Página 1 dos resultados de 384 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

A demanda por energia elétrica residencial no Brasil: 1999 - 2006: uma estimativa das elasticidades-preço e renda por meio de painel; The residential electric power demand in Brazil from 1999 to 2006: an estimation of price and income elasticities using panel data

Gomes, Ludmila de Sá Fonseca e
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/03/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.4%
O objetivo deste trabalho é estimar as elasticidades-preço e renda da demanda residencial por energia elétrica no Brasil utilizando dados em painel. A heterogeneidade da economia brasileira faz com que existam diversos padrões de consumo residencial de energia elétrica e diferentes estruturas tarifárias entre as distribuidoras. Nesse sentido, este trabalho utiliza um banco de dados em painel formado por 63 distribuidoras de energia elétrica no Brasil, para o período 1999-2006. Isso permite controlar possíveis efeitos individuais não observáveis existentes entre as distribuidoras. Três métodos de estimação em painel foram aplicados: o Pooled OLS, o de Efeitos Fixos e o de Efeitos Aleatórios. Além disso, também foi testado se no período de racionamento de energia elétrica ocorrido no Brasil em 2001/2002, ocorreu alguma alteração na sensibilidade dos consumidores com relação a variações nas tarifas de energia elétrica e na renda dos consumidores no período. Os resultados mostraram que a utilização de dados em painel produz estimativas de elasticidades preço e renda de acordo com a teoria econômica. Além disso, os resultados ficaram próximos aos da literatura nacional. Os resultados também mostraram que no período do racionamento aumentou a sensibilidade dos consumidores com relação a alterações nas tarifas de energia elétrica.; The objective of this thesis is to estimate the price and income elasticities of residential electric power demand in Brazil using panel data. The heterogeneity of the Brazilian economy leads to the existence of different patterns of residential electric power consumption and different tariffs structures among the electric power utilities companies. In this regard...

Alimentos normais, light/diet e orgânicos: o consumo segundo as classes econômicas e suas elasticidades-renda; Regular food, light/diet and organic: consumption according to the different economic classes and their income elasticities

Oliveira, Fabíola Cristina Ribeiro de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.6%
Esse trabalho apresenta as informações referentes ao comportamento de várias categorias de gastos, com destaque para o padrão de despesa e de aquisição física familiar com alimentos consumidos no domicílio, caracterizados como alimentos normais, orgânicos e light/diet, segundo as diferentes classes econômicas (alta, média e baixa). Também foram obtidas as elasticidades-renda da despesa e do consumo físico (kg) de vários itens de alimentos orgânicos e light/diet, comparando-as com os valores obtidos das elasticidades dos mesmos alimentos e/ou grupos de alimentos normais. Usando os dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares - POF 2008-2009, a população é dividida em três classes econômicas, a partir de uma metodologia que maximiza a desigualdade entre estratos, ou minimiza a desigualdade dentro dos estratos. Já o método econométrico usado na estimativa das elasticidades consiste em calcular a despesa média em dez classes de renda familiar per capita e ajustar uma função poligonal com três segmentos mostrando como o logaritmo da despesa per capita média por classe varia em função do logaritmo da renda per capita. Constata-se que para os domicílios de classe baixa a alimentação tem um peso maior no orçamento familiar e o padrão dietético é mais restrito...

Análise do desempenho da balança comercial brasileira: estimações das elasticidades das funções da oferta de exportação e da demanda de importação (1980 - 2006)

Sapienza,Leonardo David
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Relevância na Pesquisa
37.23%
O objetivo deste estudo é apresentar estimações das elasticidades das equações da oferta de exportação e da demanda de importação para o Brasil de 1980 a 2006 a partir de dados trimestrais. Na análise empírica, foram utilizadas as técnicas de cointegração multivariada de Johansen Juselius e modelo de correção de erros (ECM). As exportações brasileiras em valores podem melhor ser explicadas quando decompostas nos índices de preços médios e de volume, pois ambos dependem do índice de preços internacionais de commodities. Usando variáveis macroeconômicas como a taxa de câmbio real, o volume das exportações mundiais e o índice de preços internacionais de commodities, a evidência empírica sugere que existe uma relação de cointegração entre o volume exportado brasileiro e essas variáveis. As estimações também foram realizadas de forma desagregada para produtos básicos, semimanufaturados e manufaturados. Comprovamos a hipótese de que o país é um tomador de preços no comércio internacional, através de testes de causalidade de Granger e de modelo VAR para conhecer a resposta dos preços dos bens exportados a um choque nos preços internacionais de commodities, que se mostrou persistente nos testes realizados. Por sua vez...

Estudo das demandas de etanol e gasolina no Brasil no período 2001-2009

Souza, Alberto de Nes de
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.52%
A gasolina e o etanol são os principais combustíveis para veículos leves no Brasil e o estudo da sua demanda fornece importantes indicadores a respeito do comportamento dos consumidores. Vários pesquisadores no mundo tentaram estimar as elasticidades de preço e renda da gasolina e em menor número do etanol. Esta dissertação faz um estudo desse tipo, levando em consideração as características específicas do mercado de combustíveis no Brasil e contribuindo em alguns pontos em relação às pesquisas realizadas anteriormente. Um estudo econométrico em dois estágios foi realizado com dados mensais da ANP para as unidades federativas do Brasil, utilizando variáveis instrumentais para controlar a endogeneidade na análise da demanda. Além disso, levou-se em consideração o fato de que nem todos os estados brasileiros têm preço relativo etanol-gasolina numa faixa próxima ao valor crítico de 70%, o que pode dificultar a mensuração das elasticidades-preço nessas regiões. Assim sendo, os estados cujo preço relativo álcool-gasolina costuma estar numa faixa distante do valor crítico de 70% foram analisados separadamente. Por fim, a análise foi feita separadamente para dois períodos distintos, pois é esperado que o crescimento da frota de veículos com motores flex-fuel altere o comportamento dos consumidores. Os resultados das regressões confirmam um aumento das elasticidades-preço própria e cruzada do consumo de gasolina e etanol no Brasil. Contudo...

Impactos da imigração no mercado de trabalho brasileiro

Machado, Flávio A. De Stéfani
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
27.52%
Diante da importância que o tema da imigração adquiriu no país nos últimos anos, gerou-se uma necessidade de melhor entendimento dos efeitos econômicos causados por influxos populacionais dessa natureza. Todavia, sob o conhecimento dos autores, inexistem estudos para história recente brasileira acerca dos impactos dos imigrantes no mercado de trabalho, em especial, sobre o salário e o nível de emprego dos nativos. Com esse panorama em mente, os estudos realizados nesta tese visam dar os primeiros passos na investigação desse tema. O presente trabalho é composto por quatro capítulos, os quais examinam diferentes questões associadas aos efeitos da imigração no mercado de trabalho brasileiro. O primeiro capítulo motiva o tema da imigração no Brasil e, através de uma metodologia estrutural baseada no arcabouço da função CES multi-nível, simula o efeito na estrutura salarial em resposta a influxos imigratórios estipulados para o ano de 2010, data do último Censo Demográfico. Em particular, calcula-se que o impacto salarial médio decorrente de um influxo estipulado de 549 mil imigrantes, mesma magnitude do observado entre dezembro de 2010 e dezembro de 2011, estaria situado em torno de -0.25%. O segundo capítulo estima o grau de substituição entre imigrantes e nativos do mesmo grupo de habilidade e testa a hipótese de substituição perfeita suportada empiricamente por Borjas et al. (2012...

Mensuração das elasticidades-preço da demanda, cruzada e renda no mercado de etanol brasileiro: um estudo usando painéis cointegrados

Cardoso,Leonardo Chaves Borges; Bittencourt,Maurício Vaz Lobo
Fonte: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural Publicador: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.4%
A futura escassez das fontes fósseis de energia não é opinião partilhada por toda a academia, mas a necessidade de fontes energéticas renováveis é, sim, um consenso. Com base nisso, o etanol de primeira geração a partir da cana-de-açúcar brasileira se torna uma excelente alternativa energética por apresentar melhores indicadores nos quesitos intensidade em terras, custo de produção e redução de CO2 em relação a outras culturas para produção de etanol. Porém, não há estudos que estimem a demanda de longo prazo utilizando dados em painel e que obtenham estimativas regionais para as cinco regiões brasileiras. Diante de tal lacuna, este artigo tem por objetivo estimar as elasticidades-preço, renda e cruzada da demanda por etanol, tanto no curto quanto no longo prazo. As estimativas são feitas para todo o Brasil e para as cinco regiões brasileiras, no período de julho de 2001 a julho de 2011, com bases mensais. São usados dados em painel, e as estimativas utilizam como principais estimadores o General Least Squares (GLS) com correção para heterocedasticidade para encontrar as relações de curto prazo e Dynamic Ordinary Least Squares (DOLS) para as de longo prazo. Os resultados indicam que o etanol é um bem elástico a preço...

Estimação das elasticidades de substituição do comércio regional do Brasil

Faria,Weslem Rodrigues; Haddad,Eduardo Amaral
Fonte: Nova Economia Publicador: Nova Economia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.6%
O presente trabalho estima elasticidades de substituição do comércio regional do Brasil considerando 110 produtos e 558 microrregiões. As elasticidades foram estimadas com base no modelo de Armington (1969), adaptado de forma similar à sugestão de Bilgic (2002) quanto à definição das variáveis. Poucos trabalhos foram identificados na literatura que tiveram o objetivo de calcular elasticidades regionais de substituição no comércio. Isso pode estar relacionado ao fato de a geração do banco de dados ser não trivial, no sentido de requerer informações refinadas e bastante numerosas da economia. Os resultados das estimações apresentaram em geral coeficientes com sinais esperados, e as elasticidades variaram que acordo com os tipos de produtos. Produtos relacionados às atividades agrícolas e de extração tendem a apresentar coeficientes menos elásticos que os coeficientes das atividades de serviços. Os produtos industriais mostraram conjuntamente um coeficiente médio igual a -1,775.

Elasticidades dos rendimentos do trabalho em relação ao salário mínimo: a experiência de um período recente de crescimento do salário mínimo

Saboia,João
Fonte: Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas Publicador: Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.52%
Na última década, o salário mínimo (SM) passou por um período de forte crescimento, ao mesmo tempo em que a remuneração média do trabalho sofreu queda. Esse resultado, aparentemente incoerente, motivou este artigo sobre a evolução dos rendimentos do trabalho no período 1995/2006 e o cálculo das elasticidades de tais rendimentos em relação ao SM. Foi verificado que o SM manteve sua representatividade como referência mínima legal no período, sem que houvesse queda da parcela de pessoas ocupadas recebendo 1 SM. Apesar disso, houve aumento do percentual de trabalhadores abaixo do SM, usualmente pertencentes ao setor informal da economia. Ao desagregar os trabalhadores segundo sua posição na ocupação, notou-se que as elasticidades são sistematicamente mais elevadas para os valores de rendimentos no entorno do valor do SM, tanto acima quanto abaixo. Portanto, o aumento do SM foi transferido, mesmo que parcialmente, para faixa importante da população ocupada de baixos rendimentos. Entretanto, na medida em que nos afastamos do valor do SM, as elasticidades se reduzem, muitas vezes tornando-se negativas nas duas extremidades dos rendimentos. Os resultados do artigo corroboram, para o período recente de forte crescimento do SM...

Elasticidades da demanda de curto e longo prazo por etanol no Brasil no período de 2001 a 2011

Cardoso, Leonardo Chaves Borges
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
27.6%
Resumo: A futura escassez dos fósseis não é uma opinião partilhada por toda a academia, mas a necessidade de fontes energéticas mais limpas é sim um consenso. Com base nisso, o etanol de primeira geração a partir da cana-de-açúcar brasileira se torna uma excelente alternativa energética por apresentar melhores indicadores ambientais a um custo competitivo em alguns estados brasileiros. Entretanto, são escassos os trabalhos sobre a demanda por etanol no mundo e essa escassez, surpreendentemente, se repete no Brasil. Na literatura recente, por exemplo, não existem trabalhos que estimem as elasticidades por regiões, nem trabalhos que contemplem as elasticidades de longo prazo usando dados em painel no Brasil. Diante de tal lacuna, este trabalho tem por objetivo estimar as elasticidades preço, renda e cruzada da demanda por etanol, tanto no curto, quanto no longo prazo. As estimativas são feitas para todo o Brasil e também para as cinco regiões brasileiras, do período de julho de 2001 a julho de 2011 com bases mensais. São usados dados em painel e as estimativas usam os seguintes estimadores: GLS com correção para heterocedasticidade para encontrar as relações de curto prazo e Dynamic Ordinary Least Squares (DOLS) para encontrar as relações de longo prazo. Foi observada também...

Las elasticidades de precio y renta en la determinación del efectivo en manos del público

Espasa, Antoni
Fonte: INE (España) Publicador: INE (España)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em /12/1980 SPA
Relevância na Pesquisa
37.23%
Un estudio sobre un modelo econométrico uniecuacional para la determinación del efectivo en manos del público (EF) se encuentra en Sanz (1979). En este documento partimos de dichos resultados, y en la línea de Espasa 1979) se investiga si las variables explicativas (inputs} de EF (output) deben entrar en el modelo descompuestas en sus componentes permanente y transitorio. Al formular el modelo con ambos componentes, sólo el permanente aparece como significativo. Como consecuencia de ello y dado que la contribución de los componentes transitorios de los inputs en la varianza de éstos es muy pequeña, el modelo de EF se puede formular en base a las series originales de los inputs. Así pues, como resultado de este trabajo , se obtiene un modelo de retardos racionales distribuidos para la determinación de EF, en el que el índice de coste de vida y el producto interior bruto (PIB) son los inputs. Las elasticidades a largo plazo que se obtienen para ambos son de 1,1 (±O,04) y 0,50 (±0,06), respectivamente. En este modelo, los inputs no explican, al menos plenamente, la estacionalidad del output, por lo que en este trabajo se decide emplear para el modelo en cuestión las diferencias anuales del output y los inputs. Por otro lado se detecta que los inputs son capaces de explicar la tendencia de EF...

Elasticidades de sustitución de las importaciones para la Economía Colombiana.

Hernández, Gustavo
Fonte: Universidade do Rosário Publicador: Universidade do Rosário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em // SPA
Relevância na Pesquisa
37.4%
En este artículo se presenta la estimación de las elasticidades de sustitución entre bienes importados y bienes domésticos, para ocho sectores de la economía colombiana, que pueden ser utilizadas en la construcción de un modelo de equilibrio general computable para Colombia. Se encontró que las elasticidades de sustitución fluctúan entre 0.85 y 0.13 excluyendo el sector de minería y petróleo. Además, hay evidencia de que las decisiones de demanda para los insumos, importados y domésticos, cambió a partir de la liberación comercial a principios de los años noventa.

ELASTICIDADES DE LA DEMANDA DEL TRANSPORTE PÚBLICO URBANO: SÍNTESIS E INTERRELACIONES

Jara Díaz, Sergio Rodolfo; Gschwender, Antonio
Fonte: Universidade do Chile Publicador: Universidade do Chile
Tipo: Artículo de revista
ES
Relevância na Pesquisa
37.23%
Aunque la congestión y los problemas medioambientales hacen del aumento de usuarios de transporte público uno de los objetivos declarados más comunes en políticas de transporte urbano, las medidas para lograrlo suelen ser menos exitosas de lo esperado, incluso contraproducentes. En este artículo establecemos relaciones teóricas entre diversos tipos de elasticidades y revisamos exhaustivamente la evidencia empírica, lo que permite entender mejor de qué forma la demanda por transporte público (DTP) es afectada por diversas variables. Salvo para la tarifa, cuya elasticidad de corto plazo se estima entre -0,2 y -0,6, por lo general no se encuentran en la literatura valores suficientemente robustos como para generalizarlos. Aunque la evidencia es escasa, se reconoce la importancia de variables como la confiabilidad, frecuencia, transbordos, estructura tarifaria, ingreso, desempleo y motorización, avalada por algunas experiencias exitosas en ciudades europeas que han logrado aumentar su DTP. Análisis teóricos permiten revelar efectos no inmediatos que variables como el ingreso tienen sobre la DTP.

Elasticidades de Engel no Brasil usando um sistema de equações com especificação LOGIT; Elasticidades de Engel no Brasil usando um sistema de equações com especificação LOGIT: Textos para Discussão Interna (TD) 116; Engel elasticities in Brazil using a system of equations with LOGIT specification

Rossi, José W.; Neves, Cesar das
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
37.4%
O texto utiliza a metodologia de Tyrrell e Mount para estimar a elasticidade-renda e elasticidade-consumo com relação ao tamanho da família para os 8 grandes itens da despesa familiar no Brasil, com base em dados da ENDEF (IBGE) relativos a 1974. Os dados utilizados provêm da pesquisa ENDEF realizada pelo IBGE entre 1973 e 1974. Apenas as elasticidades relativas ao Brasil como um todo foram estimadas neste estudo.; 15 p.

Estimação de elasticidades constantes : deveremos logaritmizar?

Campos, Fábio Alexandre
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.23%
Mestrado Decisão Económica e Empresarial; Há muito que os Economistas ignoram as implicações da desigualdade de Jensen. Na estimação de modelos económicos não lineares, a prática habitual consiste em log-linearizar o modelo. Para que este procedimento seja válido é necessário assumir um conjunto de hipóteses que na realidade revelam-se muito restritas. Neste trabalho, e seguindo de perto a abordagem de Santos Silva e Tenreyro (2006), procura-se analisar as implicações inerentes à estimação de elasticidades constantes a partir do modelo não linear e do seu equivalente linear. Estas implicações serão analisadas dos pontos de vista teórico e empírico. Do ponto de vista teórico, demonstra-se que a prática de estimar modelos linearizados pode levar a estimativas enviesadas. Por outro lado, a aplicação empírica, não conduz a uma conclusão tão assertiva. Todavia, a complexidade dos métodos de estimação de modelos não lineares torna a sua utilização menos atractiva face ao OLS. No entanto, as razões teóricas são suficientemente fortes para se concluir que o modelo não deverá ser logaritmizado. Contudo, tal decisão cabe em última análise naturalmente ao utilizador, e caso este decida não logaritmizar deverá ter em conta as respectivas implicações...

O problema das elasticidades nos Modelos de Crescimento com Restrição Externa: contribuições ao debate.; The elasticity in the balance-of-payments constrained growth model: Contributions to debate

Missio, Fabricio Jose; Jayme Jr., Frederico Gonzaga; Conceição, Octavio A. C.
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 25/06/2015 POR
Relevância na Pesquisa
27.6%
The aim of this paper is analyze the elasticity in balance of payments constrained models on Keynesian-structuralist tradition. Precisely, we intend to scrutinize why income demand elasticity of imports and exports are different between emerging and developed countries. We start from the benchmark Thirlwal (1979)'s model, emphasizing the role of income elasticities on growth among countries. Besides, we show the theoretical and empirical aspects of demand-led models highlighting why industrialization in periphery does not solve the external constraint on growth in several periphery countries. Finally, we present theoretical elements of post Keynesian, evolutionary and institucionalist traditions that contribute to the understanding of growth in developing countries. Conclusions highlight that elasticities are endogenous and depend on the structural heterogeneity of those economies. ; O objetivo do trabalho é analisar o problema das elasticidades nos modelos de crescimento com restrição externa da tradição do crescimento puxado pela demanda agregada. Mais especificamente, analisar porque existem diferenças entre as elasticidades-renda da demanda por importações e exportações dos países industrializados em desenvolvimento com relação aos países desenvolvidos. Para tanto...

Estimação das elasticidades de substituição do comércio regional do Brasil

Faria, Weslem Rodrigues; Haddad, Eduardo Amaral
Fonte: Nova Economia; Nova Economia Publicador: Nova Economia; Nova Economia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.4%
O presente trabalho estima elasticidades de substituição do comércio regional do Brasil considerando 110 produtos e 558 microrregiões. As elasticidadesforam estimadas com base no modelo de Armington (1969), adaptado de forma similar à sugestão de Bilgic (2002) quanto à definição das variáveis. Poucos trabalhos foram identificados na literatura que tiveram o objetivo de calcularelasticidades regionais de substituição no comércio. Isso pode estar relacionado ao fato de a geração do banco de dados ser não trivial, no sentido de requerer informações refinadas e bastante numerosas da economia. Os resultados das estimações apresentaram em geral coeficientes com sinais esperados, e as elasticidades variaram que acordo com os tipos de produtos. Produtos relacionados às atividades agrícolas e de extração tendem a apresentar coeficientes menos elásticos que os coeficientes das atividades de serviços. Os produtos industriais mostraram conjuntamente um coeficiente médio igual a -1,775.

Elasticidades de sustitución y separabilidad de los factores productivos de la industria maquiladora

Ibarra Salazar,Jorge; García Pérez,Francisco
Fonte: Universidad Autónoma de Baja California Publicador: Universidad Autónoma de Baja California
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 ES
Relevância na Pesquisa
37.23%
Los estudios sobre la demanda de factores productivos en la industria maquiladora se han concentrado en la demanda de mano de obra. Esta literatura ha avanzado en dos sentidos: especificando modelos dinámicos de demanda laboral; o bien, obteniendo las demandas derivadas a partir de funciones de producción que suponen rendimientos constantes a escala, separabilidad entre los factores productivos o ciertos patrones de sustitución entre ellos. En este artículo estimamos una función de producción translog sin imponer esas restricciones a priori, para determinar si la evidencia brinda sustento para tales supuestos. En particular, analizamos las hipótesis de rendimientos constantes a escala; y las diferentes formas que puede adoptar la separabilidad en una función de producción con tres factores productivos. Empleamos datos que combinan series de tiempo anuales (1990-2006) con corte transversal de nueve sectores económicos de la maquiladora Mexicana. Encontramos que no hay evidencia que soporte los supuestos que se han empleado en los estudios de demandas factoriales con fundamento en la especificación de la tecnología. En particular, encontramos evidencia de rendimientos decrecientes a escala y de que las elasticidades de sustitución entre los factores productivos son todas diferentes. La elasticidad de sustitución estimada entre la mano de obra y el capital es menor a 1; entre la mano de obra y los materiales varía entre 1 y 1.5; mientras que entre el capital y los materiales es mayor a 2.

Elasticidades dos rendimentos do trabalho em relação ao salário mínimo: a experiência de um período recente de crescimento do salário mínimo

Saboia, João
Fonte: Universidade Estadual de Campinas - Instituto de Economia - Setor de Publicações Publicador: Universidade Estadual de Campinas - Instituto de Economia - Setor de Publicações
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Formato: application/pdf
Publicado em 06/01/2016 POR
Relevância na Pesquisa
37.52%
Na última década, o salário mínimo (SM) passou por um período de forte crescimento, ao mesmo tempo em que a remuneração média do trabalho sofreu queda. Esse resultado, aparentemente incoerente, motivou este artigo sobre a evolução dos rendimentos do trabalho no período 1995/2006 e o cálculo das elasticidades de tais rendimentos em relação ao SM. Foi verificado que o SM manteve sua representatividade como referência mínima legal no período, sem que houvesse queda da parcela de pessoas ocupadas recebendo 1 SM. Apesar disso, houve aumento do percentual de trabalhadores abaixo do SM, usualmente pertencentes ao setor informal da economia. Ao desagregar os trabalhadores segundo sua posição na ocupação, notou-se que as elasticidades são sistematicamente mais elevadas para os valores de rendimentos no entorno do valor do SM, tanto acima quanto abaixo. Portanto, o aumento do SM foi transferido, mesmo que parcialmente, para faixa importante da população ocupada de baixos rendimentos. Entretanto, na medida em que nos afastamos do valor do SM, as elasticidades se reduzem, muitas vezes tornando-se negativas nas duas extremidades dos rendimentos. Os resultados do artigo corroboram, para o período recente de forte crescimento do SM...

Elasticidades-renda do consumo físico de frango – uma análise com dados das POFS de 2002/2003 e 2008/2009

Spolador, Humberto Francisco Silva; Bacchi, Mirian Rumenos Piedade
Fonte: Segurança Alimentar e Nutricional Publicador: Segurança Alimentar e Nutricional
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Descritiva. Formato: application/pdf
Publicado em 28/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.23%
No presente estudo foi utilizadoo banco de dados da POF - Pesquisa de Orçamentos Familiares do IBGE para os anos 2002-2003 e 2008-2009 visando estimar as elasticidades-renda do consumo físico da carne de frango. Para tanto, ajustou-se uma poligonal com três segmentos agregando os dados de acordo com as classes de renda apresentadas na pesquisa. Os resultados deste trabalho mostram uma substituição do consumo físico de partes menos nobres do frango por outras especiais (coxa e peito) conforme se atinge os estratos mais elevados de renda. Os resultados mostraram também, levando em conta os dados da POF 2008-2009, que a carcaça pode ser considerada um bem inferior. 

Consumo de alimentos orgânicos e de produtos light ou diet no Brasil: fatores condicionantes e elasticidades-renda.

Oliveira, Fabíola Cristina Ribeiro de; Hoffmann, Rodolfo
Fonte: Segurança Alimentar e Nutricional Publicador: Segurança Alimentar e Nutricional
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Exploratória. Formato: application/pdf
Publicado em 04/11/2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.52%
O expressivo crescimento da variedade de alimentos disponíveis para grande parte dos brasileiros durante o último século não levou, necessariamente, a uma alimentação saudável. Cresce a preocupação com o sobrepeso e a obesidade e com a qualidade dos alimentos, expandindo-se a demanda por alimentos com atributos especiais, como os orgânicos, os light e os diet. O principal objetivo deste artigo é estimar as elasticidades-renda das despesas e do consumo de diversos tipos de alimentos orgânicos e light/diet, comparando-as com as elasticidades-renda dos mesmos tipos de alimentos sem esses atributos especiais. São utilizados os microdados da Pesquisa de Orçamentos Familiares de 2008-2009. As elasticidades são estimadas por meio de um modelo que corresponde a uma poligonal com três segmentos mostrando como o logaritmo da despesa (ou consumo) varia em função do logaritmo da renda familiar per capita. Modelos de lógite estimados mostram que a probabilidade de uma família consumir esses alimentos especiais cresce com a renda e com a escolaridade. A residência urbana contribui para o consumo de alimentos light/diet, mas não para o consumo de produtos orgânicos. A elasticidade-renda dos alimentos orgânicos e dos alimentos light/diet é substancialmente maior que a dos alimentos correspondentes sem esses atributos especiais.