Página 1 dos resultados de 655 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Le rôle de l’enseignant en éducation civique au collège en Chine et en France : une approche compréhensive en éducation comparée

Regnault, Elisabeth; Qin, Jie-ying
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
FRA
Relevância na Pesquisa
46.36%
L’objectif de cet article est d’éprouver l’approche compréhensive en éducation comparée en présentant une comparaison de l’éducation civique au collège en France et en Chine. Il existe deux approches en éducation comparée : l’approche pragmatique, universaliste qui dégage des similitudes et des différences et qui consiste à faire émerger des bonnes pratiques afin de les transférer dans un autre contexte et l’approche compréhensive culturaliste consistant à dégager également des différences et des similitudes mais en comprenant les phénomènes et les faits éducatifs au lieu de les mesurer et en ne cherchant ni à généraliser, ni à transférer. L’approche compréhensive est plus pertinente car elle ne rend pas compte uniquement de faits éducatifs mais tente de rendre intelligibles des processus qui se déploient dans des communautés humaines qui construisent discursivement du sens et des identités (Malet, 2005). Un exemple d’approche pragmatique sur le transfert de la pédagogie Montessori en Chine permettra de valider les caractéristiques propres de l’approche compréhensive.; The purpose of this paper is to prove the Comprehensive Approach in Comparative Education by presenting a comparison of the Civics Education in the lower secondary school in France and China. Two approaches are available in Comparative Education : the pragmatic one...

Educação comparada e antropologia: "educational borrowing" em escolas internacionais no Brasil; Compared education and anthropology: educational borrowing at international schools in Brazil.

Camizão, Eliezer Gomes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/05/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.32%
Em escolas internacionais de São Paulo, currículos e metodologias de ensino internacionais e transnacionais são utilizadas. Em Matemática, estas escolas ensinam, por exemplo, um algoritmo para divisão que não é normalmente utilizados no sistema educacional brasileiro. Como a maioria dos alunos destas escolas são brasileiros, isto é caracterizado como educational borrowing. No entanto, ao estudar alguns destes elementos não tradicionais na cultura escolar brasileira, percebemos que suas origens não são facilmente identificáveis. Com a intensificação da globalização nas últimas décadas, influências estrangeiras têm se tornado mais complexas. No caso de alguns métodos, em face das dificuldades em estabelecer o país emprestador, se faz necessário complementar as teorias da Educação Comparada para que pesquisadores possam utilizar tais subsídios teóricos e entender o fenômeno com coerência. Complementos que são obtidos à luz da Antropologia, especificamente através da teoria de antropólogos como Michel de Certeau, que nos ajuda a melhor compreender a maneira com que os alunos individualizam estes produtos da educação internacional. A seguir, de volta ao domínio da Educação Comparada, os modelos típicos ideais de Brian Holmes podem auxiliar na decisão sobre o que pode ser copiado de um sistema educacional e as prováveis consequências destas ações. Ao fim da pesquisa...

Geografia da educação; Education geography

Hato, Júlio Takahiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
56.32%
Ao analisar o histórico da educação de massa a nível mundial, nota-se que este surgiu principalmente com o aparecimento dos estados nacionais ao longo dos séculos XIX e meados do século XX. Se num momento histórico a educação de massa foi fundamental para formação dos estados nacionais, como se comportaria nos dias atuais com a maioria dos territórios já definidos. Nas últimas décadas sob a égide do neoliberalismo, evidencia-se uma relação muito estreita entre economia e educação, onde políticas públicas, sem objetivos sociais, acabam por fazer da educação um instrumento para ampliar as desigualdades sociais e econômicas, onde as pessoas que detém o saber possuem cada vez mais privilégios dentro do espaço social, inclusive o acesso a um nível mais elevado de educação devido a alta renda, enquanto os iletrados são segregados espacialmente e com baixo poder aquisitivo estão cada vez mais distantes de uma educação emancipadora, num círculo vicioso que tende ser agravado pela crescente mercantilização da educação. Neste estudo pode-se visualizar este fenômeno espacialmente, seja em locais historicamente consolidados, no caso do Vale do Paraíba Paulista, ou em zonas de fronteiras agrícola, onde territórios subnacionais estão ainda em formação...

Ler, escrever e orar : uma análise histórica e comparada dos discursos sobre a educação, o ensino e a escola em Moçambique, 1850-1950

Madeira, Ana Isabel, 1963-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
56.36%
Tese de doutoramento em Ciências da Educação (Educação Comparada), apresentada à Universidade de Lisboa através da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2007; O objecto de análise deste trabalho são os discursos produzidos em torno da educação, do ensino e da escola no horizonte temporal que compreende as datas limite 1850-1950. Estes discursos constituem parte integrante do empreendimento colonial, sendo esboçados em enunciados acerca das finalidades, objectivos e funções da socialização escolar. O projecto de tese tem por horizonte a descrição destes enunciados para analisar as transformações e apropriações de que são objecto os discursos sobre a educação, o ensino e a escola nas colónias africanas. É a partir dessa descrição que se analisa a composição interna do saber construído acerca da educação colonial e o modo como ele dá lugar a um conjunto de estratégias destinadas a regular as práticas — dos governos, das instituições, dos grupos, dos indivíduos. Os enunciados sobre a educação, o ensino e a escola referem-se à região de acontecimentos que liga entre si os espaços metropolitanos aos coloniais envolvendo três unidades linguísticas distintas: o universo lusófono...

Estudos Comparados e História da Educação Colonial: Reflexões teóricas e metodológicas sobre a comparação no espaço de língua portuguesa

Madeira, Ana Isabel
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – Faculdade de Educação – Programa de Pós-Graduação em Educação Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – Faculdade de Educação – Programa de Pós-Graduação em Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
66.21%
Este trabalho constitui uma reflexão sobre as condições teóricas e metodológicas subjacentes à realização de projectos de investigação em educação, duplamente referidos à história da educação e à educação comparada, num mesmo espaço linguístico. Na primeira parte do texto, estabelece-se uma ligação entre as primeiras etapas da constituição do campo e o interesse renovado pelos estudos comparados na actualidade. É neste duplo registo, temporalmente situado entre os finais do século XIX e as últimas décadas do século XX, que encontramos elementos para um reencontro da comparação com a história cruzamento com implicações fortes para o desenvolvimento de estudos em história da educação colonial. Na segunda parte do texto procura-se uma articulação do trabalho de comparação com os processos educativos que se desenvolvem em diferentes espaços-tempos do universo lusófono.

O Ensino Superior da Europa e a sua relação com a América Latina: a Cooperação entre Portugal e Brasil

Madeira, Ana Isabel
Fonte: Associação Nacional de Política e Administração da Educação (ANPAE) Publicador: Associação Nacional de Política e Administração da Educação (ANPAE)
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
56.26%
O artigo tem por objectivo geral reflectir sobre as condições de renovação da Educação Comparada no quadro dos mecanismos de regulação das políticas educativas à escala global. Com base numa exploração dos discursos da União Europeia acerca da cooperação multilateral em matéria educativa e cultural é analisada a parceria estratégica da UE para a América Latina (2007-2013), centrando a atenção na criação do espaço comum do ensino superior EU-ALC. Serve esta exploração para estabelecer uma comparação com as relações discursivas Portugal/Brasil no domínio da cooperação educativa no âmbito do ensino superior. Nesse sentido desenvolvem-se três argumentos, ou teses, apoiados nos debates sobre a construção do EEES no que toca à sua estratégia de internacionalização. Defende-se, em primeiro lugar, que a reconfiguração dos sistemas de ensino europeus está a organizar-se em torno de dois movimentos complementares, simultaneamente de ordem centrípeta e centrífuga. No sentido centrípeto, a internacionalização do espaço europeu além fronteiras alimenta-se de dinâmicas que procuram atribuir sentido à sua própria reconstrução interna. No sentido centrífugo, a reconstrução da identidade baseada no “reconhecimento” das afinidades históricas e culturais desempenha um papel importante na criação de novos “espaços imaginados”. Em segundo lugar...

Estudos comparados em História da Educação Colonial: Algumas considerações sobre a comparação no espaço de língua portuguesa

Madeira, Ana Isabel
Fonte: UIDCE/FPCEUL Publicador: UIDCE/FPCEUL
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
56.29%
Este trabalho constitui uma reflexão sobre as condições teóricas e metodológicas que se colocam à investigação em educação colonial, duplamente referidos à história da educação e à educação comparada, num mesmo espaço linguístico. Recupera da agenda de trabalho de ambos os campos disciplinares os contributos que permitem converter o olhar eurocentrado e autoreferenciado da investigação comparada em educação num conjunto de propostas capazes de integrar as experiências, os sentidos e as sensibilidades do outro num mesmo plano de análise. A reflexão tem por finalidade sugerir caminhos para identificar novos problemas de investigação integrando metodologias comparadas na análise do colonialismo, segundo uma perspectiva cultural. Ela propõe‐se, igualmente, sugerir uma tematização dos discursos sobre a educação — modelos pedagógicos, mecanismos de socialização, construção do aluno, formação das identidades, disciplinas e currículo, temporalidades escolares, etc. — em torno de uma mesma questão empírica, isto é, a da escola em contexto colonial.

Do Estado-Nação ao Espaço-Mundo: as condições históricas da renovação da educação comparada

Malet,Régis
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 PT
Relevância na Pesquisa
76.37%
A educação comparada conheceu fortunas diversas ao longo de sua evolução. Após um longo período de tensões não-resolvidas e, finalmente, de ostracismo, enquanto se esforçava por satisfazer tanto as injunções de utilidade do político como as exigências teóricas e conceituais dos meios acadêmicos, esta última década conheceu um vigoroso ressurgimento da educação comparada. De fato, confrontada, hoje em dia, com novos desafios de conhecimento, aos quais deve em parte sua renovação, a educação comparada há de se recompor de acordo com mudanças culturais: o crescimento de problemáticas educativas transculturais, o enfraquecimento dos Estados-Nações que acompanhou a consolidação de territórios identitários supranacionais (como a Europa) ou infranacionais (como as regiões) e fenômenos de expansão e interdependência cultural (globalização). Tantas conversões civilizacionais cujos desafios e sentido para a pesquisa comparativa contemporânea discutiremos aqui.

Gestão democrática da educação sob perspectiva comparada Brasil-Portugal: entre a exigência legal e a exequibilidade real

Souza,Donaldo Bello; Castro,Dora Fonseca
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
56.28%
Este artigo visa discutir, sob perspectiva comparada, alguns aspectos da gestão democrática da educação no Brasil e em Portugal, com base na revisão da literatura pertinente e dos marcos jurídicos que vieram regulá-la, problematizando a dicotomia entre a difusão do seu ideário e a sua concretização no campo das políticas públicas. Como conclusão mais geral, constata-se que, apesar de o poder central vir difundindo o discurso da descentralização nestes países, tudo leva a crer que o plano da retórica não logrou ser efetivamente superado, uma vez que, entre avanços e recuos deste processo, as tentativas vêm se constituindo em movimentos de alguma desconcentração de poderes, ainda marcados pela mesma lógica centralizadora.

Local, nacional e universal nos estudos históricos de Educação Comparada: o caso das Ações Afirmativas na era genômica

Vitorino,Artur José Renda
Fonte: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
76.22%
Este texto procura lançar as bases de uma interrogação pela Educação Comparada, se o nacional ainda tem lugar nas novas circunstâncias geradas pela globalização. Defende-se, a partir do caso das Ações Afirmativas na era genômica, que o valor heurístico da polarização entre o particular e o geral, ou entre o local e o universal, é útil tanto para a compreensão de fenômenos que eram baseados, especialmente, no território e nos Estados nacionais, quanto para o entendimento das identidades culturais e afetivas existentes no grande panorama da mundialização. Conclui-se, quanto às modificações materializadas pelo Estado-Nação nos processos de regulação dos sistemas educacionais, no que diz respeito aos meios de geração de identidades culturais e afetivas étnicas, que a despeito de o fenômeno da Globalização nos forçar a pensar que as fronteiras nacionais estão sendo rompidas e ultrapassadas, o nacional (e, a reboque, o local/ particular) tem lugar nas novas circunstâncias geradas pela Globalização, pois o Estado-Nação continua a induzir a formação de narrativas com o fim de ser ele o gerador da identidade oficial, e esse controle é exercido, especialmente, por intermédio do sistema de ensino.

Governança e governamentalidade: relação e relevância de dois conceitos científico-sociais proeminentes na educação comparada

Amos,Karin
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.1%
Contrapondo-se ao retrospecto da existência de uma relação volátil entre o Estado e "seu" sistema educacional, este trabalho enfoca dois conceitos que podem ser empregados como ferramentas de análise para estudar as transformações em curso. O termo "governança" está mais relacionado a aspectos técnicos: tratam-se de instrumentos e modos, procedimentos e atores, além de suas constelações e formas de cooperação. Ele concentra a pesquisa em questões como: quem oferece serviços educacionais, qual é a relação entre ensino público e privado etc. Ele também é extremamente útil na investigação da relação entre os diversos níveis de análise e provou-se particularmente importante para a compreensão teórica adequada do papel das organizações internacionais na formulação de políticas educacionais. A sociologia e a ciência política são duas disciplinas cuja associação se mostra mais notável na elaboração do conceito sob diversas perspectivas. "Governamentalidade", por sua vez, apesar de compartilhar muitas características com governança, é um termo foucautiano dedicado à geração de subjetividades distintas por meio de técnicas e modos de regulação e conduta em sentido lato. Assim, governamentalidade inclui investigações do nexo tipicamente foucautiano conhecimento/poder. Consideramos ambas as perspectivas em conjunto para discutir suas implicações para a educação comparada.

Comparar: verbo transitivo; uma conversa com Jürgen Schriewer

Salvadori,Maria Angela Borges; Biccas,Maurilane de Souza
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
56.41%
Professor e diretor do Centro de Educação Comparada da Universidade de Humboldt (Berlim, Alemanha), recentemente aposentado, Jürgen Schriewer é internacionalmente reconhecido por seus estudos em educação comparada. Foi também diretor da Faculdade de Educação daquela instituição e presidente da Sociedade de Educação Comparada da Europa. Como professor visitante, atuou em vários países, entre os quais França (Universidades René Descartes e Paris V), Japão (Universidade Waseda, em Tóquio) e Argentina (Universidade de San Andrés, em Buenos Aires). Esta entrevista busca oferecer ao leitor uma rara ocasião para conhecer um pouco mais a trajetória e o trabalho desse pesquisador que, há décadas focado nesta temática, trata aqui, de maneira mais informal, de matéria cada vez mais contemporânea e cara. Além de sua trajetória profissional e seu modo de inserção no campo da história da educação comparada, Schriewer compartilhou também impressões sobre os tempos e lugares pelos quais tem circulado, inclusive em sua dimensão estética, e os modos como essa circulação atua sobre sua reflexão. Em várias passagens, enalteceu a diversidade do mundo e das pessoas, diversidade que é, ela mesma, objeto de seus estudos e fonte de inspiração.

NORMALISATION, ACADEMISATION, UNIVERSITARISATION, PARTENARIAT: DE LA DIVERSITÉ DES VOIES VERS L'UNIVERSITÉ

BOURDONCLE,Raymond
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1997 FR
Relevância na Pesquisa
56.13%
Na França, a universitarização da formação de professores de ensino primário aconteceu de maneira quase que brutal. As escolas normais e os centros pedagógicos, que formavam professores, foram substituídos por um organismo único, o Instituto Universitário de Formação de Professores. A França não foi o único país a seguir este processo de universitarização. No Brasil, a transferência da formação de professores do ensino primário para a universidade está sendo feita de maneira progressiva. Os Estados Unidos terminaram este processo no fim dos anos 30. A província de Quebec, no Canadá, o fez em 1965, através de um decreto suprimindo as escolas normais e integrando a formação dos professores nas faculdades de educação. Na união européia, quase todos os países o fizeram. Algumas distinções conceituais são apresentadas neste texto, a fim de ordenar, se possível, esta variedade. Após mostrar resumidamente as dimensões do fenômeno, a profundidade histórica e sua amplitude geográfica, faz-se distinção entre normalização (escola normal), academisação e universitarização. São examinadas, ainda, as vias administrativas desta reorientação e os modos de ação. Tenta-se mostrar uma espécie de modelo de evolução da formação de professores...

Governança e governamentalidade: relação e relevância de dois conceitos científico-sociais proeminentes na educação comparada; Governance and governmentality: relation and relevance of two prominent social scientific concepts for comparative education

Amos, Karin
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/04/2010 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
56.1%
Against the background of a changing relation between the state and "its" education system, the present contribution focuses on two concepts that can be used as analytical tools in order to analyze the current transformations. "Governance" is more concerned with technical issues: with instruments and modes, procedures and actors, with their constellations and forms of cooperation. It focuses research on questions such as: who provides educational services, what is the relation between public and private education etc. It is also very useful in investigating the relation between the various levels of analysis and has proven particularly useful for an adequate theoretical understanding of the role of international organizations in shaping educational policies. Sociology and political science are the two disciplines most prominently associated with elaborating the concept under various perspectives. Governmentality, on the other hand, although sharing many characteristics with governance, is a Foucauldian term concerned with the generation of different subjectivities through techniques and modes of ruling and guiding in an encompassing sense. Governmentality thus includes investigations of the typical Foucauldian knowledge/power nexus. Both perspectives are brought together to discuss the implications for comparative education.; Contrapondo-se ao retrospecto da existência de uma relação volátil entre o Estado e "seu" sistema educacional...

Educação popular no Brasil: possibilidades de uma história comparada

Pinheiro, Marcos César de Oliveira; Mestre em História Comparada pela UFRJ e professor de História da rede municipal de ensino público de Rio das Ostras (RJ).
Fonte: Programa de Pós-Graduação em História Comparada (PPGHC) Publicador: Programa de Pós-Graduação em História Comparada (PPGHC)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 09/08/2012 POR
Relevância na Pesquisa
56.24%
Neste texto faz-se uma exposição sucinta das vantagens de repensar a história da educaçãopopular no Brasil através do método comparativo. Apresenta alguns princípios a seremconsiderados na elaboração de um estudo comparado, permitindo a superação de umaimagem bastante preconceituosa em relação aos movimentos de educação popular e àemergência de experiências até então silenciadas.

O significado curricular da Educação Comparada

Cervi, Rejane de Medeiros
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 12/04/2014 POR
Relevância na Pesquisa
56.33%
Por ocasião do II Seminário Nacional de Educação Comparada, realizado em outubro de 1984, em Brasília, sob a égide da Sociedade Brasileira de Educação Comparada- SBEC, tivemos oportunidade de apresentar a Conferência “A contribuição da Educação Comparada para os estudos de atualização da formação do educador brasileiro”.

Local, nacional e universal nos estudos históricos de Educação Comparada: o caso das Ações Afirmativas na era genômica

Vitorino, Artur José Renda; Programa de Pós Graduação em Educação da PUC-Campinas
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 02/05/2014 POR
Relevância na Pesquisa
76.28%
Este texto procura lançar as bases de uma interrogação pela Educação Comparada, se o nacional ainda tem lugar nas novas circunstâncias geradas pela globalização. Defende-se, a partir do caso das Ações Afirmativas na era genômica, que o valor heurístico da polarização entre o particular e o geral, ou entre o local e o universal, é útil tanto para a compreensão de fenômenos que eram baseados, especialmente, no território e nos Estados nacionais, quanto para o entendimento das identidades culturais e afetivas existentes no grande panorama da mundialização. Conclui-se, quanto às modificações materializadas pelo Estado-Nação nos processos de regulação dos sistemas educacionais, no que diz respeito aos meios de geração de identidades culturais e afetivas étnicas, que a despeito de o fenômeno da Globalização nos forçar a pensar que as fronteiras nacionais estão sendo rompidas e ultrapassadas, o nacional (e, a reboque, o local/ particular) tem lugar nas novas circunstâncias geradas pela Globalização, pois o Estado-Nação continua a induzir a formação de narrativas com o fim de ser ele o gerador da identidade oficial, e esse controle é exercido, especialmente, por intermédio do sistema de ensino.

Revista "Atlantida": a educação elementar em Portugal e no Brasil nas primeiras décadas do século XX

Lopes,Silvana Fernandes
Fonte: Centro de Estudos e Intervenção em Educação e Formação (CeiEF); Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias Publicador: Centro de Estudos e Intervenção em Educação e Formação (CeiEF); Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
56.01%
Este artigo visa analisar o tratamento dado à educação elementar na revista "Atlantida: Mensario artistico, literario e social para Portugal e Brazil" (1915- 1920). O principal objetivo da revista era contribuir para a integração lusobrasileira e, embora a literatura merecesse maior destaque, as questões sociais, políticas, econômicas, culturais e educacionais foram bastante discutidas ao longo de suas páginas. A análise dos artigos relacionados à educação elementar veiculados pela "Atlantida" evidencia que a revista difundiu algumas das principais preocupações de sua época: a necessidade de ampliação desse nível de ensino e a defesa de ideias escolanovistas. Redigida e divulgada por uma elite intelectual próxima ao poder em ambos os países, acabou por servir de instrumento de veiculação dos ideais do liberalismo educacional, matriz das principais reformas empreendidas no período no âmbito da educação, tanto em Portugal quanto no Brasil.

Políticas de descentralização da educação no Brasil e em Portugal: avanços e recuos da desconcentração de poderes

Souza,Donaldo Bello de; Castro,Dora Fonseca; Rothes,Luís
Fonte: Centro de Investigação em Educação. Instituto de Educação da Universidade do Minho Publicador: Centro de Investigação em Educação. Instituto de Educação da Universidade do Minho
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.01%
Este artigo visa estabelecer paralelos comparativos em torno da descentralização da educação no Brasil e em Portugal, a partir da década de 1990, com base na revisão da literatura pertinente e dos marcos jurídicos que vieram regulá-la, procurando problematizar as relações institucionais e sociopolíticas que medeiam este processo, no Brasil, sob a ótica do regime de colaboração e, em Portugal, segundo as relações estabelecidas entre os poderes central e local. Como conclusão mais geral, constata que, apesar de o poder central vir difundindo o discurso da descentralização nestes países, já há algum tempo, tudo leva a crer que o plano da retórica não logrou ser efetivamente superado, pois entre avanços e recuos deste processo as tentativas vêm se constituindo em movimentos de alguma desconcentração de poderes, ainda marcados pela mesma lógica centralizadora, herança histórico-social, em ambos os casos, dos seus respectivos períodos ditatoriais, agora também sob a modulação de políticas econômicas neoliberalizantes.

REFLEXÕES SOBRE A IMPORTÂNCIA DOS ESTUDOS DE EDUCAÇÃO COMPARADA NA ATUALIDADE

Carvalho, Elma Júlia Gonçalves
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 19/11/2013 POR
Relevância na Pesquisa
56.28%
A metodologia comparada é um rico instrumento analítico dos sistemas educativos. Auxiliando a identificar semelhanças e diferenças, amplia o campo de análise e de compreensão da realidade nacional em face da de outros países, particularmente no campo das políticas públicas e gestão da educação. No entanto, esse recurso é pouco explorado no Brasil. É propósito, neste texto, discutir as razões pelas quais os estudos comparados se configuram como uma área de estudos de progressiva importância no contexto da globalização e, pontuando os rumos da educação comparada como área do conhecimento, destacar sua relevância para a compreensão do que vem acontecendo no campo da educação na atualidade.