Página 1 dos resultados de 3366 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Avaliação das alterações na rede de drenagem de sub-bacias hidrográficas da porção média da bacia do rio Capivari (SP): escala 1:25.000 - subsídio para o planejamento integrado; Assessment of changes in the drainage network of hydrographic sub-basins fo the medium course of the Capivari river basin (SP): scale 1:25.000 - subsidy for integrated planning

Ribeiro, Rogério Pinto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/04/2002 PT
Relevância na Pesquisa
37.12%
Este trabalho utilizou a rede de drenagem como geoindicador das modificações ocorridas no período de 23 anos no meio físico em três sub-bacias hidrográficas que compreendem parte do município de Monte Mor(SP) e integram a porção média da bacia hidrográfica do rio Capivari. A metodologia adotada compreendeu a caracterização conjunta dos atributos do terreno, da rede de drenagem e dos processos de ocupação antrópica das sub-bacias. Foram caracterizados os principais atributos do meio físico, tais como geologia, materiais inconsolidados, landforms e declividade. A verificação das alterações neste período foi obtida por meio das análises temporais tanto das variáveis morfométricas da rede de drenagem como da caracterização de ocupação do meio físico. Os dados foram obtidos por atividades de campo, interpretação de fotografias aéreas (escala 1:25.000) de 1972 e de 1995 e processados pelo uso dos programas ENVI e AutocadMap. Os documentos cartográficos gerados foram mapas de documentação, de drenagem, de landforms, de substrato rochoso, de materiais inconsolidados e de uso e ocupação e carta de declividade. O sistema de rede de drenagem configurou-se como um adequado indicador das alterações ambientais ocorridas na área de estudo. A análise morfométrica indicou uma diminuição no número de canais de primeira ordem e no comprimento total dos canais. Estas mudanças condicionaram as modificações dos parâmetros de densidade de drenagem e de densidade hidrográfica. A análise global das mudanças no número de canais de primeira ordem indicou que a maioria deles era de pequenas dimensões (<150m). Tais alterações foram condicionadas pela expansão urbana de Monte Mor e pelo intensivo cultivo de cana-de-açúcar e estão relacionadas às diferentes classes de declividade e aos diversos tipos de relevo...

Estabilização de encostas através de drenagem profunda: estudo de um caso de estabilização com túnel de drenagem.; Hillsides stabilization through deep drainage: study of a case of hillside stabilization with drainage tunnel.

Bastos, Izabel Gomes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/09/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.12%
Esta dissertação apresenta o uso de drenagem profunda para estabilização de encostas, detalhando os sistemas existentes e suas aplicações. São relatados alguns casos de encostas estabilizadas através da drenagem profunda, tanto no Brasil como no exterior. Apresenta-se também um estudo de caso da obra de estabilização da encosta na qual está implantado o viaduto denominado VA-19, na Rodovia dos Imigrantes no Estado de São Paulo, em que foi utilizado túnel de drenagem como solução. É feita a análise da eficiência do túnel de drenagem para o rebaixamento do lençol freático e conseqüente estabilização da encosta.; This dissertation presents the use of deep drainage for slope stabilization, detailing the existent systems and their applications. Some cases of slope stabilized through deep drainage are reported. It is also presented a study of case of the slope stabilization which affected the overpass called VA-19, in the Imigrantes Highway, in the State of São Paulo which used drainage tunnel as a solution. The analysis of the drainage tunnel efficiency in the water table lowering and consequent slope stabilization.

Considerações sobre a drenagem subsuperficial na vida útil dos pavimentos rodoviários.; Influence of subsurface drainage in the service life of roadway pavements.

Azevedo, Angela Martins
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/10/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.2%
Tem-se verificado, na prática, que a falta de drenagem subsuperficial é um dos principais fatores de deterioração precoce dos pavimentos. Ainda, verifica-se que são relativamente poucos os procedimentos de dimensionamento e modelos de análise de previsão de desempenho que consideram efetivamente o efeito deletério da drenagem na vida útil dos pavimentos. No entanto, observa-se que pesquisas e experiências estrangeiras não estabeleceram ainda uma correlação quantitativa confiável entre a presença dos dispositivos de drenagem e o desempenho dos mesmos. No trabalho foi realizada análise de sensibilidade dos modelos da AASHTO (versão de 1993) e HDM-4, considerados os mais difundidos na atualidade. Os modelos empregam coeficientes de drenagem para a consideração dos efeitos danosos da presença de água livre no interior de estruturas de pavimentos rígidos e flexíveis. Teoricamente, verificou-se que os modelos são sensitivos quanto à influência das condições de drenagem no desempenho dos pavimentos. Foram analisados dados reais de certa malha viária no interior do estado de São Paulo e verificou-se, na prática, que os pavimentos flexíveis sem acostamento pavimentado, ou seja, com condições precárias de drenagem...

Contribuição da drenagem ecoguiada à paliação endoscópica da obstrução biliar maligna; Contribution of echoguided drainage in the endoscopic palliation of malignant biliary obstruction

Takada, Jonas
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.16%
Introdução: a maioria dos pacientes com neoplasia maligna da via biliar são diagnosticados em fase avançada. A drenagem biliar ecoguiada é uma alternativa às técnicas de drenagem percutânea trans-hepática e cirúrgicas na ocasião de falha do acesso convencional por colangiografia retrógrada endoscópica (CPRE). Objetivo: avaliar a eficácia e segurança da drenagem biliar ecoguiada em pacientes com obstrução biliar maligna e falha da CPRE. Analisar as complicações e qualidade de vida. Métodos: no período de abril de 2010 a setembro de 2011, 32 pacientes portadores de neoplasia maligna avançada da via biliar foram tratados no Serviço de Endoscopia Gastrointestinal do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Todos os pacientes apresentavam quadro clínico de icterícia obstrutiva e falha na drenagem da via biliar pela CPRE. O tratamento preconizado foi a drenagem da via biliar pela técnica ecoguiada, sob controle radiológico. Dos 32 pacientes, três foram excluídos devido à falha do procedimento ecoguiado. Vinte e nove (90,62%) pacientes foram submetidos a drenagem biliar ecoguiada, avaliações clínica, laboratorial e de qualidade de vida. Na avaliação clínica foram observados a evolução dos sinais e sintomas...

Condicionantes estruturais da drenagem e do relevo na cratera de Colônia e entorno, São Paulo - SP; Structural conditioning of drainage and relief in the Colônia crater and surrounding areas, São Paulo - SP

Santos, André Henrique Bezerra dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.16%
A pesquisa tem como objetivo compreender a evolução da drenagem e do relevo na cratera de Colônia e entorno, no setor meridional do Planalto Paulistano, em São Paulo-SP. Parte-se da hipótese de que o relevo da área resulta da degradação de uma zona de estruturas concêntricas, formada em conjunto com a cratera, por impacto de bólido extraterrestre. Essas estruturas seriam atribuídas a um ou mais mecanismos, entre eles: a) controle exercido por um sistema de falhas radiais e concêntricos, b) estratificação do alvo, c) pico anelar em cratera complexa, d) ejecta fluidificada e e) fluidificação de finos, que resultaram na geração de uma zona de formas concêntricas no entorno da cratera. Após sua formação, o relevo da cratera e seu entorno foram degradados pela drenagem, que promoveu trabalho erosivo mais intenso a leste que a oeste, produzindo níveis hipsométricos menores a leste. Com base na proposta metodológica de Oliveira (2003), elabora-se uma descrição do relevo e da drenagem para identificar elementos sugestivos de condicionamento geológico produzido pela estrutura de impacto, por meio de fotointerpretação, trabalhos de campo e morfometria. A partir dos dados de hipsometria, rupturas de declividade e lineamentos da drenagem...

Plano diretor de drenagem urbana em cidades planejadas: premissa de zoneamento baseado no risco de contaminação da água subterrânea.; Urban drainage master plan for planned cities: zonning premise based on risk of groundwater contamination.

Rocha, Cáren Izabel Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.12%
Analisando o potencial risco de contaminação das águas devido à falta de planejamento e de gestão integrada dos recursos hídricos, o trabalho desenvolvido, intitulado PLANO DIRETOR DE DRENAGEM URBANA EM CIDADES PLANEJADAS: Premissa de Zoneamento Baseado no Risco de Contaminação da Água Subterrânea, propõe que os Planos Diretores Municipais sejam elaborados visando à preservação quali-quantitativa não somente das águas superficiais, mas também das subterrâneas. Para isso, a pesquisa sugere técnicas de zoneamento urbano e adoção de alternativas de Drenagem BMPs (Best Management Practices) baseadas no risco de contaminação das águas subterrâneas, apresentadas como premissa na elaboração de Planos Diretores de Drenagem Urbana para cidades planejadas. Assim, o zoneamento de áreas urbanas foi analisado de forma a minimizar a contaminação de aquíferos, tanto pelo uso direto, quanto pela poluição difusa provocada pela precipitação. Servindo, de tal modo, como premissa na determinação das alternativas estruturais e não-estruturais a serem adotadas, principalmente quanto à adoção de dispositivos de drenagem com infiltração no solo. A análise integrada do mapa de vulnerabilidade existente (CPRM, 2001) com o Mapa de Fontes Potenciais de Contaminação...

A drenagem do solo no perfilhamento não estimula o desenvolvimento do sistema radicular do arroz irrigado cultivado no sistema pré-germinado; Soil drainage at tillering does not stimulate pre-germinated rice root growth

Sangoi, Luis; Bianchet, Paula; Ernani, Paulo Roberto; Silva, Paulo Regis Ferreira da; Fiorentin, Ciro F.; Zanin, Claitson G.; Schmitt, Amauri; Oliveira Neto, Dario Antunes de; Motter, Franchielli; Schweitzer, Cleber
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.12%
Embora não seja oficialmente recomendada pelas entidades de pesquisa, a retirada da água no perfilhamento é uma prática cultural frequentemente utilizada pelos produtores de arroz irrigado no Estado de Santa Catarina, visando a estimular a emissão de raízes e a reduzir o acamamento. Este trabalho foi conduzido objetivando-se avaliar as alterações nas características morfológicas de raízes e da parte aérea do arroz promovidas pela drenagem no perfilhamento. O experimento foi conduzido em casa de vegetação, no município de Lages, SC. Foram testados quatro sistemas de manejo da irrigação durante o perfilhamento: irrigação contínua, retirada da água 45 dias após a semeadura, com retorno da irrigação aos 7, 14 e 21 dias após a drenagem. Para cada sistema de manejo da irrigação, avaliaram-se duas cultivares: “EPAGRI- 106” (precoce) e “EPAGRI-109” (tardia). As unidades experimentais foram baldes com 7kg de solo e o delineamento experimental foi completamente casualizado. O ensaio foi implantado em 24/09/2004, utilizando-se sementes prégerminadas. Os parâmetros de parte área foram determinados 22 dias após o início da drenagem, quando todas as unidades experimentais estavam novamente inundadas. Os parâmetros radiculares foram determinados logo após a coleta da parte aérea. O comprimento...

Simulação hidrodinâmica e caracterização experimental de mecanismos anti-sifão em sistemas de drenagem externa de líquido cefalorraquidiano

Pinto, José Ricardo Camilo
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xxi, 96 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.12%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Engenharia Mecânica - FEIS; Os sistemas de drenagem externa são componentes empregados para drenagem do excesso do fluido cefalorraquidiano (produzido no cérebro e contido nos ventrículos cerebrais) para um recipiente coletor, disposto fora do corpo humano. Em geral esses sistemas são compostos de um cateter ventricular, uma tubagem e uma bolsa de drenagem. Esses sistemas são utilizados em determinados procedimentos médicos e permitem, adicionalmente, a monitoração da pressão intracraniana, a coleta de materiais para análise e infusão de medicamentos. Entretanto, tais dispositivos não possuem um mecanismo que interrompa o escoamento do líquido cefalorraquidiano, quando o sistema é submetido a sensíveis variações de pressões hidrostáticas, seja pelo posicionamento indevido da bolsa de drenagem muito abaixo da cabeça do paciente, ou quando o paciente levanta-se subitamente, favorecendo a ocorrência do chamado efeito sifão e, como resultado, a hiperdrenagem desse fluido. A exposição do usuário à hiperdrenagem, mesmo que em curto intervalo de tempo, provoca lesões irreversíveis ao sistema nervoso do paciente. No presente trabalho...

Influencia de reservatorios hidreletricos na genese e evolução da rede de drenagem no baixo curso do Rio São Jose dos Dourados (SP); Inluence of hidroeletric reservoirs in the genese and evolution of the net of draining in the low course of the River São Jose dos Dourados (SP)

Tania Regina Inacio Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.2%
É sabido que o arranjo da rede de drenagem é reflexo da interação de um conjunto de variáveis físicas, como clima, relevo, solos, substrato rochoso e vegetação. Assim sendo, torna-se possível tecer considerações acerca dessas variáveis, com base na análise criteriosa da rede de drenagem. O presente trabalho utilizou a rede de drenagem como geoindicador das modificações ocorridas no período de 43 anos no meio físico na Bacia Hidrográfica do baixo curso do Rio São José dos Dourados que integra a porção baixo curso Rio São José dos Dourados. As mudanças das características da paisagem na Bacia foram estabelecidas com base nos seguintes atributos: (i) modificações ocorridas na rede de drenagem (densidade de drenagem e densidade hidrográfica); (ii) o tipo de atividade antrópica registrada na área; (iii) características referentes ao meio físico: solos e declividade do terreno. A verificação das alterações neste período foi obtida por meio das análises temporais tanto das variáveis morfométricas da rede de drenagem como da caracterização de ocupação do meio físico. Os dados foram obtidos por atividades de campo, interpretação de fotomosaicos aéreos (escala 1:25.000) de 1962 e de imagem de satélite Landsat-5 TM (escala aproximada 1:50.000) de 2005. Os documentos cartográficos gerados pelo Software Envi 4.0®...

Avaliação do desempenho hidráulico de um sistema de drenagem de águas pluviais urbanas; Evaluation of the hydraulic performance of a urban stormwater drainage system

Andressa Juliana Boldrin
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.22%
O crescimento urbano acelerado gera a necessidade de implantação de infraestruturas que impermeabilizam o solo, aumentando o escoamento superficial e motivando a implantação de sistema de drenagem de águas pluviais urbanas. A ausência de planejamento e da integração entre as entidades responsáveis pelo gerenciamento da infraestrutura urbana associada à ocupação inadequada do espaço urbano ocasiona inundações. Considerando esta situação dos sistemas de drenagem de águas pluviais, o presente trabalho tem o objetivo de avaliar o desempenho hidráulico de um sistema de drenagem de águas pluviais urbanas em funcionamento, identificando a localização e as causas de possíveis deficiências por intermédio do índice de desempenho hidráulico proposto por BENNIS et al. (2003). A área de estudo escolhida foi a área de contribuição do sistema de drenagem de águas pluviais urbanas do Campus Universitário "Professor Zeferino Vaz". Normalmente em áreas urbanas os dados hidrológicos disponíveis restringem-se apenas aos dados pluviométricos. Por isso foram utilizados métodos de transformação de chuva-vazão para o cálculo das vazões afluentes à rede de drenagem. Após a determinação da vazão, foram averiguadas as condições hidráulicas utilizando o método do UDFCD (Distrito de Drenagem Urbana e Controle de Inundações) e o programa computacional SWMM (Modelo de Gerenciamento de Águas Pluviais da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos). Por meio do índice de desempenho hidráulico de BENNIS et al. (2003)...

Metodologia para seleção de alternativas de sistemas de drenagem; Metodology for the selection of draining systems alternatives

Brito, Débora Silva de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.12%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, 2006.; O desenvolvimento urbano tem sido acompanhado por constantes mudanças no meio ambiente. Especialmente no ciclo hidrológico essas mudanças acarretaram impactos como o aumento do escoamento superficial e a ocorrência de enchentes. Os sistemas de drenagem surgiram para contornar o problema das enchentes. O sistema clássico, seguindo um conceito higienista funciona pela rápida evacuação das águas urbanas, transferindo o problema das enchentes para jusante. Atualmente, outras técnicas vêm sendo inseridas nos projetos de drenagem, as conhecidas como técnicas compensatórias, justamente por reproduzirem as condições de pré-urbanização, além de proporcionarem outras vantagens. São exemplos dessas técnicas as bacias de detenção, pavimentos porosos, trincheiras, poços de infiltração, telhados armazenadores, etc. A multiplicidade de técnicas e a possibilidades de diversos arranjos de alternativas de projeto tornou complexa a tarefa do decisor na concepção de sistemas de drenagem. Nesse sentido fica claro observar a necessidade de comparar as diferentes opções possíveis de projeto, considerando os mais diversos critérios...

Cuidar o Doente com Drenagem Ventricular Externa - Estudo de Caso

Fortes, Isa; Marques, Maria do Céu; Frade, Anjos; Mendes, João; Correia, Isabel; Fonseca, Ana
Fonte: Ordem dos Enfermeiros Publicador: Ordem dos Enfermeiros
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.16%
Introdução/Problemática: Os estudos de caso são um dos métodos mais utilizados no ensino de enfermagem e sendo antecipadores dos Planos de Cuidados, constituíram as primeiras manifestações do Processo de Enfermagem. Objetivos: Tendo por base a importância desta metodologia e o desenvolvimento de ensino clínico em Unidade de Cuidados Intermédios/Intensivos Neurocríticos, foi decidido elaborar um estudo de caso sobre um doente com o diagnóstico de hemorragia subaracnoideia por aneurisma associada a hidrocefalia, submetido a drenagem ventricular externa, a fim de podermoas analisar o risco de infeção associado à drenagem ventricular externa. Metodologia: O estudo de caso utilizado como metodologia pode ser definido como uma exploração de um sistema delimitado ou de um caso, obtido por meio de uma detalhada colheita de dados, envolvendo múltiplas fontes de informação. É um estudo aprofundado de uma unidade, grupo ou indivíduo, na sua complexidade e no seu dinamismo próprio, fornecendo informações relevantes para a tomada de decisão. Como estratégia de ensino na disciplina de enfermagem constitui-se como um método bastante eficaz sendo um instrumento facilitador da aprendizagem. Resultados: De acordo com os estudos analisados considera-se que as intervenções dos enfermeiros no doente com drenagem ventricular externa são um fator significativo na redução da infeção...

Fatores preditivos para drenagem de derrames pleurais parapneumônicos em crianças

MOCELIN,HELENA TERESINHA; FISCHER,GILBERTO BUENO
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2001 PT
Relevância na Pesquisa
37.18%
Objetivo: Avaliar os critérios de Light et al. para drenagem em derrames pleurais parapneumônicos (DPP) em crianças. Métodos: Estudo transversal prospectivo realizado com 85 crianças admitidas no Hospital da Criança Santo Antônio, Porto Alegre, no Estado do Rio Grande do Sul, região Sul do Brasil, que apresentaram pneumonia e derrame pleural confirmado por radiografia de tórax e/ou ultra-sonografia. Os critérios de exclusão foram: drenagem prévia, derrame associado com outras doenças. A análise do pH foi em aparelho de gasometria. Glicose e desidrogenase láctica foram analisadas por espectrofotometria. A indicação de drenagem foi feita pelo médico assistente sem participação dos pesquisadores. Resultados: Neste estudo, os DPP com pH menor que 7,2 e glicose igual ou inferior a 40mg/dl apresentaram índices de drenagem superiores aos da DHL > 1.000UI/l. O pH e a glicose apresentaram especificidades elevadas na predição de drenagem (89% e 88%) e superiores às da DHL (65%). Os mesmos resultados foram observados quando líquidos não purulentos foram analisados (pH < 7,2 -- 94%; glicose < 40 -- 88%; e DHL > 1.000 -- 68%). Em pacientes com pH < 7, DHL > 1.000UI/l e glicose < 40mg/dl predominaram líquidos com aspecto turvo ou purulento. Em torno de 21% dos pacientes com indicação de drenagem...

Incidência de pneumotórax residual após simpatectomia torácica videotoracoscópica com e sem drenagem pleural e sua possível influência na dor pós-operatória

Lima,Alexandre Garcia de; Marcondes,Giancarlo Antonio; Teixeira,Ayrton Bentes; Toro,Ivan Felizardo Contrera; Campos,Jose Ribas Milanez de; Jatene,Fábio Biscegli
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.16%
OBJETIVO: Avaliar se o pneumotórax residual após simpatectomia torácica videotoracoscópica tem incidência diferente quando utilizada a drenagem pleural pós-operatória ou não e se este pneumotórax residual, quando presente, pode influenciar a dor pós-operatória até o 28º dia. MÉTODOS: Foram incluídos todos os pacientes com queixa de hiperidrose palmoplantar primária atendidos no Ambulatório de Cirurgia Torácica do Hospital Estadual Sumaré, de julho a dezembro de 2006. Todos foram submetidos à simpatectomia do terceiro gânglio torácico por videotoracoscopia e aleatorizados para receber ou não drenagem pleural pós-operatória por 3 h. Todos foram avaliados no pós-operatório imediato com radiogramas de tórax e tomografia computadorizada de tórax de baixa emissão de energia para detecção de pneumotórax residual. Foram avaliados quanto à dor pós-operatória em diferentes momentos até o 28º dia de pós-operatório, por meio de escala numérica visual e dosagem requerida de analgésicos opióides. RESULTADOS: Foram incluídos 56 pacientes neste estudo, 27 com drenagem pleural bilateral e 29 sem drenagem pleural. Não houve diferença estatística entre a incidência de pneumotórax residual após simpatectomia com e sem drenagem pleural. O pneumotórax residual...

Épocas de drenagem final em duas cultivares de arroz irrigado.

STONE, L. F.; FONSECA, J. R.
Fonte: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, DF, v. 15, n. 2, p. 171-174, abr. 1980. Publicador: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, DF, v. 15, n. 2, p. 171-174, abr. 1980.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.18%
Foram conduzidos dois experimentos, em um solo Glei Húmico (VIII) (ORDEM), visando a determinar a melhor época de drenagem final para as cultivares IAC 435 e IR 841-63-5-1,9-33. Os tratamentos de drenagem consistiram de: drenagem aos sete, quatorze, 21, 28 e 35 dias após o início da floração e na maturação completa. A produção de grãos da cultivar IAC 4 35 não foi afetada pelas épocas de drenagem, enquanto que a da IR 841-63-5-L-9-33 aumentou a medida que se retardou a drenagem final. Da mesma forma, o rendimento de grãos inteiros das duas cultivares e o rendimento no beneficiamento da cultivar IR 841-63-5-L-9-33 foram maiores quanto mais tarde a lavoura foi drenada. Entretanto, o rendimento no beneficiamento da cultivar IAC 435 foi maior, quando a drenagem foi efetuada aos 31 dias após a floração, pois, este valor corresponde ao ponto máximo da equação que expressa a relação entre épocas de drenagem final e rendimento no beneficiamento. Considerando a produção, o rendimento no beneficiamento e a economia de agua, pode-se recomendar que a drenagem da lavoura de arroz seja feita aos 30 dias após a floração.; 1980

Comparação entre dois procedimentos de upscaling de redes de drenagem.

TATSCH, J. D.; PAZ, A. R. da; COLLISCHONN, W.; ROCHA, H. R. da
Fonte: In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 14., 2009, Natal. Anais... São José dos Campos: INPE: SELPER, 2009. Publicador: In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 14., 2009, Natal. Anais... São José dos Campos: INPE: SELPER, 2009.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: p. 4897-490.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.16%
Modelos de elevação do terreno (ou também denominados Modelos Numéricos do Terreno ? MNT) são utilizados para derivar diversos tipos de produtos, com destaque para a determinação das direções de fluxo e das áreas acumuladas de drenagem. Procedimentos automáticos determinam para qual pixel vizinho cada pixel drena (direção de fluxo) e a área de drenagem que contribui para cada pixel (área acumulada de drenagem), definindo a rede de drenagem de uma bacia hidrográfica (Jenson e Domingue, 1988). Tais planos de informação são derivados com a mesma resolução espacial do MNT e constituem informação de entrada para diversos tipos de modelos hidrológicos. Ao trabalhar com grandes escalas (bacias com áreas de drenagem > 10000 km2), modelos hidrológicos ou esquemas de superfície de modelos atmosféricos geralmente são discretizados em células em torno de 5 a 20 km de dimensão (Singh e Frevert, 2000; Wood et al., 1997). Embora informações de elevação do terreno e de características de tipo de solo e uso da terra geralmente estejam disponíveis com maior detalhamento, a baixa resolução da discretização de tais modelos é adotada devido ao interesse em questões de maior escala e visando a 4897 redução do custo computacional. Nesses casos...

Influência das mudanças climáticas devido ao efeito estufa na drenagem urbana de uma grande cidade

Maria Ramos, Alessandra; Roberto Gonçalves de Azevedo, José (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.16%
As Equações de Chuvas Intensas são ferramentas extremamente importantes para o dimensionamento de obras de engenharia, como vertedores de barragens de pequeno porte e sistemas de drenagem de águas pluviais. Alguns pesquisadores têm mostrado a necessidade de que essas equações sejam atualizadas e revistas periodicamente, pois eles apontam que fatores como a urbanização e o aquecimento global vêm provocando mudanças nos regimes de chuva. Estudos evidenciam uma intensificação do ciclo hidrológico, como decorrência deste aquecimento global. Como alterações climáticas, são aguardados períodos de secas castigantes e outros de chuvas mais intensas. Havendo um maior risco de cheias nas regiões para onde Modelos de Circulação Global (MCGs) projetam um aumento das intensidades de precipitação, são esperados problemas com os sistemas de drenagem dessas regiões. A vulnerabilidade da cidade do Recife-PE, freqüentemente acometida por inundações, e a possibilidade de isto vir a ser mais acentuado diante de alterações climáticas no local, motivaram o presente estudo, que se propôs a avaliar os efeitos de alterações climáticas projetadas por MCGs sobre a região no sistema de drenagem de uma microbacia urbana. Para tal...

Impactos da drenagem urbana na saúde pública em municípios de pequeno porte no Estado do Rio Grande do Norte, Nordeste do Brasil

Fátima, Maria de; Cabral, Jaime Joaquim da Silva Pereira (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Tese de Doutorado
BR
Relevância na Pesquisa
37.18%
A drenagem das águas pluviais urbanas, além das questões dos sistemas de micro e macrodrenagem, necessita de uma abordagem multidisciplinar, incluindo o saneamento ambiental e os diversos aspectos que envolvem a saúde pública. Essa pesquisa fundamenta-se na hipótese da correlação existente entre o manejo adequado das águas pluviais urbanas e as doenças de veiculação hídrica. Um dos grandes impactos negativos na deficiência de drenagem pluvial são as ocorrências epidemiológicas dos surtos de leptospirose, que se agravam após as inundações e são transmitidos aos seres humanos pelo contato com água ou lama contaminada pela urina de animais portadores, principalmente roedores domésticos. Foram avaliadas as correlações entre Drenagem Urbana e Saúde Pública analisando as precipitações extremas em 25 municípios do Rio Grande do Norte com até 50 mil habitantes, no período de 2000 a 2011. Na primeira etapa da pesquisa, realizou-se levantamento de dados relativo às doenças de veiculação hídrica dos municípios, histórico das precipitações e cobertura dos serviços de saneamento incluindo a drenagem; na segunda etapa, abordou-se a drenagem em cada município, por meio de entrevistas estruturadas direcionadas a técnicos...

Avaliação da aplicação do sistema de leito de drenagem como tratamento de lodo da Estação Tratamento de Água Bom Jardim em Uberlândia-MG

Santos, Bruna
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.18%
No Brasil, a produção de resíduos pelas Estações de Tratamento de Água representa cerca de 1 a 4 % do volume de água tratada. Ainda são poucas as Estações de Tratamento de Água (ETA) que tem sistemas de tratamento ou de desaguamento de lodo no Brasil, (aproximadamente 0,5 % das ETAs). A grande preocupação com os resíduos das ETAs é quanto ao lançamento indiscriminado destes resíduos diretamente nos corpos de água, uma vez que esta prática está relacionada com a redução da qualidade da água bruta além da formação de um ciclo vicioso caracterizado pelo consequente aumento do uso de produtos químicos no tratamento da água e a geração de um crescente volume de resíduos. Neste sentido, este trabalho teve como objetivo a avaliação do desempenho das fases de drenagem e secagem do desaguamento de lodo da ETA Bom Jardim pelo sistema natural de desaguamento Leito de Drenagem (LD). Para tanto, foram realizados testes preliminares com 16 mantas geotêxteis, a partir das quais foram selecionadas três que foram utilizadas para a composição dos Leitos de Drenagem nas etapas seguintes. Logo, os sistemas naturais foram avaliados quando submetidos às taxas de aplicação de sólidos (TAS) de 1,75 kg.m-2, 3,5 kg.m-2...

Contributos para melhoria da gestão do sistema de drenagem da AdRA

Ferreira, Susana Carolina Gonçalves
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.22%
A avaliação de um sistema de drenagem à luz da ISO 24511:2007, nomeadamente do estado atual dos componentes da infraestrutura, é fulcral para a tomada de decisão por parte da respetiva entidade gestora no que se refere à gestão patrimonial do sistema. Neste sentido, a presente dissertação pretende contribuir para a melhoria da gestão de sistemas de drenagem urbana, centrando-se no estudo do subsistema de drenagem do município de Aveiro das Águas da Região de Aveiro (AdRA). Por forma a ser feita uma gestão eficiente dos recursos, a gestão de sistemas de drenagem deverá seguir uma estratégia proativa. Para tal, deverá haver conhecimento das características do sistema de drenagem que permita a previsão da degradação dos componentes da infraestrutura e do impacto da sua falha, auxiliando assim na priorização das intervenções no sistema. Usualmente, a caracterização do sistema de drenagem poderá ser realizada através da avaliação das condições do sistema de drenagem ou através do registo histórico de falhas do sistema de operação e manutenção. A avaliação das condições de um sistema de drenagem é efetuada através de técnicas de inspeção, das quais a técnica de CCTV (Closed-Circuit Television) é...