Página 1 dos resultados de 1345 itens digitais encontrados em 0.066 segundos

Consumo de alcohol entre estudiantes Mexicanos de medicina; O uso de álcool entre estudantes de medicina Mexicanos; Alcohol use among Mexican medical students

PUIG-NOLASCO, Angel; CORTAZA-RAMIREZ, Leticia; CRISTINA PILLON, Sandra
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
SPA
Relevância na Pesquisa
116.02%
Este estudio tiene por objetivo identificar el patrón de consumo de alcohol entre los estudiantes mexicanos de medicina. Se trata de un estudio transversal realizado en la Universidad Veracruzana, en México, con 263 estudiantes (84,4%). El cuestionario contiene la Prueba de Identificación de Trastornos por el Uso del Alcohol y el Cuestionario de Estudiantes 2006. Los sujetos eran 60% mujeres, jóvenes. El uso en la vida fue de 71,9% y la edad de inicio 12,5 años. La frecuencia del consumo fue baja pero en alta cantidad, consumen en niveles de emborrachamiento, principalmente los hombres. El 46% consume bebidas en niveles problemáticos. Los estudiantes tienen la percepción de que los padres y maestros ven muy mal que ellos consuman bebidas alcohólicas. Este estudio tiene contribuciones para el planteamiento de programas preventivos en relación al consumo de bebidas alcohólicas para ser aplicados en el ámbito universitario.; O estudo teve por objetivo identificar o padrão de consumo de álcool entre estudantes de medicina mexicanos. Trata-se de estudo transversal, realizado na Universidade Veracruzana, México, com 263 estudantes (84.4%). Foram usados o questionário do teste de identificação do uso de álcool e o questionário de estudantes 2006. Os sujeitos eram mulheres jovens. O uso na vida foi de 71...

Drug consumption among medical students in São Paulo, Brazil: influences of gender and academic year; Consumo de drogas entre estudantes de medicina em São Paulo: influências de gênero e ano letivo

OLIVEIRA, Lucio Garcia de; BARROSO, Lucia Pereira; WAGNER, Gabriela Arantes; PONCE, Julio de Carvalho; MALBERGIER, André; STEMPLIUK, Vladimir de Andrade; ANDRADE, Arthur Guerra de
Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP Publicador: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
126.04%
OBJECTIVE: To analyze alcohol, tobacco and other drug use among medical students. METHOD: Over a five-year period (1996-2001), we evaluated 457 students at the Universidade de São Paulo School of Medicine, located in São Paulo, Brazil. The students participated by filling out an anonymous questionnaire on drug use (lifetime, previous 12 months and previous 30 days). The influence that gender and academic year have on drug use was also analyzed. RESULTS: During the study period, there was an increase in the use of illicit drugs, especially inhalants and amphetamines, among the medical students evaluated. Drug use (except that of marijuana and inhalants) was comparable between the genders, and academic year was an important influencing factor. DISCUSSION: Increased inhalant use was observed among the medical students, especially among males and students in the early undergraduate years. This is suggestive of a specific behavioral pattern among medical students. Our findings corroborate those of previous studies. CONCLUSION: Inhalant use is on the rise among medical students at the Universidade de São Paulo School of Medicine. Because of the negative health effects of illicit drug use, further studies are needed in order to deepen the understanding of this phenomenon and to facilitate the development of preventive measures.; OBJETIVO: Analisar o consumo de álcool...

Reflexões e vivências de estudantes de medicina do ciclo básico através do Sociodrama Educacional".; Reflections and experiences of students of Medicine of the basic cycle through the Educational Sociodrama.

Colares, Maria de Fátima Aveiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2004 PT
Relevância na Pesquisa
116.01%
Os grupos reflexivos durante a formação médica têm sido destacados na literatura como uma estratégia eficaz de intervenção contribuindo para uma reflexão sobre o papel profissional. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a eficácia de uma atividade grupal com estudantes de medicina, a respeito do papel profissional e de suas dificuldades iniciais no curso médico. O referencial teórico adotado foi o Sociodrama Educacional. O estudo foi dividido em 4 etapas: 1) Pré-inquérito, através de questionário estruturado, com alunos de medicina do 1o ao 3o ano (N=240), obtivemos o nível de satisfação dos estudantes frente a questões sobre o ciclo básico; 2) realização de 11 grupos focais com estudantes do 1º ao 3º ano de medicina,selecionados da fase anterior, para o levantamento de suas representações sobre os seguintes temas: a escolha pelo curso médico, as dificuldades vivenciadas até o momento e as expectativas quanto ao papel profissional (N=24); 3) Grupo Reflexivo com participação de 10 alunos da fase anterior com 9 reuniões semanais, distribuídas em atividades de aquecimento e reflexão através da interpretação lúdica de papéis; 4) entrevista final de avaliação dividida em 3 momentos: cognitivo...

Conhecimento em cirurgia refrativa entre estudantes de medicina da Universidade Estadual de Londrina

Gameiro Filho,Aluisio Rosa; Aquino,Nathalia Mayumi Thomaz de; Pacheco,Eliana Barreiros de Arruda; Oguido,Ana Paula Miyagusko Taba; Casella,Antonio Marcelo Barbante
Fonte: Sociedade Brasileira de Oftalmologia Publicador: Sociedade Brasileira de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
116.02%
OBJETIVO: Avaliar o conhecimento de estudantes de Medicina da Universidade Estadual de Londrina (UEL), em cirurgia refrativa, assim como analisar o percentual de estudantes que são portadores de ametropias, seus métodos de correção e seu interesse ou não na realização do procedimento cirúrgico. MÉTODOS: Realizou-se um levantamento através de questionário autoaplicável, previamente testado, entre 154 estudantes do primeiro ao quarto ano de Medicina da Universidade Estadual de Londrina entre setembro e novembro de 2011. RESULTADOS: Foi relatado que 70,8% dos estudantes possuíam algum tipo de erro de refração, sendo a miopia o erro mais prevalente, com 72,5% dos estudantes amétropes apresentando-a, associada ou não a outros erros de refração. Os óculos foram o método de correção visual referido como o mais utilizado, por 80% dos pesquisados. Quanto à cirurgia refrativa, 85,7% dos estudantes já haviam ouvido falar a respeito, porém, apenas 42,9% sabiam como o procedimento é realizado, sendo o oftamologista a principal fonte de informação sobre o tema, para 23,5% dos alunos. Apenas 43,2% dos alunos têm interesse na realização da cirurgia, e apenas 3 (1,9%) estudantes já foram submetidos ao procedimento. CONCLUSÃO: Apesar da importância da cirurgia refrativa na Oftalmologia verificou-se baixo conhecimento acerca do tema entre os estudantes...

Estudo comparativo do perfil pró-aterosclerótico de estudantes de Medicina e de Educação Física

Resende,Marcelo de Aquino; Resende,Roberta Barreto Vasconcelos; Tavares,Rodrigo da Silveira; Santos,Carlos Roberto Rodrigues; Barreto-Filho,José Augusto Soares
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2010 PT
Relevância na Pesquisa
116.01%
FUNDAMENTO: Estudos recentes indicam forte associação entre inatividade física, baixo nível de condicionamento cardiorrespiratório e presença de fatores de risco cardiovascular. OBJETIVO: Comparar o nível de atividade física, o nível de condicionamento cardiorrespiratório e o risco cardiovascular entre estudantes de medicina e de educação física. MÉTODOS: Em uma primeira etapa aplicou-se o International Physical Activity Questionnaire (IPAQ) para quantificar a atividade física em 126 alunos dos 7os e 8os períodos dos cursos de educação física e medicina. Em uma segunda etapa, selecionou-se, por intermédio de randomização, 40 alunos, 20 de cada curso, para avaliação de fatores de risco cardiovascular e avaliação do condicionamento cardiorrespiratório. Foram mensurados: 1) pressão arterial; 2) índice de massa corpórea (IMC); 3) percentual de gordura (bioimpedância elétrica); 4) circunferência de cintura (CC); 5) testes bioquímicos laboratoriais; e 6) condicionamento cardiorrespiratório (Teste de Kline). RESULTADOS: Comparando estudantes de medicina a estudantes de educação física, respectivamente, foi observada maior frequência de indivíduos apresentando: baixo nível de atividade física (55% vs 15...

Crenças sobre sexualidade entre estudantes de Medicina: uma comparação entre gêneros

Lima,Maria Cristina Pereira; Cerqueira,Ana Teresa de Abreu Ramos
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
115.99%
OBJETIVO: Identificar informações sobre sexualidade entre estudantes de Medicina e analisar as diferenças quanto a gênero e ano do curso. MÉTODO: Foi aplicado um questionário estruturado a estudantes da Faculdade de Medicina de Botucatu, com questões sobre sexualidade e vida sexual dos sujeitos. A aplicação ocorreu em sala de aula, sendo que 455 estudantes (82,6%) aceitaram participar do estudo. A análise foi estratificada para gênero e ano do curso, sendo utilizado o teste do qui-quadrado. RESULTADOS: Comparando-se primeiros e últimos anos, observou-se aumento da freqüência de vida sexual ativa, mas não de satisfação. Crenças predominaram sobre crendices, tendo sido observadas diferenças entre os gêneros. Aspectos da sexualidade feminina e da homossexualidade apresentaram um significativo percentual de respostas equivocadas. CONCLUSÕES: Entre estudantes de Medicina ainda persiste desinformação sobre aspectos específicos da sexualidade humana. A formação médica precisa abarcar a sexualidade em seus múltiplos aspectos, capacitando os profissionais a lidarem com a sexualidade de seus pacientes.

Construção de uma escala para avaliar atitudes de estudantes de medicina

Miranda,Silvana Maria de; Pires,Maria Marlene de Souza; Nassar,Silvia Modesto; Silva,Carlos Alberto Justo da
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
116.01%
INTRODUÇÃO: Estudos têm mostrado que as atitudes influenciam o comportamento. O desenvolvimento e a manutenção de determinadas atitudes dos estudantes durante o curso médico podem influenciar a qualidade do cuidado médico dado aos pacientes no exercício da profissão. As Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Medicina reforçam a importância de aspectos atitudinais relevantes para a prática médica. OBJETIVO: Construção e validação de uma escala de atitude do tipo Likert, para avaliar atitudes de estudantes de Medicina considerando as Diretrizes Curriculares Nacionais, adaptadas à realidade sociocultural brasileira. MÉTODO: Na construção da escala foram considerados cinco aspectos: social, ambiência, crença, conhecimento e ética. Os sujeitos foram 202 estudantes do curso de graduação em Medicina, da primeira à oitava fase, sendo 52,85 % mulheres e 47,15% homens. Estudo de coorte, descritivo e quantitativo. Os dados foram coletados por meio da aplicação de um questionário e de uma escala de atitudes (do tipo Likert) com 102 proposições. A escala foi aplicada em dois momentos. RESULTADOS: A confiabilidade da escala, medida pelo coeficiente α, de Cronbach, foi igual a 0,87. A escala foi validada (validade de construto) por cinco especialistas. Não houve diferença estatisticamente significante entre as oito fases analisadas. As atitudes observadas foram predominantemente positivas. CONCLUSÃO: O trabalho desenvolvido resultou na definição de um instrumento válido e confiável para medir as atitudes de estudantes de Medicina segundo as dimensões social...

Estudantes de Medicina e as Drogas: Evidências de um Grave Problema

Machado,Cleomara de Souza; Moura,Talles Mendes de; Almeida,Rogério José de
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
116.05%
Este artigo analisa a prevalência e os fatores que desencadeiam o consumo de drogas entre estudantes de Medicina. Trata-se de uma revisão integrativa da literatura científica acerca da prevalência do uso de drogas em estudantes de Medicina.Optou-se por privilegiar periódicos de indexação científica, consultando-se o Pubmed e a Biblioteca Virtual em Saúde, e utilizando-se as bases de dados SciELO,Medline e Lilacs. São analisadas três categorias do fenômeno: prevalência do uso de drogas entre os estudantes de Medicina (categoria dividida em drogas lícitas e ilícitas); fatores que propiciam o uso de drogas entre os estudantes de Medicina; e análise referente aos estudantes brasileiros de Medicina. Constatam-se evidências de um grave problema nas Faculdades de Medicina, que é a grande e constante prevalência do uso de drogas lícitas ou ilícitas entre os estudantes e fatores intrínsecos ao curso que podem desencadear o início ou a continuidade dessa prática. Esse problema requer a atenção dos diversos representantes das universidades a fim de que se adotem políticas de controle e redução de uso de drogas no âmbito universitário.

Prevalência de hiperidrose entre estudantes de medicina

Westphal,Fernando Luiz; Surgeon,Thoracic; Carvalho,Maria Auxiliadora Neves De; Lima,Luiz Carlos; Carvalho,Bruna Cecília Neves de; Padilla,Rodrigo; Araújo,Katiúscia Karla Lêdo
Fonte: Colégio Brasileiro de Cirurgiões Publicador: Colégio Brasileiro de Cirurgiões
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
116.01%
OBJETIVO: Identificar a prevalência de hiperidrose entre os estudantes de Medicina de Manaus/AM. MÉTODOS: Estudo observacional, transversal, do tipo inquérito que analisou a prevalência de hiperidrose primária entre os alunos de Medicina da Universidade Federal do Amazonas e sua relação com o índice de massa corporal (IMC) e o stress. Os alunos foram pesados e entrevistados. Utilizou-se questionários com perguntas preconizadas pela International Hyperhidrosis Society, para relacionar a hiperidrose com as atividades diárias de cada pessoa. A análise dos resultados se deu com o cálculo da razão de prevalências e do intervalo de confiança. RESULTADOS: Entre os 293 estudantes analisados, verificou-se que um total de 16 (5,5%) estudantes apresentavam sudorese excessiva dificilmente tolerável ou intolerável, interferindo em suas atividades diárias. Nenhum apresentava causas conhecidas de hiperidrose e 50% possuíam história familiar. Em todos o acometimento foi bilateral, sendo os locais mais afetados: mãos (35,7%), pés (21,4%), axila (17,9), rosto (10,7%), costas (7,1%), tórax (3,6%) e abdome (3,6%). Não houve predomínio em relação ao sexo, idade ou IMC. Encontrou-se relação positiva com o IMC evidenciando sobrepeso e obesidade...

Uso de substâncias psicoativas entre estudantes de Medicina de Salvador (BA)

Lemos,Kleuber Moreira; Neves,Nedy Maria Branco Cerqueira; Kuwano,André Yoichi; Tedesqui,Gustavo; Bitencourt,Almir Galvão Vieira; Neves,Flávia Branco Cerqueira Serra; Guimarães,Andréia Nunes; Rebello,Andrea; Bacellar,Fernanda; Lima,Mônica Motta
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
115.99%
CONTEXTO: Estudos indicam que estudantes de Medicina, apesar do seu dedutível conhecimento sobre os efeitos das substâncias psicoativas, consomem-nas em proporção semelhante à dos jovens de mesma idade na população geral. OBJETIVO: Analisar o padrão local do consumo dessas substâncias entre graduandos de Medicina e contribuir na formulação de atividades preventivas. MÉTODOS: Aplicação de questionário semi-estruturado no qual foi avaliada a freqüência de uso das substâncias psicoativas entre os estudantes, assim como as principais razões apontadas para o consumo. Foram analisados 404 questionários obtidos entre alunos dos seis anos de curso das duas maiores escolas médicas de Salvador. RESULTADOS: As drogas mais utilizadas no critério uso na vida foram álcool (92,8%) e lança-perfume (46,2%). O uso de álcool apresentou-se constante nos seis anos de curso. Entretanto, o uso de tabaco, lança-perfume e tranqüilizantes aumentou significativamente para os alunos dos últimos anos (p < 0,05). Há um maior consumo de drogas pelo gênero masculino. Diversão foi apontada como razão mais importante para o uso dessas substâncias (58,7% das respostas válidas). CONCLUSÃO: O consumo de substâncias psicoativas entre estudantes de Medicina de Salvador é considerado alto...

Avaliação das atitudes dos estudantes de medicina frente ao abuso de drogas por colegas do meio acadêmico

Mesquita,Elisa Maria de; Nunes,Alice Jaruche; Cohen,Cláudio
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
126.03%
CONTEXTO: A prevalência do uso de drogas tem aumentado entre os jovens universitários, trazendo preocupação adicional aos estudantes de medicina que irão se deparar com as conseqüências desse problema durante o período de formação e na prática clínica. OBJETIVOS: Avaliar as atitudes dos estudantes de medicina diante do abuso de drogas por colegas do meio acadêmico, comparando-as quanto às diferentes drogas envolvidas (ilícitas, lícitas e exclusivamente álcool). MÉTODOS: Três versões de um questionário de auto-administração, aprovado pela Comissão de Ética para Análise de Projetos de Pesquisa, foram distribuídas em igual número para diferentes grupos de estudantes de medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), sendo o enfoque de cada um deles as drogas lícitas, as ilícitas e o álcool. RESULTADOS: Os resultados mostraram que existe diferença na atitude intervencionista dos estudantes diante do abuso de diferentes drogas. Também houve diferença ao considerarem a participação dos colegas, familiares e profissionais na abordagem do problema e quanto ao plano de tratamento nos casos de abuso. CONCLUSÕES: Os estudantes são mais tolerantes e consideram-se menos vulneráveis ao abuso do álcool...

Avaliação do conhecimento de estudantes de medicina sobre morte encefálica

Bitencourt,Almir Galvão Vieira; Neves,Flávia Branco Cerqueira Serra; Durães,Larissa; Nascimento,Diego Teixeira; Neves,Nedy Maria Branco Cerqueira; Torreão,Lara de Araújo; Agareno,Sydney
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
126.05%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Por ser um conceito relativamente novo e pouco divulgado na sociedade, o diagnóstico de morte encefálica (ME) ainda não é bem aceito pela população em geral, inclusive entre médicos e estudantes de Medicina. O objetivo deste estudo foi avaliar o conhecimento de uma amostra de estudantes de Medicina sobre o protocolo diagnóstico de ME. MÉTODO: Estudo descritivo de corte transversal, avaliando acadêmicos de duas faculdades de Medicina de Salvador-BA. Foi distribuído um questionário auto-aplicável composto por questões referentes à conhecimento, técnico e ético, contidos na Resolução nº 1.480/97 do Conselho Federal de Medicina, que dispõe sobre os critérios para caracterização de ME. RESULTADOS: Foram avaliados 115 estudantes. A média de acertos nas 14 questões sobre o conhecimento dos critérios da ME foi de 6,7 ± 1,8; sendo maior entre os estudantes que haviam assistido alguma apresentação sobre ME. A maioria dos estudantes (87,4%) soube identificar os pacientes candidatos ao protocolo de ME. No entanto, apenas 5,2% e 16,1% dos estudantes acertaram, respectivamente, os testes clínicos e complementares que devem ser realizados durante o protocolo. Frente a um paciente não-doador com diagnóstico confirmado de ME...

Nível de atividade física e acúmulo de tempo sentado em estudantes de medicina

Raddi,Leandro Luiz de Oliveira; Silva Júnior,João Pedro da; Ferrari,Gerson Luis de Moraes; Oliveira,Luís Carlos de; Matsudo,Victor Keihan Rodrigues
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2014 PT
Relevância na Pesquisa
125.98%
OBJETIVO: Verificar, no período de dez anos, o comportamento do nível de atividade física e do acúmulo de tempo sentado em estudantes de Medicina. MÉTODOS: A amostra foi composta por 186 estudantes do terceiro ano em 2000-2001 (grupo I) e em 2011 (grupo II) com média de idade de 21,23 ± 1,38 anos. Os dados do nível de atividade física e do tempo sentado foram coletados através do questionário IPAQ (versões curta e longa). Os questionários foram aplicados individualmente e foram autopreenchidos. ANÁLISE ESTATÍSTICA: Os resultados foram descritos através de frequência e porcentagem do nível de atividade física e média e desvio padrão para o acúmulo de tempo sentado. A comparação foi feita através do teste do qui-quadrado e do teste t para amostras independentes, sendo o nível de significância adotado de p < 0,05. RESULTADOS: No período de dez anos foi encontrada uma diminuição acentuada e significante de 27,4% entre os indivíduos que atingiram as recomendações no grupo I (75,2%) em relação aos que atingiram no grupo II (47,8%). O acúmulo de tempo sentado não apresentou diferenças significantes...

Frequência de exposições ocupacionais, fatores de risco associados e comportamentos inadequados pós-exposições entre estudantes de medicina e de enfermagem de uma universidade pública brasileira

Borges, Fernanda Ribeiro Fagundes de Souza
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
126.09%
Introdução: Estudantes de medicina e de enfermagem estão em risco de adquirir infecções por acidentes ocupacionais devido à inexperiência e a falta de habilidade em procedimentos com pacientes. Objetivo: Verificar as frequências de exposições ocupacionais, fatores de risco associados e de comportamentos inadequados pós-exposições entre esses estudantes de uma universidade pública da região sudeste do Brasil. Métodos: Este estudo transversal foi realizado no final do segundo semestre de 2010. Para coleta de dados sociodemográficos e das frequências de possíveis acidentes ocupacionais e de suas características, um questionário anônimo, autoaplicável e semiestruturado foi distribuído para todos os estudantes de medicina que estavam no curso clínico e para todos os estudantes de enfermagem que já tinham atividades práticas no hospital. O projeto desta pesquisa foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de Uberlândia. Resultados: O questionário foi respondido por 253/320 (79,1%) estudantes de medicina e por 149/200 (74,5%) estudantes de enfermagem. Entre os estudantes de medicina, 53 (20,9%) haviam sofrido 73 acidentes, que ocorreram principalmente em atividades extracurriculares (33%)...

Avaliação das atitudes dos estudantes de medicina frente ao abuso de drogas por colegas do meio acadêmico; Evaluation of medical students' attitudes towards drug abuse by colleagues in the academic environment

MESQUITA, Elisa Maria de; NUNES, Alice Jaruche; COHEN, Cláudio
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
136.03%
CONTEXTO: A prevalência do uso de drogas tem aumentado entre os jovens universitários, trazendo preocupação adicional aos estudantes de medicina que irão se deparar com as conseqüências desse problema durante o período de formação e na prática clínica. OBJETIVOS: Avaliar as atitudes dos estudantes de medicina diante do abuso de drogas por colegas do meio acadêmico, comparando-as quanto às diferentes drogas envolvidas (ilícitas, lícitas e exclusivamente álcool). MÉTODOS: Três versões de um questionário de auto-administração, aprovado pela Comissão de Ética para Análise de Projetos de Pesquisa, foram distribuídas em igual número para diferentes grupos de estudantes de medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), sendo o enfoque de cada um deles as drogas lícitas, as ilícitas e o álcool. RESULTADOS: Os resultados mostraram que existe diferença na atitude intervencionista dos estudantes diante do abuso de diferentes drogas. Também houve diferença ao considerarem a participação dos colegas, familiares e profissionais na abordagem do problema e quanto ao plano de tratamento nos casos de abuso. CONCLUSÕES: Os estudantes são mais tolerantes e consideram-se menos vulneráveis ao abuso do álcool...

Atividades grupais reflexivas com estudantes de Medicina; Reflective group activities with medical students

COLARES, Maria de Fátima Aveiro; ANDRADE, Antônio dos Santos
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
125.98%
As práticas grupais desenvolvidas junto a estudantes de Medicina assumem uma característica de técnica de ensino, oferecendo-lhes um espaço para a reflexão crítica sobre o desenvolvimento de seu papel profissional. Assim, como referencial teórico para o trabalho em grupos, destacamos o sociodrama educacional, caracterizado como uma linha de pesquisa-ação em Psicologia Educacional. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos de atividades grupais reflexivas com referencial sociodramático desenvolvidas com estudantes de Medicina de uma universidade pública. Participaram dez estudantes do segundo ao quarto anos, previamente selecionados. As atividades foram conduzidas em nove reuniões semanais e finalizadas com um role-playing, cujo tema foi o ingresso no curso médico. A experiência foi avaliada como positiva para os estudantes, sendo destacados: os benefícios do compartilhar em grupo as dificuldades da formação médica; a integração de alunos de anos diferentes; o favorecimento de vínculos positivos entre os integrantes; a experiência vivencial de se colocar no lugar do outro por meio do role-playing e de possibilitar maior reflexão crítica sobre o desenvolvimento do papel profissional.; Group activities with medical students represent a key teaching technique...

Inteligência emocional e bem-estar académico : papel mediador do afeto positivo e do afeto negativo dos estudantes de medicina

Viana, Bianca de Sá
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
115.99%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2015; Considerando as evidências do impacto que a Inteligência Emocional (IE) tem ao nível da vertente negativa e positiva do bem-estar académico, o burnout e o engagement, respetivamente, e as elevadas exigências de trabalho a que os estudantes de medicina se encontram sujeitos, o presente estudo procura investigar a relação entre a IE e as duas vertentes do bem-estar académico junto destes estudantes, e analisar o seu papel enquanto fonte de recursos emocionais associados negativamente ao burnout e positivamente ao engagement. Concretamente, foi analisada a relação direta da IE com o burnout e o engagement, bem como o papel mediador do afeto positivo e do afeto negativo nessa relação. Para tal, foi aplicado um questionário onde estavam incluídas as escalas de medida de IE, do burnout, do engagement, do afeto positivo e do afeto negativo, a uma amostra de 487 estudantes de medicina. Os resultados demonstraram uma relação negativa entre a IE e o burnout, e uma relação positiva entre a IE e o engagement. No que concerne ambas as dimensões da variável humor...

Qualidade de Sono em Estudantes de Medicina do Método de Aprendizado Baseado em Problemas; Sleep quality among medical students under problem-based learning method

Moraes, Caio A.T.; Edelmuth, Diogo G.L.; Novo, Neil F.; Hübner, Carlos V.K.
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 30/12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
115.99%
Distúrbios do sono são comuns entre adultos e entre estudantes de Medicina e podem ter impacto nas atividades diárias profissionais ou acadêmicas. Modelo do estudo: Transversal. Objetivo e Método: O presente trabalho buscou avaliar a qualidade de sono de 157 estudantes de Medicina da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, que se disponibilizaram após pedido nosso, sem maior filtragem. Para isso foram utilizados dois instrumentos, o Índice de Qualidade de Sono de Pittsburgh (PSQI) e a Escala de Sonolência de Epworth (ESE), ambos os questionários autoaplicáveis. Resultados: A média de duração de sono da amostra foi de 6,8 horas. Pobre qualidade de sono (PSQI > 5) foi encontrada em 44,59% dos indivíduos. A sonolência diurna excessiva mostrou-se presente em 36,3% dos avaliados. Não se mostrou diferença significativa dos escores do PSQI entre sexos, anos acadêmicos e grupos etários. A sonolência diurna foi maior dentro do gênero feminino. O uso de drogas hipnóticas foi relatado por 6,9% da amostra. Conclusão: A prevalência de distúrbios do sono encontrada entre estudantes de Medicina foi alta, sem importante predileção por grupo etário ou sexo.; Sleep disorders are common among adults and students of Medicine and can have an impact on daily activities...

Avaliação das atitudes dos estudantes de medicina frente ao abuso de drogas por colegas do meio acadêmico; Evaluation of medical students' attitudes towards drug abuse by colleagues in the academic environment

Mesquita, Elisa Maria de; Nunes, Alice Jaruche; Cohen, Cláudio
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto de Psiquiatria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2008 POR
Relevância na Pesquisa
126.03%
CONTEXTO: A prevalência do uso de drogas tem aumentado entre os jovens universitários, trazendo preocupação adicional aos estudantes de medicina que irão se deparar com as conseqüências desse problema durante o período de formação e na prática clínica. OBJETIVOS: Avaliar as atitudes dos estudantes de medicina diante do abuso de drogas por colegas do meio acadêmico, comparando-as quanto às diferentes drogas envolvidas (ilícitas, lícitas e exclusivamente álcool). MÉTODOS: Três versões de um questionário de auto-administração, aprovado pela Comissão de Ética para Análise de Projetos de Pesquisa, foram distribuídas em igual número para diferentes grupos de estudantes de medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), sendo o enfoque de cada um deles as drogas lícitas, as ilícitas e o álcool. RESULTADOS: Os resultados mostraram que existe diferença na atitude intervencionista dos estudantes diante do abuso de diferentes drogas. Também houve diferença ao considerarem a participação dos colegas, familiares e profissionais na abordagem do problema e quanto ao plano de tratamento nos casos de abuso. CONCLUSÕES: Os estudantes são mais tolerantes e consideram-se menos vulneráveis ao abuso do álcool...

Level of exposure to Mycobacterium tuberculosis in medical students at a university in southern Minas; Nível de exposição ao Mycobacterium tuberculosis em estudantes de medicina de uma universidade do sul de Minas

Magalhães, Eugênio Fernandes de; Beraldo, Claudinei Leôncio; Costa Júnior, Júlio Pereira; Mata, Danilo Giffoni de Melo Morais; Beraldo, Bruno Leôncio de Moraes
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 17/06/2011 POR
Relevância na Pesquisa
126.01%
Objetivos. Verificar o nível de exposição ao Mycobacterium tuberculosis e os fatores de risco associados, utilizando o teste tuberculínico como marcador para tuberculose latente em universitários do curso de medicina da UNIVÁS em Pouso Alegre, MG, Brasil. Métodos. Estudo transversal com 120 estudantes divididos em três grupos: básico, intermediário e internato. Informações relativas ao gênero, faixa etária, presença de cicatriz BCG, segunda dose de BCG, contato prévio com portador de tuberculose e história pessoal de tuberculose foram obtidas por meio de questionário. O teste tuberculínico foi realizado por profissional habilitado e foi definido como positivo quando a enduração foi maior de 5mm. Resultados. A prevalência de expostos ao Mycobacterium tuberculosis foi de 28,3%, sendo mais frequente nos alunos do internato. Observou-se uma maior positividade no gênero feminino (p > 0,05). O teste tuberculínico foi positivo naqueles maiores de 21 anos, com cicatriz vacinal (BCG) e que não tiveram contato com indivíduo com tuberculose, (p > 0,05). Os estudantes que receberam a segunda dose de BCG tiveram maior chance de apresentar teste positivo quando confrontados com os que não foram vacinados (RC = 0...