Página 1 dos resultados de 181 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Respostas fotossintéticas à variação da temperatura foliar do dossel na Flona do Tapajós - PA; Photosynthetic responses to canopy leaf temperature at FLONA Tapajós, Para state, Brazil

Felsemburgh, Cristina Aledi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.49%
As florestas tropicais representam grande parte do carbono armazenado na forma de biomassa. São caracterizadas por uma alta taxa de produtividade primária, no entanto, não é muito claro o entendimento de como as florestas tropicais respondem ao balanço de carbono com o avanço das mudanças climáticas. Um dos efeitos relacionados ao aumento de concentração de dióxido de carbono na atmosfera e ao aumento da temperatura ambiental, que pode contribuir para ocorrência de distúrbios na função de assimilação ou emissão deste composto dentro das florestas tropicais, é a temperatura. A temperatura tem sido apontada, como influenciadora nas trocas gasosas das plantas, afetando a fotossíntese e a respiração. Neste sentido, estudos que visam melhorar o entendimento dos processos fisiológicos das plantas, principalmente os que estão envolvidos com a ciclagem do C, são importantes para gerar informações sobre os efeitos das mudanças globais nos padrões de respostas da assimilação de CO2 das plantas ou ecossistemas. O objetivo deste trabalho foi determinar as respostas dos processos de fotossíntese e respiração em função da temperatura foliar de um indivíduo e comunidade em estudo. O trabalho foi desenvolvido na Floresta Nacional (FLONA) dos Tapajós (2º 51 Sul (S)...

A estrutura populacional da quiropterofauna em sub-bosque florestal: o uso da amostragem sistemática; Bats population structure in understory forest: use of systematic sampling

Lazo, Lizie Jatkoske
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.51%
Os métodos de amostragem por conveniência procuram maximizar o volume das amostras e podem, neste sentido, ser bastante eficazes, porém, o esperado é que venham a comprometer a acurácia e a precisão na representação de espécies em sub-bosque floretal. Isto se deve ao fato dos pesquisadores, usualmente, alocarem as redes-neblina em locais conhecidos por atrair uma maior abundância de animais e onde estes apresentariam uma redução em sua habilidade para detectar e se esquivar à rede-neblina, como em rotas de voo, fontes alimentares e abrigos. A alocação determinística das redes pode, desta forma, resultar em um elevado viés amostral, caracterizado pela superamostragem de algumas espécies que, frequentemente, utilizam estes espaços, em detrimento daquelas que, ao contrário, estariam sendo sub-representadas por não os utilizarem na mesma proporção. Baseado nisto, este estudo teve por principal objetivo o desenvolvimento de método padronizado, que pudesse elevar a acurácia e a precisão na obtenção de dados populacionais de quirópteros em sub-bosque florestal, com foco na amostragem sistemática. Como procedimentos metodológicos, uma área amostral de 8,82 ha foi delimitada em três fragmentos florestais, no interior do estado de São Paulo...

Anfíbios anuros em áreas em processo de restauração florestal após mineração de bauxita, Poços de Caldas-MG; Anuran amphibians in forests under process of restoration after bauxite mining, Poços de Caldas-MG, Brazil

Vilela, Vívian Maria de Faria Nasser
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.71%
Dentre as atividades envolvidas no processo de mudança do uso da terra, está a mineração de bauxita, cuja atividade leva à constante perda de hábitat. Uma forma de reparar a degradação antrópica à diversidade e ao funcionamento dos ecossistemas naturais é utilizar o processo de restauração ecológica. Este trabalho utilizou armadilhas-de-queda para estudar o efeito da restauração florestal após a mineração de bauxita na abundância de anuros de serapilheira. Os pontos amostrais encontram-se em um mosaico vegetacional no planalto de Poços de Caldas, MG, sendo dois locais em processo de reabilitação, cinco em processo de restauração e dois locais em remanescentes secundários de Floresta Estacional Semidecidual Montana. Foram coletados dados referentes a características da vegetação (área basal; densidade; abertura do dossel e espessura da serapilheira) e a altitude em cada ponto amostral. O Critério de Informação de Akaike corrigido (AICc) foi usado para avaliar a eficácia de nove modelos construídos a priori na predição da abundância das duas espécies coletadas que apresentaram suficiência amostral, separadamente. A abundância de Rhinella pombali foi inversamente relacionada com a densidade da vegetação e com a altitude. O modelo com a abertura do dossel influenciou positivamente a abundância de Ischnocnema juipoca. A restauração florestal possibilitou a recolonização por duas espécies de anuros - E. juipoca e R. pombali...

Estimativa de estrutura biofísica florestal de Mata Atlântica em áreas declivosas por meio de sensores remotos; Remote sensing of forest biophysical structure of Atlantic Rainforest over steep slopes

Barbosa, Jomar Magalhães
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
O mapeamento da estrutura florestal em escala de paisagem nos permite avaliar como as florestas respondem aos impactos da ação humana e a mudanças nas condições ambientais. Neste contexto, a tese tem como objetivo elaborar modelos de estimativa de biomassa acima do solo e fechamento de dossel utilizando imagens de satélite, em diferentes estágios de sucessão de Mata Atlântica localizada em área com complexidade topográfica. Para alcançar este objetivo geral, temos dois objetivos específicos: (1) avaliar o efeito da geomorfologia na modelagem da biomassa florestal e fechamento do dossel; (2) analisar os resultados das estimativas considerando diferentes estágios de sucessão florestal e testar o efeito da radiação solar direta sobre o fechamento do dossel. Primeiro, sumarizamos os mais frequentes temas ecológicos e métodos utilizados na literatura ligados a modelagem de estrutura florestal por meio do sensoriamento remoto. Subsequentemente, utilizamos dados de campo e imagens de satélite (LANDSAT TM e ALOS AVNIR-2) para estimar biomassa e fechamento do dossel. Utilizamos modelo digital de elevação como fonte de informação geomorfológica. Foram encontradas melhores estimativas de biomassa e fechamento do dossel quando integramos as imagens de satélite com uma variável geomorfométrica secundária do relevo (Fator de iluminação)...

Estimativa da biomassa de lenho em povoamentos de Eucalyptus grandis baseada em estatísticas do perfil de dossel geradas por escaneamento a laser aerotransportado; Stem biomass estimation of a Eucalyptus grandis plantation based on canopy height profile statistics generated by airborne laser scanning

Silva, Andre Gracioso Peres da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.62%
Este trabalho contribui para a evolução dos métodos que lidam com a quantificação de biomassa em plantações florestais em grande escala. Mais especificamente, explora o potencial de novos métodos baseados em sistemas de escaneamento a laser aerotransportado (ALS) que produzem uma representação 3D da estrutura vertical e horizontal acima do solo em plantios de Eucalyptus spp. A abordagem assume que a biomassa acima do solo pode ser estimada de forma precisa quando o perfil vertical da altura do dossel e a área basal são bem conhecidos. Assim, quatro questões foram analisadas: (i) se a função de densidade probabilidade Weibull com dois parâmetros (escala ? e forma ?) consegue descrever com precisão a distribuição vertical de pontos gerada pela tecnologia ALS e gerar um perfil aparente de altura de dossel adequado em plantios de eucalipto; (ii) se quando gerada por tecnologia ALS, a proporção de retornos no subdossel e solo tem relação significativa e positiva com a variável área basal; (iii) qual a qualidade da predição de área basal e de biomassa seca de lenho quando são usadas como variáveis explicativas um percentil baixo de altura da nuvem ALS e o parâmetro de escala da distribuição Weibull ajustada para definir o perfil vertical do dossel; e (iv) qual a qualidade dos mapas de biomassa de lenho de plantios de eucaliptos quando produzidos a partir de dois métodos diferentes...

Ecologia de hemiepífitas estranguladoras no Parque Estadual da Ilha do Cardoso

Coelho, Luís Francisco Mello
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xi, 82 f. : il., gráfs., tabs., fots.
POR
Relevância na Pesquisa
36.68%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Pós-graduação em Ciências Biológicas (Biologia Vegetal) - IBRC; Hemiepífitas estranguladoras são plantas que crescem sobre árvores (hospedeiros) e posteriormente enviam raízes para conexão com o solo. Depois de alcançar o estoque de água e nutrientes do solo se desenvolvem até atingir um grande porte e se tornarem capazes de se auto sustentar. Durante seu desenvolvimento competem com os hospedeiros por oportunidades de expansão da copa e por água e nutrientes do solo, além de afetarem negativamente a translocação de água e nutrientes pelo sistema vascular de seu hospedeiro devido à constrição provocada no fuste e galhos do hospedeiro pelo sistema de raízes estrangulantes típico dessas plantas. Apesar de serem componentes importantes de florestas tropicais, estudos sobre a estrutura populacional de hemiepífitas estranguladoras são raros, aspecto este que norteou os objetivos do presente trabalho, que tem como proposta levantar a riqueza e densidade das hemiepífitas estranguladoras, analisar e comparar a estrutura populacional e as formas de utilização do dossel florestal entre os gêneros estudados. O estudo foi conduzido nas áreas de Floresta Tropical Pluvial da Serra do Mar e de Floresta Tropical Pluvial de Planície Litorânea...

Florística e fotossociologia da comunidade lenhosa no sub-bosque de um cerradão em Assis, SP; Floristics and phytosociology of the woody community at the understory of a cerradão at Assis, SP

Carolina Brandão Zanelli
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.74%
A regeneração consiste no processo de reconstrução e reorganização da composição e estrutura de uma comunidade vegetal, e vem sendo bem estudada em florestas ombrofilas e estacionais sob a ótica da dinâmica de clareiras e da sucessão ecológica. No entanto, a regeneração de espécies lenhosas no cerrado ainda e pouco compreendida, e são poucos os estudos que avaliam conjuntamente o dossel e o sub-bosque em áreas de cerrado. O objetivo deste trabalho foi avaliar a floristica e a fitossociologia da comunidade lenhosa do dossel e do sub-bosque de um cerradão em Assis, SP. O trabalho foi realizado na Estação Ecológica de Assis, em uma parcela permanente de 10,4 ha, parte do "Projeto Parcelas Permanentes" do Programa BIOTA/FAPESP. Essa parcela permanente e subdividida em 256 subparcelas contiguas de 20 m x 20 m, das quais 100 foram sorteadas para amostragem. Para avaliar o dossel, foram considerados os dados já coletados no Projeto Parcelas Permanentes, referentes aos indivíduos lenhosos com perímetro na altura do peito (PAP) ? 15 cm, para as 100 subparcelas sorteadas. Para analisar o sub-bosque, foi delimitado um setor de avaliação de 2 m x 2 m em cada subparcela sorteada, onde foram medidos e identificados todos os indivíduos de espécies lenhosas com altura > 20 cm e PAP < 15 cm. Todas as espécies do dossel e do sub-bosque foram classificadas de acordo com o habitat...

Estudo dos impactos da exploração madeireira em áreas de concessão florestal utilizando imagens orbitais; Study of selective logging impacts in forest concession sites using remotely sensing data

Pinagé, Ekena Rangel
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Florestal, 2013.; Os recursos florestais da região amazônica têm sido largamente explorados de maneira predatória. Para reverter esse cenário, um novo modelo de gestão florestal está sendo implementado, com a concessão de terras públicas para a exploração florestal por empresas. Nesse modelo, o controle da atividade florestal é muito maior. Um dos aspectos do controle florestal, que se dá no nível da paisagem, é o monitoramento do corte seletivo com o uso de imagens de satélite e técnicas de geoprocessamento. Entretanto, por se tratar de um fenômeno mais complexo de detectar e classificar que o corte raso, esse monitoramento tem limitações. Este trabalho buscou avaliar os impactos da exploração florestal na primeira concessão florestal do Brasil, na Floresta Nacional do Jamari, no estado de Rondônia, com o uso de dados do inventário florestal da área, dados de campo e imagens de satélite. A primeira etapa se baseou na coleta e análise de dados de abertura de dossel nos diferentes estratos das áreas exploradas; a segunda etapa consistiu no desenvolvimento e aplicação de uma abordagem para a detecção da infraestrutura para a exploração florestal em imagens Landsat e RapidEye; e a terceira avaliou a relação existente entre a exploração florestal percebida pelas imagens de satélite e os dados de campo e da volumetria das árvores exploradas. Os resultados da análise dos dados de campo indicaram a existência de um gradiente de abertura de dossel nos diferentes estratos das áreas exploradas e que não houve diferença significativa nesse indicador de impacto entre as duas áreas de estudo. Para a segunda etapa...

Precipitação interna e interceptação da chuva em floresta de terra firme submetida à extração seletiva de madeira na Amazônia Central

Ferreira,Sávio J. Filgueiras; Luizão,Flávio J.; Dallarosa,Ricardo L. Godinho
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.68%
Em uma área de floresta de terra firme na Amazônia Central submetida à extração seletiva de madeira (6-10 árvores ou 34 m³ ha-1 de madeira), foram medidas a precipitação interna e a interceptação da água da chuva num período de mais de dois anos. No primeiro ano, os dados coletados foram contínuos; no ano seguinte, as informações foram obtidas em campanhas intensivas em diferentes épocas do ano. Procurou-se quantificar as alterações produzidas pela extração seletiva na precipitação interna e na interceptação da chuva e, conseqüentemente, no ciclo hidrológico. Na floresta intocada (controle), a precipitação interna variou de 74,2 a 87,1 % e nas parcelas manejadas de 86,9 a 92,9%, verificando-se um aumento na precipitação interna após a extração seletiva de madeira. No entanto, as alterações provocadas pela extração seletiva na precipitação interna, que é a transferência de água da atmosfera para o solo após percolar o dossel da floresta, não foram estatisticamente significativas. Mas a interceptação da chuva, uma das partes do ciclo hidrológico, que retorna para a atmosfera e contribui para novas chuvas, foi significativamente alterada pela extração seletiva, provocando uma diminuição da quantidade de água retida pelo dossel.

A riqueza e composição de formigas como indicadores dos efeitos do manejo florestal de baixo impacto em floresta tropical no estado do Acre

Miranda,Patricia Nakayama; Morato,Elder Ferreira; Oliveira,Marco Antonio; Delabie,Jacques Hubert Charles
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.65%
A sustentabilidade da extração madeireira seletiva depende de avaliações de impacto e monitoramento dos fatores abióticos, vegetação e fauna. Os objetivos deste trabalho foram estimar e comparar a riqueza e composição de formigas em área de manejo florestal sustentável de baixo impacto, no Projeto de Assentamento Chico Mendes, no Acre. As coletas foram realizadas com armadilhas pitfall e extrator de Winkler, em 30 parcelas de 10 x 10 m. As parcelas foram igualmente distribuídas em três tratamentos: (1) manejo - base de árvores exploradas em 2007; (2) queda natural - base de árvores caídas naturalmente em área não manejada; e (3) controle - parcela sem queda de árvore na mesma área não manejada. Para a caracterização da vegetação, foram tomadas medidas das variáveis: densidade arbórea e arbustiva, área basal arbórea e de árvores caídas, espessura de serapilheira e cobertura de dossel. A densidade arbórea foi significantemente maior no tratamento controle que no manejo. Diferenças significativas foram encontradas em cobertura de dossel entre os tratamentos controle e manejo e controle e queda natural. Foram coletadas 88 espécies de formigas, distribuídas em sete subfamílias. Não houve diferença na riqueza de espécies entre os tratamentos. Embora menor similaridade tenha sido encontrada entre os tratamentos manejo e controle...

Precipitação efetiva e interceptação da chuva em um fragmento florestal com diferentes estágios de regeneração

Lorenzon,Alexandre Simões; Dias,Herly Carlos Teixeira; Leite,Hélio Garcia
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.41%
Este trabalho teve por objetivo avaliar a precipitação efetiva e a interceptação da chuva em um fragmento de Floresta Estacional Semidecidual em estágio inicial e avançado de regeneração no Município de Viçosa, Minas Gerais, no período de agosto de 2009 a fevereiro de 2011. Foram demarcadas seis parcelas, três na área de regeneração inicial e três na área de regeneração avançada. Para quantificar a precipitação interna e o escoamento pelo tronco, foram instalados 25 pluviômetros em cada parcela e coletores nas árvores com circunferência 15 cm. Além disso, um pluviômetro foi instalado em local aberto para quantificar a precipitação em aberto, que no período estudado foi igual a 1.509,96 mm. Em média, 85,08 e 74,93% da precipitação em aberto, respectivamente, no estágio inicial e avançado de regeneração, chegam ao solo via precipitação efetiva. A interceptação pelo dossel florestal foi maior na área avançada do que na área inicial de regeneração, correspondendo, respectivamente, a 25,07 e 14,92% da precipitação em aberto, o que sugere que áreas mais densamente povoadas interceptam maior quantidade de chuva e, consequentemente, geram menor precipitação efetiva.

Influência da fertilidade do solo no desenvolvimento de Tabebuia chrysotricha cultivada sob o dossel de reflorestamento de Pinus.

RONQUIM, C. C.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 32., 2009, Fortaleza. Fortaleza: UFC: SBCS, 2009. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 32., 2009, Fortaleza. Fortaleza: UFC: SBCS, 2009.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; 3 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.65%
Avaliou-se o desenvolvimento de Tabebuia chrysotricha (Mart. ex DC) Mart. (Bignoniaceae) em área de cerrado degradada e em sub-bosque de uma monocultura florestal de Pinus. As melhores condições do solo do sub-bosque de Pinus, principalmente maior acúmulo de matéria orgânica, proporcionou uma maior sobrevivência e desenvolvimento inicial semelhante aos indivíduos cultivados em área aberta. Este estudo contribui para investigar a possibilidade de usar-se monoculturas florestais exóticas juntamente com espécies florestais nativas para a recomposição da Reserva Legal Florestal seguindo as recomendações para o Estado de São Paulo pelo Decreto nº 53.939, sancionado no ano de 2009.; 2009

Estrutura e composição florística de dois fragmentos da floresta estacional decidual do Alto-Uruguai, SC.

RUSCHEL, A. R.; GUERRA, M. P.; NODARI, R. O.
Fonte: Ciência Florestal, Santa Maria, v. 19, n. 2, p. 225-236, abr./jun. 2009. Publicador: Ciência Florestal, Santa Maria, v. 19, n. 2, p. 225-236, abr./jun. 2009.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.41%
Em dois fragmentos florestais da Floresta Estacional Decidual (FED) do Alto-Uruguai, SC, foram aplicados os métodos de parcelas (MP) e de pontos-quadrantes (MQ) visando a comparar os métodos amostrais e caracterizar a riqueza florística e composição estrutural. Foram inventariadas 91 espécies, sendo que 52 foram encontradas no sub-bosque (sem valor madeireiro), com destaque para Sorocea bonplandii, Gymnanthes concolor e Trichilia claussenii. As outras 39 espécies emergentes no dossel florestal são de uso madeireiro, sendo as mais abundantes Apuleia leiocarpa, Nectandra megapotamica, Cabralea canjerana e Holocalyx balansae. As espécies de maior densidade e área basal foram praticamente as mesmas em ambos os fragmentos florestais, independente do método usado. O MP detectou uma maior diversidade de espécies e uma maior densidade de plantas por área comparativamente ao MQ, embora ambos os métodos detectassem espécies diferentes. Todavia, o uso simultâneo dos dois métodos possibilitou em uma maior cobertura da diversidade de espécies nas duas áreas, com redução no tempo para o inventário. Em ambos os métodos, detectaram-se erros amostrais acima do esperado e quanto menores os valores do erro amostral, maior foi a similaridade dos resultados das avaliações entre os métodos. Paradoxalmente a riqueza de espécies presentes na FED contrasta com o pequeno número de fragmentos que restaram neste ecossistema. Importante ressaltar que esses fragmentos são as últimas fontes de sementes para a recolonização de áreas abandonadas ou degradadas...

Desenvolvimento de metodologia para mensuração de alguns parâmetros de processos hidrológicos de superfície em ambiente florestal

Parchen, Carlos Augusto Petersen
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
56.75%
Este trabalho teve por objeto o desenvolvimento de metodologias alternativas, eficientes e de baixo custo, para utilização em ambiente florestal, com facilidade operacional superior aos meios tradicionais, para aplicação na mensuração da infiltração de água no solo, do escoamento superficial e também auxiliar a determinação de outros parâmetros do ciclo hidrológico. Os estudos foram conduzidos no município de Tijucas do Sul - Paraná, em altitude média de 1.075 m acima do nível do mar e clima local, segundo a classificação de Köppen, designado como Cfb. Foram realizados dois experimentos, sendo que o primeiro objetivou a utilização e desenvolvimento da metodologia para determinação da infiltração, escoamento superficial e interceptação vegetal direta, através de mesas ou calhas coletoras de pequeno porte, confeccionada em chapa metálica galvanizada com dimensões internas de 0,98 m de comprimento, 0,27 m de largura e 0,11 m de altura. Foram implantados cinco tratamentos com quatro repetições, sob duas diferentes coberturas florestais – Floresta Ombrófila Mista e plantio de Pinus spp -, e sob duas diferentes fisiografias - solo e declividade -, além de tratamento em área sem cobertura de dossel. O segundo experimento objetivou comparar a utilização de infiltrômetro de lâmina de água...

Monitoramento de indicadores de manejo florestal na Amazônia Legal utilizando sensoriamento remoto

Monteiro, André Luiz Silva
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.98%
O objetivo deste estudo foi avaliar o uso de imagens LANDSAT, ASTER e IKONOS (MS e PSM) para monitorar indicadores de manejo florestal relacionados: i) ao planejamento e construção de estradas e pátios de estocagem; ii) ao impacto da exploração no dossel; iii) a exploração florestal na Unidade de Produção Anual (UPA); iv) ao respeito às Áreas de Preservação Permanente (APPs); e v) a proteção florestal contra incêndios. O estudo foi conduzido em áreas de exploração convencional (EC) e exploração manejada (EM) nas regiões de Paragominas - PA e de Sinop - MT. A técnica de segmentação e classificação orientada a objeto foi testada nas imagens LANDSAT, ASTER e IKONOS para extrair informações como pátios e estradas. Além disso, foi aplicada a técnica de modelo linear de mistura espectral na imagem LANDSAT para extrair informações de pátios e estradas, e para avaliar o impacto da exploração no dossel, o respeito às APPs e a proteção florestal contra incêndios. Trabalhos de campo foram conduzidos nas áreas de estudo para verificar os indicadores de manejo e servir de referência para a avaliação da acurácia das informações obtidas nas imagens. Os resultados mostraram que o monitoramento do indicador: i) dimensão dos pátios de estocagem...

Sucessão florestal, regimes de manejo e competição avaliados por modelos de árvore individual em um fragmento de floresta de Araucária

Orellana, Enrique
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.56%
Resumo: Modelos de crescimento em nível de árvore individual têm provado ser importantes ferramentas para avaliar a sucessão florestal e amparar tomadas de decisão na implementação de um plano de manejo florestal. Nesta pesquisa foram construídos dois modelos de crescimento em nível de árvore individual: um dependente da distância e outro independente da distância. A área de estudo onde foram desenvolvidos os modelos está inserida em um extenso fragmento florestal (1273 ha) não perturbado há pelo menos 70 anos. As parcelas permanentes foram instaladas em 2002 e remedidas a cada 3 anos (2005, 2008 e 2011). Compreendem uma área amostrada de 25 ha dispostas em 25 parcelas contiguas de 1 ha (100 m x 100 m), em que árvores acima de 10 cm foram identificadas quanto à espécie, mensuradas e mapeadas em um plano cartesiano X,Y (m). Submodelos de incremento diamétrico, sobrevivência e recrutamento foram parametrizados para grupos ecológicos de espécies formados para os dois modelos de crescimento desenvolvidos (dependente e independente da distância). Projeções em longo prazo realizados com o modelo independente da distância visando avaliar a dinâmica sucessional dos grupos ecológicos, indicaram que as espécies emergentes (Araucaria angustifolia e Ocotea porosa) tendem a crescer acentuadamente...

Avaliação de sítio, relações dendrométricas e otimização de regimes de manejo de Pinus taeda L. nos Estados do Paraná e de Santa Catarina

David, Hassan Camil
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.58%
Resumo: O cultivo de Pinus spp. é uma prática comum no Sul do Brasil, devido a alta demanda por empresas que utilizam sua madeira como matéria-prima. O manejo de povoamentos com essas espécies muitas vezes leva o manejador a tomar decisões difíceis, pois, além da complexidade da interação entre variáveis pertinentes à sua produção, ainda é desejável que a decisão seja ótima no quesito técnico-econômico. Diante da serventia de informações atualizadas que subsidiam manejadores a conduzirem florestas de Pinus spp., este trabalho foi realizado focando duas vertentes: 1) Atualizar a literatura florestal no que se refere às boas práticas de manejo de P. taeda no Sul do Brasil e 2) Manter produtores florestais informados em conhecimentos que são úteis ao desenvolvimento de seus ativos florestais. Para isso, foram produzidos três capítulos que abordam sobre: 1) Capacidade produtiva de P. taeda em parte dos estados do Paraná e de Santa Catarina; 2) Avaliação do efeito de regimes de desbaste e do sítio florestal em povoamentos de P. taeda, no estado de Santa Catarina e 3) Otimização da receita e do volume em regimes de manejo distintos em densidade de árvores, regime de desbaste e idade de corte raso. No Capítulo I foram ajustados modelos para representar a curva média da relação altura dominante e idade e...

Quantifica??o e avalia??o de abertura no dossel em ?reas de concess?es florestais: Mamuru-Arapiuns-PA

MORAES, Iranilda Silva
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37%
As florestas tropicais da Amaz?nia historicamente foram alvo de pr?ticas pouco sustent?veis de uso da terra, restando-lhes as cicatrizes de degrada??o advinda da explora??o madeireira predat?ria, do uso indiscriminado do fogo, das altas taxas de desmatamento e de outras atividades que interferem nas a??es de conserva??o da biodiversidade desta floresta. A atua??o do Estado neste cen?rio ? necess?ria atrav?s de pol?ticas que incentivem formas de uso mais sustent?veis, como ? o caso das concess?es florestais que buscam atrav?s do manejo florestal, contribuir para a conserva??o dos recursos naturais e da manuten??o da biodiversidade. A gera??o de produtos como o ?ndice de Vegeta??o por Diferen?a Normalizada, Modelo Linear de Mistura Espectral e Fra??o de Abertura de Dossel foram realizados no intuito de criar elementos de interpreta??o e an?lise da vari?vel abertura de dossel. Esta pesquisa teve como ?rea de estudo a Unidade de Manejo Florestal I no Conjunto de Glebas Mamuru-Arapiuns, regi?o oeste do estado do Par?; onde foram quantificados e avaliados a abertura de dossel nessa ?rea de concess?o florestal, atrav?s de imagens multiespectrais e fotos hemisf?ricas, com vistas a analisar a degrada??o e a qualidade do manejo executado nesta ?rea. Os resultados obtidos mostraram que ? poss?vel estabelecer um processo de monitoramento com o uso dos sensores e t?cnicas aplicados...

Caracterização do dossel e do estrato de regeneração natural no sub-bosque e em clareiras de uma florestal estacional semidecidual no município de Viçosa, MG

Martins,Sebastião Venâncio; Gleriani,José Marinaldo; Amaral,Cibele Hummel do; Ribeiro,Tiago Maciel
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.75%
Este estudo foi desenvolvido na Reserva Mata do Paraíso, pertencente à Universidade Federal de Viçosa. Foram selecionadas 10 clareiras naturais com diferentes tamanhos. No centro das clareiras e numa faixa de 5 m de sub-bosque (entorno) ao redor destas foram obtidas fotografias hemisféricas digitais. Através dessas fotografias, foram calculadas as áreas das clareiras e a sua correspondente abertura de dossel e dos seus entornos. No interior das clareiras e nos seus entornos foram amostrados todos os indivíduos com altura > 1,00 m e diâmetro na altura de 1,30 m do solo (DAP) inferior a 5,00 cm. Constatou-se a predominância de pequenas clareiras com áreas inferiores a 100 m² e com pequena abertura do dossel nas quais predominam as mesmas espécies típicas dos estádios finais de sucessão tolerantes à sombra e abundantes no sub-bosque ao redor dessas clareiras. No conjunto das clareiras foram amostrados 759 indivíduos, distribuídos em 69 espécies pertencentes a 28 famílias botânicas. O índice de diversidade de Shannon (H') das clareiras variou de 1,026 a 3,011. Coffea arabica e Picramnia regnelli foram as espécies mais abundantes tanto no conjunto das clareiras quanto no conjunto dos entornos (sub-bosque). A similaridade florística entre o conjunto das clareiras e o conjunto dos entornos foi alta (Ij = 69%)...

Restauração da mata atlântica no vale do Rio Paraíba do Sul, RJ: buscando estratégias sustentáveis

Siqueira, Flávia Freire de
Fonte: Universidade Federal de Lavras; Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal; UFLA; brasil; Departamento de Ciências Florestais Publicador: Universidade Federal de Lavras; Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal; UFLA; brasil; Departamento de Ciências Florestais
Tipo: Dissertação
Publicado em 09/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.65%
Techniques of forest restoration have been improved in orderto lead the restored area to a state close to the initial condition, recovering the biological integrity of the system. A few studied areas had an evaluation of their success compared to reference forest areas and, in most cases, whether successful, results are non-published. Such techniques have been used by Furnas Company in the region named Vale do Paraíba within Rio Paraíba do Sul watershed, in an area of Atlantic Forest, southeastern Brazil. The company showed interest to evaluate the success of restoration projects surrounding Usina Hidrelétrica do Funil (UHE – Funil), aiming the improvement of restoration strategies. For this evaluation, it was established a partnership with Universidade Federal de Lavras (University of Lavras). Therefore, the present research arose, aimed to evaluate whether four restoration areas are achieving reference standards found in semideciduous seasonal forest fragments. The characteristics of the plant community as well as plots were measured in ten areas, four restoration plantings IB (14 years), CG (15 years), and FUR (20 years), and six reference areas of semideciduous seasonal forest in different successional stages INI (10 to 16 years)...