Página 1 dos resultados de 15 itens digitais encontrados em 0.057 segundos

Consumo de álcool na gestação e sua relação com o desenvolvimento cognitivo dos filhos na idade escolar; Alcohol consumption in pregnancy and children cognitive development at school age.

Alcântara, Luciana Inácia de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
136.39%
O consumo de álcool durante a gestação tem sido associado a alterações no desenvolvimento físico, neurológico e comportamental da criança, sendo que muitas das consequências sobre o desenvolvimento infantil apresentam ampla variação em extensão e gravidade. Os efeitos podem variar desde uma relativa normalidade até a morte perinatal e Síndrome Fetal do Álcool (SFA). No presente estudo foi avaliado o desenvolvimento cognitivo de crianças em idade escolar em relação ao padrão de consumo de álcool materno. Foram avaliadas oitenta e seis crianças de 8 a 9 anos de idade cujas mães (N = 449) haviam sido entrevistadas em 2001 durante o terceiro trimestre de gestação sobre o padrão de consumo de álcool e outras substâncias psicoativas, em um serviço obstétrico municipal da rede pública. Para avaliação cognitiva do grupo de crianças na idade escolar foi utilizada a Escala de Maturidade Mental Columbia (EMMC). O grupo constituído pelas mães ou cuidadores respondeu a um questionário sobre as condições sociodemográficas, saúde geral, e uso materno de álcool durante a gestação e recente. Foi realizada uma anamnese sobre o desenvolvimento neuropsicomotor e condições clínicas pregressas e atuais da criança. Foi utilizado o Child Behavior Checklist (CBCL 6-18 anos) para a identificação de problemas de saúde mental na infância. Resultados mostram que...

Evolução do desenvolvimento motor e cognitivo de pré-escolares nascidos pré-termo de muito baixo peso egressos do método canguru; Very low weight preterm infants cognitive and motor development at preschool age that were former patients FROM THE KANGAROO METHOD

Gonçalves, Claudia Maria Ribeiro Martins
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
96.05%
INTRODUÇÃO: O Método Canguru é um tipo de assistência neonatal que consiste no contato precoce pele a pele entre a mãe e o recém-nascido de baixo peso, de forma crescente e pelo tempo que ambos entenderem ser prazeroso e suficiente, permitindo dessa forma, uma maior participação dos pais no cuidado a seu recém-nascido, acompanhado de suporte assistencial, por uma equipe de saúde treinada adequadamente. Tem como premissa a interação dinâmica e continua entre fatores biomédicos e ambientais. OBJETIVO: Descrever a evolução do desenvolvimento motor e cognitivo de pré-escolares de muito baixo peso egressos do Método Canguru, que receberam leite humano durante o período de internação. MÉTODOS: Foram estudadas 54 crianças prematuras, no período de Janeiro de 2004 a Janeiro de 2011 que participaram do Método Canguru e acompanhadas no Ambulatório de Seguimento, até a idade pré-escolar. Essas crianças foram submetidas ao teste Denver II, com um ano e novamente na idade préescolar quando foi aplicada a Escala de Maturidade Mental Colúmbia. METODOLOGIA ESTATÍSTICA: As variáveis contínuas serão descritas através de suas médias e desvios-padrão. Aquelas com comportamento não paramétrico, serão descritas através da mediana e do intervalo inter-quartil. As variáveis categóricas serão descritas através de suas proporções e intervalos de confiança de 95%. Para descartar a hipótese de nulidade será utilizado o nível de corte de 5%. RESULTADOS: Na amostra houve predominância do sexo feminino de 65%...

Normatização e validação do teste não-verbal de inteligência son-r 2 1/2-7[a] para o Brasil

Jesus, Girlene Ribeiro de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
96.08%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Social e do Trabalho, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações, 2009.; Os objetivos principais da presente tese foram estabelecer normas brasileiras para o teste não-verbal de inteligência SON-R 2½-7[a], originalmente desenvolvido na Holanda, e obter evidências sobre sua validade no Brasil. Para tanto, foi realizado inicialmente um estudo de validação de conteúdo de quatro subtestes (Mosaicos, Categorias, Situações e Padrões) do SON-R 2½-7, que avalia raciocínio abstrato, concreto e espacial. Esse estudo resultou em algumas mudanças, implementadas no subteste Categorias. A seguir foi realizado um estudo piloto com crianças de uma instituição de ensino regular e uma instituição destinada a crianças com problemas auditivos. Os resultados indicaram boa qualidade psicométrica do teste e todos os subtestes apresentaram índices de fidedignidade satisfatórios. Após o estudo piloto, os estudos de normatização e validação foram iniciados. O processo de normatização foi realizado com uma amostra nacional composta por 1.200 crianças de 3 anos e 3 meses a 7 anos e 9 meses de idade. As crianças que participaram do estudo eram provenientes de todas as regiões brasileiras...

Estudo da adequação da "Escala de Maturidade Mental Columbia" na avaliação de pré-escolares de baixo nível sócio-econômico

Fernandes,José; Pullin,Aurora Coelho
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1981 PT
Relevância na Pesquisa
106.07%
A Escala da Maturidade Mental Colúmbia (EMMC) foi aplicada a 93 crianças pré-escolares de 4 a 6 anos, da cidade de Leme, SP (Brasil). Estas crianças eram originárias de famílias de baixo nível sócio-econômico e não freqüentavam nenhum tipo de creche ou pré-escola. Os dados obtidos mostraram que a EMMC apresentou diversas limitações, entre elas, uma diminuição sistemática nos valores do QI de razão, em função do aumento da idade da criança. A ocorrência generalizada de seqüências de respostas com perseveração de posição sugeriu que a situação de teste pode induzir uma queda na motivação e atenção da criança. Dessa forma, os baixos resultados obtidos com a EMMC podem não refletir necessariamente "deficiências cognitivas", mas um baixo interesse da criança em relação às tarefas exigidas pelo teste.

Instrumentos psicológicos: estudo comparativo entre estudantes e profissionais cognitivo-comportamentais

Oliveira,Katya Luciane de; Noronha,Ana Paula Porto; Dantas,Marilda Aparecida
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
75.79%
Esta pesquisa analisou se há diferença entre os instrumentos psicológicos mais conhecidos e utilizados por estudantes e profissionais cognitivo-comportamentais. Participaram 40 estudantes, do último ano do curso de Psicologia e 35 psicólogos. Foi utilizado instrumento composto de duas partes, a primeira contemplou questões que visavam à caracterização dos sujeitos quanto à formação, atuação profissional, estratégias e instrumentos utilizados na avaliação. A segunda parte constava de uma relação contendo 152 instrumentos de avaliação psicológica, na qual os sujeitos tinham que assinalar os conhecidos e os utilizados. Os resultados evidenciaram que tanto estudantes quanto profissionais utilizam com maior freqüência em sua avaliação as entrevistas. Os instrumentos mais conhecidos pelos sujeitos foram o Zulliger, a Escala de Maturidade Mental Columbia, o Teste de Apercepção Temática e o WISC-III. Os mais utilizados foram o Bender Infantil, o Desenho da Figura Humana e o Teste Wartegg. Sugere-se que novos estudos sejam realizados com o intuito de promover avanços na preparação do psicólogo brasileiro.

Evidências de validade da Bateria Informatizada de Linguagem Oral com prova de raciocínio

Joly,Maria Cristina Rodrigues Azevedo; Piovezan,Nayane Martoni
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
76.11%
Este estudo buscou relacionar a compreensão da linguagem oral com a habilidade de raciocinar, visando evidenciar validade correlacional para a Bateria Informatizada de Linguagem Oral por meio da associação com a Escala de Maturidade Mental Colúmbia. Participaram do estudo 82 alunos com idade entre 5 e 9 anos (M=7,05; DP=1,25), sendo 47,6% do sexo feminino. Frequentavam o pré (31,7%) e a 1ª (32,9%) e 2ª (35,4%) séries do Ensino Fundamental de escola pública do interior paulista. Aplicou-se coletivamente a Bateria e individualmente a Escala de Maturidade Mental Colúmbia. A Análise de Variância, por série, indicou diferença significativa para as provas de Compreensão Morfossintática, Sequência Lógica, Organização Lógico-Verbal e escore total da Bateria. A análise de regressão revelou que o raciocínio geral representa 29% das habilidades necessárias para um bom desempenho na Bateria. Verificou-se correlação baixa entre escores totais da Bateria e do Colúmbia, porém muito significativa. Constataram-se evidências de validade correlacional e de critério, para a Bateria.

Avaliação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem: precisão do teste de Goodenough (1926) e da EMMC (1993)

Marques,Susi Lippi; Pasian,Sonia Regina; Franco,Maria Aparecida Paiva; Panosso,Ivana Regina; Viana,Araguacy Brazil; Oliveira,Daniela Andrea de
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
136.07%
A confiabilidade nos resultados dos testes intelectuais tem sido investigada através de teste-reteste com breves intervalos de tempo, questionando-se sua efetiva estabilidade diante das mudanças sócio-culturais das últimas décadas. Neste estudo investigou-se a estabilidade temporal, após longo intervalo entre teste-reteste, do Teste de Goodenough (1926/1964) e da Escala de Maturidade Mental Colúmbia (EMMC, 1972/1993). Foram avaliados 60 alunos (ambos os sexos) de escola pública de ensino fundamental de sete a nove anos, com dificuldades de aprendizagem. Os testes foram aplicados, individualmente, na própria escola, com intervalo de seis meses entre teste-reteste. Foi encontrado índice de correlação de 0.631 entre pontos brutos nas duas aplicações do Teste de Goodenough. Em relação a EMMC (1972/1993) foi encontrado índice de correlação de 0.608 entre resultados padrão por idade das duas testagens. Os resultados apontaram razoável estabilidade dos dados, oferecendo confiabilidade técnica na avaliação cognitiva infantil.

Avaliação cognitiva psicométrica e assistida de crianças com baixa visão moderada

Cunha,Ana Cristina Barros da; Enumo,Sônia Regina Fiorim; Canal,Cláudia Patrocínio Pedroza
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
85.79%
Provas assistidas, que incluem uma fase intermediária de mediação, podem promover uma percepção mais otimista do desempenho cognitivo. Este estudo analisou o desempenho de 12 crianças, com idade entre cinco e nove anos, com baixa visão moderada, em provas assistidas (Jogo de Perguntas de Busca para Crianças com Deficiência Visual -PBFG-DV ou Children Analogical Thinking Modifiability - CATM) e uma psicométrica (Escala de Maturidade Mental Columbia - EMMC). Na EEMC, a mediana foi 68; no PBFG-DV, o perfil cognitivo foi ganhador e, no CATM, todas as quatro crianças em idade pré-escolar tiveram perfil de desempenho ganhador. Os tipos de ajuda mais utilizados pela examinadora foram a instrução e o feedback informativo, fornecidos desde a fase inicial das provas assistidas. Estas foram sensíveis para avaliar e diferenciar essas crianças que apresentaram baixa classificação na prova psicométrica, mostrando seu potencial de aprendizagem; porém, discute-se, ainda, a adequação do CATM para essa população.

Avaliação da eficácia do software "Alfabetização Fônica" para alunos com deficiência mental

Hein,Julia Margarida; Teixeira,Maria Cristina Triguero Veloz; Seabra,Alessandra Gotuzo; Macedo,Elizeu Coutinho de
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE Publicador: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
95.95%
o objetivo do estudo foi verificar a eficácia da intervenção com o software Alfabetização Fônica Computadorizada em alunos com deficiência mental. O software possibilita a realização de atividades que desenvolvem a consciência fonológica e a compreensão das relações grafofonêmicas. Participaram do estudo 22 crianças e adolescentes com idades entre 10 a 17 anos. Foi feita avaliação inicial do nível intelectual com a Escala de Maturidade Mental Columbia e a Escala de Inteligência Weschsler para Crianças. Os participantes foram divididos aleatoriamente em dois grupos: experimental e controle. Os grupos foram pareados por sexo, idade e nível de inteligência. A Bateria de Avaliação de Leitura e Escrita e a Prova de Consciência Fonológica por Produção Oral foram aplicadas no início e término do estudo. Dezesseis sessões individuais com o software "Alfabetização Fônica Computadorizada" foram conduzidas com os participantes do grupo experimental. Os resultados indicaram melhora nas habilidades de escrita e leitura e nos indicadores de consciência fonológica apenas para as crianças e adolescentes do grupo experimental. Comparação com dados normativos identificaram que os participantes do grupo experimental apresentavam um desempenho semelhante ao de crianças no final do ensino infantil e...

Variáveis significativas na avaliação da inteligência

Alves,Irai Cristina Boccato
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1998 PT
Relevância na Pesquisa
75.87%
Algumas variáveis têm mostrado uma influência significativa nos resultados dos testes de inteligência, o que leva à necessidade de considerá-las e controlá-las em estudos com os mesmos. Entre elas podemos destacar o nível sócio-econômico, a idade, o sexo e o grau de escolaridade. O nível sócio-econômico mostrou ser relevante no Teste de Goodenough, nas Matrizes Progressivas Coloridas de Raven e na Escala de Maturidade Mental Colúmbia. Quanto à variável sexo, foram constatadas diferenças significantes entre os sexos no Teste de Goodenough, no Teste R-I e no D.70, mas não no Raven e Colúmbia. A idade cronológica sempre deve ser considerada na avaliação da inteligência de crianças, pois os resultados nos testes devem aumentar à medida que a criança cresce. O mesmo ocorre com relação à escolaridade, tanto quando se considera séries, como entre níveis de escolaridade.

Reliability of Goodenough test (1926) and CMMS (1993) in cognitive assessment of children with learning difficulties; Avaliação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem: precisão do teste de Goodenough (1926) e da EMMC (1993)

Marques, Susi Lippi; Pasian, Sonia Regina; Franco, Maria Aparecida Paiva; Panosso, Ivana Regina; Viana, Araguacy Brazil; Oliveira, Daniela Andrea de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2002 POR
Relevância na Pesquisa
136.18%
The reliability of intellectual test results has been investigated by test-retest assessment at short intervals, which leads to doubts about its effective stability, mainly because of the intensity and quickness of socio-cultural and environmental changes in the last decades. This study has aimed at investigating the temporal stability, after a long interval between test-retest, through Goodenough Test (1926/1964) and the Columbia Maturity Mental Scale (CMMS, 1972/1993). We have assessed 60 students (both sexes) at a primary state school, from seven to nine years old, presented learning difficulties. The tests were applied, individually, in two occasions, with an interval of six months between test-retest. It was found a correlation index of 0.631 between the whole scores obtained in two Goodenough Tests (1926/1964) applied. Concerning the CMMS (1972/1993) it was found a correlation index of 0.608 between the age standard results. The indexes obtained have suggested reasonable stability of data, offering technical reliability of children's cognitive assessment.; A confiabilidade nos resultados dos testes intelectuais tem sido investigada através de teste-reteste com breves intervalos de tempo, questionando-se sua efetiva estabilidade diante das mudanças sócio-culturais das últimas décadas. Neste estudo investigou-se a estabilidade temporal...

Avaliação cognitiva de crianças com dificuldades de aprendizagem: precisão do teste de Goodenough (1926) e da EMMC (1993); Reliability of Goodenough test (1926) and CMMS (1993) in cognitive assessment of children with learning difficulties

Marques, Susi Lippi; Pasian, Sonia Regina; Franco, Maria Aparecida Paiva; Panosso, Ivana Regina; Viana, Araguacy Brazil; Oliveira, Daniela Andrea de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2002 POR
Relevância na Pesquisa
136.18%
A confiabilidade nos resultados dos testes intelectuais tem sido investigada através de teste-reteste com breves intervalos de tempo, questionando-se sua efetiva estabilidade diante das mudanças sócio-culturais das últimas décadas. Neste estudo investigou-se a estabilidade temporal, após longo intervalo entre teste-reteste, do Teste de Goodenough (1926/1964) e da Escala de Maturidade Mental Colúmbia (EMMC, 1972/1993). Foram avaliados 60 alunos (ambos os sexos) de escola pública de ensino fundamental de sete a nove anos, com dificuldades de aprendizagem. Os testes foram aplicados, individualmente, na própria escola, com intervalo de seis meses entre teste-reteste. Foi encontrado índice de correlação de 0.631 entre pontos brutos nas duas aplicações do Teste de Goodenough. Em relação a EMMC (1972/1993) foi encontrado índice de correlação de 0.608 entre resultados padrão por idade das duas testagens. Os resultados apontaram razoável estabilidade dos dados, oferecendo confiabilidade técnica na avaliação cognitiva infantil.; The reliability of intellectual test results has been investigated by test-retest assessment at short intervals, which leads to doubts about its effective stability, mainly because of the intensity and quickness of socio-cultural and environmental changes in the last decades. This study has aimed at investigating the temporal stability...

Psychometric and dynamic assessment of children with moderate low vision; Evaluación cognitiva psicométrica y dinámica de niños con baja discapacidad visual moderada; Avaliação cognitiva psicométrica e assistida de crianças com baixa visão moderada

Cunha, Ana Cristina Barros da; Enumo, Sônia Regina Fiorim; Canal, Cláudia Patrocínio Pedroza
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2011 POR
Relevância na Pesquisa
86.06%
Provas assistidas, que incluem uma fase intermediária de mediação, podem promover uma percepção mais otimista do desempenho cognitivo. Este estudo analisou o desempenho de 12 crianças, com idade entre cinco e nove anos, com baixa visão moderada, em provas assistidas (Jogo de Perguntas de Busca para Crianças com Deficiência Visual -PBFG-DV ou Children Analogical Thinking Modifiability - CATM) e uma psicométrica (Escala de Maturidade Mental Columbia - EMMC). Na EEMC, a mediana foi 68; no PBFG-DV, o perfil cognitivo foi ganhador e, no CATM, todas as quatro crianças em idade pré-escolar tiveram perfil de desempenho ganhador. Os tipos de ajuda mais utilizados pela examinadora foram a instrução e o feedback informativo, fornecidos desde a fase inicial das provas assistidas. Estas foram sensíveis para avaliar e diferenciar essas crianças que apresentaram baixa classificação na prova psicométrica, mostrando seu potencial de aprendizagem; porém, discute-se, ainda, a adequação do CATM para essa população.; Pruebas dinámicas, que incluyen una fase intermedia de mediación, pueden promover una percepción más optimista del rendimiento cognitivo. Este estudio analizó el desempeño de 12 niños de edades comprendidas entre 5 y 9 años...

Estudo da adequação da "Escala de Maturidade Mental Columbia" na avaliação de pré-escolares de baixo nível sócio-econômico; A study of the adequacy of the "Columbia Mental Maturity Scale" (CMMS) to the assessment of preschool children of low socio-economic level

Fernandes, José; Pullin, Aurora Coelho
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/1981 POR
Relevância na Pesquisa
106.18%
The Columbia Mental Maturity Scale (CMMS) was applied to 93 preschool children from 4 to 6 years old from Leme, a town in the State of S. Paulo, Brazil. All the children belonged to families of low social and economic level and were not are receiving assistance from any kind of program. The data indicated that the CMMS has many limitations such as the reduction of the IQ values with increase in age. The low results obtained with the CMMS do not necessarily indicate a cognitive deficiency but a decrease of the children's motivation or attention during the test.; A Escala da Maturidade Mental Colúmbia (EMMC) foi aplicada a 93 crianças pré-escolares de 4 a 6 anos, da cidade de Leme, SP (Brasil). Estas crianças eram originárias de famílias de baixo nível sócio-econômico e não freqüentavam nenhum tipo de creche ou pré-escola. Os dados obtidos mostraram que a EMMC apresentou diversas limitações, entre elas, uma diminuição sistemática nos valores do QI de razão, em função do aumento da idade da criança. A ocorrência generalizada de seqüências de respostas com perseveração de posição sugeriu que a situação de teste pode induzir uma queda na motivação e atenção da criança. Dessa forma, os baixos resultados obtidos com a EMMC podem não refletir necessariamente "deficiências cognitivas"...

Estudo da adequação da "Escala de Maturidade Mental Columbia" na avaliação de pré-escolares de baixo nível sócio-econômico

Fernandes,José; Pullin,Aurora Coelho
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1981 PT
Relevância na Pesquisa
106.07%
A Escala da Maturidade Mental Colúmbia (EMMC) foi aplicada a 93 crianças pré-escolares de 4 a 6 anos, da cidade de Leme, SP (Brasil). Estas crianças eram originárias de famílias de baixo nível sócio-econômico e não freqüentavam nenhum tipo de creche ou pré-escola. Os dados obtidos mostraram que a EMMC apresentou diversas limitações, entre elas, uma diminuição sistemática nos valores do QI de razão, em função do aumento da idade da criança. A ocorrência generalizada de seqüências de respostas com perseveração de posição sugeriu que a situação de teste pode induzir uma queda na motivação e atenção da criança. Dessa forma, os baixos resultados obtidos com a EMMC podem não refletir necessariamente "deficiências cognitivas", mas um baixo interesse da criança em relação às tarefas exigidas pelo teste.