vilhete Antonio de; Paulo,Edilson; Girão,Luiz Felipe de Araújo Pontes
Fonte: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração Publicador: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2015 PT
Relevância na Pesquisa
126%
O objetivo desse estudo foi analisar o efeito dos estágios de ciclo de vida (ECD) das empresas listadas na BM & FBovespa no que tange à qualidade das suas informações contábeis (QIC), entre 1995 e 2011. Após a classificação das empresas de acordo com seus ECD, foi medida a QIC por meio do conservadorismo, da persistência dos resultados e fluxos de caixa, e do gerenciamento dos resultados. Os resultados da pesquisa sugerem que existem diferenças significativas na qualidade das informações contábeis, exceto para o gerenciamento de resultados contábeis, entre os estágios de ciclo de vida das companhias abertas brasileiras.

Distribui????o espacial e varia????es temporais da abund??ncia de ovos e larvas de Micropogonias furnieri no estu??rio da Lagoa dos Patos: registros hist??ricos e for??antes ambientais

Bruno, Marcelo Alexandre; Muelbert, Jos?? Henrique
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
55.72%
As esp??cies de peixes que ocorrem no estu??rio da Lagoa dos Patos (ELP) apresentam diferentes estrat??gias de desova que procuram otimizar um balan??o entre condi????es ambientais locais e remotas, e seu ciclo de vida. O presente trabalho descreve e analisa a distribui????o espacial, variabilidade temporal e a influ??ncia de vari??veis ambientais sobre a abund??ncia de ovos e larvas de Micropogonias furnieri no ELP. Foram utilizadas vari??veis ambientais e um banco de dados de ictiopl??ncton com registros hist??ricos. O ictiopl??ncton foi coletado com rede de pl??ncton com malha de 300 ou 500 ??m em amostras mensais e/ou quinzenais. An??lise de vari??ncia foi utilizada para testar os efeitos da varia????o temporal e distribui????o espacial sobre a abund??ncia m??dia de ovos e larvas. Salinidade, temperatura, press??o atmosf??rica e velocidade dos ventos foram importantes na variabilidade sazonal da abund??ncia, enquanto a precipita????o e vaz??o foram importantes para as diferen??as interanuais. A abund??ncia de ovos e larvas foi maior no estu??rio inferior e durante a primavera e ver??o. Estes resultados sugerem que a variabilidade na distribui????o dos primeiros est??gios de vida de M. furnieri ?? determinada por diferentes escalas temporais.; Fish species from the Patos Lagoon Estuary (PLE) adopt different spawning strategies to optimize the balance between remote and local environmental conditions during their life cycle. The purpose of this study was to describe and analyze the spatial distribution...

Modeling transport and retention of Engraulis anchoita Hubbs & Marini, 1935 (Clupeiformes, Engraulidae) early life stages along the Central Southwestern Atlantic Continental Shelf

Vaz, Ana Carolina; Parada, Carolina Eugenia; Palma, Elbio Daniel; Muelbert, Jos?? Henrique; Campos, Edmo Jos?? Dias
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
55.75%
Recruitment of pelagic fish is the result of a group of processes that affect their entire life cycle. Most of the variability in pelagic fish natural mortality is thought to occur during the early life stages of development, and to be related to environmental factors. The central Southwestern Atlantic Continental Shelf is one of the most productive fishing sites in the western South Atlantic, but the processes involving the circulation in this area and its influence on eggs and larvae transport and retention are still poorly understood. The use of coupled physical-biological models to investigate fish early life history is relatively common. This work presents results of such a model applied to anchoita(Engraulis anchoita). The model is alternatively coupled to two surface velocity fields: the Ekman surface velocities computed from wind stress data, and the output of a three dimensional hydrodynamic numerical model. It is used to compute larval retention over the shelf. The results show that taking into account only Ekman velocities does not explain the seasonal and spatial spawning patterns observed in the region. Retention values with the experiments forced with output of the hydrodynamical model better match the observations. Our results suggest that the density driven circulation...

Growth of immature chironomus calligraphus (diptera, chironomidae) in laboratory conditions

Canteiro, Rita de Cassia da Silva Aloy; Albertoni, Ed??lti Faria
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
105.97%
Chironomidae larvae are important macroinvertebrates in limnic environments, but little knowledge exists about their biometrics development characteristics. This study aims to describe the immature Chironomus calligraphus Goeldi, 1905 under laboratory conditions by the accomplishment of thirteen egg masses from eggs eclosion to adults emergency, at controlled room temperature (25???C) and photoperiod (12-12h). Larvae were feed ad libitum with ???Alcon Basic ??? MEP 200 Complex??? fish food and commercial dehydrated Spirulina. The postures had a mean length of 9 ?? 1 mm (n = 13) and 348 ?? 66 eggs. The brownish colored eggs with elliptical shape had length of 160.3 ?? 17.7 ??m (n = 130), being arranged as an organized string in a pseudo spiral form. The time duration from the first to the four instars were three, four, four and eight days, and the average length of a cephalic capsule to each one of the instars (66.3 ?? 12.3 ??m, 102.9 ?? 22.1 ??m, 159 ?? 24.6 ??m, 249.2 ?? 29.7 ??m, n = 456) were significantly different (ANOVA, p < 0.001). The Dyar???s Rule showed a constant growth rate, r = 1.5. Our results demonstrated that C. calligraphus is a species with short life cycle, low mortality rate, food adaptability, fast larval growth and easily maintained at laboratory...

Bologia reprodutiva das raias Sympterygia acuta Garman, 1877 e S. bonapartii M??ller & Henle, 1841 (Chondrichthyes, Rajoidei) na plataforma do sul do Brasil

Melo, Alexander Basallo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
55.86%
Disserta????o(mestrado) - Universidade Federal do Rio Grande, Programa de P??s-Gradua????o em Oceanografia Biol??gica, Instituto de Oceanografia, 2013.; Sympterygia acuta e S. bonapartii s??o duas esp??cies de raias ov??paras end??micas da costa Sul - Ocidental do Oceano Atl??ntico. No Brasil, ambas as esp??cies completam seu ciclo de vida nas ??guas costeiras do Sudeste e Sul. O estudo da reprodu????o das esp??cies em quest??o foi realizado tr??s d??cadas atr??s na regi??o Sul do Brasil, constituindo uma valiosa refer??ncia para a avalia????o do potencial reprodutivo destas esp??cies durante muito tempo. Por??m, al??m de nunca ter sido publicado, os par??metros reprodutivos nele estimados encontram-se desatualizados e possivelmente n??o se aplicam mais ao estado das popula????es atuais. Estudos reprodutivos em S. bonapartii referentes ??s popula????es da costa da Argentina e do Uruguai. Foram realizados posteriormente estudos que demonstraram mudan??as no potencial reprodutivo de rajo??deos atrav??s do tempo, sendo a press??o pesqueira um dos fatores que atuarem sobre estes processos. O presente estudo teve como objetivo providenciar um panorama atual sobre a biologia da reprodu????o de S. acuta e S. bonapartii no sul do Brasil, em termos de desenvolvimento sexual no n??vel macro e micro-anat??mico. Um total de 262 exemplares foram coletados entre f??meas e machos das duas esp??cies...

Abundancia e tamanho das fases larvais de Limnoperna fortunei (DUNKER, 1857) no rio Paraguai e no rio Miranda, MS

Eilers, Vivianne
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
55.85%
Desde sua invas?o na Am?rica do Sul, o mexilh?o dourado se tornou um grande prejuizo para ind?strias hidrel?tricas, locais de tomada de ?gua e embarca??es ao longo dos rios no qual ocorre. O molusco produz larvas durante uma grande parte do ano e isso dificulta ainda mais o seu controle. O presente trabalho apresenta uma an?lise da varia??o mensal na densidade de larvas planctonicas do molusco invasor Limnoperna fortunei, conhecido como mexilh?o dourado, nos rios Paraguai e Miranda. O estudo foi realizado durante 12 meses, entre fevereiro de 2004 e janeiro de 2005. A coleta de amostras do plancton foi acompanhada de an?lises fisicas, quimicas e biol?gicas da ?gua para verificar a influencia das vari?veis ambientais sobre a densidade de larvas. A densidade dos est?gios larvais foi objeto de compara??o entre os locais estudados. Foram observados apenas os est?gios valvados das larvas de Limnoperna fortunei, larva D, v?liger e umbonada. A densidade de larvas variou de 0 a 23.989 larvas.m-3, no rio Paraguai, com o pico de densidade em mar?o de 2004, enquanto que no rio Miranda a varia??o foi de 0 a 7.373 larvas.m-3 e o pico de densidade larvas foi registrado em fevereiro de 2004. Em ambos os rios n?o foram registradas larvas nos meses de maio e junho de 2004. Tanto no rio Paraguai como no rio Miranda...

A objetiva??o da viol?ncia a partir da no??o de ciclo de vida: interrogando as pr?ticas de saber/poder do UNICEF

NOGUEIRA, Juliana de Castro
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
145.9%
Esta disserta??o teve por objetivo analisar a objetiva??o da viol?ncia para o UNICEF, a partir da problematiza??o da no??o de ciclo de vida, estrat?gia adotada por essa ag?ncia para o enfrentamento da viol?ncia. Realizamos uma pesquisa hist?rico-documental do livro An?lise da viol?ncia contra a crian?a e o adolescente, segundo o ciclo de vida no Brasil - conceitos, dados e proposi??es, publicado em 2005. As an?lises pautaram-se na metodologia arqueogeneal?gica proposta por Michel Foucault. Observamos que a produ??o da viol?ncia, nesse documento, levou em conta sua abrang?ncia e especificidade de manifesta??o em cada fase de vida. Com isso, o UNICEF buscou operar a gest?o biopol?tica dos corpos de crian?as e adolescentes pobres do Brasil, em uma perspectiva calculista neoliberal. Conclu?mos que as pr?ticas de saber/poder propaladas por essa ag?ncia procuram o controle dos riscos atrav?s da individualiza??o da problem?tica da viol?ncia, o que em nossa an?lise contribuiu para a estigmatiza??o das fam?lias pobres, tomadas como as principais respons?veis pela reprodu??o da viol?ncia.; ABSTRACT: This dissertation aims at analysing the objectifying of violence for UNICEF from problematizing the life circle notion,which represents a strategy adopted by such agency in order to face violence. A historicaland documental research of the book published in 2005...

Caracteriza??o de aspectos morfol?gicos e ultra-estruturais do ciclo de vida de microsporidios encontrados em peixes da Regi?o Amaz?nica

MATOS, Edilson Rodrigues
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
165.87%
Este trabalho apresenta resultados obtidos em microscopia de luz (ML), microscopia eletr?nica de transmiss?o (TEM) e microscopia eletr?nica de varredura (SEM) do ciclo de vida de algumas esp?cies de microspor?dios (phylum Microsporidia Balbiani, 1882), parasitas da fauna ictiol?gica da regi?o amaz?nica. Especial destaque ? dado aos aspectos ultra-estruturais das diferentes fases do ciclo de vida, com aten??o especial para as c?lulas esporais, que s?o as que caracterizam os diferentes g?neros e as diferentes esp?cies. O tecido hospedeiro ? relacionado aos aspectos de lise, que ocorrem freq?entemente, bem como aspectos ultra-estruturais de xenomas que ocorrem em certas esp?cies destes parasitas.; ABSTRACT: This work describes the results in the light (LM), transmission electron microscopy (TEM) and scanning electron microscopy (SEM) obtained of the life cycle of some microsporidian species (phylum Microsporidia Balbiani, 1882) parasites of the ichthyofauna of the Amazon region. Emphasis special to the ultrastructural aspects of the different life cycle phases with evidence of the spores was given. The spores and life cycle stages characterized the different genus and species. The ultrastructural organization of the host tissues with the lysed aspects...

Varia??o di?ria e caracteriza??o morfol?gica das larvas de peixes do complexo estuarino do Rio Amazonas - PA

ZACARDI, Diego Maia
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
115.97%
A grande import?ncia dos recursos pesqueiros para a Amaz?nia, aliada ? necessidade de ampliar os conhecimentos b?sicos sobre identifica??o das larvas de peixes (coletadas em ambiente natural), justifica o desenvolvimento deste trabalho, que tem como objetivo expandir as informa??es sobre o ictiopl?ncton, relacionando as com as tend?ncias de varia??o di?ria e entre mar?s, do complexo estuarino do rio Amazonas ? PA. As coletas foram realizadas durante o per?odo diurno e noturno, no segundo semestre de 2007, pelo Projeto PIATAM mar II, sob ponto fixo na sub?rea 1 (estu?rio do rio Paracauari) e na sub?rea 2 (ba?a do Guajar?) nas mar?s de siz?gia e quadratura, em arrastos horizontais na sub-superf?cie da coluna d??gua com rede de pl?ncton c?nico-cil?ndrica e malha de 300?m. As amostras foram acondicionadas em recipientes contendo formalina a 4%. Os fatores hidrol?gicos foram obtidos in situ pelo Grupo de Oceanografia Qu?mica do Museu Paraense Emilio Goeldi. As amostras foram triadas e identificadas por meio de caracter?sticas morfol?gicas, morfom?tricas e mer?sticas, baseando-se na t?cnica de sequ?ncia regressiva de desenvolvimento e em bibliografias especializadas. As principais estruturas e caracter?sticas das fases iniciais dos peixes foram descritas e ilustradas...

Metodologia de gest?o do ciclo de vida de reatores

BELTR?O, Vanessa de C?ssia Viana Martins
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
126.08%
Nos sistemas el?tricos de pot?ncia, os reatores em deriva??o s?o os equipamentos respons?veis pela redu??o ou mesmo anula??o dos efeitos capacitivos indesej?veis na opera??o das linhas. Percebe-se, ent?o, a import?ncia desses equipamentos e a necessidade de mant?-los em perfeito funcionamento, pois uma falha grave gera um elevado custo de manuten??o corretiva, queda nos indicadores de desempenho, al?m de multas por parte da ag?ncia reguladora - Ag?ncia Nacional de Energia El?trica - ANEEL. O ciclo de vida de um reator em deriva??o envolve oito etapas - Planejamento, Especifica??o, Aquisi??o, Fabrica??o, Instala??o, Comissionamento, Explora??o e Desclassifica??o. Neste trabalho ser?o abordados apenas aspectos relativos ? gest?o da fase de explora??o, que contempla o conjunto de processos de opera??o e manuten??o de acordo com as perspectivas da empresa onde este estudo foi realizado. O processo de envelhecimento do reator pode ocorrer de diversas maneiras, no entanto o tempo de vida ?til de um reator ? condicionado essencialmente por dois fatores: a velocidade de envelhecimento e perda de robustez dos seus materiais e componentes e, as condi??es de funcionamento a que est? sujeito ao longo do tempo. Para evitar danos aos reatores, as empresas de energia el?trica t?m adotado procedimentos de manuten??o preventivo e preditivo...

Avaliação ultrassonográfica do aparelho reprodutor em serpentes vivíparas da família Boidae

Garcia,Viviane C.; Vac,Mirian H.; Badiglian,Leandro; Almeida-Santos,Selma M.
Fonte: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
65.84%
A reprodução faz parte do ciclo de vida dos animais permitindo a perpetuação e a conservação das espécies. Em serpentes, existe uma escassez de informações técnicas a respeito do ciclo reprodutivo. Este estudo teve o objetivo de avaliar o aparelho reprodutivo por meio da ultrassonografia em serpentes vivíparas cativas da família Boidae, permitindo diagnosticar as diferentes fases reprodutivas. Foram avaliadas ultrassonograficamente onze serpentes adultas de quatro espécies da família Boidae: Eunectes murinus, Boa constrictor constrictor, Corallus hortulanus e Epicrates cenchria pertencentes ao acervo do Museu Biológico do Instituto Butantan, São Paulo Brasil. Para a avaliação ultrassonográfica, as serpentes foram contidas fisicamente com gancho herpetológico e depois manualmente por aproximadamente 15 minutos. A avaliação foi feita aplicando-se gel acústico sobre a pele e posicionando o transdutor na linha lateral-ventral direita e esquerda, em região medial do corpo em sentido crânio-caudal. O exame ultrassonográfico permitiu avaliar todo o ciclo reprodutivo nas serpentes. Nas avaliações ultrassonográficas das fêmeas pode-se definir as fases de desenvolvimento ovariano e ovidutal. Os folículos ovarianos durante a fase pré-vitelogênica foram visualizados como homogêneos e anecogênicos...

Morfologia dos estágios de Náuplios e Copepodito i de Perulernaea gamitanae thatcher & paredes, 1985 (Crustacea: Cyclopoida: Lernaeidae), parasita do Tambaqui Colossoma macropomum (cuvier, 1818), (Osteichthyes: Characidae), cultivados em laboratório(1)

BENETTON,Maria Linda Flora de Novaes; MALTA,José Celso de Oliveira
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/1999 PT
Relevância na Pesquisa
75.95%
Os estágios de náuplios e copepodito I de Perulernaea gamitanae Thatcher & Paredes, 1985 foram estudados a partir de cultura de ovos obtidos de fêmeas adultas, parasitas de tambaqui, Colossoma macropomum (Cuvier, 1818) (Osteichthyes: Characidae), provenientes de tanques de cultivo em Manaus, Amazonas, Brasil. As larvas foram mantidas no laboratório à temperatura de 28ºC. O desenvolvimento de P. gamitanae de náuplio I até náuplio VI durou cinco dias e cada estágio era precedido de uma muda. As principais diferenças entre cada estágio foram o aparecimento de setas no segmento terminal da antênula, acréscimo no número de setas furcais, variação no comprimento e na forma do corpo. No sexto dia eclodiu o primeiro estágio de copepodito, que sobreviveu sete dias sem sofrer muda. Descrições morfológicas pormenorizadas e ilustrações foram feitas para todos os estágios de náuplios c para o primeiro estágio de copepodito.

Ciclo de vida e ecologia de Paspalum fasciculatum Willd. ex. Fluegge (Poaceae), na várzea da Amazônia central

CONSERVA,Auristela dos Santos; PIEDADE,Maria Teresa Fernandez
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2001 PT
Relevância na Pesquisa
105.86%
Paspalum fasciculatum é uma robusta gramínea C4, perene, de ocorrência nas várzeas da Amazônia Central. Para estabelecer a ecologia e o ciclo de vida da espécie em relação as flutuações anuais do nível do rio, vinte plantas foram marcadas ao acaso e acompanhadas mensalmente, de setembro/95 a agosto /96, em duas áreas entre 23 e 27 m (s.n.m.). Registrou-se o comprimento do talo, o número de folhas verdes e mortas, brotos, e a presença de inflorescências. Paspalum fasciculatum sincroniza seu crescimento com a fase terrestre do ciclo hidrológico, tendo atingido no período de estudo o comprimento máximo de 4,53 m. A dormência e grande tolerância dos talos a anos subsequentes de inundação e a capacidade de suportar mudanças bruscas do ambiente físico, permitem classificar a espécie como estrategista "r", altamente adaptada e representativa dos primeiros estágios de colonização das margens sedimentares de rios e lagos de várzea.