Página 1 dos resultados de 1046 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

A educação não-escolar no quotidiano das crianças: o contributo da atividade lúdica

Freire-Ribeiro, Ilda; Rodrigues, Maria José; Castanheira, Manuel Luís Pinto
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
56.17%
A escola e a educação que nela se faz, considerada formal, tem revelado grande protagonismo na socialização do indivíduo. Malgrado este cenário assiste-se a uma necessidade de encontrar outros espaços e contextos que favoreçam o processo de aprendizagem social bem como a construção plena da individualidade de cada um. Estes contextos proporcionam múltiplas aprendizagens que diferem da escolar e que se tornam imprescindíveis numa formação holística e em continuidade. Nesta comunicação pretende-se abordar a educação não-escolar, incidindo-se o olhar na educação informal, que se concretiza na escola da vida e cujos processos educativos acontecem espontaneamente. Procura-se entender a problemática que envolve a construção de aprendizagens informais em crianças analisando com particular destaque a sua atividade lúdica diária. Parte-se do pressuposto que durante a interação lúdica com os outros, as crianças desenvolvem a atenção, a memória, a imaginação, a perceção, a linguagem, a reflexão, exploram aspetos da realidade sociocultural e étnica, questionam papéis sociais e regras, reinventam situações reais. Mobiliza-se para a discussão dados recolhidos num estudo de cariz qualitativo, onde, e tendo em consideração os objetivos do mesmo...

Ambientes de aprendizagem online: contributo pedagógico para as tendências de aprendizagem informal

Barros, Daniela Melaré Vieira; Spilker, Maria João
Fonte: Revista Contemporaneidade Educação e Tecnologia Publicador: Revista Contemporaneidade Educação e Tecnologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 01/04/2013 POR
Relevância na Pesquisa
56.33%
No presente texto propõe-se uma abordagem focada nos ambientes de aprendizagem online, nas características, elementos e diretrizes pedagógicas que se desenvolvem na sequência de tendências e perspetivas atuais. Partindo de uma visão mais tradicional de ambientes de aprendizagem online, apresentam-se algumas das atuais tendências, assim como as oportunidades e desafios inerentes a esses cenários emergentes. Já hoje ferramentas e serviços da Web 2.0 permitem a personalização do próprio ambiente, como também a criação e partilha de conteúdos por partes dos utilizadores-aprendentes. Sustentam e fomentam a participação, a colaboração e a cooperação, em áreas de interesse comum, derrubando fronteiras antes não ultrapassáveis entre a aprendizagem formal, não formal e informal. Neste enquadramento procede-se a análise dos ambientes de aprendizagem em suas novas perspetivas e a educação informal em suas diretrizes didático-pedagógicas. Realizamos uma análise descritiva suportada por referenciais bibliográficos, reflexões e discussões. Os resultados trazem assim um contributo para o pensamento sobre os processos pedagógicos emergentes dos ambientes de aprendizagem online sob a perspetiva da educação informal e aberta.

Educação informal e CPLP : projeto IERPA (instituto de ensino recorrente e profissional de Angola)

Ribeiro, Petrouska
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.38%
Face aos desafios contemporâneos colocados à Escola, a educação informal apresenta-se como uma resposta possível à resolução de inúmeros problemas. Pode servir para complementar muitos dos projetos e estratégias pedagógicas, visando uma melhor e mais eficaz socialização dos jovens. O que será mais fácil, se pensarmos nas condições do país que deverá acolher este tipo de Projeto, para a promoção de um trabalho coerente e planificado. Como objetivo geral, a educação informal (entendida como youth/community work) pressupõe ensinar e motivar a aprendizagem dos jovens, sobretudo dos 11 aos 25 anos de idade (podendo este limite ser mais abrangente, consoante a necessidade e o meio onde o projeto é inserido), quer acerca deles próprios como membros (ativos) de uma comunidade, de uma nacionalidade e de uma “africanidade”, quer acerca da sociedade, através de atividades/iniciativas simultaneamente lúdicas, motivadoras e desafiantes, que permitam ao grupo-alvo um maior e mais eficaz desenvolvimento pessoal e social, bem como a formação de valores. Como objetivo específico, torna-se importante refletir sobre as palavras-chave de uma dinâmica como a igualdade de oportunidades e a educação de pares, tendo em conta os jovens que se farão ouvir nestas iniciativas...

Lazer, educação informal e traços culturais do migrante brasileiro que permanece temporariamente no Japão - Diálogo de traços étnico-culturais e de lazer entre brasileiros no Japão e japoneses no Brasil; Leisure, Informal education and cultural features as for brazilian migrants who live temporarily In Japan: a dialog between the ethnic/cultural features as well as the leisure activities of brazilians in Japan and those of japanese in Brazil.

Ikari, Lucí Tiho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.45%
Pesquisa sociocultural qualiquantitativa descritiva sobre o lazer, educação informal e traços culturais de brasileiros que permaneceram temporariamente no Japão, em busca de melhores condições de vida. Inicia-se elaborando uma discussão conceitual e teórica do lazer e de suas funções, tempo livre, tempo liberado e desemprego, educação não formal e informal, e faz um recorte de traços culturais. Apresenta aspectos do desemprego no Brasil e na Região Metropolitana de São Paulo, nas décadas de 1980 e 1990, com breve relato circunstancial do movimento migratório de brasileiros para o Japão. Caracteriza o público alvo da amostra, com base na aplicação do questionário, e aborda a história de vida de brasileiros, mediante entrevistas gravadas, em fitas cassetes, com questões abertas padronizadas e estudo bibliográfico. Analisa as informações colhidas, apontando contribuições e impactos socioculturais de brasileiros na vida de japoneses. Esses resultados compõem o fio condutor nutrido com fatos semelhantes vivenciados pelos imigrantes japoneses no Brasil, anteriormente explanados na dissertação de mestrado, elaborando um diálogo sincrônico. Conclui-se que há evidências do imbricamento do lazer e educação informal na formação dos traços culturais dos migrantes brasileiros no Japão...

Visitando, pesquisando, aprendendo e brincando : uma revisão de atividades para o ensino informal de ciências; Visiting, investigating, learning and playing : a review of activities for infomal science education

Sebastiany, Ana Paula; Pizzato, Michelle Camara; Del Pino, Jose Claudio; Salgado, Tania Denise Miskinis
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.41%
Este trabalho apresenta uma revisão acerca do papel do ensino informal em ciências. Dentre as discussões, está a diferenciação entre o ensino formal e o informal no que se refere à aprendizagem. Entre os resultados das pesquisas analisadas, destaca-se o fato de que os espaços de educação não formal são importantes complementos à escola. Verificou-se que as estratégias adotadas concebem estes espaços como locais de interação efetiva entre alunos, professores e monitores. O objetivo destas atividades, em geral, é a demonstração ou a simulação de fenômenos científicos. Finalmente, parece que as pesquisas em educação em ciências sobre ensino formal e informal buscam a compreensão de como as aprendizagens acontecem fora da escola com a intenção de construir um referencial teórico para essas práticas e processos de educação.; This paper presents a review about the role of informal teaching in science. Among the discussions, distinction is presented between formal and informal education and its relationship with learning. The results of the surveys analyzed show that the spaces of non-formal education are important complements to the school. It was found that the strategies adopted conceive these spaces as places of effective interaction between students...

Evolução biológica pelo modo não-tradicional: como professores de ensino médio lidam com esta situação?

Lucena, Daniel Pauli
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 94 f. : il. + anexo
POR
Relevância na Pesquisa
46.45%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Educação para a Ciência - FC; A teoria da evolução biológica tornou-se o eixo organizador do pensamento biológico, e desde a publicação de A Origem das Espécies o tema tem sido amplamente discutido tanto dentro como fora dos ambientes acadêmicos. A partir do século XX, o ensino da teoria da Evolução Biológica de Charles Darwin passou a integrar os currículos da educação básica no Brasil e no mundo, e desde então muitas divergências acerca do ensino deste tema têm surgido. O uso de recursos didáticos alternativos e a educação informal em ciências podem ser uma importante ferramenta de auxílio ao professor, se bem utilizado em sala de aula, minimizando os problemas decorrentes do ensino tradicional. Os objetivos do trabalho foram os seguintes: (1) Identificar por quais meios os alunos do ensino médio de escolas públicas e particulares de São José do Rio Preto-SP aprendem ou se informam a respeito da teoria da Evolução Biológica; (2) avaliar a importância atribuída por professores à educação informal na aprendizagem da Evolução Biológica; (3) identificar se os professores de Biologia utilizam recursos e estratégias alternativas de ensino como recurso didático para ensinar a Evolução Biológica e qual a importância por eles atribuída a esses recursos; (4) verificar como os professores de Biologia se posicionam como parceiros mais capazes no ensino de Evolução Biológica. A pesquisa foi desenvolvida em duas fases: (1) Levantamento de dados sobre fontes de informação a respeito de Evolução Biológica entre alunos do ensino médio; (2) Entrevistas com professores de Biologia do ensino médio de modo a identificar como lidam com o uso de recursos alternativos e a educação informal...

Quarenta anos na sombra da crise da escola : possibilidades e contrariedades no percurso da educação não-escolar

Palhares, José Augusto
Fonte: Secção Portuguesa da AFIRSE Publicador: Secção Portuguesa da AFIRSE
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
56.21%
Em Outubro de 2007 cumpriram-se quarenta anos sobre o anúncio da "crise mundial da educação". O relatório apresentado na conferência de Williamsburg (Virgínia), e mais tarde dado à estampa pelo seu autor, Philip H. Coombs (1968), sob o título The World Educational Crisis, remetia o diagnóstico da crise essencialmente para o quadro dos sistemas formais de ensino, coincidindo com um período em que se atingiam números sem precedentes nas taxas de escolarização. Se é certo que as noções de educação formal, educação não-formal e educação informal vingaram no quadro da terminologia educativa, no entanto, e apesar de distintos olhares críticos que se desenvolveram sobre a instituição escolar, a forma da escola não deixou de exercer a sua hegemonia, tendo mesmo alargado a sua centralidade e a sua influência social na actualidade. Assim, nesta comunicação revisitam-se os argumentos de alguns autores que há cerca de quatro décadas participaram reflexivamente no desenvolvimento de uma perspectiva crítica sobre a instituição escolar e contribuíram, quer pela denúncia, quer pelo alcance das suas propostas, para que se vislumbrassem outras possibilidades educativas no quotidiano dos diversos actores sociais.

O teatro na comunidade de Torres Vedras: as práticas de criação e de fruição em torno do grupo do Grémio Artístico Torreense

Freitas, Benedita Isabel Geraldes Faria de
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
46.43%
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação de Lisboa para obtenção de grau de mestre em Educação Artística - Especialização em Teatro na Educação; Esta dissertação de Mestrado na área da Educação Artística – especialização em Teatro na Educação, assenta numa investigação desenvolvida em Torres Vedras onde o teatro marca a tradição, fazendo história como elemento de produção cultural. Colocando-se a questão de que as decisões culturais dos indivíduos de uma comunidade, no que à produção e fruição do espetáculo teatral diz respeito, possam ser consequência de marcas de educação informal ligadas à ação de grupos de teatro sediados nessa comunidade, este estudo surgiu com o objetivo de perceber essas dinâmicas no contexto específico da atividade de um grupo particular. A decisão recaiu sobre o Grémio Artístico Torreense, considerando quer a história e longevidade desta Associação centenária, quer o trabalho desenvolvido pelo seu grupo amador. Este estudo de caso foi desenvolvido de acordo com a abordagem qualitativa da investigação, através de técnicas de recolha de dados como a pesquisa documental e o inquérito por entrevista, bem como de técnicas de análise descritiva dos documentos reunidos e de análise do conteúdo das entrevistas. A triangulação dos dados permitiu concluir fundamentalmente o pensamento de que as relações de afeto e partilha...

Representações literárias da educação formal e informal: possibilidades e inacabamentos em torno de Praeterita e A vida no céu – romance para jovens e outros sonhadores

Melão, Dulce
Fonte: Universidade Nova de Lisboa/Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Publicador: Universidade Nova de Lisboa/Faculdade de Ciências Sociais e Humanas
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /07/2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.44%
Atualmente as práticas educativas no âmbito da educação formal e informal têm sido objeto de particular atenção por parte da academia, tendo vindo a ser destacada a relevância das segundas para complementar/questionar as primeiras, num processo reflexivo potencialmente gerador de conhecimento. As representações literárias da educação formal e informal, na medida em que nos oferecem uma tela privilegiada para lançar sobre tais práticas um olhar mais atento, merecem, pois, particular atenção. Face ao exposto, nesta comunicação teremos como objetivos: (1) revisitar brevemente os conceitos de educação formal e não formal, encarando-os na sua multidimensionalidade; (2) refletir sobre o modo como em Praeterita, a autobiografia de John Ruskin e em A vida no céu - romance para jovens e outros sonhadores, de José Eduardo Agualusa, é representada a educação formal e informal e quais os múltiplos contornos de que se reveste; (3) indagar de que forma as duas obras poderão contribuir para uma reflexão sobre os atuais (desa)fios da Educação dos jovens enquanto espaço onde permanentemente circulam múltiplas e enriquecedoras leituras do mundo. Conclui-se que as duas obras possibilitam que lancemos um olhar renovado sobre a educação formal e informal e que os benefícios mútuos resultantes do seu possível cruzamento deverão continuar a ser explorados.

Caminhos para a aprendizagem : o entrelaçar do formal, não formal e informal

Rolim, Anabela Pereira Gomes dos Santos, 1974-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
56.45%
Trabalho de Projeto de mestrado, Ciências da Educação (Formação de Adultos), Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, 2013; Este trabalho é um convite a uma incursão empírica que pretende, em primeiro lugar através da minha narrativa autobiográfica, estabelecer um paralelo entre a minha experiência pessoal vivida e uma análise reflexiva devidamente argumentada, onde foco as competências adquiridas, sejam elas de teor académico, técnico ou transversais, e que me proporcionaram ser o que sou hoje como pessoa e como profissional. Num segundo plano, de modo a permitir uma adequada contextualização teórica da temática da educação e formação de adultos são abordados temas relativos à história da educação e formação de adultos em Portugal, nomeadamente a partir de 1974; a diferenciação entre a educação formal, educação não formal e educação informal; os processos que intervêm ao nível da aprendizagem e a sua importância; e o processo de reconhecimento e validação de adquiridos experienciais. Por último, com trabalho empírico pretendi demonstrar a importância não só da educação formal, como também da educação não formal e informal no quotidiano dos adultos, e o contributo da aprendizagem pela experiência que se encontra intimamente relacionada com o processo de reconhecimento de adquiridos experienciais...

Educação informal intergeracional: o caso da transmissão dos usos e costumes da medicina tradicional

Amaro, Aurora Maria Rêgo Paixão Tavares
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
66.26%
Dissertação de mest., Ciências da Educação, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Universidade do Algarve, 2010; O presente trabalho de investigação, desenvolvido na área da Educação e Formação de Adultos, sustenta-se no estudo de seis casos. É um trabalho que visa, dentro da área mencionada, explorar as dinâmicas subjacentes à educação informal e a forma como esta é transmitida de geração em geração, tendo por base o exemplo da medicina popular. A problemática desta investigação foi lançada pela questão: “De que forma os hábitos e mezinhas típicos da medicina tradicional, veiculados pela população sénior, influenciam, os comportamentos, as representações e as atitudes, de jovens e adultos?”. Tendo como base esta problemática, o corpo do trabalho é constituído por uma primeira parte, relativa ao quadro teórico, onde procedemos a uma aproximação conceptual à problemática em estudo; segue-se a parte relativa ao estudo empírico, envolvendo a concepção e a testagem de instrumentos de recolha de dados e a realização de entrevistas semi-estruturadas; e, finalmente, a última parte, relativa à análise e discussão da informação recolhida. O conhecimento produzido através do presente estudo...

Educação não-formal, participação da sociedade civil e estruturas colegiadas nas escolas

Gohn,Maria da Glória
Fonte: Fundação CESGRANRIO Publicador: Fundação CESGRANRIO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2006 PT
Relevância na Pesquisa
56.23%
O trabalho apresenta um estudo sobre a educação não-formal e seu papel no processo educativo mais geral. Considera-se a educação não-formal como uma área de conhecimento ainda em construção. Estuda-se a possibilidade deste processo em conselhos de escolas e o aprendizado que resulta da participação da sociedade civil nestes conselhos. O trabalho se divide em duas partes: a primeira tem caráter teórico e discute a categoria educação não-formal em si, seu campo e atributos. Por meio da análise comparativa, busca-se diferenciá-la da educação formal e da educação informal. A segunda investiga a categoria da educação não - formal em conselhos escolares, e em movimentos sociais que atuam na área da educação.

Nanociências, nanotecnologia: uma visão desde seu nascimento até apresentação das temáticas à sociedade

Novo, Magda Suzana
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
46.53%
Esta tese, produzida no Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde, na linha de pesquisa “Educação Científica: Produção Científica e Avaliação de Produtividade em Ciência”, objetivou a análise da trajetória das nanociências e da nanotecnologia desde suas origens até a apresentação dessas temáticas à sociedade, incluindo o papel da educação informal e formal. Foram objetivos específicos: levantar o momento histórico em que as nanociências e nanotecnologia surgem no campo científico e sua relação com as matérias divulgadas pelas revistas Veja e Scientific American; levantar e caracterizar a divulgação científica promovida pela educação informal, em especial por essas revistas; investigar e analisar o conhecimento que professores possuem sobre os temas nanociências e nanotecnologia. Inicialmente, a fim de conhecer aspectos históricos das nanociências e da nanotecnologia, foi levantado na Web of Science trabalhos que continham as palavras-chave Nanoscience e Nanotechnology. Nesse estudo foi realizado um recorte utilizando como critério as palavras-chave relacionadas à Biologia e à Saúde elencadas nas matérias, das revistas Veja e Scientific American, publicadas de junho de 2009 a junho de 2010. Para obter um padrão de relacionamento entre as palavras usadas na base de pesquisa...

E-learning e educação não formal

Silva, Ana da; Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém (ESES) Departamento de Ciências Sociais Departamento de Línguas e Literaturas
Fonte: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 22/05/2014 POR
Relevância na Pesquisa
56.2%
Propõe-se apresentar uma experiência piloto de e-aprendizagem, na plataforma e-raízes (http://eraizes.ipsantarem.pt/), em Organização e Animação de Bibliotecas, da Licenciatura em Animação Cultural e Educação Comunitária, na sequência de um pedido de autorização à Direção-Geral do Ensino Superior para substituir o formato presencial pelo formato de e-aprendizagem, sem todavia solicitar uma alteração do plano de estudos do curso, que é presencial. Analisar-se-ão potencialidades e dificuldades desta experiência, que situamos na interseção da educação não formal e informal, refletindo sobre diferenças entre ensino na sala de aula, ensino a distância (e-teaching) e aprendizagem à distância em plataforma de e-learning. Os objetivos deste estudo são: - Apresentar a metodologia e analisar resultados de avaliação da experiência-piloto, na perspetiva dos/as e-animadores/as da plataforma (profissionais de bibliotecas públicas e escolares), dos/as estudantes aprendentes (do curso de Animação Cultural da ESES) e da docente responsável pela proposta e condução da experiência. - Sensibilizar para as vantagens da criação de comunidades on-line de aprendizagem e de prática participada e participativa, e respetiva pertinência na ótica da educação não formal e informal; - Contribuir para uma investigação sobre transformação de cursos presenciais do ensino superior para cursos em formato de e-learning.

A educação informal para o consumo infantil e juvenil na televisão e na mídia

Nunes, Affonso Henriques da Silva Real
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.01%
The consumption has become a major pillar of modern capitalism and at the same time, one of the factors that relate to social inequality. Karl Marx developed the theory of historical materialism which maintains a history of society determined by class struggle and the! exploitation of man by man. Considered to be overtaken by those who believe that Marxism is synonymous with real socialism, the Marxist ideals seem more present than in the Western world which each individual takes the individualization (loss of sense of public and collective) and the alienation by the work. Weassumed we could work on these issues in student education, even in elementary school, through questioning of the consumer society, with the criticism of television and the media, the main promoter of the current sense of consumption, as an initial step that could lead to future autonomy of theindividual. The theory of ideology and ideas of Paulo Freire's liberating education theory permeated the experience that happened as a participant observation of groups in the discipline of sociology in the unit 2 of the Colégio Pedro II in Rio de Janeiro, the state capital, an institution under the direct administration Ministry of Education. Wehave found fertile ground in which the students were able to understand and question the meaning of advertising media; O consumo se tornou um dos principais pilares do capitalismo moderno e...

A educação não-escolar no quotidiano das crianças: o contributo da atividade lúdica

Freire-Ribeiro, Ilda; Rodrigues, Maria José; Castanheira, Manuel Luís Pinto
Fonte: Universidade do Minho, Instituto de Educação, Centro de Investigação em Educação Publicador: Universidade do Minho, Instituto de Educação, Centro de Investigação em Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.2%
A escola e a educação que nela se faz, considerada formal, tem revelado grande protagonismo na socialização do indivíduo. Malgrado este cenário assiste-se a uma necessidade de encontrar outros espaços e contextos que favoreçam o processo de aprendizagem social bem como a construção plena da individualidade de cada um. Pretende-se abordar a educação não-escolar, incidindo-se o olhar na educação informal, que se concretiza na escola da vida e cujos processos educativos acontecem espontaneamente. Procura-se entender a problemática que envolve a construção de aprendizagens informais em crianças analisando com particular destaque a sua atividade lúdica diária. Parte-se do pressuposto que durante a interação lúdica com os outros, as crianças desenvolvem a atenção, a memória, a imaginação, a perceção, a linguagem, a reflexão, exploram aspetos da realidade sociocultural e étnica, questionam papéis sociais e regras, reinventam situações reais. Mobiliza-se para a discussão dados recolhidos num estudo de cariz qualitativo, onde, e tendo em consideração os objetivos do mesmo, se recorre ao questionário composto por questões simples e compostas. Convocaram-se crianças com idades entre os 8 e os 10 anos de idade para colaborarem diretamente nesta investigação.

Sonorama or Digital Culture Rhizome. A Case Study; Sonorama o el Rizoma de la Cultura Digital. Un Estudio de caso; Sonorona o el rizoma de la cultura digital. Um estudio de caso

Gil, Mónica María López; Universidade de Cádiz; Rasco, Félix Angulo; Universidade de Cádiz
Fonte: Instituto de Educação da Universidade do Minho Publicador: Instituto de Educação da Universidade do Minho
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2015 POR
Relevância na Pesquisa
56.3%
This paper presents the case study of Sonorona, Maria’s nickname, a young girl aged 22. Sonorona is a ‘makeup guru’ in Spain. She is a youtuber and blogger’s girl. This study aimed to analyze the comprehension and participation of young people in mediatic and technological culture. It intends to continue the works by Sefton-Green (1998), Hutchby and Moran-Ellis (2001)and Facer, Furlong and Furlong (2003), among others, in what is related to the profound changes that lead to the emergence of technological advances, setting up what we might call a new cultural paradigm characterized by the digital. Technologies that surround us and with which we live have transformed the way people interact with each other, but also how we relate to information and knowledge and how identity develops. Keywords: Digital literacy; Network identity; Youth; Informal education; Este artículo tiene el fin de presentar el estudio de caso de Sonorona, nick de María, una joven de 22 años "youtubera" y "bloguera". La realización de este estudio de caso tenía el objetivo de analizar la comprensión y participación que tiene la juventud en la cultura mediática y tecnológica que la rodea. Este fin va en la línea de los estudios de Sefton-Green (1998)...

Participação e qualidade do cuidado e da educação na creche

Rayna,Sylvie
Fonte: UNICAMP - Faculdade de Educação Publicador: UNICAMP - Faculdade de Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.15%
Este artigo explora o valor do conceito de participação como elemento-chave para definir qualidade na Educação Infantil e se apoia em resultados de uma experiência de acompanhamento informal de um conjunto de creches parisienses. Essa experiência, estimulada por trocas franco-italianas, foi desenvolvida no quadro da "Proposta para uma política europeia dirigida para crianças pequenas" formulada pela Rede Enfants d'Europe em 2008, particularmente nos seus princípios 4 e 10, que consideram participação e aprendizagem mútua como ingredientes centrais de qualidade. Neste texto, o foco se dirige para a participação de profissionais nesse processo, inclusive no interior e no exterior das creches. Mudanças paradigmáticas no que diz respeito ao envolvimento dos pais são analisadas e condições necessárias para tais mudanças são discutidas. O artigo identifica possibilidades e desafios que ambientes informais de coaprendizagem podem oferecer ao campo.

Convergência e divergência de raios de luz por lentes e espelhos: um equipamento para ambientes planejados de educação informal; Convergence and divergence of light rays by lenses and mirrors: an equipment for designed environments of informal education

Silva, Osmar Henrique Moura; Universidade Estadual de Londrina; Almeida, Amarildo Ramos; Universidade Estadual de Londrina; Zaporolli, Ferdinando Vinicius; Universidade Estadual de Londrina; Arruda, Sérgio Mello; Museu de Ciência e Tecnologia de Londrin
Fonte: Imprensa Universitária - UFSC Publicador: Imprensa Universitária - UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 15/04/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.33%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-7941.2013v30n2p427Este artigo descreve a elaboração de um equipamento automatizado de óptica geométrica que abrange demonstrações de convergência e divergência de raios de luz por lentes e espelhos. O equipamento foi desenvolvido para o Museu de Ciência e Tecnologia de Londrina (MCTL), situando-se no âmbito da educação informal em ambientes planejados. O trabalho se insere em um projeto mais amplo de instalação de experimentos interativos de óptica bem como de investigações sobre o ensino desse conteúdo no ensino básico no MCTL. O equipamento, de fácil construção, também poderia ser utilizado para demonstrações em sala de aula.; This paper describes the development of an automated equipment of geometric optics covering demonstrations of convergence and divergence of light rays by lenses and mirrors. The equipment was developed for the Museum of Science and Technology of Londrina (MCTL), standing under the informal education in designed environments. The work is part of a broader project of installation of interactive experiments in optics as well as research on teaching this content in basic education in MCTL. The equipment, easy to construct, could also be used for classroom demonstrations.

Lúdico e educação: novas perspectivas; Play and education: new perspectives

Brougére, Gilles
Fonte: Linhas Críticas; Critical Lines Publicador: Linhas Críticas; Critical Lines
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 20/03/2012 POR
Relevância na Pesquisa
56.35%
Neste artigo, serão retomadas as teses desenvolvidas no livro Jogo e educação (Brougère, 1998), não para questioná-las, mas para ampliar a análise, situando as relações entre jogo e educação no âmbito da educação informal e do lazer, associando atividades adultas e infantis. Tão importante quanto defender uma especificidade do jogo, que tentamos evidenciar em vários planos, é relacioná-lo com as atividades que lhe são similares. Tal proposta pretende favorecer a introdução de novas pistas de análise e redimensionar a questão em um contexto menos mítico.   ; In this article the ideas developed in the book Jogo e educação (Brougère, 1998) will be reviewed in the sense of expanding its analysis. The relationship between games and teaching are analyzed within the context of informal education and ieisure time, and associateci to activities of adult and children. Not only is it important to support game specificity, which we have tried to point out in various aspects, but to relate it to familiar activities as well. Such proposal aims to promote the introduction of new anaiyses features and to re-address the issue in a less mythical context.