Página 1 dos resultados de 1323 itens digitais encontrados em 0.013 segundos

Contribuições da ergonomia para a melhoria do trabalho e para o processo de emancipação dos sujeitos.; Ergonimics contributions to the work improvement and to the subject emancipation process.

Bolis, Ivan
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.47%
Esta dissertação foi idealizada a partir da busca de elementos que permitissem a introdução de melhorias duradouras e de maior porte nas organizações através da ergonomia. Os principais objetivos foram, primeiro, analisar os benefícios do desenvolvimento de ações ergonômicas em um nível mais elevado da organização e mais próximo àqueles que a gerenciam. Posteriormente, descrever e analisar os benefícios da presença de trabalhadores com um alto grau de emancipação em uma intervenção ergonômica. Como referencial teórico partimos da introdução da temática da ergonomia do trabalho, passando pela questão da emancipação no trabalho, e enfim pelo assunto da participação do trabalhador sob a ótica das teorias organizacionais. Um projeto de pesquisa ação numa instituição pública da área da saúde se constituiu um meio útil para o levantamento dos dados, obtidos sobretudo através de entrevistas semi-estruturadas e da participação efetiva do pesquisador nos processos de implantação dos dispositivos de melhoria. Em uma primeira parte foi avaliado e analisado o trajeto das ações ergonômicas desenvolvidas na instituição em estudo, enquanto na segunda parte dos resultados foi analisado o grau de envolvimento dos trabalhadores no processo de melhoria na organização em um nível mais abrangente da instituição. Este trabalho permitiu concluir que um papel proativo dos sujeitos visando uma efetiva transformação do trabalho pode propiciar resultados positivos e duradouros em intervenções ergonômicas...

Efeitos da escola postural no trabalho e da ergonomia sobre o comportamento postural

Rocha, Anneliese Schonhorst
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.35%
Para acompanhar o avanço tecnológico e a competitividade, faz-se necessário proporcionar ao trabalhador condições para que ele possa desenvolver suas atividades com conforto e segurança (CHIAVENATO, 1999). Entre as estratégias utilizadas destacam-se a Ergonomia e os programas educacionais que atuam nas diferentes formas de prevenção relacionadas ao trabalho (LAURELL e NORIEGA, 1989). Diferentes autores (VIEL e ESNAULT, 2000; BRANDIMILLER, 1999; GRAF, GUGGENBÜHL e KRUEGER, 1995; SOUZA, 1995 entre outros) concordam que a posição sentada estática pode gerar sobrecarga na estrutura ósteomuscular. Na busca da variabilidade postural, na posição sentada, são apontadas mudanças ergonômicas. Entretanto, Coury e Rodgher (1997), destacam que fatores biomecânicos e psicossociais também podem interferir na postura do trabalhador. Diante disso, o objetivo principal deste estudo foi verificar a interferência da Escola Postural no Trabalho (EPTRA) e do uso de mobiliário ergonômico sobre o comportamento postural na posição sentada. Os objetivos específicos foram: (1) analisar, (2) comparar e (3) classificar o comportamento postural, na posição sentada, em sete regiões corporais, em dois momentos da jornada laboral; (4) Identificar a variabilidade e repetitividade do comportamento postural...

Qualidade de vida no trabalho e ergonomia: um estudo de multicasos no conjunto de bibliotecas públicas municipais Farol do Saber em Curitiba-PR

Delfino, Juliane
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 148 f.| il., tabs., grafs., mapas
POR
Relevância na Pesquisa
46.53%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico. Programa de Pós-Graduação em Administração.; O presente estudo refere-se às condições de trabalho do homem em seu local de labor. Este tema foi adotado para a pesquisa, devido a sua importância na qualidade de serviços/produtos ofertados por uma organização. Para isso, inquiriu-se o trabalhador acerca de sua percepção sobre as condições de trabalho, aqui representadas pela qualidade de vida no trabalho e ergonomia. Neste sentido, esta pesquisa foi desenvolvida, primeiramente, com um estudo teórico, seguido de uma investigação empírica. O estudo teórico envolveu definições, conceitos, modelos e abordagens sobre os assuntos, buscando-se enfatizar a importância de determinados aspectos, tais como: o trabalho, a produtividade, o ser humano e a saúde do trabalhador na melhoria das condições de trabalho. A investigação empírica constou de um estudo de multicasos no conjunto de bibliotecas públicas municipais Farol do Saber em Curitiba. As informações foram coletadas a partir de um modelo proposto, utilizando-se de questionários como instrumento de coleta de dados. O modelo proposto foi construído a partir da proposição de Walton (1973) sobre a qualidade de vida no trabalho e Iida (1993) sobre a ergonomia no trabalho. Os dados obtidos foram analisados por meio de uma abordagem quantitativa e qualitativa de tratamento de dados. Os resultados obtidos revelaram que...

Análise postural no trabalho de um cirurgião oncológico abdominal

Wosiacki Filho, Woldir
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 106 f.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
46.35%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; A cirurgia é conceituada como procedimento invasivo executado conforme metodização de técnica, representando um método terapêutico e diagnóstico. A especialidade não compreende apenas o ato operatório mas a integração de procedimentos de propedêutica, diagnóstico, indicações de tratamento, avaliação clínica e cuidados de pré, trans e pós-operatórios. A técnica cirúrgica geral, básica ou fundamental caracteriza-se por conhecimentos de assepsia e antissepsia, centro cirúrgico (físico e funcional), equipe, material, vestuário, anestesia, procedimentos técnicos gerais, pré, trans e pós-operatório. A Ergonomia determina os problemas causadores e as conseqüências da má-postura mantida durante a realização de tarefas/atividades e sugere possíveis modificações visando solucionar os problemas levantados alcançando o bem-estar do trabalhador. Este é um Estudo de Caso da Ergonomia do Posto de Trabalho do Cirurgião Oncológico Abdominal realizado no Hospital Erasto Gaertner, em Curitiba, Paraná. Teve como objetivo analisar as condições de trabalho do centro cirúrgico do referido Hospital e propor estratégias para beneficiar a atividade profissional e melhora da qualidade de vida...

Experiência e competência no ensino: pistas de reflexões sobre a natureza do saber-ensinar na perspectiva da ergonomia do trabalho docente

THERRIEN,JACQUES; LOIOLA,FRANCISCO ANTÔNIO
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2001 PT
Relevância na Pesquisa
46.29%
O texto propõe-se a desenvolver uma reflexão sobre um campo de investigação emergente e necessário para a compreensão do significado da experiência no saber-ensinar: o trabalho docente segundo a perspectiva da ergonomia, inspirada na cognição situada. Contextualizando os novos contornos da política educacional brasileira no cenário das reformas educacionais, o estudo privilegia o debate sobre a formação docente e suas atuais tendências. A reflexão traz elementos conceituais e teórico-metodológicos destinados à investigação da natureza do saber-ensinar, focalizando o estudo da competência no ensino no contexto dos saberes na base da prática docente.

Enação e processo de trabalho: uma abordagem atuacionista da ação operatória

Bouyer,Gilbert Cardoso; Sznelwar,Laerte Idal
Fonte: Universidade Federal de São Carlos Publicador: Universidade Federal de São Carlos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.32%
Este artigo, baseado no novo paradigma das ciências cognitivas, convida a uma ruptura ontológica com a abordagem objetivista da representação operatória em Ergonomia Cognitiva. O atuacionismo é um ponto de vista incorporado-enativo. Ou seja, processos cognitivos emergem ou enagem pelos agentes (trabalhadores). A abordagem atuacionista pode fornecer significativas contribuições à Ergonomia. Este trabalho é o resultado de pesquisa realizada em sistemas reais de produção, pelos métodos de Análise Ergonômica do Trabalho. Ele identificou e caracterizou uma falha ontológica, presente nas análises da atividade operatória: Observador isolado do objeto observado pelas distinções de atuação entre ambos. Isso resulta em diferenças de ação, percepção e interpretação, as quais, historicamente, têm tornado impraticável um conhecimento aprofundado sobre o funcionamento do processo de trabalho. Atualmente, os processos que aparentam ser rotineiros, parcelados e manuais abrigam uma nova noção de competência, a competência atuacionista ou cognitiva, necessária para conferir continuidade e fluxo à produção.

Uma construção social: o anexo da norma brasileira de ergonomia para o trabalho dos operadores de telemarketing

Peres,Claudio Cezar; Marinho-Silva,Airton; Cavalcante-Fernandes,Elizabete; Rocha,Lys Esther
Fonte: Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - FUNDACENTRO Publicador: Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - FUNDACENTRO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.5%
O número de operadores das centrais de atendimento telefônico está em franca expansão no Brasil e no mundo, envolvendo cerca de 550 mil trabalhadores em nosso país. Este artigo aborda a ação coletiva em busca de melhores condições de trabalho para esses operadores, desencadeada por solicitações de intervenção ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) feitas por trabalhadores portadores de Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT), diretamente, e por meio de seus sindicatos no Brasil. Além de ações de fiscalização sobre as empresas de telemarketing no sentido da regulação das condições de trabalho nesse setor, a Comissão Nacional de Ergonomia (CNE) do MTE, entre 2000 e 2005, organizou eventos reunindo profissionais de instituições de pesquisa, representações patronais e de trabalhadores, fazendo estudos aprofundados sobre esse tipo de trabalho. Capacitou, ao mesmo tempo, auditores fiscais do trabalho para fiscalização em ergonomia aplicada em todo o país. Essas ações resultaram na constituição de um grupo de trabalho interinstitucional em 2004 e na publicação da Recomendação Técnica 1 pelo Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho em 2005. Enfrentando resistência empresarial e diversas inconsistências do próprio movimento sindical...

A atividade de teleatendimento: uma análise das fontes de prazer e sofrimento no trabalho

Torres,Camila Costa; Abrahão,Júlia Issy
Fonte: Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - FUNDACENTRO Publicador: Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - FUNDACENTRO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.26%
O presente artigo dedica-se ao estudo da subjetividade dos trabalhadores no serviço de teleatendimento, indagando como as condições e a organização do trabalho, o conteúdo da tarefa e da atividade e os relacionamentos interpessoais contribuem para as vivências de prazer e sofrimento. Escolheu-se para o estudo empírico uma central de atendimento de um fundo de pensão privado. Para apreender o trabalho e compreender seus determinantes, buscou-se suporte teórico-metodológico na Ergonomia e na Psicodinâmica do Trabalho. Foram encontrados 26 indicadores de possíveis fontes de prazer ou sofrimento. A associação do indicador ao sentimento varia de sujeito para sujeito, em cada situação de trabalho. Os indicadores foram agrupados em 4 categorias, conforme as questões de estudo. A configuração da situação de trabalho como prazerosa ou não está vinculada à forma como os sujeitos se relacionam com a mesma. Assim, é fundamental a compreensão das categorias relacionadas ao estudo do prazer e do sofrimento como não estanques, pois elas se inter-relacionam, criando um cenário multideterminado.

"Lidar com gente é muito complicado": relações socioprofissionais de trabalho e custo humano da atividade em teleatendimento governamental

Veras,Vanessa Sales; Ferreira,Mário César
Fonte: Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - FUNDACENTRO Publicador: Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - FUNDACENTRO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.27%
A pesquisa teve como objetivo geral investigar a inter-relação do custo humano da atividade com as relações socioprofissionais de trabalho em um serviço de teleatendimento governamental. Trata-se de um diagnóstico em Ergonomia da Atividade que contempla três dimensões analíticas: as relações socioprofissionais de trabalho, o custo humano da atividade e as vivências de bem-estar e mal-estar. Utilizou-se como abordagem metodológica a Análise Ergonômica do Trabalho (AET). A análise dos resultados identificou uma associação entre as relações socioprofissionais de trabalho, a organização e as condições de trabalho. Desse modo, melhorias ou dificuldades em uma dessas dimensões exercem conseqüências positivas ou negativas sobre as demais. Os aspectos críticos do contexto de produção de serviços de teleatendimento interferem nas relações socioprofissionais de trabalho uma vez que a organização do trabalho impõe interações marcadas pela burocracia, pelo autoritarismo, pela rigidez e pelo controle, enquanto que as condições de trabalho contribuem para constantes conflitos interpessoais entre pares e entre teleatendentes e chefes de turma.

Ergonomia e inclusão de pessoas com deficiênciano mercado de trabalho: um levantamento do estadoda arte com ênfase nos métodos e técnicas utilizadospara (re) inserção profissional

Karina Pessoa da Silva Cabral, Ana; Bezerra Martins, Laura (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.53%
As pessoas com deficiência (PD) representam 10% da população mundial, isto é, 610 milhões de pessoas. Segundo o IBGE (2002), no Brasil, correspondem a 14,5% da população geral, aproximadamente 24,6 milhões de pessoas, porém, apenas cerca de 4% inseridas em atividades profissionais (IERS, 2006). Apesar da Organização Mundial de Saúde (OMS), desde 2001, preconizar a inserção e manutenção da participação ativa desses indivíduos na sociedade, é observada ainda sua exclusão ou subutilização no mercado de trabalho. Geralmente, as empresas contratam PD se limitando apenas às exigências legais, por desconhecimento ou preconceito quanto ao seu potencial laboral. Quando empregadas, freqüentemente, ocupam funções pouco valorizadas, as margens das possibilidades de ascensão profissional. Diante desse contexto, a Ergonomia consiste em importante ferramenta para facilitar a inclusão de PD no trabalho, a partir da adequação de espaços, postos e ferramentas às capacidades funcionais dos mesmos, fazendo uso de diversos métodos e técnicas de (re) inserção profissional, em diversos países, inclusive no Brasil. Assim, através de pesquisa bibliográfica, este estudo se propõe a apresentar o levantamento do estado da arte no campo da Ergonomia e inclusão de PD no mercado de trabalho e discutir o processo de (re) inserção profissional...

Ergonomia da Atividade aplicada à Qualidade de Vida no Trabalho: lugar, importância e contribuição da Análise Ergonômica do Trabalho (AET)

Ferreira,Mário César
Fonte: Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - FUNDACENTRO Publicador: Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - FUNDACENTRO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2015 PT
Relevância na Pesquisa
46.51%
Introdução: o método clássico da Ergonomia da Atividade, a Análise Ergonômica do Trabalho (AET), consolidou-se no campo das ciências do trabalho como um instrumento eficaz para operacionalizar a perspectiva de compreender o trabalho para transformá-lo. Objetivo: o artigo relata uma experiência de uso heterodoxo da AET situando seu papel instrumental no nível analítico microergonômico da abordagem intitulada “Ergonomia da Atividade Aplicada à Qualidade de Vida no Trabalho (EAA_QVT)”. Método: a análise de demanda específica – ponto de partida da AET –, proveniente de dirigentes, gestores e técnicos no contexto do serviço público brasileiro, está na gênese da construção dessa abordagem que articula a Ergonomia da Atividade e a Qualidade de Vida no Trabalho (QVT). Resultados: com base na apresentação panorâmica dos fundamentos teóricos e metodológicos da EAA_QVT, busca-se ilustrar a aplicação singular da AET, situando o seu lugar, a sua importância e sua contribuição como recurso instrumental imprescindível para uma avaliação mais profunda dos fatores que impactam na QVT nas organizações. Conclusão: os resultados produzidos pela aplicação da EAA_QVT possibilitam gerar recomendações para as atividades de vigilância...

Engajamento no trabalho, impedimentos organizacionais e adoecer: a contribuição da Ergonomia da Atividade no setor público brasileiro

Jackson Filho,José Marçal
Fonte: Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - FUNDACENTRO Publicador: Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - FUNDACENTRO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2015 PT
Relevância na Pesquisa
46.43%
Objetivo: analisar e discutir a contribuição da pesquisa e da prática da Ergonomia da Atividade para compreender os problemas de saúde dos servidores e para transformar o trabalho realizado nos serviços públicos no Brasil nos últimos 20 anos. Métodos: foi realizada análise a partir da pesquisa brasileira disponível na literatura científica. O critério adotado para escolha dos textos foi a utilização, como referencial metodológico, da análise ergonômica do trabalho. Resultados e discussão: as pesquisas mostram a importância do engajamento do trabalho nos serviços, o que contraria a imagem negativa, difundida socialmente, sobre os servidores, que seriam privilegiados e que ‘não trabalham’. Todavia, uma série de impedimentos ao engajamento individual e coletivo, de natureza organizacional, se apresenta, tornando-o inócuo e colocando em risco a saúde dos servidores, fator evidenciado pela Ergonomia da Atividade no Brasil. Discute-se a contradição dos novos métodos de gestão que afirmam buscar maior qualidade e eficiência, mas não enfrentam os critérios políticos para a nomeação de cargos...

Ergonomia e as representações sociais dos acadêmicos de fisioterapia de universidades particulares do sul do Brasil

Ferreira, Alcioney Valeski
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 84 f.| tabs., il.
POR
Relevância na Pesquisa
46.56%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; Atualmente a ergonomia implica na atuação de profissionais de diversas áreas e formações, dentre outras, a Fisioterapia. As importantes fases históricas da ergonomia numa versão mundial, demonstraram o perfil do profissional que atuava na época, e como surgiam as pesquisas nesta área, sinalizou a preocupação do homem naquele momento na tentativa de planejar, ou até mesmo, conhecer o que acontecia com o organismo humano quando se executava o trabalho. Atualmente encontramos grandes centros de ergonomia, como em São Paulo, na USP, e em Florianópolis, na UFSC, onde existe a maior concentração de ergonomistas no Programa de Pós-graduação da Engenharia da Produção. A Fisioterapia tem um percurso histórico prático-técnico-científico importante, onde a difusão de conhecimento existe, mas a produção pode ser melhorada, permanecendo num patamar tímido, porém, sua relação com a ergonomia, sinaliza um progresso relevante no processo preventivo e não mais curativo. Como método de pesquisa foi utilizado o mapa cognitivo, demonstrando as representações sociais dos acadêmicos de Fisioterapia...

Segurança, higiene e saúde no trabalho: a ergonomia dos locais e postos de trabalho

Gaspar, Cândido Dias
Fonte: Universidade Aberta Publicador: Universidade Aberta
Tipo: info:eu-repo/semantics/lecture; info:eu-repo/semantics/other
Publicado em //2001 POR
Relevância na Pesquisa
46.41%
Um projeto da Universidade Aberta e do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) com o apoio do Fundo Social Europeu e do Estado Português.; Formação - Profissional; Ergonomia - conceito e objetivos. Ergonomia e trabalho: evolução e novas doenças. Intervenção ergonómica no trabalho. Doenças músculo-esqueléticas e stress. Exemplos de utilização adequada de equipamentos, ou de comportamentos corretos.

The work situation of the nursing personnel from an Argentine hospital: a study based on ergonomics; La situación de trabajo del personal de enfermería en el contexto de un hospital argentino: un estudio sobre la óptica de la ergonomía; A situação de trabalho do pessoal de enfermagem no contexto de um hospital argentino: um estudo sob a ótica da ergonomia

Del Valle Royas, Azucena; Marziale, Maria Helena Palucci
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2001 POR
Relevância na Pesquisa
46.57%
The present study aimed at characterizing the work situation of the nursing personnel from an Argentine Hospital through the identification of the characteristics of the workers, the executed activities and the work environment, using the methodological fundamentals of ergonomics. In order to diagnose the work situation, the author performed 74 interviews with the workers, 17 nurses and 57 nursing auxiliaries. Findings showed that the work situation in the studied presents problems related to the work organization, tasks division, lack of a policy directed to improve professional capacities and safety at work, promotion of worker's health and adequacy of the materials, equipments. The authors presented suggestions based on ergonomics in order to minimize or to eliminate the detected problems.; Con el objetivo de caracterizar la situación de trabajo del personal de enfermería en un hospital argentino a través de la identificación de las características de los trabajadores, de las actividades ejecutadas y del ambiente laboral, se utilizó como presupuesto metodológico la Ergonomía. Buscando el diagnóstico de la situación de trabajo fueron realizadas entrevistas con 74 trabajadores, siendo 17 enfermeros y 57 auxiliares de enfermería. Por medio de los resultados obtenidos...

ERGONOMIA E PRÁTICAS EDUCACIONAIS: O MODELO PAULO FREIRE PARA UMA EDUCAÇÃO CONSCIENTIZADORA NO TRABALHO / Ergonomy and educational pratices: the Paulo Freire’s thought for one education with conscious in the work

Renata A. R. Custódio; Bernadette Vilhena C. Fonseca
Fonte: Trabalho & Educação Publicador: Trabalho & Educação
Formato: application/pdf
Publicado em 08/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
46.32%
Este artigo traz alguns elementos comuns entre o pensamento educacional de Paulo Freire e os conceitos da Ergonomia em relação ao trabalho humano a fim de que numa relação interdisciplinar possam contribuir para ampliar os conhecimentos do pedagogo na empresa e melhorar os processos de capacitação/formação dos trabalhadores.

A influência da síndrome da má-adaptação ao trabalho em turnos na ocorrência dos acidentes do trabalho: um estudo de caso

Pavan, André Luís; Mestrado em Engenharia de Produção. Área Ergonomia, EPS/CTC/UFSC (2001). Orie
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; "Artigo Não Avaliado por Pares"; Descritiva Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/01/2001 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
46.28%
O sistema de trabalho em turnos e noturno traz prejuízo para a saúde do trabalhador nos aspectos físico, psíquico e social. Por não proporcionar uma condição favorável à adaptação humana pelas horas irregulares, pode influenciar na ocorrência de acidentes do trabalho. O impacto do trabalho em turnos e noturno gera a dessincronização orgânica dos ritmos biológicos, manifestando-se na forma de sintomas agudos (insônia, sonolência excessiva, acidentes do trabalho, etc.) e crônicos (doenças gastrintestinais e cardiovasculares, desordem no sono, etc.). Todos estes sintomas são característicos da Síndrome da Má-Adaptação ao Trabalho em Turno (SMTT). Com este trabalho pretendeu-se verificar a incidência de SMTT em trabalhadores que apresentaram registros de acidentes do trabalho numa empresa do setor cerâmico catarinense e averiguar a sua influência na ocorrência de tais acidentes. Para tal foram realizados levantamento bibliográfico sobre trabalho em turno, mais especificamente SMTT e acidentes do trabalho; levantamento do número de acidentes sofridos pela população pesquisada no período de janeiro de 1987 a agosto de 1999; entrevistas para identificação da presença dos sintomas de SMTT na população que apresentou acidentes do trabalho; tratamento estatístico dos resultados através da aplicação do teste qui-quadrado; e representação dos resultados através de gráficos. Dentre os resultados significativos encontrados estão: 21...

A antropometria e sua aplicação na ergonomia; Anthropometry and it application in ergonomics

Rodriguez-Añez, Ciro Romelio; Doutorando em Engenharia de Produção: Ergonomia UFSC. Professor da PUC/PR.
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por Pares"; "Avaliado por Pares"; Bibliográfica Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/01/2001 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
46.54%
A antropometria é o ramo das ciências humanas que estuda as medidas do corpo, particularmente o tamanho e a forma. A ergonomia é a ciência do trabalho e envolve: as pessoas que o fazem, a forma como é feito, as ferramentas e equipamentos que elas usam, os lugares em que elas trabalham e os aspectos psicossociais nas situações de trabalho. De forma bastante simplificada, pode ser entendida como a adaptação do trabalho ao homem. Uma característica da ergonomia é a sua interdisciplinaridade, pois diversas áreas do conhecimento lhe dão sustentação. A antropometria assumiu uma importância especial com o surgimento dos sistemas complexos de trabalho onde o conhecimento das dimensões físicas do homem com exatidão, é muito importante. Uma das aplicações das medidas antropométricas na ergonomia é no dimensionamento do espaço de trabalho e no desenvolvimento de produtos industrializados como mobília, automóveis, erramentas, etc. Com o avanço da tecnologia, haverá um aumento na precisão e automatização das técnicas de medida para uma melhor definição do tamanho humano e da mecânica do espaço de trabalho, roupas e equipamentos. Uma ferramenta bem desenvolvida, terá um desempenho melhor nas mãos de um operador sem prejudicar as estruturas músculo-esqueléticas do mesmo. Por outro lado...

Mudando a Gestão da Qualidade de Vida no Trabalho; Changing Quality of Work Life Management

Ferreira, Mario Cesar; UnB - Brasília - DF; Leite, José Vieira; UnB; Mendes, Ana Magnólia; UnB
Fonte: Revista Psicologia: Organizações e Trabalho Publicador: Revista Psicologia: Organizações e Trabalho
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 12/04/2010 POR
Relevância na Pesquisa
46.39%
O objetivo deste trabalho é analisar uma experiência sobre Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) ocorrida no âmbito da Empresa X. O enfoque utilizado busca a integração entre a pesquisa (diagnóstico com fundamentos científicos) e a intervenção nas organizações. Ele é resultado de diálogo interdisciplinar entre as abordagens teóricas e metodológicas oriundas da Ergonomia da Atividade e da Psicodinâmica do Trabalho, incorporando, ainda, a crítica de Simone Weil à Opressão do Trabalho. O método utilizado foi o de Análise de Discurso. O principal resultado alcançado foi a produção de análise a respeito do Fórum de QVT da Empresa X e de seus mais significativos desdobramentos, a Política de QVT da Empresa X e as Doze Ações Imediatas em QVT da Empresa X. A principal conclusão obtida é a da existência, na atualidade, na Empresa X, de Política de QVT que pode, por certo, ser dita de vanguarda, nas áreas privada e pública, nacional e internacional, em convivência com uma realidade teórico-prática de QVT localizada, não poucas vezes, em contradição com as prescrições, princípios e valores presentes em tal política. Palavras-chave: qualidade de vida no trabalho, ergonomia da atividade, psicodinâmica do trabalho...

Comparative Analysis Between the Researchers and Support Research Professionals in Embrapa: the Focus of the Psychodynamics and Activity's Ergonomics; Análise Comparativa entre Pesquisadores e Profissionais de Suporte à Pesquisa na Embrapa: o Enfoque da Psicodinâmica e da Ergonomia da Atividade

Câmara, Rosana Hoffman; Programa de Pós-Graduação em Administração, da Universidade de Brasília (PPGA/UnB), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA); Faria, Maria de Fátima Bruno; Programa de Pós-Graduação em Administração, da U
Fonte: Revista Psicologia: Organizações e Trabalho Publicador: Revista Psicologia: Organizações e Trabalho
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 04/11/2009 POR
Relevância na Pesquisa
46.46%
The objective was to compare the perceptions of two professional groups of a research organization regarding the working context influence the existences of pleasure and suffering, with theoretical support in the Activity's Ergonomics and Work's Psychodynamics. As indicators of context, the work's organization, conditions and worker's relationships social professional had been observed; in pleasure experiences, were evaluated factors that represent gratification and freedom and of suffering, the ones that portray feelings of unreliability and consuming. It was used the Scale for Assessment of the Context of Work (SACW), the Scale of Indicators of Pleasure-Suffering at Work (SIPSW) and eleven individual semi-structured interviews for data collection, examined by descriptive and inferential statistics and analysis of meaning nuclei. The suffering experiences for the research support employees had predominated, with the rationalization and denial as facing strategies of the feeling. In both groups, the work flow was compromised by excessive bureaucracy and lack of consistent guidelines to guide the work, which added to a rigid work organization, based in rules and norms may restrict the feelings of gratification and freedom and lead to exhaustive work...