Página 1 dos resultados de 825 itens digitais encontrados em 0.068 segundos

Educação infantil e ensino fundamental: desafios e desencontros na implantação de uma nova política; Early childhood education and fundamental education: challenges and mistakes in the implementation of a new policy

CORREA, Bianca Cristina
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
106.08%
Neste artigo, apresentamos uma análise do processo de ampliação do ensino fundamental e seus reflexos sobre a educação infantil com base em resultados de pesquisa realizada entre 2008 e 2010, cujo objetivo foi estudar esse processo em um sistema municipal de ensino do interior do Estado de São Paulo. A pesquisa, de abordagem qualitativa, desenvolveu-se em duas escolas de ensino fundamental e em uma escola de educação infantil. Os resultados revelam, de um modo geral, como nossas atuais políticas públicas têm priorizado os investimentos no ensino fundamental, sem aumentar de modo significativo o seu montante, ao mesmo tempo em que, na implantação de novas medidas, desconsideram a realidade da escola e não a preparam para as mudanças. Além dos resultados dessa pesquisa, para a produção deste artigo também analisamos dados advindos do acompanhamento de um estágio curricular na disciplina de Educação Infantil que compõe um curso de Pedagogia em universidade pública paulista. Assim, tomando como base os resultados da pesquisa e da análise dos estágios, neste trabalho discutimos, de modo mais específico, como a ampliação do ensino fundamental no município, da forma como vem se realizando, tem se refletido negativamente sobre a organização pedagógica da educação infantil. Constatamos...

A articulação da educação infantil com o ensino fundamental I: a voz das crianças, dos professores e da família em relação ao ingresso no 1º ano; The articulation of early childhood education and elementary education (Y1-Y5): the voice of children, teachers and family in relation to admission to the 1st school year.

Rabinovich, Shelly Blecher
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/08/2012 PT
Relevância na Pesquisa
106.14%
O objetivo desta pesquisa consiste em conhecer as expectativas das crianças, dos pais, dos professores e da gestão em relação ao processo de implantação do Ensino Fundamental de 9 anos e verificar como as escolas estão se organizando para receber as crianças de seis anos. Essa pesquisa foi motivada, portanto, pela necessidade de buscar respostas a um problema que presenciamos enquanto professora de Educação Infantil e Ensino Fundamental I da rede pública e particular da cidade de São Paulo: a falta de articulação entre o último ano do infantil e o primeiro ano do Ensino Fundamental, após à aprovação da lei que altera o Ensino Fundamental de oito para nove anos (lei nº 11.114/05 e lei nº 11.274/06). Para cumprir os objetivos do estudo, realizamos primeiramente a coleta dos dados numa Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI), localizada no bairro da Bela Vista, na cidade de São Paulo, durante o período de junho 2008 a dezembro de 2008 e, num segundo momento acompanhamos algumas das crianças que frequentaram o 3º estágio da Educação Infantil para uma escola Estadual de Ensino Fundamental I, localizada no bairro da Bela Vista, na cidade de São Paulo, durante o período de fevereiro de 2009 a julho de 2009. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa...

Planeta ROODA : desenvolvendo arquiteturas pedagógicas para educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental

Schneider, Daisy
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.04%
O presente trabalho visa relacionar a Educação Infantil e os Anos Iniciais do Ensino Fundamental com o uso de ambientes virtuais de aprendizagem (AVAs) e tem como objetivo principal o desenvolvimento de arquiteturas pedagógicas, voltadas para essas etapas de ensino. Para tanto, os objetivos específicos compõem-se da construção de um AVA destinado a crianças e professores no contexto escolar e também de propostas de planejamento pedagógico em tal ambiente. Paralelamente, desenvolveram-se objetos de aprendizagem, abarcando as temáticas do presente estudo. A metodologia empregada foi a pesquisa participante, a partir da qual foram realizados os seguintes procedimentos: (1) coleta de dados para a construção do ambiente virtual de aprendizagem PLANETA ROODA; (2) curso de extensão para a instrumentalização de professores de Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental; (3) desenvolvimento de objetos de aprendizagem para a formação de educadores dessas etapas de ensino; e (4) projeto-piloto de utilização do PLANETA ROODA em escola. Com isso a pesquisadora, juntamente com a equipe do NUTED (Núcleo de Tecnologia Digital aplicada à Educação), construiu o ambiente PLANETA ROODA, disponível em http://www.nuted.edu.ufrgs.br/planetarooda. Esse AVA foi validado por meio das professoras de uma escola particular de Porto Alegre...

Educação infantil e ensino fundamental: bases orientadoras à aquisição da leitura e da escrita e o problema da antecipação de escolaridade

Valiengo, Amanda
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 162 f.
POR
Relevância na Pesquisa
115.96%
Pós-graduação em Educação - FFC; O objeto de estudo deste trabalho são a brincadeira de faz-de-conta e as atividades produtivas como bases orientadoras à aquisição da escrita e da leitura na infância. Com base nisto, o objetivo central desta pesquisa foi a análise da articulação dos aprendizados possíveis na Educação Infantil e a criação de novas necessidades de conhecimento no Ensino Fundamental, especialmente no que se relaciona à educação das crianças do primeiro ano desse nível de escolaridade formal. A fim de alcançar esse objetivo, utilizei o Enfoque Histórico-Cultural como teoria embasadora à compreensão de algumas teses essenciais a este trabalho: o desenvolvimento humano, os períodos sensitivos, as atividades principais, a concepção de homem, criança e infância. Além do estudo teórico, realizei uma pesquisa empírica. Observei e anotei as situações vividas em duas turmas de primeiro ano do Ensino Fundamental, Vera Cruz (SP) em um diário de bordo, baseada em algumas categorias de observação: espaço, material, atividade, rotina, relação, criança. Com a busca da unidade entre teoria e prática, mediante a análise da coleta de dados, a partir das noções de criança e de infância, pude refletir sobre a questão propulsora desta investigação: a antecipação da escolaridade garante ou não o desenvolvimento cognitivo e emocional da criança de maneira ampla e harmônica? As análises realizadas permitiram algumas considerações finais: a prática educativa ainda não se constitui como motivadora de um amplo desenvolvimento das crianças...

Continuidades e descontinuidades na transição da educação infantil para o ensino fundamental no contexto de nove anos

Marcondes, Keila Hellen Barbato
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 374 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
96.11%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Educação Escolar - FCLAR; A transição da Educação Infantil para o Ensino Fundamental mostra-se um momento crítico para o desenvolvimento infantil, principalmente quando esta ocorre conjuntamente com ampliação do Ensino Fundamental para nove anos de duração. Assim sendo, o presente estudo objetiva compreender quais as continuidades e descontinuidades presentes na organização e nas práticas pedagógicas no momento de transição da Educação Infantil para o Ensino Fundamental de nove anos e como estas são vivenciadas e percebidas pelas crianças, professoras e familiares. O estudo adota como principais referenciais teóricos a abordagem Bioecológica de Bronfenbrenner e os estudos da Sociologia da Infância. A pesquisa longitudinal optou por um acompanhamento de um grupo de treze crianças que durante o ano de 2009 frequentavam as últimas etapas da Educação Infantil (quarta e quinta etapa) e no ano de 2010 estavam nos anos iniciais do Ensino Fundamental (primeiros e segundos anos) em instituições da rede municipal (Educação Infantil e Ensino Fundamental) e estadual (Ensino Fundamental) em um município do interior do Estado de São Paulo. Foram sujeitos ainda os respectivos responsáveis e as docentes em cada uma das instituições que as crianças frequentaram ao longo de dois anos Os dados foram coletados através de observações no ambiente escolar durante um semestre na Educação Infantil e um ano letivo no Ensino Fundamental...

Percepção de crianças sobre plantas medicinais em ambiente escolar de educação infantil e ensino fundamental em Florianópolis, SC.

Sousa, Bruna Maria Nocetti Costa
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 79 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
105.99%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Agrárias. Curso de Agronomia.; As plantas medicinais fazem parte da terapia de cura há milhares de anos. São reconhecidas pela ANVISA e a OMS recomendou recentemente a sua difusão em nível mundial. Atendendo a isso, o governo brasileiro criou um programa de saúde pública, o PNPMF. Além disso, o MEC determina a elaboração de aulas de educação ambiental nas escolas. O presente trabalho se insere nesse contexto e teve como objetivo compreender qual a percepção das crianças da educação infantil e do ensino fundamental sobre plantas medicinais, utilizando a horta escolar e práticas junto aos alunos. As atividades foram realizadas na Escola dos Sonhos, em Florianópolis, SC, no período de setembro a novembro de 2013. Foi feita uma revisão bibliográfica que permitiu elaborar uma série de práticas junto aos alunos, respeitando a capacidade cognitiva por faixa etária. Na educação infantil foram reconhecidas 80% das plantas apresentadas a eles. No ensino fundamental, através das práticas, os alunos conseguiram compreender o que são as plantas medicinais. Com esse trabalho foi possível perceber que a presença de um Engenheiro Agrônomo nas escolas é importante para viabilizar espaços pedagógicos adequados...

Qual o futuro da relação entre educação infantil e ensino obrigatório?

Moss,Peter
Fonte: Fundação Carlos Chagas Publicador: Fundação Carlos Chagas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
105.92%
A relação entre educação infantil e ensino obrigatório tem sido foco crescente de pesquisas e políticas, pois a frequência a ambas as etapas da educação cresce globalmente. O discurso da aprendizagem ao longo da vida enfatiza que a aprendizagem começa ao nascer, e o investimento nos primeiros anos de vida é cada vez mais considerado primordial, devido ao retorno positivo posterior na educação da criança. Após debater a conjuntura cultural e estrutural que contextualiza essa relação, este artigo considera quatro possibilidades de relação da pré-escola com a escolaridade primária: preparação para a escola; distanciamento; preparação da escola para receber a criança; e o vislumbre de uma possível convergência. Para encerrar, discute algumas questões críticas e argumenta que a relação entre a educação infantil e o ensino obrigatório não deveria se limitar aos primeiros anos escolares, pois uma solução plena requereria considerar o ensino secundário

As crianças de 0 a 6 anos nas políticas educacionais no Brasil: educação infantil e/é fundamental

Kramer,Sonia
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2006 PT
Relevância na Pesquisa
115.96%
Este artigo discute a educação infantil no contexto das políticas educacionais no Brasil. Inicialmente, situa a educação infantil no cenário político nacional e apresenta desafios deste campo. Focaliza, em seguida, a formação de profissionais de educação infantil, um dos maiores desafios das políticas educacionais, e trata da importância das mudanças curriculares do curso de pedagogia. No terceiro item, analisa educação infantil e ensino fundamental (agora com nove anos) como instâncias indissociáveis do processo de democratização da educação brasileira e destaca a relevância desta articulação no que se refere às crianças e ao trabalho pedagógico nas creches, pré-escolas e escolas.

Educação da infância: estar junto sem ser igual. Conflitos e alternativas da relação da educação infantil com o ensino fundamental!

Souza,Gizele de
Fonte: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
106.09%
O texto que ora se apresenta propõe discutir a especificidade da educação infantil na relação com o ensino fundamental, etapas constitutivas da educação básica segundo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional n. 9394/96 em vigor. O propósito recai na problematização da intricada relação entre educação infantil e ensino fundamental, a partir do olhar de pesquisadora da educação infantil e no intuito de demarcar as particularidades dessa área de pertencimento e identificar um fio condutor, um elo de articulação no trabalho com o ensino fundamental que preserve as peculiaridades, trajetórias e identidade de cada etapa educativa (educação infantil e ensino fundamental). A bibliografia especializada na educação infantil é utilizada como fonte, bem como compõem a base empírica, dados estatísticos fruto de uma pesquisa, em andamento, coordenada pela Universidade Federal do Paraná, com dados de violações de direitos da criança e do adolescente registrados por Conselhos Tutelares de 36 municípios que incluem Curitiba e Região Metropolitana, Vale do Ribeira e Litoral do Paraná. Um dos elos entre a educação infantil e o ensino fundamental defendido no texto é a constituição de um projeto de formação humana...

Ampliação do ensino fundamental: a que demandas atende? A que regras obedece? A que racionalidades corresponde?

Marcello,Fabiana de Amorim; Bujes,Maria Isabel Edelweiss
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
105.94%
O objetivo deste texto é analisar, a partir de um conjunto de materiais oficiais e sob a luz de um referencial foucaultiano, como o ensino fundamental de 9 anos (e a nova organização curricular a ele implicada) torna-se efeito emblemático de um processo de "mudança de ênfases" (Saraiva, Veiga-Neto, 2009) acerca dos tipos de racionalidade que orientam as práticas sociais voltadas para a criança pequena. Para tanto, num primeiro momento, mostra-se de que maneiras outras "mudanças de ênfases" foram operadas em outros contextos nacionais. Ou seja, a partir dos trabalhos de Hultqvist (1998) e Baker (1998), descreve-se como se deram, na Suécia e nos Estados Unidos (respectivamente), profundas modificações no cuidado e atendimento à criança pré-escolar, bem como na proposta e mesmo na forma de organização da escola infantil. Em seguida, e tomando tais autores como base, a discussão analítica empreendida se dá a partir de três tópicos fundamentais: inicialmente, descrevemos a captura da infância em nome de algo que se denomina e se apresenta sob a égide da qualidade; em seguida (e daí decorrente), voltamos nosso olhar para a relação entre Estado e o conceito de criança-projeto (relação da qual parte uma fórmula criança-ideal - sociedade-ideal) e...

Infância e crianças de 6 anos: desafios das transições na educação infantil e no ensino fundamental

Kramer,Sonia; Nunes,Maria Fernanda R.; Corsino,Patrícia
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
96.07%
A inserção das crianças de 6 anos no ensino fundamental tem provocado indagações tanto para a educação infantil quanto para o ensino fundamental, especialmente no que tange às políticas e práticas pedagógicas e sua adequação à faixa etária das crianças. O objetivo deste texto é analisar e discutir questões que atravessam essas etapas a partir de pesquisa desenvolvida em creches, escolas de educação infantil e escolas de ensino fundamental. Pesquisar as práticas com crianças na educação infantil permitiu problematizar o trabalho com as crianças de 6 anos no ensino fundamental. Mais do que conceber as duas etapas de modo dicotômico, trata-se - na ótica deste texto - de pensar, para além, transições e desafios na organização dos sistemas de ensino e em termos de políticas e gestão pública, de propostas curriculares e de formação de professores e de todos os profissionais envolvidos neste trabalho. Com este objetivo, o primeiro item analisa as políticas da educação básica no contexto da expansão da obrigatoriedade e os desafios para trabalhar com as crianças de 6 anos. O segundo apresenta e problematiza a pesquisa no que diz respeito às práticas de leitura e escrita observadas. O terceiro sugere prioridades para o trabalho com a leitura e a escrita na educação infantil e nos anos iniciais do ensino fundamental...

Educação infantil e ensino fundamental: desafios e desencontros na implantação de uma nova política

Correa,Bianca Cristina
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
106.06%
Neste artigo, apresentamos uma análise do processo de ampliação do ensino fundamental e seus reflexos sobre a educação infantil com base em resultados de pesquisa realizada entre 2008 e 2010, cujo objetivo foi estudar esse processo em um sistema municipal de ensino do interior do Estado de São Paulo. A pesquisa, de abordagem qualitativa, desenvolveu-se em duas escolas de ensino fundamental e em uma escola de educação infantil. Os resultados revelam, de um modo geral, como nossas atuais políticas públicas têm priorizado os investimentos no ensino fundamental, sem aumentar de modo significativo o seu montante, ao mesmo tempo em que, na implantação de novas medidas, desconsideram a realidade da escola e não a preparam para as mudanças. Além dos resultados dessa pesquisa, para a produção deste artigo também analisamos dados advindos do acompanhamento de um estágio curricular na disciplina de Educação Infantil que compõe um curso de Pedagogia em universidade pública paulista. Assim, tomando como base os resultados da pesquisa e da análise dos estágios, neste trabalho discutimos, de modo mais específico, como a ampliação do ensino fundamental no município, da forma como vem se realizando, tem se refletido negativamente sobre a organização pedagógica da educação infantil. Constatamos...

Educação das relações étnico-raciais e estratégias ideológicas no acervo do PNBE 2008 para educação infantil.

Oliveira, Verediane Cintia de Souza
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
105.82%
Resumo: Esta pesquisa teve como objetivo central analisar as estratégias ideológicas presentes no acervo de 2008 do Programa Nacional Biblioteca da Escola destinada à Educação Infantil. Esse estudo consistiu na observação e análise de estratégias ideológicas contidas no texto e nas imagens de vinte obras de literatura infanto-juvenil enviadas para as escolas públicas de Educação Infantil e Ensino Fundamental no ano de 2008. O suporte teórico para a identificação de tais estratégias foi dado pela Hermenêutica da Profundidade (HP), sistema interpretativo que permite identificar a presença de relações assimétricas de poder. Organizado em três etapas, a HP permitiu uma compreensão sistemática: na análise sócio-histórica desenvolveu-se um levantamento específico sobre pesquisas que articularam literatura infanto-juvenil e relações raciais; na análise formal ou discursiva foi possível estabelecer as características das amostras analisadas e, por fim, a terceira etapa, chamada de interpretação e reinterpretação dos resultados, possibilitou, aliada às outras duas etapas, a constatação de que existem, ainda que em baixa frequência, representações positivas de alguns personagens negros. Contudo, os personagens brancos...

A educação infantil e o ensino fundamental de nove anos nas vozes de crianças e na organização do trabalho pedagógico de duas instituições de Curitiba - PR

Chulek, Viviane
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
96.1%
Resumo: A ampliação do Ensino Fundamental para nove anos de duração e a consequente inclusão de crianças de seis anos - no caso do Paraná, antes mesmo dessa idade - na segunda etapa da Educação Básica suscitou o debate sobre as especificidades da infância na Educação Infantil e no Ensino Fundamental. Inseridos neste contexto de debate, desenvolvemos uma pesquisa qualitativa, de abordagem documental e utilizando recursos de abordagem etnográfica, na perspectiva de descrever os pontos de vista, apropriações, percepções e práticas de crianças que frequentam duas instituições da Rede Pública Municipal da cidade Curitiba-PR, uma de Educação Infantil e outra de Educação Infantil e Ensino Fundamental, cotejando esses pontos de vista com a análise dos documentos que regem a Educação Infantil e o novo Ensino Fundamental. No que diz respeito à delimitação dos campos e dos sujeitos participantes da investigação, focalizamos: 1) crianças que frequentam a última etapa (pré-escola) da Educação Infantil de um CMEI localizado em bairro urbano da cidade de Curitiba; 2) crianças que frequentam a última etapa da Educação Infantil e crianças que frequentam o primeiro ano do Ensino Fundamental em uma Escola Municipal. Os dados...

A música na escola tem futuro: uma análise da situação do ensino de música na educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental, em Uberlândia/MG, 10 anos após a promulgação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – Lei 9.394/96

Andraus, Gisele Crosara
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
116.02%
O estudo tem por objetivo investigar a situação do ensino de música na Educação Infantil e anos iniciais do Ensino Fundamental, em Uberlândia, MG. Analisa a condição do ensino desta linguagem artística, seus usos e funções no contexto escolar, a fim de verificar as mudanças ocorridas no ensino de música, após 10 anos da edição da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – Lei 9394/96. Foram realizadas entrevistas semi-dirigidas com a Supervisora Estadual da Superintendência Regional de Ensino e com a Coordenadora da área de Artes do Município de Uberlândia. Toma-se como referência os documentos oficiais – RCN e PCN, elaborados pelo Ministério da Educação e as diretrizes para o ensino de arte – música, elaboradas pela Secretaria do Estado da Educação e Secretaria Municipal de Educação. A análise dos dados indica que a situação do ensino de música não conseguiu ainda retratar as orientações oficiais. A música vem sendo desenvolvida como recurso pedagógico no auxílio ao estudo de conteúdos de outras disciplinas. É ministrada nas escolas pelo professor unidocente, não especializado na área de música e constata-se a situação de inexistência da música como disciplina integrante do currículo escolar. Conclui-se que...

Reflexões sobre a gestão das organizações educacionais particulares educação infantil e ensino fundamental

Bautzer, Deise Christine Salomão Sace
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Relevância na Pesquisa
115.8%
The paper's main goal is to promote a deeper reflection on the use of the most important tools concerning business management, by respecting certain changes, in order to fit private elementary schools - both kindergarten and primary schools. It focuses on the main functions and support functions related to business administration, marketing elements concerning both related services and the department structures, in order to sketch the elementary school's reference matrixes. The study was carried out in Curitiba-Pr, between June and October/2001, gathering data from five different elementary school's management strategies and models, chosen according to their importance in the marketplace and structure. After this database had been created, the analogous study on the case report - São Judas Tadeu de Curitiba School - proceeded, focusing on its main management elements.; Esse trabalho tem como objetivo promover reflexão acerca da utilização das principais ferramentas da gestão empresarial, aplicadas com as devidas adaptações, à organização escolar particular de base ¿ educação infantil e ensino fundamental. Destacaram-se as funções principais e funções de apoio da administração de empresas, os elementos do marketing de serviços e de relacionamento e as estruturas de departamentos para desenhar referências matriciais da escola particular de base. O estudo foi realizado na cidade de Curitiba-PR...

Música : da casa à escola de educação infantil e ensino fundamental; Music : from home to school child education and elementary school

Egle Maria Luz Braga Zamarian de Siqueira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/08/2000 PT
Relevância na Pesquisa
115.87%
A Música, como modalidade de conhecimento ou como forma de expressão, tem caracterizado uma presença marcante na história do desenvolvimento cultural do Brasil. Considerando as inúmeras possibilidades da Música no processo de ensino, esta dissertação busca refletir sobre sua aplicação em Escolas de Educação Infantil e Ensino Fundamental, partindo de uma concepção construtivista, utilizando conceitos de antropologia cultural e sob a ótica da arte-educação, e descreve experimentos realizados em salas de aula entre os anos de 1992 e 1999. Sob o enfoque qualitativo, utiliza-se a canção como principal material de apoio, escolhida pelo fato de constituir o grande manancial da cultura musical brasileira e trazer em seu bojo importantes elementos referentes à sua linguagem: apreciação contextualização histórica da letra, de compositores e de autores, observação da instrumentação, arranjo e outros. Nestes elementos encontramos rica fonte de conhecimentos musicais, essenciais para a formação básica cultural da criança no processo constituitivo de um público fruidor no contexto musical, a fim de resgatar uma platéia ouvinte. A prática de trabalhar música, partindo da canção, com alunos na faixa etária compreendida de três a dez anos...

Ampliação do ensino fundamental: a que demandas atende? A que regras obedece? A que racionalidades corresponde?; Extension of fundamental education: which demands does it answer? Which rules does it follow? Which rationalities does it correspond to?

Marcello, Fabiana de Amorim; Bujes, Maria Isabel Edelweiss
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/04/2011 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
105.97%
O objetivo deste texto é analisar, a partir de um conjunto de materiais oficiais e sob a luz de um referencial foucaultiano, como o ensino fundamental de 9 anos (e a nova organização curricular a ele implicada) torna-se efeito emblemático de um processo de "mudança de ênfases" (Saraiva, Veiga-Neto, 2009) acerca dos tipos de racionalidade que orientam as práticas sociais voltadas para a criança pequena. Para tanto, num primeiro momento, mostra-se de que maneiras outras "mudanças de ênfases" foram operadas em outros contextos nacionais. Ou seja, a partir dos trabalhos de Hultqvist (1998) e Baker (1998), descreve-se como se deram, na Suécia e nos Estados Unidos (respectivamente), profundas modificações no cuidado e atendimento à criança pré-escolar, bem como na proposta e mesmo na forma de organização da escola infantil. Em seguida, e tomando tais autores como base, a discussão analítica empreendida se dá a partir de três tópicos fundamentais: inicialmente, descrevemos a captura da infância em nome de algo que se denomina e se apresenta sob a égide da qualidade; em seguida (e daí decorrente), voltamos nosso olhar para a relação entre Estado e o conceito de criança-projeto (relação da qual parte uma fórmula criança-ideal - sociedade-ideal) e...

Infância e crianças de 6 anos: desafios das transições na educação infantil e no ensino fundamental; Childhood and six-year-old children: challenges of the transitions in early childhood education and in Fundamental education

Kramer, Sonia; Nunes, Maria Fernanda R.; Corsino, Patrícia
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2011 POR
Relevância na Pesquisa
96.09%
A inserção das crianças de 6 anos no ensino fundamental tem provocado indagações tanto para a educação infantil quanto para o ensino fundamental, especialmente no que tange às políticas e práticas pedagógicas e sua adequação à faixa etária das crianças. O objetivo deste texto é analisar e discutir questões que atravessam essas etapas a partir de pesquisa desenvolvida em creches, escolas de educação infantil e escolas de ensino fundamental. Pesquisar as práticas com crianças na educação infantil permitiu problematizar o trabalho com as crianças de 6 anos no ensino fundamental. Mais do que conceber as duas etapas de modo dicotômico, trata-se - na ótica deste texto - de pensar, para além, transições e desafios na organização dos sistemas de ensino e em termos de políticas e gestão pública, de propostas curriculares e de formação de professores e de todos os profissionais envolvidos neste trabalho. Com este objetivo, o primeiro item analisa as políticas da educação básica no contexto da expansão da obrigatoriedade e os desafios para trabalhar com as crianças de 6 anos. O segundo apresenta e problematiza a pesquisa no que diz respeito às práticas de leitura e escrita observadas. O terceiro sugere prioridades para o trabalho com a leitura e a escrita na educação infantil e nos anos iniciais do ensino fundamental...

Educação infantil e ensino fundamental: desafios e desencontros na implantação de uma nova política; Early childhood education and fundamental education: challenges and mistakes in the implementation of a new policy

Correa, Bianca Cristina
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2011 POR
Relevância na Pesquisa
106.08%
Neste artigo, apresentamos uma análise do processo de ampliação do ensino fundamental e seus reflexos sobre a educação infantil com base em resultados de pesquisa realizada entre 2008 e 2010, cujo objetivo foi estudar esse processo em um sistema municipal de ensino do interior do Estado de São Paulo. A pesquisa, de abordagem qualitativa, desenvolveu-se em duas escolas de ensino fundamental e em uma escola de educação infantil. Os resultados revelam, de um modo geral, como nossas atuais políticas públicas têm priorizado os investimentos no ensino fundamental, sem aumentar de modo significativo o seu montante, ao mesmo tempo em que, na implantação de novas medidas, desconsideram a realidade da escola e não a preparam para as mudanças. Além dos resultados dessa pesquisa, para a produção deste artigo também analisamos dados advindos do acompanhamento de um estágio curricular na disciplina de Educação Infantil que compõe um curso de Pedagogia em universidade pública paulista. Assim, tomando como base os resultados da pesquisa e da análise dos estágios, neste trabalho discutimos, de modo mais específico, como a ampliação do ensino fundamental no município, da forma como vem se realizando, tem se refletido negativamente sobre a organização pedagógica da educação infantil. Constatamos...