Página 1 dos resultados de 1164 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

História do ensino primário rural em São Paulo e Santa Catarina (1921-1952): uma abordagem comparada

Ávila, Virgínia Pereira da Silva de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 214 p. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
66.47%
Pós-graduação em Educação Escolar - FCLAR; Nesta tese, que se insere no campo da História e Historiografia da Educação, mais especificamente relacionada à Nova História Cultural, analisa-se o processo de construção das políticas educacionais para o ensino primário rural em âmbito nacional e suas repercussões nas reformas de ensino na esfera estadual (São Paulo e Santa Catarina), no período de 1921 a 1952. A pesquisa apoiou-se na seleção de documentos comuns (mensagens de governadores, relatórios, decretos, regulamento de ensino, revistas de estatísticas, revista brasileira de estudos pedagógicos e obras de época), por meio dos quais buscou comparar e relacionar os dados concernentes às formas de organização e funcionamento do ensino primário rural, tais como: duração do curso, período escolar, programas, métodos, modelos educativos e expansão do ensino. Com relação ao desenvolvimento da temática, utiliza-se a matriz interpretativa cunhada por Roger Chartier (1990, 1991, 2002). Para esse autor, não há prática ou estrutura que não seja produzida pelas representações “contraditórias e afrontadas” pelas quais os indivíduos e os grupos dão sentido ao mundo. Quanto aos aspectos metodológicos...

História do ensino primário rural em São Paulo e Santa Catarina (1921-1952): uma abordagem comparada

Ávila, Virgínia Pereira da Silva de
Fonte: Cultura Acadêmica Publicador: Cultura Acadêmica
Tipo: Livro
POR
Relevância na Pesquisa
66.47%
O livro trata da história do ensino primário rural no Brasil no período de 1921 a 1952, caracterizado por uma significativa expansão do setor. Analisa especialmente o processo de construção das políticas educacionais para o segmento em âmbito nacional e suas repercussões nas reformas de ensino na esfera estadual, exemplificadas pelas de São Paulo e Santa Catarina. Mais do que distinguir o que era próprio e específico de cada uma das regiões estudadas, o trabalho visou também revelar a pluralidade de métodos e os efeitos diversos que as reformas provocaram na educação rural paulista e catarinense. A pesquisa apoiou-se principalmente em documentação. A análise de mensagens de governadores, relatórios, decretos, regulamentações de ensino, revistas de estatísticas, revista brasileira de estudos pedagógicos e obras de época permitiu comparar e relacionar os dados referentes às formas de organização e funcionamento do ensino primário rural, como duração dos cursos, período escolar, programas, métodos, modelos educativos e expansão do ensino. De acordo com a autora, a educação rural, que contrasta em muitos aspectos com a educação urbana, foi um elemento fundamental na expansão da escola pública no Brasil. Mas...

A Aritmética Escolar no ensino primário brasileiro: 1890-1946

Costa, David Antonio
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.45%
Esta tese analise a trajetória um saber escolar: a Aritmética no curso primário brasileiro. Em específico, trata das transformações ocorridas com o conceito de número no período 1890-1946. Essa delimitação temporal considera o marco da instalação dos grupos escolares em São Paulo, indo à promulgação da Lei Orgânica do Ensino Primário. A investigação toma como fontes privilegiadas de pesquisa os livros didáticos. O instrumental teórico-metodológico utilizado tem origem nos estudos históricos culturais, em particular, no campo da História das Disciplinas Escolares inaugurado por André Chervel. Os resultados do trabalho apontam para as transformações ocorridas com a aritmética do ensino primário, e com o conceito de número, a partir das influências da Psicologia na Educação.

Calendário Escolar do Ensino Primário – Ano Letivo de 1963, PR.

Furtado, Jucundino da Silva
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.45%
O documento prevê os dias letivos, datas de início e término das aulas, datas de matrículas, férias e exames finais. O calendário contém imagens. Um exemplar desse documento encontra-se no Arquivo Público do Estado do Paraná – Curitiba.; Documento de 18 páginas, que apresenta o calendário escolar do ano de 1963 para o Ensino Primário e Pré-primário do Estado do Paraná.

Organização do Ensino Primário e Normal, 1942, PR.

Publicação do INEP -, Instituto Nacional de Estudos Pedagógicos.
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.45%
Documento de 23 páginas que elucida os encargos da administração da educação e dos órgãos técnicos centrais. Contém a distribuição das disciplinas no curso de formação bem como as orientações para avaliação. Aborda a carreira do professor primário. Orienta a escola primária no que se refere à matrícula, às atividades, verificação do aproveitamento, obrigatoriedade e inspeção escolar. Aborda a assistência médica e dentaria, edificações e despesas com o ensino primário e normal. Um exemplar desse documento encontra-se na Biblioteca Pública do Paraná – Curitiba.; Trata-se do Boletim de n. 20 do INEP sobre a Organização do ensino primário e normal no Paraná incluindo um boletim estatístico da educação e saúde. Sua introdução foi escrita por Lourenço Filho – Diretor do Instituto em 1942.

Programa do Ensino Primário Elementar- Quarta Série, 1965, MG.

Fonte: Imprensa Oficial Publicador: Imprensa Oficial
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.47%
A parte desse programa dedicada a Matemática, está compreendida entre as páginas 299 e 459 e aborda os seguintes conceitos: objetivos do ensino da Matemática na quarta série, sistema de numeração- 4ª série, adição e subtração, frações ordinárias- 4ª série, números decimais- 4ª série, sistema legal de unidades de medida- 4ª série, sistema monetário- 4ª série, porcentagem- 4ª série e conceitos geométricos- 4ª série. Este arquivo digital é uma cópia autorizada pelo Museu da Escola, Belo Horizonte/MG.; Programa do Ensino Primário Elementar da Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais. Quarta Série. Separata, 1965. Esse programa foi elaborado de acordo com a lei de Diretrizes e bases da Educação Nacional (Lei nº 4024, de 20 de dezembro de 1961), Código do Ensino Primário (Lei nº 2160, de 08 de janeiro de 1962) e aprovado pelo conselho Estadual de Educação (Resolução nº 1/64, de 13 de janeiro de 1964) ), sendo então Secretário de Estado da Educação de Minas Gerias, José de Faria Tavares e governador do estado José de Magalhães Pinto. Esse Programa apresenta os objetivos do ensino dessa disciplina para a respectiva série, aborda os conceitos com diversificadas exemplificações de atividades e traz...

Programa do Ensino Primário (Matemática – Período Preparatório), 1968, RN.

Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.49%
A parte de Matemática Período Preparatório é equivalente ao que denominamos hoje de Educação Infantil. Nesta parte constam as orientações sobre os procedimentos de trabalho para o público infantil. Inicialmente há uma introdução, em seguida, estão os objetivos, escritas, primeiras escritas, habilidades desejáveis, apreciação da escrita, a matemática no período preparatório e bibliografia. GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE. Secretaria de Estado de Educação e Cultura. Programas do Ensino Primário Elementar – Período Preparatório (Matemática). Natal: Edições Walter Pereira S/A, 1968. Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Norte.; Este programa do Ensino Primário foi desenvolvido por uma equipe de professores da Secretaria Estadual de Educação no governo do Monsenhor Walfredo Gurgel, apresentado pelo secretário de educação Jarbas Ferreira Bezerra como “o início de uma nova fase no campo educacional ao adotar oficialmente o novo programa do ensino primário”. O programa consta de cinco cadernos: o primeiro se refere ao Período Preparatório (equivale ao atual ensino infantil). Os demais são da 1ª série, 2ª série, 3ª série e 4ª série. O conteúdo de cada caderno está dividido por disciplina...

Programa do Ensino Primário (Matemática – 1ª Série), 1968, RN.

Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.52%
Na parte de Matemática é introduzida com algumas orientações de procedimentos para o professor em considerar os seguintes pontos para a aprendizagem do aluno: 1. Diferença individual; 2. Ensino pela compreensão; 3. Crescimento das idéias matemáticas; 4. Computação Mental; 5. Resolução de problemas. 6. Fixação;7. Avaliação. Consta também na introdução, os objetivos gerais do ensino e a organização do programa. Na proposta para a 1ª Série, antes da apresentação dos conteúdos, há uma pequena introdução, seguida dos objetivos, habilidades, organização do programa (conteúdos) e orientação didática. Todo o conteúdo é distribuído ao longo do caderno seguindo os objetivos específicos e sugestões de atividades. GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE. Secretaria de Estado de Educação e Cultura. Programas do Ensino Primário Elementar – 1ª Série (Matemática). Natal: Edições Walter Pereira S/A, 1968. Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Norte.; Este programa do Ensino Primário foi desenvolvido por uma equipe de professores da Secretaria Estadual de Educação no governo do Monsenhor Walfredo Gurgel, apresentado pelo secretário de educação Jarbas Ferreira Bezerra como “o início de uma nova fase no campo educacional ao adotar oficialmente o novo programa do ensino primário”. O programa consta de cinco cadernos: o primeiro se refere ao Período Preparatório (equivale ao atual ensino infantil). Os demais são da 1ª série...

Programa do Ensino Primário (Matemática – 3ª Série), 1968, RN.

Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.52%
Na parte de Matemática é introduzida com algumas orientações de procedimentos para o professor em considerar os seguintes pontos para a aprendizagem do aluno: 1. Diferença individual; 2. Ensino pela compreensão; 3. Crescimento das idéias matemáticas; 4. Computação Mental; 5. Resolução de problemas. 6. Fixação;7. Avaliação. Consta também na introdução, os objetivos gerais do ensino e a organização do programa. Na proposta para a 3ª Série, antes da apresentação dos conteúdos, há uma pequena introdução, seguida dos objetivos, habilidades, organização do programa (conteúdos) e orientação didática. Todo o conteúdo é distribuído ao longo do caderno seguindo os objetivos específicos e sugestões de atividades. GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE. Secretaria de Estado de Educação e Cultura. Programas do Ensino Primário Elementar – 3ª Série (Matemática). Natal: Edições Walter Pereira S/A, 1968. Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Norte.; Este programa do Ensino Primário foi desenvolvido por uma equipe de professores da Secretaria Estadual de Educação no governo do Monsenhor Walfredo Gurgel, apresentado pelo secretário de educação Jarbas Ferreira Bezerra como “o início de uma nova fase no campo educacional ao adotar oficialmente o novo programa do ensino primário”. O programa consta de cinco cadernos: o primeiro se refere ao Período Preparatório (equivale ao atual ensino infantil). Os demais são da 1ª série...

Programa do Ensino Primário (Matemática – 4ª Série), 1968, RN.

Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.52%
Na parte de Matemática é introduzida com algumas orientações de procedimentos para o professor em considerar os seguintes pontos para a aprendizagem do aluno: 1. Diferença individual; 2. Ensino pela compreensão; 3. Crescimento das idéias matemáticas; 4. Computação Mental; 5. Resolução de problemas. 6. Fixação;7. Avaliação. Consta também na introdução, os objetivos gerais do ensino e a organização do programa. Na proposta para a 4ª Série, antes da apresentação dos conteúdos, há uma pequena introdução, seguida dos objetivos, habilidades, organização do programa (conteúdos) e orientação didática. Todo o conteúdo é distribuído ao longo do caderno seguindo os objetivos específicos e sugestões de atividades. GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE. Secretaria de Estado de Educação e Cultura. Programas do Ensino Primário Elementar – 4ª Série (Matemática). Natal: Edições Walter Pereira S/A, 1968. Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Norte.; Este programa do Ensino Primário foi desenvolvido por uma equipe de professores da Secretaria Estadual de Educação no governo do Monsenhor Walfredo Gurgel, apresentado pelo secretário de educação Jarbas Ferreira Bezerra como “o início de uma nova fase no campo educacional ao adotar oficialmente o novo programa do ensino primário”. O programa consta de cinco cadernos: o primeiro se refere ao Período Preparatório (equivale ao atual ensino infantil). Os demais são da 1ª série...

Programas de ensino e sua execução nos institutos públicos do curso primário, 1916, PR.

Conselho Superior do Ensino Primário
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Documento
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.61%
O documento elaborado pelo Conselho Superior do Ensino Primário, contém 49 páginas.Uma cópia deste material encontra-se disponível no Memorial Lysímaco Ferreira da Costa. Curitiba Pr.; Trata-se de um programa de ensino elaborado pelo Conselho Superior do Ensino Primário do Estada do Paraná a ser aplicado nos institutos publicos do ensino primário paranaense. O programa é dividido em geral para alunos d o ensino primário e especial para as escolas ambulantes. Contendo também um calendário semanal com os horários de duração de cada lição. Faz referência aos livros didáticos a serem adotados no ensino primário.

Regulamento Geral do Ensino Primário, 1903, PA.; Decreto n. 1190 de 17 de Fevereiro de 1903 e Decreto n. 1.191 de 19 fevereiro de 1903 - Regulamento Geral do Ensino Primário do estado do Pará

Fonte: Typ. do "Diario Official" Publicador: Typ. do "Diario Official"
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.65%
No decreto n. 1.190 de 17 fevereiro de 1903 o governo do estado do Pará vem por meio deste reorganizar o ensino primário do estado de modo geral, incluindo a reorganização da direção e inspeção do ensino primário, do conselho superior, dos conselhos escolares, do ensino público, dos grupos escolares, das escolas isoladas, entre outros. O segundo decreto de n. 1.191 de 19 fevereiro de 1903 vem aprovar os programas para o ensino primário e para exames de estudos primários. Onde, em seguida traz os programas de ensino primário, organizado da seguinte forma: Portuguez, Arithimética, Geometria, Geographia, História. CURSO COMPLEMENTAR Primeiro Anno: Leitura, Escripta, Portuguez, Arithimética, Geometria, Geographia e História. Segundo Anno: Leitura, Escripta, Portuguez, Arithimética, Geometria, Geographia e História. Os programas de exames de estudos primário, organizado da seguinte forma: Portuguez, Geometria, Geographia, História. O decreto possui 55 páginas. Um exemplar deste documento encontra-se na ANAIS DA BIBLIOTECA E ARQUIVO PÚBLICOS DO PARÁ. Belém: Imprensa Oficial, 1903 BIBLIOTECA E ARQUIVO PÚBLICOS DO PARÁ. Catálogo de obras raras. Belém: digital, s.d.; Neste mesmo documento encontram-se dois decretos expedidos em fevereiro de 1903...

Aproximações e distanciamentos sobre os saberes elementares geométricos no ensino primário entre Sergipe e São Paulo (1911-1930)

Fonseca, Simone SIlva da
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.49%
Fonseca, Simone Silva da. Aproximações e distanciamentos sobre os Saberes Elementares Geométricos no Ensino Primário entre Sergipe e São Paulo/ Simone Silva da Fonseca; orientadora, Ivanete Batista dos Santos. São Cristóvão, SE, 2015, 112f. Dissertação (mestrado)- Universidade Federal de Sergipe, Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências e Matemática. Uma cópia desta dissertação encontra-se na Biblioteca Central da Universidade Federal de Sergipe.; O presente trabalho apresenta os resultados de uma pesquisa que teve por objetivo identificar as aproximações e distanciamentos sobre os saberes elementares geométricos no ensino primário entre Sergipe e São Paulo, no período de 1911 a 1930, a partir dos conteúdo(s), método(s) e recurso(s.). Para atingir esse propósito, foram localizadas e examinadas fontes como, Regulamentos, Decretos, Leis e Programas de ensino, além de consultado como referência o Manual de Lições de Coisas de Calkins (1950). Como sustentação teórica, foram adotados autores como, Valente (2007) para o entendimento sobre história da educação matemática, Valente e Leme da Silva (2013) sobre o trabalho do historiador da educação matemática, Valente (2011)...

A monodocência nas 5.ª e 6.ª classes do ensino primário em Angola: a visão dos professores

Isaías, Anacleto Ferramenta
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.49%
O propósito desta investigação é o de contribuir para a análise e compreensão crítica da prática de Monodocência em comparação com o regime de Polidocência nas 5.ª e 6.ª classe em duas escolas, uma pública outra privada, do Ensino Primário, em Angola. Hoje em dia estão disponíveis recursos com um elevado potencial em contexto educativo, nomeadamente porque permitem que os professores, e mais especificamente os alunos, possam aprender de um modo diferente do que tradicionalmente é feito na escola. É neste cenário de evolução do sistema educativo em que nos encontramos agora em Angola, que optámos por conhecer as percepções dos professores acerca dos regimes de Monodocência e Polidocência. Em concreto, pretendemos responder à questão de investigação: - Qual a visão dos professores sobre a prática de Monodocência a nível das 5.ª e 6.ª classes no Ensino Primário em Angola? Este estudo tem como objetivo principal analisar as perceções e representações que professores angolanos têm relativamente a estas duas práticas. Dada a importância atribuída ao que pensam professores, optámos por realizar um estudo de natureza qualitativa, envolvendo professores de diferentes anos letivos, nomeadamente da 5.ª e 6.ª classes do Ensino Primário em Angola...

As representações dos professores sobre o português língua segunda : linhas de actuação : programa de formação contínua para professores do ensino primário em Angola

Panzo, João Boaventura Ima
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em /03/2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.54%
Esta tese pretende contribuir para a problematização do ensino-aprendizagem do Português como Língua Segunda no contexto do ensino primário em Angola. Por meio da análise de vários instrumentos deste nível de ensino (Lei de Bases do Sistema da Educação, Currículo, Programas e Manuais do ensino primário), quisemos fazer ressurgir, no debate sobre o processo de ensino-aprendizagem da Língua Portuguesa em Angola, a vertente PL2, verificando a sua contemplação nos referidos instrumentos, ao mesmo tempo que se procura identificar potencialidades que permitem a condução do processo docente-educativo nesta perspectiva. Por outro lado, a investigação centra-se também na formação contínua de professores, no que respeita à abordagem do português como língua segunda. Deste modo, pretende-se lançar um olhar sobre as concepções metodológicas dos docentes do ensino primário das escolas Nº 8 de Sachindongo e de Mbala Humpata face à abordagem do português como língua segunda, bem como ainda acerca das necessidades de formação contínua por eles sentidas. Pretendemos, igualmente, trilhar caminhos possíveis na programação de acções de formação no âmbito da temática em questão. A interpretação dos dados do inquérito por questionário...

Escola noturna “Machado de Assis”: primeira instituição municipal de ensino primário noturno da cidade de Ituiutaba, MG (1941– 1960)

Vilela, Cláudia Oliveira Cury
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
66.49%
Este trabalho tenta ampliar a pesquisa acadêmica na área de história da educação brasileira com enfoque em escolas de pouca visibilidade social. Para tanto, propusemos investigar a história da escola municipal de ensino primário Escola Noturna ―Machado de Assis‖ da cidade de Ituiutaba entre 1941 e 1960. Sobretudo, objetivamos entender o surgimento do ensino público municipal na esfera urbana e verificar a escolarização noturna primária no contexto educacional, político e econômico do país e do município. Os procedimentos metodológicos incluíram pesquisa bibliográfica sobre educação pública primária noturna, em especial esforços políticos e legislação, e sobre aspectos da constituição da municipalidade no país; também recorremos à entrevista com ex-alunos, ex-secretaria e ex-professores da escola e fontes como mensagens de presidentes da República e do estado de Minas Gerais, atas do Poder Legislativo local e jornais publicados no período delimitado. A leitura analítica das fontes e a interpretação de relatos dos entrevistados permitem afirmar que tal escola ofereceu ensino primário, itinerante e precariamente, pois não tinha prédio próprio. Essa falta indica que, mesmo convergindo para os interesses do poder público local...

Perfil do professor angolano do ensino primário: contributo para um estudo comparativo no Município de Belas - Coégio Pitruca e Escola Pública Pedalé

Chissanguela, Tadeu Calandula
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.48%
Este estudo tem como propósito identificar o perfil do Professor Angolano do Ensino Primário, pois é ele quem tem a missão da transmissão das bases do saber, por ser o primeiro contacto de uma criança com o ensino. Baseamo-nos num estudo local entre duas instituições, uma pública e uma privada. Assim, a presente investigação tem como principal objetivo demonstrar de forma comparativa, o perfil deste importante profissional do Ensino, tendo como base de diferenciação o trabalho do professor numa escola pública e o trabalho do professor numa escola privada, de modo a tentar, verificar as possíveis diferenças ou semelhanças entre os dois e os seus ambientes de ensino/aprendizagem. É neste cenário que colocamos o seguinte problema de investigação: Quais as diferenças e semelhanças de Perfil entre um Professor Angolano, no Ensino Primário Público e Privado? Para que se pudesse dar resposta a esta questão de investigação optámos por realizar um estudo de natureza qualitativa para o qual foi utilizado como instrumento de recolha de dados a entrevista. A formação dos professores primários deve ser repensada de forma a que seja um apoio sólido no trabalho docente. Em Angola, os professores primários, de uma forma geral...

As representações dos professores sobre o português língua segunda : linhas de actuação : programa de formação contínua para professores do ensino primário em Angola

Panzo, João Boaventura Ima
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em /03/2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.54%
Esta tese pretende contribuir para a problematização do ensino-aprendizagem do Português como Língua Segunda no contexto do ensino primário em Angola. Por meio da análise de vários instrumentos deste nível de ensino (Lei de Bases do Sistema da Educação, Currículo, Programas e Manuais do ensino primário), quisemos fazer ressurgir, no debate sobre o processo de ensino-aprendizagem da Língua Portuguesa em Angola, a vertente PL2, verificando a sua contemplação nos referidos instrumentos, ao mesmo tempo que se procura identificar potencialidades que permitem a condução do processo docente-educativo nesta perspectiva. Por outro lado, a investigação centra-se também na formação contínua de professores, no que respeita à abordagem do português como língua segunda. Deste modo, pretende-se lançar um olhar sobre as concepções metodológicas dos docentes do ensino primário das escolas Nº 8 de Sachindongo e de Mbala Humpata face à abordagem do português como língua segunda, bem como ainda acerca das necessidades de formação contínua por eles sentidas. Pretendemos, igualmente, trilhar caminhos possíveis na programação de acções de formação no âmbito da temática em questão. A interpretação dos dados do inquérito por questionário...

A HISTÓRIA DA ORGANIZAÇÃO DO ENSINO PRIMÁRIO DE BELÉM DO PARÁ, 1937 A 1945: AÇÕES E LIMITES

Sousa, Maria de Fátima Matos de; Rosário, Maria José Aviz do
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.56%
Este artigo é uma aproximação com a discussão, organização e sistematização de fontes que registram a história da educação da Amazônia. Parte da tese de que a organização do ensino primário de Belém do Pará, no período, esteve ligada às diretrizes traçadas nos Regimentos do Ensino Primário Estadual, com forte influência da Secretaria Estadual de Educação. Objetiva disponibilizar documentação referente à história da educação de Belém do Pará, visando minimizar os problemas de acesso às informações, à dispersão, destruição e alienação documental e, refletir sobre o processo de organização do ensino primário, no período. Sua estruturação situa o estudo apresentando à temática e o objeto de estudo, evidencia as principais mediações quando da articulação, elaboração e efetivação do ensino primário, bem como discute as relações existentes entre os poderes políticos instituídos e as reivindicações sociais. Em sua conclusão preliminar,as fontes documentais, apontam a organização do ensino primário, como um instrumento importante de barganha política e que ao mesmo tempo passava por um processo de redirecionamento histórico-político-social no qual os poderes políticos estadual e municipal figuravam como atores principais no papel de mediadores e elaboradores das propostas pertinentes à educação.

GUSTAVO CAPANEMA: A ORGANIZAÇÃO DO ENSINO PRIMÁRIO BRASILEIRO NO PERÍODO DE 1934-1945.

Quadros, Raquel dos Santos
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 07/03/2014 POR
Relevância na Pesquisa
66.56%
Este trabalho investiga a organização do Ensino Primário no Brasil no período em que Gustavo Capanema Filho (1900-1985), político e intelectual brasileiro, esteve à frente do Ministério da Educação e Saúde, historicamente conhecido como ‘Era Vargas’. A atuação de Capanema corresponde a meados da década de 1930 até meados da década de 1940, que caracteriza-se pelo florescimento do nacionalismo na América Latina. Naquele momento, em todo o continente, desenvolveram-se esforços no intuito de estabelecer políticas públicas nos setores da educação, saúde, cultura, artes e arquitetura, patrimônio histórico e administração. No Brasil, o governo Vargas, apoiado pela ação fundamental de Gustavo Capanema, elegeu os campos da educação e da cultura como pontos estratégicos para a produção de elementos de brasilidade que garantissem a independência e o desenvolvimento nacional. A dimensão histórica de atuação desse político foi marcada pelo cunho nacionalista e centralizador, características do Estado Novo, situação que favoreceu a ação direta de Capanema no campo educacional. A metodologia adotada se pauta no pressuposto de que a consciência dos homens é determinada pela materialidade histórica. Dessa forma...