Página 1 dos resultados de 224 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Processamento auditivo, leitura e escrita na síndrome de Silver-Russell: relato de caso; Auditory processing, reading and writing in the Silver-Russell syndrome: case report

Garcia, Patrícia Fernandes; Salvador, Karina Krähembühl; Moraes, Tâmyne Ferreira Duarte de; Feniman, Mariza Ribeiro; Crenitte, Patrícia de Abreu Pinheiro
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.25%
O objetivo deste trabalho foi descrever os aspectos fonoaudiológicos de processamento auditivo, leitura e escrita de um paciente do gênero masculino com diagnóstico de síndrome de Silver-Russell. Aos dois meses de idade o paciente apresentava déficit pôndero-estatural; frontal amplo; orelhas pequenas, proeminentes e com baixa implantação; palato ogival; discreta micrognatia; esclera azulada; manchas café-com-leite; sobreposição do primeiro e segundo artelhos à direita; refluxo gastroesofágico; voz e choro agudos; atraso leve no desenvolvimento neuropsicomotor; e dificuldade de ganhar peso, recebendo o diagnóstico da síndrome. Na avaliação psicológica, realizada aos 8 anos de idade, o paciente apresentou nível intelectual normal, com dificuldades cognitivas envolvendo atenção sustentada, concentração, memória verbal imediata e processos emocionais e comportamentais. Para avaliação da leitura e escrita e de seus processos subjacentes, realizada aos 9 anos de idade foram utilizados os testes de Compreensão Leitora de Textos Expositivos, Perfil das Habilidades Fonológicas, Teste de Discriminação Auditiva, escrita espontânea, Teste de Desempenho Escolar (TDE), teste de Nomeação Automática Rápida e prova de memória de trabalho fonológica. Apresentou dificuldades em todos os testes...

Caracterização do desempenho de crianças com dislexia do desenvolvimento em tarefas de escrita

Machado, Andréa Carla; Capellini, Simone Aparecida
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 133-139
POR
Relevância na Pesquisa
46.27%
INTRODUCTION: developmental dyslexia is characterized by impairment in reading and writing of simple words often involving deficits in phonological decoding and spelling. It affects individuals without sensory disabilities, free of significant emotional commitment and adequate educational opportunities. OBJECTIVE: to characterize the performance in activities related to writing observed in children with developmental dyslexia. METHOD: a total of six children (boys and girls) from 3rd to 7th grade from public schools in a city in the state of Sao Paulo, eight to thirteen years of age, participated in this study. Data were collected in CEES - Centro de Estudos de Educação e Saúde of UNESP - in Marília -SP in writing tasks. The results were analyzed descriptively by the score in percentage of correct answers. RESULTS: children with developmental dyslexia presented alterations in relation to the activities: writing of isolated words and writing of dictated words were below expectations for the education level, presenting phonological and orthographic changes. CONCLUSION: it is important that children with school problems make a more specific evaluation concerning these tasks.; INTRODUÇÃO: a dislexia do desenvolvimento é caracterizada pelo prejuízo em leitura e escrita de palavras simples...

Consciência fonológica e habilidades de escrita em crianças com síndrome de Down

Lavra-Pinto,Bárbara de; Lamprecht,Regina Ritter
Fonte: Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda. Publicador: Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.28%
TEMA: síndrome de Down, consciência fonológica, escrita e memória de trabalho. OBJETIVOS: avaliar a consciência fonológica de crianças brasileiras com síndrome de Down. Analisar a relação existente entre as hipóteses de escrita dos participantes e os escores de consciência fonológica. Comparar o desempenho de crianças com síndrome de Down aos resultados esperados para crianças com desenvolvimento típico de acordo com a Conciência Fonológica. Instrumento de Avaliação Sequencial (CONFIAS), utilizando as hipóteses de escrita como critério de emparelhamento. Verificar a correlação entre medidas de consciência fonológica e memória de trabalho fonológica. MÉTODOS: onze crianças com idades cronológicas entre 7 e 14 anos (média: 9a10m) constituíram a amostra. A consciência fonológica foi avaliada utilizando-se o CONFIAS. A memória de trabalho fonológica foi avaliada através de um instrumento elaborado pela pesquisadora. RESULTADOS: os sujeitos avaliados apresentaram níveis mensuráveis de consciência fonológica por meio da aplicação do CONFIAS. Os escores de consciência fonológica e as hipóteses de escrita apresentaram associação positiva significativa. O desempenho das crianças com síndrome de Down foi significativamente inferior ao de crianças com desenvolvimento típico e mesma hipótese de escrita. As medidas de consciência fonológica e de memória de trabalho fonológica apresentaram correlações positivas significativas. CONCLUSÃO: a consciência fonológica de crianças brasileiras com síndrome de Down pode ser avaliada utilizando-se o CONFIAS. A consciência silábica aprimora-se com a alfabetização...

A clínica fonoaudiológica e a linguagem escrita: estudo de caso

Guarinello,Ana Cristina; Massi,Giselle; Berberian,Ana Paula
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.27%
OBJETIVO: partindo do pressuposto que a atividade lingüística é constitutiva do sujeito, esse trabalho busca discutir o processo de apropriação da escrita, na clínica de linguagem, a partir da relação que o aprendiz estabelece com o outro, fonoaudiólogo. MÉTODOS: foi analisado longitudinalmente o caso de um sujeito dito portador de distúrbio de leitura e escrita, o qual antes de submeter-se a avaliação fonoaudiológica apresentava produções escritas distantes da convenção ortográfica. RESULTADOS: a terapia de linguagem foi eficiente para apropriação da modalidade escrita, já que no decorrer do tratamento houve melhora e superação das queixas. CONCLUSÃO: por meio da atividade conjunta de construção da escrita, na clínica de linguagem, entre o sujeito dessa pesquisa e o fonoaudiólogo, o primeiro pode ser percebido como alguém capaz de fazer uso significativo da escrita.

Linguagem escrita e subjetividade: implicações do trabalho grupal

Machado,Maria Letícia Cautela de Almeida; Berberian,Ana Paula; Santana,Ana Paula
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.27%
TEMA: linguagem escrita e subjetividade no grupo fonoaudiológico. PROCEDIMENTOS: este relato de caso tem por objetivo analisar como sujeitos, que participam de um grupo fonoaudiológico, significam suas histórias com a linguagem escrita e como tal grupo pode constituir-se como um espaço para a ressignificação de tais histórias. O material do estudo clínico foi coletado a partir do atendimento grupal envolvendo nove adolescentes, inseridos no Ensino Fundamental da Rede Pública de Curitiba, encaminhados pela escola para tratamento fonoaudiológico, com queixa de distúrbio de leitura e escrita. Tal atendimento foi realizado, durante um ano, na Clínica Fonoaudiológica da Universidade Tuiuti do Paraná. Os encontros eram semanais, com duração de duas horas, totalizando 48 sessões. A coleta de dados foi realizada a partir de vídeo-gravações e do registro diário das sessões. Foram selecionados seis episódios considerados significativos para a análise da temática. RESULTADOS: a pesquisa indicou que os sujeitos estabeleciam uma relação de sofrimento com a escrita a partir da qual assumiam uma posição de incompetência em ler e escrever. A partir do processo terapêutico foi possível ressignificar as relações dos adolescentes com essa modalidade de linguagem...

Aquisição do sistema ortográfico: desempenho na expressão escrita e classificação dos erros ortográficos

Rosa,Clarice Costa; Gomes,Erissandra; Pedroso,Fleming Salvador
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
46.27%
OBJETIVO: analisar o desempenho na expressão escrita e classificar os erros da produção ortográfica que ocorrem durante as quatro primeiras séries do ensino fundamental, identificando os erros ortográficos mais freqüentes e descrevendo a evolução dos mesmos, comparando-os por série e gênero. MÉTODO: foi realizado um estudo transversal na população de alunos de 1ª a 4ª série de uma escola estadual do município de Porto Alegre. Foram avaliados 214 sujeitos por meio do ditado de palavras do subteste da escrita do Teste de Desempenho Escolar. RESULTADOS: foram observados maiores níveis de suficiência no domínio da expressão escrita nas séries iniciais; os sujeitos da 4ª série demonstraram dificuldade no domínio das regras de acentuação. Por meio da análise do ditado, constatou-se que os erros de representações múltiplas (14,76%) foram os mais freqüentes nesta população. Quando comparado os diferentes tipos de erros ortográficos verificados nas quatro séries em conjunto, observou-se que houve diferença significante entre as mesmas no decorrer das séries (P<0,05), exceto para os erros de junção-separação (P=0,09), confusão nas terminações am x ão (P=0,36) e confusão entre letras parecidas (P=0...

A lateralidade cruzada e o desempenho da leitura e escrita em escolares

Rosa Neto,Francisco; Xavier,Regina Ferrazoli Camargo; Santos,Ana Paula Marília dos; Amaro,Kassandra Nunes; Florêncio,Rui; Poeta,Lisiane Schilling
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.44%
OBJETIVO: analisar o desempenho da leitura e escrita em escolares com lateralidade cruzada. MÉTODO: fizeram parte da amostra 166 escolares do terceiro ano do ensino fundamental, com idade entre oito e nove anos. Para avaliação da lateralidade, foi utilizada a escala de desenvolvimento motor -EDM, e para a analise da leitura e escrita foi utilizado o Manual de Desempenho Escolar - MDE. Na análise comparativa do desempenho da leitura e escrita em função da lateralidade (Cruzada), a amostra foi dividida em 2 grupos. Para análise e interpretação dos dados foram utilizados os programas Excel e SPSS for Windows 17.0 e para a análise comparativa entre os dois grupos, o teste "t" para amostras independentes quando os dados se mostraram simétricos, e o teste Mann-Whitney para os dados assimétricos, e para a distribuição dos dados, o teste Shapiro-Wilk. O nível de significância adotado nesse estudo foi p< 0,05. RESULTADOS: verificou- se que de todas as variáveis do desempenho da leitura e da escrita, foram maiores para o grupo das crianças com dominância lateral completa do que para o grupo das crianças com lateralidade cruzada. Na escrita, houve diferença significante entre os dois grupos, sendo atribuído melhor desempenho às crianças com lateralidade destro-completa. CONCLUSÃO: evidencia-se que as crianças com lateralidade cruzada apresentam desempenho inferior na leitura e escrita quando comparadas às crianças com dominância lateral completa. Estes dados justificam a relevância do desenvolvimento psicomotor na infância como fator essencial no processo de aprendizagem escolar.

Caracterização da leitura e escrita

Rosa Neto,Francisco; Xavier,Regina Ferrazoli Camargo; Santos,Ana Paula Marília dos
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.51%
OBJETIVO: caracterizar o desempenho escolar da leitura e escrita em escolares matriculados no terceiro ano do Ensino Fundamental MÉTODO: participaram deste estudo 160 crianças com idades entre 8 e 9 anos (média 8 anos e 7 meses). Para coleta dos dados foi utilizado o instrumento de medida: Manual de Desempenho Escolar - Análise da Leitura e Escrita em Séries Iniciais do Ensino Fundamental - MDE (ROSA NETO, SANTOS, TORO, 2010). Para análise e interpretação dos dados foram utilizados os programas Excel e SPSS for Windows 17.0. RESULTADOS: verificou-se que os escolares obtiveram uma média de 75,88% de acertos no desempenho geral do MDE, e entre as médias da pontuação nas categorias do manual, a escrita apresentou a porcentagem mais baixa, 72,10% de acertos. CONCLUSÃO: constatou-se que 40% (n= 64) da amostra estão plenamente alfabetizadas, ou seja, capazes de ler com fluência e compreender globalmente o sentido do texto, localizar informações, fazer inferências e formular hipóteses sobre o conteúdo do texto. Na escrita, são capazes de escrever de forma legível e compreensível um pequeno texto. No entanto, 50% (n=80) dos alunos avaliados se encontram ainda no processo de aprendizado da leitura e escrita e 10% (n=16) das crianças mostrou desempenho abaixo do esperado para o nível de escolaridade em que se encontravam...

Consciência fonológica e desenvolvimento da escrita na síndrome de Down: um estudo de caso longitudinal

Lavra-Pinto,Bárbara de; Segabinazi,Joice Dickel; Hübner,Lilian Cristine
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.28%
Os objetivos deste estudo foram: verificar a existência de avanços em habilidades de consciência fonológica e escrita em uma criança com síndrome de Down, falante do português brasileiro, em um intervalo de tempo de quatro anos e oito meses; identificar quais habilidades de consciência fonológica desenvolveram-se e quais continuaram sendo de difícil resolução; verificar o desempenho do participante em testes de memória de trabalho fonológica e de inteligência verbal e de execução. A criança frequenta escola regular e tinha 7 anos de idade cronológica no início do estudo. A consciência fonológica e a escrita foram avaliadas em três momentos (T1, T2, T3) em um período de 4 anos e 8 meses. Para a avaliação da consciência fonológica foi utilizado o teste Consciência fonológica: instrumento de avaliação sequencial (CONFIAS). No T1 e T2, a escrita foi avaliada de acordo com critérios do mesmo instrumento; no T3, foi utilizado o subteste de escrita do Instrumento de Avaliação Neuropsicológica Breve Infantil (NEUPSILIN-INF). No T1, a memória de trabalho fonológica foi avaliada por meio do span de palavras e...

Crianças bilíngües Alemão-Português: erros na escrita e características do ambiente familiar

Moura,Simone Raquel Sbrissa; Cielo,Carla Aparecida; Mezzomo,Carolina Lisbôa
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.27%
OBJETIVO: Relacionar erros na escrita em português, características do ambiente familiar, idade e sexo de crianças bilíngües Alemão-Português. MÉTODOS: Vinte crianças bilíngües alemão/português realizaram ditado balanceado, e seus pais responderam a um questionário. Os tipos de erros na escrita em Português foram classificados e quantificados, e posteriormente relacionados às respostas dos pais no questionário aplicado. RESULTADOS: Houve menos erros relacionados à troca, substituição aleatória, inversão, transposição, omissão e adição de grafemas, e mais erros relacionados às irregularidades da língua portuguesa. A maioria dos pais possuía material escrito em casa; quando mais de uma pessoa lia em casa e quanto maior a escolaridade paterna, maior o número de crianças com menos erros na escrita; quanto menor a escolaridade materna, maior o número de estudantes com mais erros na escrita. Quanto mais novas as crianças, mais erros de todos os tipos. Os meninos apresentaram mais erros na escrita do que as meninas. CONCLUSÕES: Mesmo sendo os participantes deste estudo todos bilíngües, a maioria dos achados foi compatível com os encontrados em outras pesquisas com crianças monolíngües do Português Brasileiro.

Competência ortográfica e metafonológica: influências e correlações na leitura e escrita de escolares da 4ª série

Paolucci,Juliana Faleiros; Ávila,Clara Regina Brandão de
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.3%
OBJETIVO: Estudar o desempenho de escolares da 4ª série em tarefas de leitura e escrita e de consciência fonológica. MÉTODOS: Trinta e dois escolares de 4ª série (50,0% meninas), entre nove e 11 anos, foram avaliados segundo os procedimentos: anamnese, avaliação da leitura, escrita (54 itens linguísticos) e consciência fonológica. Foram divididos em: GPI: escreveram e, após, leram em voz alta; GPII: leram em voz alta e, após, escreveram; GCI: apenas escreveram; GCII: apenas leram. RESULTADOS: Na escrita, GPII apresentou as maiores médias de acerto, sendo que GPI, GPII e GCI apresentaram melhor desempenho para as palavras frequentes, seguido das pseudopalavras e das de baixa frequência. Na leitura, os desempenhos dos GPI, GPII e GCII foram semelhantes, sendo que GPI e GPII apresentaram mais acertos para as pseudopalavras, seguido das de alta frequência. A correlação entre consciência fonológica e escrita mostrou-se moderada e entre consciência fonológica e leitura e entre escrita e leitura foi bem fraca. CONCLUSÕES: A consciência fonológica mostrou moderada correlação com a escrita e baixa com a leitura; a característica psicolinguística baixa familiaridade determinou as maiores médias de erro, tanto na leitura quanto na escrita.

Habilidades ortográficas e de narrativa escrita no ensino fundamental: características e correlações

Bigarelli,Juliana Faleiros Paolucci; Ávila,Clara Regina Brandão de
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.28%
OBJETIVO: Caracterizar, de acordo com o ano escolar e a rede de ensino, o desempenho ortográfico e de produção textual da escrita de escolares do Ensino Fundamental, com bom aproveitamento acadêmico, e investigar as relações entre essas variáveis. MÉTODOS: Participaram 160 crianças, entre 8 e 12 anos de idade, alunos do 4º ao 7º anos do Ensino Fundamental. Todos foram avaliados quanto à produção escrita, por meio de ditado de palavras e pseudopalavras e da escrita autônoma de texto narrativo. Computaram-se os erros ortográficos, os números de palavras, por classe gramatical, e os elementos de narrativa textual utilizados nas produções. RESULTADOS: Escolares da rede pública apresentaram mais erros no ditado de palavras e pseudopalavras, com melhora de desempenho com o avanço da escolaridade. No entanto, a ocorrência de enunciados completos e incompletos mostrou-se semelhante quando comparadas as redes de ensino. Escolares do 4º ano apresentaram mais enunciados incompletos que os demais. Quanto às produções de microestruturas e macroestruturas gerais, maior número destas foi apresentado pelos escolares da rede particular. As macroestruturas essenciais foram mais frequentes nos anos mais avançados. Quanto maior o número de palavras escritas na produção autônoma...

Análise comparativa do desempenho em leitura e escrita de crianças expostas e não expostas a níveis elevados de pressão sonora

Santos,Juliana Feitosa dos; Souza,Ana Paula Ramos de; Seligman,Lilian
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.31%
OBJETIVO: analisar as possíveis relações entre níveis de pressão sonora elevados em sala de aula e o desempenho no uso das rotas lexical e fonológica na leitura e escrita. MÉTODOS: estudo quantitativo e exploratório. Medições acústicas por meio de dosímetro; inspeção visual do conduto auditivo externo; audiometria tonal e vocal; imitanciometria; instrumento de leitura e escrita de palavras isoladas. Foram utilizados o teste não paramétrico do χ² e teste exato de Fisher para análise de dados. Com base nos resultados das mensurações acústicas em quatro escolas de Santa Maria, foi possível dividir a amostra de 87 crianças do 3º e 4º anos do ensino fundamental, na faixa etária de 8 a 10 anos, em 2 grupos. O 1º grupo foi composto de crianças expostas a intensidades de som superior a níveis de 80 dB(A) (Grupo estudo) e o 2º grupo, com crianças expostas a níveis menores que 80 dB(A) (Grupo controle). RESULTADOS: maior prevalência de acertos nas pseudopalavras na leitura e escrita; na leitura de palavras irregulares e efeito de frequência; predomínio de acertos nas palavras irregulares na escrita para o Grupo controle. Para o Grupo estudo, maior número de erros de tipo neologismo na leitura e escrita...

Competências para a leitura e escrita em escolares iniciantes no processo de alfabetização; Skills for reading and writing in school beginners in the literacy process

Côrrea, Kelli Cristina do Prado
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/05/2015 PT
Relevância na Pesquisa
46.33%
Nesta última década (2005-2015), a educação brasileira passou por transformações intensas relativas ao ingresso das crianças na Educação Básica. A entrada aos seis anos de idade no Ensino Fundamental, período que compreende agora nove anos, desafiou os educadores a definir mais claramente o que se espera da escola nos anos iniciais da educação. Assim, o objetivo deste trabalho foi caracterizar determinadas competências para a leitura e a escrita em crianças iniciantes no processo de alfabetização e relacionar essas competências com o nível da escrita. Realizamos, então, pesquisa de campo, com abordagem quanti-qualitativa dos dados, de cujos resultados extraímos inferências, a partir do quadro teórico de referências sistematizado. Foram selecionadas 70 crianças de ambos os gêneros, que cursaram o 1o semestre do 1o ano do ensino fundamental I. Todos os escolares tinham formação em educação infantil. As crianças foram submetidas à bateria de Avaliação de Competências iniciais para a leitura e escrita BACLE que caracteriza-se por um conjunto de atividades para aferir pré-competências para início de leitura e escrita. As crianças foram avaliadas também pela análise de nível de escrita, nível pré-silábico...

Imagiologia Espetral - Análise Forense de Notas e Escrita Manual

Pinto, Filipa dos Santos
Fonte: Instituto Politécnico do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.42%
A análise forense de documentos é uma das áreas das Ciências Forenses, responsável pela verificação da autenticidade dos documentos. Os documentos podem ser de diferentes tipos, sendo a moeda ou escrita manual as evidências forenses que mais frequentemente motivam a análise. A associação de novas tecnologias a este processo de análise permite uma melhor avaliação dessas evidências, tornando o processo mais célere. Esta tese baseia-se na análise forense de dois tipos de documentos - notas de euro e formulários preenchidos por escrita manual. Neste trabalho pretendeu-se desenvolver técnicas de processamento e análise de imagens de evidências dos tipos referidos com vista a extração de medidas que permitam aferir da autenticidade dos mesmos. A aquisição das imagens das notas foi realizada por imagiologia espetral, tendo-se definidas quatro modalidades de aquisição: luz visível transmitida, luz visível refletida, ultravioleta A e ultravioleta C. Para cada uma destas modalidades de aquisição, foram também definidos 2 protocolos: frente e verso. A aquisição das imagens dos documentos escritos manualmente efetuou-se através da digitalização dos mesmos com recurso a um digitalizador automático de um aparelho multifunções. Para as imagens das notas desenvolveram-se vários algoritmos de processamento e análise de imagem...

Desenvolvimento de um Code Set para a escrita manual baseado na classificação internacional de funcionalidade versão crianças e jovens

Barros, Diana Maria Moreira
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto. Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto.
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
56.57%
Compreender a funcionalidade de uma criança é um desafio persistente em contextos de saúde e educação. Na tentativa de superar esse desafio, em 2007, a Organização Mundial de Saúde desenvolveu a Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde para Crianças e Jovens (CIF-CJ) como o primeiro sistema de classificação universal para documentar a saúde e funcionalidade da criança. Apesar de a CIF-CJ não ser um instrumento de avaliação e intervenção, tem, no entanto, a capacidade de servir de enquadramento para o desenvolvimento de ferramentas adaptadas às necessidades dos seus utilizadores. Considerando que no contexto escolar, a escrita manual encontra-se entre as atividades mais requeridas para a participação plena de uma criança, parece ser pertinente a definição de um conjunto de códigos destinados a caracterizar o perfil de funcionalidade de uma criança, no que se refere à escrita manual. O objetivo deste estudo foi, pois, o desenvolvimento de um conjunto preliminar de códigos baseado na CIF-CJ que possa vir a constituir um code set para a escrita manual. Dada a complexidade do tema e atendendo a que se pretende alcançar consenso entre os especialistas sobre quais as categorias da CIF-CJ que devem ser consideradas...

Grasps for handwriting: prevalence of different types among young adults; Preensão para escrita manual: prevalência dos diferentes tipos entre adultos jovens

Sime, Mariana Midori; Magna, Luis Alberto; da Cruz, Daniel Marinho Cezar; Ferrigno, Iracema Serrat Vergotti
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.51%
For handwriting, mature grasps are considered the most effi cient and recommended by educators and therapists, as they demand less energy loss and less tension in the proximal region of the upper limb. Some people use other grasps patterns that are also functional, however it is unknown what problems that may arise from use of these grasps. Knowing the types of grasp in young adults can support researches that relates the grasp used during functional activities with its implications. This study, quantitative, descriptive, cross-sectional, population- based, identifi ed the types and prevalence of pencil grasps used by 806 adults university students, all right handed, of both genders, without functional impairment of the upper limbs. The handwriting activity was fi lmed, and the images were analyzed and identifi ed. The results revealed the most frequent pattern was the dynamic tripod grasp, followed by lateral tripod, both mature grasps. The transition grasps and variations was identifi ed in 34,86% of the sample. Future researches could include excessive use of body structures and injuries in the upper limb, helping to provide suitable guidelines for the prevention and rehabilitation treatments of injuries.; Para a escrita manual...

Relação entre destreza manual e legibilidade da escrita em crianças: estudo piloto; Relation between manual dexterity and handwriting legibility in children: pilot study

Magalhães, Lívia de Castro; Rezende, Márcia Bastos; Cardoso, Ana Amélia; Galvão, Beatriz Arruda Pereira; Maor, Fernanda Mara Oliveira de Miranda
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.58%
OBJETIVO: Examinar a relação entre legibilidade de escrita, destreza manual, coordenação visomotora e discriminação tátil na mão em crianças de 1ª e 2ª séries do ensino fundamental. MÉTODOS: Foram avaliadas 40 crianças, divididas em quatro grupos, com os instrumentos: Avaliação da Coordenação e Destreza Motora (ACOORDEM) e o Beery-Buktenica Developmental Test of Visual-Motor Integration (VMI). A classificação da legibilidade como boa ou ruim foi realizada por duas pedagogas. RESULTADOS: Ao comparar o desempenho dos grupos da 1ª série, o teste Mann-Whitney identificou diferenças significativas em 5 itens da ACOORDEM e no VMI. Entre os grupos da 2ª série, o teste estatístico apontou diferenças significativas em 7 itens da ACOORDEM. CONCLUSÃO: Resultados refirmam a idéia de que a coordenação visomotora é componente relevante para crianças que 1ª série, que estão na fase inicial de aquisição da escrita, entretanto os dados relativos à destreza manual e discriminação tátil na mão foram inconsistentes.; AIM: To examine the relationship between handwriting legibility, manual dexterity, visuomotor coordination and manual tactile discrimination in 1st and 2nd grade children. METHODS: Forty children divided in four groups were evaluated with the Avaliação da Coordenação e Destreza Motora (ACOORDEM) and the Beery-Buktenica Developmental Test of Visual-Motor Integration (VMI). Legibility was rated as good or poor by two pedagogues. RESULTS: When comparing the performance of the 1rst grade children...

Avaliação da escrita através da fotogrametria – estudo da preensão trípode dinâmica; Handwriting assessment through photogrammetry – dynamic tripod grasp evaluation

Almeida, Pedro Henrique Tavares Queiroz de; Sorensen, Camila Beatriz Sousa; Magna, Luis Alberto; Cruz, Daniel Marinho Cezar; Ferrigno, Iracema Serrat Vergotti
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 26/09/2013 POR
Relevância na Pesquisa
56.56%
INTRODUÇÃO: Dentre as preensões utilizadas para a escrita a trípode dinâmica apresenta a maior prevalência entre a população. Apesar de considerada padrão para a escrita manual, são escassos estudos que envolvam a análise da amplitude articular das mãos durante esta atividade. OBJETIVO: Obter as variações das amplitudes de movimento das articulações distais do membro superior durante a atividade de escrita manual em adultos. METODOLOGIA: 50 adultos jovens, destros e sem comprometimento no membro superior tiveram suas mãos fotografadas durante a escrita e posteriormente analisadas através do Software de Avaliação Postural (SAPO). RESULTADOS: Foi observado um padrão comum de pronaçãode antebraço, abdução entre I e II metacarpianos e fl exão de metacarpofalangeana e interfalangeana proximal do II dedo, similar às descrições encontradas na literatura. CONCLUSÃO: Foi possível estabelecer um padrão postural por meio da análise fotogramétrica, demonstrando a aplicabilidade deste método para a análise da motora do membro superior durante a atividade de escrita manual.; INTRODUCTION: Different grasp patterns can be used for handwriting and the dynamic tripod is the most prevalent among adults. Although it is considered an ideal grasp pattern...

Fine motor coordination and writing of 6-9 year-old children born preterm and full term; Coordenação fina e escrita de crianças de 6 a 9 anos nascidas a termo e pré-termo

Garcia, Natalia Barbosa Coronado; Magalhães, Livia de Castro; Santos, Jair Lício Ferreira
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 04/09/2015 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
46.28%
Objectives: To investigate the relation between fine motor coordination and the quality of writing in school children born preterm and full term. Method: Description and comparison between the preterm group – 28 school children with gestational ages between 32 and 36 weeks, birth weight ≤ 2500 g; and full term group – 28 school children born at gestational age ≥ 37 weeks, birth weight ≥ 2500 g, paired by gender, age, school class and socioeconomic status. The parents of the school children in both groups completed questionnaires on motor performance and economic classification. Motor performance and writing were assessed by the Motor Coordination and Dexterity Assessment (ACOORDEM), and the teachers completed questionnaires to identify motor cordination difficulties (DCDQ–Brazil), attention, and learning (EDTAH) deficits. Results: There were significant differences in some items of writing and fine coordination tests, and preterm infants tended to underperform in writing, fine and global coordination and were more prone to attention deficit and hyperactivity disorder. A correlation between performance in writing and some motor items was found. The results indicated greater probability of motor and writing difficulties among preterm school children...