Página 1 dos resultados de 609 itens digitais encontrados em 0.045 segundos

Utilização de princípios e métodos da ecologia da paisagem em ordenamento florestal

Azevedo, João
Fonte: Sociedade Portuguesa de Ciências Florestais Publicador: Sociedade Portuguesa de Ciências Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
96.29%
Portugal dispõe actualmente de condições para a implementação com sucesso de planos de ordenamento florestal concebidos a partir do conhecimento do funcionamento ecológico do território e por isso compatíveis com a conservação da natureza e da biodiversidade. A ecologia da paisagem ao dirigir-se ao estudo da estrutura, funcionamento e alteração de mosaicos heterogéneos do território e ao utilizar escalas de análise correspondentes às do ordenamento florestal previsto na lei portuguesa, constitui uma disciplina científica com naturais potencialidades de utilização neste âmbito. Existem princípios e procedimentos do âmbito da ecologia da paisagem que muito podem contribuir para a elaboração e implementação dos planos de ordenamento florestal em Portugal, alguns dos quais são apresentados neste texto.

Ecologia da paisagem e suas aplicações profissionais em Portugal: os casos da gestão florestal e da conservação da biodiversidade

Azevedo, João; Ramos, Isabel Loupa; Honrado, João Pradinho
Fonte: SPECO Publicador: SPECO
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
96.36%
Neste trabalho avalia-se a aplicação da ecologia da paisagem à prática profissional em duas áreas distintas: a gestão florestal e a conservação da natureza e da biodiversidade. A partir de uma hipótese, de acordo com a qual a elevada aplicabilidade da ecologia da paisagem a determinadas áreas e a vasta experiência formativa nesta disciplina em Portugal deveria ser traduzida por um elevado número de aplicações práticas nos âmbitos da conservação da biodiversidade e a gestão florestal, avaliamos um conjunto de indicadores de utilização da estrutura teórica, dos conceitos e dos métodos desta disciplina a partir da análise de um conjunto de documentos concebidos a diferentes níveis organizacionais. Os resultados indicam que a presença da ecologia da paisagem nestas duas áreas profissionais é muito ténue, sendo muito poucos os casos onde é clara a influência da disciplina na conceção e desenvolvimento de políticas, planos e projetos. As explicações para esta situação podem envolver simultaneamente insuficiência de transferência de conhecimento da ecologia da paisagem para o mundo profissional e uma não sincronização entre a formação académica e a aplicação.

Análise da estrutura da paisagem na bacia do Rio Corumbataí, SP. ; Landscape structure analysis of the Corumbataí River Basin, SP.

Valente, Roberta de Oliveira Averna
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/12/2001 PT
Relevância na Pesquisa
86.33%
A importância regional da Bacia do Rio Corumbataí para o abastecimento de água, em qualidade e quantidade, e o elevado nível de desmatamento que é na atualidade um dos fatores que mais afetam a sua biodiversidade, motivaram a análise da estrutura paisagem dessa área. Para essa análise foi produzido o mapa de uso e cobertura do solo da bacia e aplicados índices de ecologia da paisagem. O mapa de uso e cobertura do solo foi produzido pela classificação digital supervisionada (algoritmo de máxima verossimilhança) de imagens orbitais digitais (SPOT e LANDSAT ), com exatidão global de 91,10%.Os índices de ecologia da paisagem (calculados pelo software FRAGSTATS) foram determinados por sub-bacias (Passa-Cinco, Alto Corumbataí, Médio Corumbataí, Ribeirão Claro e Baixo Corumbataí), sendo utilizados os que fazem a caracterização em nível de fragmentos e em nível de classes de uso e cobertura do solo. Os índices referentes às classes forneceram as caracterizações das classes floresta nativa (Floresta Estacional Semidecidual) e cerrado; e os referentes a fragmentos a caracterização, dos seus respectivos remanescentes. As caracterizações quantitativas em nível de fragmentos e de classes de uso e cobertura do solo foram feitas com os grupos de índices de área; densidade...

"A conservação da paisagem como alternativa à criação de áreas protegidas: um estudo de caso do Pantanal do Rio Negro-MS". ; Landscape conservation as an alternative to protected areas: a case study of the Rio Negro region of the Pantanal, in Brazil.

Azevedo, Joaquim Rondon da Rocha
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/10/2002 PT
Relevância na Pesquisa
96.09%
O presente trabalho tem o objetivo de contribuir para a discussão acerca de diferentes estratégias de conservação da natureza, confrontando o modelo hegemônico baseado na criação de áreas protegidas com modelos alternativos, surgidos com o intuito de superar os problemas e conflitos ocasionados por este modelo, especialmente quando transposto para a realidade de países tropicais como o Brasil. O que se pretende é demonstrar que, diante de situações complexas de interação entre a sociedade e o meio ambiente, faz-se necessário o emprego de mecanismos voltados para a conservação da paisagem como um todo, a partir do seu uso efetivo e da definição conjunta de critérios pelos diversos atores envolvidos no processo, o que implica em mudanças com relação às instituições e instrumentos a serem utilizados. Para tanto, é feita uma análise comparativa de diferentes iniciativas de conservação em andamento na região do Vale do Rio Negro, no Pantanal de Mato Grosso do Sul, representativas de diferentes abordagens da questão da conservação. Além de ser uma das regiões mais preservadas do Pantanal, o Vale do Rio Negro apresenta um histórico de mobilização social em torno da conservação, o que explica o interesse pela área. A proximidade entre os domínios da cultura e da natureza na região do Pantanal...

Análise e mapeamento da estrutura da paisagem da Ilha Comprida, no litoral sul de São Paulo; Analysis and mapping of landscape structure of Ilha Comprida, in the southern coast of São Paulo

Campos, Waldir Wagner
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/11/2013 PT
Relevância na Pesquisa
96.25%
A pesquisa apresenta análises da estrutura da paisagem da Ilha Comprida com base em fundamentos teórico-metodológicos da Geoecologia ou Ecologia da Paisagem, conforme as abordagens geográficas e biológicas/ecológicas. Os mapeamentos foram elaborados em escala 1:15.000 por meio de fotointerpretação, controle de campo, Modelo Digital de Elevação (MDE) do terreno, associação entre unidades ambientais e antrópicas (vegetação, usos antrópicos, quaternárias, solos e potenciais de inundação) e aplicação de índices (métricas) de estrutura da paisagem. Os produtos cartográficos indicam áreas prioritárias para a conservação, considerando a melhor aptidão menor conflito entre as unidades antrópicos e ambientais e a distribuição dos fragmentos florestais. Em escala 1:30.000 são apresentados os mapas de: Unidades de Paisagens (UPs) da Ilha Comprida: Setor Boqueirão Sul Córrego da Barra Nova; Unidades de Paisagens (UPs) da Ilha Comprida: Setor Córrego da Barra Nova Boqueirão Norte; Aptidão para a Conservação das Unidades de Paisagens (UPs) da Ilha Comprida: Setor Boqueirão Sul Córrego da Barra Nova; Aptidão para a Conservação das Unidades de Paisagens (UPs) da Ilha Comprida: Setor Córrego da Barra Nova Boqueirão Norte. Em escala 1:60.000 são apresentados os mapas de: Classes de Áreas dos Fragmentos de Floresta Baixa de Restinga (FbR) na Ilha Comprida; Consequências do Efeito de Borda (50 m) Aplicado aos Fragmentos de Floresta Baixa de Restinga (FbR) na Ilha Comprida; Classes de Importância dos Fragmentos para a Conectividade da Floresta Baixa de Restinga (FbR) na Ilha Comprida; Classificação dos Fragmentos de Floresta Baixa de Restinga (FbR) para a Conservação na Ilha Comprida; Classes de Áreas dos Fragmentos de Floresta Alta de Restinga Úmida (FaRu) na Ilha Comprida; Consequências do Efeito de Borda (50 m) Aplicado aos Fragmentos de Floresta Alta de Restinga Úmida (FaRu) na Ilha Comprida; Classes de Importância dos Fragmentos para a Conectividade da Floresta Alta de Restinga Úmida (FaRu) na Ilha Comprida; Classificação dos Fragmentos de Floresta Alta de Restinga Úmida (FaRu) para a Conservação na Ilha Comprida; Classes de Áreas dos Fragmentos de Floresta Alta de Restinga (FaR) na Ilha Comprida; Consequências do Efeito de Borda (50 m) Aplicado aos Fragmentos de Floresta Alta de Restinga (FaR) na Ilha Comprida; Classes de Importância dos Fragmentos para a Conectividade da Floresta Alta de Restinga (FaR) na Ilha Comprida; Classificação dos Fragmentos de Floresta Alta de Restinga (FaR) para a Conservação na Ilha Comprida. Identificaram-se três setores heterogêneos na Ilha Comprida: entre o Boqueirão Sul e Pedrinhas com aptidão alta para a conservação e contínuos florestais prioritários para o estabelecimento de normas restritivas ao uso antrópico; entre Pedrinhas e o Boqueirão Norte...

Interações em estudos para conservação: conceitos e técnicas para análises geográficas e ecológicas da paisagem; Interactions in conservation studies: concepts and techniques to geographical and ecological landscape analysis

Sartorello, Ricardo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
86.3%
Diante do estado crítico dos sistemas ambientais naturais no Brasil e no mundo, acreditamos que a interação entre as abordagens geográfica e ecológica no estudo da paisagem possa resultar em uma evolução nas pesquisas e planos para a conservação ambiental. Para explorar esse potencial, analisamos criticamente as diferenças fundamentais entre estas duas abordagens. Dentre elas, a questão do observador da paisagem, mais humano na Geografia e voltado para as necessidades das espécies na Ecologia. A principal consequência desta diferença se reflete na escala de apreensão e na delimitação da estrutura da paisagem, relacionando diversas variáveis na abordagem Geográfica e utilizando principalmente a vegetação na Ecológica. Visando explorar as possibilidades de interação destas duas abordagens, propusemos cinco estudos de caso. O primeiro propõe a identificação e mapeamento da paisagem na escala do continente sul americano. Utilizamos novas técnicas de sensoriamento remoto para analisar a estrutura da paisagem no território brasileiro por meio da variação da vegetação em uma série temporal de imagens MODIS EVI entre os anos 2000 e 2012. Os resultamos mostram que a técnica utilizada consegue diferenciar paisagens com diferentes níveis de complexidade em uma classificação contínua. Os outros estudos foram desenvolvidos em escala regional...

Pressão urbana e conectividade da paisagem no entorno dos parques estaduais de Itapetinga, Itaberaba, Cantareira, Juquery e Jaraguá na região metropolitana de São Paulo; The urban pressure and connectivity in the surroundings of the state parks: Cantareira, Juquery, Jaragua, Itapetinga and Itaberaba in the Metropolitan Region of São Paulo

Gaspareto, Tadeu da Costa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
106.24%
Com o avanço das tecnologias computacionais abriu-se a possibilidade de se adquirir computadores pessoais cada vez mais potentes e com um custo cada vez mais baixo, o que possibilitou um avanço por parte de pesquisadores em métodos e metodologia de análise, utilizando sistemas de processamento de massa de dados combinados. Neste trabalho, procurou-se realizar estudos de Ecologia da Paisagem utilizando diferentes softwares que trabalham com sistemas de informações geográficas na análise da paisagem, principalmente os diagnósticos de fragmentação de habitats e de locais de maior pressão no entorno de Unidades de Conservação, na Região Metropolitana a maior cidade da América Latina. O estudo procurará recuperar os diferentes preceitos teórico-metodológicosdos estudos de análise da paisagem. Também buscou estabelecer estudos práticos espacializados em mapas, permitindo assim uma visualização dos resultados em duas escalas de trabalho: a primeira das pressões urbanas no entorno imediato de 2 km dos Parques Estaduais da Cantareira, Juquey, Jaraguá, Itapetinga e Itaberaba e a segunda para uma paisagem que abrange os cinco parques citados acima. Os resultados encontrados nessa pesquisa foram qualitativos na forma de mapas e quantitativos na forma de tabelas e gráficos...

Diretrizes para a seleção de áreas verdes urbanas e periurbanas: o caso da zona leste do município de Ribeirão Preto/SP; Guidelines for the selection of the green areas in urban and periurban areas: the case of east area in Ribeirão Preto city/SP

Petenusci, Marcela Cury
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
86.31%
As discussões referentes às problemáticas ambientais derivadas de ações humanas são cada vez mais cotidianas, sendo que a gestão de recursos naturais torna-se cada vez mais complexa devido às interações entre os fatores ecológico, político, socioeconômico, demográfico e cultural. Uma das principais preocupações do planejamento urbano atual é a melhor integração dos diversos tipos de espaços urbanos, sendo que, dentre estes espaços, as áreas verdes urbanas apresentam papel fundamental na integração do diversos sistemas urbanos. No entanto, a grande maioria dos instrumentos utilizados pelos Órgãos Públicos Municipais para definição destas áreas verdes não promovem à integração dos fatores ecológicos e antrópicos. Como resposta a esta realidade apresentada, recentemente a ecologia da paisagem vem sendo aplicada ao planejamento urbano de cunho ambiental. Tendo-se como hipótese que a utilização de visão integrada para a definição de áreas verdes em zonas urbanas e periurbanas favorece tanto a conservação integrada dos recursos naturais, como também o atendimento às necessidades das comunidades humanas, o presente trabalho propõe a utilização de princípios de ecologia da paisagem para a definição de diretrizes para a seleção de áreas verdes em zonas urbanas e periurbanas. Estes princípios são aplicados num caso de estudo: a zona leste do município de Ribeirão Preto/SP...

Mapeamento de fragmentos de mata no município de Maringá, PR: uma abordagem da ecologia da paisagem

Marques, Américo José
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 92 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
96.28%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciências Cartográficas - FCT; O presente trabalho está pautado nos princípios teóricos e métodos quantitativos provenientes da Ecologia da Paisagem, ramo relativamente novo da Ecologia, que focaliza as relações espaciais e interações entre padrões espaciais e processos ecológicos. Nesse sentido, foi realizada uma avaliação dos padrões espaciais em escalas compatíveis à análise dos ambientes urbano e rural, devido às particularidades inerentes a cada um deles. Como a variabilidade de uma área urbana é dada pela diversidade de materiais que a compõem, houve necessidade de se realizar um estudo mais detalhado, e a estrutura desse ambiente foi avaliada através de índices de paisagem (métricas) quantificados a partir da análise de fotografias aéreas com resolução espacial de 5 metros. Para o ambiente rural foi utilizada uma cena do satélite Landsat 7 ETM+ com 30 metros de resolução espacial, para a quantificação desses índices. Desse modo, foram utilizados dados e técnicas de Sensoriamento Remoto para gerar os mapas temáticos representando classes de uso da terra e os índices de paisagem permitiram estimar o grau de fragmentação dos dois ambientes de análise. O enfoque principal do trabalho foi dado à classe “mata...

Aplicação dos conceitos da ecologia de paisagem para a definição de hotspots de conservação e de conectividade entre o Complexo Cantareira e Nazaré Paulista

Marchesi, Vitoria Sanches
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 56 f.
POR
Relevância na Pesquisa
86.32%
The Atlantic Forest biome, reduced to 12% of its original coverage, holds a significant portion of brazilian biodiversity, with high levels of endemism. Among the few remaining areas of the Atlantic, there is the region between the Complex of Cantareira and the municipality of Nazaré Paulista, which will be the object of study of this work. Using the concepts of Landscape Ecology, and analysis of thematic maps, this study aims to characterize the region in a ecologically scaled perspective, identifying two types of hotspots: i) for conservation and ii) for maintain habitat connectivity. Concepts of Landscape Ecology as landscape structure, patches, matrix, corridors (structural and functional) and connectivity, as well as their effects on local biodiversity was adopted and applied in the study region. We also analyzed the effects of roads, hydrographic system, Permanent Protection Areas (PPAs), and Conservation Units for flora and fauna maintenance at regional scale. This allowed us to define strategies and priority areas for the conservation and restoration of forest fragments of Atlantic Forest remnants within the study region. This study generated relevant knowledge for a better planning the region in order to create best conditions for the maintenance of regional biodiversity...

Ecologia da paisagem da hantavirose no Estado do Rio Grande do Sul

Henkes, Waldir E.; Barcellos, Christovam de Castro
Fonte: SBMT Publicador: SBMT
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.16%
Esse trabalho tem como objetivo estudar a ecologia da paisagem das hantaviroses no Rio Grande do Sul através do mapeamento da ocorrência de casos e sua sobreposição a mapas de vegetação e relevo. A maior parte dos casos ocorre na primavera em regiões serranas com vegetação secundária e atividade agrícola.

Ecologia da paisagem da hantavirose no Estado do Rio Grande do Sul

Henkes,Waldir E.; Barcellos,Christovam
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 PT
Relevância na Pesquisa
96.16%
Esse trabalho tem como objetivo estudar a ecologia da paisagem das hantaviroses no Rio Grande do Sul através do mapeamento da ocorrência de casos e sua sobreposição a mapas de vegetação e relevo. A maior parte dos casos ocorre na primavera em regiões serranas com vegetação secundária e atividade agrícola.

ANÁLISE DA PAISAGEM E MUDANÇAS NO USO DA TERRA NO ENTORNO DA RPPN CAFUNDÓ, ES

Pirovani,Daiani Bernardo; Silva,Aderbal Gomes da; Santos,Alexandre Rosa dos
Fonte: UFLA - Universidade Federal de Lavras Publicador: UFLA - Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
96.28%
Neste estudo, objetivou-se mapear as classes de uso e ocupação da terra e analisar e quantificar as mudanças estruturais ocorridas entre os anos de 1970 e 2007, no entorno da Unidade de Conservação (UC) Reserva Particular de Patrimônio Natural (RPPN) Cafundó, por meio do uso de índices de ecologia de paisagem. Com o mapa de uso e ocupação da terra foi possível caracterizar, quantitativamente, em termos de área, as classes presentes no entorno da unidade. No período estudado (1970 e 2007), houve poucas mudanças no uso e ocupação da terra no entorno da reserva, estando as áreas dominadas, em sua maioria, por pastagem. As métricas ou índices de ecologia da paisagem foram obtidos por meio da extensão Patch Analyst ao nível de paisagem e de classe, sendo obtidos valores para as 10 classes de uso e ocupação da terra mapeadas. Os resultados da análise quantitativa, por meio de métricas, apontaram para um aumento na fragmentação da paisagem no entorno da Unidade de Conservação RPPN Cafundó.

O papel da estrutura da paisagem na variabilidade genética da palmeira Euterpe edulis na Mata Atlântica; The role of landscape structure on genetic variability of the palm Euterpe edulis along the Atlantic rainforest

Carvalho, Carolina da Silva
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ecologia e Evolução (ICB); Instituto de Ciências Biológicas - ICB (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ecologia e Evolução (ICB); Instituto de Ciências Biológicas - ICB (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.37%
Não consta resumo em outro idioma.; Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES; Essa dissertação está estruturada em dois capítulos cujo objetivo geral foi entender como características da paisagem influenciam a variação e a estruturação genética, usando a abordagem de genética da paisagem e a palmeira Euterpe edulis (Arecaceae) como modelo de estudo. A genética da paisagem surgiu a partir da junção de três grandes áreas da ciência: ecologia da paisagem, ecologia espacial e genética de populações (Manel et al. 2003). Difere-se de disciplinas clássicas como genética de populações e filogeografia, pois incorpora testes explícitos de heterogeneidade ambiental a fim de entender a distribuição da variabilidade genética no espaço (Storfer et al. 2007). Dentre as abordagens frequentemente realizadas na genética da paisagem podemos: identificar características da paisagem que influenciam a conectividade e diversidade genética, realizar design de corredores ecológicos e reservas, e predizer impactos de futuras mudanças ambientais na conectividade e permanência da espécie (Spear et al. 2010). No entanto, a primeira abordagem é a mais utilizada nos estudos, onde são testados o efeito do relevo...

Estoque de biomassa e carbono florestal em unidades de paisagem na Amaz?nia: uma an?lise a partir da abordagem metodol?gica ecologia da paisagem

PEREIRA, Izaura Cristina Nunes
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
96.35%
O presente trabalho tem por objetivo central demonstrar a variabilidade existente na floresta no que tange aos estoques de biomassa e carbono florestal acima do solo, a partir da identifica??o e caracteriza??o, com base em t?cnicas de sensoriamento remoto, de unidades de paisagem em uma ?rea situada no munic?pio de Belterra, regi?o oeste do Estado do Par?, a partir da matriz te?rico-conceitual da abordagem Ecologia da Paisagem. Para o alcance de tal proposi??o, a metodologia empregada partiu da revis?o da literatura sobre o tema, aquisi??o de dados cartogr?ficos e orbitais, uso de t?cnicas de sensoriamento remoto, coleta de dados em campo, tratamento e an?lise estat?stica. O trabalho est? dividido em quatro cap?tulos, seguidos pelas considera??es gerais da obra. Partindo da matriz te?rico-metodol?gica da Ecologia da Paisagem, analisa-se a din?mica socioambiental do munic?pio de Belterra, que atualmente experimenta a expans?o das atividades agr?colas, com destaque para a agricultura mecanizada da soja. A partir da an?lise multitemporal de imagens Landsat do munic?pio p?de-se avaliar a distribui??o da cobertura florestal existente no mesmo, bem como o padr?o espacial de distribui??o das principais unidades de paisagem identificadas. Considerando esse recorte...

Planejamento ambiental e ecologia da paisagem na avaliação de areas alagadas e qualidade da agua : estudo de caso : bacia hidrografica do Rio Cotia (SP, BR)

Osman Fernandes da Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/12/2000 PT
Relevância na Pesquisa
96.11%
A Região Metropolitana de São Paulo possui elevado índice de crescimento populacional. Este índice, entretanto, varia consideravelmente de região para região, tendo a bacia do rio Cotia uma elevada contribuição relativa para o seu aumento. No atual processo de expansão populacional tem ocorrido a ocupação de áreas adequadas ou inadequadas, como mananciais, encostas de morros e planícies de inundação resultando em impactos severos sobre os corpos d'água, em termos de qualidade e quantidade de água na bacia hidrográfica. Com a finalidade de avaliar o potencial natural de planícies de inundação para atuarem como filtros na melhoria da qualidade da água, assim como avaliar o efeito de interferências antrópicas sobre a eficiência destes ecossistemas e da bacia do rio Cotia como um todo, foram utilizados princípios da ecologia da paisagem para procederem-se diagnósticos em duas escalas. Um em nível local, abrangendo estudos em detalhe sobre três ecossistemas alagados (paisagens locais) e também sobre a qualidade da água do rio que os atravessa e outro em escala regional, considerando-se áreas urbanas, rurais e de transição (paisagens regionais). As planícies de inundação mostraram-se, geralmente, eficientes quanto a desinfecção das águas do rio Cotia e redução da demanda bioquímica de oxigênio. Acredita-se...

Conferência de Lançamento Mestrado em Ecologia da Paisagem, Universidade de Évora; Landscape Ecology dialogue: facing societal and environmental challenges in Southern Europe

Ramos, Isabel Joaquina; Neves, Nuno de Sousa; Correia, M. Teresa Pinto
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
96.3%
A Universidade de Évora aprovou, em 2013, o Mestrado em Ecologia da Paisagem, o 1º em Portugal, cuja 1ª edição vai ter lugar no próximo ao letivo. A presente conferência tem como objetivo dar a conhecer e divulgar o referido mestrado aos potenciais interessados, trazendo para o diálogo os desafios que atualmente se colocam em Ecologia da Paisagem, nomeadamente os sociais e ambientais, num contexto transdisciplinar que lhe é inerente. Serão abordados temas dentro de um vasto leque de realidades, questões e escalas de análise, desde o ensino à investigação e à sua aplicação prática, para o que se convidaram especialistas e investigadores de diferentes países, com diferentes competências e formações. Pretende-se identificar as questões mais atuais e os desafios a considerar no futuro, articulando ensino e investigação e equacionado de que forma a Ecologia da Paisagem contribui para dar resposta às rápidas transformações e dinâmicas territoriais e ambientais. As apresentações da conferência podem ser solicitadas à organização por correio electrónico.

Spatial structure of “Morraria da Praia Vermelha” landscape (SC): contribution to landscape ecology; ESTRUTURA ESPACIAL DA PAISAGEM DA MORRARIA DA PRAIA VERMELHA (SC): SUBSÍDIO À ECOLOGIA DA PAISAGEM

Marenzi, Rosemeri Carvalho; Roderjan, Carlos Vellozo
Fonte: FUPEF DO PARANÁ Publicador: FUPEF DO PARANÁ
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 08/03/2006 POR
Relevância na Pesquisa
96.28%
This analysis focused on spatial structure of landscape as functional pattern to biodiversity, as a component of landscape ecology. This research focuses on Morraria da Praia Vermelha (Penha, SC) area using Fragstats Spatial Pattern Analysis (ArcView) program. It noticed that the landscape is represented by 174 patches crossed by corridors constituted by rivers, roads, tracks, and cliffs, and a matrix, constituted by a forest patch. Climax arboreal species are rare or very rare, as result of selective removing, decreasing number of dispersive birds, soil conditions and topographic inclination, as weel as distance among forest patches. The situation of the area is still more adverse due to inexistence of conectivity with other fragments. Actions of public policy, as restauration, fiscalization and education programs, must be applied, otherwise still surrendering biodiversity in the area tends to disapear.; O objetivo deste estudo foi analisar a estrutura espacial da: paisagem como padrão funcional para a biodiversidade, considerando-a como um componente da ecologia da paisagem. Como área de estudo, foi enfocada a Morraria da Praia Vermelha (Penha, SC), sendo utilizado o programa Fragstats Spatial Pattern Analysis (ArcView). Foi verificado que a paisagem é representada por 174 manchas...

O estudo dos processos de desmatamento da Reserva Extrativista Chico Mendes de acordo a uma classificação de ecologia da paisagem integrando imagens Landsat e sistemas de informação geográfica - SIG

PERALTA, Patrícia
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/save
Publicado em 02/07/2010 POR
Relevância na Pesquisa
96.18%
A área selecionada para este estudo foi o seringal São Luís do Remanso-SSLR localizado no interior da reserva extrativista Chico Mendes no estado do Acre, região ocidental da Amazônia brasileira. Imagens dos sensores Landsat MSS para 1975 e 1985, e Landsat TM para 1989 foram integradas no Sistema de Informações Geográficas Arc/Info com o objetivo de se desenvolver uma metodologia para medir, avaliar, monitorar como também definir estratégias de diagnóstico e manejo da cobertura destas áreas. A análise foi baseada nos princípios da disciplina de Ecologia da Paisagem onde as dinâmicas e padrões de desmatamento são analisados em termos de função (interação entre as clareiras originadas pelo desmatamento) e estrutura (tamanho, número, tipo e forma de clareiras). A análise foi desenvolvida em três escalas hierárquicas: global, regional e local e apresentada como uma tese de Doutorado ao Departamento de Geografia da Universidade de Nottingham, na Inglaterra (PERALTA, 1997). Por razões de espaço somente parte da análise a nível regional é apresentada neste trabalho.

ORIGEM E DESENVOLVIMENTO DA ECOLOGIA E DA ECOLOGIA DA PAISAGEM

Nucci, João Carlos; UFPR-DGEOG
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/07/2007 POR
Relevância na Pesquisa
96.35%
Para alguns as causas da crise atual da humanidade estariam na visão de mundo fragmentada e mecanicista da ciência e que, para descrever apropriadamente um mundo globalmente interligado, seria necessária uma perspectiva ecológica. Assim, a ecologia, para alguns cientistas, para vários educadores e para quase todos os meios de divulgação de massa, vem sendo considerada como uma panacéia capaz de resolver os problemas ambientais, principalmente, por sua possível visão sistêmica da realidade. Para discutir sobre essas colocações este artigo apresenta as origens históricas da Ecologia como ciência e comprova que ainda a Ecologia não conseguiu desenvolver uma visão de conjunto suficiente para enfrentar os problemas ambientais. Com o surgimento da Ecologia da Paisagem, vislumbrou-se a possibilidade de uma maior integração entre as diferentes formas de conhecimento científico, como a Geografia e a Biologia. Apesar dos avanços, o ser humano ainda é muito pouco considerado, mesmo nessa nova ciência que pretende estudar a paisagem, um conceito mais geográfico, de forma ecológica. Conclui-se que em uma civilização na qual o pensamento que fragmenta é valorizado no lugar daquele que une e pensa as relações entre as partes...