Página 1 dos resultados de 65 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Educação médica contínua e desenvolvimento profissional contínuo : um sistema de créditos destinado à monitorização e promoção da excelência

Ferreira, Alberto Matos
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.13%
Provavelmente, a mais importante obrigação na carreira dum especialista é a de se manter actualizado científica e profissionalmente. Mas o cumprimento desta obrigação não recai só sobre o médico. As instituições de ensino médico e de desenvolvimento profissional também têm um papel crucial a desempenhar, facultando oportunidades de educação contínua e garantindo que o especialista desenvolva um número suficiente de acções contínuas que promovam o seu desenvolvimento profissional. A actualização do conhecimento médico e desenvolvimento profissional são tarefas que nos acompanham a vida interia. A necessidade e a obrigação de aprender e melhorar o desempenho profissional diz respeito aos médicos de todas as faixas etárias e todos os níveis hierárquicos.

Formação e seleção de docentes para currículos inovadores na graduação em saúde; Faculty recruitment and development for innovative curricula in undergraduate health courses

MACHADO, José Lúcio Martins; MACHADO, Valéria Menezes; VIEIRA, Joaquim Edson
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
55.92%
A expansão do número de vagas no ensino superior, especialmente na área da saúde, deu-se principalmente às custas do setor privado e sob as recomendações das Diretrizes Curriculares Nacionais. A formação de profissionais de saúde demanda um novo perfil de competências para a docência no ensino superior. O objetivo deste estudo foi avaliar os Projetos Político-Pedagógicos (PPPs) dos novos cursos de graduação na área da saúde que incorporam metodologias ativas de ensino-aprendizagem e observar a coerência entre a proposta pedagógica e a forma de recrutamento, contratação e capacitação do corpo docente. O estudo é descritivo. Foram analisados os processos de recrutamento e capacitação de professores em novos cursos da área da saúde que expressam uma concepção inovadora no período de 2000 a 2008. Foram observadas sete instituições públicas e sete particulares. Apenas dois cursos entre os 19 analisados organizam os currículos por disciplinas e não por módulos integrados. As instituições privadas realizaram o mesmo processo de recrutamento e capacitação de docentes, com a seleção ocorrendo em meio à capacitação. As públicas realizaram capacitação após a definição do concurso público, com os docentes já contratados. Este estudo propõe a necessidade de redimensionar a formação docente na universidade...

Reflexões sobre formação contínua certificada no contexto do Processo de Bolonha

Alaiz, Vitor
Fonte: UCEditora Publicador: UCEditora
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
56.12%
Este artigo apresenta um estudo exploratório feito com o objectivo de conhecer como é que licenciados em Medicina, após terem frequentado um curso de Mestrado em Educação Médica, percepcionavam a carga de trabalho (workload) que as diversas actividades propostas pelo mesmo lhe tinham suscitado. O estudo foi aplicado no âmbito de um mestrado destinado exclusivamente a médicos. Este estudo empírico, baseado num questionário construído para o efeito, pretendia ser um ponto de partida para uma reflexão mais ampla sobre a compatibilidade entre aprendizagem ao longo da vida e formação pós-graduada certificada, reflexão que extravasa o âmbito da educação médica contínua, contexto em que este questionário foi inicialmente aplicado. Ou seja, sobre os constrangimentos à formação contínua de profissionais com elevado grau de formação académica realizada em cursos de pós-graduação certificados por universidades num contexto pós-Bolonha.; This paper presents an exploratory study conducted with Portuguese physicians, after they have attended a Master’s degree course on Medical Education. The objective was to know the perception that they had about the time and the workload that each unity, the several learning activities and the whole course had demanded. The empiric study...

Educação médica contínua: motivações e metodologias de ensino-aprendizagem

Serra, Maria Adelaide de Lima
Fonte: UCEditora Publicador: UCEditora
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
96.31%
A Andragogia é tão antiga como o próprio Homem, mas a sua individualização como teoria de Aprendizagem só surgiu no final do século XX. Na área médica existe já uma experiência significativa da sua utilização no ensino pré-graduado, mas na educação médica contínua os estudos são ainda relativamente escassos e dirigidos sobretudo ao ensino de gestos. Este estudo foi desenhado com o objectivo de perceber quais as motivações dos médicos para continuar a estudar ao longo da vida, quais os estilos de ensino/aprendizagem mais adoptados por este grupo profissional e como avaliam as acções de formação que frequentaram. Para tal, foram construídos e validados três questionários (motivações, métodos preferenciais de aprendizagem e avaliação das acções de formação), que foram apresentados em conjunto a um grupo de 95 médicos de várias especialidades, seleccionados por conveniência. A análise dos resultados demonstrou que, na realidade, os médicos estudam de forma contínua, sobretudo por satisfação pessoal e pela necessidade de actualização. Estudam primordialmente para responder aos problemas clínicos do dia-a-dia, preferindo, inicialmente, adquirir os conhecimentos de forma passiva (lendo livros e revistas)...

O e-learning na Educação Médica Contínua: aplicação a uma situação de ensino-aprendizagem em Oftalmologia

Filipe, Helena; Fernandes, António Augusto; Dinis, António Castanheira; Caldas, Alexandre Castro
Fonte: UCEditora Publicador: UCEditora
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
96.32%
Introdução: A sociedade do conhecimento conduziu a um novo paradigma no domínio da educação centrado no conceito de educação contínua. O e-Learning, como modelo de ensino-aprendizagem integra-se neste contexto, pois recorrendo às tecnologias digitais permite a concepção e implementação de estratégias pedagógicas adequadas a uma aprendizagem eficaz, personalizada e global. Objectivos: O objectivo deste trabalho foi avaliar a eficácia e impacto do e-Learning na educação médica pós-graduada em oftalmologia com base numa intervenção educacional a distância. Metodologia: A investigação foi conduzida com base num curso para o qual foram desenvolvidos o desenho, as metodologias de implementação e pilotagem e a estratégia de avaliação. Foram aplicados três questionários para caracterização da amostra (perfil de cibernauta, perfil de formação pós-graduada e estilo de aprendizagem). Os aprendentes resolveram um Teste de Diagnóstico de cinquenta perguntas de escolha múltipla, um Teste Final comas mesmas questões e no final da cada Sessão foi apresentado um Teste de dez questões de escolha múltipla. Após concluírem o curso todos responderam a um questionário de satisfação e impacto e receberam um Diploma de Participação. Resultados: A intervenção educacional foi aplicada a uma amostra de trinta e sete médicos: trinta e quatro médicos internos de Oftalmologia e três médicos oftalmologistas. A média de idades situou-se nos 33 anos. Todos atribuíram elevada importância à sua formação pós-graduada e na sua maioria utilizam semanalmente o computador (PC) mais de quatro horas. É privilegiado o domínio profissional...

Identificação e caracterização de potenciais e-learners: um contributo para a aplicação do e-learning à Educação Médica Contínua

Fernandes, Rui
Fonte: UCEditora Publicador: UCEditora
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
96.34%
Com a evolução tecnológica verificada nas últimas décadas, o processo de ensino-aprendizagem tem sofrido alterações no seu padrão, sendo o ensino a distância com apoio das tecnologias de informação e comunicação (TIC), um exemplo. O surgimento de novas formas de ensinar e aprender condiciona o aparecimento, em paralelo, de resistências a essa mudança, o que é inevitável em qualquer modificação metodológica. No ensino centrado no estudante, este tem um papel fulcral nesse processo, pelo que é fundamental conheceras suas características e a opinião sobre os novos para digmas de ensino, o que constitui uma etapa inicial na concepção e distribuição de produtos educativos electrónicos.Com o objectivo de caracterizar uma população médica, de acordo com as suas características demográficas e pessoais, a utilização de ferramentas electrónicas (computador pessoal e Internet) na sua vida pessoal e profissional, e as metodologias utilizadas na educação médica contínua, inquirimos 91 médicos através de inquérito de respostas fechadas administrado à distância (correio tradicional e e-mail). A análise dos resultados evidenciou que a população médica estudada está habituada a utilizar o computador pessoal e a internet para várias actividades do seu quotidiano...

Importância da simulação no treino de equipa para eventos críticos em obstetrícia: resultados da primeira fase do plano nacional de educação médica contínua

Maio-Matos, F; Sousa-Gomes, A; Costa, FJ; Santos-Silva, I; Carvalhas, J
Fonte: Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra Publicador: Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
55.9%
As emergências obstétricas são eventos raros e inesperados. O modelo tradicional para a formação médica nestes eventos críticos apresenta limitações óbvias. Dada a variedade de competências técnicas e o ambiente de alto risco em que são aplicadas, a obstetrícia é uma especialidade que se adequa totalmente ao treino através de técnicas ou tecnologias aplicadas à Medicina ou Obstetrícia. Este modelo de aprendizagem constitui uma oportunidade para aprender e treinar competências técnicas simples e complexas, bem como a oportunidade para ensaiar e aprender com os erros, sem riscos para os doentes. Assim, elaborámos um estudo com o objectivo de avaliar a percepção dos formandos relativamente a quais os factores associados à falibilidade humana antes e após a formação clínica com simulação; comparar o nível de confiança para a resolução de situações emergentes obstétricas entre internos e especialistas com mais de 5 anos de experiência, antes e após uma acção formativa em gestão de eventos críticos de Obstetrícia; determinar o valor atribuído pelos formandos à simulação como instrumento formativo em cuidados emergentes. Nesta fase do programa, correspondente às 3 primeiras sessões formativas em gestão de eventos críticos de Obstetrícia...

Percepção de pacientes sobre a internação em um hospital universitário: implicações para o ensino médico

Cortopassi,Andrea Christina; Lima,Maria Cristina Pereira; Gonçalves,Irio José
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2006 PT
Relevância na Pesquisa
56.03%
Objetivo: Avaliar a percepção dos pacientes quanto à relação estabelecida com profissionais e alunos durante internação no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB-Unesp). Metodologia: Trata-se de um estudo observacional, no qual as informações foram colhidas por meio de entrevistas para obter dados sobre as internações, tendo sido realizado também grupo focal com pacientes de uma das enfermarias. Resultados: A internação foi avaliada como boa e ótima pela maior parte dos pacientes, tanto nas respostas às entrevistas quanto no grupo focal. As poucas queixas que surgiram foram dirigidas principalmente à visita médica. Conclusões: Embora as avaliações tenham sido positivas, os pacientes se mostraram ambivalentes em relação à visita médica. Diretrizes que norteiem sua realização são necessárias para que a mesma preserve seu papel didático sem prejuízo para o paciente. Estratégias institucionais de avaliação contínua devem ser desenvolvidas, especialmente em serviços universitários, aliando metodologias quantitativas e qualitativas.

Educação permanente de docentes: análise crítica de experiências não sistematizadas

Almeida,Henriqueta Galvanin Guidio de; Ferreira Filho,Olavo Franco
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66%
Quando alterações curriculares abrangentes são propostas para os cursos de Medicina, como no caso da implantação de um currículo integrado, exige-se do professor a modificação de seu papel central de transmissor de conhecimentos para um papel mais cooperativo efacilitador do processo de ensino-aprendizagem, o que pode gerar insegurança, sensação de perda de poder e resistência. A capacitação formal dos docentes para suas novas funções é imperiosa para o sucesso nas mudanças. Além das ações educativas sistematizadas, atividades alternativas podem contribuir para aperfeiçoar a função docente. Este artigo analisa a experiência de docentes do curso de Medicina da Universidade Estadual de Londrina (UEL), membros das comissões de apoio ao colegiado, que desenvolveram, nos primeiros anos da implantação do currículo integrado, atividades não sistematizadas de educação permanente junto a docentes do curso. São comentadas informações a respeito: da reunião semanal realizada com os tutores; da pesquisação sobre a inserção e o desenvolvimento docente no currículo integrado; da revisão dos conteúdos dos módulos temáticos; da pesquisação com os coordenadores dos módulos temáticos; e do inquérito realizado com os preceptores de áreas do internato médico. As atividades analisadas forneceram respostas a demandas locais e contribuíram com a dinâmica de um processo de implantação que deve permanecer em contínua renovação.

Os modelos de cuidados como eixo de estruturação de atividades interdisciplinares e multiprofissionais em saúde

Oliveira,Maria Conceição de
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
55.92%
Este artigo apresenta uma proposta de discussão e de construção teórico-metodológica sobre o complexo tema dos modelos de cuidados à saúde. Aponta a possibilidade de que esta se efetive na articulação ensino-serviços e a partir da colaboração interdisciplinar e multiprofissional. Desse modo, haveria a construção conjunta para abordagens dos modelos de cuidados. Esta construção seria um dos eixos estruturadores para concretizar as diretrizes curriculares que propõem mudanças na formação (e nas práticas) dos profissionais que atuam na área de saúde. Estas mudanças estariam confluentes às prerrogativas de reorientação do modelo assistencial brasileiro, o SUS, e pautadas na capacitação profissional dirigida às necessidades sociais de saúde do País e que buscam a construção da integralidade no cuidado e na atenção á saúde. Considera-se que um espaço privilegiado para essa discussão/construção é o Programa Docente-Assistencial (PDA) de Florianópolis - espaço de articulação ensino-serviços que possibilita a contínua reflexão sobre os microprocessos de trabalho de seus participantes.

Médicos e indústria farmacêutica: percepções éticas de estudantes de medicina

Peres,Gabriel; Job,José Roberto Pretel Pereira
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.03%
INTRODUÇÃO: Após a Segunda Guerra Mundial, a indústria farmacêutica (IF) consolidou-se como importante e lucrativa atividade econômica. Considerando que os prescritores são médicos, a IF se vale de pesada campanha propagandística e do oferecimento de vantagens, desde os primórdios da formação médica. OBJETIVOS: Identificar percepções éticas em estudantes de Medicina no início do curso, além de comparar os distintos grupos que compõem a amostra. CASUÍSTICA E MÉTODOS: Estudo transversal, descritivo, baseado na aplicação e análise de questionário sobre a relação entre médicos e IF, respondidos por 94 segundanistas. Para análise estatística, utilizaram-se testes do tipo Wilcoxon e Exato de Fisher. A significância foi de p = 0,5. RESULTADOS: As respostas foram semelhantes aos conceitos do Código de Ética Médica (CEM) de 1988. Na comparação entre grupos relativamente ao item que declarava a necessidade de maior tempo de abordagem de temas éticos, verificou-se divergência entre estudantes religiosos e aqueles sem religião declarada. DISCUSSÃO: A influência das ações da IF era conhecida entre os alunos, ainda que ignorassem certos mecanismos de atuação desta e se tornassem vulneráveis à propaganda em ambiente acadêmico. CONCLUSÃO: As percepções éticas dos estudantes pesquisados foram...

Pesquisa em educação médica conduzida por estudantes: um ano de experiência do núcleo acadêmico de pesquisa em educação Médica

Hamamoto Filho,Pedro Tadao; Venditti,Vinicius Cunha; Miguel,Licério; Silva,Ludmila Almeida; Oliveira,Cristiano Claudino; Peraçoli,José Carlos
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
86.18%
A pesquisa em educação médica vem se desenvolvendo muito nos últimos anos. A participação de estudantes nos processos de mudanças curriculares também é crescente e bastante contributiva. Ainda, a iniciação científica está sendo amplamente defendida por seu impacto positivo na formação profissional. Relatamos um ano de experiência do Núcleo Acadêmico de Pesquisa em Educação Médica (Napem), que integra as propostas de participação discente nas discussões de ensino médico através de trabalhos de iniciação científica em educação médica. O Napem foi fundado em 2008 e foi bem aceito na comunidade acadêmica da Faculdade de Medicina de Botucatu/Universidade Estadual Paulista (FMB/Unesp). Seus projetos de pesquisa atuais investigam: avaliação do curso médico, avaliação do estudante, fatores que influenciam a busca por iniciação científica, Ligas Acadêmicas e interdisciplinaridade. Estão envolvidos 17 estudantes e dez professores. Em um ano, o Napem apresentou trabalhos em congressos, publicou artigo em periódico indexado e está certificado como grupo de pesquisa no CNPq. Dentre seus desafios estão a necessidade de contínua renovação dos estudantes e o avanço nas pesquisas, de modo que os projetos não se encerrem em si mesmos...

Formação e seleção de docentes para currículos inovadores na graduação em saúde

Machado,José Lúcio Martins; Machado,Valéria Menezes; Vieira,Joaquim Edson
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
55.92%
A expansão do número de vagas no ensino superior, especialmente na área da saúde, deu-se principalmente às custas do setor privado e sob as recomendações das Diretrizes Curriculares Nacionais. A formação de profissionais de saúde demanda um novo perfil de competências para a docência no ensino superior. O objetivo deste estudo foi avaliar os Projetos Político-Pedagógicos (PPPs) dos novos cursos de graduação na área da saúde que incorporam metodologias ativas de ensino-aprendizagem e observar a coerência entre a proposta pedagógica e a forma de recrutamento, contratação e capacitação do corpo docente. O estudo é descritivo. Foram analisados os processos de recrutamento e capacitação de professores em novos cursos da área da saúde que expressam uma concepção inovadora no período de 2000 a 2008. Foram observadas sete instituições públicas e sete particulares. Apenas dois cursos entre os 19 analisados organizam os currículos por disciplinas e não por módulos integrados. As instituições privadas realizaram o mesmo processo de recrutamento e capacitação de docentes, com a seleção ocorrendo em meio à capacitação. As públicas realizaram capacitação após a definição do concurso público, com os docentes já contratados. Este estudo propõe a necessidade de redimensionar a formação docente na universidade...

Avaliação formativa em sessão tutorial: concepções e dificuldades

Oliveira,Vanessa Teixeira Duque de; Batista,Nildo Alves
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
55.92%
A proposta deste trabalho é apreender concepções de estudantes e tutores sobre a avaliação formativa nas sessões tutoriais de um currículo PBL, identificando as dificuldades enfrentadas no desenvolvimento dessa prática. Um questionário Likert foi aplicado a 11 tutores e 45 discentes do sétimo período do curso de Medicina da Universidade Estadual de Montes Claros e uma entrevista de aprofundamento foi realizada com a totalidade dos tutores e 20 estudantes. Os entrevistados percebem a proposta formativa da avaliação na sessão tutorial, definindo-a como processual, reflexiva, dialógica, diagnóstica, e enfatizam a possibilidade de feedback como fator motivador e determinante para solucionar as deficiências detectadas e reforçar as potencialidades percebidas. São identificadas dificuldades relacionadas ao desempenho dos docentes, como falta de preparo, ao desempenho dos estudantes (falta de sinceridade, maturidade) e outras decorrentes da inadequação dos critérios utilizados nos instrumentos avaliativos. Os resultados apontam a necessidade de programas de desenvolvimento docente e discente em avaliação, assim como maior compromisso das instituições que utilizam a metodologia Aprendizagem Baseada em Problemas na busca contínua e reflexiva da coerência com os pressupostos pedagógicos estabelecidos pelo currículo.

O uso do Moodle como reforço ao ensino presencial de parasitologia e micologia no curso de graduação em medicina

Mezzari,Adelina; Iser,Isabele; Wiebbelling,Adília Maria Pereira; Tarouco,Liane
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
55.98%
O ensino presencial nos cursos de graduação continua sendo o foco do ensino e da aprendizagem. Com o advento de novas tecnologias de ensino, algumas ferramentas têm sido utilizadas como reforço ao ensino presencial. A plataforma Moodle (Modular Object Oriented Distance Learning) tem sido uma das mais empregadas nas instituições de ensino. Este estudo avaliou a relação do ensino presencial com o uso do Moodle institucional na disciplina de Parasitologia e Micologia Médica do curso de Medicina da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA). Como reforço a esta atividade, a página da disciplina cadastrada no sistema Moodle disponibilizou casos clínicos para que os alunos realizassem o diagnóstico. Além disso, foram apresentadas outras informações complementares para o ensino presencial. A metodologia buscou exercitar os instrumentos de aprendizagem que o sistema Moodle oferece, como o link a um arquivo ou site, os fóruns de discussão, a ferramenta questionário e o chat. Como o Moodle é institucional, nele está disponível a página da disciplina, onde passaram a constar todas as informações referentes à mesma, bem como as atividades extraclasse

Medical Education and Professionalism; Educação Médica e Profissionalismo

Martins e Silva, João; Faculdade de Medicina. Universidade de Lisboa. Lisboa. Portugal.* Sociedade Portuguesa de Educação Médica. Lisboa. Portugal.* * Aposentado. São indicadas as principais entidades onde o autor desenvolveu a sua actividade.
Fonte: Ordem dos Médicos Publicador: Ordem dos Médicos
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; review; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.1%
Is briefly analyzed the evolution that the objectives, strategies and models of medical education have had since their presentation and subsequent implementation of the famous model of Abraham Flexner, is now 103 years. Although globally accepted in their original pedagogical principles and instruments, that model does not have avoided the continuing dissatisfaction by the medical community and students and, most markedly in recent decades, the demanding of a most efficient health care by society, in general, and by patients in particular. In response to these ambitions, the medical community felt that it was essential to review the traditional criteria of medical professionalism, adapting them to a new paradigm of society and an appropriate and more efficient model of medical education. In this respect, are analyzed strategies and methodologies, apparently more suitable proposals for the inclusion of the principles and responsibilities of medical professionalism since the early period of pre-graduated medical education. It is assumed that the emphasis in teaching and practice of reflection throughout the course will have positive and lasting repercussions during active working life. However, the author believes that the success of the measures to be introduced in medical education programs to a new model of professionalism continues to depend...

Negligência Médica

Gomes-Pedro, João C.; Carneiro, António Vaz; Fernandes, Armando
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Formato: application/pdf
Publicado em 21/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.08%
A fiabilidade profissional é uma preocupação constante de todos os médicos, mas que apesar disso a maioria deles não gosta de abordar. Dada a expansão da informação médica científica e o excesso de horas atribuídas à actividade assistencial, os médicos recebem, geralmente, pouca formação/educação formal sobre a má prática clínica (falta médica), de que a negligência médica é apenas um dos seus vectores constituintes. A ausência de familiaridade com esta problemática pode provocar stress e ansiedade, e pode levar à tomada de decisões erradas (medicina defensiva, por exemplo).Na última década, tem-se verificado uma espiral de acusações de pressupostas má práticas médicas, pelo que este tema é um assunto de grande actualidade e pertinência.Tendo em consideração a longa experiência dos autores (assistencial, formativa, de investigação e de gestão) são tecidas algumas considerações, essencialmente de ordem médica e clínica, sobre a «negligência médica» e são propostas algumas estratégias (educação médica tutelada e formação contínua dos profissionais, etc.) que permitem melhorar o desempenho dos médicos e diminuir a probabilidade de erro relacionada com a arte da prática da medicina em geral e da Pediatria em particular.

A Construção de Competências em Educação Médica

Gomes-Pedro, João
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Formato: application/pdf
Publicado em 25/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.11%
O A. reflecte sobre a missão e a responsabilidade do Professor de Medicina bem como sobre as estratégias para operar a construção de competências em Educação Médica.Para o A. é condição determinante de sucesso em Educação Médica a operacionalização de modelos de formação contínua para os docentes das Faculdades de Medicina.Por último, o A. faz referência às estratégias seguidas na F.M.L. nos último dez anos, que culminaram na montagem do primeiro Mestrado de Educação Médica, em Portugal.

Educação Médica

Levy, Maria de Lourdes
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Formato: application/pdf
Publicado em 25/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
86.2%
A A. apresenta uma revisão sobre Educação Médica Contínua (EMC) baseando-se na literatura dos últimos anos. Uma enfase especial é dada à necessidade dessa EMC estar de acordo com a directrizes emanadas da U.E. É sublinhado o papel da Confederação Europeia dos especialistas em Pediatria (CESP) no que se refere à educação contínua em pediatria.

Formação Profissional Contínua em Pediatria. 2.a Parte — Aspectos Organizativos e Questões Polémicas

Videira-Amaral, João M.
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pediatria Publicador: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Formato: application/pdf
Publicado em 21/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
56.12%
O processo de ensino-aprendizagem em medicina é um processo sequencial compreendendo a pré-graduação, a pós-graduação e a formação profissional contínua. De facto, a qualificação proporcionada no termo do curso de medicina (e de outros cursos) não é entendida, à luz dos conceitos actuais, como um certificado vitalício de competência o que implica a necessidade de um processo formativo aplicável durante toda a carreira e abrangendo todas a hierarquias designado habitualmente por Formação Profissional Contínua (ou Desenvolvimento Profissional Contínuo). Para a efectividade de tal processo é fundamental existir uma estrutura organizativa que permita, não só propiciar e coordenar as diversas acções de formação, mas também avaliar o processo formativo abrangendo todos os profissionais (neste caso pediatras) que têm o dever ético de actualização e aperfeiçoamento, mas igualmente, o direito a tal processo formativo.Na 2.' parte deste trabalho são especificados aspectos organizativos da FPC que têm a ver com o registo e quantificação das actividades segundo um critério de cotação em unidades básicas chamadas «créditos». No modelo apresentado a validação dos registos seria da responsabilidade de Associações Médicas (no nosso caso...