Página 1 dos resultados de 1931 itens digitais encontrados em 0.065 segundos

Construção multicultural: reflexões sobre políticas alternativas para o ensino de língua estrangeira.; Multicultural construction: considerations about alternative policies for the foreign language teaching.

Santos, Katia Costa dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/11/2002 PT
Relevância na Pesquisa
126.12%
Esta pesquisa argumentativo-narrativa propõe-se a investigar a construção do multiculturalismo como conceito no Brasil, especialmente no contexto das propostas de diversidade, como tema contido nas propostas de currículo nacional (Parâmetros Curriculares Nacionais), no contexto do ensino de Língua Estrangeira. O ensino de línguas no Brasil é permeado por uma pedagogia tecnicista, em que o conceito de diversidade é vinculado à multiplicidade de experiências culturais, dissociado do conflito cultural, garantidor de tolerância e consenso. A Pedagogia Crítica, ao propor uma abordagem dialética de cultura, como fenômeno social em processo, e a educação/o currículo como uma forma de política cultural, possibilita uma crítica do currículo, da escola, e das propostas educacionais brasileiras, e reconhece tais espaços como interceptados por interesses particulares, posições macropolíticas específicas e narrativas mestras identificadas com um discurso neoliberal, que formatam nossas subjetividades e as práticas culturais que nos governam. Esta pesquisa, defendendo uma abordagem multicultural crítica, investiga um conceito de diversidade que reconheça o poder da diferença, que questione e desafie as estruturas de poder dominantes...

Da indissociabilidade entre o ensino de língua e de literatura: uma proposta para o ensino do italiano como língua estrangeira em cursos de Letras; The integration between language and literature teaching: a proposition in order to teach Italian language as a foreign language in an university course of Letters

Santoro, Elisabetta
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/11/2007 PT
Relevância na Pesquisa
126.28%
Muito se escreveu sobre a integração entre ensino de língua e ensino de literatura e entre estudos lingüísticos e estudos literários. Entretanto, observa-se que a separação entre língua e literatura persiste, embora a literatura não seja pensável fora dos quadros da língua e a língua desenvolva suas máximas potencialidades na literatura. Muitos métodos de ensino de língua estrangeira recomendam que se comece a aquisição/aprendizagem de uma língua estrangeira com textos que utilizam a linguagem em função utilitária e que, mais tarde, se introduzam textos que se valem da função poética. Ao contrário, esta tese parte da hipótese de que um curso de língua pode sempre estar baseado em textos com função poética. Os textos não foram usados pretextualmente como fonte de estruturas gramaticais, pois a idéia que guiava a preparação do material didático utilizado nas aulas é que o aumento da capacidade de interpretar textos ocorre simultaneamente à aquisição das estruturas lingüísticas. Visando a pôr a prova essa convicção, duas turmas de alunos brasileiros da habilitação em Língua e Literatura Italiana de um curso de bacharelado em Letras foram acompanhados ao longo de todo um programa experimental de ensino com uma duração de três anos...

Marcadores discursivos no ensino de português-língua estrangeira (PLE) no Brasil; Discourse markers for teaching Portuguese as a Foreign Language (PFL) in the Brazil

Silva, Sérgio Duarte Julião da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/10/2004 PT
Relevância na Pesquisa
116.22%
Uma análise atenta do material de ensino de Português-Língua Estrangeira (PLE) ora existente no mercado revelará que as situações de conversação a que são expostos os alunos prendem-se, em sua maioria, paradoxalmente apenas à sintaxe do português culto escrito. Tal modalidade da língua, conforme demonstrado por diversos estudos realizados na linha da Pragmática e da Análise da Conversação (como, por exemplo, o PROJETO NURC e a coleção GRAMÁTICA DO PORTUGUÊS FALADO), acaba por distanciarse do português oral utilizado pelos brasileiros em sua prática cotidiana. A sintaxe do português falado, essencial para a comunicação, é pouco explorada no material didático de PLE. Inerentes à língua oral, encontramos diversos recursos para garantir o desempenho lingüístico na fala além da sintaxe prescritiva e do léxico. É tendo em vista tal importância desses recursos e cientes de que não se podem empregar as mesmas unidades sintáticas na língua escrita e na oral, que propomos uma investigação da utilização dos marcadores discursivos nos diálogos apresentados nos livros de PLE para que, num passo posterior, possamos questionar sua real eficácia como instrumento legítimo de ensino de língua estrangeira para fins de comunicação e competência pragmática. Nossa proposta de investigação da exploração de marcadores discursivos nos diálogos apresentados em livros didáticos de PLE tem como arcabouço teórico a Análise da Conversação...

Análise e exploração de marcadores discursivos no ensino de português-língua estrangeira (PLE) no Brasil; Analysis and exploration of discourse markers in the teaching of portuguese as a foreign language (PFL) in Brazil

Silva, Sérgio Duarte Julião da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/11/2010 PT
Relevância na Pesquisa
126.23%
A conversação é fonte de grande parte de nossa noção de ordem social e, além disso, apresenta sua própria ordem e manifesta um senso próprio de estrutura. Ao interagirem através da conversação, as pessoas recorrem a procedimentos regulares através dos quais tornam explícitas as marcas de planejamento de seu discurso e as estratégias de gestão dos turnos de conversação, das relações estabelecidas e da interação verbal em si. A língua, portanto, não pode ser considerada simplesmente um código de comunicação, mas sim um meio através do qual atuam sujeitos que manifestam suas ideias sobre o mundo real e sobre seu próprio mundo interior, expressam seus papéis sociais e sua personalidade em um determinado contexto e, ainda, por mecanismos metalinguísticos, estabelecem relações de coesão e coerência nos seus próprios textos através dos vínculos que a linguagem verbal estabelece com ela mesma. Nesse processo, os marcadores discursivos (MD) exercem papel de extrema importância porque possibilitam e fazem funcionar mecanismos de atuação e manifestação dos sujeitos da enunciação. Entretanto, uma análise atenta dos materiais utilizados para o ensino de Português- Língua Estrangeira (PLE) no Brasil revelará que as situações de conversação a que são expostos os alunos pouco se utilizam desses elementos e processos típicos da interação verbal e acabam por prender-se à sintaxe do português culto escrito. Como resultado ao contrário de materiais didáticos de outros idiomas como o inglês...

Quanto mais cedo melhor (?): uma análise discursiva do ensino de inglês para crianças; The earlier, the better (?): a discoursive analysis of English teaching to children

Garcia, Bianca Rigamonti Valeiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
126.2%
Atualmente, é notável a expansão do oferecimento de aulas de inglês para crianças pequenas no Brasil. As modalidades disponíveis no mercado são variadas e os pais que se interessam por elas podem optar por cursos específicos de língua estrangeira, escolas internacionais, bilíngues, ou até mesmo escolas regulares que ofereçam aulas de inglês incluídas em suas grades curriculares. De qualquer maneira, todas elas são acessíveis quase que exclusivamente por meio do ensino privado. Ancorados nos pressupostos da Análise do Discurso desenvolvidos na França (Pêcheux, 1975), e no Brasil (Orlandi, 2001; Coracini, 1998),analisamos as representações de criança, língua estrangeira e ensino de língua estrangeira presentes nos dizeres da legislação brasileira, da mídia (reportagens e sites institucionais) e de coordenadoras da área, buscando compreender de que forma as justificativas da inclusão desse componente curricular se materializam e com quais sentidos se relacionam. Esta análise nos permitiu depreender certas regularidades nos sentidos: em primeiro lugar, as representações de criança veiculam duas perspectivas dominantes: a de um ser passivo, que aprende rápido por não realizar processos mentais complexos e uma outra relacionada à ideia de um trabalhador em potencial. Em segundo lugar...

Vantagens e desvantagens do ensino de língua estrangeira na educação infantil : um estudo de caso

Pires, Simone Silva
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
126.32%
Trata-se de um estudo de caso (com um sujeito) sobre o processo de aquisição de inglês como língua estrangeira na fase pré-escolar. O objetivo é verificar como uma criança nessa faixa etária – ainda não alfabetizada – desenvolve sua produção oral nessa língua estrangeira, recebendo uma aula semanal de inglês em sua escola e treinando com os pais em casa. A produção oral do sujeito foi registrada em aula e em casa através de filmagens e gravações em áudio. Seus pais e professoras foram entrevistados. A maioria das informações – colhidas entre março de 1999 e dezembro de 2000 – foram analisadas qualitativamente. A pesquisa revela que, antes dos seis anos de idade, o ensino de língua estrangeira envolve riscos. Quando a professora é especialista na língua, mas não tem experiência com educação infantil, a criança pode desenvolver aversão à língua estrangeira por não gostar das aulas. Por outro lado, quando a professora proporciona aulas prazerosas e lúdicas, mas comete erros de pronúncia ou estrutura gramatical, a criança tende a valorizar o que é ensinado como verdade. Em ambos os casos, o futuro escolar da criança poderá ficar comprometido em relação à língua estrangeira. Portanto, é menos arriscado não ter aula de inglês na infância do que ter aula com um profissional que não seja qualificado em educação infantil e na língua estrangeira.

O uso das tecnologias digitais da informação e comunicação no ensino de língua estrangeira

Fraga, Luíze Bueno Ferreira Fonseca de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
136.19%
Este trabalho aborda o uso das tecnologias digitais de informação e comunicação no ensino de língua estrangeira (LE). Para isso, foram revistas algumas definições e concepções sobre tecnologia e sobre seu uso na Educação segundo Almeida (2007), Menezes (2009) e Vargas (1994), entre outros autores. O estudo tem como objetivo investigar as transformações ocorridas na sala de aula de língua espanhola com o início do uso dos laptops educacionais. Com a finalidade de analisar o que mudou nas aulas de LE com a inserção do Projeto UCA – Um computador por Aluno no Colégio de Aplicação da UFRGS foi realizado um estudo qualitativo utilizando como instrumento questionários que foram aplicados aos alunos de turmas do 9º e 1º anos e aos professores de espanhol da escola. A partir dessa breve análise, pode-se inferir que o ensino de LE por meio das novas tecnologias tem trazido mudanças e pontos positivos para o processo de ensino-aprendizagem do contexto escolar que conhecemos. Porém, há muitas adaptações a serem feitas para que se chegue a um nível ideal e proveitoso do ensino com o uso das novas tecnologias.; Este trabajo aborda el uso de las tecnologías digitales de la información y comunicación en la enseñanza de lengua extranjera (LE). Para eso...

A enunciação no contexto de ensino de língua estrangeira e a subjetividade na produção escrita em língua materna e em língua estrangeira

Santos, Maísa Lopes dos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
126.34%
O presente trabalho tem como objetivo analisar como um aluno que vivencia o processo de ensino-aprendizagem de língua espanhola fundamenta sua subjetividade ao escrever na língua materna e na língua estrangeira. Temos como base a visão enunciativa proposta por Émile Benveniste (2005; 2006) para estudar as marcas deixadas pelo locutor-aluno ao escrever seus discursos para constituir a relação com o seu alocutário. Nesse sentido, aborda-se a subjetividade como constituída e constitutiva da (inter)subjetividade, ambas instanciadas no discurso, resultado da apropriação da língua pelo locutor, que busca se marcar como eu para se relacionar com um tu para tratar d´ele (referência). Para tanto, a questão que este estudo procura responder é a seguinte: se o fundamento da subjetividade está no exercício da língua (BENVENISTE, 2005, p. 287), como o locutor-aluno fundamenta sua subjetividade na conversão do português (sua língua materna) e do espanhol (a língua estrangeira de que está se apropriando) em suas produções escritas? Busca-se a resposta para essa questão por meio da escrita de quatro capítulos. No primeiro, realiza-se um breve percurso sobre a história do ensino de língua estrangeira no Brasil, dando ênfase para o ensino do espanhol como língua estrangeira. No segundo...

Um Estudo sobre o Edublog e o ensino de língua estrangeira espanhol

Rosa, Luiziane da Silva
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 146 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
116.23%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Eduação, Programa de Pós-graduação em Educação, Florianópolis, 2011; Este trabalho parte da premissa de que no século XXI o ensino de língua estrangeira e o Blog educacional (Edublog) vêm se unindo e possibilitando um espaço para que a comunidade escolar e todos os usuários do ciberespaço aprendam um idioma na edublogosfera. A presente pesquisa é orientada por autores que dialogam sobre cibercultura, midia-educação e ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras. De cunho qualitativo, apresenta um estudo sobre os indícios de como se constitui o blog educacional de língua estrangeira tendo como foco o ensino do Espanhol. O objetivo da investigação foi identificar como se caracterizavam os Edublogs de Espanhol como língua estrangeira (Edublog de E.L.E) enquanto recurso e enquanto estratégia pedagógica na blogosfera educativa hispânica. Para tanto, identificaram-se os Edublogs de E.L.E por meio de uma pesquisa documental e foi analisado seu conteúdo para verificar como acontece a didática da língua nessa mídia. Como resultado, propôs-se alguns critérios que devem ser levados em consideração no momento de criar, manter...

Representações culturais no livro didático de Língua Estrangeira (Espanhol)

Oliveira, Bárbara Caroline de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
126.21%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução, Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada, 2014.; Devido ao atravessamento de fronteiras, a integração entre comunidades e suas culturas, os quais constituem o momento contemporâneo, observamos que a focalização de determinados aspectos culturais no ensino de língua estrangeira assume um lugar importante no processo de ensino e aprendizagem. Nesse sentido, esta pesquisa tem como objetivo investigar as representações culturais que emergem dos conteúdos culturais propostos no livro didático (LD) de espanhol, bem como verificar os conceitos de cultura subjacentes ou implícitos no LD. O referencial teórico utilizado para realizar esta investigação respalda-se nos estudos sobre língua e cultura (ALMEIDA FILHO, 1997 [2002]; BROWN, 2001; CORTAZZI E JIN, 1999; KRAMSCH, 1993 [1998]), por considerar que ao ensinar uma LE, ensina-se, amalgamados a esta, valores culturais, visto que as palavras adquirem sentido apenas quando proferidas dentro de determinado contexto social regido por normas culturais. Dessa forma, foram inseridos neste trabalho estudos sobre representação (MOORE, 2008; HALL...

Trabalho escolar com vocabulário em relatórios de estágios supervisionados em ensino de língua inglesa

Melo,Lívia Chaves de; Andrade,Karylleila dos Santos; Silva,Wagner Rodrigues
Fonte: UNICAMP. Departamento de Linguística Aplicada Publicador: UNICAMP. Departamento de Linguística Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
125.98%
A partir da teoria lexical, identificamos e descrevemos alguns exercícios didáticos que focalizam a aquisição e ampliação do vocabulário em aulas de Língua Inglesa no contexto de instrução formal na disciplina de estágio supervisionado em Ensino de Língua Inglesa. Tais exercícios didáticos são utilizados por alunos-mestre na prática de estágio nas escolas-campo. A análise dos dados mostrou que o ensino do vocabulário nos dados analisados ocorre de forma isolada, sem considerar o contexto de leitura de textos autênticos. O estudo do vocabulário específico voltado para a compreensão leitora geralmente não ocorre.

A utilização de uma abordagem comunicativa no ensino de inglês em turmas de adolescentes do ensino médio.; Using a communicative approach in the teaching of english in classrooms of adolescents in high school.

Lima, Rosangela Nunes de
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Linguística; Literatura Brasileira; Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Linguística; Literatura Brasileira; Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
116.28%
English is used by enormous number of people in the world, and most learners of English can be found in monolingual classes in Brazil, where all the students share a common language Portuguese. It has been a practical concern throughout history the reflection on finding more efficient and more effective ways of teaching languages. Many theoreticians in the field of Applied Linguistics have worked on research to provide a background for discussion of new ideas which are based on different theories of how people learn a foreign language. The objective of this work is to look for answers and instruments, in the specific field of English language teaching, in a classroom of adolescents, through the introduction of teaching materials used with a communicative approach, which will emphasize the processes of communication in a way that will help the students realize that the learning of a foreign language can be used as a real means of communication. The data were collected by recording in audio, as well as by taking field notes. This study suggests that there was a natural interest by the students in trying to communicate in English, without fear of corrections, and sometimes in starting conversations in this foreign language. Finally...

Uma trama a várias Mãos: a escrita colaborativa na sala de aula de Língua Inglesa

Maria Raposo Gonçalves de Melo Larré, Julia; Padilha Peixoto Pinto, Abuêndia (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
116.23%
O processo de ensino-aprendizagem de língua estrangeira possui como objetivos primordiais permitir que o aluno seja habilitado a se comunicar fluentemente, além de permitir que compreenda o funcionamento da linguagem em qualquer contexto situacional em que estiver inserido. De modo geral, nas instituições de ensino particular, percebe-se que este preceito focaliza fundamentalmente o desenvolvimento da fluência oral, sendo a prática escrita deixada em segundo lugar (Elbow, 2004). Na tentativa de encontrar uma alternativa para tal situação, buscamos no ensino colaborativo um modo de ampliar o leque de opções disponíveis para o ensino de escrita em língua estrangeira. No ensino-aprendizagem de língua inglesa a produção escrita a partir de atividades colaborativas se torna importante na medida em que ao interagir, os aprendizes tornam realidade a prática da mediação com os colegas, permitindo um melhor resultado no aprendizado. Dentro da ótica do Ensino Colaborativo, podemos dar destaque a Elbow (2000), Figueiredo (2006), Grabe e Kaplan (1996) e Tinzmann (1990). Abordamos também o ensino de escrita em língua inglesa baseado nos gêneros textuais, trabalhados a partir de uma sequência didática (Schneuwly e Dolz, 2004). Realizamos oficinas de produção textual em língua inglesa na qual 8 (oito) alunos de nível pré-intermediário produziram os gêneros textuais linha do tempo...

Os (Des)Caminhos da escrita na aula de língua estrangeira: língua, sujeito e autoria no livro didático de E/LE

Silva, Karla Janaína Alexandre da; Nardi, Fabiele Stockmans De (Orientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
116.27%
Esta pesquisa objetiva promover uma discussão sobre o lugar que é reservado à escrita no ensino do espanhol como língua estrangeira (E/LE) oferecido na escola pública pernambucana. Através da análise de livros didáticos voltados a esse ensino, procuraremos discutir as consequências do direcionamento dado pela escola ao trabalho com essa prática, na formação dos aprendizes. Para a construção desta reflexão, buscamos filiação na Análise do Discurso Pecheuxtiana (AD), teoria que propõe pensar as noções de língua e sujeito caracterizadas por uma falta constitutiva, resultante dos atravessamentos dos elementos da ordem da História e da Ideologia em seu processo de constituição. À vista disso, a relação entre língua e sujeito será concebida como desde sempre fadada à incompletude, o que implicará na falha que se mostra tanto na materialidade da língua, quanto nas práticas que, através dela, o sujeito realiza. Por esse mesmo viés teórico, abordaremos outras duas noções vinculadas ao tema da escrita: a noção de texto e a noção de autoria. O texto será visto como materialidade que se constitui no jogo entre os elementos da sua face linguística e os da sua face discursiva e a autoria como um movimento realizado pelo sujeito através da sua inscrição na língua...

Ensino de língua estrangeira como prática translíngue: articulações com teorizações bakhtinianas

ROCHA,Cláudia Hilsdorf; MACIEL,Ruberval Franco
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP Publicador: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2015 PT
Relevância na Pesquisa
136.09%
O presente artigo discute a noção de prática translíngue, em contraposição a orientações monolíngues e monolíticas, no campo do ensino de língua estrangeira. Para tanto, são tecidas considerações sobre a noção de superdiversidade e seus impactos nos modos de expressão e construção de conhecimento na atualidade. As teorizações bakhtinianas, por meio dos conceitos de dialogismo e heteroglossia, são atreladas às bases do pensamento translíngue, trazendo à tona a ideia de espaço público para sustentar a importância de uma pedagogia voltada à responsabilidade social.

Textos literários em livros didáticos de Português Brasileiro como Língua Estrangeira : uma análise multimodal

Almeida, Camila Cynara Lima de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
116.22%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução, Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada, 2014.; Ao longo do último século, o papel desempenhado pelos textos literários no ensino de língua estrangeira deixou um ponto prestigioso para chegar a outro diametralmente oposto. De um dos principais materiais para o ensino de outras línguas, por apresentar uma forma linguística entendida à época como mais exemplar, esses textos foram quase que totalmente excluídos dos livros didáticos, uma vez que passaram a ser vistos como material pouco válido para o ensino já que não traziam gêneros discursivos comuns ao dia a dia dos falantes. No entanto, nos últimos anos do século XX houve uma preocupação em recuperar a funcionalidade que textos literários podem ter aos aprendizes de um idioma estrangeiro (DUFF; MALEY, 2007). Pela crença na riqueza da literatura como difusora não apenas da língua como da cultura e da história de um povo, na presente pesquisa verifico como ocorre a incorporação de textos literários a livros didáticos de Português Brasileiro como Língua Estrangeira. Essa averiguação é feita com base em análise multimodal...

THE TRANSLATION OF THE LINGUISTIC VATIATION AND THE FOREIGN LANGUAGE TEACHING: FROM THEORY TO TEACHING PRACTICE; A TRADUÇÃO DA VARIAÇÃO LINGUÍSTICA E O ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA: DA TEORIA À PRÁTICA DOCENTE

Pontes, Valdecy de Oliveira; UFSC
Fonte: Instituto de Letras da UFF Publicador: Instituto de Letras da UFF
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Artigo avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 25/10/2015 POR
Relevância na Pesquisa
126.01%
In this paper, the sociolinguistics influences of a society on theory and practice of translation will be discussed, taking in consideration the foreign language teaching process. We take the theoretical assumptions of translation studies, linguistic variation and teaching proposed by Labov (1972, 1978 and 2003), Mayoral (1998), Guy Cook (1997) O’Malley and Chamot (1990) and M.Sneell-Hornby (1988, 1995).; Neste artigo, discutiremos as influencias sociolinguísticas de uma sociedade sobre a teoria e a prática da tradução, considerando o ensino de língua estrangeira. Assumimos os pressupostos teóricos dos estudos sobre tradução, variação linguística e ensino propostos por Labov (1972, 1978 e 2003), Mayoral (1998), Guy Cook (1997), O’Malley e Chamot (1990) e M. Sneell-Hornby (1988, 1995).--------------------------------------------------------------------------------LA TRADUCCIÓN DE LA VARIACIÓN LINGÜÍSTICA Y LA ENSEÑANZA DE LENGUA EXTRANJERA: DE LA TEORÍA A LA PRÁCTICA DOCENTEEn este artículo, discutiremos las influencias sociolingüísticas de una sociedad sobre la teoría y la práctica de la traducción, teniendo en cuenta la ensenanza de lengua extranjera. En este trabajo, asumimos los aportes teóricos de los estudios sobre traducción...

As ideologias e o ensino de língua estrangeira nas escolas de ensino fundamental e médio em nosso país

dos Reis, Iremar Sebastião
Fonte: RELPE: Revista Leituras em Pedagogia e Educação Publicador: RELPE: Revista Leituras em Pedagogia e Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Formato: application/pdf
Publicado em 12/11/2015 POR
Relevância na Pesquisa
126.18%
Chamamos neste artigo a atenção para as questões de ideologia, sua ligação com o ensino de Língua Estrangeira em nossas escolas, em especial a Língua Inglesa, o seu modo operante e sua influência no processo de ensino-aprendizagem, pois embora a ideologia esteja presente no contexto cotidiano de sala de aula, muitas vezes não nos damos conta dela, o que leva a reflexos no ensino-aprendizagem do nosso sistema educacional. Nosso objetivo é alertar e levar o leitor a uma reflexão sobre o assunto, de forma a entender melhor o motivo pelo qual o ensino de línguas se encontra deficiente em nossas escolas, bem como contrapor ideias a certos componentes ideológicos presentes nesse contexto de ensino-aprendizagem e das pessoas a ele relacionadas. Os autores que serviram de apoio para esse trabalho foram escolhidos por apresentarem questões pertinentes ao tema e levantarem questionamentos oportunos e condizentes com a realidade atual, entre eles Thompson (2002), Rajagopalan (2003), Bakhtin (2004) e Almeida Filho (2007). Seus argumentos favorecem uma educação de qualidade, nosso desejo maior.    

Translation and Foreign Language Teaching: A research agenda from the year of 2004 to 2013; Tradução e ensino de Língua Estrangeira: Uma agenda de pesquisa dos anos de 2004 a 2013

Pontes, Valdecy Oliveira; Universidade Federal do Ceará; A. L. e Sousa, Bill Bob Adonis; Universidade Federal do Ceará; da Silva, Rafael Ferreira; Universidade Federal do Ceará
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 09/05/2015 POR
Relevância na Pesquisa
136.23%
This paper describes and discusses a research agenda about “translation and foreign language (FL) teaching” which comprehends from the year of 2004 to 2013.It was investigated eight periodicals which publish about translation, linguistics and applied linguistics; it was found and collected 20 works which are linked to the thematic discussed here. The aim of this work is to outline a frame which may represent the current situation of the studies in this area. The data collected in this study show that there is a great research fragmentation concerning translation and FL teaching, once it was verified a lack of systematization regarding those studies, as well as little amount of publication, considering the time length investigated.; http://dx.doi.org/10.5007/2175-7968.2015v35n2p260Este artigo descreve e discute uma agenda de pesquisa em “tradução e ensino de língua estrangeira (LE)” que contempla os anos de 2004 a 2013. Investigam-se oito periódicos que versam sobre tradução, linguística e linguística aplicada; foram encontrados e coletados 20 trabalhos que se vinculam à temática aqui discutida. Objetiva-se, a partir desse trabalho, esboçar um quadro que possa representar a situação em que se encontram os estudos nessa área. Os dados colhidos nesse estudo mostram que há uma grande fragmentação das pesquisas em tradução e ensino de LE...

A relação entre a contextualização e a neurolingüística no ensino de língua estrangeira

Silva, Rafael Ferreira da; Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ
Fonte: Revista Horizontes de Linguistica Aplicada Publicador: Revista Horizontes de Linguistica Aplicada
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 10/04/2011 POR
Relevância na Pesquisa
126.11%
A compreensão da linguagem é o conjunto de processos, graças aos quais uma conexão lingüística ou extra-lingüística torna-se um enriquecimento de informações e experiências. Nossa intenção é demonstrar o embasamento científico pontuando alguns pontos cruciais para o entendimento da relação entre a contextualização e a neurolingüística. Temos um duplo conhecimento: lingüístico e experimental. Este conhecimento que vem do exterior é armazenado em nós sob a forma de representação interna do conhecimento. Para o ensino-aprendizagem de língua estrangeira isto implica que devem ser oferecidos aos alunos input e atividades diferenciadas que contemplem ambas as modalidades do cérebro, língua e contexto, para que a aprendizagem se realize de maneira mais aprofundada e rica.