Página 1 dos resultados de 511 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Estudo comparativo do equilíbrio postural dinâmico de atletas de futebol de campo e indivíduos sedentários; Comparative study of dynamic postural balance of field soccer athletes and sedentary individuals

Dias, Luciana Baltazar
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/11/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.92%
INTRODUÇÃO: Atletas de futebol podem ter melhor equilíbrio que sedentários, pois os programas de treinamento sensório-motor melhoram a função motora, aumentam o controle neuromuscular e promovem a melhora da propriocepção. Este estudo teve como objetivos: avaliar o equilíbrio postural e a influência da dominância e dos fatores antropométricos em atletas de futebol de campo e indivíduos sedentários. MÉTODOS: Foram avaliados 100 indivíduos do gênero masculino divididos em dois grupos: 50 atletas de futebol de campo (GA) com idade de 18,0+0,7 anos e 50 indivíduos sedentários (GS) com idade de 17,6+0,6 anos. Os grupos foram analisados em relação à massa corporal, estatura, índice de massa corporal (IMC), flexibilidade e percentagem de gordura. Para avaliação do equilíbrio foi utilizado o protocolo Dynamic Balance System, nível 8 de estabilidade do equipamento Biodex Balance System (BBS). RESULTADOS: Os atletas apresentaram melhores índices no membro dominante no teste para a direita (p = 0,039) e no membro não-dominante no teste para trás/esquerda (p=0,007). Os sedentários tiveram melhores índices no teste realizado para a direita (p=0,034) no membro não dominante. Nos demais índices, não houve diferença estatística. O GS teve melhor desempenho do membro não dominante quando comparado com o dominante na maioria dos testes realizados. No GA houve melhor desempenho do membro não dominante no índice de estabilidade geral (p=0...

Estudo comparativo do equilíbrio postural entre sedentários e jogadores de futebol com e sem reconstrução do ligamento cruzado anterior; Comparative study of the postural balance between sedentary and soccer players with and without reconstruction of the anterior cruciate ligament

Alonso, Angelica Castilho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/03/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.97%
O objetivo deste estudo foi comparar o equilíbrio postural entre sedentários e jogadores recreacionais de futebol com e sem reconstrução do LCA usando o Biodex Balance System (BBS). Métodos: é um estudo descritivo transversal, controlado e observacional, sem intervenção terapêutica que avaliou 64 indivíduos do sexo masculino, idade entre 20-40 anos. Foram avaliados três grupos: jogadores de futebol com reconstrução do LCA, jogadores de futebol sem lesão e um grupo de sedentários. Todos os indivíduos realizaram o teste de equilíbrio postural em dois níveis de estabilidade oito (mais estável) e dois (menos estável). Os índices de estabilidade avaliados foram: geral, ântero/posterior e medial/lateral. Resultados: Os resultados da avaliação do equilíbrio postural intragrupo foram: o lado operado dos atletas operados foi mais estável do que o lado não operado. Não houve diferenças entre o lado dominante e não dominante dos grupos de atletas sem lesão e sedentários. Na comparação intergrupos, o lado operado dos atletas operados foi mais estável que o dos atletas sem lesão (lado dominante e não dominante). O grupo dos sedentários foi mais estável que os atletas operados nas duas comparações feitas: com o lado operado e não operado...

Avaliação da associação da osteoporose com o equilíbrio postural em mulheres pós-menopausa; Evaluation of the association between osteoporosis and postural balance in postmenopausal women

Brech, Guilherme Carlos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.98%
INTRODUÇÃO: A incidência da osteoporose vem aumentando, assim como as quedas e as fraturas relacionadas. O objetivo geral do presente estudo foi avaliar o equilíbrio postural de mulheres pós-menopausa com e sem osteoporose lombar. O objetivo específico foi avaliar a correlação entre o grau de cifose torácica e a dosagem de 25 OH vitamina D com o equilíbrio postural em mulheres pósmenopausa com osteoporose lombar. MÉTODOS: Foram avaliadas 126 mulheres pós-menopausa entre 55-65 anos, divididas em dois grupos de acordo com os valores da densidade mineral óssea de coluna lombar: grupo osteoporose e controle, pareadas pela idade (p=0,219) e pelo Questionário Internacional de Atividade Física (p=0,611). As mulheres do grupo osteoporose apresentaram estatura (p<0,001), massa corpórea (p<0,001) e consequentemente índice de massa corpórea (p<0,001) menores do que as do grupo controle. Todas as voluntárias relataram a ocorrência de quedas nos últimos 12 meses, não havendo diferença entre os grupos (p=0,139). A mobilidade funcional foi avaliada por meio do teste Time Up and Go. O equilíbrio postural foi avaliado em uma plataforma de força portátil modelo Accsuway® em bipedestação, com olhos abertos e fechados, por 60. Os dados foram coletados...

A influência dos fatores antropométricos no equilíbrio postural: a relação entre composição corporal e medidas posturográficas em adultos jovens; The influence of anthropometric factors on postural balance: the relationship between body composition and posturographic measurements in young adults

Alonso, Angelica Castilho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.97%
Introdução: A manutenção da postura é um desafio constante para o corpo humano, pois demanda um sistema capaz de responder com rapidez e eficiência, mesmo em situações instáveis, evitando quedas e mantendo o equilíbrio. Objetivos: Avaliar a influência das características antropométricas e gênero no equilíbrio postural de adultos irregularmente ativos, na postura ereta, bipodal, semi-estática com os olhos abertos e fechados. Métodos: Foram avaliados 100 indivíduos de ambos os gêneros entre 20 a 40 anos de idade, irregularmente ativos, por meio de uma avaliação antropométrica e composição corporal realizada pela densitometria óssea e o medidas posturográficas com uma plataforma de força. Resultados: A análise de correlação apresentou fracas correlações entre o equilíbrio postural e as variáveis antropométricas: estatura, massa corporal, IMC, comprimento dos membros inferiores, superiores e tronco cefálico, base de suporte, porcentagem de gordura, tecido, gordura, massa magra, conteúdo mineral óssea, densidade mineral óssea, relação cintura quadril e a idade. As análises de regressão linear múltipla demonstraram que no grupo todo (feminino e masculino) a estatura explicou 12% do deslocamento medial-lateral...

Efeitos do uso da placa oclusal sobre o equilíbrio postural em indivíduos dentados, não reprogramados, com sinais e sintomas de desordem temporomandibular diagnosticados pelo RDC/TMD e ressonância magnética; Effects of using occlusal splint on postural equilibrium in dentate, non-reprogrammed, individual with signs and symptoms of temporomandibular disorder diagnosed via RDC/TMD and magnetic-resonance imaging

Oliveira, Simone Saldanha Ignacio de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/05/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.9%
A desordem temporomandibular (DTM) de origem multifatorial pode estar associada a fatores oclusais e também a alterações posturais. O objetivo desse estudo foi investigar os efeitos do uso da placa sobre o equilíbrio postural em indivíduos dentados, não reprogramados, com sinais e sintomas de desordem temporomandibular (DTM). Colaboraram com a pesquisa 70 pacientes (59 placa e 21 controle), entre 18e 84 anos, de ambos os gêneros, diagnosticados com DTM por meio do questionário do RDC/TMD além de ressonância magnética da articulação temporomandibular. O estudo foi de ensaio clínico, randomizado, controlado, prospectivo e de intervenção. Foram respondidos os questionários de risco de quedas - FES-I e de qualidade de vida - SF-36 antes que fosse realizada a avaliação do equilíbrio postural por meio da plataforma de força. Cumprida estas etapas eram feita a randomização: o grupo da amostra recebia placa oclusal com critérios de estabilidade oclusal além de orientação para que fizesse exercícios terapêuticos, enquanto o grupo controle era orientado para fazer apenas exercícios terapêuticos. Após 12 semanas, os dois grupos eram reavaliados. A análise estatística foi feita por frequências, avaliação da associação entre grupos por teste de Fisher; medidas quantitativas considerando por média...

Equilíbrio postural e risco para queda em idosos da cidade de Garça, SP

Alves, Natália Beghine; Scheicher, Marcos Eduardo
Fonte: Universidade do Estado do Rio Janeiro Publicador: Universidade do Estado do Rio Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 763-768
POR
Relevância na Pesquisa
66.86%
OBJETIVOS: Avaliar o equilíbrio postural e o risco de quedas em idosos institucionalizados e não-institucionalizados. MÉTODOS: Foram incluídos no estudo 45 idosos institucionalizados e 43 idosos não-institucionalizados. O equilíbrio e o risco de quedas foram avaliados através da Escala de Equilíbrio de Berg. A comparação do equilíbrio entre os grupos foi feita por meio do teste de Mann-Whitney. Foi avaliado o risco para queda entre as populações. Adotou-se um valor de p ≤ 0,05 como significante. RESULTADOS: Houve diferença entre os escores da Escala de Berg nas populações estudadas (p < 0,0001). Os resultados mostraram que a população institucionalizada apresenta nove vezes mais risco de cair do que idosos da comunidade (p=0,0001). CONCLUSÕES: Os resultados indicam que o equilíbrio postural é menor na população institucionalizada, aumentando seu risco de cair.; OBJECTIVES: To evaluate the postural balance and risk of falls in institutionalized and non-institutionalized elderly. METHODS: The study included 45 institutionalized and 43 non-institutionalized elderly. The risk of falls and balance were assessed through the Berg Balance Scale. The comparison of the balance between the groups was performed using the Mann-Whitney test. The risk of falls between populations was evaluated. We adopted a value of p ≤ 0.05 as significant. RESULTS: There was a difference between the Berg Scale scores in the populations studied (p<0.0001). The results showed that the institutionalized population has 9 times more likely to fall than elderly of the community (p=0.0001). CONCLUSIONS: The results indicate that postural balance is lower in the institutionalized population...

Equilíbrio postural em crianças com obesidade e sobrepeso de 7 a 14 anos de idade

Barbacena, Marcella Manfrin
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
56.98%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, 2011.; A obesidade e um problema de saude mundial que esta aumentando a cada ano e a obesidade infantil tem sido reconhecida como um problema global. Alguns problemas de saude sao relacionados a obesidade como um deficit no equilibrio postural e uma pior coordenacao motora. Objetivos: Descrever o equilibrio postural em criancas com sobrepeso e obesidade de 7 a 14 anos de idade e comparar com criancas eutroficas de acordo com os parametros do Centro de Pressao (COP): amplitude antero-posterior (COPap), amplitude medio-lateral (COPml), velocidade media de deslocamento (COPvel) e 95% da area da elipse (COParea). Alem disso, descrever as possiveis correlacoes entre a idade, indice de massa corporal (IMC) e as variaveis do COP. Métodos: Foi avaliado o equilibrio postural de 477 criancas (164 de peso normal, 165 com sobrepeso e 148 com obesidade). As criancas foram divididas em quatro faixas etarias: 7 e 8 anos (n = 98), 9 e 10 anos (n = 140), 11 e 12 anos (n = 144) e 13 e 14 anos (n = 95). O criterio de IMC proposto por Conde e Monteiro (2006) foi utilizado para classificar as criancas nestes grupos. Para medir o equilibrio foi utilizado uma plataforma de forca AMTI AccuSway a uma frequencia de aquisicao de sinais de 100Hz e um filtro de corte de 10Hz. Os sujeitos foram testados durante tres tentativas (30 s) em cada uma das seguintes condicoes: com visao e sem visao...

Efeitos da prática de equoterapia no equilíbrio postural, funcionalidade e distribuição de pressão plantar em crianças com paralisia cerebral; Effects of the practice of hippotherapy in postural balance, functionality and plantar pressure distribution in children with celebral palsy

Moraes, Andréa Gomes
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
66.81%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, Programa de Pós-Graduação Stricto-Sensu em Educação Física, 2014.; Paralisia Cerebral (PC) é uma desordem de tônus, movimento e postura devido à lesão ao cérebro imaturo. É comum a realização de tratamentos, como equoterapia, para minimizar esses acometimentos. Objetivos: Verificar se a equoterapia promove alterações no equilíbrio postural, no desempenho funcional e na distribuição de pressão plantar durante a marcha após12 e 24 sessões. Métodos: Pesquisa pré-experimental com 14 sujeitos com PC de 5 a 10 anos de idade classificados pelo GMFCS. Para a coleta de dados foram utilizados a plataforma de DPP emed/Novel, plataforma de força AMTI, Escala de Equilíbrio de Berg (EEB) e PEDI. Os testes foram realizados antes das intervenções e após 12 e 24 sessões, exceto para EEB e PEDI que foram aplicados antes e após 24 sessões. O atendimento seguiu protocolo e ocorreu duas vezes por semana com duração de 30 minutos. A DPP foi analisada por meio de estudos de casos. Para as demais variáveis foi realizado teste ANOVA ou Friedman, post hoc Bonferroni, teste t ou Wilcoxon, de acordo com o teste de normalidade dos dados. Resultados: Após a prática de equoterapia verificou-se melhorias no tempo de contato e área de contato para a DPP. Foram encontradas diferenças estatisticamente significativas para os escores da EEB e PEDI e para todas as variáveis do COP...

Efeito de quatro semanas de treinamento proprioceptivo no equilíbrio postural de idosos

Nascimento,Lilian Cristina Gomes do; Patrizzi,Lislei Jorge; Oliveira,Carla Cristina Esteves Silva
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Paraná Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.78%
INTRODUÇÃO: Com o aumento da idade cronológica, o corpo humano passa por um período de transformações que geram declínio de algumas capacidades físicas. Um dos principais fatores que limitam a vida do idoso hoje é a alteração no equilíbrio postural. Diante do exposto, o objetivo desta pesquisa foi analisar o efeito de quatro semanas de treinamento proprioceptivo nas medidas do equilíbrio postural de idosos a fim de determinar a efetividade de uma estratégia simples de intervenção. MATERIAIS E MÉTODOS: Participaram deste estudo nove idosos, de ambos os gêneros, cadastrados na Unidade de Atenção ao Idoso da cidade de Uberaba, MG, Brasil, com média de idade de 72,87 (± 5,38) anos, os quais foram submetidos a um treinamento proprioceptivo que consistiu em treino de marcha em pista com aproximadamente oito metros, composta por quatro tipos de solo com dificuldades progressivas. A frequência de treinamento foi de duas vezes por semana, com duração de 20 minutos por sessão, durante quatro semanas. RESULTADOS: Após quatro semanas de treinamento, houve diminuição significativa nas oscilações durante a realização do Romberg com olhos abertos em solo estável (p = 0,001), com olhos fechados em solo estável (p = 0...

Comparação do equilíbrio postural estático entre sujeitos saudavéis e lombálgicos

Braga,Alice Bernardi; Rodrigues,Ana Carolina de Mello Alves; Lima,Giliane Vanessa Moraes Pereira de; Melo,Larissa Rabello de; Carvalho,Alberito Rodrigo de; Bertolini,Gladson Ricardo Flor
Fonte: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.61%
OBJETIVO: Comparar o equilíbrio postural estático entre portadoras de lombalgia crônica e indivíduos saudáveis, através do deslocamento do centro de pressão. MÉTODOS: Participaram do estudo 15 mulheres com lombalgia (Grupo lombalgia) e 15 mulheres saudáveis (Grupo saudável). Elas foram orientadas a permanecer em posição ortostática sobre a plataforma de força durante 30 segundos. Foram analisadas a área e a velocidade de deslocamento do centro de pressão de ambos os grupos. A análise dos dados foi realizada através do Teste t de Student, com significância de 5%. RESULTADOS: Os indivíduos com lombalgia crônica apresentaram maior área de deslocamento do centro de pressão em relação aos saudáveis, porém não houve diferença significativa em relação à velocidade de deslocamento do centro de pressão. CONCLUSÃO: Indivíduos com lombalgia crônica apresentam alteração do equilíbrio estático em relação a saudáveis. Nível de evidência III, Estudos Prognósticos.

Influência do gênero no equilíbrio postural de crianças com idade escolar

Alves,Rudi Facco; Rossi,Angela Garcia; Pranke,Gabriel Ivan; Lemos,Luiz Fernando Cuozzo
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.81%
OBJETIVO: avaliar a relação entre o gênero e o nível de desenvolvimento dos sistemas responsáveis pelo equilíbrio postural em crianças de seis a dez anos de idade. MÉTODO: composto por 282 crianças, divididas em três grupos:geral (meninas e meninos), feminino com 146 crianças, e masculino composto por 136 crianças na faixa etária entre os seis e os dez anos de idade. Para avaliação do equilíbrio postural utilizou-se a posturografia dinâmica foam-laser que avalia os sistemas sensoriais por meio de seis testes distintos. Os dados foram submetidos à estatística descritiva e a testes conforme a normalidade dos dados. RESULTADOS: nos Testes de Organização Sensorial, pode-se observar que os valores encontrados para as meninas foram maiores que os valores encontrados para meninos nas variáveis Teste de Organização Sensorial I e na Média destes. Porém, esses valores para os grupos de meninos e meninas foram inferiores aos valores de referência da Foam-Laser Posturography para adultos. Quando foi realizada a comparação entre os gêneros dentro de cada faixa etária, foram observadas diferenças estatisticamente significantes no Teste de Organização Sensorial I aos oito anos de idade, no Teste de Organização Sensorial V aos nove anos e no Teste de Organização Sensorial VI e na Média dos Testes de Organização Sensorial aos oito anos. CONCLUSÃO: o equilíbrio postural de meninas foi melhor que nos meninos...

Análise do equilíbrio postural estático utilizando um sistema eletromagnético tridimensional

Carneiro,José Ailton Oliveira; Santos-Pontelli,Taiza Elaine Grespan; Colafêmina,José Fernando; Carneiro,Antonio Adilton Oliveira; Ferriolli,Eduardo
Fonte: Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial Publicador: Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.75%
A detecção precoce de distúrbios posturais é fundamental para a promoção de intervenções adequadas para pacientes com desequilíbrios. OBJETIVO: Este é um estudo piloto que descreve uma nova ferramenta para avaliação do equilíbrio postural estático. FORMA DE ESTUDO: Coorte contemporânea com corte transversal. MATERIAL E MÉTODO: Foram avaliados 25 voluntários (15 mulheres e 10 homens). Idade média de 25,8±4,2anos, peso 63,9±13,1Kg, estatura 1,68±0,08m e índice de massa corporal 22,3±3,3kg/m2. A posturografia foi realizada por meio da análise de oscilação postural utilizando um equipamento eletromagnético com um sensor fixado sobre o processo espinhoso da 1ª vértebra torácica. Os testes foram realizados com os sujeitos na posição ortostática durante 90 segundos, para as condições de olhos abertos (OA) e fechados (OF) em superfície estável e instável. RESULTADOS: Quando analisada a influência da superfície (estável x instável) para o equilíbrio postural na condição OA, foram observadas diferenças significativas nos parâmetros de trajetória médio-lateral (m-l) (p=0.004) e total (p=0.014) e de velocidade m-l (p=0.004) e total (p=0.014). Na condição OF, foram observadas diferenças significativas em todos os parâmetros estudados (p<0.001). Houve influência da visão em todos os parâmetros apenas na superfície instável (p<0.05). CONCLUSÃO: A ferramenta utilizada se mostrou eficaz para a análise da oscilação postural.

Comparação do equilíbrio postural entre adolescentes do sexo feminino e masculino

Dorneles,Patrícia Paludette; Pranke,Gabriel Ivan; Mota,Carlos Bolli
Fonte: Universidade de São Paulo Publicador: Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.84%
A adolescência compreende a fase entre os 10 e 19 anos de idade, a qual se caracteriza por uma aceleração no crescimento e desenvolvimento dos indivíduos. No entanto, essas mudanças não ocorrem no mesmo ritmo para ambos os sexos, o que pode trazer diferenças no equilíbrio postural. Este estudo tem como objetivo comparar o equilíbrio postural entre adolescentes dos sexos masculino e feminino. O grupo de estudo foi composto por 11 adolescentes do sexo feminino e 19 do sexo masculino. A análise da altura do centro de gravidade foi obtida com o uso de uma prancha de reação, e o equilíbrio postural por meio de uma plataforma de força Advanced Mechanical Technologies, Inc. modelo OR6-6. As variáveis avaliadas foram calculadas a partir do Centro de Pressão (COP): amplitude de deslocamento ântero-posterior do COP (COPap), amplitude de deslocamento médio-lateral do COP (COPml) e velocidade média de deslocamento do COP (COPvel). Os adolescentes do sexo feminino apresentaram amplitude de deslocamento do COPap (p=0,011) e COPml (p=0,003) significativamente menor na condição de olhos abertos que o sexo masculino, e na condição de olhos fechados nas três variáveis avaliadas, COPap (p=0,001), COPml (p=0,001) e COPvel p=0...

Equilíbrio postural e risco para queda em idosos da cidade de Garça, SP

Alves,Natália Beghine; Scheicher,Marcos Eduardo
Fonte: Universidade do Estado do Rio Janeiro Publicador: Universidade do Estado do Rio Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.76%
OBJETIVOS: Avaliar o equilíbrio postural e o risco de quedas em idosos institucionalizados e não-institucionalizados. MÉTODOS: Foram incluídos no estudo 45 idosos institucionalizados e 43 idosos não-institucionalizados. O equilíbrio e o risco de quedas foram avaliados através da Escala de Equilíbrio de Berg. A comparação do equilíbrio entre os grupos foi feita por meio do teste de Mann-Whitney. Foi avaliado o risco para queda entre as populações. Adotou-se um valor de p ≤ 0,05 como significante. RESULTADOS: Houve diferença entre os escores da Escala de Berg nas populações estudadas (p < 0,0001). Os resultados mostraram que a população institucionalizada apresenta nove vezes mais risco de cair do que idosos da comunidade (p=0,0001). CONCLUSÕES: Os resultados indicam que o equilíbrio postural é menor na população institucionalizada, aumentando seu risco de cair.

Equilíbrio postural em idosos praticantes de hidroginástica e karatê

Martins,Raquel de Melo; Dascal,Juliana Bayeux; Marques,Inara
Fonte: Universidade do Estado do Rio Janeiro Publicador: Universidade do Estado do Rio Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.74%
O objetivo do presente estudo foi comparar o equilíbrio postural de idosos praticantes de karatê e hidroginástica. Os participantes foram 30 idosos ativos e inativos, com média de idade de 74,55 ± 6,5 anos, divididos em: GK (karatê), GH (hidroginástica), GI (inativos). Eles foram submetidos a uma bateria de avaliação de equilíbrio postural, denominado de escala de Berg, compostas por 14 tarefas comuns ao cotidiano, envolvendo o equilíbrio estático e o dinâmico. Para análise dos dados, foi realizada análise descritiva, com base na mediana e intervalo interquartil. Utilizou-se do teste de Kruskal Wallis para verificar diferenças significativas entre grupos e o teste de Mann-Whitney como post hoc. Os resultados indicaram diferenças entre os grupos de praticantes e de inativos com p=0,007. Para as tarefas da escala de Berg, identificaramse diferenças na tarefa de subir e descer escadas entre os grupos GH e GI (P=0,043) e na tarefa manter-se em apoio unipodal (P=0,004), entre os grupos ativos com o grupo de inativo. Os resultados conferem à prática de atividade física papel importante para o equilíbrio de idosos, destacando um desempenho otimizado de idosos praticantes de atividade física, independentemente da modalidade.

Influência da hidrocinesioterapia no equilíbrio postural de idosas institucionalizadas

Meereis,Estele Caroline Welter; Favretto,Camile; Souza,Jaqueline de; Gonçalves,Marisa Pereira; Mota,Carlos Bolli
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.79%
O objetivo deste estudo foi avaliar a influência de um programa de hidrocinesioterapia em piscina rasa no equilíbrio postural de idosas institucionalizadas. Participaram do estudo 8 idosas institucionalizadas com média de idade de 62,95 ± 2,87 anos. O equilíbrio postural foi avaliado por meio de uma plataforma de força. Foram realizadas 3 tentativas em cada condição do teste de organização sensorial (TOS) previamente e posteriormente a intervenção de hidrocinesioterapia em piscina rasa. As variáveis analisadas foram: amplitude de deslocamento do centro de pressão (COP) na direção ântero-posterior, médio-lateral e velocidade de deslocamento do COP. Foi aplicado o teste Wilcoxon para a comparação entre as avaliações pré e pós a intervenção. Foi observada uma melhora no controle postural após a intervenção, visto que ocorreu diminuição do deslocamento do centro de pressão, principalmente na direção ântero-posterior. Para o grupo de idosas institucionalizadas participantes deste estudo, a hidrocinesioterapia realizada em piscina rasa foi capaz de melhorar o equilíbrio postural.

Influência do tratamento com fármacos antivertiginosos sobre o equilíbrio postural e qualidade de vida de indivíduos com queixas de tontura

Tsukamoto,Heloísa Freiria; Costa,Viviane de Souza Pinho; Silva Júnior,Rubens Alexandre da; Pelosi,Gislaine Garcia; Marchiori,Luciana Lozza de Moraes; Fernandes,Karen Barros Parron
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2015 PT
Relevância na Pesquisa
66.75%
Resumo:OBJETIVO:avaliar a influência do tratamento com fármacos antivertiginosos sobre a qualidade de vida e o equilíbrio postural de adultos e idosos com queixas de tontura.MÉTODOS:estudo transversal, com amostra de 51 indivíduos portadores de queixas de tontura, divididos em dois grupos, de acordo com o uso (grupo medicado, n=25) ou não (grupo não medicado, n=26) de fármacos antivertiginosos. Foram coletadas informações sobre: caracterização dos sintomas (ficha elaborada pelos pesquisadores), autopercepção de qualidade de vida (Dizziness Handicap Inventory),intensidade de tontura (escala visual analógica de tontura) e equilíbrio postural (plataforma de força).RESULTADOS:verificou-se intensidade moderada de tontura (Média: 4,6 ± 2,8) e impacto negativo das vestibulopatias sobre a qualidade de vida (Média: 47,3 ± 22,4) na amostra total. Quando comparados os dois grupos, não houve diferença estatisticamente significante na intensidade da tontura (p=0,74) ou qualidade de vida (p=0,79), e também, nos parâmetros da estabilometria, em quatro tarefas (teste t independente, p>0,05). Contudo, após a inclusão do tempo de utilização de fármacos antivertiginosos como uma covariável do estudo, foi verificado pior desempenho nas diferentes tarefas da estabilometria no grupo medicado (ANCOVA...

Desenvolvimento do equilíbrio postural e desempenho motor de crianças de 4 aos 10 anos de idade; Development of postural balance and motor performance of 4 To 10 years-old children

Lemos, Luiz Fernando Cuozzo
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
66.9%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, 2010.; O objetivo desse trabalho foi comparar o equilíbrio postural de crianças dos 4 aos 10 anos de idade com um grupo de adultos e correlacioná-los com o desempenho motor. O projeto de pesquisa foi aprovado no Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília (UnB) sob o protocolo nº 006/2009. Para mensuração do equilíbrio postural estático utilizou-se os dados cinéticos obtidos por uma plataforma de força AccuSway Plus da marca AMTI, sendo utilizadas as variáveis amplitude do centro de força ântero-posterior (aCOFap) e médio-lateral (aCOFml) e a velocidade média de deslocamento do centro de força (Vm). A frequência de aquisição do sinal foi de 100 Hz, com duração de 30 segundos em cada tentativa. Foram coletadas seis tentativas, sendo três para cada indivíduo com a utilização da visão e outras três com a visão bloqueada. Utilizou-se a média das três tentativas em cada uma das variáveis para análise. Os dados cinéticos foram filtrados em ambiente Matlab num filtro passa-baixas de 10 Hz e 4º ordem. Os testes motores utilizados para as crianças foram o salto lateral da bateria KTK (Kiphard e Schilling...

Correlação entre índice de massa corpórea e equilíbrio postural; Correlation between body mass index and postural balance

Greve, Julia; Alonso, Angelica; Bordini, Ana Carolina P.G.; Camanho, Gilberto Luis
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2007 ENG
Relevância na Pesquisa
66.86%
OBJETIVO: Avaliar a correlação entre o índice de massa corporal (IMC) e o equilíbrio postural no suporte unipodal. MÉTODOS: 40 homens, idade: 26 ± 5 anos, massa corporal: 72.3 ± 11 kg, altura: 176 ± 6 cm and IMC: 23.3 ± 3.2 kg/m² foram submetidos a testes funcionais de estabilidade corporal usando o Biodex Balance System (protocolo de avaliação nível 2, que permite uma inclinação acima de 20° no plano horizontal em todas as direções, índice que foi comparado ao IMC RESULTADOS: O índice de estabilidade geral - medido como instabilidade - mostrou correlação entre IMC e o equilíbrio postural (R=0.723- lado dominante) e (R=0.705 - lado não dominante). O índice de estabilidade ântero-posterior e médio-lateral mostraram correlação no lado dominante (R=0.708 e R=0728) e não dominante (R=0.656 e R=0,721). A comparação entre os indices do lado dominante e não dominante não mostrou diferença estatística. CONCLUSÃO: IMC alto exige maior deslocamento corporal para manter o equilíbrio postural.; OBJECTIVE: To evaluate the correlation between body mass index (BMI) and postural balance in unipodal support. METHOD: 40 males, age 26 ± 5 yrs, body mass 72.3 ± 11 kg, height 176 ± 6 cm and BMI 23.3 ± 3.2 kg/m²...

Análise do equilíbrio postural de indivíduos diabéticos por meio de baropodometria

Nozabieli,A.J.; Martinelli,A.R.; Mantovani,A.M.; Faria,C.R.; Ferreira,D.M.; Fregonesi,C.E.
Fonte: Edições Desafio Singular Publicador: Edições Desafio Singular
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.67%
Objetivo deste estudo foi analisar o equilíbrio postural de indivíduos neuropatas diabéticos, por meio de baropodometria, relacionando com prejuízos no sistema sensoriomotor. Vinte e oito pessoas saudáveis e 25 com diagnóstico de neuropatia diabética foram submetidas à avaliação estática (mensuração do deslocamento do centro de pressão corporal) e dinâmica (análise temporal da fase de apoio do ciclo da marcha). A sensibilidade tátil dos pés foi avaliada por meio de monofilamentos Semmes Weinstein e a força muscular isométrica do tornozelo por dinamometria. As análises de multivariânvia (MANOVAs) e de variância (ANOVAs) indicaram desempenho inferior na sensibilidade tátil, na força muscular e no equilíbrio dinâmico, porém não apontou diferença para o equilíbrio estático de neuropatas diabéticos. Com esse estudo por meio da análise de regressão, pode-se inferir que as diferenças do equilíbrio na marcha dos neuropatas podem ser resultantes da insensibilidade tátil e da força muscular.