Página 1 dos resultados de 262 itens digitais encontrados em 0.016 segundos

Collective and decentralized management model in public hospitals: perspective of the nursing team; Modelo de gestão colegiada e descentralizada em hospital público: a ótica da equipe de enfermagem; Modelo de gestión colegiada y descentralizada en hospital público: la óptica del equipo de enfermería

BERNARDES, Andrea; CECILIO, Luiz Carlos de Oliveira; ÉVORA, Yolanda Dora Martinez; GABRIEL, Carmen Silvia; CARVALHO, Mariana Bernardes de
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
75.76%
This research aims to present the implementation of the collective and decentralized management model in functional units of a public hospital in the city of Ribeirão Preto, state of São Paulo, according to the view of the nursing staff and the health technical assistant. This historical and organizational case study used qualitative thematic content analysis proposed by Bardin for data analysis. The institution started the decentralization of its administrative structure in 1999, through collective management, which permitted several internal improvements, with positive repercussion for the care delivered to users. The top-down implementation of the process seems to have jeopardized workers adherence, although collective management has intensified communication and the sharing of power and decision. The study shows that there is still much work to be done to concretize this innovative management proposal, despite the advances regarding the quality of care.; Esta pesquisa objetivou apresentar a implantação do modelo de gestão colegiada e descentralizada, em unidades funcionais, em um hospital público do município de Ribeirão Preto, SP, segundo a visão da equipe de enfermagem e da assistente técnica de saúde. Trata-se de estudo de caso histórico-organizacional...

Mudança do modelo gerencial em um hospital de ensino: a reconstrução da prática de enfermagem; Change in the managerial model at a teaching hospital: the reconstruction of nursing practice

Bernardino, Elizabeth
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
85.97%
Nos locais onde a implantação do SUS avançou para a formação de redes de atenção, os hospitais foram impulsionados à plena integração às redes municipais, o que impôs modificações conceituais e operacionais nos modelos de gerenciamento. O hospital do estudo, adotou, recentemente, um modelo gerencial baseado em “linhas de cuidado”, cujo objetivo geral é a descentralização da gestão, através da construção de Unidades Funcionais (UF). A proposta de descentralização e a adoção de uma lógica de organização do trabalho, mais por “equipe” do que por “profissão”, ancoram esse novo modelo, cuja operacionalização local provocou o desmantelamento do Serviço e a desarticulação/desmobilização dos trabalhadores de enfermagem. O presente estudo teve, como objetivo geral: construir as mudanças que deveriam ser implementadas na organização do trabalho em Enfermagem, tendo em vista o novo modelo de gestão adotado pelo hospital. Os objetivos específicos foram: Reconstruir os determinantes históricos implicados na instituição do modelo gerencial de enfermagem; identificar o contexto atual deste modelo, o seu significado e as possibilidades futuras; articular as estratégias de enfrentamento dessa problemática...

Liderança de enfermagem nas organizações de saúde da cidade do México Distrito Federal; Leadership in nursing in health institutions of México city, México

Garcia Jimenez, Maria Alberta
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/07/2007 PT
Relevância na Pesquisa
75.82%
O estudo teve como objetivo identificar os estilos de liderança exercidos pelos profissionais de enfermagem com cargos diretivos e sua relação com os traços de conduta tipo A e a maturidade dos colaboradores sob sua direção. O universo esteve composto por enfermeiros diretivos de cinqüenta hospitais gerais da cidade de México, Distrito Federal, sendo tomado como referencial teórico o modelo de liderança situacional de Hersey e Blanchard e a Teoria de Conduta de Friedman e Rosenman. Foi testada a hipótese de relação significante entre os estilos de liderança exercidos pelos profissionais com cargos diretivos e seus traços de conduta tipo A e os tipos de maturidade de seus colaboradores. O estudo é de caráter quanti-qualitativo. Os resultados quantitativos mostraram que os profissionais com cargos diretivos exercem diferentes estilos de liderança. Os valores de correlações foram S1 R2 0,14 dos profissionais exercem a liderança diretiva (alta preferência pelas tarefas e baixa preferência pelas relações interpessoais), S2 R2 0,59 o estilo persuasivo (alta preferência pelas tarefas e alta preferência pelas relações interpessoais), S3 R2 0,27 o estilo participativo (alta preferência pelas relações interpessoais e baixa preferência pelas tarefas) e S4 R2 0...

A supervisão de estágios em enfermagem : entre a escola e o hospital; Internship supervision in nursing : between the school and hospital; Supervisión de prácticas en enfermería : entre la escuela y el hospital

Macedo, Ana Paula
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
75.82%
A Revista tem visibilidade internacional, através Cantárida/Cuiden, CINAHL, Latindex e SciELO Portugal. Incorporada na SciELO Citation Index, Web of Knowledge, Thomson Reuters; O estudo, de pendor qualitativo e interpretativo, debruça-se sobre as orientações e as práticas de supervisão de estágios em Enfermagem como analisador dos fenómenos de Articulação interorganizacional Escola de Enfermagem e Hospital. É assim objetivo do artigo dar a conhecer aos intervenientes da supervisão de estágios, em particular aos supervisores e alunos estagiários, as lógicas implícitas e explícitas entre as duas organizações a partir de um modelo teórico de análise à Articulação interorganizacional construído. No quadro teórico-conceptual destaca-se a segunda vertente do estudo que consistiu na construção de um arquétipo de Configurações da articulação Escola de Enfermagem e Hospital em contexto de supervisão de estágio. A tipologia construída, e que agora se apresenta, permitiu realizar a leitura dos discursos e das práticas de supervisão em contexto de supervisão de estágio. A partir dos resultados e discussão deste exercício teóricometodológico é possível concluir que o estudo de caso revelou diferentes configurações de articulação...

Teste no tempo : da teoria clássica da administração à organização atual do trabalho de enfermagem; Testing in time : from the classical management theory to the current organisation of nursing work; Test en el tiempo : de la teoría clásica de la administración a la organización actual del trabajo de enfermería

Araújo, Denise Rocha; Sampaio, Francisco Miguel Correia; Castro, Marilisa Costa e; Pinheiro, Sofia Alexandra Vieira; Macedo, Ana Paula
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra. Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra. Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
76.08%
Objetivos: Conhecer as representações dos enfermeiros acerca das práticas administrativas de saúde atuais e perceber em que medida essas representações se aproximam dos princípios da Teoria Clássica da Administração. Enquadramento: A Teoria Clássica da Administração, desenvolvida por Henri Fayol, assentava numa visão administrativa marcada pela previsibilidade, organização, comando, coordenação, e controle. Para pôr em prática este paradigma administrativo, foram definidos catorze princípios gerais da administração. Metodologia: Estudo qualitativo de natureza descritiva e exploratória. Recolha de dados realizada através de entrevista semiestruturada, com categorias definidas a priori correspondentes aos catorze princípios gerais da administração, realizadas a oito enfermeiros, com caraterísticas profissionais heterogéneas, escolhidos por seleção racional. Resultados: As representações dos enfermeiros são consideravelmente uniformes verificando-se, contudo, algumas diferenças na comparação entre os dados obtidos a partir de enfermeiros e de chefias intermédias. Os relatos apontam para que, na atualidade, algumas dimensões dos princípios da autoridade, centralização, hierarquia e ordem estejam presentes a nível administrativo. Conclusões: As representações dos enfermeiros entrevistados revelam que estes veem a administração atual em saúde de uma forma relativamente próxima dos princípios preconizados por Fayol. Assim...

As potencialidades da enfermeira na gestão do cuidado em saúde

Bellato,Roseney; Pereira,Wilza Rocha
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2003 PT
Relevância na Pesquisa
75.8%
Neste artigo buscamos fazer um ensaio sobre as questões da subjetividade que estão em jogo no gerenciamento do cuidado em serviços de saúde pela enfermeira. Para tanto, fomos buscar elementos em alguns estudos desenvolvidos sobre planejamento e administração, na Sociologia do Quotidiano e na Teorização Feminista, no que se refere ao gerenciamento do cuidado em saúde. Concluímos haver necessidade de atualizar as potencialidades da enfermeira como gerenciadora, a partir dos olhares teóricos referidos, revalorizando aspectos e sentimentos até então desconsiderados no espaço-tempo da instituição de saúde, tais como a subjetividade, a relacionalidade, o desejo, a criatividade, a responsabilidade, entre outros.

A organização da Enfermagem do HC-UFPR: refletindo sobre seus determinantes

Bernardino,Elisabeth; Felli,Vanda Elisa Andres
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2006 PT
Relevância na Pesquisa
75.99%
O presente estudo tem como objetivo identificar os determinantes históricos que influenciaram a enfermagem do HC-UFPR e os modelos gerenciais utilizados nos seus diferentes momentos históricos. Trata-se de uma pesquisa retrospectiva, cujos dados foram coletados por meio de entrevista com personagens que vivenciaram esses momentos. Estes dados foram categorizados por períodos históricos, assim como, os respectivos modelos de organização e, posteriormente, analisados à luz do paradigma materialista. Como resultado final, o trabalho apresenta as várias formas de organização da enfermagem do Hospital, segundo os determinantes de cada momento histórico e algumas considerações acerca da inserção da enfermagem no modelo atualmente implantado.

A inserção do ensino de custos na disciplina administração aplicada à enfermagem

Francisco,Ivone Maria Fonseca; Castilho,Valéria
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2006 PT
Relevância na Pesquisa
75.84%
O objetivo deste texto foi realizar um resgate teórico sobre a traje-tória da disciplina de Admi-nistração Aplicada à Enfermagem, na graduação, ao longo da história do ensino da Enfermagem Brasi-leira, relacionando-a ao ensino de Custos. Percebemos, inseridas no ensino dessa disciplina, diversas citações diretas referentes ao tema Custos ou Economia em Saúde, desde o primeiro currículo de Enfermagem de 1890 até as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Enfer-magem de 2001, além de citações indiretas relacionadas ao geren-ciamento, tomada de decisão, assessorias em projetos de saúde, entre outras, mas sem haver uma continuidade.

Características pessoais e profissionais de enfermeiros com funções administrativas atuantes em um hospital universitário

Santos,Iraci dos; Castro,Carolina Bittencourt
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
75.77%
Considerando as características próprias dos enfermeiros que exercem funções administrativas, delimitou-se como problema: qual é o perfil do enfermeiro administrador do cuidar em enfermagem? Tem-se como objetivo: delinear o perfil do enfermeiro administrador segundo suas características pessoais e profissionais. A pesquisa se realizou em 2007, no Rio de Janeiro, através do método descritivo, aplicando-se um questionário a 66 enfermeiros exercendo cargos de chefia. Constatou-se a predominância da faixa etária entre 44 e 48 anos, com união estável e um filho. A maioria (89,39%) tem dois vínculos públicos, tempo de formado de 21 a 25 anos (39,39%), preparo teórico para a liderança (80,30%), curso de pós-graduação lato sensu (36,36%) e stricto sensu (36,06%). Concluindo-se que os enfermeiros administradores possuem, predominantemente, especialização em áreas clínicas, e sendo a liderança indispensável ao processo do cuidar, sugere-se que em estudos futuros seu perfil seja correlacionado aos estilos gerenciais e dimensões da liderança.

Análise da produção científica sobre recursos humanos de enfermagem no Brasil

Costa e Silva,Leide Irislayne Macena da; Peduzzi,Marina
Fonte: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo Publicador: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2006 PT
Relevância na Pesquisa
75.88%
OBJETIVOS: Identificar a produção científica nacional sobre recursos humanos de enfermagem (RHE), analisá-la e estabelecer categorias para sua classificação. MÉTODOS: Estudo bibliográfico, de 1986 a 2003, em ampla variedade de bases de dados RESULTADOS: Do total de 539 produções obteve-se, após refinamento, um conjunto de 162 publicações com resumos disponíveis, completos e pertinentes ao tema. A análise mostrou a predominância da abordagem de RHE da perspectiva da administração e gerenciamento de enfermagem, com 60 (37%) publicações; do trabalho e das práticas de enfermagem, 45 (28%) publicações, e da educação e formação profissional, 39 (24%). CONCLUSÕES: A pesquisa permitiu validar a tipologia das vertentes de investigação sobre RHE adotada, a atualização do estado da arte sobre o tema, no país, e a elaboração de planilha eletrônica com a produção científica identificada a ser disponibilizada por meio eletrônico para consulta pública.

Teoria dos vínculos profissionais: um novo modo de gestão em enfermagem

Thofehrn,Maira Buss; Leopardi,Maria Tereza
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2006 PT
Relevância na Pesquisa
75.85%
Os estudos sobre administração e gestão em enfermagem, especialmente quanto à dimensão da subjetividade no trabalho, nos instigaram a construir um Modelo para os recursos humanos, para a formação de equipes. Utilizamos uma metodologia qualitativa, com abordagem construtivista. Para teorizar foram utilizados três autores da dinâmica grupal. O conjunto desses estudiosos, da abordagem construtivista e da dinâmica grupal, formaram a matriz teórica do estudo. Visando atender a confiabilidade na pesquisa, foi adotada a triangulação na obtenção dos dados, com a utilização de três técnicas: entrevista semi-estruturada, observação simples e grupo focal. A análise dos dados ocorreu durante todo o processo de coleta e a síntese da análise resultou num conjunto de conceitos sistematizados. Assim, os dados nos levaram para além do Modelo, surgindo a Teoria dos Vínculos Profissionais, que corresponde a um novo modo de gestão para o trabalho em equipe na enfermagem.

Possibilidades e limites de organização do trabalho de enfermagem no modelo de cuidados integrais em instituição hospitalar

Oro,Julieta; Matos,Eliane
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
75.95%
O presente estudo aborda a opinião de trinta trabalhadores de enfermagem que, no processo de pesquisa, introduziram na prática cotidiana aspectos de inovação na organização do trabalho, buscando promover a reflexão e experimentação de práticas alternativas de organização do trabalho que se aproximem do modelo de cuidados integrais em enfermagem. Para tanto, foi desenvolvida uma pesquisa qualitativa convergente-assistencial, em um hospital-escola do sul do Brasil, através de oficinas, articulando momentos de reflexão coletiva, definição, experimentação e avaliação de aspectos de mudança na organização do trabalho. Os resultados apontam quatro categorias: cuidados na insulinoterapia; grau de dependência do sujeito hospitalizado; registro das observações complementares de enfermagem; e cuidados integrais no trabalho noturno. Conclui-se, portanto, que a realização da assistência de enfermagem, pelo modelo de cuidados integrais, implica ações institucionais que passam por condições de trabalho adequadas e pela tomada de decisões dos próprios trabalhadores no cotidiano de trabalho.

Valores e práticas de trabalho que caracterizam a cultura organizacional de um hospital público

Carvalho,Michele Cristina de; Rocha,Fernanda Ludmilla Rossi; Marziale,Maria Helena Palucci; Gabriel,Carmen Silvia; Bernardes,Andrea
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
75.78%
O estudo teve como objetivo identificar os valores e práticas que caracterizam a cultura organizacional de um hospital público na perspectiva de enfermeiros. Trata-se de uma pesquisa descritiva estruturada a partir do referencial de Hofstede e desenvolvida num hospital público do interior do Estado de São Paulo. A amostra foi representada por 52 enfermeiros. A coleta de dados ocorreu no período de dezembro de 2010 a fevereiro de 2011, utilizando-se o Instrumento Brasileiro de Avaliação da Cultura Organizacional. Os resultados mostraram que há rigidez hierárquica e centralização de poder (94%); há competição e dificuldade de trabalho em equipe (63%); há pouco bem-estar e motivação dos trabalhadores (94%); e há pouca satisfação no trabalho e promoção das relações interpessoais (60%). Neste sentido, a cultura do hospital está intimamente relacionada ao modelo de organização e gestão do trabalho, os quais fortalecem a fragmentação do cuidado e dificultam o trabalho em equipe e o desenvolvimento de interdisciplinaridade, comprometendo a qualidade da assistência.

Planejamento de recursos humanos de enfermagem: desafio para as lideranças

Magalhães,Ana Maria Muller de; Riboldi,Caren de Oliveira; Dall'Agnol,Clarice Maria
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
75.78%
Propõe-se um ensaio das questões que envolvem o planejamento de recursos humanos de enfermagem na área hospitalar em nossa realidade, abordando possíveis temas para futuras pesquisas. Traça-se uma retrospectiva da evolução das pesquisas sobre dimensionamento de pessoal no país e a incorporação de novos instrumentos para avaliação da carga de trabalho com base no grau de dependência dos pacientes e nas ações de cuidado. Discute-se o impacto do quantitativo e qualitativo de recursos humanos nos resultados assistenciais e o papel das lideranças na adequação do quadro de pessoal, com vistas a fornecer um atendimento seguro, livre de riscos aos pacientes e suas famílias, buscando um modelo de gestão das práticas de saúde na perspectiva do cuidado complexo.

Sítios assistenciais em Unidade de Terapia Intensiva e relação do nursing activities score com a infecção hospitalar

Cyrino,Claudia Maria Silva; Dell'Acqua,Magda Cristina Queiroz
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
75.81%
O Sistema de Classificação de Pacientes tornou-se essencial na prática gerencial e assistencial do enfermeiro. Este estudo analisou a implantação de Sítios Assistenciais na Unidade de Terapia Intensiva Adulto como forma de organização e classificação de pacientes, bem como suas implicações na qualidade do cuidado de acordo com o Nursing Activities Score e a relação com a Infecção Hospitalar. Trata-se de um estudo quantitativo, prospectivo, descritivo e transversal. A coleta foi realizada de julho a outubro de 2010. A amostra foi constituída por 214 pacientes, a maioria do sexo masculino, de neurocirurgia e com idade média de 57 anos. O Nursing Activities Score médio foi de 71,72%. Com relação à Infecção Hospitalar antes e após a implantação, houve redução nas taxas de pneumonia, porém, a carga de trabalho de enfermagem permaneceu constante. Ficou evidenciada a importância da utilização do Nursing Activities Score como indicador e da implantação de novas formas de classificação de pacientes para melhorar a organização da assistência.

Características pessoais e profissionais de enfermeiros com funções administrativas atuantes em um hospital universitário; Características personales y profesionales de enfermeros con funciones administrativas en un hospital universitario; Personal and professional nuances of nurses who perform administration functions in the university hospital

Santos, Iraci dos; Castro, Carolina Bittencourt
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/03/2010 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
75.77%
Considerando as características próprias dos enfermeiros que exercem funções administrativas, delimitou-se como problema: qual é o perfil do enfermeiro administrador do cuidar em enfermagem? Tem-se como objetivo: delinear o perfil do enfermeiro administrador segundo suas características pessoais e profissionais. A pesquisa se realizou em 2007, no Rio de Janeiro, através do método descritivo, aplicando-se um questionário a 66 enfermeiros exercendo cargos de chefia. Constatou-se a predominância da faixa etária entre 44 e 48 anos, com união estável e um filho. A maioria (89,39%) tem dois vínculos públicos, tempo de formado de 21 a 25 anos (39,39%), preparo teórico para a liderança (80,30%), curso de pós-graduação lato sensu (36,36%) e stricto sensu (36,06%). Concluindo-se que os enfermeiros administradores possuem, predominantemente, especialização em áreas clínicas, e sendo a liderança indispensável ao processo do cuidar, sugere-se que em estudos futuros seu perfil seja correlacionado aos estilos gerenciais e dimensões da liderança.; Considerando las características propias de los enfermeros que ejercen funciones administrativas, se delimitó como problema: ¿cuál es el perfil del enfermero jefe, a cargo de la administración de los cuidados de enfermería? Se tiene como objetivo delinear el perfil del enfermero administrador de acuerdo a sus características personales y profesionales. La investigación se realizó en 2007...

Visión de coordinadores de enfermería sobre el cálculo del personal de enfermería: concepto, finalidad y utilización; The dimensioning of nursing staff according to nursing coordinators: concept, aim and use; Visão de coordenadores de enfermagem sobre dimensionamento de pessoal de enfermagem: conceito, finalidade e utilização

Campos, Luciana de Freitas; Melo, Marcia Regina Antonietto da Costa
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/12/2007 ENG; POR; SPA
Relevância na Pesquisa
75.8%
This study aimed to conceptualize the dimensioning of nursing staff, as it is understood by professionals who realize this task, and also to reveal their aim and use of estimation of nursing human resources. It is a descriptive and exploratory study with a qualitative approach analyzed through Content analysis. The definition obtained corresponds to those found in literature and, as to its aim, it serves to preview the number of professionals; to guarantee the operation of the nursing work; to attend clients' expectations regarding their needs; to provide personnel and to guarantee their allocation in the work scale. As to the use of this definition in personnel management, it provides a justification to increase staff through new contracts.; La finalidad de este estudio fue la de conceptualizar el cálculo de personal de enfermería de acuerdo con la comprensión de los profesionales que lo hacen y mostrar la finalidad y utilización de la estimación de recursos humanos en enfermería según ellos. Esto es un estudio exploratorio descriptivo del tipo cualitativo. Fue realizado el análisis de contenido. La definición descubierta corresponde a aquellas encontradas en la literatura y, con respecto a la finalidad, sirve para prever el número de profesionales; garante la operacionalización del trabajo de enfermería; cumple la expectativa del cliente con respecto a sus necesidades; provee los sectores de personal y garantir la distribución de los profesionales en la escala. En cuanto a la utilización de la definición en la gestión del personal...

Ocorrências éticas de enfermagem: cotidiano de enfermeiros gerentes e membros da comissão de ética de enfermagem; Ocurrencias éticas de enfermería: el cotidiano de los enfermeros gerentes y miembros de la comisión de ética de enfermería; Ethical events in nursing: daily activities of nurse managers and nursing ethics committee members

Freitas, Genival Fernandes de; Oguisso, Taka; Merighi, Miriam Aparecida Barbosa
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/08/2006 ENG; POR
Relevância na Pesquisa
75.8%
O objetivo deste estudo foi compreender o significado das ações dos enfermeiros frente às ocorrências éticas envolvendo os profissionais de enfermagem. Os dados foram obtidos por meio de entrevista com enfermeiros gerentes e enfermeiros membros da Comissão de Ética de Enfermagem que vivenciaram o fenômeno. Os dados foram analisados segundo o referencial da fenomenologia sociológica. As experiências dos enfermeiros permitiram desvelar as seguintes categorias concretas de significado vivido, pois eles buscam: a humanização da assistência, a melhoria contínua do processo de cuidar, a credibilidade profissional, a satisfação da clientela, a desmistificação do medo da punição, a parceria no processo educativo, o respeito ao sigilo ético e a expectativa em relação ao encaminhamento da ocorrência à Comissão de Ética. A tipificação foi descrita ao final. As ações dos enfermeiros nas ocorrências éticas despertam o interesse dos profissionais de enfermagem, que querem assegurar uma assistência isenta de riscos ou danos e promover a valorização desses profissionais.; El objetivo de este estudio fue comprender el significado de las ocurrencias éticas involucrando a profesionales de enfermería. Los datos fueron obtenidos por medio de entrevistas con enfermeros gerentes y enfermeros miembros de la Comisión de Ética de Enfermería que pasaron por el fenómeno. Los datos fueron analizados según la perspectiva de la fenomenología social. Las experiencias de los enfermeros posibilitaron desvelar las siguientes categorías concretas del significado del vivido...

Teste no tempo: da teoria clássica da administração à organização atual do trabalho de Enfermagem

Araújo,Denise Rocha; Sampaio,Francisco Miguel Correia; Castro,Marilisa Costa e; Pinheiro,Sofia Alexandra Vieira; Macedo,Ana Paula
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
76.07%
Enquadramento: A Teoria Clássica da Administração, desenvolvida por Henri Fayol, assentava numa visão administrativa marcada pela previsibilidade, organização, comando, coordenação, e controle. Para pôr em prática este paradigma administrativo, foram definidos catorze princípios gerais da administração. Objetivos: Conhecer as representações dos enfermeiros acerca das práticas administrativas de saúde atuais e perceber em que medida essas representações se aproximam dos princípios da Teoria Clássica da Administração. Metodologia: Estudo qualitativo de natureza descritiva e exploratória. Recolha de dados realizada através de entrevista semiestruturada, com categorias definidas a priori correspondentes aos catorze princípios gerais da administração, realizadas a oito enfermeiros, com caraterísticas profissionais heterogéneas, escolhidos por seleção racional. Resultados: As representações dos enfermeiros entrevistados revelam que estes veem a administração atual em saúde de uma forma relativamente próxima dos princípios preconizados por Fayol. Conclusão: O presente estudo evidencia que o debate com os enfermeiros, acerca da mudança da organização do trabalho em saúde, é fundamental quando está em causa o desenvolvimento de estratégias de gestão mais adequadas à organização do trabalho destes profissionais.

A supervisão de estágios em enfermagem: entre a escola e o hospital

Macedo,Ana Paula
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - Unidade de Investigação em Ciências da Saúde - Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
75.82%
O estudo, de pendor qualitativo e interpretativo, debruça-se sobre as orientações e as práticas de supervisão de estágios em Enfermagem como analisador dos fenómenos de Articulação interorganizacional Escola de Enfermagem e Hospital. É assim objetivo do artigo dar a conhecer aos intervenientes da supervisão de estágios, em particular aos supervisores e alunos estagiários, as lógicas implícitas e explícitas entre as duas organizações a partir de um modelo teórico de análise à Articulação interorganizacional construído. No quadro teórico-conceptual destaca-se a segunda vertente do estudo que consistiu na construção de um arquétipo de Configurações da articulação Escola de Enfermagem e Hospital em contexto de supervisão de estágio. A tipologia construída, e que agora se apresenta, permitiu realizar a leitura dos discursos e das práticas de supervisão em contexto de supervisão de estágio. A partir dos resultados e discussão deste exercício teórico-metodológico é possível concluir que o estudo de caso revelou diferentes configurações de articulação, de intensidade e frequência por vezes inconstantes e variáveis, que refletem os desafios que se colocam no presente e que se anteveem para um futuro próximo...