Página 1 dos resultados de 1891 itens digitais encontrados em 0.010 segundos

Uma história de governamento e de verdades : educação rural no RS 1950/1970

Weschenfelder, Noeli Valentina
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.29%
Esta tese, intitulada uma história de governamento e de verdades – Educação Rural no Rio Grande do Sul (1950-1970), analisa como a educação rural constituiu-se em dispositivo que desenvolveu minucioso esforço de governamento da população rural no período estudado A pesquisa inscreve-se no campo das discussões educacionais que examinam relações de poder-saber e está considerando a perspectiva que toma a educação em seu papel na fabricação ativa dos indivíduos. A investigação trata de um processo de produção de subjetividades de crianças, jovens e docentes para novos tempos vividos entre as décadas de 1950 a 1970 e analisa investimentos estratégicos levados a efeito através da Revista do Ensino do Rio Grande do Sul e do manual didático Escola Primária Rural. Conclui que tais investimentos não queriam produzir apenas os rurais escolares, mas também pretendiam atingir, o mais amplamente possível, as comunidades rurais, as famílias; em última instância, queriam atingir a vida dessas populações, regulando-a, governando-a. Na primeira parte do trabalho, o objetivo é montar o baralho da estratégia analítica, situando, além do corpus discursivo, a perspectiva dos estudos Culturais Contemporâneos e as contribuições da teorização de Michel Foucault. Assim...

Pedagogia da alternância na educação rural/do campo : projetos em disputa; The pedagogy of alternating in rural/country education: competing projects competing projects

Ribeiro, Marlene
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.28%
O artigo aborda a educação rural/do campo gestada nos movimentos sociais populares. Focaliza as experiências das Casas Familiares Rurais (CFRs) e das Escolas Famílias Agrícolas (EFAs), vinculadas aos sindicatos de trabalhadores rurais, Organizações Não Governamentais (ONGs) e associações comunitárias, e as experiências da Fundação de Desenvolvimento, Educação e Pesquisa da Região Celeiro (FUNDEP) e do Instituto de Capacitação e Pesquisa da Reforma Agrária (ITERRA), vinculadas à Via Campesina-Brasil. O objetivo é captar, nas experiências de formação que articulam trabalho-educação feitas por esses movimentos e organizações, as contradições expressas nas práticas/concepções de Pedagogia da Alternância. Tais contradições têm o potencial de iluminar os projetos de sociedade perspectivados pelos sujeitos coletivos que constroem suas propostas pedagógicas assentadas sobre a relação trabalho produtivo e educação escolar. Nesse sentido, a Pedagogia da Alternância pode apontar para uma relação trabalho-educação de novo tipo, tendo por base a cooperação e a autogestão. No entanto, pode também significar formas de controle das tensões sociais, acenando para a possibilidade de o agricultor permanecer na terra...

Uma escola para homem rural: a cultura popular, os camponeses e o movimento de educação de base (1960-1964)

Souza, Claudia Moraes de
Fonte: Universidade de São Paulo (USP), Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo (USP), Faculdade de Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 515-529
POR
Relevância na Pesquisa
66.25%
Nos idos dos anos 1960, a intervenção sobre a cultura popular tornou-se um suposto da ação política de agentes modernizadores da sociedade brasileira. Por meio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a Igreja Católica elaborou um projeto educacional de dimensão nacional, articulando suas emissoras de rádio no território brasileiro aos centros de educação radiofônica rural e criando, em 1961, o Movimento de Educação de Base (MEB). Os pressupostos teóricos e filosóficos do Movimento transcendiam as questões do aprendizado formal e pautavam-se por estratégias de ação da Igreja sobre os problemas de crescimento econômico e desenvolvimento social das regiões pobres brasileiras. O artigo em questãoversa sobre o camponês que participou do MEB e suas experiências escolares, avaliando os preceitos de educação rural, educação cívica e alfabetização de adultos propostos na ação dos agentes e das instituições modernizadoras do campo brasileiro. Analisamos os processos de assimilação e resistência do camponês aos princípios e projetos modernizantes externos à sua cultura. Novos ritmos de tempo, novas representações e novos significados foram introduzidos pela escola sobre práticas culturais seculares do campesinato brasileiro. No MEB...

Educação no campo e educação rural: distinção necessária para compreensão da realidade geográfica

Melo, Silas Nogueira de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 58 f.
POR
Relevância na Pesquisa
66.24%
The work’s objective is to point out the difference between rural / urban and country side / city, drawing on the historical process of formation of the terms and analyzing the current dichotomous and continuous, to clarify the concepts of education in rural and rural education, in an attempt to differentiate these types of education in accordance with the schools. Also works with the different conceptions of children, adolescents and youth of the rural that are mostly students from schools in the 1st and 2nd grade. On empirical evidences, we try to adapt the concepts studied in the School Municipal Agricultural Engenheiro Rubens Foot Guimarães, Rio Claro, SP; O trabalho procura pontuar diferenças entre rural/urbano e campo/cidade, recorrendo ao processo de formação histórico dos termos e analisando a corrente dicotômica e a de contínuo, para esclarecer os conceitos de educação no campo e educação rural, na tentativa de diferenciar esses tipos de educação de acordo com as escolas. Também trabalha com as diferentes concepções de criança, adolescente e jovem do campo que em sua maioria são os discentes das escolas de 1º e 2º grau. Nas evidências empíricas, procura-se adequar os conceitos estudados na Escola Municipal Agrícola “Engenheiro Rubens Foot Guimarães” de Rio Claro...

A educação rural no México como referência para o Brasil

Souza, Rosa Fátima de
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 61-81
POR
Relevância na Pesquisa
66.25%
In the 1940’s and 1950’s the Brazilian government implemented various policies towards the development of rural education adopting innovative orientations experienced in other iberoamerican countries. This article covers a study on the circulation and appropriation of education models seeking to apprehend the implications of the comparative operations by questioning the national processes in their interrelationship with much more ample phenomena of internationalization and globalization. The article uses as source of analysis the document entitled “Rural Education in Mexico” elaborated by Manoel Bergstrom Lourenço Filho, in 1951, and later published in a Brazilian Magazine of Pedagogical Studies, in 1952. The article discusses the narrative construction of this report and the comparing operations which Lourenço Filho has undertook presenting the Mexican education as a model.; Nas décadas de 1940 e 1950 do século XX, o governo brasileiro implementou várias políticas voltadas para o desenvolvimento da educação rural, adotando orientações inovadoras experimentadas em outros países da Ibero América. Este texto compreende um estudo sobre circulação e apropriação de modelos educacionais buscando apreender as implicações das operações comparativas interrogando os processos nacionais em suas inter-relações com fenômenos mais amplos de internacionalização e globalização. O estudo utiliza como fonte de análise o documento intitulado Educação Rural no México...

Educação rural capitalista : a contradição entre a educação modernizadora e a educação de classe popular na Campanha Nacional de Educação Rural

Iraide Marques de Freitas Barreiro
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/11/1989 PT
Relevância na Pesquisa
66.26%
Analisa-se aqui o trabalho desenvolvido pela Campanha Nacional de Educação Rural, desde a sua fundação em 1952 até o encerramento de suas atividades, ocorrido no ano de 1963. Tendo como preocupações especificas o entendimento do fenômeno da Educação Rural Capitalista no Brasil dos anos cinqüenta, a investigação procurou desvendar as contradições e as lutas sociais que emergiram ao longo de toda a atuação da Campanha Nacional de Educação Rural. Para a consecução desse objetivo foram utilizados os conceitos de educação e modernizadora e educação de classe. Da perspectiva dos camponeses, essas contradições e lutas envolviam uma complexa mistura de horizontes culturais, determinando entre eles um comportamento de ignorância e saber que os levavam em certas situações a resistir e, em outras, a aceitar as imposições da educação modernizadora, ministrada pela Campanha Nacional. Do lado da Campanha nacional ressaltava-se um conflito que permeava a própria ação de seus técnicos e educadores, cuja ação parece ter-se constituído, em alguns momentos, a partir da mistura conflituosa entre os valores da cultura camponesa e o pensamento modernizador da própria Campanha

Para livrar o campo do amarelão, da maleita, do alcoolismo e do ofidismo. A educação rural em Pernambuco nos anos 1930 a 1950

Tavares,Mauricio Antunes
Fonte: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.17%
Este artigo explora as relações entre educação e saúde, focalizando como esses dois campos foram articulados em torno de projetos de desenvolvimento nacional, defendidos por grupos sociais em disputa no novo arranjo político inaugurado com a tomada de poder por Getúlio Vargas, em 1930. Educar a população rural era uma bandeira tanto para os defensores da "nação-potência agrária" como para os que defendiam a industrialização como base para o desenvolvimento nacional. As imagens socialmente construídas sobre o camponês o associavam à precariedade, à ignorância, à doença e à indolência, tal como o personagem Jeca Tatu. Educar, nesse contexto, adquiria o sentido de civilizar e de sanar os rurais das mazelas que assolavam o campo. Corria a notícia de que em Pernambuco havia uma escola rural modelo, cuja experiência era divulgada pelo seu jornal, O Semeador. A essência das práticas educativas desenvolvidas na Escola Rural Alberto Torres estava na transformação das práticas e costumes dos rurais, utilizando a educação moral e higiênica para formar o "novo homem do campo", mais saudável e mais produtivo.

Estudos sobre educação rural no Brasil: estado da arte e perspectivas

Damasceno,Maria Nobre; Beserra,Bernadete
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2004 PT
Relevância na Pesquisa
76.24%
O presente estudo mapeia e discute o conhecimento produzido na área da Educação Rural, nas décadas de 1980 e 1990, com o objetivo de esboçar o "estado da arte" neste campo de investigação. Entre outros aspectos, apresenta e discute as temáticas de estudo mais recorrentes, a organização regional dessa produção e, ao final, as tendências atuais e as temáticas ainda não suficientemente exploradas. Caracterizadamente bibliográfico, e restrito à produção acadêmica na área de Educação, este estudo baseou-se nas seguintes fontes: 1. a produção discente de mestrado e doutorado do banco de resumos de dissertações e teses da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação - ANPEd; 2. os periódicos acadêmicos nacionais; e 3. os principais livros enfocando a temática da Educação Rural publicados no período. Uma das conclusões é que é cada vez maior o número de trabalhos que discutem o problema da educação rural da perspectiva da população a que se destina, ou seja, os trabalhadores rurais. Tal tendência, porém, não nasce da clarividência ou excessiva sensibilidade dos estudiosos do tema, mas das próprias circunstâncias da realidade sob estudo, já que são os próprios trabalhadores rurais que...

Uma escola para homem rural: a cultura popular, os camponeses e o movimento de educação de base (1960-1964)

Souza,Claudia Moraes de
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.2%
Nos idos dos anos 1960, a intervenção sobre a cultura popular tornou-se um suposto da ação política de agentes modernizadores da sociedade brasileira. Por meio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a Igreja Católica elaborou um projeto educacional de dimensão nacional, articulando suas emissoras de rádio no território brasileiro aos centros de educação radiofônica rural e criando, em 1961, o Movimento de Educação de Base (MEB). Os pressupostos teóricos e filosóficos do Movimento transcendiam as questões do aprendizado formal e pautavam-se por estratégias de ação da Igreja sobre os problemas de crescimento econômico e desenvolvimento social das regiões pobres brasileiras. O artigo em questãoversa sobre o camponês que participou do MEB e suas experiências escolares, avaliando os preceitos de educação rural, educação cívica e alfabetização de adultos propostos na ação dos agentes e das instituições modernizadoras do campo brasileiro. Analisamos os processos de assimilação e resistência do camponês aos princípios e projetos modernizantes externos à sua cultura. Novos ritmos de tempo, novas representações e novos significados foram introduzidos pela escola sobre práticas culturais seculares do campesinato brasileiro. No MEB...

A escola rural e o desafio da docência em salas multisseriadas: o caso do seridó norteriograndense

Medeiros, Maria Diva de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.33%
Uno de los principales desafíos colocados a la educación del medio rural está relacionado a la enseñanza de las escuelas rurales con salas multifacéticas. Estas comprehenden alumnos de diferentes comunidades, series, edades, aprendizaje y niveles de conocimientos. Son cursos heterogéneos, que tienen como característica central la diversidad. En muchas regiones rurales de Brasil, la educación escolar es organizada en cursos multifacéticos debido a las grandes distancias entre las comunidades y el bajo número de alumnos en cada serie/año. Es común encontrar a los que están en fase de alfabetización estudiando con quien ya sabe leer y escribir - y todos sobre la orientación de apenas una profesora, que necesita enseñar a partir del contexto y la cultura local. El punto principal a ser tratado en este estudio está relacionado a las prácticas ejercidas en la acción educativa de las profesoras que actúan en escuelas rurales con salas multifacéticas de la región del Seridó do Rio Grande do Norte, precisamente en los municipios de Caicó, Jardim do Seridó y Ouro Branco. Creemos que este es uno de los puntos centrales en la discusión sobre la organización de la educación en el medio rural con fuertes implicaciones para el atendimiento cualificado de la población en condiciones de escolaridad de ese medio. Las contribuciones de Werthein y Bordenave...

Descompassos nas políticas educacionais: a reorganização da educação rural em Jardim de Piranhas/RN

Azevedo, Márcio Adriano de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
76.35%
The present work has as aim to analyze the reorganization process of the rural education in Jardim de Piranhas-RN, on the context of the education policies, in particular of the period of 1999-2006, having as reference the transformations in the political, cultural and socio-economic setting in the national, regional and local level, above all from the decade of 1990. The studies carried out in diverse sources made possible to understand from the context in which they had developed the education policies, in particular, that one directed for the rural way, as well as the mediation of this with the education reorganization in the local scope. Besides these research procedures, we carry out interviews - semi-structuralized - with managers and teachers, and we analyze documents from the produced ones in national level to those local ones. From the viewpoint theoretician-methodological, we focus the national discussion that comes developing under a new ideological political configuration and, being entitled by the Field Education, understood as a policy directed to education specifities in this sector and consolidated in the Operational Guidelines for the Basic Education in the Field Schools (CNE/MEC/2002). As particularity of this object in Jardim de Piranhas-RN...

História do Instituto Zootécnico de Uberaba: uma instituição de educação rural superior (1892-1912)

Machado, Sonaly Pereira de Souza
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
66.3%
Este trabalho tem por objetivo apresentar o atual estado do Projeto de Pesquisa em desenvolvimento, intitulado História do Instituto Zootécnico de Uberaba: Uma Instituição de Educação Rural Superior (1892-1912, sob a orientação da Profª. Drª. Vera Lúcia Abrão Borges. Trata-se de uma pesquisa que está inserida na temática de História das Instituições Escolares. A problemática deste projeto centra-se na educação superior voltada para a área rural, num período em que o Brasil passava por duas grandes transformações: social, devido à abolição da escravatura, e política, com o advento da proclamação da República. A importância de pesquisar o Instituto Zootécnico de Uberaba consiste em entender as causas de instalação da educação superior no interior do Brasil Central, em especial da educação profissionalizante voltada para a área rural. O Instituto Zootécnico de Uberaba foi inaugurado em agosto de 1895 e teve, inicialmente, uma turma composta por dezenove alunos, com a finalidade de formar profissionais cientificamente preparados para orientar a produção pecuária. Uma única turma conseguiu se formar e apenas oito obtiveram o diploma de engenheiro agrônomo, em 1898. Objetiva-se interpretar a história do Instituto Zootécnico de Uberaba...

A educação rural brasileira: limites e possibilidades do processo de nucleação em Patos de Minas, MG (1990-2002)

Sales, Suze da Silva
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
66.36%
O presente trabalho tem por objetivo historiar as políticas públicas destinadas à educação rural no Brasil, mais especificamente no município de Patos de Minas-MG, baseando-se na compreensão do contexto econômico, político e social que foi se configurando no setor rural brasileiro durante o século XX. Partindo do pressuposto de que as políticas “inovadoras” destinadas à educação rural são implantadas através de estratégias conservadoras de gestão e implementação de recursos, o estudo busca identificar as principais ações desenvolvidas no cenário brasileiro, sobre a questão da educação rural, desde suas primeiras iniciativas até as medidas mais recentes direcionadas ao processo de nucleação. Nesse sentido, sublinhamos também os episódios da História do Brasil que foram importantes à compreensão das questões agrárias e contribuem com a permanência do “status quo” vigente no campo, onde se notam desigualdades na distribuição de renda e nas condições de trabalho e produção. A partir daí, o texto analisa a organização dos trabalhadores rurais, no início dos anos de 1980, como marco para as pesquisas que objetivam estudar o contexto rural e seus aspectos, apontando os eixos temáticos que se relacionam à educação...

As influências da Unesco sobre a educação rural no Brasil e na Espanha

Hidalgo, Angela Maria
Fonte: Universidad de Alcalá. Instituto de Estudios Latinoamericanos (IELAT) Publicador: Universidad de Alcalá. Instituto de Estudios Latinoamericanos (IELAT)
Tipo: Trabalho em Andamento Formato: application/pdf; application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.2%
Brasil e na Espanha são anunciadas e justificadas como resultado do protagonismo das organizações sociais. Entretanto, ao estudar o desenvolvimento histórico das políticas implementadas para a educação rural no Brasil, percebe‐se uma atuação decisiva dos organismos internacionais, com destaque para a UNESCO. Apresentamos os projetos para esta modalidade de ensino desenvolvidos no Brasil, sobretudo na década de 1950, assim como os elementos que indicam uma gradativa alteração das propostas educativas do governo Franco, na Espanha, a partir do final desse período. Este artigo defende a pertinência de um estudo comparado que sistematize a constituição histórica das propostas para a educação rural nos dois países e identifique as influências da UNESCO na definição das concepções apresentadas nos documentos norteadores das políticas elaboradas pelos governos federais na atualidade, em relação às políticas da década de 1950, tanto no Brasil quanto na Espanha; Los cambios significativos en las orientaciones de las políticas actuales de la educación rural en Brasil y en España se anuncian y se justifican como consecuencia de la función de las organizaciones sociales. Sin embargo, al estudiar el desarrollo histórico de las políticas aplicadas a la educación rural en Brasil...

A EDUCAÇÃO RURAL NA ESPANHA NA DÉCADA DE 1950: A UNESCO E OS PRINCÍPIOS EDUCATIVOS DO REGIME FRANQUISTA

Hidalgo,Angela Maria
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2015 PT
Relevância na Pesquisa
76.24%
RESUMO:Este artigo apresenta resultados de uma pesquisa sobre a educação rural na Espanha, com o objetivo principal de verificar as influências da Unesco na política educativa para o ensino rural do governo de Franco durante a década de 1950. A pesquisa foi feita na Espanha em 2013, usando como fontes documentais primárias revistas do Ministério Nacional de Educação e do Ministério de Informação e Turismo e publicações da Unesco de 1953 a 1956, nas quais foram recolhidas questões relacionadas aos organismos internacionais e à educação rural. Fontes secundárias foram utilizadas para obter dados da história e da educação rural espanholas. Identificamos etapas distintas em um processo de aproximação das diretrizes educativas espanholas aos preceitos da Unesco, com mediação especialmente da Igreja Católica e da Falange Espanhola, o partido político do regime franquista.

Ideais formativos de homem da emissora de Educação Rural de Caicó (Rio Grande do Norte, 1963-1978)

Medeiros, Mário Lourenço de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.29%
Under the aegis of the third diocese bishop of Caicó, Dom Manuel Tavares de Araújo, the Broadcasting Station of Rural Education of that city was founded, in May 1 s" 1963 with the ideal of being then an educational city, preferentially for youths and adults, rural meu and women of the arca of Seridó in Rio Grande do Norte state. In the year of its 40th birthday (2003), we began the investigation of that radio station choosing as study object its educational and formative programming, in the inc1usion of the first fifteen years of its existence (1963-1978), period that reaches the official inauguration of the Radio Station and the end of the bishopric of its fOllllder as Bishop of Caicó. Elucidating and showing Man's formative ideaIs longed by that Catholic educational broadcasting station, underlying to its radiophonic programming, such as the idealization for it reached, is the objective of this Doctorate work. It was considered pertinent to discover the guidelines that historically have permeated the Social Doçtrine of the Catholic Church addressing its aggiornamento, especially in what concerns to the employment of the modern ways of communication for the distance with the aim of evangelizing and educating. In arder to understand the ideaIs of the investigated educational Radio...

Avanços e retrocessos da educação rural no Brasil

Luiz Bezerra Neto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/05/2003 PT
Relevância na Pesquisa
66.21%
A presente tese procura discutir as permanências e rupturas das propostas de educação rural no Brasil. Desde a tentativa de fixação do homem no campo, através da implantação das escolas normais rurais, até o desenvolvimento desta ideologia pelo MST. Através dessas experiências, visava-se à acomodação do trabalhador do campo no seu meio. Procura-se demonstrar que, apesar da distância no tempo, visto que as propostas ruralistas remontam à década de 1920, o MST faz, ainda hoje, a apologia da mesma estratégia: buscar a "sedentarização" do trabalhador rural num ambiente adequado aos que nascem no campo e dele vive. Evidencia-se, no entanto, que as condições objetivas de fixação do trabalhador rural no campo dependem de medidas econômicas que favoreçam a sua permanência na roça e não por meio de educação. São as condições reais de sobrevivência, ligadas à maneira como os trabalhadores se organizam, para produzirem sua existência, que determinam suas formas de vida; This thesis aims to discuss the permanences and ruptures of the rural education proposals in Brazil. It comprises the attempts to settle the workers in the land by the ruralist movement in the 1920's up to the development ofthis ideology by the MST (Movement of Landless Workers). We attempt to demonstrate that despite the time passed between these two experiences - as long as the ruralist proposals of implementing rural teacher education schools lies back to the 1920' s - the MST still supports the same strategy of settling the rural worker in an environment considered proper to those who were bom and have always lived in the country. We point out that the objective conditions to maintain the rural workers in the country are linked much more to economical measures than to educational ones...

Pedagogia da alternância na educação rural/do campo: projetos em disputa; The pedagogy of alternating in rural/country education: competing projects

Ribeiro, Marlene
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/04/2008 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
66.27%
O artigo aborda a educação rural/do campo gestada nos movimentos sociais populares. Focaliza as experiências das Casas Familiares Rurais (CFRs) e das Escolas Famílias Agrícolas (EFAs), vinculadas aos sindicatos de trabalhadores rurais, Organizações Não Governamentais (ONGs) e associações comunitárias, e as experiências da Fundação de Desenvolvimento, Educação e Pesquisa da Região Celeiro (FUNDEP) e do Instituto de Capacitação e Pesquisa da Reforma Agrária (ITERRA), vinculadas à Via Campesina-Brasil. O objetivo é captar, nas experiências de formação que articulam trabalho-educação feitas por esses movimentos e organizações, as contradições expressas nas práticas/concepções de Pedagogia da Alternância. Tais contradições têm o potencial de iluminar os projetos de sociedade perspectivados pelos sujeitos coletivos que constroem suas propostas pedagógicas assentadas sobre a relação trabalho produtivo e educação escolar. Nesse sentido, a Pedagogia da Alternância pode apontar para uma relação trabalho-educação de novo tipo, tendo por base a cooperação e a autogestão. No entanto, pode também significar formas de controle das tensões sociais, acenando para a possibilidade de o agricultor permanecer na terra...

Estudos sobre educação rural no Brasil: estado da arte e perspectivas; Studies on rural education in Brazil: state-of-the-art and perspectives

Damasceno, Maria Nobre; Beserra, Bernadete
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2004 POR
Relevância na Pesquisa
76.32%
O presente estudo mapeia e discute o conhecimento produzido na área da Educação Rural, nas décadas de 1980 e 1990, com o objetivo de esboçar o "estado da arte" neste campo de investigação. Entre outros aspectos, apresenta e discute as temáticas de estudo mais recorrentes, a organização regional dessa produção e, ao final, as tendências atuais e as temáticas ainda não suficientemente exploradas. Caracterizadamente bibliográfico, e restrito à produção acadêmica na área de Educação, este estudo baseou-se nas seguintes fontes: 1. a produção discente de mestrado e doutorado do banco de resumos de dissertações e teses da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação - ANPEd; 2. os periódicos acadêmicos nacionais; e 3. os principais livros enfocando a temática da Educação Rural publicados no período. Uma das conclusões é que é cada vez maior o número de trabalhos que discutem o problema da educação rural da perspectiva da população a que se destina, ou seja, os trabalhadores rurais. Tal tendência, porém, não nasce da clarividência ou excessiva sensibilidade dos estudiosos do tema, mas das próprias circunstâncias da realidade sob estudo, já que são os próprios trabalhadores rurais que...

A school for rural people: popular culture, peasants and the basic education movement (1960-1964); Uma escola para homem rural: a cultura popular, os camponeses e o movimento de educação de base (1960-1964)

Souza, Claudia Moraes de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.26%
Nos idos dos anos 1960, a intervenção sobre a cultura popular tornou-se um suposto da ação política de agentes modernizadores da sociedade brasileira. Por meio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a Igreja Católica elaborou um projeto educacional de dimensão nacional, articulando suas emissoras de rádio no território brasileiro aos centros de educação radiofônica rural e criando, em 1961, o Movimento de Educação de Base (MEB). Os pressupostos teóricos e filosóficos do Movimento transcendiam as questões do aprendizado formal e pautavam-se por estratégias de ação da Igreja sobre os problemas de crescimento econômico e desenvolvimento social das regiões pobres brasileiras. O artigo em questãoversa sobre o camponês que participou do MEB e suas experiências escolares, avaliando os preceitos de educação rural, educação cívica e alfabetização de adultos propostos na ação dos agentes e das instituições modernizadoras do campo brasileiro. Analisamos os processos de assimilação e resistência do camponês aos princípios e projetos modernizantes externos à sua cultura. Novos ritmos de tempo, novas representações e novos significados foram introduzidos pela escola sobre práticas culturais seculares do campesinato brasileiro. No MEB...