Página 1 dos resultados de 186 itens digitais encontrados em 0.059 segundos

As redes cognitivas e a produção do conhecimento em ciência da informação no Brasil

Pinheiro, Liliane Vieira
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 1 v.| grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
96.09%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação. Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação; Pesquisa que mapeou as redes cognitivas na área de Ciência da Informação no Brasil, a partir da análise de citações dos artigos publicados nos principais periódicos da área de Ciência da Informação, no período de 2001 a 2005. Considera que a Ciência da Informação é um campo científico emergente e interdisciplinar e que, por estar ainda em construção, necessita de estudos acerca da natureza, origens e limites do conhecimento na área, de forma que possibilitem a constituição da epistemologia da Ciência da Informação. Define como questões de pesquisa: Quais são as redes cognitivas mais significativas na construção do conhecimento científico da Ciência da Informação, no Brasil? Quais as influências teóricas mais presentes na construção do conhecimento em Ciência da Informação, no Brasil? Quais os autores mais influentes na construção do conhecimento na área, no Brasil? Estabelece como caminho metodológico para obtenção das respostas necessárias os pressupostos da metodologia reflexiva; para a abordagem do problema, a perspectiva quali-quantitativa; do ponto de vista de seus objetivos...

Arquitetura da informação : uma proposta para fundamentação e caracterização da disciplina científica

Siqueira, André Henrique de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
116.07%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciência da Informação, 2012.; Apresenta uma proposta para definição da Arquitetura da Informação como disciplina científica de fundamentação filosófica e implicações tecnológicas práticas. Identifica o hiato existente entre as práticas da Arquitetura da Informação e de um modelo teórico, tanto de natureza filosófica quanto científica, que a sustente. Realiza uma revisão bibliográfica sobre as relações entre a Arquitetura da Informação e seus fundamentos epistemológicos, suas relações com a Ciência da Informação e a possibilidade de executar uma redução teórica da Arquitetura da Informação aos modelos da Ciência da Informação. Com base na revisão da literatura, argumenta sobre a inexistência de um fundamento filosófico que sustente as atuais práticas da arquitetura da informação. Para fundamentar a construção de uma disciplina cientifica de Arquitetura da Informação, realiza uma revisão sobre a Filosofia da Ciência e busca identificar critérios de caracterização da prática científica. Como resultados esta tese propõe as bases filosóficas, as científicas e as tecnológicas da disciplina de Arquitetura da Informação. Propõe uma postulação filosófica para uma ontologia...

A Ciência da Informação como objeto: epistemologias como lugares de encontro

Rabello,Rodrigo
Fonte: Escola de Ciência da Informação da UFMG Publicador: Escola de Ciência da Informação da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 PT
Relevância na Pesquisa
95.98%
A Ciência da Informação (CI) conta com um lugar investigativo singular onde se opera a interdisciplinaridade como dispositivo para o estudo dos fenômenos relacionados ao seu difuso objeto - a informação. A esse fecundo cenário também se atribui uma das causas originárias de uma "crise de identidade" refletida nas démarches de validação, em termos epistêmicos, de sua disciplinaridade. Com vistas a apresentar os espaços onde são produzidos tais esforços teóricos, objetivou-se: a) apresentar perspectivas de análise, ou lugares de observação, de onde são produzidas narrativas no campo da CI; b) trazer um quadro teórico contendo explanações e/ou controvérsias teóricas que ilustram a busca pela construção disciplinar da CI. Para tanto, utilizou-se como categorias de análise as epistemologias específica, particular e global, de Hilton Japiassu, as quais ajudaram a identificar a posição do sujeito, epistemólogo, frente ao objeto estudado, no caso, a CI. Observou-se que as narrativas produzidas no campo têm sido direcionadas em espaços epistemológicos bem definidos, embora, por vezes, tenham tido uma trajetória transversal em sítios intermediários, proporcionando profícuos lugares de encontro epistemológicos.

Da possibilidade de uma Teoria Pura da Ciência da Informação: reflexões iniciais entre a Ciência da Informação e a Ciência do Direito

Mattos,Max Cirino de; Matos,Andityas Soares de Moura Costa
Fonte: Escola de Ciência da Informação da UFMG Publicador: Escola de Ciência da Informação da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
116.05%
O artigo discute a fragilidade epistemológica da Ciência da Informação, a partir da adoção de um termo polissêmico, como objeto científico, e a similaridade dessa situação com o contexto da criação da Teoria Pura do Direito de Hans Kelsen. Após a apresentação de algumas definições sobre o objeto da Ciência da Informação, discutem-se alguns reflexos relacionados à identidade científica e à fundamentação teórica derivadas de um objeto polissêmico. Apresenta-se uma breve introdução à Teoria Pura do Direito e algumas reflexões sobre a possibilidade de uma Teoria Pura da Ciência da Informação.

Análise de dissertações e teses de ciência da informação: Estudo de institucionalização de um campo científico; ANALYSIS OF THE DISSERTATIONS OF INFORMATION SCIENCE: Study of institutionalization of a scientific area

Santos, Raimundo Nonato Macedo dos; Kobashi, Nair Yumiko
Fonte: VIII ENANCIB – Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação Publicador: VIII ENANCIB – Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação
Tipo: Artigo de Revista Científica
Relevância na Pesquisa
96.04%
Discussão da pesquisa em Ciência da Informação, por meio da análise de dissertações e teses produzidas nos cursos de pós-graduação em Ciência da Informação, no Brasil. Foram considerados os trabalhos defendidos nos programas da Universidade de Brasília, Universidade de São Paulo e PUC-Campinas, de 2002 a 2005. São apresentados e comentados os dados relativos à quantidade de trabalhos defendidos, distribuição de titulação por tipo, por programa de pós-graduação, ano de obtenção e por temas tratados. As denominações dos Grupos de Trabalho da ANCIB foram utilizadas como categorias de organização temática do corpus. Mediação, Circulação e Uso da Informação e Gestão da informação e do conhecimento nas organizações concentram mais de 50% das dissertações/teses defendidas, enquanto Epistemologia, Educação e Economia política da informação são os temas quantitativamente menos favorecidos. Semelhante distribuição temática suscita reflexões sobre as políticas de pesquisa em curso, como também sobre as perspectivas de consolidação do campo da Ciência da Informação.

A ciência da informação entre sombra e luz: domínio epistemológico e campo interdisciplinar.

Pinheiro, Lena Vania Ribeiro
Fonte: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia Publicador: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
96.01%
Estudo dos conceitos, métodos, princípios, leis e teorias da Ciência da Informação, sob a abordagem da Epistemologia histórica, abrangendo. desde a sua gênese até os dias atuais, num processo evolutivo que reflete as suas dimensões sociais e tecnológicas. Discussão de seus fundamentos, disciplinas constituintes e relações. interdisciplinares, tendo como base empírica o ARIST - Annual Review of Information Science and Technology. A Ciência da Informação se inscreve entre os novos campos do conhecimento da sociedade da informação, caracterizados por também novas exigências teóricas.; [en] Information Science is analysed in its concepts, methods, principles, laws and heories. The approach adopted was historic Epistemology and the study from its genesis to our days. The evolution process which reflects its genesis to our days. The evolution process wich reflects its social and technological dimensions was stressed. The empirical basic of research was the publication ARIST - Annual Review of Information Science and Technology which gave the means to discuss the interdisciplinary relations, fundamental basic and its areas. Information science is among the new fields of Knowledge in the Information Society which is characterized by new theoretical demands. RÉSUMÉ: Étude des concepts...

Evolução e tendências da Ciência da Informação, no exterior e no Brasil: quadro comparativo a partir de pesquisas históricas e empíricas

Pinheiro, Lena Vania Ribeiro
Fonte: UFSC Publicador: UFSC
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
156%
Pesquisa de cunho histórico e epistemológico, enfocando a Ciência da Informação no Brasil. Na primeira abordagem são estudadas as circunstâncias históricas e sociais do surgimento da área no Brasil, em quadro comparativo com o panorama no exterior, notadamente nos Estados Unidos e Europa, sendo constatada dupla herança ou convergência de influências em nosso País. Na segunda abordagem os resultados de pesquisas empíricas anteriores, refletindo o domínio epistemológico da Ciência da Informação, no exterior, tendo por base 388 artigos de revisão do ARIST (1966-2004), são confrontados com os resultados da análise de 593 artigos da revista Ciência da Informação (1972-2004), que traduzem as disciplinas constituintes ou domínio epistemológico da área no Brasil. Pelas conclusões, a produção científica nacional mostra atualidade e se inscreve nas questões e cenário internacional da área.

Uma quase história da ciência da informação; Nearly an information science history

Barreto, Aldo de Albuquerque
Fonte: IASI Publicador: IASI
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
105.99%
O presente artigo conta a historia da ciência da informação na visão do autor. Focaliza nas redes de saber e no seu desenvolvimento o fio condutor da narrativa. A rede do saber seria sempre ilimitada, pois a sua estrutura é sempre diferente da estrutura que era um momento antes e a cada vez se pode percorrer o caminho segundo trilhas diferentes. A área de ciência da informação se constrói ao sabor das inovações na tecnologia e é sempre melhor lidar com a sua historiografia que com sua epistemologia. Assim, contar a história de como se atuava no passado é didático e fundamental para o entendimento da evolução das práticas da área e para a formação dos seus profissionais.[en]The paper is concerned with information Science history in the particular view of the author. The knowledge network and its development in time gives the trail to narrate the history. The information field was built in the course of the development of the information and communication technology. To know what has happened in the past is important for the study of the area and students and lectures acting in this Field.

Entre a Retórica e a Filologia: do pragmatismo ao humanismo na epistemologia da Ciência da Informação; Between Rhetoric and Philology: from humanism to pragmatism in Information Science epistemology

Saldanha, Gustavo Silva
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 07/06/2011 POR
Relevância na Pesquisa
126.27%
Identifica e discute a presença do humanismo na epistemologia da Ciência da Informação. Analisa o desenvolvimento contemporâneo do discurso epistemológico informacional e apresenta o pragmatismo, enquanto filosofia e método, como via que conduz o campo à recuperação dos elementos do olhar humanista sobre a realidade. Define a noção de humanismo a partir de um enfoque disciplinar, tendo Filologia e Retórica como duas matérias que definem o conceito geral do movimento e da tradição humanista. A partir de uma hermenêutica da linguagem da produção científica na Ciência da Informação interpreta as abordagens que recuperam os elementos identitários do conceito de humanismo no campo informacional. Conclui que o desenvolvimento epistemológico da Ciência da Informação se direciona no horizonte dos métodos de intervenção que se fundamentam entre a Retórica e a Filologia. Aponta as possibilidades teórico-metodológicas de reconhecimento do humanismo na epistemologia informacional.; Discusses the presence of humanism in the epistemology of Information Science. Examines the contemporary development of the pragmatism discourse in information studies. Defines the notion of the humanism and approaches philology and rhetoric as two areas that define the general concept of the traditional humanism. Concludes that the epistemological development of information science is directed at the horizon of the intervention methods that are based between the rhetoric and philology. It points theoretical and methodological possibilities of recognition of humanism in epistemology informational.

TRANSGRAMÁTICAS: Filosofia da Ciência da Informação, linguagem e realidade simbólica

Gustavo Silva SALDANHA; IBICT
Fonte: Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação e Biblioteconomia Publicador: Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação e Biblioteconomia
Formato: application/pdf
Publicado em 06/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
106.02%
    O trabalho procurou discutir a compreensão da Filosofia da Ciência da Informação a partir da noção de transgramáticas. Tendo a filosofia da linguagem como base reflexiva, a pesquisa se orientou pelo reconhecimento da Retórica e da Filologia como saberes fundacionais do campo informacional, em diálogo com o desenvolvimento da epistemologia da Bibliologia ao longo do século XIX. A partir do método da ";;apresentação panorâmica";; de Ludwig Wittgenstein, tomando a organização dos saberes como espaço discursivo, no qual  se apresentaram, no tempo, os discursos de cientificidade da Bibliologia, da Bibliografia, da Biblioteconomia, da Documentação e da Ciência da Informação, reconheceu-se o papel comum da crítica da linguagem no desenvolvimento da filosofia geral do campo. Como conclusões, constatou-se a centralidade de um imperativo mimético na Filosofia da Ciência da Informação, a relevância contemporânea de um modelo simbólico de apreensão da realidade e a permanência extemporânea de microgramáticas metadiscursivas, aqui tratadas como transgramáticas, ou seja, unidades da práxis reflexiva e aplicada do campo de estudos da informação.    

A CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NA VISÃO DOS PROFESSORES E PESQUISADORES BRASILEIROS; INFORMATION SCIENCE IN THE VIEWPOINT OF BRAZILIAN TEACHERS AND RESEARCHES; La ciencia de la información en el punto de vista de profesores y investigadores brasileños

Araújo, Carlos Alberto Ávila; Rolim, Elizabeth Almeida; Marzano, Isabel Marci Gomes; Bitencourt, Liara Gomes
Fonte: UFPB Publicador: UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 04/05/2007 POR
Relevância na Pesquisa
86.08%
Este texto apresenta os resultados de uma pesquisa realizada, por meio de questionários enviados por internet, com professores de todas as faculdades brasileiras da área de biblioteconomia e ciência da informação. As questões trataram da temática da ciência da informação como: uma ciência social; uma ciência interdisciplinar; uma ciência pós-moderna; e a natureza de sua relação com a biblioteconomia. As respostas apresentaram um alto grau de concordância, porém com argumentações e compreensões das questões muito diferentes. A seguir, foi solicitado a cada entrevistado que indicasse dez autores e dez obras que julgasse relevantes na área de ciência da informação. Encontrou-se uma grande dispersão das indicações, sendo os autores mais citados Saracevic, Lancaster, Borko e Pinheiro, e a obra mais citada foi “Ciência da informação: origem, evolução e relações”, de Saracevic.; This text presents the results of an accomplished research, through questionnaires sent by internet, with teachers of all of the Brazilian universities of library and information science. The subjects treated of the theme of the information science as: a social science; an interdisciplinary science; a post-modern science; and the nature of its relationship with the librarianship. The answers presented a high agreement degree...

O conceito de informação na Ciência da Informação; The concept of information in Information Science; El concepto de información en la Ciencia de la Información

Araújo, Carlos Alberto Ávila
Fonte: UFPB Publicador: UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 28/11/2010 POR
Relevância na Pesquisa
86.07%
São apresentados os resultados de uma pesquisa em que se buscou ver as manifestações dos três conceitos de informação presentes na Ciência da Informação nas diferentes subáreas que compõem esta ciência. Para a definição das subáreas foram utilizados os grupos de trabalho da Ancib. Após a identificação e análise destas manifestações, conclui-se pela importância de se integrar os avanços teóricos obtidos em todas elas, de forma a se avaliar o avanço global do conhecimento acumulado da Ciência da Informação ao longo das últimas cinco décadas.; This article presents the results of a research where we tried to see the manifestations of the three concepts of information found in Information Science in different subareas of this science. For a definition of subareas were used ANCIB working groups. After identifying and analyzing these events, it is concluded by the importance of integrating theoretical advances obtained in all cases, in order to assess the overall progress of the accumulated knowledge of information science over the past five decades.; Presenta los resultados de una encuesta en la que se trató de ver las manifestaciones de los tres conceptos de información que se encuentra en Ciencias de la Información en las distintas subzonas que componen esta ciencia. Para una definición de las subzonas se utilizaron ANCIB grupos de trabajo. Después de identificar y analizar estos acontecimientos...

Configuração epistemológica da Ciência da Informação na literatura periódica brasileira por meio de análise de citações (1972-2008)

Arboit, Aline Elis; Bufrem, Leilah Santiago; Freitas, Juliana Lazzarotto
Fonte: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia Publicador: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion;
Publicado em 09/02/2012 PT
Relevância na Pesquisa
106.08%
Analisa a configuração epistemológica da Ciência da Informação (CI) com base na análise de citações da produção periódica brasileira da área. Da Base de Dados Referenciais de Artigos de Periódicos de Ciência da Informação (BRAPCI) seleciona 91 artigos que versam sobre Epistemologia da CI. Identifica os autores mais produtivos e procede à análises de citações. Representa graficamente a incidência de citações dos autores constituintes da base BRAPCI e dos teóricos basilares da Epistemologia e da CI que influenciaram a temática na literatura periódica nacional. link para o texto completo: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/948/829

Transgramáticas: filosofia da Ciência da Informação, linguagem e realidade simbólica

Saldanha, Gustavo Silva
Fonte: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia Publicador: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion;
Publicado em 29/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
156.04%
O trabalho procurou discutir a compreensão da Filosofia da Ciência da Informação a partir da noção de transgramáticas. Tendo a filosofia da linguagem como base reflexiva, a pesquisa se orientou pelo reconhecimento da Retórica e da Filologia como saberes fundacionais do campo informacional, em diálogo com o desenvolvimento da epistemologia da Bibliologia ao longo do século XIX. A partir do método da "apresentação panorâmica" de Ludwig Wittgenstein, tomando a organização dos saberes como espaço discursivo, no qual se apresentaram, no tempo, os discursos de cientificidade da Bibliologia, da Bibliografia, da Biblioteconomia, da Documentação e da Ciência da Informação, reconheceu-se o papel comum da crítica da linguagem no desenvolvimento da filosofia geral do campo. Como conclusões, constatou-se a centralidade de um imperativo mimético na Filosofia da Ciência da Informação, a relevância contemporânea de um modelo simbólico de apreensão da realidade e a permanência extemporânea de microgramáticas metadiscursivas, aqui tratadas como transgramáticas, ou seja, unidades da práxis reflexiva e aplicada do campo de estudos da informação. Palavras-chave: Transgramáticas. Linguagem. Filosofia. Ciência da Informação. Link par ao texto completo (PDF) http://inseer.ibict.br/ancib/index.php/tpbci/article/view/98/150

O conhecimento na Inteligência de Estado

Maciel, Rodrigo Fileto Cuerci; Pinheiro, Marta Macedo Kerr
Fonte: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia Publicador: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion;
Publicado em 30/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
95.97%
No contexto da Ciência da Informação, a inteligência pode ser entendida como a atividade sistemática de coleta e análise de informações de modo a produzir conhecimento para ação. Quando esta atividade envolve o contexto empresarial no qual as organizações procuram obter vantagem sobre os concorrentes através da classificação, tratamento e uso da informação, torna-se objeto de estudos teóricos e empíricos da disciplina inteligência competitiva. Entretanto, neste trabalho, abordaremos a inteligência de Estado, entendida como aquela voltada para produzir conhecimento e reflexões para a tomada de decisões em relações adversariais, na seara internacional, pelos formuladores de políticas da área de segurança. Como anteparo teórico utilizou-se a metáfora da pirâmide que concebe em sua base dados e informações e atinge camadas analíticas mais complexas ao topo. A partir da base conceitual de Aldo Barreto serão apresentados dois modelos: O primeiro é aquele proposto por Sherman Kent cujo objetivo se concentra na acumulação de informações para a formulação de hipóteses preditivas. O segundo, formulado por George Pettee, busca a construção de premissas que desdobradas em conclusões formariam no topo uma cosmologia perfeita. Deste modo...

Ipásia e a Ciência da Informação no território das Humanidades: a virada linguística informacional em um diálogo entre Rorty e Habermas

Saldanha, Gustavo Silva
Fonte: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia Publicador: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion;
Publicado em 09/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
86.17%
Trata da epistemologia da Ciência da Informação em sua aproximação às Humanidades. Analisa a virada linguística a partir de uma leitura filosófica do pensamento de Rorty e Habermas. Discute o ponto de vista sobre a linguagem no campo da informação em diálogo com a literatura de Ítalo Calvino. Aborda os deslocamentos da epistemologia informacional diante do pragmatismo. Aponta traços do humanismo na Ciência da Informação. Palavras-chave: Epistemologia da Ciência da Informação. Virada linguística. Humanidades. Pragmatismo. Link para o texto completo (HTML) http://dgz.org.br/abr11/Art_03.htm

O retrato da ciência da informação: uma análise de seus fundamentos sociais.

Renault, Leonardo Vasconcelos; Martins, Ronaldo
Fonte: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia Publicador: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion;
Publicado em 18/01/2008
Relevância na Pesquisa
165.96%
Apresenta a fundamentação social da ciência da informação através de três autores da área: Capurro, Shera e Wersig. Em cada um dos autores procurou-se identificar traços que contribuiriam para a fundamentação da Ciência da Informação como uma ciência com características sociais. Segue-se uma argumentação de cunho epistemológico acerca da possibilidade da Ciência da Informação, como ciência social, avançando na definição de seu objeto mediante comparação com a área de Comunicação Social. Por fim, uma última imagem, da ordem da metáfora tenta posicionar a Ciência da Informação, como ciência social com características hermenêuticas. Acesso ao texto completo (PDF)

A organização interdisciplinar da ciência da informação no Brasil: perspectivas dos programas de pós-graduação

Alentejo, Eduardo Silva; Santos, Andrea Vieira
Fonte: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia Publicador: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion;
Publicado em 09/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
106.04%
Discute a interdisciplinaridade da Ciência da Informação (CI) no Brasil, no âmbito de seu processo de formação educacional em nível de pós-graduação. Discute o tema sob uma orientação sobre interdisciplinaridade, compreendida como um projeto metodológico educacional. Identifica problemas ao constatar a ausência de estudos que expõem os processos interdisciplinares dos programas de formação na área. A partir de uma abordagem epistemológica sobre interdisciplinaridade da ciência examina o tema sob três dimensões. Explicação da interdisciplinaridade da CI disponível na literatura da área desde o surgimento do primeiro curso no país; apresentação dos programas de formação em pós-graduação em CI no país e o exame dos currículos de formação do corpo docente responsável pela formação de cientistas da informação. Considera estudos sobre o tema disponível na área que sugerem o exame do tema dentro dos sistemas de organização da CI. Identifica os entendimentos possíveis sobre o tema pelos programas estudados. Apresenta cenário da formação em CI no Brasil, expresso pelos programas de pós-graduação. Identifica ausência de orientação quanto à constituição de planejamento interdisciplinar que inclua ampliações e limitações nas interações com outras disciplinas. Conclui que sem reflexão adequada há necessidade de ajustes quanto ao enfoque interdisciplinar amplamente disseminada no sistema educacional. Palavras-chave: Epistemologia da interdisciplinar. Interdisciplinaridade na Ciência da Informação. Sistema da organização da Ciência da Informação no Brasil. Programas de pós-graduação em Ciência da Informação no Brasil. Link para o texto completo (PDF) http://www.portalseer.ufba.br/index.php/revistaici/article/view/4722/3663

Relato sobre a “responsabilidade social” na literatura brasileira da Ciência da Informação

Freire, Isa Maria
Fonte: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia Publicador: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 17/06/2015 POR
Relevância na Pesquisa
106.02%
Apresenta os resultados de pesquisa exploratória que mapeia a produção científica brasileira sobre a temática <responsabilidade social> no campo da Ciência da Informação, no contexto da rede conceitual do Projeto Rede virtual de comunicação para aprendizagem no Laboratório de Tecnologias Intelectuais – LTi. Relata o processo de pesquisa, que adotou o método indiciário e o brauseio como instrumentos para a identificação dos indícios de produção sobre a temática na literatura indexada pela Base de Dados Referencial de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação - Brapci. Conclui que a produção sobre a temática vem crescendo na literatura brasileira, em número de autores e artigos, os quais abordam temas relacionados à epistemologia (responsabilidade social como fundamento da Ciência da Informação), à teoria (ações de política e gestão na sociedade da informação) e da aplicação (em unidades e para profissionais da informação).

FUNDAMENTOS DA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO: CORRENTES TEÓRICAS E O CONCEITO DE INFORMAÇÃO

Araújo, Carlos Alberto Ávila
Fonte: Universidade Federal da Paraíba Publicador: Universidade Federal da Paraíba
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por Pares"; Formato: application/pdf
Publicado em 25/06/2014 POR
Relevância na Pesquisa
116.06%
Neste artigo busca-se realizar um mapeamento do campo da Ciência da Informação, a partir de dois aspectos: a identificação de suas correntes teóricas e a sistematização dos diferentes conceitos de informação presentes na área. As correntes teóricas apresentadas são: os estudos de fluxo da informação científica, os estudos em representação e recuperação da informação, os estudos de usuários da informação, a gestão da informação e do conhecimento, a economia política da informação e os estudos métricos da informação. A seguir, são apresentados os três conceitos de informação conforme a visão de diversos autores: o conceito físico/sintático/restrito/positivista, o conceito semântico/cognitivo/amplo e o conceito pragmático/mais amplo ainda/alternativo/social. Ao final, são confrontados os dois quadros de análise, em busca da identificação tanto da diversidade quanto de aspectos estruturantes do campo da Ciência da Informação.