Página 1 dos resultados de 41 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Para além do Pensamento Abissal: Das linhas globais a uma ecologia de saberes

Santos, Boaventura de Sousa
Fonte: Centro de Estudos Sociais Publicador: Centro de Estudos Sociais
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
26.13%
Na primeira parte do ensaio, argumenta‑se que as linhas cartográficas “abissais” que demarcavam o Velho e o Novo Mundo na era colonial subsistem estruturalmente no pensamento moderno ocidental e permanecem constitutivas das relações políticas e culturais excludentes mantidas no sistema mundial contemporâneo. A injustiça social global estaria, portanto, estritamente associada à injustiça cognitiva global, de modo que a luta por uma justiça social global requer a construção de um pensamento “pós-abissal”, cujos princípios são apresentados na segunda parte do ensaio como premissas programáticas de uma “ecologia de saberes”.

A construção dos possíveis em arquitetura : epistemologia genética e ecologia cognitiva

Andrade, Leandro Marino Vieira; Axt, Margarete
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.32%

Elaboração de projetos, hipermídia e E-learning-by-doing : ferramentas pedagógicas para o ensino de engenharia; On the planning of engineering design, hypermedia and E-learning-by-doing: pedagogical tools for engineering education

Timm, Maria Isabel; Schnaid, Fernando; Amoretti, Maria Suzana Marc
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.15%
O artigo reflete sobre as necessidades apontadas por professores e pesquisadores da ·rea de Engenharia, relacionadas ‡ formaÁ„o de um profissional para alÈm das fortes habilidades tÈcnicas e matem·ticas. Sugere a elaboraÁ„o de projetos como ferramenta cognitiva e pedagÛgica capaz de viabilizar a integraÁ„o de conceitos teÛricos e pr·ticos, bem como de agregar outros elementos desej·veis ‡ formaÁ„o do referido profissional, como a vis„o multidisciplinar, o trabalho em equipe e a tomada de decisıes complexas. Sugere a oportunidade do uso de novas tecnologias educacionais, como a hipermÌdia e o ensino a dist‚ncia, como elementos de uma ecologia cognitiva igualmente necess·ria e estimulante ‡ formaÁ„o do engenheiro do sÈculo XXI. E discute o modelo e-learning-by-doing para a elaboraÁ„o de possÌveis cursos a dist‚ncia, destinados ao estudoensino de projetos de Engenharia.; This work resumes new Engineering Education needs to XXI Century, including muldisiciplinar approaches, team work and dynamic pedagogic models to integrate theoretical and practice contents, besides strong mathematics and technical skills. It suggests the use of new educational technologies, like hypermedia and distance education...

O acoplamento cognição-internet : uma nova autoria

Mazzochi, Nilcia Peres; Maraschin, Cleci
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.15%

Reproductive strategies in Melastomataceae : study cases with different approaches = Estratégias reprodutivas em Melastomataceae: estudos de caso com diferentes abordagens; Estratégias reprodutivas em Melastomataceae : estudos de caso com diferentes abordagens

Vinícius Lourenço Garcia de Brito
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/01/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.13%
Uma estratégia reprodutiva pode ser entendida como um conjunto de características morfo-fisiológicas que são determinantes para a reprodução do organismo e, consequentemente, para sua aptidão. Como a maioria das espécies da família Melastomataceae apresenta anteras poricidas e apenas pólen como recurso, esses grãos de pólen devem cumprir uma dupla função: ser a unidade de transporte do gameta masculino da planta e alimento para os visitantes florais. Assim, em plantas desta família, diferentes estratégias reprodutivas podem ter sido favorecidas como solução para o que ficou conhecido como "dilema de pólen". Nesta tese descrevemos algumas estratégias reprodutivas e discutimos suas possíveis causas e consequências em quatro estudos de caso que envolvem: 1) a fenologia reprodutiva das espécies de Melastomataceae ocorrentes em áreas de Mata Atlântica e Cerrado; 2) a dinâmica de néctar e pólen em Miconia theizans e seu papel no aumento do espectro de visitantes florais e consequente incremento do sucesso reprodutivo feminino; 3) a estrutura e diversidade genética em populações da mesma espécie ocorrente em extremos de um gradiente de altitude com diferentes dinâmicas de polinização e; 4) a mudança de cor em Tibouchina pulchra considerando o aparato visual-cognitivo das abelhas polinizadoras. Além disso...

Educar para a conexão

Silva, Vera Lúcia de Souza e
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 190 f.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
36.13%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; Educar para a conexão prevê que se trabalhe em sala de aula as dimensões de conexão do ser aprendente com ele mesmo, com o outro e com a natureza planetária e cósmica. Nesta concepção holística de educar, baseada no Paradigma Emergente de Ciência e Educação, o aprendente é conduzido a entrar em contato com os fundamentos de aprender a conhecer, a fazer, a ser e a conviver para a promoção de saúde integral. Esse trabalho visa definir as dimensões constitutivas de uma ecologia cognitiva, que oportunize a conexão com o EU, com o Outro e com a Natureza para a promoção de saúde integral e avaliar uma prática pedagógica coerente com essas dimensões. Usamos a pesquisa participante como modalidade de pesquisa, em que fizemos a avaliação de uma prática pedagógica voltada a trabalhar a educação para a conexão em espaços de aprender biologia. Os dados coletados por meio de registros diários das aulas e dos processos de aprender foram interpretados por meio da hermenêutica e análise do discurso. Consideramos que as dimensões do educar para a conexão contemplam a sensibilização e a reflexão sobre os processos de autoconhecimento...

Aplicabilidade da ecologia de saberes em saúde e ambiente e sua permeabilidade na produção acadêmica

Giatti,Leandro Luiz; Landin,Rubens; Toledo,Renata Ferraz de
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2014 PT
Relevância na Pesquisa
26.13%
Uma nova epistemologia faz imperativo que distintos saberes sejam incorporados para compreender e interagir com os complexos problemas que afetam a humanidade, como aqueles que se associam à saúde e ambiente. O estudo objetiva explorar a aplicabilidade da ecologia de saberes em meio a publicações de artigos em veículos científicos tradicionais, focando abordagens participativas para questões de saúde e ambiente. A metodologia consiste de uma revisão bibliográfica em uma base internacional de amplitude pandisciplinar; com isso, 170 artigos incluídos neste estudo foram classificados por suas abordagens participativas como: pontual; multi-instrumentos; e continuada/cíclica. Embora as abordagens pontuais e multi-instrumentos possam ser eficientes para possibilitar a incorporação de outros saberes, sistematicamente marginalizados pela ciência tradicional, é nas abordagens continuadas/cíclicas que se vislumbra maior potencial dialógico, pois se identificam aspectos inerentes à processos participativos mais simétricos, com perspectivas de empoderamento dos atores sociais e legítima incorporação de subjetividade e diversidade. Isto corresponde à premissa de que a promoção de uma justiça cognitiva global é indispensável para se obter uma justiça social global.

Desengajamento moral na perspectiva da teoria social cognitiva

Azzi,Roberta Gurgel
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.31%
O ensaio aborda o desengajamento moral descrito pela perspectiva da teoria social cognitiva de Albert Bandura. Toma-se como interlocução central os artigos do autor sobre o tema, sistematizam-se suas ideias e apresentam-se estudos da literatura sobre desengajamento moral. O texto está estruturado em cinco partes, iniciando por uma breve contextualização do tópico no conjunto da produção de Bandura, seguida de exposição do desengajamento moral e da teoria social cognitiva. Posteriormente, apresenta os oito mecanismos de desengajamento moral desenvolvidos por Bandura: justificativa moral, comparação vantajosa, linguagem eufemística, minimização, ignorância ou distorção das consequências, desumanização, atribuição de culpa, deslocamento de responsabilidade e difusão de responsabilidade. Após a apresentação dos mecanismos, introduzem-se os dez trabalhos mais recentes do autor sobre o assunto, textos publicados entre 2000 e 2009, e que foram apresentados sob as seguintes categorias temáticas: questões teóricoempíricas, execução penal, terrorismo, ecologia e mundo coorporativo. Ao final, problematiza desafios, postos a partir da discussão desenvolvida no ensaio, que possam servir para a construção de uma sociedade mais humanizada.

Abelhas oligoléticas e plantas hospedeiras: ecologia cognitiva e da polinização

Milet-Pinheiro, Paulo; Peter Schlindwein, Clemens (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.32%
O presente estudo investigou a interação entre abelhas oligoléticas, que coletam pólen em plantas de um mesmo gênero ou família, e suas plantas hospedeiras, destacando aspectos adaptativos da ecologia cognitiva e da polinização. Abelhas oligoléticas Chelostoma rapunculi apresentam adaptações neurológicas visuais e olfativas que controlam a atração e preferência inata pelos sinais florais da planta hospedeira Campanula trachelium. Baseada nessas adaptações Ch. rapunculi é capaz de reconhecer flores de Ca. trachelium, caracterizadas por sinais visuais repetitivos na natureza, i.e. cor UV-azul, mas, ao mesmo tempo, por sinais olfativos altamente específicos, as espiroacetais. Esses voláteis florais raros são os únicos capazes de atrair abelhas inexperientes de Ch. rapunculi e são, consequentemente, a chave para o reconhecimento inato da planta hospedeira Ca. trachelium. Isso indica que, pelo menos nessa espécie, a oligoletia deve ser controlada por limitações neurológicas, geneticamente determinadas. Na interação entre a abelha oligolética Ceblurgus longipalpis e a planta hospedeira Cordia leucocephala, foi evidenciada uma dependência mútua, onde a planta distílica depende da abelha como único polinizador e a abelha depende da planta como fonte exclusiva de pólen (monoletia). Nessa associação...

Ecologia molecular de Desmodus rotundus (Chiroptera : Phyllostomidae) no Parque Estadual de Campinhos, Paraná, Brasil

Costa, Pollyana Patrício
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.27%
Resumo: Dentre mais de mil espécies de morcegos registradas mundialmente, a Subfamília Desmodontinae (Chiroptera, Phyllostomidae), endêmica da região Neotropical, contempla as três espécies de morcegos hematófagos conhecidas: Diaemus youngi, Diphylla ecaudata e Desmodus rotundus. Assim, este capítulo tem como objetivo descrever as características gerais, ecologia, comportamento alimentar e reprodutivo de D. rotundus já descritos na literatura. O morcego-vampiro-comum (D. rotundus) é a espécie de morcego cuja biologia é mais bem conhecida uma vez que causa prejuízos à agroeconomia (por causar anemia, baixo peso e até mesmo a morte da presa) e à saúde pública (pela transmissão de diversas doenças, principalmente a raiva). É abundante e distribui-se desde o sul do México até o Uruguai e norte da Argentina. Possui pelagem acinzentada, folha nasal em ferradura, lábio inferior sulcado, porte médio e polegar longo e com calosidades. A especialização alimentar acarretou numa peculiar modificação anatômica, fisiológica e comportamental. Apresenta também uma grande capacidade cognitiva e órgãos dos sentidos eficientes, os quais lhe permitem um comportamento ágil e versátil, sendo capaz de andar, saltar e correr com facilidade quando comparados a outros morcegos. É capturado durante todo o ano...

Ecologia cognitiva e forrageio social em Saguinus bicolor (SPIX, 1823)

Azevedo, Renata Bocorny de
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.15%
O estudo experimental do comportamento de forrageio de primatas em ambiente natural permite analisar os tipos de informação ecológica (espacial, temporal e perceptual) que os animais utilizam na tomada de decisões durante a busca por alimento. O sucesso no forrageio depende amplamente da maneira como os animais representam e integram as informações ecológicas do ambiente e das relações sociais entre os indivíduos do grupo. O presente estudo teve como objetivo avaliar a capacidade de um grupo de sauins-de-coleira (Saguinus bicolor) composto por cinco indivíduos em associar informações espaciais (distribuição dos recursos alimentares), visuais (diferença entre bananas plásticas e verdadeiras), olfativas (cheiro de banana) e quantitativas (variação na quantidade de alimento disponível) à presença de alimento em uma estação artificial de alimentação, identificar a estratégia de forrageio adotada por diferentes indivíduos e avaliar sua relação com o sexo, a idade e a posição hierárquica. O estudo foi desenvolvido em uma porção de floresta situada na cidade de Manaus, AM. O desenho experimental envolveu a construção de uma Estação de Alimentação composta por oito plataformas de alimentação semelhantes. Bananas verdadeiras...

Ecologia cognitiva e forrageio social em macacos-prego, Cebus nigritus (Goldfuss,1809)

Gomes, Daniela Fichtner
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.32%
Estudos experimentais abordando a ecologia cognitiva de primatas na natureza permitem controlar, manipular e testar os diferentes tipos de informação ecológica e social utilizadas na tomada de decisões de forrageio. Tais estudos são recentes e têm enfocado poucas espécies de macacos do Novo Mundo. Nesta pesquisa foi avaliada a habilidade de um grupo social de macacos-prego, Cebus nigritus, de utilizar informação espacial, visual, olfativa e quantitativa. O grupo era composto por oito indivíduos (um macho adulto, cinco fêmeas adultas, um macho imaturo e uma fêmea imatura) e habitava um fragmento florestal em Porto Alegre, RS. A pesquisa envolveu a construção de uma estação de alimentação composta por oito plataformas de alimentação distribuídas em um arranjo circular. Seis experimentos, com duração de 20 dias cada, foram conduzidos de março a agosto de 2005. Entre cada experimento foi realizado um intervalo de cinco dias. Em cada experimento, apenas duas plataformas de alimentação continham uma recompensa alimentar (banana verdadeira), enquanto as demais continham uma banana plástica ou uma banana verdadeira indisponível. A coleta de dados foi realizada pelo método de amostragem de “todas as ocorrências”. O grupo realizou ao longo do estudo um total de 571 inspeções às plataformas de alimentação. Os macacos-prego apresentaram um desempenho significativo no uso da informação espacial (localização constante do alimento; Z=4...

Ecologia cognitiva e forrageio social de macacos-da-noite (Aotus infulatus e A. nigriceps) em cativeiro

Costa, Renata Souza da
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.13%
Os macacos-da-noite são animais monogâmicos que vivem em pequenos grupos compostos pelo casal reprodutor adulto e seus descendentes. Eles são os únicos primatas antropóides com hábitos noturnos. O desenvolvimento de suas atividades em um ambiente com baixa luminosidade dificulta o seu estudo. Neste contexto, o cativeiro propicia um ambiente controlado que pode ser manipulado para estudos sobre o seu comportamento e habilidades cognitivas. Quatro indivíduos da espécie Aotus infulatus e seis de Aotus nigriceps distribuídos em três casais, um grupo composto por um casal e sua filha e um macho solitário foram estudados no Criadouro Conservacionista de Animais Silvestres Arca de Noé. Os objetivos deste trabalho foram testar a habilidade dos macacos em usar informações olfativas, visuais, sonoras, espaciais e quantitativas na tomada de decisões de forrageio e identificar as estratégias de forrageio social e a existência de partilha de alimento entre os indivíduos e prioridade de acesso aos recursos por parte da fêmea. Cinco caixas de alimentação visualmente semelhantes foram instaladas em cada recinto. Foram realizadas 45 sessões por recinto em cada experimento (três sessões por noite durante 15 dias consecutivos). O comportamento dos animais foi filmado com uma filmadora equipada com luz infravermelha.Apenas uma caixa continha recompensa em cada sessão (exceto no experimento espacial + quantitativo)...

Estratégias de forrageio em micos-estrela (Callithrix penicillata): os micos usam jogos durante o forrageio social?

Guedes, Danusa
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
26.15%
Os primatas antropóides destacam-se dentre os mamíferos por sua elevada capacidade cognitiva decorrente da evolução de um cérebro relativamente maior. A habilidade em usar táticas sociais para resolver problemas ecológicos e da vida em grupo tem sido apontada por alguns especialistas como a maior pressão seletiva que direcionou a evolução do cérebro e o aumento da capacidade cognitiva nestes primatas. Contudo, pouco se sabe sobre a influência da inteligência social no fitness dos primatas, incluindo as espécies neotropicais. Estudos prévios fornecem evidências de que os primatas dos gêneros Saguinus (soins) e Sapajus (macacos-prego) podem integrar informações ecológicas e sociais na tomada de decisões durante o forrageio em grupo, sugerindo que estes primatas possuem mecanismos cognitivos eficientes para lidar com a rede social. No entanto, estes estudos não utilizaram a perspectiva da Teoria dos Jogos, a qual fornece o arcabouço teórico adequado para explorar decisões individuais num contexto social. Nesta pesquisa testamos se os micos-estrela (Callithrix penicillata) são capazes de integrar informações sociais e ecológicas para tomar decisões econômicas de forrageio como predito pelo modelo do Jogo Produtor-Usurpador. Testamos...

Ecologia do imaginário, memória e pertencimento: mudanças ambientais e histórias de vida de pescadores ribeirinhos de Ilha das Flores, Sergipe, Brasil

Souza, Antônio Vital Menezes de; Pereira, Maracy
Fonte: Universidade Federal de Sergipe Publicador: Universidade Federal de Sergipe
Tipo: Trabalhos em Eventos
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.27%
O objeto central da pesquisa é a produção de memórias, buscando conceituar uma ecologia do imaginário de pescadores ribeirinhos da cidade de Ilha das Flores, Sergipe e suas relações com o desenvolvimento local sustentável. Trata-se do estudo sobre elementos da memória e do imaginário social dos pescadores ribeirinhos de Ilha das Flores (SE) que se apresentam nas narrativas de vida da comunidade de pescadores. As memórias são narrativas percebidas através das histórias de vida dos pescadores que redimensionam modos de vida e consolidam o imaginário relacionado às práticas de sustentabilidade desenvolvidas por grupos de pescadores ao longo dos últimos cinquenta anos. Participam desse estudo quarenta pescadores com idade entre trina e setenta anos. A pesquisa tem como base a etnografia de base qualitativa. Os principais instrumentos são os relatos orais de vida, as entrevistas semidirigidas e o grupo nominal ou focal. Espera-se como resultado dessa pesquisa contribuir para a valorização das históri as de vida e do conjunto de saberes da experiência como fontes seminais de releituras sobre a problemática social mais ampla, em especial, para o campo interdisciplinar de estudos em desenvolvimento e meio ambiente.

Ecologia de saberes e justiça cognitiva. O movimento dos trabalhadores rurais sem terra (MST) e a universidade pública brasileira: um caso de tradução?

Valença, Marcos Moraes
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
36.7%
Neste trabalho de investigação objetivei compreender como se dá a tradução – conceito utilizado por Boaventura de Sousa Santos – no espaço fronteiriço entre o movimento social do campo brasileiro (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, MST) e a Universidade Pública Brasileira (Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE), na sala de aula, no assentamento e no acampamento, através dos cursos de Especialização em Educação do Campo e de Especialização em Questão Agrária. A tradução, neste contexto, vislumbra a possibilidade da geração da interculturalidade capaz de produzir constelação de saberes, materializando a ecologia dos saberes e a justiça cognitiva. Desta maneira, pretendi compreender se, através dos cursos de Especialização, emerge a ecologia dos saberes, gerando a justiça cognitiva e, consequentemente, social, nesse encontro intercultural. A universidade brasileira, nascida tardiamente, no século XX, em consequência do processo de colonização com o qual sofreu o país, com uma intensa relação de dependência da colônia à metrópole, se dirigiu a uma elite econômica e social, caracterizou-se por deixar de contribuir para a realidade do país e se colocou distante do subalterno brasileiro. Já o movimento social do campo brasileiro se destaca tanto no processo de luta na questão da terra – reforma agrária – quanto no processo de formação de seus militantes...

Revisitando a "epistemologia social": esboço de uma ecologia sociotécnica do trabalho intelectual

Oddone,Nanci
Fonte: IBICT Publicador: IBICT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2007 PT
Relevância na Pesquisa
26.13%
Formulado em 1952 pelos pesquisadores e bibliotecários americanos Margaret Egan e Jesse Shera, o conceito de 'Epistemologia Social', que propunha o estudo da produção, do fluxo e do consumo de qualquer tipo de "produto intelectual", teve pouca repercussão e baixa receptividade na literatura especializada da época. Retomando o conceito e relacionando-o a idéias e teorias concebidas por autores contemporâneos como Foucault, Lévy e Latour, o presente trabalho sugere que a 'Epistemologia Social' pode ser entendida como o estudo das relações recíprocas que se estabelecem entre os seres humanos e seu mutante entorno social, cultural e tecnológico, visando à atividade cognitiva, isto é, o ciclo que envolve a produção, a circulação e o uso do conhecimento, caracterizado em sua materialidade como uma ecologia sociotécnica do trabalho intelectual. Assim articulado, tal arcabouço conceitual poderia ser utilizado pela Ciência da Informação como embasamento teórico interessante e pertinente para as pesquisas científicas que a área desenvolve.

Ecologia da Ciência, ética da diversidade e educação transdisciplinar; Science ecology, diversity ethics and transdisciplinary education

Almeida, Maria da Conceição de; Universidade Federal do Paraná
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2008 POR
Relevância na Pesquisa
36.21%
O paradigma de pensar o mundo de forma fragmentada, que consolida as ciências modernas nascidasno século XVII, mostra-se, sobretudo a partir da primeira metade do século XX, insuficiente paracompreender a complexidade dos fenômenos – sejam eles físicos ou sociais. Uma ecologia dos conhecimentos,hoje em construção, reconhece a multidimensionalidade dos fenômenos e a interconexão entresistemas, ao mesmo tempo em que reafirma a diversidade cultural e cognitiva como princípios capazesde ultrapassar a “monocultura da mente” e questionar a ocidentalização do planeta.; The paradigm of thinking the world in a fragmented way that permeates the modern sciences born inthe 17th Century, especially from the first half of the 20th Century onward, is unsatisfactory to the understandcomplex phenomena – be them physical or social. An ecology of knowledge, as it is now beingconceived, recognizes the multidimensionality of phenomena and the interconnection among systems,at the same time that it reaffirms both cultural and cognitive diversity as principles capable of surpassingthe “monoculture of mind” and questioning the planet’s Westernization.

THE “COGNITIVE ECOLOGY” OF CYBERINFORMATIONAL SOCIETY: a contribution to network education; A “ECOLOGIA COGNITIVA” DA SOCIEDADE CIBERINFORMACIONAL: contribuição para uma educação em rede

Medeiros, José Washington de Morais
Fonte: UFPB Publicador: UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2003 POR
Relevância na Pesquisa
46.32%
The cyberculture movement confers force on the dissemination of and access to information. The semantic structure intrinsic to the informational logic has a chance to be maximised, and, in so doing, redefining the meaning of the network contents on which the cognitive ecology is developed. In this sense, the cyberculture movement and the cyberinformation movement are symmetrical phenomena whose possibilities for social planning promote joint actions on which individual competencies are founded and, consequently, education is potentialised. The teaching-learning process as it develops the structures of cognition motivates social action concerning what knowledge is reshaped. Cyberspace, as a broad environment for the circulation and formation of understanding, makes network dialogue possible, increasing the fundamental parameters of learning and re-articulating the mechanisms of information and communication, essential to the interaction between the subjects of the action.; O movimento da cibercultura confere forças à disseminação e ao acesso à informação. A estrutura semântica intrínseca à lógica informacional tem a chance de ser maximizada, redefinindo os significados dos conteúdos em rede sobre os quais a ecologia cognitiva se desenvolve. Nesse sentido...

Aplicabilidade da ecologia de saberes em saúde e ambiente e sua permeabilidade na produção acadêmica

Giatti,Leandro Luiz; Landin,Rubens; Toledo,Renata Ferraz de
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2014 PT
Relevância na Pesquisa
26.13%
Uma nova epistemologia faz imperativo que distintos saberes sejam incorporados para compreender e interagir com os complexos problemas que afetam a humanidade, como aqueles que se associam à saúde e ambiente. O estudo objetiva explorar a aplicabilidade da ecologia de saberes em meio a publicações de artigos em veículos científicos tradicionais, focando abordagens participativas para questões de saúde e ambiente. A metodologia consiste de uma revisão bibliográfica em uma base internacional de amplitude pandisciplinar; com isso, 170 artigos incluídos neste estudo foram classificados por suas abordagens participativas como: pontual; multi-instrumentos; e continuada/cíclica. Embora as abordagens pontuais e multi-instrumentos possam ser eficientes para possibilitar a incorporação de outros saberes, sistematicamente marginalizados pela ciência tradicional, é nas abordagens continuadas/cíclicas que se vislumbra maior potencial dialógico, pois se identificam aspectos inerentes à processos participativos mais simétricos, com perspectivas de empoderamento dos atores sociais e legítima incorporação de subjetividade e diversidade. Isto corresponde à premissa de que a promoção de uma justiça cognitiva global é indispensável para se obter uma justiça social global.