Página 1 dos resultados de 807 itens digitais encontrados em 0.008 segundos

Valor da espirometria para detecção de asma em estudos epidemiológicos; Importance of spirometry for asthma epidemiologic research.

Pereira, Luciano Penha
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.58%
O diagnóstico da asma baseia-se na anamnese e no exame clínico, mas provas de função pulmonar e avaliação da alergia contribuem para o diagnóstico. A espirometria é o exame complementar mais utilizado em pacientes asmáticos, por ser útil para o diagnóstico, por ser o exame mais disponível no sistema de saúde, para classificação da gravidade e para o monitoramento terapêutico. A medida da reatividade brônquica é um exame mais demorado, tem maior risco, maior custo e é menos disponível. No entanto, é superior por representar melhor a fisiopatologia da asma. Este projeto tem o objetivo de determinar o valor da espirometria na investigação de asma em estudos epidemiológicos (tendo como referência a medida de reatividade brônquica). Foram analisados os dados de 1922 indivíduos que constituíram uma coorte de nascidos em hospitais de Ribeirão Preto em 1978 e 1979. Estes indivíduos preencheram questionários, incluindo o questionário da European Community Respiratory Health Survey; foram submetidos à espirometria e ao teste de broncoprovocação com metacolina, que mede a reatividade brônquica. Para análise dos dados, a asma foi definida pela associação de teste de broncoprovocação positivo com pelo menos um dos sintomas: sibilância...

Espirometria  em pacientes portadores de artrite reumatoide e sua associação com aspectos epidemiológicos, clínicos, radiológicos e tratamento; Spirometry among rheumatoid arthritis patients and its association with epidemiological, clinical, radiographic and treatment aspects

Kawassaki, Alexandre de Melo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/04/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.61%
INTRODUÇÃO: Artrite reumatoide (AR) é uma doença inflamatória autoimune comum, de predomínio feminino e presente em 1% da população brasileira. O acometimento do sistema respiratório é frequente e ocorre em aproximadamente 50% desta população, principalmente as doenças de vias aéreas e as doenças pulmonares intersticiais. Pacientes tabagistas têm maior chance de desenvolver AR em relação aos não tabagistas, mas o papel do tabaco na doença pulmonar da AR ainda está indefinido. Este trabalho foi dividido em 2 partes. Na primeira avaliamos as características epidemiológicas, clínicas, radiográficas e espirométricas dos pacientes com AR, e comparamos o grupo de pacientes com alterações em qualquer dos exames realizados com grupo onde os exames foram normais. Na segunda parte, fizemos uma avaliação mais aprofundada do sistema respiratório dos pacientes com alteração à espirometria e os comparamos de acordo com a exposição ao tabagismo: elevada (carga tabágica > 10 anos.maço) contra baixa ou ausente. MÉTODOS: Pacientes acompanhados no ambulatório de Artrite Reumatoide do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo foram submetidos a um estudo de corte transversal com avaliação clínica...

Avaliação da espirometria de gestantes expostas à poluição atmosférica da Região Metropolitana de São Paulo; Spirometric evaluation of pregnant women exposed to air pollution in the metropolitan region of São Paulo

Pastro, Luciana Duzolina Manfré
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.61%
Introdução: A poluição do ar pode levar a alterações no sistema respiratório, especialmente entre certos grupos, como as gestantes, que são mais vulneráveis aos efeitos de poluentes atmosféricos. A gravidez é um período que envolve alterações funcionais e anatômicas no corpo da mulher, incluindo alterações na função pulmonar, o que pode ser avaliado por espirometria, um método simples, barato e eficaz. Objetivos: Os objetivos deste estudo foram a usar a espirometria para avaliar a função pulmonar de mulheres no primeiro trimestre (T1) e no terceiro trimestre (T3) de gravidez e analisar a influência da exposição a poluição do ar sobre os parâmetros espirométricos. Metodologia: O estudo foi realizado no Ambulatório de Obstetrícia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP) entre Maio de 2011 e Agosto de 2013. Foram aplicados os seguintes critérios de inclusão: gestação única, idade gestacional no dia da primeira espirometria inferior a 13,86 semanas, ausência de doenças maternas préexistentes, preparação adequada para o teste de espirometria e amostradores passivos individuais (APIs) adequados para análise. Os critérios de exclusão foram a mudança de endereço...

Análise econômica da interiorização do exame de espirometria como forma de qualificar o estadiamento e tratamento de doenças respiratórias crônicas em atenção primária à saúde com suporte do Projeto Telessaúde

Umpierre, Roberto Nunes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.41%
O Brasil conta com uma rede de atenção terciária razoavelmente bem equipada nos grandes centros urbanos e com a rede de atenção primária em fase de franca expansão na maioria dos municípios. Entre estes dois extremos do sistema de saúde há um hiato deixado pela inexistência, em grande parte das regiões distantes dos grandes centros, da atenção secundária, fato que gera a necessidade de grandes deslocamentos diários de pessoas para realização de consultas e exames de média complexidade. Objetivo: Comparar, do ponto de vista econômico, duas formas de assistência: a convencional que está em prática em todos os municípios do RS; e a modalidade com a descentralização do exame de espirometria com apoio da teleassistência. Método: Estudo de custo-minimização da implantação da espirometria descentralizada com apoio de teleconsultoria em município distante 50Km da Capital do Estado do RS e que encaminha todos os pacientes que necessitam deste exame. Este trabalho foi apresentado como dissertação de mestrado ao PPG em Epidemiologia da UFRGS. Resultados: Observou-se que em um ano gastou-se R$ 16.966,35 com o encaminhamento de pacientes para consulta e realização de espirometria comparado com o custo de R$ 15.150...

Uso da capnografia volumetrica associada a espirometria na identificação da disfunção pulmonar na fibrose cistica; Use of volumetric capnography associated with spirometry for the identification of pulmonary dysfunction in cystic fibrosis

Maria Angela Gonçalves de Oliveira Ribeiro
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.47%
Objetivo: Verificar parâmetros da espirometria e da capnografia volumétrica na identificação do padrão respiratório e da homogeneidade da ventilação em crianças e adolescentes com fibrose cística (FC) e compará-los com indivíduos saudáveis. Método: Estudo de corte transversal com crianças e adolescentes com e sem FC. Os pacientes foram divididos em dois grupos em função da idade: Grupo I (42 fibrocisticos entre seis e 12 anos) e Grupo II (22 fibrocisticos entre 13 e 20 anos) e seus respectivos controles foram de 20 e de 74 sujeitos saudáveis. Foram avaliados pela espirometria a capacidade vital forçada (CVF), volume expiratório no primeiro segundo (VEF1) e o índice VEF1/CVF; e na capnografia, a oximetria de pulso (SpO2), freqüência respiratória (FR), tempo inspiratório (Ti), tempo expiratório (Te) e slope 3 normalizado por volume corrente (slope 3/Ve). Resultados: comparados aos controles, os pacientes do Grupo I apresentam menor SpO2 (p< 0,001), menor Ti (p=0,047), e maiores valores de slope3/Ve (p<0,001). Vinte e quatro pacientes do Grupo I tiveram espirometria normal e apresentaram valores maiores do slope3/Vê quando comparados ao grupo controle (p=0,036). Os pacientes do Grupo II apresentaram menores valores de SpO2 (p< 0...

A importância da espirometria na deteção precoce de alterações ventilatórias obstrutivas em adultos

Sardinha, Catarina Alves
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.51%
Mestrado em Gestão e Avaliação de Tecnologias em Saúde; Introdução - A espirometria é um exame pouco divulgado e utilizado, no entanto é uma ferramenta imprescindível na deteção de alterações ventilatórias obstrutivas, que estão na base das doenças respiratórias crónicas mais prevalentes e subdiagnosticadas em Portugal. Com este estudo pretende-se avaliar a pertinência da utilização da espirometria, como exame de rotina, em indivíduos sem história clínica de alterações pulmonares. Metodologia - Estudo observacional transversal, abrangendo indivíduos dos 18 aos 65 anos, caucasianos e sem história clínica de alterações pulmonares, submetidos à aplicação de um formulário e realização de espirometria basal. A amostra foi recolhida em farmácias situadas em vários distritos de Portugal e contou com 150 indivíduos. A análise estatística foi realizada em SPSS v.21 (nível de significância de 5%). Resultados - Foram detetadas alterações em 40,7% dos indivíduos, 39,3% numa fase inicial. Verificaram-se diferenças estatisticamente significativas entre a idade dos pacientes e o resultado da espirometria, com 90% dos casos alterados a ter em média mais de 39,60 anos. A carga tabágica é maior em indivíduos com exame alterado (20...

Espirometria Pré-Escolar: Estudo de uma População - Que Implicações?

Borrego, LM; Leiria-Pinto, P; Neuparth, N; Rosado-Pinto, J
Fonte: Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica Publicador: Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2005 POR
Relevância na Pesquisa
37.33%
A espirometria é uma ferramenta major para o estudo de doentes com várias patologias, nomeadamente respiratórias, comumente usada em adultos e em crianças mais velhas. A idade pré-escolar tem sido a "idade das trevas" para a função pulmonar até aos últimos anos, pela necessiadade de cooperação e impraticabilidade de sedação. Objectivo: Determinar o número de crianças em que se torna possível efectuar espirometrias em idade pré-escolar, em função da sua idade, cumprindo critérios de aceitabilidade e exequibilidade das curvas débito-volume. Metodologia: Entre os meses de Março e Junho de 2004 foram efectuadas espirometrias animadas com equipamento Jaeger, a um grupo de 53 crianças, admitidas na Consulta de Imunoalergologia do nosso hospital por quadro clínico de asma, tosse crónica ou queixas de esforço. Foram efectuadas a cada criança 15 manobras expiratórias, antes e após a administração de 400ug de salbutamol, em câmara expansora, sendo utilizados critérios de aceitabilidade e reprodutibilidade de espirometria, paar esta faixa etária, publicados recentemente por urora et al. Resultados: De universo alvo (n=53) foi possível obter curvas em critérios de aceitabilidade e reprodutibilidade em 44 crianças (85%)...

Espirometria Pré-Escolar: Estudo de uma População - Que Implicações?

Borrego, LM; Leiria-Pinto, P; Neuparth, N; Rosado-Pinto, J
Fonte: Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica Publicador: Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2005 POR
Relevância na Pesquisa
37.33%
A espirometria é uma ferramenta major para o estudo de doentes com várias patologias, nomeadamente respiratórias, comumente usada em adultos e em crianças mais velhas. A idade pré-escolar tem sido a "idade das trevas" para a função pulmonar até aos últimos anos, pela necessiadade de cooperação e impraticabilidade de sedação. Objectivo: Determinar o número de crianças em que se torna possível efectuar espirometrias em idade pré-escolar, em função da sua idade, cumprindo critérios de aceitabilidade e exequibilidade das curvas débito-volume. Metodologia: Entre os meses de Março e Junho de 2004 foram efectuadas espirometrias animadas com equipamento Jaeger, a um grupo de 53 crianças, admitidas na Consulta de Imunoalergologia do nosso hospital por quadro clínico de asma, tosse crónica ou queixas de esforço. Foram efectuadas a cada criança 15 manobras expiratórias, antes e após a administração de 400ug de salbutamol, em câmara expansora, sendo utilizados critérios de aceitabilidade e reprodutibilidade de espirometria, paar esta faixa etária, publicados recentemente por urora et al. Resultados: De universo alvo (n=53) foi possível obter curvas em critérios de aceitabilidade e reprodutibilidade em 44 crianças (85%)...

Efetividade de uma rede de espirometria no diagnóstico da doença pulmonar obstrutiva crónica nos cuidados de saúde primários

Cruz, Maria Inês Faísco Ramos da
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.51%
Dissertação de Mestrado em Gestão dos Serviços de Saúde / Classificações do JEL Classification System: I15 - Health and Economic Development; I12 - Health Production; Introdução: A doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC) apresenta uma elevada prevalência a nível mundial e acarreta elevados custos económicos e sociais. Em Portugal a situação de sub diagnóstico de DPOC realça a importância de aumentar a acessibilidade à espirometria nos cuidados de saúde primários. Objetivos: Caracterizar uma rede de espirometria implementada a nível dos cuidados de saúde primários, relativamente à capacidade de diagnóstico de DPOC e custos associados. Métodos: A amostra foi constituída pelos utentes dos centros de saúde afetos à rede e com critérios de seleção baseados em fatores de risco de DPOC. Os custos da rede basearam-se no somatório dos custos com recursos humanos, equipamentos, consumíveis e transportes. Resultados: No período em análise foram realizadas 1404 espirometrias, com uma prevalência de diagnóstico de DPOC de 29,8%, encontrando-se 94% em estadios ligeiros/moderados de doença. O número necessário de rastreios para obter um diagnóstico de DPOC foi de 3,36 espirometrias. O custo médio de uma espirometria foi de 6...

Avaliação funcional pulmonar em crianças e adolescentes asmáticos: comparação entre a micro espirometria e a espirometria convencional

Wild,Lúcia Bartmann; Dias,Alexandre Simões; Fischer,Gilberto Bueno; Rech,Daniele Ruzzante
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.41%
INTRODUÇÃO: A espirometria é muito utilizada no diagnóstico e na quantificação dos distúrbios ventilatórios como a asma. O micro espirômetro é um equipamento portátil e de fácil utilização que pode substituir o espirômetro convencional, embora existam poucas evidências de sua acurácia. OBJETIVO: Comparar o micro espirômetro com o espirômetro convencional em crianças e adolescentes asmáticos. MÉTODO: Os aparelhos utilizados foram o Micro Spirometer, da marca Micro Medical, e o espirômetro convencional Cosmed-Pony graphic 3.5, ambos com turbinômetros (sensores de fluxo). Foram incluídos na amostra 62 crianças e adolescentes, de ambos os sexos, com idades compreendidas entre cinco e dezesseis anos, com diagnóstico clínico de asma, em acompanhamento em serviço de Pneumologia. Os exames espirométricos foram realizados dentro das normas da American Thoracic Society e da Associação Brasileira de Normas Técnicas. Primeiro realizou-se a micro espirometria e em seguida, com o mesmo paciente, realizou-se a espirometria convencional. Os parâmetros analisados em ambos os aparelhos foram: capacidade vital forçada, volume expiratório forçado no primeiro segundo e pico de fluxo expiratório. Os dados foram analisados através do teste t de Student (pareado) e do teste de correlação de Pearson. RESULTADOS: Obteve-se forte correlação entre os parâmetros analisados nos dois aparelhos: para volume expiratório forçado no primeiro segundo r = 0...

A espirometria na avaliação pré e pós-transplante de medula óssea

Mancuzo,Eliane Viana; Silva,Walace Espada da; Rezende,Nilton Alves de
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.55%
OBJETIVO: Analisar os resultados da espirometria de pacientes submetidos a transplante de medula óssea e verificar sua importância na detecção de complicações pulmonares e sua correlação com a evolução dos pacientes. MÉTODOS:Foram analisados retrospectivamente os resultados da espirometria em 120 pacientes, maiores de doze anos, de ambos os sexos, e comparados com o tipo de transplante de medula óssea, doença de base, sorologia para citomegalovírus, fonte de células para o transplante, tabagismo, infecção pulmonar, doença pulmonar prévia, duração da doença hematológica, quimioterapia utilizada, regime de condicionamento, doença do enxerto contra o hospedeiro aguda e crônica e óbito. RESULTADOS: Dezesseis pacientes apresentaram alterações da espirometria antes do transplante, sendo 5% com obstrução pura, 5,8% com restrição pura e 2,5% com obstrução com redução da capacidade vital. Após o transplante 29 pacientes apresentaram alterações desses exames. A chance de alteração da espirometria foi maior nos pacientes com doença do enxerto contra o hospedeiro aguda (p = 0,02), idade menor que 30 anos (p = 0,02), sexo feminino (p = 0,02) e naqueles que receberam células tronco (p = 0,01). As presenças de doença pulmonar prévia e doença do enxerto contra o hospedeiro crônica associaram-se com aumento da mortalidade. Alterações prévias da espirometria não estiveram relacionadas com o óbito pós-transplante. CONCLUSÃO: As alterações detectadas na espirometria não foram capazes de predizer a ocorrência de complicações pulmonares e óbito pós-transplantes. Também não foram determinantes para a não realização do procedimento. A espirometria simples realizada na avaliação desses pacientes parece ter pouca importância prática.

Validação de novos valores previstos brasileiros para a espirometria forçada na raça branca e comparação com os valores previstos obtidos por outras equações de referência

Duarte,Andrezza Araújo de Oliveira; Pereira,Carlos Alberto de Castro; Rodrigues,Silvia Carla Sousa
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.33%
OBJETIVO: Comparar os novos valores previstos brasileiros de capacidade vital forçada e volume expiratório forçado no primeiro segundo para a espirometria obtidos em 2006 com os obtidos por outras equações de referência e validar os achados por meio da comparação com uma nova amostra de brasileiros normais. MÉTODOS: Realizou-se espirometria forçada, de acordo com as normas da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, em 643 adultos brancos não-fumantes. Os valores previstos obtidos por pesquisadores brasileiros em 1992 e os obtidos por quatro grupos de pesquisadores estrangeiros foram comparados com os novos valores previstos brasileiros obtidos em 2006. Em uma segunda fase, os valores médios obtidos em 65 mulheres e 79 homens adultos foram comparados aos valores previstos obtidos pelas diversas equações de referência. RESULTADOS: O teste t para amostras pareadas revelou diferenças significativas entre os valores previstos obtidos pelas seis equações e os obtidos pela equação brasileira de 2006. Na segunda fase, observou-se que os valores previstos obtidos por Crapo et al. e os obtidos por Hankinson et al. para os méxico-americanos mostraram valores médios semelhantes aos observados na nova amostra. Porém...

Padrões ventilatórios na espirometria em pacientes adolescentes e adultos com fibrose cística

Ziegler,Bruna; Rovedder,Paula Maria Eidt; Dalcin,Paulo de Tarso Roth; Menna-Barreto,Sérgio Saldanha
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.33%
OBJETIVO: Avaliar os padrões dos distúrbios ventilatórios observados na espirometria em pacientes com fibrose cística (FC) e suas relações com a gravidade funcional e com o comportamento dos fluxos máximos expiratórios a baixos volumes. MÉTODOS: Estudo transversal e retrospectivo, incluindo pacientes adolescentes e adultos com FC. Todos os pacientes foram submetidos à espirometria. Os pacientes foram classificados como tendo função ventilatória preservada, distúrbio ventilatório obstrutivo (DVO), DVO com CVF reduzida, sugestivo de distúrbio ventilatório restritivo (DVR) ou distúrbio ventilatório combinado (DVC). Os fluxos máximos expiratórios a baixos volumes foram avaliados utilizando-se FEF25-75%, FEF75%e FEF75%/CVF. O grupo controle incluiu 65 indivíduos normais, também submetidos à espirometria. RESULTADOS: Foram incluídos 65 pacientes no grupo de estudo: 8 (12,3%) com função pulmonar preservada, 18 (27,7%) com DVO, 24 (36,9%) com DVO com CVF reduzida, 5 (7,7%) com padrão sugestivo de DVR e 10 (15,4%) com DVC. O VEF1 foi significativamente menor nos grupos DVO com CVF reduzida e DVC, comparados com os outros grupos (p < 0,001). Nos pacientes com função ventilatória preservada, FEF25-75% e FEF75% foram significativamente reduzidos em 1 paciente...

Frequência de sucesso da espirometria em crianças pré-escolares

Vidal, Paula Cristina Vasconcellos
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.47%
Introdução: Os testes de função pulmonar são importantes para o diagnóstico e manejo clínico das doenças respiratórias. A espirometria é o principal teste para avaliar a função respiratória em adultos e crianças maiores devido ao seu baixo custo e simplicidade. Porém, a sua utilidade em crianças pré-escolares é limitada pela pouca cooperação, incoordenação motora e falta de atenção. Recentemente, várias publicações têm demonstrado que a maioria das crianças pré-escolares é capaz de produzir curvas fluxo-volume aceitáveis e reprodutíveis. Objetivo: Avaliar a freqüência de sucesso da espirometria em crianças de 3 a 6 anos de idade sem treinamento prévio. Métodos: Análise de 440 testes espirométricos (327 retrospectivos e 113 prospectivos) em crianças entre 3 e 6 anos de idade. Os critérios da ATS/ERS de aceitabilidade e reprodutibilidade foram utilizados. O sucesso foi definido quando a criança produziu pelo menos 2 curvas aceitáveis e reprodutíveis com duração do tempo expiratório maior que um segundo. Resultados: 270 crianças (61%) geraram curvas fluxo-volume aceitáveis e reprodutíveis. A taxa de sucesso foi de 30% entre as crianças de 3 anos, 52% entre as de 4 anos, 70% entre as de 5 anos e 77% entre as de 6 anos. Não foi observada diferença entre sexo e diagnóstico respiratório em relação ao sucesso na execução da espirometria. As meninas apresentaram maior valor VRE/CVF quando comparados aos meninos. A média do tempo expiratório forçado foi de 2...

Espirometría incentiva en pacientes diagnosticados de nódulo pulmonar solitario intervenidos de cirugía torácica. Serie de casos.

Poveda Molina, David
Fonte: Universidade de Alcalá Publicador: Universidade de Alcalá
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
37.33%
Las complicaciones postoperatorias incrementan las probabilidades de mortalidad tras una intervención de cirugía torácica. Las atelectasias constituyen la complicación postoperatoria más frecuente tras este tipo de intervenciones y si no son tratadas debidamente aumenta el tiempo de permanencia en el hospital de los pacientes suponiendo mayores costes y aumentando el riesgo de mortalidad. El tratamiento de esta complicación se basa en la fisioterapia respiratoria, incluyendo técnicas de higiene bronquial y espirometría incentiva. Objetivos: El objetivo principal es comparar la eficacia de 2 tipos de espirometría incentiva en la resolución de las complicaciones postoperatorias. Se compara la eficacia del Triflow y el Voldyne 5000. Otros objetivos planteados consisten en conocer la satisfacción del paciente en relación al espirómetro incentivo utilizado. Material y metodología: El estudio fue implementado en el Hospital Ramón y Cajal en el área de cirugía torácica. 8 sujetos, de edad superior a 18 años, se prestaron voluntariamente al estudio cumpliendo los criterios de inclusión y exclusión. Fueron repartidos consecutivamente en 2 grupos. El grupo A fue tratado con técnicas de fisioterapia respiratoria tradicional y espirómetro incentivo Voldyne 5000. El grupo B fue tratado con técnicas de fisioterapia respiratoria tradicional y espirómetro incentivo Triflow. Resultados: Se realizaron 3 valoraciones (preoperatoria...

Comparación entre los pacientes con diagnóstico clínico de EPOC vs los confirmados por Espirometría en un hospital de segundo nivel en Bogotá DC, 2011

Garzón Jiménez, Rossana Catherine; Orozco León, Natalia del Rosario; Russi Lozano, Jorge Andrés
Fonte: Facultad de medicina Publicador: Facultad de medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 27/11/2012 SPA
Relevância na Pesquisa
37.33%
Introducción: La enfermedad pulmonar obstructiva crónica (EPOC), está caracterizada por la limitación del flujo aéreo, de forma progresiva y casi irreversible, asociada a la reacción inflamatoria atribuida a diferentes factores, principalmente a la exposición al humo de tabaco. Es considerada un problema de salud pública en Colombia y en el mundo, con un aumento acelerado de la condición crónica en la actualidad. Objetivo: Identificar las diferencias sociodemográficas, clínicas y de tratamiento, entre los pacientes con diagnóstico clínico y espirométricos de EPOC vs los pacientes con diagnóstico clínico y descartados por espirometría en el Hospital de Suba. Material y Métodos: Estudio observacional, descriptivo, retrospectivo como un componente exploratorio para comparar los grupos con diagnóstico de EPOC clínico y confirmado o descartado por espirometría, entre Enero y Agosto del 2011. Se utilizó estadística descriptiva para calcular las medidas de tendencia central, los datos cuantitativos se expresaron como la media de la variable ± desviación estándar, y los cualitativos como porcentaje, la t de Student para analizar diferencia de las variables cuantitativas de medias entre grupos y la prueba de Pearson para analizar la relación entre los datos cualitativos para aquellos con valores esperados menores a 5 se aplicó test exacto de Fisher...

Avaliação da função pulmonar por espirometria na leishmaniose visceral; Pulmonary function evaluation by spirometry in visceral leishmaniasis

Maia, Isabel Aragão
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/09/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.41%
Introdução: Das formas clínicas das leishmanioses, a forma clássica da leishmaniose visceral (LV) é a forma mais grave da doença, afetando órgãos como baço, fígado e linfonodos. Como a doença apresenta um comprometimento intersticial secundário à infecção pela Leishmania, existe o envolvimento de outros órgãos. No pulmão, o envolvimento se manifesta pela pneumonite intersticial. Essa alteração foi provada por estudo anatomopatológico em hamsteres, cães e homens. Embora as pesquisas pulmonares na doença avaliem as alterações ultraestruturais provocadas pela leishmaniose, não existem estudos que avaliem o impacto dessas sobre a função pulmonar. Objetivo: Caracterizar o distúrbio ventilatório em pacientes internado com LV por espirometria. Métodos: Foram avaliados transversalmente 20 pacientes com diagnóstico confirmado por Kalazar detect, mielograma e/ou sorologia. Os parâmetros medidos foram a capacidade vital forçada (CVF), volume expiratório forçado do primeiro segundo (VEF1), índice de Tiffeneau e fluxo expiratório forçado (25-75%). Posteriormente, foram utilizados, na análise estatística, o teste não paramétrico de Mann-Whitney, teste exato de Fisher, não paramétrico de Wilcoxon e o coeficiente de correlação de Speraman. Nível de significância com p < 0...

Efectividad del consejo para dejar de fumar combinado con la discusión detallada de los resultados de la espirometría por parte del médico de atención primaria sobre el hábito tabáquico en adultos fumadores /

Rodríguez Álvarez, María del Mar
Fonte: Bellaterra : Universitat Autònoma de Barcelona, Publicador: Bellaterra : Universitat Autònoma de Barcelona,
Tipo: Tesis i dissertacions electròniques; info:eu-repo/semantics/doctoralThesis Formato: application/pdf
Publicado em //2013 SPA; SPA
Relevância na Pesquisa
37.47%
Antecedentes: El abandono del hábito tabáquico es crucial en la prevención de la morbilidad prematura, la discapacidad y la mortalidad en todo el mundo. La eficacia del abandono del tabaco supera cualquier otra intervención para reducir al mínimo el riesgo de enfermedades crónicas cardíacas y respiratorias. De no intervenir en este problema, las proyecciones futuras son alarmantes. El consejo médico aislado ha resultado efectivo para modificar el hábito tabáquico en un gran número de fumadores, pero solo una pequeña proporción se mantienen abstinentes después de un año. Según datos recientemente publicados, la demostración de obstrucción al flujo aéreo mediante espirometría unida al consejo antitabáquico incrementaría el porcentaje de éxito hasta un 16,5%, haciéndolo comparable al que se obtiene utilizando agentes farmacológicos. Queremos evaluar la efectividad del consejo para dejar de fumar combinado con la discusión de los resultados de la espirometría por parte del médico de atención primaria sobre el hábito tabáquico en adultos fumadores. Material y Métodos: Estudio de intervención con grupo control aleatorio realizado en 6 centros de Atención Primaria de la región sanitaria del Barcelonès Nord i Maresme de Cataluña durante 2005-2008...

Valor de la espirometría para el diagnostico de restricción pulmonar

Quadrelli,Silvia; Bosio,Martín; Salvado,Alejandro; Chertcoff,Julio
Fonte: Medicina (Buenos Aires) Publicador: Medicina (Buenos Aires)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 ES
Relevância na Pesquisa
37.33%
Un defecto ventilatorio restrictivo está caracterizado por una reducción en la capacidad pulmonar total. El objetivo de este estudio fue evaluar la utilidad de la espirometría para determinar la presencia de restricción en pacientes con y sin obstrucción bronquial. Fueron incluídos 520 pacientes. Se definieron los valores normales mediante el intervalo de confianza del 95% (IC) utilizando la ecuación de Morris para la espirometría, y la de la European Respiratory Society (ERS) para capacidad pulmonar. Las espirometrías fueron clasificadas como obstructivas cuando mostraban relación volumen espiratorio forzado en 1 segundo (VEF1)/capacidad vital forzada (CVF) < 70% + VEF1 menor al límite inferior por IC. En los pacientes sin obstrucción espirométrica (n = 357) la sensibilidad y especificidad fueron 42.2% y 94.3% respectivamente, el valor predictivo negativo (VPN) fue 86.6% y el VP positivo (VPP) 65.2%. En el grupo de pacientes con obstrucción espirométrica (n = 66) la sensibilidad aumentó al 75.8% con una especificidad de 65.9%. El VPP disminuyó a sólo 57.8% y el VPN fue del 81.5%. Los pacientes con obstrucción y falsos positivos de CVF disminuida (n = 22) tuvieron los mismos valores de CVF (57.36 ± 13.45 vs. 58.82 ± 8.71%...

Uso de la espirometría versus ecocardiografía en pacientes hospitalizados por EPOC o insuficiencia cardiaca

Torrubia Fernández,M. J.; Comín Orce,A.; Moreno Vernis,M.; Carrizo Sierra,S. J.; Marín Tigo,J. M.
Fonte: Anales de Medicina Interna Publicador: Anales de Medicina Interna
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/05/2008 SPA
Relevância na Pesquisa
37.33%
Objetivo: El uso de la prueba complementaria confirmadora del diagnóstico de EPOC (espirometría) a nivel hospitalario es desconocido. Se pretende determinar el uso de la espirometría (ESPIR) y comparativamente de la ecocardiografía (ECO) en la insuficiencia cardiaca (IC) en pacientes ingresados por exacerbación de estas entidades. Métodos: Se incluyeron pacientes que a lo largo de un año fueron dados de alta con los diagnósticos primarios de "exacerbación de EPOC" y de "insuficiencia cardiaca" (códigos ICD-9-CM: 491.21 y 428, respectivamente). A partir del listado, se revisaron todas las historias clínicas y se obtuvieron los datos originales de las ESPIR y de las ECO de los gabinetes donde se realizaron las pruebas. Resultados: De 408 pacientes ingresados por EPOC, se realizó ESPIR en 110 (27%) y de los 328 pacientes con IC se obtuvo ECO en 250 (76%) (p < 0,001). Salvo una menor edad de los pacientes con EPOC (71,8 ± 9,8 vs. 74,9 ± 10,6, p < 0,001), no hubo diferencias entre ambos grupos. El subgrupo en que se realizó ESPIR, mostró una edad mas baja (69,5 ± 9,1 vs. 72,5 ± 9,9, p = 0,005) y un % de ingresos en Neumología respecto a Medicina Interna mas alto (30 vs. 13%, p < 0,002), respecto al subgrupo sin ESPIR. Conclusiones: Se evidencia un escaso uso de la espirometría en pacientes ingresados por exacerbación de EPOC. La baja prevalencia de prescripción de esta prueba confirmatoria comparativamente con la alta prescripción de la ecocardiografía para pacientes ingresados por IC...