Página 1 dos resultados de 32 itens digitais encontrados em 0.061 segundos

Cuidados de Enfermagem ao Doente Hemodialisado

Oliveira, Paula Maria
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
55.91%
Projeto de Graduação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciada em Enfermagem; O aparecimento da doença renal crónica, exige cuidados por longos períodos de tempo e está, em muitos casos, associada à dor, desconforto, ansiedade, acabando por comprometer seriamente a qualidade de vida do doente e por perturbar o equilíbrio emocional do mesmo e da família envolvente. Os cuidados necessários, requerem frequentemente a assistência qualificada e especializada de um grupo de profissionais de saúde, com competência científica, técnica e humana, atentos às necessidades do doente e da doença que o acomete. O presente estudo tem como objectivo saber quais os cuidados de enfermagem que se prestam a doentes hemodialisados. De forma a dar resposta aos objectivos delineados para o estudo, optou-se por uma revisão bibliográfica e exploratória, com abordagem qualitativa. Como resultado do estudo, foi possível ao autor, verificar que os enfermeiros possuem diferentes níveis de competências, nomeadamente a competência relacional, de modo a que haja um constante diálogo entre doente, família e toda a equipa multidisciplinar para garantir a qualidade e continuidade dos cuidados...

Comunicação com o doente critico - promoção para uma prática especializada

Santos, Filipa Duarte Antunes dos
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2012 POR
Relevância na Pesquisa
56.17%
O processo de formação dos enfermeiros evoluiu grandemente desde a época de Florence Nightingale até à fase atual, de cunho científico que teve início com o ensino voltado para o desenvolvimento de processos assentes em princípios científicos. O desafio abraçado ao integrar a Especialidade de Enfermagem em Pessoa em Situação Critica foi a de integrando os princípios da formação base fosse capaz de desenvolver e aprimorar uma compreensão científica, técnica, humana e ética, intervindo no processo saúdedoença do ser humano, numa perspetiva crítico-transformadora voltada para o cuidar, decidir, educar, gerir e pesquisar, aspetos significativos nesta área de especialidade. Com a elaboração deste relatório pretende-se evidenciar o trabalho desenvolvido na Unidade Curricular Estágio (Unidade de Cuidados Paliativos, Serviço de Urgência e Unidade de Cuidados Intensivos). Em cada módulo construí um portefólio revelador do trabalho realizado, bem como das pesquisas e reflexões criticas, que permitiram o desenvolvimento do pensamento crítico reflexivo dos aspetos vivenciados na prática Na Unidade de Cuidados Paliativos identifiquei o papel do Enfermeiro Especialista em Pessoa em Situação Crítica na prestação de cuidados ao doente em fim de vida e sua família...

Percepção dos adolescentes face ao atendimento da equipa de enfermagem: urgência pediátrica do CHTV

Fernandes, António Manuel Costa
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
65.88%
A Urgência Pediátrica do Centro Hospitalar de Viseu, desde 1 de Setembro de 2009 que alargou a idade de atendimento dos adolescentes para os 18 anos. Esta ampliação da idade de atendimento, à semelhança de outras unidades de pediatria nacionais, originou inadequações e inadaptações, quer estruturais quer em termos de recursos humanos, concretamente na organização e prestação de cuidados de Enfermagem. São objectvos deste estudo analisar a percepção que os adolescentes têm da equipa de enfermagem da urgência pediátrica do Centro Hospitalar Tondela Viseu EPE, no sentido de promover a adequação da intervenção desta a este grupo etário. Trata-se de um estudo qualitativo, exploratório - descritivo. Os dados foram recolhidos através de uma entrevista semi - estruturada, aplicada a todos os adolescentes com 16 e 17 anos de idade, que recorreram ao serviço de Urgência Pediátrica do Centro Hospitalar Tondela Viseu no período de 25 a 27 de Agosto de 2011. Os entrevistados reconhecem a necessidade de uma assistência diferenciada aos adolescentes por parte dos enfermeiros, generalizam as suas funções, apontando como principal função dos enfermeiros a ajuda ao médico, referem que os enfermeiros os acompanham contínua e directamente não os diferenciaram de outros técnicos. No que concerne aos cuidados prestados pelos enfermeiros...

Perceção dos enfermeiros sobre diretivas antecipadas de vontade

Neves, Maria Emília Oliveira; Silva, Ernestina Maria Veríssimo Batoca, orient.; Silva, Daniel Marques, co-orient.
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
55.93%
Introdução - Perante o avanço cientifico e tecnológico na área da saúde é constatada a possibilidade de maior interferência nos processos de morrer. Nas situações clínicas em que não existem expectativas de recuperação, a pessoa maior de idade pode manifestar a sua vontade de recusar cuidados de saúde inúteis ou desproporcionados, com recurso às Diretivas Antecipadas de Vontade (DAV). A elaboração do Testamento Vital permite à pessoa manifestar a sua vontade sobre os momento finais da sua vida e os profissionais de enfermagem não podem estar à margem de todo o processo de planeamento, conceção e cumprimento das DAV Objetivos –Com este estudo pretendemos analisar a perceção dos enfermeiros sobre as DAV e a sua relação com as variáveis sócio-demográficas (sexo, idade, estado civil) e sócioprofissionais (formação, local e tempo de serviço) Procuramos também analisar de que modo a experiência dos enfermeiros com as DAV influencia a sua perceção. Metodologia – Estudo quantitativo, descritivo e correlacional. Foi utilizado um questionário autopreenchido numa amostra de 139 enfermeiros do CHBV, EPE, durante os meses de Fevereiro e Março de 2013. Resultados – A maioria da nossa amostra é do sexo feminino (78...

A satisfação dos familiares de doentes em cuidados paliativos

Lopéz Aparicio, Maria del Carmen, 1976-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
55.94%
Tese de mestrado, Medicina (Cuidados Paliativos), 2009, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa; A equipa de Cuidados Continuados Integrados do Centro de Saúde de Odivelas, exerce a sua actividade na comunidade desde 1997, de forma estruturada e coordenada, dando resposta a situações de cuidados paliativos. Esta equipa recebe frequentemente cartas de agradecimento enviadas pelos familiares dos doentes que vêm a falecer no domicílio, com o seu acompanhamento. Objectivo: a finalidade desta dissertação é analisar o conteúdo das cartas de agradecimento enviadas pelos familiares dos doentes cuidados por esta equipa de cuidados paliativos domiciliária que faleceram no domicílio. Metodologia: trata-se de um estudo exploratório, retrospectivo, unicêntrico e descritivo de abordagem qualitativa. Recolheram-se os documentos, nomeadamente as cartas de agradecimento, classificando-as por ordem cronológica, estabeleceram-se critérios de exclusão e realizou-se a análise de 50 cartas. A metodologia de análise de conteúdo utilizada foi a proposta por Burnand. Previamente foi realizada uma revisão da literatura em relação aos cuidados paliativos, escrita e agradecimento, avaliação da satisfação dos cuidados pelos familiares e um enquadramento teórico. Resultados: foram identificadas 5 grandes categorias: 1. Conteúdo do agradecimento: onde a família agradece os cuidados ao doente...

Impacto no cuidador principal, do cuidado ao doente paliativo no domicílio

Neves, Sandra Cristina Silva
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
76.04%
O presente trabalho explora o .Impacto no cuidador principal, do cuidado ao doente oncológico paliativo no domicílio.. Trata-se de um estudo de carácter exploratório, descritivo, de abordagem qualitativa, no qual se utilizou como instrumento de colheita de dados um questionário sócio-demográfico e uma entrevista semiestruturada, que foram aplicados a dez cuidadores principais de doentes oncológicos paliativos acompanhados pela UAAD (Unidade Autónoma de Assistência Domiciliária). No tratamento dos dados recorreu-se à técnica da “análise de conteúdo”, privilegiando-se a análise categorial, tendo daqui imergido nove áreas temáticas que abrangem todo o continuum do cuidar. Os dados foram ainda analisados à luz do Stress Process Model. Os resultados obtidos evidenciaram que, no domicílio, os cuidadores prestam cuidados de cariz instrumental e emocional. Cuidar revelou-se uma experiência stressante com repercussões na saúde física e emocional do cuidador, bem como a nível económico, profissional, social e familiar. No entanto, apesar de reconhecerem estas implicações nas suas vidas, colocam o cuidado ao doente em primeiro lugar, tendendo a subvalorizar as suas necessidades individuais. Foram identificados como aspectos negativos desta experiência de vida a presença de sintomas mal controlados no doente e a progressão da doença. Não obstante...

Efectividade da intervenção multidisciplinar em cuidados paliativos

Fradique, Emília Maria da Silva, 1964-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
46.04%
Tese de mestrado, Cuidados Paliativos, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2010; Este estudo pretende determinar, de que modo uma equipa intrahospitalar de suporte em cuidados paliativos(EIHSCP) pode melhorar alguns aspectos da qualidade de vida do doente oncológico, seja num seguimento em internamento hospitalar ou em consulta externa. Foram utilizados dois instrumentos - o Palliative Outcome Scale (POS) e a escala de avaliação de sintomas de Edmonton (ESAS) - em dois momentos diferentes, antes da intervenção da EIHSCP e 10 dias após a sua intervenção. O estudo decorreu no CHLN, Hospital de Santa Maria. A amostra foi composta de 37 doentes oncológicos, a qual por motivo de falecimento no decorrer do estudo, foi reduzida para 25 doentes. Estes 25 doentes são na sua maioria mulheres (56%), sendo a maioria cuidada no domicílio (76%), com cuidador efectivo em cerca de 96% dos casos. Como motivo de referenciação à equipa destaca-se a associação de vários motivos (dor, dispneia, apoio psicológico, apoio social) em 48%, dor em 32%, continuidade de cuidados em 16% e outros sintomas em 4%. Relativamente ao Estado Funcional, medido pelo ECOG e pelo Índice de Karnofsky não houve diferenças no grau de capacidade funcional nos dois momentos...

A pessoa em fim de vida : vivências dos enfermeiros

Rossa, Maria José Nobre Martins, 1958-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
66.01%
Tese de mestrado em Bioética, apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, 2008; O enquadramento conceptual do trabalho centrou-se na pessoa em fim de vida. O texto elaborado compreende duas partes. Na primeira parte, sob o título “A Pessoa em Fim de Vida”, estão incluídos capítulos ligados às características psicológicas, sociológicas, assistenciais e vivenciais das pessoas no final das suas vidas internadas no Hospital de S. Bernardo, em Setúbal. Nesta primeira parte incluem-se considerações sobre as características e o funcionamento do Hospital de S. Bernardo e a vivência da autora como enfermeira naquele hospital sobretudo nos domínios a que se referem aos doentes graves e em situações terminais. A segunda parte do trabalho, sob a designação “Tentativa de avaliação dos conhecimentos e atitudes dos enfermeiros perante a pessoa em fim de vida”, inclui um estudo baseado nas respostas a um inquérito efectuado aos enfermeiros do Hospital de S. Bernardo, centrado nas suas opiniões sobre a sua própria preparação, sobre as questões éticas mais relevantes, os seus conhecimentos, as suas capacidades e o seu desempenho nos domínios dos cuidados a prestar aos doentes graves e em fim de vida. A amostra da população dos enfermeiros do Hospital de S. Bernardo que serviu de base ao estudo foi de ocasião e envolveu cinquenta enfermeiros. Os critérios de selecção foram estabelecidos de acordo com conceitos de ordem teórica...

Caracterização e abordagem das necessidades espirituais do doente em final de vida : visão integrada dos profissionais de cuidados paliativos

Martins, Vilma Raquel Ferreira, 1979-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
65.89%
Tese de mestrado, Cuidados Paliativos, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa - 2012; Cuidar um doente terminal, envolve a prestação de cuidados integrais que respondam às suas necessidades mais prementes, incluindo as espirituais. Neste trabalho exploratório procurou-se aprofundar esta temática, através da obtenção de dados empíricos sobre: a) avaliação e abordagem das necessidades espirituais (NE); b) identificação de quais as barreiras encontradas e recursos utilizados na sua abordagem; e c) importância que os profissionais atribuem aos seus auto-cuidados espirituais. Foi construído um questionário ad hoc auto-administrado – Questionário Sobre Necessidades Espirituais, ao qual se anexou o Spiritual Well-Being Questionnaire. Estes questionários foram distribuídos via correio, tendo sido enviados 177 exemplares e devolvidos 57. A categorização das NE foi baseada na proposta taxonómica construída por Puigarnau, et al.87, na qual evidenciaram 3 domínios. No domínio interpessoal obtiveram-se 44% do total de expressões recolhidas, no intrapsíquico, 17% e no transpessoal, 39%. Mais de 50% dos profissionais admitiram apresentar dificuldade em identificar este tipo de necessidades, 40% expressaram muitas vezes ou sempre abordar o tema com os seus doentes e apenas 27% referiram que este não é abordado nas sessões clínicas de trabalho. Todos os elementos da equipa interdisciplinar deverão ser responsáveis pela prestação de cuidados espirituais...

Que papel para o psicólogo numa equipa de cuidados paliativos?

Roleto, Andreia Sofia Pessoa de Sousa, 1980-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
106.02%
Tese de mestrado, Cuidados Paliativos, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2014; A presente dissertação tem por objectivo a clarificação do papel do Psicólogo enquanto elemento da Equipa de Cuidados Paliativos, partindo da questão: “Que Papel para o Psicólogo numa Equipa de Cuidados Paliativos?” O trabalho em equipa interdisciplinar constitui indiscutivelmente um dos pilares dos Cuidados Paliativos (CP). Neste contexto, pretende-se conhecer quais os contributos exclusivos que o psicólogo disponibiliza à equipa de Cuidados Paliativos, diferenciando a sua intervenção daquela que é prestada pelos restantes elementos. Recorre-se à metodologia qualitativa de recolha e de análise de dados. Realizaram-se entrevistas a psicólogos que integram equipas de Cuidados Paliativos, explorando a perspectiva destes profissionais acerca das suas funções no âmbito da equipa que integram, procedendo-se à respectiva Análise de Conteúdo. A par do objectivo principal, consideraram-se objectivos específicos, visando: - Descrever as funções e tarefas do psicólogo numa equipa de CP; - Identificar as competências exclusivas do psicólogo numa equipa de CP; - Explicitar as dificuldades/obstáculos na intervenção do psicólogo em CP; - Conhecer as necessidades de formação sentidas pelo psicólogo para actuar em CP; - Definir áreas-chave que deverão integrar um curriculum de formação para psicólogos em CP. Conclui-se que a perspectiva dos participantes no estudo reflecte o consenso existente na literatura disponível neste âmbito...

Psychosocial Morbidity and its Correlates in Cancer Patients of the Mediterranean Area: Findings from the Southern European Psycho-Oncology Study

Grassi, L; Travado, L; Moncayo, F; Sabato, S; Rossi, E
Fonte: Elsevier Publicador: Elsevier
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2004 ENG
Relevância na Pesquisa
55.81%
BACKGROUND: A few and partial data are available on psychosocial morbidity among cancer patients in Mediterranean countries. As a part of a more general investigation (Southern European Psycho-Oncology Study-SEPOS), the rate of psychosocial morbidity and its correlation with clinical and cultural variables were examined in cancer patients in Italy, Portugal and Spain. METHODS: A convenience sample of cancer outpatients with good performance status and no cognitive impairment were approached. The Hospital Anxiety-Depression scale (HAD-S), the Mini-Mental Adjustment to Cancer scale (Mini-MAC), and the Cancer Worries Inventory (CWI) were used to measure psychological morbidity, coping strategies and concerns about illness. RESULTS: Of 277 patients, 34% had pathological scores ("borderline cases" plus "true cases") on HAD-S Anxiety and 24.9% on HAD-S Depression. Total psychiatric "caseness" was 28.5% and 16.6%, according to different HAD cut-offs (14 and 19, respectively). Significant relationships of HAD-S Anxiety, HAD-S Depression, HAD-S Total score, with Mini-MAC Hopeless and Anxious Preoccupation, and CWI score were found. No differences emerged between countries on psychosocial morbidity, while some differences emerged between the countries on coping mechanisms. Furthermore...

Psychosocial Morbidity and its Correlates in Cancer Patients of the Mediterranean Area: Findings from the Southern European Psycho-Oncology Study

Grassi, L; Travado, L; Moncayo, F; Sabato, S; Rossi, E
Fonte: Elsevier Publicador: Elsevier
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2004 ENG
Relevância na Pesquisa
55.81%
BACKGROUND: A few and partial data are available on psychosocial morbidity among cancer patients in Mediterranean countries. As a part of a more general investigation (Southern European Psycho-Oncology Study-SEPOS), the rate of psychosocial morbidity and its correlation with clinical and cultural variables were examined in cancer patients in Italy, Portugal and Spain. METHODS: A convenience sample of cancer outpatients with good performance status and no cognitive impairment were approached. The Hospital Anxiety-Depression scale (HAD-S), the Mini-Mental Adjustment to Cancer scale (Mini-MAC), and the Cancer Worries Inventory (CWI) were used to measure psychological morbidity, coping strategies and concerns about illness. RESULTS: Of 277 patients, 34% had pathological scores ("borderline cases" plus "true cases") on HAD-S Anxiety and 24.9% on HAD-S Depression. Total psychiatric "caseness" was 28.5% and 16.6%, according to different HAD cut-offs (14 and 19, respectively). Significant relationships of HAD-S Anxiety, HAD-S Depression, HAD-S Total score, with Mini-MAC Hopeless and Anxious Preoccupation, and CWI score were found. No differences emerged between countries on psychosocial morbidity, while some differences emerged between the countries on coping mechanisms. Furthermore...

Qualidade de assistência aos doentes terminais ao nível dos cuidados primários

Martins, Aude Alice Dias
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2011 POR
Relevância na Pesquisa
56.05%
Os cuidados paliativos são cuidados activos e totais focados não na doença, mas no doente considerado como um todo, numa perspectiva bio-psico-social. Visam melhorar a qualidade de vida dos doentes e das suas famílias, baseando-se em vários princípios. São cuidados prestados por equipas multidisciplinares que incluem médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, nutricionistas, fisioterapeutas e voluntários, podendo ainda envolver outras disciplinas relacionadas com os aspetos multidimensionais dos cuidados. É admitido, regra geral, que é no médico de família que se estabelece o primeiro contacto do doente com os serviços de saúde. Nos casos de doenças crónicas, o médico de família orienta o doente para os cuidados secundários e acompanha, juntamente com os outros especialistas, a evolução e o tratamento de cada caso, assumindo de novo a responsabilidade direta sobre ele, quando sobrevém a fase final da doença. (1) No entanto, os médicos de família enfrentam diversas dificuldades nesta fase particular do acompanhamento. Sendo de realçar a importância dos cuidados primários no atendimento aos doentes terminais, elaborei este estudo a fim de explorar e descrever a assistência aos doentes terminais ao nível dos cuidados primários...

Relatório de Estágio Curricular – Farmácia Flama Vitae (Santarém)

Santos, Fábio
Fonte: Escola Superior de Saúde da Guarda Publicador: Escola Superior de Saúde da Guarda
Tipo: bachelorThesis; bachelorThesis; bachelorThesis
POR
Relevância na Pesquisa
55.85%
Este relatório surge da realização do Estágio Profissional II em Farmácia, sendo este uma unidade curricular de carácter obrigatório, em que a aprendizagem se desenvolve em contexto real, isto é, permite que o aluno colabore ativamente com uma equipa multidisciplinar de saúde em contacto direto com o circuito do medicamento. Assim através desta experiencia, o estudante deve adquirir e desenvolver algumas competências, de acordo com os conhecimentos adquiridos até ao momento. De acordo com o plano curricular do quarto ano/segundo semestre do Curso de Licenciatura de Farmácia da Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico da Guarda, foi realizado de 4 de Março a 21 de Junho de 2013, o Estágio Profissional II, em Farmácia Comunitária, realizado na Farmácia Flama Vitae em Santarém, com a duração de 500 horas. O presente estágio tem como objetivo fundamental, capacitar os futuros Técnicos de Farmácia para a prática da Farmácia Comunitária (FC), fornecendo-lhes conhecimentos, competências e atitudes necessárias à sua integração na equipa multidisciplinar de saúde que presta assistência ao doente. Existem ainda outros objetivos a alcançar neste estágio, nomeadamente: Ø Reconhecer a Farmácia como entidade prestadora de cuidados de saúde. Ø Descrever o circuito do medicamento...

Relatório de Estágio Curricular – Serviços Farmacêuticos do Centro Hospitalar Tondela, EPE (Viseu)

Inácio, Francisco
Fonte: Escola Superior de Saúde da Guarda Publicador: Escola Superior de Saúde da Guarda
Tipo: bachelorThesis; bachelorThesis; bachelorThesis
POR
Relevância na Pesquisa
55.8%
Este relatório é realizado no âmbito da disciplina Estágio Profissional II – Estágio em Farmácia Hospitalar, do plano de estudos do 4º ano/2º semestre do Curso de Farmácia – 1º Ciclo e teve como principal objetivo relatar as atividades realizadas nos Serviços Farmacêuticos do Centro Hospitalar Tondela Viseu, EPE – Unidade de Viseu. E para uma melhor compreensão do tema, também pretende abordar conceitos teóricos, nunca deixando de os relacionar com a prática de intervenção nesta área da Farmácia. A Farmácia Hospitalar tem por finalidade, promover o uso seguro e racional de medicamentos, pesquisando, produzindo e distribuindo produtos de qualidade, desenvolvendo profissionais e prestando assistência integrada ao paciente e à equipa de saúde. Relativamente ao Técnico de Farmácia, neste âmbito, o seu trabalho abrange tarefas relacionadas com a distribuição dos medicamentos pelos diferentes serviços hospitalares, as suas condições de armazenamento, controlo de validade, aquisição de novos produtos, gestão de stocks. Este trabalho começa por fazer uma breve caracterização do Hospital, descrevendo os diferentes serviços que tem ao dispor dos seus utentes. Esta caracterização teve como objetivo fazer o enquadramento dos Serviços Farmacêuticos (SF) no próprio Hospital e...

Relatório de estágio

Sanches, Carla Sofia Gonçalves
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 25/09/2012 POR
Relevância na Pesquisa
55.87%
Este relatório tem como objetivo a análise descritiva e reflexiva das competências desenvolvidas durante o período de estágio do curso de especialização em enfermagem médico-cirúrgica, servindo como documento de avaliação deste curso. A estrutura do relatório divide-se em três grandes capítulos, o primeiro faz a introdução ao relatório, com a contextualização do referencial teórico que serviu de base à minha intervenção; a segunda parte contempla a descrição, análise e reflexão dos objetivos e atividades desenvolvidas nos diferentes momentos de estágio e as competências adquiridas; Por último é feita uma breve conclusão da experiência que o curso de especialização promoveu no meu desenvolvimento enquanto enfermeira e enquanto pessoa. No módulo I – Serviço de urgência, integrei a equipa do serviço de urgência central do hospital de Santa Maria; o Modulo II – Unidade de cuidados intensivos, foi realizado na unidade de cuidados intensivos de doenças infecciosas do Hospital de Santa Maria; o Módulo III decorreu na unidade de assistência domiciliária do Instituto Português de Oncologia de Lisboa. Nos diferentes momentos de estágio tive a oportunidade de desenvolver competências na área da prestação de cuidados ao doente em estado crítico ou em situações de maior complexidade e à sua família. Os cuidados de enfermagem partiram de uma prática de enfermagem avançada...

Competência em cuidados paliativos

Rijo, Sara Filipa de Leão Bacelar
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /08/2012 POR
Relevância na Pesquisa
46.12%
Os Cuidados Paliativos são cuidados totais e activos, prestados por profissionais com formação específica e treino adequado, exigindo preparação técnica, formação teórica e experiência prática efectiva. A formação diferenciada em Cuidados Paliativos é essencial e imprescindível para a organização e qualidade dos mesmos. No contexto do Mestrado em Cuidados Paliativos da Universidade Católica Portuguesa, vertente profissionalizante, foi realizado um estágio de 300 horas presenciais na Unidade de Cuidados Paliativos do Hospital da Luz e efectuado respectivo relatório. O objectivo geral do Estágio foi adquirir competência nas quatro áreas chave dos Cuidados Paliativos: Trabalho em Equipa, Controlo Sintomático, Comunicação Adequada e Apoio à Família. Como enfermeira com formação avançada em cuidados paliativos, desenvolvi competências através do treino, análise e reflexão, com o objectivo de alcançar resultados óptimos de assistência, realizando uma avaliação contínua, global e holística da saúde do doente e família, resolvendo problemas complexos baseando-me na evidência científica. No que diz respeito ao Trabalho de Equipa, o meu objectivo foi integrar a equipa interdisciplinar e apreender estratégias de trabalho em equipa; para tal...

Reabilitação no Acidente Vascular Cerebral: do Hospital à Comunidade; Rehabilitation in Cerebrovascular Stroke: from the Hospital to the Community

Ramires, I
Fonte: Centro Editor e Livreiro da Ordem dos Médicos Publicador: Centro Editor e Livreiro da Ordem dos Médicos
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //1997 POR
Relevância na Pesquisa
55.8%
The field of action for rehabilitation is that of making use of the patient's maximum functional capacity with the purpose of adapting to life in relation to the environment. Rehabilitation must commence immediately, although it may be in different forms from the acute phase to sequelae. It is considered appropriate to call the physiatrist as soon as the neurologic condition has stabilised. A list is made of the measures to be taken for rehabilitation in the acute phase and sequelae, and the composition of the rehabilitation team is described. In what concerns location, where to rehabilitate the patient? The group of ambulatory patients should have their rehabilitation as outpatients. Our experience with house calls is briefly described. The group of patients who cannot walk, those that present an eminently motor condition, with the possibility of being able to walk, should be with their families, with transport provided to health and rehabilitation centres. The second group, with the capacity of walking within a reasonable time, especially if with multiple associated problems such as impaired communication, should be hospitalised in a rehabilitation department. The third group consists of severely handicapped patients, for whom a solution must be found that provides life with a minimum of dignity in centres or homes. From among the measures to be introduced...

Qualidade de assistência aos doentes terminais ao nível dos cuidados primários

Martins, Aude Alice Dias
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2011 POR
Relevância na Pesquisa
56.05%
Os cuidados paliativos são cuidados activos e totais focados não na doença, mas no doente considerado como um todo, numa perspectiva bio-psico-social. Visam melhorar a qualidade de vida dos doentes e das suas famílias, baseando-se em vários princípios. São cuidados prestados por equipas multidisciplinares que incluem médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, nutricionistas, fisioterapeutas e voluntários, podendo ainda envolver outras disciplinas relacionadas com os aspetos multidimensionais dos cuidados. É admitido, regra geral, que é no médico de família que se estabelece o primeiro contacto do doente com os serviços de saúde. Nos casos de doenças crónicas, o médico de família orienta o doente para os cuidados secundários e acompanha, juntamente com os outros especialistas, a evolução e o tratamento de cada caso, assumindo de novo a responsabilidade direta sobre ele, quando sobrevém a fase final da doença. (1) No entanto, os médicos de família enfrentam diversas dificuldades nesta fase particular do acompanhamento. Sendo de realçar a importância dos cuidados primários no atendimento aos doentes terminais, elaborei este estudo a fim de explorar e descrever a assistência aos doentes terminais ao nível dos cuidados primários...

Dignidade em fim de vida: perspetiva da equipa prestadora de cuidados

Azevedo, Marlene Filipa Almeida
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
55.98%
O presente relatório reflete o estágio por mim realizado na Santa Casa de Misericórdia de Resende, onde a minha intervenção se deu na Unidade de Cuidados Continuados. O estágio teve a duração de 24 horas por semana durante dois meses. No decurso do mesmo tive oportunidade de: conhecer a Lei Orgânica da Rede e a filosofia desta tipologia de cuidados; desenvolver comunicação funcional, pedagógica e terapêutica com a equipa e com os utentes/ família; participar em atividades de ocupação lúdico/cognitivas baseadas numa prática educativa. Ainda, aplicar a metodologia científica pela realização de um estudo empírico com o tema “Dignidade em fim de vida: perspetiva da equipa prestadora de cuidados”. Objetivos do estudo: conhecer as perspetivas dos profissionais de saúde da Unidade de Cuidados Continuados no que diz respeito à temática; perceber se as vivências estão diretamente ligadas à forma como o profissional reage a uma situação complexa analisando o papel da experiência profissional e da formação académica, bem como a mobilização de recursos pessoais para melhor lidar com a situação. Dos 24 profissionais de saúde foram inquiridos, através de um questionário com questões abertas, 8 cuidadores formais: 4 Enfermeiros...