Página 1 dos resultados de 74 itens digitais encontrados em 0.073 segundos

Gestão dos fatores motivacionais intervenientes na satisfação-motivação dos profissionais da equipa multidisciplinar do Centro de Saúde de Bragança

Martins, Anabela Paula Seixas Gonçalves
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Tecnologia e Gestão Publicador: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Tecnologia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
65.74%
Orientada por Ana Maria Galvão; A satisfação dos profissionais, é uma área complexa e de difícil avaliação mas, ao mesmo tempo, incontornável. Como enfermeira, a exercer funções de gestão numa equipa multidisciplinar, desenvolvemos o interesse por este tema. O estudo, exploratório, descritivo e transversal, de natureza quantitativa tem como objectivos, avaliar a satisfação profissional dos profissionais num centro de saúde da Unidade Local de saúde do Nordeste e propor medidas que possam contribuir para a melhoria progressiva dos profissionais de saúde. A variável dependente é a satisfação profissional, tendo esta sido operacionalizada em sete dimensões: remuneração; condições de trabalho e saúde; segurança no emprego; relacionamento profissional/utente e equipa; autonomia/poder; status e prestígio; realização profissional, pessoal e desempenho organizacional O instrumento de colheita de dados foi um questionário, de Graça (1999), adaptado para a cultura portuguesa, nomeadamente para profissionais de saúde. Dos resultados, destaca-se que os inquiridos têm expectativas elevadas em relação a todas as dimensões do trabalho e que globalmente, estão bastante satisfeitos. As dimensões onde revelam maior satisfação pertencem às dimensões: Status e Prestígio...

Atitudes e crenças de gestores e clínicos na governação dos hospitais : um estudo exploratório em três hospitais portugueses

Espírito Santo, Zita Cristina da Costa do
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
65.81%
O presente trabalho tem como objectivo principal analisar as percepções, atitudes e crenças de clínicos e gestores face às reformas recentemente ocorridas nos hospitais públicos portugueses, nomeadamente a alocação dos recursos, a implementação efectiva da governação clínica, a variabilidade da prática clínica, as crenças dos profissionais de saúde face às relações sociais no seio das organizações, entre outros. A importância deste trabalho prende-se com o facto de actualmente serem colocados aos hospitais desafios ao nível da concepção e implementação de um modelo de organização e gestão dos hospitais que aposte na articulação, integração, continuidade e proximidade de cuidados, centrado no cidadão, suportado por um sistema efectivo de governação clínica promotor da sua efectividade, da qualidade em saúde e da implementação de uma cultura efectiva de responsabilização/prestação de contas de forma a acautelar a eficiência que a todos cabe: políticos, gestores, prestadores e cidadãos. Assim, desenvolveu-se um estudo exploratório que integrou três hospitais públicos portugueses, onde foi aplicado um questionário fechado a gestores (administradores/gestores, médicos com funções de direcção e enfermeiros-chefes) e a clínicos (médicos e enfermeiros). Os resultados obtidos...

Gestão emocional em equipas de saúde em oncologia

Barata, Ema Maria Martins Amaro
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
65.74%
O contexto hospitalar oncológico apresenta características particulares referentes a estados emocionais, quer para os profissionais que realizam funções nesta unidade de saúde, quer para os utentes que com eles interagem e que recorrem aos seus serviços. Usando a uma metodologia qualitativa, realizaram- se seis entrevistas a profissionais de saúde, abarcando três classes profissionais (médicos, enfermeiros e auxiliares de acção médica), as quais foram posteriormente sujeitas a uma análise de conteúdo. Com esta metodologia pretendíamos conhecer as percepções, representações e atribuições individuais significativas, relativamente à gestão das emoções no trabalho, que pudessem estabelecer algumas pistas conducentes à elaboração de propostas de implementação de soluções de apoio à regulação emocional dos profissionais de saúde. O conteúdo analisado leva-nos a crer que o desenvolvimento da consciência sobre os estados emocionais, um suporte de qualidade e o desenvolvimento de actividades adequadas, podem revelar-se de grande importância. Referimo-nos concretamente à percepção de segurança e profissionalismo, à melhoria do desempenho profissional e satisfação no trabalho, ao estabelecimento e/ou manutenção de um ambiente estável e tranquilo...

Desenvolvimento de competências dos enfermeiros em contexto de trabalho

Serrano, Maria Teresa Pereira
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
65.85%
Actualmente os contextos de trabalho têm-se centrado na flexibilidade dos processos de trabalho (Bagnato, s.d.), na vertente científica e técnica e no desenvolvimento de competências (Comissão Europeia, 2001), colocando-se a tónica no conceito de gestão por competências e fazendo-se apelo a estas como resposta aos objectivos das organizações. O profissional deve ser capaz de se adaptar aos diferentes contextos e funções a desempenhar, a resolver situações de grande indefinição ou a adaptar-se àquelas que comportem grandes níveis de imprevisibilidade, como o que se observa com as situações de cuidados. Na prática efectiva-se a relação entre competências e exercício profissional, implicando-se o contexto como factor de desenvolvimento de competências e de confronto com o fazer e o saber fazer. O que se pretendeu indagar com a presente investigação foi o modo como os enfermeiros desenvolvem as competências do cuidar em enfermagem num serviço de medicina hospitalar e quais as determinantes desse processo. Para tal, considerámos um estudo de caso, o serviço de medicina hospitalar do Centro Hospitalar Médio Tejo, e o caso, os enfermeiros deste serviço. O trabalho empírico baseou-se num estudo de cariz qualitativo...

A nova gestão pública, as reformas no sector da saúde e os profissionais de enfermagem com funções de gestão em Portugal

Carvalho, Maria Teresa Geraldo
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
116.09%
Nas últimas décadas têm surgido profundas reestruturações nos diversos sectores públicos dos países desenvolvidos. Estas reestruturações, que assumem um carácter muito semelhante, decorrem, em grande parte, das alterações nas concepções tradicionalmente dominantes acerca do papel do Estado, das formas de organização e gestão que caracterizam as suas instituições e, ainda, dos profissionais e do seu trabalho. As políticas e as medidas concretas propostas neste âmbito direccionam-se, em termos gerais, no sentido do aumento da competição, da preferência por mecanismos de mercado, do primado da orientação do serviço para o consumidor e ainda da apologia do espírito empreendedor. Tais tendências são facilmente constatáveis em diversos sectores, com especial destaque para a saúde, configurando a presença de um movimento conhecido na literatura como a Nova Gestão Pública (NGP) ou managerialismo. Também em Portugal, as alterações verificadas nas políticas públicas de saúde, nos últimos anos, podem ser enquadradas dentro deste movimento. As propostas de mudança ao nível da organização e gestão das instituições públicas, em particular das instituições hospitalares, assumem como um dos seus principais objectivos mudar as tradicionais formas de regulação e autonomia dos profissionais que aí exercem a sua actividade. O que se pretende indagar com este trabalho de investigação é a forma como estas mudanças produzem impactos ao nível da profissionalização e das práticas de enfermagem no campo da gestão dos cuidados. Para tal...

Comunidades de prática nas organizações de saúde: proposta de modelo numa organização hospitalar

Silva, Luísa de Jesus Barbosa Viegas da
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2009 POR
Relevância na Pesquisa
85.95%
Mestrado em Intervenção Sócio-Organizacional na Saúde - Ramo de especialização: Políticas de Administração e gestão de Serviços de Saúde; Recorre-se à abordagem de Gestão do Conhecimento, suportada em comunidades de prática para fomentar a criação, disseminação e partilha do conhecimento, como resultado de um novo paradigma organizacional que prevê uma maior valorização do indivíduo e a sua capacidade para gerar inovação, produtividade e inteligência. Esta ideia como facilitadora da implementação das estratégias delineadas para a prestação de cuidados de enfermagem, serviu de ponto de partida a este trabalho, que visa investigar até que ponto os Enfermeiros estão preparados para efectivar um modelo dinamizador de Comunidades de Prática no cuidar, com a finalidade de contribuir para o desenvolvimento dos enfermeiros e a melhoria dos cuidados prestados. Partindo da pesquisa bibliográfica efectuada e das reflexões focalizadas na problemática, foram abrangidas duas grandes áreas relacionadas com a Gestão dos Cuidados de Enfermagem e com a Gestão do Conhecimento, sendo o marco teórico focado na abordagem sobre Comunidades de Prática. Alguns conceitos teóricos referidos serviram de pilar ao modelo de Comunidade de Prática proposto. Foi realizado um estudo de carácter exploratório e descritivo...

Boas práticas de Enfermagem relacionadas com Administração de antibioterapia no serviço de urgência do Hospital do Sul

Lino, Delmira Cristina
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2015 POR
Relevância na Pesquisa
65.77%
Relatório de Trabalho de Projecto apresentado para Cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Enfermagem Médico-Cirúrgica; No âmbito do 2º Mestrado em EMC da ESS do IPS que frequentámos era-nos proposto a realização de três estágios e no decorrer dos mesmos a realização de um PIS e um PAC numa Unidade de Saúde de acordo com a metodologia de Projeto com vista à aquisição de competências comuns e específicas do enfermeiro especialista e de Mestre em EMC. Com a realização destes projetos, consideramos ir ao encontro do referido pela Ordem dos Enfermeiros, na tomada de posição sobre segurança do doente, onde refere que a segurança é fulcral à qualidade na saúde e nos cuidados de enfermagem. Refere ainda que algumas medidas como gestão do risco, de segurança ambiental, que englobam uma prática clinica segura, manutenção de um ambiente de cuidados seguros associadas a um corpo de conhecimento científico centrado na segurança da pessoa e nas infra estruturas necessárias para o garantir. (Ordem dos Enfermeiros, 2006) Assim, como produto final do PIS, emergiu um guia farmacológico sobre antibioterapia e um póster com incompatibilidades, diluições e fichas técnicas sobre antibióticos...

Satisfação profissional dos enfermeiros do ACeS : um indicador de gestão

Sá, Ana Isabel
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
76.01%
A nova geração das organizações leva ao reconhecimento da importância que a satisfação profissional é um indicador de gestão a partir do clima organizacional. Neste caso em concreto, com a reforma em pleno desenvolvimento dos cuidados de saúde primários através da implementação dos ACeS e respectivas unidades funcionais, implica mudanças significativas nos modelos de gestão, podendo estas influenciar na satisfação dos profissionais. O significado do resultado da influência da satisfação profissional no desenvolvimento de um produto leva-nos a afirmar que a satisfação também é um elemento determinante da avaliação da qualidade das organizações, a par da satisfação dos clientes. Trata-se de um estudo exploratório descritivo de natureza quantitativa realizado num ACeS com o recurso a um questionário de auto preenchimento, numa população de 262 enfermeiros. A nossa finalidade é contribuir para a identificação dos principais fatores promotores da satisfação profissional dos enfermeiros com vista a otimização da gestão dos recursos humanos, pelo que temos três grupos de variáveis: as de caraterização, as de contexto, e as de satisfação propriamente dita. Salienta-se que o instrumento utilizado permitiu agrupar por dimensões...

Contratualização em cuidados de saúde primários

Oliveira, Hélio Domingos Custódio de
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
65.8%
Dissertação de Mestrado em Gestão dos Serviços de Saúde; O processo de contratualização em Portugal teve início em 1996, acompanhou a reforma nos Cuidados de Saúde Primários com a génese no Projecto Alfa e posteriormente com a criação do Regime Remuneratório Experimental aplicado aos clínicos gerais. Em 2005 assistiu-se ao renascer da contratualização concomitantemente com a actual reforma implementada nos Cuidados de Saúde Primários, com a criação e implementação das Unidades de Saúde Familiar e posteriormente com os Agrupamentos de Centros de Saúde. Com esta investigação pretendeu-se conhecer o impacto desta ferramenta de gestão nas práticas dos profissionais que exercem funções em Unidades de Saúde Familiar da Administração Regional de Saúde Norte, I.P., através de um estudo qualitativo, transversal de natureza exploratória. Foram entrevistados 30 profissionais de saúde (10 médicos, 10 enfermeiros e 10 secretários clínicos) pertencentes a 10 Unidades de Saúde Familiar. Da análise de conteúdo efectuado ao produto das entrevistas, emergiram vários resultados, na opinião destes profissionais, a reforma em curso, melhorou a acessibilidade dos utentes, a organização e funcionamento dos serviços bem como a prestação de cuidados. Relativamente à opinião sobre o processo de contratualização...

A gestão dos enfermeiros nas instituições de saúde do exército

Lameiras, Isabel Cristina de Almeida
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
65.93%
Mestrado em Gestão das Organizações de Saúde; Neste trabalho, questiona-se a diferenciação de imperativos de carreira entre enfermeiros militares e enfermeiros civis que com formações técnico-cientificas idênticas exercem a sua profissão nas Instituições de Saúde do Exército. O objectivo geral da tese é a análise de metodologias que permitam uma gestão eficaz dos recursos humanos de enfermagem nas Instituições de Saúde do Exército tendo em consideração as especificidades e particularidades da carreira de enfermagem e os imperativos da carreira militar. Procedeu-se a um estudo qualitativo de carácter exploratório e descritivo – Estudo de Caso – com recurso à pesquisa documental e bibliográfica complementada por entrevistas exploratórias por forma a obter uma perspectiva geral do tipo aproximativo da matéria analisada. O objecto de estudo foi enquadrado teoricamente através da abordagem dos aspectos mais significativos da gestão de recursos humanos em saúde, das especificidades da saúde militar, em particular no que se refere à sua missão e às suas instituições, assim como das formas de recrutamento, formação e progressão na carreira dos profissionais de enfermagem. Sendo a saúde militar essencial para o funcionamento e eficácia do sistema das forças militares...

Burnout nos enfermeiros do serviço de urgência

Teles, Marisa de Jesus Godinho
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
65.85%
Mestrado em Gestão dos Serviços de Saúde; Objectivo: Inserida no Mestrado em Gestão de Serviços de Saúde, esta investigação constitui um esforço de ligação entre a teoria e a prática na área do burnout, entendido como um desgaste emocional crónico resultante do stress laboral intenso. Background Justifica-se a opção pelo tema do stress organizacional nas organizações de saúde com o interesse pessoal e o destaque atribuído pelos media à influência da performance individual na produtividade das organizações e, consequentemente, do país. De acordo com alguns estudos (Maslach e Leiter, 1997), a produtividade dos profissionais está alinhada com os níveis de burnout e stress vivenciados: O burnout possui três tipos de antecedentes - características das funções desempenhadas, características organizacionais e características pessoais (Cordes e Dougherty, 1993); O burnout está mais dependente dos desajustes individuais percepcionados por cada indivíduo no trabalho que desenvolve, do que propriamente das suas características pessoais e individuais (Lee e Ashforth, 1996; Schaufeli e Enzmann, 1998). Método Pretende-se estudar esta (cor)relação no grupo dos enfermeiros de um Serviço de Urgência Geral...

Gestão em saúde: como o enfermeiro lida com as dificuldades no exercício profissional

Santos, Jackeline Cristiane; Feitosa, Marcos Gilson Gomes (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
65.92%
O presente estudo tem como objeto de pesquisa as dificuldades encontradas por enfermeiros no exercício profissional de Gestão, e o problema estudado constitui-se dos entraves profissionais do enfermeiro no desempenho de suas funções gerenciais. O enfermeiro é o profissional responsável pela organização e gerenciamento da assistência de enfermagem. E não apenas pela administração de enfermagem, mas historicamente a administração dos serviços de saúde sempre esteve ligada ao enfermeiro. A problemática apresentada levou à construção do seguinte problema de pesquisa: Como o enfermeiro lida com as dificuldades no exercício profissional de Gestão? Este estudo apresenta como objetivo geral identificar como o enfermeiro lida com as dificuldades no exercício profissional de Gestão. Justifica-se pela necessidade de avaliação dos mecanismos de enfrentamento de dificuldades adotados por enfermeiros, possibilitando fazer relações com a formação de Administração em Enfermagem. O estudo é de abordagem qualitativa básica, exploratório, descritivo, bibliográfico e de campo. Como população do estudo tem-se dez enfermeiros com experiência em gestão nos mais diversos segmentos de atuação profissional da Enfermagem. Aqueles foram entrevistados por um instrumento de coleta de dados do tipo semi-estruturado...

Rotatividade entre trabalhadores de enfermagem de uma unidade de emergência adulto

Martins, Marisa da Silva
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 193 p.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
65.77%
Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Gestão do Cuidado em Enfermagem, Florianópolis, 2015.; A rotatividade de trabalhadores é o efeito da saída de alguns e entrada de outros para substituí-los em seus cargos/funções em uma organização. Sua ocorrência é saudável para a organização quando controlada, contudo é considerada prejudicial quando em índices elevados, por acarretar problemas para os trabalhadores, organizações e recursos públicos. Poucas são as publicações que tratam sobre os fatores geradores de rotatividade na área da saúde, em especial em relação aos trabalhadores de enfermagem. Do mesmo modo, o conhecimento sobre o índice de rotatividade de pessoal de enfermagem em unidades de emergência foi pouco investigado até o momento, sendo este um dos motivos que impulsionaram a realização deste estudo. As unidades de emergência constam entre as principais vias de acesso da população aos serviços de saúde e nelas são atendidos os pacientes críticos e semicríticos que necessitam de assistência rápida e eficaz. Este papel desempenhado pelas unidades de emergência justificam a necessidade de estudos dos índices reais e causas de rotatividade existentes nestes ambientes para a tomada de medidas que o minimizem. Desta forma...

Clinical Nursing Expertise Survey: adaptação e validação para a população de enfermeiros portugueses

Amaral, António Fernando Salgueiro; Vidinha, Telma Sofia dos Santos; Cardoso, Maria Lucília; Ferreira, Pedro Augusto de Melo Lopes
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 23/07/2014 POR
Relevância na Pesquisa
65.88%
Introdução: A experiência e a perícia clínica dos enfermeiros são determinantes para a qualidade dos cuidados e para a obtenção de resultados positivos nos doentes. A perícia é definida como um híbrido entre o conhecimento teórico formal e o conhecimento prático (de experiência), onde a capacidade de tomar decisões críticas perante situações complexas é o elemento diferenciador dos enfermeiros relativamente à perícia (Benner, 2001). Contudo, existem poucos instrumentos de medida para a monitorizar e em Portugal não se conhece nenhum válido. Objetivos: Adaptação e validação de um instrumento de medida de perícia clínica em Enfermagem, a Clinical Nursing Expertise Survey (CNES) criada e refinada por Lake (2002,2007), para a população de enfermeiros portugueses. Metodologia: Estudo transversal, descritivo e correlacional. A CNES, que resultou do processo de validação concetual e da tradução/retroversão, foi aplicada em junho de 2012 a todos os enfermeiros de 26 serviços médicos e cirúrgicos de quatro hospitais da região centro de Portugal, com exceção dos chefes. Esta é constituída por 34 itens que avaliam os papéis e funções dos enfermeiros através de uma escala de um a cinco (de iniciado a perito). Feita a validação do seu constructo (análise fatorial) e a avaliação da sua consistência interna (alfa de Cronbach). Resultados: Obteve-se um total de 370 questionários para análise (taxa de resposta de 60%). A idade varia entre 24 e 59 anos...

Avaliação de desempenho: Estratégia de gestão

Melo, Rosa Cândida de Carvalho Pereira de; Silva, Maria Júlia Paes
Fonte: UICISA:E Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: UICISA:E Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Outros
Publicado em 21/07/2014 POR
Relevância na Pesquisa
85.93%
Introdução A Avaliação de Desempenho é uma das mais poderosas estratégias de Gestão de Recursos Humanos. O seu objetivo principal não é, como tantas vezes se pensa, julgar as pessoas ou dar opiniões sobre elas, mas melhorar o desenvolvimento do individuo e da organização, ajudando a atingirem níveis de desempenho mais elevados. Para que esta estratégia de gestão seja eficiente as pessoas têm que sentir que fazem parte da organização, sendo essencial que haja uma excelente comunicação (Druker, 2009; Chiavenato, 2009). Objetivo Este estudo teve como objetivos identificar o nível de competências relacionais de ajuda em uma unidade de cuidados e conhecer a perceção dos enfermeiros sobre a importância da avaliação de desempenho como estratégia de gestão facilitadora do desenvolvimento de competências relacionais de ajuda nos enfermeiros. Metodologia - Estudo realizado em duas fases: Na 1ª fase foi realizado um estudo descritivo e transversal, numa amostra de 690 enfermeiros que exerciam funções em 56 unidades de saúde, tendo-se utilizado o Inventário de Competências relacionais (ICRA). Na 2ª fase foi realizado um estudo de caso realizado na unidade de saúde identificada com maior nível de competências relacionais de ajuda. Foram utilizadas abordagens quantitativas e qualitativas. Os dados qualitativos foram analisados recorrendo à técnica de análise de conteúdo pela metodologia de Bardin (2004) e os dados quantitativos recorrendo ao SPSS. Resultados - No estudo de caso os valores obtidos nas dimensões do ICRA foram superiores aos valores médios obtidos na 1ª fase do estudo. Quanto à avaliação de desempenho como estratégia de gestão facilitadora do desenvolvimento de competências relacionais de ajuda nos enfermeiros emergiram as seguintes categorias: a avaliação ser continua...

Avaliação de desempenho: Estratégia de gestão

Melo, Rosa Cândida de Carvalho Pereira de
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 21/07/2014 POR
Relevância na Pesquisa
85.93%
Introdução A Avaliação de Desempenho é uma das mais poderosas estratégias de Gestão de Recursos Humanos. O seu objetivo principal não é, como tantas vezes se pensa, julgar as pessoas ou dar opiniões sobre elas, mas melhorar o desenvolvimento do individuo e da organização, ajudando a atingirem níveis de desempenho mais elevados. Para que esta estratégia de gestão seja eficiente as pessoas têm que sentir que fazem parte da organização, sendo essencial que haja uma excelente comunicação (Druker, 2009; Chiavenato, 2009). Objetivo Este estudo teve como objetivos identificar o nível de competências relacionais de ajuda em uma unidade de cuidados e conhecer a perceção dos enfermeiros sobre a importância da avaliação de desempenho como estratégia de gestão facilitadora do desenvolvimento de competências relacionais de ajuda nos enfermeiros. Metodologia - Estudo realizado em duas fases: Na 1ª fase foi realizado um estudo descritivo e transversal, numa amostra de 690 enfermeiros que exerciam funções em 56 unidades de saúde, tendo-se utilizado o Inventário de Competências relacionais (ICRA). Na 2ª fase foi realizado um estudo de caso realizado na unidade de saúde identificada com maior nível de competências relacionais de ajuda. Foram utilizadas abordagens quantitativas e qualitativas. Os dados qualitativos foram analisados recorrendo à técnica de análise de conteúdo pela metodologia de Bardin (2004) e os dados quantitativos recorrendo ao SPSS. Resultados - No estudo de caso os valores obtidos nas dimensões do ICRA foram superiores aos valores médios obtidos na 1ª fase do estudo. Quanto à avaliação de desempenho como estratégia de gestão facilitadora do desenvolvimento de competências relacionais de ajuda nos enfermeiros emergiram as seguintes categorias: a avaliação ser continua...

Erro Associado à Gestão da Terapêutica pelo Enfermeiro: Percepção dos Enfermeiros de um Hospital da Sub-Região de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo

Abreu, Ana Paula Chaves Gonçalves Pratas de
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/07/2015 POR
Relevância na Pesquisa
65.96%
Sendo o objecto deste estudo ?Erro Associado à Gestão da Terapêutica pelo Enfermeiro: Percepção dos Enfermeiros de um Hospital da Sub-Região de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo?, pretendemos analisar a incidência e tipos de erros associados à gestão de terapêutica, percepcionados pelos enfermeiros das unidades de internamento de adultos de uma unidade hospitalar da Sub-Região de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo. Para operacionalizarmos esta pesquisa, procedemos a um estudo exploratório, descritivo, e transversal, inserido no paradigma quantitativo. Optámos pelo questionário como instrumento de colheita de dados, que foi elaborado pelos investigadores, com base na revisão bibliográfica e submetido previamente a um pré-teste. O processo de colheita de dados decorreu entre 22 de Julho e 22 de Agosto de 2011. Para o tratamento estatístico foi utilizadoo o programa software informático Statistical Package for the Social Sciences® versão 19,0. No tratamento das questões abertas utilizámos o método de análise qualitativa de conteúdo, de Bardin, onde a unidade de contexto utilizada foi a resposta e a frase a unidade de registo. Na selecção da amostra, recorremos a uma amostragem não probabilística acidental, que ficou constituída por 181 enfermeiros a exercerem funções em unidades de internamento de adultos...

Satisfação profissional dos enfermeiros de um hospital da Região Centro

Valente, João; Duarte, João; Amaral, Odete
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
65.99%
Enquadramento: A satisfação profissional, nas últimas décadas, tem sido considerada crucial na melhoria do desempenho das organizações e pela influência que tem sobre o trabalhador. A satisfação influencia a saúde física e mental, as atitudes, o comportamento profissional e social, com repercussões na vida pessoal, familiar e laboral. Mudanças socioeconómicas e laborais têm sido responsáveis por um desgaste físico e mental dos enfermeiros, com consequências na satisfação profissional e com reflexo na qualidade dos cuidados prestados e bem-estar individual. Objetivos: Avaliar a satisfação profissional dos enfermeiros e identificar variáveis sociodemográficas e profissionais que influenciam a satisfação profissional. Métodos: Realizámos um estudo transversal com 192 enfermeiros de um hospital da região centro do país. A média de idades dos profissionais foi de 39.32 ±7.99 anos, a maioria do sexo feminino (75,5%), a viver na cidade, casado, com a categoria de “enfermeiro”, a desempenhar funções de prestação de cuidados em horário rotativo, com um contrato de trabalho de funções públicas e a exercer a profissão há 15.96 ±7.54 anos. Para a recolha de dados utilizámos um questionário com questões para avaliação das características sociodemográficas...

Modelo de competências dos enfermeiros com funções de gestão em Portugal: estudo exploratório

Augusto, Maria Cristina Bompastor
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Estudos Industriais e de Gestão Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Estudos Industriais e de Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
176.21%
Dissertação de mestrado em Gestão e Desenvolvimento de Recursos Humanos; Nas últimas décadas assistimos a transformações económicas, tecnológicas, políticas e sociais, que influenciaram diretamente o modo de pensar e agir nas organizações. O conceito de competências, com uma valorização crescente, surge como uma alternativa à abordagem da gestão de recursos humanos por funções, respondendo aos desafios atuais do mercado: necessidade de flexibilidade, de adaptação a mudanças contínuas, exigências crescentes do mercado e competitividade das organizações nesse mercado. A área da saúde, e concretamente a profissão de Enfermagem também tem evoluído, surgindo em 2009, uma nova forma de operacionalizar a carreira destes profissionais. No que diz respeito aos enfermeiros com funções de gestão, o conteúdo funcional está descrito, contudo, não existe uma definição clara das competências requeridas para estes profissionais. Este trabalho de investigação, de cariz exploratório, utilizando uma metodologia qualitativa, pretendeu propor uma estratégia de definição de um modelo de competências para os enfermeiros com funções de gestão em Portugal. Para isso...

Percepção de Suporte Organizacional: Estudo em Enfermeiros – Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro, Unidade de Chaves

Machado, Vítor Manuel Teixeira
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
65.92%
Dissertação de Mestrado em Gestão de Serviços de Saúde; A percepção de suporte organizacional (PSO) sendo designada como as crenças globais do indivíduo de quanto a organização cuida do seu bem-estar e valoriza as suas contribuições (Eisenberger, Huntington, Hutchison, & Sowa, 1986), tem sido, desde os anos oitenta, alvo de muitos estudos. Os empregados, acreditando na existência de uma relação de troca social entre si e a organização, quando percebem um nível elevado de suporte organizacional, sentem possivelmente uma obrigação de a “recompensar” (Eisenberger, Huntington, Hutchison, & Sowa, 1986; Eisenberger, Fasolo, & Davis-LaMastro, 1990). As organizações que pretendem ter sucesso e competitividade devem conhecer-se a si próprias, sendo fundamental conhecer diferentes aspectos que contribuem para a PSO por parte dos seus colaboradores. Tendo em conta os arquétipos teóricos respeitantes à percepção de suporte e a complexidade das funções dos enfermeiros, através da presente investigação, pretendeu-se analisar a relação de factores sócio-demográficos e profissionais com a PSO dos enfermeiros do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro – Unidade de Chaves, pelo que aplicámos um questionário com a escala de PSO de Eisenberger...