Página 1 dos resultados de 11620 itens digitais encontrados em 0.080 segundos

Mobilização social pela educação e a legitimação das políticas educacionais no PDE

Antonini, Vanessa Lara
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 145 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
75.67%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Educação Escolar - FCLAR; Em 2007, com o lançamento do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), o Governo brasileiro assume o compromisso de melhorar a qualidade da educação, estabelecendo convênios diretamente com os municípios, através do Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação. Ao elaborar um Plano de Ações Articuladas (PAR), todos os municípios brasileiros, deveriam traçar as estratégias para a efetivação das Metas do Compromisso. Dessa forma, a expectativa era de elevar o Índice de Desenvolvimento da Educação (IDEB) ao nível 6.0, até o ano de 2022. O processo de formulação do PDE representou um rompimento no processo de discussão democrática dos anos de 1980 e 1990, na medida em que não contou com a participação da sociedade e dos atores educacionais, sendo assim, a identificação com os seus objetivos foi comprometida. Para resolver esse problema, o MEC lançou, em 2008, o Plano de Mobilização Social pela Educação (PMSE), no qual, a sociedade como um todo é convocada a participar dos processos educacionais, sobretudo, mobilizadas a favor da realização das metas do PDE, legitimando tal Plano. Nessa tese...

Administração da educação e administração pública: relações e implicações

Messas, Júlia Cristina Alves e
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 257 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
85.73%
Pós-graduação em Educação - FFC; O objeto desta pesquisa são as influências e relações, que decorrem da atuação da Administração Pública na Administração da Educação no Brasil, a partir das influências da Administração, nessas áreas. O estudo volta-se para o conhecimento administrativo produzido no Século XX e início do Século XXI, considerando que o ideário das teorias administrativas abrem perspectivas para identificar as tendências e os modelos administrativos, que emergiram na Administração Pública e na Administração da Educação, nesse período. Um dos objetivos do estudo é identificar as influências das teorias da Administração, na Administração da Educação e na Administração Pública, e as relações que estabelece com estas áreas, procurando destacar sua presença nas bases de construção da teoria da administração educacional, nos modelos pedagógicos utilizados no ensino e nos modelos de evolução da Administração Pública. Tendo como pano de fundo, as repercussões das reformas administrativas promovidas pelo Estado, em diferentes décadas, no Brasil, bem como as influências do ideário da Administração na Administração da Educação, o estudo destaca as implicações da atuação da Administração Pública...

Educação e serviço social: elo para a construção da cidadania

Bolorino, Eliana Canteiro Martins
Fonte: Editora Unesp Publicador: Editora Unesp
Tipo: Livro Formato: 277 p.
POR
Relevância na Pesquisa
75.72%
Pós-graduação em Serviço Social - FCHS; Este é um livro que trata de uma questão de fundamental importância, pois, conforme anunciado em seu próprio título, analisa as mútuas implicações entre a educação e o serviço social como um elo para a construção da cidadania. Estabelecendo como campo empírico de sua análise a prática profissional dos assistentes sociais no âmbito da política de educação em municípios paulistas, a autora procura evidenciar como esses profissionais utilizam os espaços sócio-ocupacionais que se colocam no atual ordenamento jurídico que fundamenta a referida política. Na abordagem do tema, articula-a com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que delineia a política de atendimento para tal segmento, bem como com o próprio projeto ético-político da profissão, em cujo âmbito a educação como prática da liberdade ocupa lugar central.

Desenvolvimento, globalização e politicas sociais : um exame das determinações contextuais dos projetos de reforma da educação e da saude brasileiras da ultima decada

Ireni Marilene Zago Figueiredo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/02/2006 PT
Relevância na Pesquisa
75.83%
As políticas de educação e saúde são produtos de relações complexas entre as dimensões econômico-social e político-ideológica de um determinado contexto histórico de desenvolvimento do capitalismo. Tendo essa relação como pressuposto e as características peculiares do processo de desenvolvimento capitalista brasileiro como referência, analisamos, neste trabalho, as políticas de educação e de saúde como determinadas, em última instância, pelas condições econômico-sociais e político-ideológicas vigentes. Nesse movimento, buscamos compreender as categorias do desenvolvimentismo e da globalização e as relações estabelecidas com a educação e a saúde, ultrapassando a análise interna das instituições públicas, visto que o estudo crítico das políticas de educação e saúde, através da apreensão da sua relação com a base econômica e a superestrutura ideológica, só é possível pela análise do modo de produção capitalista e seus modos de desenvolvimento. Nesta perspectiva, partimos da compreensão de que as políticas de educação e saúde básicas integram o conjunto das reformas econômicas e, portanto, estão circunscritas ao processo de reforma e modernização do Estado e seus objetivos políticos e econômicos. Sustentamos que...

Politicas de educação e saude no estado do Ceara : mudanças no "Governo de Mudanças"?; Politics of education and health in the state of Ceara: changes in "Government of the changes"?

Sandra de Souza
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/03/2003 PT
Relevância na Pesquisa
75.69%
Este trabalho apresenta um breve histórico sobre o processo de transformação política-administrativa ocorrido na administração pública do estado do Ceará no período de 1963 à 2002, período este marcado por duas fases distintas. A primeira (1963 a 1987), representada pelos ?três coronéis? Virgílio Távora, César Cals e Adauto Bezerra e a segunda, pelo chamado ?Governo das Mudanças? (1987-2002) liderado por Tasso Jereissati ( três adminstrações) e Ciro Gomes. Apresenta também as principais ações implementadas pelo executivo estadual, enfocando mais detalhadamente as políticas de educação e saúde, com destaque para os resultados alcançados, limites existentes e os desafios que ainda devem ser enfrentados

O direito de acesso à educação e à difusão do conhecimento frente ao direito de autor na sociedade informacional

Quadros, Laura Cristina de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 115 p.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
75.68%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas, Programa de Pós-Graduação em Direito, Florianópolis, 2011.; É através da informação que o indivíduo aprende a realidade que o cerca e hoje, mais do que nunca, o direito a essa informação torna-se essencial para a vida em sociedade. A informação se destaca como um dos bens mais valiosos na sociedade contemporânea. Nessa seara, o acesso à educação e a difusão do conhecimento tomam roupagem especial. A Constituição Brasileira de 1988 bem como a Convenção da UNESCO além de outros dispositivos encontrados em Acordos e Convenções Internacionais, prevêem em seus textos a Educação e o Acesso a Cultura e Difusão do Conhecimento enquanto direito de todos e dever do Estado. A Constituição assegura ainda, de forma direta, esse direito como um direito fundamental de todos os cidadãos, através do art. 5.°, XIV. Já no que se refere aos Direitos Autorais, a Constituição é sucinta em seu artigo 5º, inciso XXVII. Portanto, a partir desse viés constitucionalizador do direito privado, a leitura do direito autoral também passa por uma troca de paradigma do liberal para o social. Insuficiente, portanto, o resguardo do pensamento no indivíduo. É imprescindível que o pensamento esteja voltado para o coletivo. Com objetivo específico de verificar se é possível compatibilizar o que aduzem tais documentos internacionais e nacionais acerca do Direito de Acesso aos bens culturais com o sistema internacional de Direitos Autorais...

Programa Instituto de Educação e Escolas Normais, 1963, GB.

Fonte: Secretaria de Educação e Cultura Publicador: Secretaria de Educação e Cultura
PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.77%
Após a mudança do Distrito Federal para Brasília e até 1974, a Cidade do Rio de Janeiro passou a constituir o Estado da Guanabara. A presente publicação de 1963 propunha os programas para o funcionamento do Curso Normal no Instituto de Educação e nas demais Escolas Normais do estado da Guanabara. Os recortes que compõem este arquivo referem-se às disciplinas de nosso interesse. Cópia autorizada de parte do exemplar depositado no Centro de Memória da Educação Brasileira, do Instituto Superior de Educação do Estado do Rio de Janeiro (CMEB/ ISERJ), que deverá ser citado, caso esse documento seja utilizado.; Trata-se de recortes dos programas publicados pela Secretaria Geral de Educação, do Estado da Guanabara, em 1963, destinados ao Instituto de Educação e às Escolas Normais.Nos arquivos constam: 1a. SÉRIE - MATEMÁTICA (p. 1-7); DESENHO (p. 44-46); 2a. SÉRIE - METODOLOGIA DO CÁLCULO (p.150-153); DESENHO (p. 154-158); 3a. SÉRIE - DESENHO (p.217-223)

Educação e partidos políticos : análise da concepção de cidadania em governos do Distrito Federal (1995-1998 e 2003-2006)

Dôres, Sônia Aparecida das
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.76%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2007.; Esse trabalho tem como objetivo abordar a concepção o de cidadania em Governos do Distrito Federal nos períodos de 1995/1998 e 2003/2006, por intermédio de ações do Executivo e do Legislativo local, enfocando o partido político em ação, quando esse esteve à frente do Governo do Distrito Federal e na composição parlamentar da Câmara Legislativa do Distrito Federal. A metodologia utilizada foi a abordagem qualitativa com um “olhar dialético” e a contradição como categoria de análise, em conjunto com a matriz analítica “o dito, o escrito e o feito”. A investigação empírica focalizou os períodos de 1995/1998 e 2003/2006, primeiramente com a análise dos escritos da Secretaria de Educação dos governos compostos majoritariamente pelo PT e PMDB e dos documentos doutrinários dos referidos partidos. E, em um segundo momento, a análise voltou-se para a posição dos dirigentes da Secretaria de Educação e dos deputados distritais, na Câmara Legislativa. A revisão da literatura partiu de quatro concepções de Estado e Cidadania: liberal, marxista, social-democrata e neoliberal. O Estado Brasileiro, seu contexto histórico...

A influência dos fóruns de educação e diversidade étnico-racial na implementação da política de promoção da igualdade racial

Rosa, Barbara da Silva
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
85.76%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Administração, 2012.; As políticas de promoção para a igualdade racial na educação entraram na agenda governamental no Brasil a partir de 2003, com a promulgação da Lei nº 10.639/2003, que altera a lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), Lei nº 9394/1996, inserindo a obrigatoriedade do ensino de história e cultura afro-brasileira e africana na Educação Básica. A partir da promulgação dessa Lei e da publicação das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação para as Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro- brasileira e Africana foram formatadas as políticas de educação para as relações étnico-raciais no Ministério da Educação. Um dos eixos desta política é a participação dos movimentos sociais em sua implementação, o que ocorre em nível estadual e municipal, por meio dos Fóruns de Educação e Diversidade Étnico-Racial. O objetivo geral desta pesquisa é investigar a influência dos Fóruns na implementação de políticas públicas de promoção da igualdade racial no âmbito do Ministério da Educação...

Estado patrimonial e gestão democrática do ensino público no Brasil

Mendonça,Erasto Fortes
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2001 PT
Relevância na Pesquisa
75.68%
O artigo aborda o tema da Gestão Democrática do Ensino Público no Brasil. Busca identificar como os sistemas de ensino dos estados, do Distrito Federal e dos municípios das capitais organizaram-se para responder ao ordenamento constitucional que estabeleceu a gestão democrática como princípio do ensino público e em que níveis adaptaram suas legislações e normas, sua estrutura administrativa e seu funcionamento às demandas por participação. Analisa as concepções de gestão democrática à luz das categorias participação, processo de indicação de diretores, constituição e funcionamento de colegiados, descentralização e autonomia. Aponta estudos e pesquisas recentes sobre os esforços e as resistências verificados em processos de implementação de mecanismos de gestão democrática em diversos sistemas de ensino. Considera que a gestão democrática é adotada pelo Estado para alcançar seus objetivos estratégicos. Analisa as dificuldades decorrentes da implantação desses mecanismos que, pressupondo forte participação da sociedade, é patrocinada por um Estado fortemente marcado por ordenamentos patrimonialistas.

Novas instituições e processos educativos: a educação e o modo de regulação em gestação. Um estudo de caso em Portugal

Antunes,Fátima
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2004 PT
Relevância na Pesquisa
85.73%
No terreno da educação (e das políticas sociais em geral) algumas mudanças das últimas décadas traduzem-se quer por uma redefinição dos serviços educativos (e de bem-estar) e do papel do Estado na sua governação, quer pela emergência de novas configurações da participação da educação na regulação social. Um estudo de caso, incidente sobre o subsistema de escolas profissionais criado em 1989 em Portugal, permite sinalizar algumas dessas alterações recentes e propor interpretações acerca do seu significado. A análise do lançamento daquela modalidade de escolarização de nível secundário, de algumas das suas evoluções e de orientações e práticas desenvolvidas em duas escolas profissionais sugere que aquela inovação testemunha o ensaio de novas instituições e processos educativos envolvidos com a gestação de um outro modo de regulação - distinto daquele que foi definido como fordista e em que teve lugar o desenvolvimento do(s) modelo(s) de Estado de Bem-Estar.

Estado da arte da área de educação & comunicação em periódicos brasileiros

Vermelho,Sônia Cristina; Areu,Graciela Inês Presas
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
75.71%
O presente artigo relata o resultado de pesquisa bibliográfica na qual fizemos um levantamento de artigos publicados em 58 periódicos nacionais das áreas da educação e comunicação, entre os anos de 1982 a 2002, totalizando 1599 artigos lidos. O objetivo central foi traçar um perfil da produção brasileira sobre a problemática envolvendo Educação e Comunicação e, a partir deste, identificar alguns aspectos relevantes ou lacunas na produção. Quanto ao método utilizado buscamos identificar a forma, o conteúdo e o universo geográfico que essa produção apresentava, a partir de dados quantitativos e qualitativos coletados por meio de instrumentos de pesquisa desenvolvidos especificamente para esta pesquisa - em forma de questionário com questões abertas e fechadas. Os resultados apresentados neste texto se circunscrevem às análises de algumas variáveis fechadas do instrumento de pesquisa.

A sociologia da educação e o Estado após a globalização

Dale,Roger
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
75.76%
Em The State and education policy (1989) argumentava que (1) os sistemas de educação e as políticas educacionais, enquanto partes do Estado, eram moldados pela sua contribuição à solução de três condições de existência "centrais" do capitalismo (o apoio infraestrutural ao processo de acumulação, a construção da ordem social e a legitimação do sistema) e (2) as "soluções" para esses problemas tendiam a ser mutuamente contraditórias, sendo essas contradições os principais motivadores das políticas de educação. Desde então, as formas desses problemas centrais e do "estado" têm mudado fundamentalmente em razão da "constitucionalização do neoliberal", da fusão da regulação e da emancipação, da mudança de governo para governança e da reconstrução e recontextualização do "nacional". Isto exige que repensemos os modos como a sociologia da educação aborda conceitos como "nacional", "educação" e "sistemas".

A educação como direito de cidadania e responsabilidade do Estado

Goergen,Pedro
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
75.8%
O objeto do presente estudo é refletir sobre a relevância da educação como direito e condição de cidadania e a função do Estado como responsável pela realização deste direito. O trabalho divide-se em três partes, sendo a primeira dedicada à recuperação histórica dos pressupostos da relação entre o público e o privado no início da modernidade. O segundo ponto trata da educação como condição do exercício da cidadania, destacando o papel da educação escolar formal neste processo. O último tópico discute a responsabilização do Estado como garantia de acesso à educação como meio incondicional para a cidadania. Recuperando as ideias liberais do início da Modernidade e contrariamente às atuais teses neoliberais, defende-se o ponto de vista de que a atuação do Estado como garantia da educação de qualidade para todos é imprescindível.

Planejamento educacional e participação democrática: um estudo sobre a rede pública estadual de ensino em Alagoas (1999-2004).; Educational planning and democratic participation: a study about the state public teaching system management in the state of Alagoas (1999-2004).

Cruz Neto, Tiago Leandro da
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Educação brasileira; Programa de Pós-Graduação em Educação; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Educação brasileira; Programa de Pós-Graduação em Educação; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
85.78%
This study aimed at investigating the educational planning from 1999 to 2004 under the perspective of the school participation accomplished by the State bureaucratic apparatus, the Executive Secretary of Education of the State of Alagoas (SEE/AL), in the north-east of Brazil, since the setting up of the democratic education management model in the system in1999. This research was a case study where the qualitative approach was considered under the dialectical social-historical conception, using qualitative techniques: documentary primary and secondary documents, questionnaires and semi-structured interviews with the technicians from the Executive Secretary of Education members of the school community - students, teachers, staff and parents. The accomplished study reveals that, during the setting up period of the democratic educational management in 1999, the restricted State of Alagoas, tried to get to know the community s demands so as to plan some actions intended to fulfill a participation culture through mechanisms established throughout the whole public system where there weren t any previously. However, it is inferred that most of the times the planned actions became exhausted as institutionalization and orientation for the teaching units...

Educação e trabalho nos planos nacionais de desenvolvimento no periodo 1970/1980: um estudo introdutório sobre a realidade da Sudam

Monteiro, Terezinha Fatima Andrade
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.73%
Este estudo faz uma análise crítica da educação e do trabalho nos Planos Nacionais de Desenvolvimento, via açoes coordenadas pela Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), com sua política de desenvolvimento regional, que significa expansão da acumulação capitalista - desenvolvimento em nome da região. A natureza "verdadeira" desta relação (educação e trabalho), no plano real, está contida muito mais nos programas econômicos do que nos formalmente enquadrados como educativos. Se a Amazônia dependesse do ensino formal para modificação das estruturas dominantes e para transformação das relações antagônicas de apropriação e expropiaçao, permaneceria inalterada, como ocorreu até 1960, antes da construção da rodovia Belém-Brasília e implantação dos grandes projetos de desenvolvimento deslanchados pelo Estado. A política de desenvolvimento regional dirigiu-se a favor da classe dominante, que tem seu locus hegemônico no Centro-Sul do Brasil. A ação pedagógica dos grandes projetos econômicos - pedagogia do capital - foi tão ou mais efetiva do que a da escola, exatamente pela "ausência" desta na Amazônia. A rede escolar da região está em torno de 11.626 escolas para atender a uma população escolarizável de cerca de 2 milhões de crianças. Na zona rural se atende a 37% da demanda. Hoje...

Burocracia e herança patrimonialista: a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo entre 1995 e 2010; Bureaucracy and patrimonial heritage: Secretaria da Educação do Estado de São Paulo between 1995 and 2010

Mandel, Lúcia Mara
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/10/2015 PT
Relevância na Pesquisa
75.85%
O objetivo central desta pesquisa foi identificar como se combinam elementos tradicionais, oriundos da herança patrimonialista, historicamente relacionada à condução dos negócios públicos do Estado brasileiro, e elementos modernizantes introduzidos por ações e programas de racionalização administrativa na busca de maior eficiência da ação do Estado, na configuração burocrática da Secretaria da Educação do estado de São Paulo (Seesp), no período de 1995 a 2010. Objetivo secundário foi investigar por que a relação desta combinação dinâmica com o contexto de ampliação e expansão das ações do Estado na área da educação, concomitante ao desenvolvimento de ferramentas e sistemas informatizados como suporte às ações implantadas, resultou no recrudescimento da centralização na gestão e condução da educação pública no estado de São Paulo. Teoricamente, esta pesquisa se utiliza dos conceitos dos três tipos ideais de dominação definidos por Weber racional-legal, tradicional e carismático , centrando-se no conceito de burocracia como expressão na estrutura do tipo de dominação racional legal. Com base no conceito de hibridismo, desenvolvido por João Barroso e Licínio Lima, confronta-se a burocracia estruturada na Seesp com elementos conservadores e tradicionais da cultura organizacional do Estado brasileiro...

“EDUCAÇÃO E TRABALHO” TRANSFORMOU-SE EM “TRABALHO E EDUCAÇÃO”: DA CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE MARXISTA AOS DESAFIOS DA DÉCADA DE 90 PELO GTTE DA ANPED / “Education & Labor” turned into “Labor & Education”: from the construction of marxism identity to the...

Alexandre Maia do Bomfim; Universidade Estácio de Sá
Fonte: Trabalho & Educação Publicador: Trabalho & Educação
Formato: application/pdf
Publicado em 24/05/2010 PT
Relevância na Pesquisa
75.68%
Este trabalho parte de uma tomada de decisão, acontecida há mais de duas décadas, em abril de 1986, quando pesquisadores da área de "Educação e Trabalho", assumindo a perspectiva teórica do marxismo, mudaram a denominação para "Trabalho e Educação" - TE. Antes de tudo, quer resgatar à memória essa data. Por outro lado, este trabalho quer ensaiar uma reflexão sobre o Grupo de Trabalho - Trabalho e Educação, o GTTE, pertencente à Associação Nacional dePós-Graduação e Pesquisa em Educação, a ANPED, trazendo de volta um momento especial do grupo, em que se traçaram planos e se construíram metas para a área de Educação e Trabalho. Para isso foram lidos inicialmente quatro artigos que analisaram a área de Trabalho e Educação: "O Percurso Teórico e Empírico do GT Trabalho e Educação" de Trein e Ciavatta (2003), "Qualificação e reestruturação produtiva: Um balanço das pesquisas em educação" de Shiroma eCampos (1997), Trabalho e educação: contribuições dos artigos publicados na revista do NETE de Castilho e Pereira (2003) e "Educação e Trabalho no Brasil: o estado da questão" de Kuenzer (1991).

EDUCAÇÃO E SAÚDE NA PERSPECTIVA DA EXTENSÃO UNIVERSTÁRIA E DA INTERDISCIPLINARIDADE DOI:10.5007/1807-0221.2011v8n11p103

Korb, Arnildo; Universidade do Estado de Santa Catarina; Kutszepa, Daiane; Teixeira, Daiane Cristina; Rodrigues, Renata Mendonça
Fonte: Pró-Reitoria de Extensão Publicador: Pró-Reitoria de Extensão
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 29/07/2011 POR
Relevância na Pesquisa
75.74%
Este artigo relata a experiência da equipe do Projeto de Extensão Universitária “Reduzir a resistência microbiana: um desafio na educação e na saúde”, do curso de Enfermagem da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), realizado de março a dezembro de 2009 no Município de Modelo/SC. Argumenta-se que uma das possibilidades de enfrentamento do problema da resistência bacteriana aos antibióticos é por intermédio da conscientização da população e da responsabilização das autoridades para a construção de políticas públicas. É por meio da educação que se transforma o pensar e o agir em relação ao ambiente e ao cuidado com a saúde. As ações desenvolvidas na Escola de Educação Básica Dom Helder Câmara, com profissionais de saúde da Unidade Básica de Saúde e profissionais da Secretaria da Agricultura, e nos meios de comunicação demonstraram eficiência, uma vez que promoveram mudanças significativas no comportamento do público alvo no sentido da responsabilidade socioambiental. Demonstraram, também, a possibilidade de articulação do tripé ensino-pesquisa-extensão para a produção de novos conhecimentos e para formação de profissionais qualificados para o trabalho com novas visões de gestão e problemas humanos.

A educação e formação de adultos (1999-2010): a progressiva importância da educação e formação para a competitividade

Guimarães,Paula
Fonte: Centro de Estudos e Intervenção em Educação e Formação (CeiEF); Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias Publicador: Centro de Estudos e Intervenção em Educação e Formação (CeiEF); Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
85.74%
Neste artigo discuto a política pública de educação e formação de adultos, em resultado da adopção do S@ber+. Programa para Desenvolvimento e Expansão da Educação e Formação de Adultos 1999-2006, após 1999, e da Iniciativa Novas Oportunidades, depois de 2005. Estes documentos são objecto da análise de conteúdo; são igualmente efectuadas referências a Programas de Governo e legislação. A discussão das finalidades da política pública que podem ser encontradas nestes textos é efectuada a partir de três modelos de análise de políticas públicas que incluem dois eixos, um educativo e um político, aqui destacado, que privilegia a intervenção do Estado na educação de adultos. As considerações finais apontam para uma crescente influência da União Europeia na política pública de educação e formação de adultos, nomeadamente para um destaque na relação entre educação/formação e políticas de emprego, no que às prioridades concerne, o que denota a valorização de princípios de educação e formação para a competitividade, a retracção do Estado neste campo de práticas e a responsabilização dos adultos pelas suas opções e percursos de aprendizagem.