Página 1 dos resultados de 471 itens digitais encontrados em 0.037 segundos

Selective cyclooxygenase-2 inhibition protects against myocardial damage in experimental acute ischemia

CARNIETO JR., Alberto; DOURADO, Paulo Magno Martins; LUZ, Protásio Lemos da; CHAGAS, Antonio Carlos Palandri
Fonte: Faculdade de Medicina / USP Publicador: Faculdade de Medicina / USP
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
45.82%
BACKGROUND: Acute myocardial infarction is associated with tissue inflammation. Early coronary reperfusion clearly improves the outcome but may help propagate the inflammatory response and enhance tissue damage. Cyclooxygenase-2 is an enzyme that catalyzes the initial step in the formation of inflammatory prostaglandins from arachidonic acid. Cyclooxygenase-2 levels are increased when ischemic cardiac events occur. The overall function of COX-2 in the inflammatory process generated by myocardial ischemic damage has not yet been elucidated. GOAL: The objective of this study was to determine whether a selective cyclooxygenase-2 inhibitor (rofecoxib) could alter the evolution of acute myocardial infarction after reperfusion. METHODS AND RESULTS: This study was performed with 48 mongrel dogs divided into two groups: controls and those treated with the drug. All animals were prepared for left anterior descending coronary artery occlusion. The dogs then underwent 180 minutes of coronary occlusion, followed by 30 minutes of reperfusion. Blood samples were collected from the venous sinus immediately before coronary occlusion and after 30 minutes of reperfusion for measurements of CPK-MB, CPK-MBm and troponin I. During the experiment we observed the mean blood pressure...

Exigências em proteína e energia e valor biológico de alimentos para o dourado Salminus brasiliensis; Protein and energy requirements and biological value of selected feedstuffs for the dourado Salminus brasiliensis

Borghesi, Ricardo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/04/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.36%
O Characifome dourado, Salminus brasiliensis, tem despertado crescente interesse dos piscicultores por apresentar rápido crescimento e ótima qualidade de carne. Porém, a falta de conhecimento sobre as exigências nutricionais e valor biológico dos alimentos para a espécie têm dificultado a formulação de dietas que permitam o máximo desempenho e, por conseqüência, sua produção intensiva. Para determinação da exigência nutricional em energia e proteína, juvenis de dourado (5,29 ± 0,21 g) foram distribuídos em 75 gaiolas (60 L) alojadas em tanques de 1.000 L e alimentados por 60 dias com dietas contendo níveis de proteína bruta (PB) entre 35 e 51% (incremento de 4%) e teores de energia bruta (EB) de 4.200 a 5.000 kcal/kg de alimento (incremento de 200 kcal/kg). O experimento foi conduzido em um delineamento inteiramente aleatorizado em esquema fatorial 5 × 5 (cinco níveis de EB e cinco níveis de PB, com três repetições). Foram avaliados parâmetros de ganho de peso (GP), ganho de peso relativo (GPR), consumo alimentar diário (CAD), índice de conversão alimentar (ICA), taxa de crescimento específico (TCE) e retenção de nutrientes. Não houve interação significativa (P>0,05) entre os níveis de proteína e energia para os parâmetros avaliados. Os valores de CAD...

Exigência em aminoácidos e farelo de soja na nutrição de juvenis de dourado Salminus brasiliensis (Cuvier, 1816); Amino acids requirement and soybean meal in juvenile dourados Salminus brasiliensis (Cuvier, 1816) nutrition

Dairiki, Jony Koji
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.45%
Poucos são os trabalhos relacionados com a determinação das exigências nutricionais por aminoácidos de espécies nativas brasileiras, dentre as quais se destaca o dourado, Salminus brasiliensis (Cuvier, 1816), o maior peixe de escamas da Bacia do Prata, espécie reofílica e ictiófaga que chama atenção pelo excelente sabor da carne e pela beleza de seu tegumento. Este trabalho teve por objetivo estudar a exigência em aminoácidos e o uso de fonte de proteína de origem vegetal - farelo de soja (FS) - na nutrição do dourado. A exigência em lisina foi determinada em ensaio dose-resposta e os dados coletados foram analisados por meio de regressão polinomial e segmentada. Foi utilizada a relação A/E=[(aminoácido essencial÷total de aminoácidos essenciais+cistina+tirosina)x1.000], para estimar as exigências nutricionais dos demais aminoácidos essenciais. As unidades experimentais (UE) foram constituídas por lotes de 12 juvenis de dourado (11,4±0,2g; 9,4±0,9cm) condicionados a aceitar ração seca (43%PB e 4.600kcal EB), alojados em caixas de polipropileno com capacidade de 300L, com troca parcial de água num sistema fechado de recirculação e aeração. Os tratamentos correspondiam aos níveis crescentes de lisina: 1...

Determinação de elementos em sangue de hamster dourado usando AAN; DETERMINATION OF ELEMENTS IN BLOOD OF GOLDEN HAMSTER BY NAA

Aguiar, Rodrigo Oliveira de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/02/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.23%
No presente estudo a técnica de analise por ativação com nêutrons foi utilizada para a determinação simultânea da concentração de elementos, de relevância em clínica, em sangue total de Hamster Dourado. O limite de normalidade obtido para Br, Ca Cl, Mg, Na e S considerando 2 (Dois Desvios Padrão), foi de 0,011 - 0,047 gL-1 (Br); 0,11 - 0,35 gL-1 (Ca); 2,11 - 3,75 gL-1 (Cl); 1,35 - 2,79 gL-1 (K), 0,026 0,090 gL-1 (Mg), 1,03 2,51 gL-1 (Na) e 0,97 2,01 gL-1 (S) . O conhecimento desses limites viabiliza o uso de sangue total em investigações clínicas deste modelo animal. A comparação com as estimativas de normalidade em sangue total em seres humanos (Hamster & humano) permitiu verificar as similaridades ou diferenças fisiológicas, dados importantes em experimentos utilizando este modelo animal.; In the present study Neutron Activation Analysis technique has been used to determine, simultaneously, some element concentrations of clinical relevance in whole blood samples of Golden Hamster. The normal range for Br, Ca, Cl K, Mg, Na and S considering 2 (Two Standard deviations) was 0.011 0.047 gL-1 (Br); 0.11 0.35 gL-1 (Ca); 2.11 3.75 gL-1 (Cl); 1.35 2.79 gL-1 (K), 0.026 0.090 gL-1 (Mg), 1.03 2.51 gL-1 (Na) e 0.97 2.01 gL-1 (S). The knowledge of these limits became possible to perform clinical investigation in this animal model using whole blood. The comparison with the results from human being whole blood estimation (Hamster & human) became possible to check the similarities or physiologic differences...

Carboidratos em dietas para o dourado Salminus brasiliensis (CUVIER, 1816); Carbohydrates in diets for dourado Salminus brasiliensis (CUVIER, 1816)

Môro, Giovanni Vitti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.43%
Esse estudo objetivou determinar as exigências dietéticas e a relação carboidratos:lipídios ideal para juvenis de dourado em ensaios de desempenho e digestibilidade. Os ensaios foram realizados em sistema de recirculação com controle de temperatura (25,5 ± 0,5 °C), oxigênio dissolvido (6,2 ± 0,4 mg L-1), pH (7,68 ± 0,12) e amônia total (< 0,25 mg L-1). Para determinação da curva glicêmica, 700 juvenis de dourado (57,37 ± 11,57 g) foram distribuídos em 14 tanques de polietileno (330 L) em um delineamento inteiramente casualizado (n=5) e alimentados com dietas extrudadas ou peletizadas contendo 85% de uma ração basal (43% de proteína bruta - PB; 4440 kcal kg-1 energia bruta - EB) e 15% das fontes de carboidrato: glicose, dextrina, amido de milho, quirera de arroz, milho moído, fécula de mandioca ou celulose. Para determinar a variação na concentração de glicose sanguínea, cinco peixes por tratamento foram coletados aleatoriamente e anestesiados nos seguintes intervalos após alimentação: 30 minutos, 1 h, 2 h, 4 h, 6 h, 8 h, 12 h, 15 h e 24 h. As amostras de sangue foram coletadas por punção caudal e a leitura da glicose sanguínea realizada imediatamente. Para o ensaio de digestibilidade foram formuladas quatorze rações experimentais...

Efeito da amônia e do oxigênio dissolvido na sobrevivência de alevinos de dourado, Salminus brasiliensis

Gazzola, Ana Cecilia
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: vii, 47 f.| il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
36.21%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Aqüicultura.; A falta de conhecimento sobre a influência dos parâmetros abióticos na fisiologia dos peixes nativos tem dificultado o cultivo destas espécies em larga escala. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do oxigênio dissolvido (OD) e da amônia não ionizada (NH3) na sobrevivência do dourado (Salminus brasiliensis). Foram realizados dois experimentos, cada um com duração de 96h, sendo que em um deles foram testadas as seguintes concentrações de OD: 0,6 mg/L ; 0,72 mg/L ; 1,0 mg/L ; 1,9 mg/L e controle (7,19 mg/L); e no outro, as seguintes concentrações de NH3: 2,75 mg/l; 2,32 mg/l; 1,56 mg/l; 0,94 mg/l e controle (0,003mg/l). Em cada experimento foram utilizadas três repetições por tratamento. Foram usados 30 alevinos de dourado por tanque experimental (150L). As concentrações de OD e NH3 foram monitoradas a cada 2h e 6h, respectivamente, ocasiões nas quais foram retirados e registrados os peixes mortos e ajustados os parâmetros limnológicos avaliados. Os valores de concentração letal 50% (CL 50) obtidos variaram de 0,66 mg/L OD em 24h a 0,75 mg/L OD em 96h e, variaram de 1...

Avaliação de diferentes tipos de alimentos e fotoperíodos no crescimento e na sobrevivência de pós-larvas de dourado, Salminus brasiliensis (Pisces, Characidae)

Schütz, Jackson Haroldo
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: vii, 29 f.| il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
36.27%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Aqüicultura.; Com o objetivo de avaliar a influência de diferentes fotoperíodos e alimentos na larvicultura do dourado, Salminus brasiliensis (= S. maxillosus), foram utilizados os seguintes tratamentos, com quatro repetições: T1- fotoperíodo de 24 horas luz: 0 hora escuro (24L:0E) e alimento náuplios de Artemia sp.(AR); T2- 24L:0E e alimento larva forrageira (LF); T3- 14L:10E e AR; T4- 14L:10E e LF; T5- 0L:24E e AR e T6- 0L:24E e LF. Os aquários de 10 litros(L) cada foram estocados com 15 pós-larvas de dourado/L alimentadas seis vezes ao dia com náuplios de Artemia e uma vez com larvas forrageiras. Os parâmetros de qualidade de água foram monitorados diariamente. Os resultados nos diferentes fotoperíodos demonstraram que a Artemia ocasionou um alto canibalismo das pós-larvas de dourado, com 95,83%± 1,37; 92,67%± 1,08 e 92,17%± 1,37 e baixa sobrevivência, 2,17%± 0,84; 4,50%± 1,14 e 5,33%± 1,22, para T5, T3 e T1, respectivamente. Já nos tratamentos com LF, o melhor crescimento em peso, (390mg± 30), comprimento (17,35mm± 0,4) e altura dorso-ventral (3,18mm± 0,11) foi obtido na ausência de luz (T6). Para canibalismo e sobrevivência...

Exigência protéica de alevinos de dourado, Salminus brasiliensis

Machado, Carolina Charvet
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: x, 33 f.| il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
36.2%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias. Programa de Pós-graduação em Aquicultura; O dourado, Salminus brasiliensis, tem despertado o interesse na aqüicultura por apresentar excelentes características zootécnicas, como ótima qualidade de carne e rápido crescimento inicial. Porém, o cultivo intensivo desta espécie depende da superação técnica de alguns fatores relacionados ao canibalismo, à adaptação ao cativeiro e ao custo de dietas com altos níveis de proteína. Para determinação da exigência protéica de alevinos de dourado, 270 alevinos (peso inicial 5,68 ± 0,47 g) foram distribuídos em 18 aquários (130 l), os quais compunham um sistema de recirculação de água. Seis dietas isoenergéticas (4000 kcal EM/kg) e semipurificadas, com níveis crescentes de proteína bruta (33,93; 38,11; 41,18; 45,33; 49,65 e 53,61%) foram fornecidas 2 vezes ao dia, até a saciedade aparente, durante 94 dias. Para avaliação do desempenho dos alevinos foram registrados o ganho em peso diário (GPD), a taxa de crescimento específico (TCE), a conversão alimentar (CA), a eficiência alimentar (EA) e do valor produtivo da proteína (VPP). Todos os dados obtidos foram submetidos à análise de variância e...

Efeito da idade de estocagem em tanques externos no desempenho da larvicultura do dourado Salminus brasiliensis

Mai, Mônica Giacometti
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xiv, 31 f.| il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
36.24%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Aqüicultura.; Com o intuito de contribuir com o conhecimento da larvicultura do dourado, Salminus brasiliensis, foram testadas 4 idades de estocagem das larvas oriundas da larvicultura intensiva, realizada em laboratório, para tanques externos: T0 - logo após a abertura da boca; T2, T4 e T6 - depois de 2, 4 e 6 dias da abertura da boca, respectivamente. Também foi alvo deste estudo a determinação do tipo de alimento ingerido nos tanques externos pelas larvas de dourado. Na larvicultura intensiva foram estocadas 5000 larvas de dourado por tanque de 750L, utilizando 4 repetições para cada tratamento (exceto para o T0, cujas larvas foram estocadas diretamente nos tanques externos). Os tanques de larvicultura intensiva receberam o equivalente a 5 larvas forrageiras de curimba Prochilodus lineatus/ larva de dourado/ dia. O cultivo nos tanques externos de 180m2 foi feito com 3 repetições por tratamento. Os tanques foram calados e dois dias depois adubados, sendo mantida uma adubação semanal de reforço. A preparação dos tanques precedeu em uma semana a data de estocagem das larvas de cada tratamento. Foram estocadas 20 larvas de dourado/m2 e alimentadas com ração comercial (40% PB e 4000Kcal)...

A influência do desenvolvimento da visão e do tamanho do alimento na larvicultura do dourado Salminus brasiliensis (Pisces, Characidae)

Bernal Sánchez, Giulliana Lizbeth
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: x, 55 f.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
36.35%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Aquicultura; Este trabalho teve como objetivos avaliar a influência de três tamanhos diferentes de presa (larvas forrageiras de curimba Prochilodus lineatus) na taxa de canibalismo, ingestão de presas e crescimento durante nove dias da larvicultura do dourado Salminus brasiliensis. Também foram levantados conhecimentos básicos sobre o desenvolvimento da estrutura, função e relevância do sistema visual para a sobrevivência durante os primeiros dias de vida do dourado. Larvas de dourado foram alimentadas com larvas de curimba durante nove dias, sendo que o tratamento 1 (T1) recebeu durante todo o período experimental o menor tamanho de presa, o tratamento 2 (T2) recebeu o menor tamanho de presa do 1º ao 3º dia, e o tamanho intermediário de presa do 4º ao 9º dia. O tratamento 3 (T3) foi idêntico ao T2 até o 6º dia, e recebeu presas de tamanho grande do 7º ao 9º dia. A taxa de canibalismo foi maior em T2 (49,2%), talvez pela maior heterogeneidade de tamanho dos dourados, e menor em T3 (8,3%). O crescimento dos dourados foi maior quando alimentados com larvas de menor tamanho (T1). A acuidade visual do dourado foi quantificada pelo método optomotor baseado em uma resposta comportamental instintiva e pela histologia da retina. O ângulo de acuidade visual comportamental variou de 12 graus no segundo dia após a eclosão (2º DAE) a 2...

Sensibilidade dos espermatozoides de dourado (Salminus brasiliensis) a diferentes soluções crioprotetoras

Viveiros,A.T.M.; Oliveira,A.V.; Maria,A.N.; Orfão,L.H.; Souza,J.C.
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.09%
Em três experimentos, avaliou-se a sensibilidade dos espermatozoides de dourado (Salminus brasiliensis) a diferentes soluções crioprotetoras. No experimento 1, o sêmen foi diluído, 1:10, em 12 soluções (quatro diluidores x três crioprotetores - dimetilsulfóxido (DMSO), metilglicol ou glicerol). Metade de cada amostra foi resfriada por uma hora e a outra, criopreservada. A motilidade espermática foi avaliada imediatamente após a diluição e após o resfriamento em todas as amostras e, após o descongelamento, apenas nas amostras criopreservadas em DMSO. No experimento 2, o sêmen foi diluído, 1:5, em cinco soluções contendo DMSO e resfriado, criopreservado e avaliado como no experimento 1. No experimento 3, o sêmen foi diluído, 1:5, em quatro soluções contendo DMSO e criopreservado e avaliado quanto à motilidade e à fertilidade. Quando o sêmen foi diluído 1:10, observou-se motilidade acima de 58% em todas as amostras resfriadas em DMSO e em NaCl-tris-metilglicol. Baixa motilidade foi observada nas amostras resfriadas nas outras combinações com metilglicol (5-32%) ou glicerol (0-8%) e naquelas criopreservadas (16-20%). Todas as amostras diluídas 1:5 apresentaram motilidade de 65-72% após o resfriamento e de 45-66% após o descongelamento (experimentos 2 e 3). As taxas de eclosão produzidas com sêmen criopreservado...

Selective cyclooxygenase-2 inhibition protects against myocardial damage in experimental acute ischemia

Carnieto Jr.,Alberto; Dourado,Paulo Magno Martins; Luz,Protásio Lemos da; Chagas,Antonio Carlos Palandri
Fonte: Faculdade de Medicina / USP Publicador: Faculdade de Medicina / USP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2009 EN
Relevância na Pesquisa
45.82%
BACKGROUND: Acute myocardial infarction is associated with tissue inflammation. Early coronary reperfusion clearly improves the outcome but may help propagate the inflammatory response and enhance tissue damage. Cyclooxygenase-2 is an enzyme that catalyzes the initial step in the formation of inflammatory prostaglandins from arachidonic acid. Cyclooxygenase-2 levels are increased when ischemic cardiac events occur. The overall function of COX-2 in the inflammatory process generated by myocardial ischemic damage has not yet been elucidated. GOAL: The objective of this study was to determine whether a selective cyclooxygenase-2 inhibitor (rofecoxib) could alter the evolution of acute myocardial infarction after reperfusion. METHODS AND RESULTS: This study was performed with 48 mongrel dogs divided into two groups: controls and those treated with the drug. All animals were prepared for left anterior descending coronary artery occlusion. The dogs then underwent 180 minutes of coronary occlusion, followed by 30 minutes of reperfusion. Blood samples were collected from the venous sinus immediately before coronary occlusion and after 30 minutes of reperfusion for measurements of CPK-MB, CPK-MBm and troponin I. During the experiment we observed the mean blood pressure...

Produtividade de palha, teor de N total na palha e nos grãos de milho cultivado sob diferentes doses de N em solo de várzea.

VELOSO, M. E. da C.; DUARTE, S. N.; DOURADO NETO, D.; SILVA, E. C. da; BLANCO, F. F.
Fonte: In: REUNIÃO BRASILEIRA DE MANEJO E CONSERVAÇÃO DO SOLO E DA ÁGUA, 18., 2010, Teresina. Novos caminhos para agricultura conservacionista no Brasil. Teresina: Embrapa Meio-Norte: Universidade Federal do Piauí, 2010. Publicador: In: REUNIÃO BRASILEIRA DE MANEJO E CONSERVAÇÃO DO SOLO E DA ÁGUA, 18., 2010, Teresina. Novos caminhos para agricultura conservacionista no Brasil. Teresina: Embrapa Meio-Norte: Universidade Federal do Piauí, 2010.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; 4 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
35.93%
O nitrogênio (N) é o nutriente absorvido e exportado em maior quantidade, o de maior custo, e o que mais influencia a resposta em produtividade do milho. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de doses de N na produtividade de matéria seca de palha e nos teores de N total na palha e nos grãos de milho após a colheita, cultivado em solo de várzea sob sistema de drenagem subterrânea. O experimento foi desenvolvido em uma área pertencente à ESALQ/USP, Piracicaba, SP. Utilizou-se o delineamento experimental de blocos casualizados, com cinco tratamentos - 0, 50, 100, 150 e 200 kg ha -1 N - e três repetições. Concluiu-se que: (1) houve resposta quadrática as doses crescentes de N total para a produtividade de matéria seca de palha de milho; (2) a aplicação de N em doses crescentes proporcionou aumento de forma linear e positivo no teor de N total na parte aérea das plantas e nos grãos após a colheita.; 2010

Regionalização da precipitação no estado da bahia por meio de técnicas de mineração de dados.

DOURADO, C. da S.; ÁVILA, A. M. H. de; OLIVEIRA, S. R. de M.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE METEOROLOGIA, 17.; ENCONTRO DE METEOROLOGIA DOS PAÍSES DO MERCOSUL E ASSOCIADOS, 1.; ENCONTRO SUL AMERICANO DE APLICAÇÕES DO SISTEMA EUMETCast PARA O MONITORAMENTO METEOROLÓGICO E AMBIENTAL, 4.; ENCONTRO DE METEOROLOGIA OPERACIONAL, 2., 2012, Gramado. Anais: programa. Gramado: UFRGS, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE METEOROLOGIA, 17.; ENCONTRO DE METEOROLOGIA DOS PAÍSES DO MERCOSUL E ASSOCIADOS, 1.; ENCONTRO SUL AMERICANO DE APLICAÇÕES DO SISTEMA EUMETCast PARA O MONITORAMENTO METEOROLÓGICO E AMBIENTAL, 4.; ENCONTRO DE METEOROLOGIA OPERACIONAL, 2., 2012, Gramado. Anais: programa. Gramado: UFRGS, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
35.93%
RESUMO: O objetivo deste trabalho foi identificar e analisar zonas pluviométricas homogêneas no Estado da Bahia, por meio de técnicas de mineração de dados. Foram utilizados dados mensais de precipitação de 97 estações meteorológicas em um período de 30 anos (1981 a 2010). Aplicando o algoritmo k-means, para segmentação dos dados em escala mensal, foram identificadas quatro zonas homogêneas no Estado. Posteriormente, os dados foram convertidos em totais anuais e classificados conforme o desvio padrão em: extremamente seco, muito seco, seco, normal, chuvoso, muito chuvoso e extremante chuvoso. Os resultados demonstraram uma predominância dos anos classificados como ?normais? nas quatro zonas. No entanto, um quadro de anomalias climáticas de déficit e excessos de chuvas ocorre em todos os grupos, com destaque para a superioridade dos anos ?secos? em relação aos anos ?chuvosos? e a correlação destes anos com a queda na produção agrícola baiana.; 2012

Avaliação morfométrica de componentes produtivos de diferentes cultivares de girassol no semiárido baiano.

SANTANA, P. R. de; DOURADO, S. B.; SILVA, W. P.; BARROS, T. M.; SOUSA, S. A.; LEITE, V. M.
Fonte: CONGRESSO BRASILEIRO DE MAMONA, 5.; SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE OLEAGINOSAS ENERGÉTICAS, 2.; FÓRUM CAPIXABA DE PINHÃO-MANSO, 1., 2012, Guarapari. Desafios e Oportunidades: anais. Campina Grande: Embrapa Algodão, 2012. Publicador: CONGRESSO BRASILEIRO DE MAMONA, 5.; SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE OLEAGINOSAS ENERGÉTICAS, 2.; FÓRUM CAPIXABA DE PINHÃO-MANSO, 1., 2012, Guarapari. Desafios e Oportunidades: anais. Campina Grande: Embrapa Algodão, 2012.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: p. 269
PT_BR
Relevância na Pesquisa
35.93%
2012

Caracterização da resposta à toxina Cry1Ac em populações de Noctuídeos pragas da soja no Brasil.

YANO, S. A. C.; MOSCARDI, F.; DOURADO, P.; CARVALHO, R. A.; MARTINELLI, S.; HEAD, G. P.; BERGER, G. U.; SOSA-GÓMEZ, D. R.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENTOMOLOGIA, 24., 2012, Curitiba. SEB-40 anos de avanços da Ciência Entomológica Brasileira: anais. [Curitiba]: SEB, 2012. Disponível em: . Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENTOMOLOGIA, 24., 2012, Curitiba. SEB-40 anos de avanços da Ciência Entomológica Brasileira: anais. [Curitiba]: SEB, 2012. Disponível em: .
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
35.97%
A soja geneticamente modificada resistente a insetos e tolerante ao glifosato (MON 87701 × MON 89788), contendo o gene Cry1Ac, tem como principais alvos as lagartas desfolhadoras Pseudoplusia includens (Walker) e Anticarsia gemmatalis Hübner (Lepidoptera: Noctuidae). Em algumas regiões, Rachiplusia nu (Guenée) também pode ser uma importante praga, como no Rio Grande do Sul e sul do Paraná. Portanto, estudos sobre a variabilidade espacial e temporal de respostas à toxina Cry1Ac de populações destas espécies são essenciais para a realização de monitoramento da suscetibilidade, contribuindo para o futuro manejo da resistência. Populações de P. includens (n= 14) e A. gemmatalis (n= 7) foram coletadas nas safras 2008/09 a 2010/11, e uma população de R. nu foi coletada em Bento Gonçalves, RS. As populações foram provenientes de regiões representativas da cultura de soja no Brasil (BA, MT, GO, SP, PR e RS). Bioensaios realizados com a toxina purificada indicaram variações na suscetibilidade de 2,5 vezes nas populações de P. includens e três vezes nas populações de A. gemmatalis. As CL50 determinadas para P. includens variaram de 0,81 a 2,01 μg.mL-1 de dieta, enquanto que para A. gemmatalis as variações foram de 0...

Sensibilidade dos espermatozoides de dourado (Salminus brasiliensis) a diferentes soluções crioprotetoras; Sensitivity of dourado (Salminus brasiliensis) spermatozoa to different cryoprotectant solutions

Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.16%
The sensitivity of dourado (Salminus brasiliensis) spermatozoa to different cryoprotectant solutions was evaluated in three experiments. In experiment 1, semen was diluted, 1:10, in 12 solutions (four extenders x three cryoprotectants - dimethylsulphoxide (DMSO), methyglycol, or glycerol). Half of each sample was refrigerated for one hour while the other half was cryopreserved. Sperm motility was immediately assessed after dilution and after refrigeration in all samples, and after thawing in those cryopreserved in DMSO. In experiment 2, semen was diluted, 1:5, in five solutions containing DMSO, refrigerated, cryopreserved, and analyzed as in experiment 1. In experiment 3, semen was diluted, 1:5, in five solutions containing DMSO, cryopreserved and evaluated for motility and fertility. When semen was diluted 1:10, motility higher than 58% was observed in all samples refrigerated in DMSO and in NaCl-tris-methylglycol. Low motility was observed in samples refrigerated in the other combinations of methylglycol (5-32%) or glycerol (0-8%) and in those cryopreserved (16-20%). All samples diluted 1:5 yielded motility of 65-72% after refrigeration, and 45-66% after thawing (experiments 2 and 3). The hatching rates produced with cryopreserved semen...

Controle de injúrias pelo frio em pêssegos 'Dourado-2' submetidos ao tratamento térmico.; Control of chilling injury in ‘dourado-2’ peaches submitted to heat treatment.

Vitti, Daniela Cristina Clemente
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/11/2004 PT
Relevância na Pesquisa
46.26%
O presente trabalho teve como objetivo verificar o efeito de diversos tratamentos térmicos sobre a incidência de lanosidade em pêssegos ‘Dourado-2’ armazenados a 0oC. Foram realizados dois experimentos. No primeiro, os tratamentos térmicos foram realizados na forma de condicionamento térmico antes da refrigeração, com os frutos sendo expostos a 50oC/1h e 2h; a 38oC/24h e a 20oC/48h, e através do aquecimento intermitente durante o armazenamento refrigerado com frutos aquecidos a cada cinco dias a 25oC/24h e 48h e a 15oC/24h e 48h; frutos aquecidos a cada dez dias a 15oC e 25oC/48h e a 38oC/24h. No segundo experimento, os melhores tratamentos foram repetidos: condicionamento térmico antes da refrigeração, com os frutos sendo expostos a 50oC/2h e a 20oC/48h, e aquecimento intermitente durante o armazenamento refrigerado com frutos aquecidos a cada cinco dias a 25oC/24h e a cada dez dias a 25oC/48h. Após 30 dias de armazenamento e mais 3 dias de comercialização simulada, foram determinados os efeitos dos tratamentos sobre a qualidade do fruto: incidência de lanosidade, podridões, teor de sólidos solúveis, acidez titulável, teor de vitamina C, coloração, firmeza da polpa. Além disso, foi realizada análise sensorial no primeiro experimento...

'Dourado- 1' e 'Dourado-2': novos cultivares de pêssego amarelo para mesa

Ojima,Mário; Dall'Orto,Fernando Antonio Campo; Barbosa,Wilson; Tombolato,Antonio Fernando Caetano; Rigitano,Orlando; Scaranari,Hélio José; Martins,Fernando Picarelli; Santos,Rui Ribeiro dos
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1985 PT
Relevância na Pesquisa
35.97%
'Dourado-l' (IAC 976-6) e 'Dourado-2' (IAC 976-11) são dois novos cultivares de pêssego, obtidos no Instituto Agronômico, mediante o cruzamento 'Tutu' (IAC 1353-1) x 'Maravilha' (Fla. 13-72). Trata-se de pêssegos de tamanho grande, bela aparência, polpa amarela e sabor doce-acidulado bem agradável. As plantas são vigorosas e de alta produtividade; 'Dourado-l', de maturação precoce, e 'Dourado-2, semiprecoce, oferecem novas opções para a escolha do material a ser cultivado nas condições de inverno brando do Estado de São Paulo.

Selective cyclooxygenase-2 inhibition protects against myocardial damage in experimental acute ischemia

Carnieto Jr., Alberto; Dourado, Paulo Magno Martins; Luz, Protásio Lemos da; Chagas, Antonio Carlos Palandri
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2009 ENG
Relevância na Pesquisa
45.82%
BACKGROUND: Acute myocardial infarction is associated with tissue inflammation. Early coronary reperfusion clearly improves the outcome but may help propagate the inflammatory response and enhance tissue damage. Cyclooxygenase-2 is an enzyme that catalyzes the initial step in the formation of inflammatory prostaglandins from arachidonic acid. Cyclooxygenase-2 levels are increased when ischemic cardiac events occur. The overall function of COX-2 in the inflammatory process generated by myocardial ischemic damage has not yet been elucidated. GOAL: The objective of this study was to determine whether a selective cyclooxygenase-2 inhibitor (rofecoxib) could alter the evolution of acute myocardial infarction after reperfusion. METHODS AND RESULTS: This study was performed with 48 mongrel dogs divided into two groups: controls and those treated with the drug. All animals were prepared for left anterior descending coronary artery occlusion. The dogs then underwent 180 minutes of coronary occlusion, followed by 30 minutes of reperfusion. Blood samples were collected from the venous sinus immediately before coronary occlusion and after 30 minutes of reperfusion for measurements of CPK-MB, CPK-MBm and troponin I. During the experiment we observed the mean blood pressure...