Página 1 dos resultados de 1846 itens digitais encontrados em 0.027 segundos

Escola Superior de Educação Física (ESEF/UFRGS) - Folder de divulgação (1982)

Escola Superior de Educação Física
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Material de Divulgação Formato: 6 p. 22 X 11 cm; application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
45.43%
Folder de divulgação da Escola Superior de Educação Física (ESEF/UFRGS) no ano 1982. Contém 6 páginas. Impresso.; O Folder de divulgação da Escola Superior de Educação Física/UFRGS (1982) é constituído por informação sobre mercado de trabalho, formação profissional, atribuições ao Licenciado em Educação Física, a importância social da Educação Física, o corpo de docentes e a carta internacional da Educação Física e Desportos. O documento integra o acervo institucional da Escola de Educação Física.

E-learning e educação on-line : contributos para os princípios de Bolonha

Gomes, Maria João
Fonte: Universidade do Minho. Centro de Investigação em Educação Publicador: Universidade do Minho. Centro de Investigação em Educação
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2006 POR
Relevância na Pesquisa
45.39%
A discussão da declaração de Bolonha tem estado muito centrada nas inadiáveis mudanças ao nível da duração e natureza dos diferentes ciclos de estudo, nomeadamente devido às necessidades associadas ao reconhecimento internacional dos graus académicos, à necessidade de promover a mobilidade nacional e internacional dos alunos, à necessidade de reformular e reestruturar planos de estudos e, indiscutivelmente com bastante relevo, à necessidade de reformular e adaptar o modelo de financiamento do ensino superior às novas realidades. Reconhece-se que todas as discussões e preocupações em torno destas vertentes de análise são necessárias e legítimas. Todavia, tendem por vezes a ocultar ou desviar a atenção da necessidade de repensar e inovar práticas pedagógicas, práticas de avaliação e práticas de organização curricular que promovam outras dimensões e vertentes essenciais do processo de Bolonha. Pretende-se neste texto reflectir sobre o potencial do e-learning e da educação on-line na implementação de práticas pedagógicas que permitam operacionalizar e maximizar alguns dos princípios associados ao processo de Bolonha nomeadamente no desenvolvimento de práticas que estimulem hábitos e concretizem oportunidades reais de aprendizagem ao longo da vida...

Mudanças no Estado-avaliador : comparativismo internacional e teoria da modernização revisitada

Afonso, Almerindo Janela
Fonte: ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação Publicador: ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /04/2013 POR
Relevância na Pesquisa
45.39%
Depois de rever algumas características da primeira fase do Estado-avaliador, o exercício delineado neste texto começa por revisitar brevemente a (velha) teoria da modernização para, em seguida, sugerir que alguns dos seus pressupostos continuam, em grande medida, a estar subjacentes ao atual comparativismo internacional avaliador que se tem vindo a constituir como agenda política, crescentemente dominante, pelo menos, desde os finais dos anos de 1990, e à qual corresponde o que o autor designa de segunda fase (ou reconfiguração) do Estado-avaliador. O artigo procura ainda levantar algumas questões e hipóteses em torno de uma terceira fase (a fase pós-Estado-avaliador), a qual, apresentando ainda contornos pouco definidos, pode vir a inscrever-se, com crescente evidência, na continuidade da expansão capitalista das políticas de privatização e mercadorização da educação (e da avaliação).

Educação patrimonial : contributos para a construção de uma consciência patrimonial : resumos

Seminário Internacional de Educação Patrimonial, 2, Braga, 2014
Fonte: Universidade Minho. Instituto de Educação. Centro de Investigação em Educação (CIEd) Publicador: Universidade Minho. Instituto de Educação. Centro de Investigação em Educação (CIEd)
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
45.4%
Livro de resumos II Seminário Internacional de Educação Patrimonial; Esta edição é financiada por Fundos Nacionais através da FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia no âmbito do Projeto Estratégico do CIEd - PEst-OE/CED/UI1661/2014

Investigação em educação em engenharia: um campo emergente

Hattum-Janssen, Natascha van; Williams, Bill; Oliveira, José Manuel
Fonte: CeiEF - Centro de Estudos e intervenção em Educação e Formação - Instituto de Educação - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias Publicador: CeiEF - Centro de Estudos e intervenção em Educação e Formação - Instituto de Educação - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
45.41%
Num mundo cada vez mais globalizado e em que o rápido desenvolvimento científico e tecnológico ocupa um papel central no desenvolvimento das sociedades, torna-se cada vez mais relevante discutir o perfil desejável dos profissionais de engenharia capazes de dar resposta a estes desafios, e consequentemente, discutir as processos de formação desses futuros engenheiros. No contexto internacional, estas necessidades têm vindo a fazer emergir a Investigação em Ensino de Engenharia (IEE) como um campo de investigação autónomo. Norteando-se pelos critérios de identidade para um campo de investigação de Fensham (2004), usado também por Borrego (2007), como princípios orientadores de análise, este artigo pretende discutir a identidade do campo de IEE, caraterizar o seu estado atual no contexto internacional e no contexto Português e posicioná-lo relativamente às Ciências de Educação. Os autores visam igualmente identificar os desafios emergentes no crescimento e amadurecimento deste campo de investigação específico, de forma a que possa granjear reconhecimento quer nas Ciências da Educação, quer nas Engenharias, no contexto Português.; In an increasingly globalising world in which fast scientific and technological developments have a central role in society...

Atas do I Congresso Internacional Envolvimento dos Alunos na Escola: Perspetivas da Psicologia e Educação

Veiga, Feliciano; Almeida, Ana; Carvalho, Carolina; Galvão, Diana; Goulão, Fátima; Marinha, Fernanda; Festas, Isabel; Janeiro, Isabel; Nogueira, João; Conboy, Joseph; Melo, Madalena; Taveira, Maria do Céu; Sara, Bahia; Caldeia, Suzana; Pereira, Tiago
Fonte: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa Publicador: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa
Tipo: Livro
POR
Relevância na Pesquisa
45.46%
Nota de Abertura O “I Congresso Internacional Envolvimento dos Alunos na Escola: Perspetivas da Psicologia e Educação” (ICIEAE) foi organizado no âmbito do “Projeto PTDC/CPE-CED/114362/2009 - Envolvimento dos Alunos na Escola: Diferenciação e Promoção” (EAE-DP), financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), e ocorreu no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa (IEUL), nos dias 15, 16 e 17 de julho de 2013. Foi um Congresso que, embora na sua primeira edição, adquiriu uma dimensão internacional, com 405 participantes, de 15 países, 3 conferências de convidados internacionais de elevado mérito científico, 3 mesas redondas com a participação de especialistas internacionais de renome, e 14 simpósios, para além de 4 centenas de comunicações e posters. Nos educadores, nos professores e na sociedade em geral, tem vindo a ser notória a inquietação perante o declínio da motivação académica dos alunos, o aumento da alienação, as elevadas taxas de abandono escolar, o consumo de substâncias adversas, a quebra na saúde mental e nos resultados escolares. Esta preocupação é consonante com a constatação de que a ausência de envolvimento dos alunos na escola (EAE) é um problema persistente e que se verifica num grande número de situações. A literatura revela a existência de consenso no que respeita ao facto de o envolvimento englobar diversos componentes...

Ler e escrever no século XXI. Apontamentos de um percurso de educação não-formal

Balula, João Paulo Rodrigues; Martins, Luísa Maria Lopes
Fonte: OEI - Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação a Ciência e a Cultura Publicador: OEI - Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação a Ciência e a Cultura
Tipo: Pré-impressão
Publicado em 13/09/2010 POR
Relevância na Pesquisa
45.42%
A preparação do Homem para a Sociedade do Conhecimento passa, no século XXI, necessariamente, pelo desenvolvimento de competências relacionadas com o processamento da informação escrita. A língua escrita continua a ser uma fonte de informação privilegiada. A leitura apresenta-se, cada vez mais, como uma actividade determinante em toda a vida do indivíduo, quer no que diz respeito à sociedade em geral, quer no que diz respeito à escola em particular. Por isso, impõe-se uma renovada atenção ao ensino e à aprendizagem da leitura e da escrita, à sua promoção e desenvolvimento, muito para além da mera alfabetização. Nesta comunicação, pretendemos apresentar algumas notas de um percurso de educação não formal, desenvolvido de 2007 a 2009 numa instituição portuguesa de ensino secundário público, que consistiu na implementação do Projecto Jovens Repórteres para o Ambiente (JRA), um programa internacional de educação para o desenvolvimento sustentável que envolve vários países da Foundation for Environmental Education. Esta implementação teve em conta que a sociedade espera que a escola forme cidadãos activos e críticos e que para o conseguir é necessário mobilizar todos os meios disponíveis, num trabalho de equipa que encontra na apresentação à comunidade uma boa parte da sua importância. O trabalho desenvolvido no âmbito do projecto JRA...

Entrevista: pela Educação, com António Nóvoa

Pereira, Henrique Manuel S.; Silva, Maria Cristina Vieira
Fonte: Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti Publicador: Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
45.42%
p.111-126; António Sampaio da Nóvoa, Professor Catedrático da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, é o recém-eleito Reitor da Universidade de Lisboa. Doutor em Ciências da Educação (Universidade de Genève) e em História (Universidade de Paris IV-Sorbonne), há mais de 20 anos que desenvolve uma reconhecida investigação naquelas áreas. Com uma larga experiência internacional, em universidades europeias e americanas, foi Presidente da Associação Internacional de História da Educação e desempenhou funções em conselhos científicos de instituições de referência. A sua bibliografia científica é constituída por cerca de 150 títulos, mais de metade publicados em língua estrangeira e/ou no estrangeiro. É co-responsável pela colecção “Comparative Histories of Education”, publicada pela Symposium Books (Oxford) e é membro do Conselho Editorial de mais de uma dezena de revistas científicas nacionais e internacionais. Entre 1996 e 1999, foi consultor para a Educação do Presidente da República e, em 2005, recebeu a Grã-Cruz da Ordem da Instrução Pública. Esta é a sua primeira grande entrevista depois de ter sido eleito Reitor da Universidade de Lisboa.

História dos municípios na educação e na cultura : incertezas de ontem, desafios de hoje

Adão, Áurea, 1942-; Magalhães, Justino, 1953-
Fonte: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa Publicador: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa
Tipo: Livro
Publicado em /10/2013 POR
Relevância na Pesquisa
45.38%
O ebook História dos Municípios na Educação e na Cultura: incertezas de ontem, desafios de hoje, que agora se publica, contém os estudos cuja versão oral foi apresentada pelos autores num Colóquio Internacional realizado em dezembro passado, com igual designação. É a primeira publicação de vulto do Projeto Atlas-Repertório dos Municípios na Educação e na Cultura em Portugal (1820-1986), financiado por Fundos Nacionais através da FCT-Fundação para a Ciência e a Tecnologia e pela Fundação Calouste Gulbenkian. Escrito a diferentes mãos, este ebook dá curso à ideia de que a temática do municipalismo perpassa a realidade histórica portuguesa. Esta publicação combina aspetos de reconstituição histórico-pedagógica e de conceptualização, e estabelece uma longa duração sobre a participação dos municípios na educação e na cultura. O ebook é constituído por nove estudos que dão nota da interdisciplinaridade e da singularidade que cada olhar comporta. Está dividido em três partes: Os Municípios na Educação e na Cultura: construção histórica (das fontes às estratégias de investigação); Os Municípios na Educação e na Cultura: desafios de hoje; Os Municípios na Educação e na Cultura: perspectiva histórico-comparada.

Dez anos de antagonismo nas políticas sobre ensino superior em nível internacional

Dias,Marco Antonio Rodrigues
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2004 PT
Relevância na Pesquisa
45.39%
O autor, ex-vice-reitor e professor aposentado da UNB, foi, durante mais de 17 anos, diretor da Divisão de Ensino Superior da UNESCO (1981-1999), supervisionou a elaboração dos documentos de política do ensino superior da UNESCO e coordenou a organização da Conferência Mundial sobre Ensino Superior (CMES) desta organização, em 1998. Considera que sobre este tema não há neutralidade, em particular no seu caso, em função das responsabilidades que exerceu durante quase duas décadas na UNESCO. Recorda que, há dez anos, dois documentos sobre políticas do ensino superior foram publicados em nível internacional, pelo Banco Mundial e pela UNESCO, ambos partindo de diagnósticos semelhantes, mas chegando a conclusões e elaborando propostas totalmente divergentes, fruto de uma visão radicalmente diversa da sociedade, uns vendo-a como instrumento para reforçar o mercado, outros como uma entidade coletiva que deve ser considerada segundo suas especificidades sociais e culturais. Hoje, com a intervenção de novos atores, a Organização Mundial do Comércio, por exemplo, a posição de funcionários dessas duas organizações torna-se mais próxima, sendo impossível prever que orientação adotarão, no futuro, a comunidade acadêmica internacional e os Estados-membros dessas organizações.

O assalto à educação pelos economistas

Almeida,Ana Maria F.
Fonte: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo Publicador: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
45.39%
O artigo examina o processo pelo qual a educação passou, a partir dos anos de 1970, a ser considerada variável explicativa central da desigualdade de renda brasileira e instrumento de política pública a cargo dos economistas. Esse processo foi tributário: (1) da luta, entre os anos de 1930 e 1950, dos educadores profissionais para produzir um saber de Estado sobre a educação; e (2) do sucesso obtido pelos economistas em impor seus modelos de interpretação da realidade nacional nos anos de 1960, alijando os educadores. Em ambos os períodos, a circulação internacional de pessoas e idéias facilitada por governos e agências transnacionais foi um recurso manipulado pelos envolvidos nessa competição.

A centralidade em educação e em saúde básicas: a estratégia político-ideológica da globalização

Figueiredo,Ireni Marilene Zago
Fonte: UNICAMP - Faculdade de Educação Publicador: UNICAMP - Faculdade de Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
45.4%
No contexto da globalização, a concepção de crescimento/desenvolvimento está orientada na direção do mercado e da competitividade internacional, sustentada por políticas de ajuste econômico que têm produzido um quadro considerável de exclusão social. Diante desse cenário, que representa uma ameaça à estabilidade do sistema, os organismos internacionais, o FMI, o Banco Internacional para a Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD)/Banco Mundial e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), têm alertado os governos sobre a gravidade do problema e enfatizado a necessidade de intervenção, por parte do Estado, em serviços sociais como a educação e a saúde básicas. Neste artigo, sustentamos que a ênfase na educação e na saúde básicas é parte integrante das estratégias político-ideológicas da globalização e, portanto, constituem-se em variáveis fundamentais no processo de implementação das políticas de ajuste econômico para manter a pobreza em níveis suportáveis, contribuindo, assim, para a estabilidade política e social.

Política pública educacional e sua dimensão internacional: abordagens teóricas

Amaral,Marcelo Parreira do
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
45.45%
A dimensão internacional das políticas públicas de educação tem sido bastante discutida nos últimos anos. Este artigo argumenta que as atividades dos agentes internacionais no domínio das políticas da educação não podem ser compreendidas inteira e exclusivamente a partir da perspectiva nacional e, por isso, devem ser estudadas em um nível distinto de análise. Questionando como melhor conceituar teoricamente esse campo de estudo, o artigo apresenta três abordagens teóricas: neoinstitucionalismo/ isomorfia, externalização e teoria do regime internacional. O foco dessa contribuição está centrado na análise da política internacional da educação a partir do último conceito indicado.

O não-formal e o informal em educação: centralidades e periferias : atas do I Colóquio Internacional de Ciências Sociais da Educação, III Encontro de Sociologia da Educação

Colóquio Internacional de Ciências Sociais da Educação, 1, Braga, 2013; Encontro de Sociologia da Educação, 3, Braga, 2013; Palhares, José Augusto, org.; Afonso, Almerindo Janela, org.
Fonte: Universidade do Minho. Instituto de Educação. Centro de Investigação em Educação (CIEd) Publicador: Universidade do Minho. Instituto de Educação. Centro de Investigação em Educação (CIEd)
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
45.47%
"3 Volumes: Volume I: [pp. 1 – 680] ; Volume II: [pp. 681 – 1292] ; Volume III: [pp. 1293 – 2110]". ISBN: 978-989-8525-27-7; [Excerto Introdução] A realização do I Colóquio Internacional de Ciências Sociais da Educação, em articulação com o III Encontro de Sociologia da Educação, coincidiu com um dos períodos mais dilemáticos e contraditórios dos últimos anos no campo educativo português. Se, por um lado, o país assistiu a um ataque sem precedentes ao projeto democrático da escola pública, pondo em causa progressos significativos registados nas últimas décadas no acesso à escola e na diversificação de públicos e oferta formativa, tudo a pretexto da necessidade de racionalização da rede escolar, em grande medida forçada pela crise económico-financeira e pelo imperativo das medidas de austeridade; por outro lado, os dinamismos educativos e formativos que tinham eclodido nos vários espaços e tempos da cidade foram, por sua vez, conquistando outros atores e fomentando novas abordagens cognitivas do quotidiano. As ideologias da aprendizagem ao longo da vida entranharam-se no senso-comum e foram alimentando as expectativas legítimas de indivíduos e de instituições, dando a impressão que estaria em curso a “desformalização” da educação profeticamente anunciada no relatório Faure (1973) nos alvores da educação permanente. Fora do marco institucional da escola refulgiam-se experiências de educação e de aprendizagem na transversalidade das idades e fases de vida (muito embora mais intensamente entre crianças e jovens)...

Education policy and its international dimension: theoretical approaches; Política pública educacional e sua dimensão internacional: abordagens teóricas

Amaral, Marcelo Parreira do
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/04/2010 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
45.45%
A dimensão internacional das políticas públicas de educação tem sido bastante discutida nos últimos anos. Este artigo argumenta que as atividades dos agentes internacionais no domínio das políticas da educação não podem ser compreendidas inteira e exclusivamente a partir da perspectiva nacional e, por isso, devem ser estudadas em um nível distinto de análise. Questionando como melhor conceituar teoricamente esse campo de estudo, o artigo apresenta três abordagens teóricas: neoinstitucionalismo/ isomorfia, externalização e teoria do regime internacional. O foco dessa contribuição está centrado na análise da política internacional da educação a partir do último conceito indicado.; The international dimension of education policies has been widely discussed in the last couple of years. This article argues that the activities of international agents involved in education policy formulation cannot be entirely and exclusively understood from a national perspective and, thus, should be studied as a discrete level of analysis. Questioning how we might best conceptualize this field of study, this paper presents three theoretical approaches - neoinstitutionalism/isomorphism, externalization, and the international regime theory. The focus here is laid on the analysis of international education policy based on international regime theory.

O assalto à educação pelos economistas; The takeover of the education by economists

Almeida, Ana Maria F.
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2008 POR
Relevância na Pesquisa
45.39%
The article examines the process through which education from the 1970s onwards became a key variable for explaining the inequality in Brazilian incomes and a public policy tool for economists. Among other factors, this resulted from: (1) the struggle of professional educators between the 1930s and 1950s to produce a policy-oriented body of knowledge concerning education; and (2) the success of economists during the 1960s in imposing their own interpretative models of Brazilian life, displacing the educators. In both periods, governments and transnational agencies facilitated an international circulation of people and ideas, manipulated as a resource by those involved in this competition.; O artigo examina o processo pelo qual a educação passou, a partir dos anos de 1970, a ser considerada variável explicativa central da desigualdade de renda brasileira e instrumento de política pública a cargo dos economistas. Esse processo foi tributário: (1) da luta, entre os anos de 1930 e 1950, dos educadores profissionais para produzir um saber de Estado sobre a educação; e (2) do sucesso obtido pelos economistas em impor seus modelos de interpretação da realidade nacional nos anos de 1960, alijando os educadores. Em ambos os períodos...

REFLEXÕES SOBRE OS MULTILETRAMENTOS E AS TICS: CONTRIBUIÇÕES PARA A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

da Silva, Edna Marta Oliveira; Centro Universitário Internacional UNINTER; de Mattos Brahim, Adriana Cristina Sambugaro; Centro Universitário Internacional UNINTER
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 11/06/2014 POR
Relevância na Pesquisa
45.41%
Resumo: O objetivo deste trabalho é apresentar algumas reflexões sobre as contribuições do conceito de multiletramentos e do uso das tecnologias de informação e comunicação (TICs) na modalidade de Educação a Distância (EAD). Para a apresentação dessas reflexões pretende-se considerar os pressupostos teóricos advindos das teorias de letramento, mais especificamente dos multiletramentos. A associação de imagens, áudio e vídeo, com ou sem textos escritos, especialmente com as TICs, passam a exigir novas formas de letramento dos  seus usuários, uma vez que a construção de significados  ocorre por meio de modos variados (multimodais). Em outras palavras, as TICs conduzem as reflexões sobre letramento, ampliando o conceito para os multiletramentos, considerados fundamentais para os processos de ensino e de aprendizagem na contemporaneidade em todos os níveis, justamente por considerar o impacto advindo da utilização dos recursos tecnológicos que têm desencadeado novos olhares para o espaço da educação a distância. PALAVRAS-CHAVE: educação a distância; multiletramentos; TICs; linguagem; comunicação. Abstract: This paper aims to present some reflections on the contributions of the multiliteracy concept and the use of information and communication technologies ( ICTs) in the distance education modality. For the presentation of these reflections...

A FORMAÇÃO PROFISSIONAL NA FIAT AUTOMÓVEIS E A PADRONIZAÇÃO INTERNACIONAL DE TRABALHADORES DA EMPRESA

Antônia Vitória Soares Aranha; FaE/UFMG
Fonte: Trabalho & Educação Publicador: Trabalho & Educação
Formato: application/pdf
Publicado em 25/07/2013 PT
Relevância na Pesquisa
45.39%
Esta pesquisa, baseada fundamentalmente em dados empíricos e levantamento documentaL, buscou analisar a formação profissional da Fiat Automóveis S.A. situada em Betim, Minas Gerais. Procurou inserir essa atividade dentro de transformações e objelivos mais amplos pelos quais a empresa e o Grupo Fiat passou e passa, em escala internacional, tais como a Fábrica Racionalizada, a construção da Empresa Rede, entre outros.

TRABALHO DOCENTE NA REDE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA DE CONTAGEM: UMA ANÁLISE SOBRE A CARREIRA E O VENCIMENTO BÁSICO NO PERÍODO DE 2000 A 2010 / Teaching Work in the system of basic education of Contagem: an analysis about the career and the basic...

André Ricardo Barbosa Duarte; UEMG
Fonte: Trabalho & Educação Publicador: Trabalho & Educação
Formato: application/force-download
Publicado em 29/07/2014 PT
Relevância na Pesquisa
55.36%
Na última década do século XX e no inicio do XXI, no âmbito internacional, nacional e local ocorreram mudanças significativas na maneira como os Estados e os governos elaboram, implementam e avaliam as políticas públicas em todas as áreas. Com a crise do Estado de Bem-Estar Social e as reformas econômicas e políticas, a partir de objetivos e princípios neoliberais, reestruturaram as formas de produção e consumo afetando diretamente o mundo do trabalho e a educação. A ascensão de um novo paradigma de gestão pública reconfigurou o poder de Estado e reconstruiu as fronteiras entre as esferas públicas e privadas. Desta maneira, as políticas educacionais, nos anos 90 e 2000, são impactadas por esse novo ambiente político e econômico neoliberal e, assim, os sistemas públicos de educação passaram a operar em um contexto de descentralização e centralização de responsabilidades de financiamento, controle e avaliação. Assim, as transformações ocorridas nas políticas educacionais do Estado Brasileiro, nos últimos vinte anos...

O papel da Educação em Português na promoção e difusão da língua: um estudo com um grupo de estagiárias

Ançã,Maria Helena; Macário,Maria João; Guzeva,Tatiana; Gomes,Belinda
Fonte: Centro de Estudos e Intervenção em Educação e Formação (CeiEF); Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias Publicador: Centro de Estudos e Intervenção em Educação e Formação (CeiEF); Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
55.39%
As questões sobre o poder das línguas, sobre o seu peso e valor económicos têm preenchido, atualmente, agendas políticas e académicas, embora o interesse pela economia das línguas remonte à segunda metade do século XX. Relativamente ao português, assistimos a uma preocupação com a sua internacionalização, quer por via das relações comerciais e negócios, quer no âmbito das políticas da língua. De ambas as perspetivas, o ensino do português é incontornável. Sob o prisma da Educação, introduzir na formação de professores de português uma abordagem da língua mais dinâmica, como língua de comunicação internacional, direcionada para a sua difusão, é essencial num mundo globalizado, onde outras línguas também se cruzam e se jogam. Neste quadro, disponibilizámos um questionário a mestrandas/estagiárias de português, numa universidade em Portugal. Pretendíamos que identificassem o lugar atribuído à língua portuguesa no mundo, valores e potencialidades, e ainda formas de promoção e de difusão. Os resultados deste estudo piloto apontam para algum desconhecimento sobre as línguas e sobre o português e o mundo lusófono em particular. No entanto, a reação geral foi de abertura a este tipo de abordagem.