Página 1 dos resultados de 46 itens digitais encontrados em 0.079 segundos

An??lise das estrat??gias de informa????o e educa????o sobre alimenta????o e nutri????o produzidas no ??mbito da Pol??tica Nacional de Alimenta????o e Nutri????o, no per??odo de 1999 a 2010

Costa, Karla Meneses Rodrigues Peres da
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66%
Alimenta????o e nutri????o s??o determinantes fundamentais que afetam a sa??de das popula????es humanas, sejam estas ricas ou pobres, onde o padr??o alimentar de cada grupo relaciona-se diretamente com o seu perfil de morbi- mortalidade. O Brasil enfrenta, ao mesmo tempo, o combate ?? fome e ?? desnutri????o e um crescente aumentodas doen??as relacionadas ao sobre peso e ?? obesidade, fato este que demanda, cada vez mais, a ado????o de pr??ticas de educa????o nutricional voltadas ?? promo????o de h??bitos alimentares saud??veis. Para tal desafio, o Minist??rio da Sa??de do Brasil, atrav??s da Pol??tica Nacional de Alimenta????o e Nutri????o (PNAN), tem como plano de a????o a produ????o de materiais informativos pertinentes ao tema. O objetivo desse estudo ?? realizar uma an??lise qualitativa dessas estrat??gias de informa????o elaboradas pela PNAN,a partir de 1999, data de sua publica????o, conhecendo todo o seu processo de elabora????o, distribui????o e avalia????o. O estudo foi estruturado em tr??s etapas: (a) an??lise do material informativo produzido pelo Minist??rio da Sa??de, no ??mbito da PNAN, a partir de 1999; b) entrevistas semi-estruturadas com profissionais respons??veis pela elabora????o, acompanhamento e avalia????o deste material; e c) grupos focais com indiv??duos pertencentes a um dos grupos espec??ficos para os quais os materiais s??o direcionados. Ap??s a an??lise dos dados levantados...

Impacto de intervenção nutricional sobre o perfil alimentar e antropométrico de usuárias do Programa academia da saúde

Deus,Raquel Mendonça de; Mingoti,Sueli Aparecida; Jaime,Patrícia Constante; Lopes,Aline Cristine Souza
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2015 PT
Relevância na Pesquisa
96.02%
O objetivo do artigo é avaliar o impacto de intervenção sobre o perfil alimentar e antropométrico de usuárias do Programa Academia da Saúde de Belo Horizonte, MG. Estudo de intervenção com usuárias do Programa Academia da Saúde em prática regular de exercícios físicos. A intervenção nutricional, com duração de 11 meses, constou de grupos de educação alimentar e nutricional. Mensurou-se o impacto da intervenção pela comparação de indicadores dietéticos e antropométricos de dois grupos divididos conforme o percentual de participação na intervenção. Avaliou-se 124 mulheres após a intervenção, verificou-se aumento do número de refeições diárias (p < 0,001) para todas as participantes. As usuárias que participaram de menos de 50% (n = 61) da intervenção nutricional apresentaram redução do consumo diário de refrigerante adoçado (p = 0,03), e aquelas que participaram de 50% ou mais (n = 63) reduziram o consumo per capita diário de óleo (p = 0,01) e de açúcar (p = 0,002); aumentaram o consumo de frutas (p = 0...

Conversas sobre formarfazer a nutrição: as vivências e percursos da Liga de Segurança Alimentar e Nutricional

Schneider,Olívia Maria Ferreira; Neves,Alden dos Santos
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
96%
O presente artigo narra a trajetória da Liga Acadêmica de Segurança Alimentar e Nutricional (LASAN). Iniciativa pioneira de vivências práticas e discussões aprofundadas no tema segurança alimentar e nutricional. Surgiu como resposta aos desafios propostos em sala de aula sobre os modos de fazer a nutrição incluindo a responsabilidade da promoção do Direito Humano à Alimentação Adequada. Esta narrativa aborda a rede de temas sobre formação em nutrição e segurança alimentar e nutricional. Referencia-se nos conhecimentos de autores que debatem a formação e a educação crítica como prática social. A trajetória da LASAN aponta para caminhos renovados onde se podem transformar em ação os saberes relevantes em SAN, assim como experimentar renovadas formas de aprenderensinar Nutrição.

Educação popular e nutrição social: considerações teóricas sobre um diálogo possível

Cruz,Pedro José Santos Carneiro; Melo Neto,José Francisco de
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
75.94%
No setor saúde, a Educação Popular tem desvelado historicamente perspectivas teóricas e metodológicas relevantes na busca por novos horizontes para formação de profissionais, dentre os quais também se incluem os nutricionistas. Caminhos vêm sendo delineados para uma atuação comprometida com os conceitos da Promoção da Saúde e da Segurança Alimentar e Nutricional, os quais agregam dimensões críticas à Nutrição Social, traduzidas pela percepção compromissada quanto ao papel da ciência da nutrição em comunidades populares e da intervenção do nutricionista nestes espaços. Tendo como objetivo contribuir no aprimoramento das bases teóricas intervenientes neste processo, o presente ensaio pretende sistematizar os atuais desafios, possibilidades e lacunas do encontro entre Educação Popular e Nutrição Social, com ênfase para suas realizações nos cenários da Saúde da Família, e dos movimentos em torno do Direito Humano à Alimentação Adequada e Saudável no Brasil.

Cardápios e sustentabilidade: ensaio sobre as diretrizes do Programa Nacional de Alimentação Escolar

Sousa,Anete Araújo de; Silva,Ana Paula Ferreira da; Azevedo,Elaine de; Ramos,Mariana Oliveira
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
75.86%
O Programa Nacional de Alimentação Escolar é uma das políticas públicas brasileiras que têm estabelecido estreito diálogo com os princípios da Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional e da Agroecologia. Diretrizes de execução, alinhadas com a temática da sustentabilidade, foram estabelecidas pela Lei nº 11.947, promulgada em julho de 2009, que estipula recursos para a compra de alimentos produzidos pela agricultura familiar, preferencialmente orgânicos, revelando preocupações ambientais e sociais, voltadas ao desenvolvimento da economia local. Este artigo objetivou refletir sobre a elaboração do cardápio instituído nas diretrizes de execução do Programa, com ênfase nos elementos que podem indicar a alimentação escolar como promotora de sistemas alimentares ecológicos e de desenvolvimento local sustentável. Ressalta-se que, apesar do avanço das diretrizes, é necessário fortalecer estratégias para resgatar hábitos alimentares e produzir alimentos compatíveis com tais diretrizes, além de planejar cardápios que contemplem a diversidade e sazonalidade de alimentos regionais e o mapeamento de agricultores ecológicos para nortear a demanda e a oferta programadas. A gestão da compra e da logística...

IMPASSES, DESAFIOS E AS INTERFACES DA EDUCAÇÃO ALIMENTAR E NUTRICIONAL COMO PROCESSO DE PARTICIPAÇÃO POPULAR

Casemiro,Juliana Pereira; Fonseca,Alexandre Brasil Carvalho da; Machado,Elaine Cristina da Silva; Peres,Solange Carvalho
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Publicador: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
106.07%
Este artigo apresenta experiências de nutricionistas em atividades de educação alimentar e nu-tricional desenvolvidas, nos últimos dez anos, nas escolas de Duque de Caxias, município do estado do Rio de Janeiro. A metodologia de sistematização de experiência tem como pressuposto que esta atividade coletiva de aprendizagem se dá a partir da interpretação crítica das práticas em diálogo com a teoria. Foram realizadas consultas em acervos pessoais e de projetos e, posteriormente, entrevistas individuais e coletivas com nutricionistas. Pôde-se registrar grande diversidade nas ações desenvolvidas, interesse na atuação intersetorial e progressiva incorporação do discurso do direito à alimentação. As parcerias estabelecidas entre nutricionistas e movimentos populares marcam a descrição das experiências. A educação alimentar e nutricional foi afirmada como campo de atuação interdisciplinar. Em contextos de grande injustiça torna-se essencial incorporar princípios da educação popular, tais como amorosidade, diálogo e compromisso com os oprimidos. A sistematização sinaliza que nutricionistas...

Educa????o nutricional para idosos e seus cuidadores no contexto da educa????o em sa??de

Brand??o, Aline Ferreira; Vargas, Vagner de Souza; Gomes, Giovana Calcagno; Pelzer, Marlene Teda; Lunardi, Val??ria Lerch
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
106.09%
Os profissionais cujo trabalho tem rela????o com a promo????o da sa??de, preven????o de doen??as ou recupera????o da sa??de do idoso devem conhecer o processo nutricional dessa popula????o como fen??meno influenciado por condi????es ambientais, sociais e psicol??gicas. O objetivo deste trabalho foi realizar uma reflex??o te??rica acerca da educa????o nutricional para idosos, atrav??s do processo de educa????o em sa??de. Discutimos quest??es relacionadas ?? educa????o em sa??de, educa????o nutricional e a educa????o nutricional para a popula????o idosa e para seus cuidadores. Atrav??s da educa????o nutricional, os profissionais de sa??de podem transcender seus conhecimentos t??cnicocient??ficos para atuarem como educadores em sa??de e multiplicadores de conhecimentos. A implementa????o de estrat??gias educativas possibilita a apreens??o do idoso e/ou de seus cuidadores, como sujeito aut??nomo capaz de compreender suas necessidades nutricionais e adapt??-las a seus padr??es culturais, prefer??ncias, disponibilidades alimentares e possibilidades financeiras promovendo mudan??as no seu processo de viver, capazes de melhorar sua sa??de e sua qualidade de vida.; Professionals whose work is connected to health promotion...

A educa????o em sa??de e os trabalhadores do servi??o de alimenta????o: uma propostas de educa????o nutricional

Lobato, Rubens C??urio; Vargas, Vagner de Souza
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.03%
A educa????o nutricional tem sido destaque de distintos trabalhos epidemiol??gicos, em especial aqueles cujos resultados apontam a correla????o entre comportamento alimentar e doen??as. O objetivo deste trabalho foi propor estrat??gias de educa????o nutricional a partir da exemplifica????o de atividades rotineiras dos trabalhadores da Unidade de Alimenta????o e Nutri????o (UAN) do Hospital Sociedade Portuguesa de Benefic??ncia de Pelotas (HSPBP), visando a propor um processo de educa????o permanente voltado ?? realidade desses trabalhadores. No per??odo de junho a agosto de 2001, diariamente, antes de serem servidas as dietas produzidas nesta UAN, o nutricionista realizava uma explana????o te??rico-pr??tica a todos os funcion??rios. Portanto, ao t??rmino desse processo, foram evidentes a satisfa????o e motiva????o que os trabalhadores demonstraram nesse per??odo, posto que compreenderam a sua funcionabilidade adjacente ?? equipe de sa??de.; Nutritional education has been focused in many epidemiological studies, specially, and the results show a relationship between nutritional behavior and diseases. The aim of this study was to propose strategies for nutritional education from examples routine activities of workers in the Nutrition Unit of the Hospital Sociedade Portuguesa de Benefic??ncia de Pelotas ??? RS ??? Brazil (HSPBP)...

A plurifuncionalidade da seguran?a alimentar no meio ambiente como dever de solidariedade agroambiental

BASTOS, Ronald Corecha
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
75.98%
O presente trabalho trata da an?lise te?rica da plurifuncionalidade da Seguran?a Alimentar e Nutricional (SAN) no meio ambiente, que se sustenta como um dever de solidariedade agroambiental. O trabalho foi dividido em tr?s partes, cada uma com dois cap?tulos, que foram desenvolvidos inicialmente com o estabelecimento do contexto em que se encontram os assuntos abordados, e finalizados com observa??es acerca das principais ideias estudadas, at? a elabora??o de considera??es finais, que demonstram os resultados alcan?ados pelo trabalho. Utiliza-se a metodologia te?rica e o racioc?nio indutivo-cr?tico, pois se parte do estudo de um fen?meno individualizado, a SAN, para se prejetarem hip?teses que considerem seus efeitos e intera??es com o meio ambiente natural, para ao final buscar generalizar as solu??es encontradas, notadamente a solidariedade em sua dimens?o de dever jur?dico. Procura-se sustentar a argumenta??o com obras de refer?ncia bibliogr?ficas e outras produ??es cient?ficas de entidades nacionais e estrangeiras. Discute-se introdutoriamente alguns motivos que levaram ? realiza??o da tese, quais sejam os graves problemas que envolvem a alimenta??o humana na contemporaneidade, destaca sua aproxima??o com os direitos humanos, especialmente com o princ?pio da solidariedade e suas caracter?sticas de transdisciplinaridade metodol?gica...

Estado nutricional, consumo alimentar e atividade f??sica de crian??as e adolescentes com S??ndrome de Down; Nutritional status, dietary intake and physical activity in children and adolescents with Down syndrome

ZUCHETTO, Camila
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Educa????o F??sica; Programa de P??s-Gradua????o em Educa????o F??sica; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Educa????o F??sica; Programa de P??s-Gradua????o em Educa????o F??sica; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.07%
Down syndrome (DS) is a genetic abnormality in which has its own characteristics and inherent affecting nutritional status. Individuals with Down syndrome have a predisposition to overweight by genetic factors and / or environmental. The aim of this study was to evaluate the nutritional status and its association with dietary intake, physical activity levels and demographic variables of children and adolescents with Down syndrome living in the city of Pelotas, Brazil. Participants were 41 children and adolescents aged between six and 18 years. It was observed that about 20% of children and adolescents were overweight, and physical activity is rarely practiced by the population, since more than 60% subjects were classified as having insufficient active. The findings about food consumption, point to an excessive consumption of carbohydrates and proteins, contributing to the nutritional status found. The formation of healthy eating habits and behaviors occurs in childhood, and if they give up properly can prevent of chronic illnesses that are so increasingly early, affecting children and young people.; A S??ndrome de Down (SD) ?? uma anomalia gen??tica na qual possui caracter??sticas pr??prias e inerentes que afetam o estado nutricional. Indiv??duos com SD apresentam predisposi????o ao excesso de peso por fatores gen??ticos e/ou ambientais. O objetivo deste trabalho foi avaliar o estado nutricional e sua associa????o com o consumo alimentar...

Insegurança alimentar e excesso de peso em escolares do primeiro ano do Ensino Fundamental da rede municipal de São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil

Vicenzi,Keli; Henn,Ruth Liane; Weber,Ana Paula; Backes,Vanessa; Paniz,Vera Maria Vieira; Donatti,Talita; Olinto,Maria Teresa Anselmo
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2015 PT
Relevância na Pesquisa
75.89%
Estudo transversal, de base escolar, realizado em São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil, com o objetivo de avaliar a associação entre insegurança alimentar e excesso de peso em escolares do 1º ano do Ensino Fundamental das escolas municipais. Dois mil, trezentos e sessenta e nove escolares foram convidados a participar, 847 foram investigados e destes, 782 tinham dados de peso e altura. Os dados foram obtidos com as mães/responsáveis. Insegurança alimentar foi medida com a Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA). Peso e altura foram obtidos com o Serviço de Nutrição da Secretaria Municipal de Educação. As prevalências de excesso de peso e insegurança alimentar foram, respectivamente, 38,1% e 45,1%. Após ajuste para fatores de confusão, escolares com insegurança alimentar apresentaram probabilidade 22% menor de ter excesso de peso quando comparados com aqueles sem insegurança alimentar. Este estudo identificou elevadas prevalências de insegurança alimentar e excesso de peso, com associação inversa entre estas variáveis. Por um lado, esses resultados revelam a complexidade dessa relação, o que exige mais estudos para compreendê-la...

Educa????o e sa??de alimentar

Santos, ??rica Cristina Carneiro dos; Rocha, Herc??lia Jos?? da
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.03%
A fase escolar da crian??a ?? um momento de extrema import??ncia no seu desenvolvimento e crescimento. Assim, para que isso ocorra de maneira adequada, a alimenta????o tem um papel fundamental evitando-se, assim, no futuro, um adulto com sa??de prec??ria e s??rios problemas. Este trabalho teve como objetivo estudar sobre a alimenta????o saud??vel, propondo sugest??es na merenda oferecida aos alunos da rede de ensino, de modo a contribuir para a ado????o de novos h??bitos alimentares, visando uma melhor qualidade. Foi utilizada como metodologia para a execu????o deste trabalho, a pesquisa bibliogr??fica de cunho qualitativo. Para a organiza????o dos dados, foi escolhido um roteiro de an??lise documental. Os livros pesquisados abordam temas como: Alimenta????o Natural; Pir??mide Alimentar; Alimenta????o e Promo????o de Modo de Vida Saud??vel; Alimenta????o Saud??vel na Cantina Comercial; Soja na Merenda Escolar; Promo????o de Educa????o para Consumo e Educa????o Nutricional; Projeto Alimentar para a Comunidade Escolar; Alimenta????o Alternativa; Resgate de Alimentos Regionais; Promo????o da Educa????o para Consumo Seguro e Saud??vel e Criatividade Alimentar. As categorias selecionadas para este trabalho foram: alimenta????o saud??vel; atitudes diante da alimenta????o; e prepara????o de alimentos. Os principais resultados da pesquisa direcionam para: o homem s?? domina e controla aquilo que tem conhecimento com profundidade; a sa??de e a doen??a n??o acontecem por acaso...

Estrat??gia de educa????o alimentar e nutricional em um grupo de mulheres idosas

Batista, Amanda R??bia d???Affonseca
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
156.05%
Com o aumento do ritmo de envelhecimento da popula????o, torna-se fundamental planejar e desenvolver a????es de sa??de que possam contribuir com a melhoria da qualidade de vida dos idosos. Dessa forma, esse estudo teve como objetivo central realizar uma atividade de educa????o alimentar e nutricional como estrat??gia de promo????o da alimenta????o saud??vel com mulheres idosas do Centro de Conviv??ncia do Idoso, Distrito Federal. Foi desenvolvida uma atividade de interven????o do tipo antes e depois e car??ter qualitativo, a partir da identifica????o de barreiras para a pr??tica de h??bitos alimentares saud??veis, realizada com 11 mulheres com idades entre 69 e 84 anos, durante um encontro com dura????o de 35 minutos. O tema da atividade teve foco na classifica????o dos alimentos como ???alimentos in natura ou minimamente processados, alimentos processados e alimentos ultraprocessados???. Os resultados obtidos a partir da aplica????o da estrat??gia foram avaliados de forma qualitativa, e se mostraram positivos, atrav??s da constata????o da aquisi????o de conhecimentos e do desenvolvimento de habilidades pelas participantes em classificar os alimentos com rela????o aos tipos de processamentos apresentados na interven????o. Conclui-se que h?? grande necessidade em desenvolver atividades para a popula????o idosa com foco no aumento das experi??ncias educativas sobre sa??de e alimenta????o...

Avalia????o de recursos educativos e metodologia problematizadora de Educa????o Alimentar Discente programas e Nutricional escolar

Silva, J??ssika Tatiany Medeiros
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
116.12%
A Educa????o Alimentar e Nutricional foi criada para promover as mudan??as de comportamentos na popula????o brasileira. Quando h?? promo????o da alimenta????o saud??vel na inf??ncia, ?? poss??vel ser estimulado a ades??o de estilo de vida adequada. Por??m, deve-se realizar um planejamento adequado respeitando as caracter??sticas do grupo, bem como, utilizar recursos que estimulem a pr??tica de alimenta????o saud??vel. Foi realizada uma revis??o de literatura que utilizou a base de dados BIREME, PUBMEDS, SCIELO E GOOGLE ACADEMICO. Foram utilizados os indexadores ???educa????o alimentar e nutricional AND crian??as???, ???nutricional AND escolares??? e seus correspondentes em ingl??s. Dos 30 artigos encontrados, foram selecionados 8 artigos, publicados a partir de 2009, que descreviam na interven????o de EAN e que citaram os recursos de ensino utilizados. E posteriormente verificar quais utilizaram a participa????o da comunidade escolar como ferramenta. Frente aos resultados, verificou-se que todos utilizaram, pelo menos, um recurso de ensino, n??o sendo o ideal para a melhor reten????o da interven????o dos escolares. A maioria utilizou a comunidade escolar como ferramenta. Sugeriu-se uma proposta problematizadora baseada em dados cient??ficos. Atualmente...

Educa????o alimentar e nutricional em pr??-escolares: processo importante no aumento da aceitabilidade de hortali??as

Silva, Adlla Rabelo
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
136.2%
Estudos t??m mostrado uma transi????o no perfil nutricional de crian??as, houve redu????o da preval??ncia de d??ficit de peso e, em contra partida, o aumento da preval??ncia de sobrepeso foi destacado. Devido a isso, surge a necessidade de a????es de educa????o alimentar e nutricional para reverter ou estabilizar esse ???quadro??? epidemiol??gico nutricional, e tamb??m para influenciar em como os h??bitos alimentares s??o formados na fase pr??-escolar, uma vez que este ?? considerado o melhor momento para realizar tais a????es. O objetivo deste estudo ?? avaliar o papel das estrat??gias da educa????o nutricional em pr??-escolares para expandir a aceitabilidade de hortali??as e reduzir a neofobia alimentar infantil. Para isto, foi aplicado um question??rio nos pais das cinco crian??as na fase pr??-escolar que compuseram a amostra para determinar a hortali??a menos aceita pelas mesmas. Em seguida, foi feita uma interven????o com atividades l??dicas, recreativas e educacionais trabalhando as hortali??as previamente determinadas. Por ??ltimo, os pais avaliaram por meio de um question??rio se houve ou n??o melhora na aceitabilidade das hortali??as. Os resultados encontrados pela pesquisa foram bem satisfat??rios, quatro das cinco crian??as aceitaram as hortali??as anteriormente rejeitadas. Portanto...

Avalia????o dos h??bitos alimentares de indiv??duos que residem sozinhos

Okamura, Aline Bassetto; Porto, Erika Blamires Santos
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.87%
A pr??tica de alimentar-se em comunidade, extremamente estimulada atualmente, vem sendo cada vez mais deixada de lado, muitas vezes por falta de tempo. Simultaneamente, a quantidade de pessoas que residem sozinhas aumenta, enquanto o interesse em alimentar-se bem, n??o. Com isso, esse estudo transversal teve o objetivo de analisar os h??bitos alimentares de indiv??duos que residem sozinhos, por meio de um question??rio on line e os avaliou segundo o Guia Alimentar para a Popula????o Brasileira. Verificou-se que a maioria realiza todas as suas refei????es desacompanhados, apesar de relatarem influ??ncia positiva em faz??-las em companhia. A alimenta????o mais adequada verificada nesse grupo foi o almo??o, que ?? realizada predominantemente fora de casa, ao passo que as menos adequadas nutricionalmente foram os lanches, feitos em sua maioria no trabalho. Dessa forma, viu-se a import??ncia de incentivar a divulga????o de estrat??gias em educa????o alimentar e nutricional, a fim de orientar esse grupo populacional a fazer escolhas alimentares mais saud??veis, destacando a relev??ncia de alimentar-se acompanhado e de se reduzir o consumo de alimentos ultraprocessados.

Impacto de intervenção nutricional sobre o perfil alimentar e antropométrico de usuárias do Programa academia da saúde

Deus,Raquel Mendonça de; Mingoti,Sueli Aparecida; Jaime,Patrícia Constante; Lopes,Aline Cristine Souza
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2015 PT
Relevância na Pesquisa
96.02%
O objetivo do artigo é avaliar o impacto de intervenção sobre o perfil alimentar e antropométrico de usuárias do Programa Academia da Saúde de Belo Horizonte, MG. Estudo de intervenção com usuárias do Programa Academia da Saúde em prática regular de exercícios físicos. A intervenção nutricional, com duração de 11 meses, constou de grupos de educação alimentar e nutricional. Mensurou-se o impacto da intervenção pela comparação de indicadores dietéticos e antropométricos de dois grupos divididos conforme o percentual de participação na intervenção. Avaliou-se 124 mulheres após a intervenção, verificou-se aumento do número de refeições diárias (p < 0,001) para todas as participantes. As usuárias que participaram de menos de 50% (n = 61) da intervenção nutricional apresentaram redução do consumo diário de refrigerante adoçado (p = 0,03), e aquelas que participaram de 50% ou mais (n = 63) reduziram o consumo per capita diário de óleo (p = 0,01) e de açúcar (p = 0,002); aumentaram o consumo de frutas (p = 0...

Educação popular e nutrição social: considerações teóricas sobre um diálogo possível

Cruz,Pedro José Santos Carneiro; Melo Neto,José Francisco de
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
75.94%
No setor saúde, a Educação Popular tem desvelado historicamente perspectivas teóricas e metodológicas relevantes na busca por novos horizontes para formação de profissionais, dentre os quais também se incluem os nutricionistas. Caminhos vêm sendo delineados para uma atuação comprometida com os conceitos da Promoção da Saúde e da Segurança Alimentar e Nutricional, os quais agregam dimensões críticas à Nutrição Social, traduzidas pela percepção compromissada quanto ao papel da ciência da nutrição em comunidades populares e da intervenção do nutricionista nestes espaços. Tendo como objetivo contribuir no aprimoramento das bases teóricas intervenientes neste processo, o presente ensaio pretende sistematizar os atuais desafios, possibilidades e lacunas do encontro entre Educação Popular e Nutrição Social, com ênfase para suas realizações nos cenários da Saúde da Família, e dos movimentos em torno do Direito Humano à Alimentação Adequada e Saudável no Brasil.

Insegurança alimentar e excesso de peso em escolares do primeiro ano do Ensino Fundamental da rede municipal de São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil

Vicenzi,Keli; Henn,Ruth Liane; Weber,Ana Paula; Backes,Vanessa; Paniz,Vera Maria Vieira; Donatti,Talita; Olinto,Maria Teresa Anselmo
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2015 PT
Relevância na Pesquisa
75.89%
Estudo transversal, de base escolar, realizado em São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil, com o objetivo de avaliar a associação entre insegurança alimentar e excesso de peso em escolares do 1º ano do Ensino Fundamental das escolas municipais. Dois mil, trezentos e sessenta e nove escolares foram convidados a participar, 847 foram investigados e destes, 782 tinham dados de peso e altura. Os dados foram obtidos com as mães/responsáveis. Insegurança alimentar foi medida com a Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA). Peso e altura foram obtidos com o Serviço de Nutrição da Secretaria Municipal de Educação. As prevalências de excesso de peso e insegurança alimentar foram, respectivamente, 38,1% e 45,1%. Após ajuste para fatores de confusão, escolares com insegurança alimentar apresentaram probabilidade 22% menor de ter excesso de peso quando comparados com aqueles sem insegurança alimentar. Este estudo identificou elevadas prevalências de insegurança alimentar e excesso de peso, com associação inversa entre estas variáveis. Por um lado, esses resultados revelam a complexidade dessa relação, o que exige mais estudos para compreendê-la...

Conversas sobre formarfazer a nutrição: as vivências e percursos da Liga de Segurança Alimentar e Nutricional

Schneider,Olívia Maria Ferreira; Neves,Alden dos Santos
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
96%
O presente artigo narra a trajetória da Liga Acadêmica de Segurança Alimentar e Nutricional (LASAN). Iniciativa pioneira de vivências práticas e discussões aprofundadas no tema segurança alimentar e nutricional. Surgiu como resposta aos desafios propostos em sala de aula sobre os modos de fazer a nutrição incluindo a responsabilidade da promoção do Direito Humano à Alimentação Adequada. Esta narrativa aborda a rede de temas sobre formação em nutrição e segurança alimentar e nutricional. Referencia-se nos conhecimentos de autores que debatem a formação e a educação crítica como prática social. A trajetória da LASAN aponta para caminhos renovados onde se podem transformar em ação os saberes relevantes em SAN, assim como experimentar renovadas formas de aprenderensinar Nutrição.