Página 1 dos resultados de 31 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Cefaleia pós-traumática crônica: relato de caso; Post-traumatic chronic headache: case report

FERREIRA, Karen dos Santos; SPECIALI, José Geraldo
Fonte: Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor Publicador: Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor
Tipo: Relatório
POR
Relevância na Pesquisa
36.27%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: De acordo com a Classificação Internacional das Cefaleias, a cefaleia pós-traumática é caracterizada por dor de intensidade variável, máxima na área do trauma, que se inicia em até sete dias após a lesão. O objetivo deste estudo foi relatar o caso de cefaleia pós-traumática crônica, secundária à lesão por arma de fogo. A dor era desencadeada pela palpação de pontos de gatilho em cicatriz. RELATO DO CASO: Paciente do sexo masculino, 31 anos, sofreu lesão por arma de fogo na região cervical esquerda, desenvolvendo cefaleia refratária, com área máxima em região de cicatriz. Observou-se ponto de gatilho nessa região. Foi proposto tratamento com bloqueio periférico com excelente resposta. CONCLUSÃO: Sugere-se que a formação de neuromas em áreas de cicatriz possa estar envolvida com a fisiopatologia da cefaleia pós-traumática.; BACKGROUND AND OBJECTIVES: According to the International Classification of Headache Disorders, post-traumatic headache is characterized by pain of variable intensity, maximum in the trauma area, which starts up to seven days after the injury. This study aimed at reporting a case of post-traumatic chronic headache, secondary to firearm injury. Pain was triggered by palpation of triggering points at the scar. CASE REPORT: Male patient...

Adaptação e validação da versão em português da escala graduada de dor crônica para o contexto cultural brasileiro; Cross-cultural adaptation and validation of a brazilian portuguese version of the chronic pain grade

Bracher, Eduardo Sawaya Botelho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.39%
Introdução: A escala graduada de dor crônica (EGDC), composta por 8 questões, avalia a persistência, intensidade e incapacidade associadas à dor crônica. Suas propriedades foram estudadas em diversas populações na América do Norte e Europa. Objetivo: Traduzir, realizar a adaptação para o contexto cultural brasileiro e verificar a confiabilidade e validade da EGDC. Método: A adaptação cultural consistiu de duas traduções independentes, síntese das traduções e elaboração das versões pré-final e final por um grupo de especialistas em epidemiologia, lingüística e tratamento da dor. A compreensão da versão pré-final foi avaliada em entrevistas a 45 adultos com queixa de dor por seis meses ou mais, adstritos ao Programa Saúde da Família na cidade de São Paulo. A versão final foi denominada Escala Graduada de Dor Crônica Brasil (EGDC-Br). Uma retro-tradução desta versão foi aprovada pelo autor principal da escala original. O estudo de validade foi realizado através da aplicação conjunta da EGDC-Br, uma versão adaptada do questionário SF-36 e questionários específicos em entrevistas a 283 participantes da mesma população. A confiabilidade testereteste foi avaliada por uma segunda aplicação da escala a 131 indivíduos entre 6 e 10 dias após a entrevista inicial. Resultados: Observou-se idade média de 50...

Avaliação da eficácia de um protocolo de exercícios físicos baseado no método Pilates nas variáveis dor lombar, flexibilidade e força muscular em profissionais de enfermagem com lombalgia crônica idiopática; Efficacy assessment of physical exercises protocol based on the Pilates method for the variables lumbar pain, flexibility and muscular strength in a group of nursing porfessionals with chronic idiopathic low back pain.

Franco, Barbara Aparecida Sebastião
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.39%
Pesquisadores de várias partes do mundo têm destacado os trabalhadores de enfermagem como um grupo de risco aos distúrbios osteomusculares, com destaque para a lombalgia como um dos fatores associados a prejuízos na execução da atividade laboral. Exercícios físicos são indicados nesses casos e dentre os indicados, destacam-se os baseados no método Pilates, por ativarem os mecanismos de controle neuromuscular e à sua efetividade no alívio da dor e melhora da função de indivíduos com lombalgia crônica não específica. A hipótese testada nesse estudo foi a de que os exercícios físicos baseados no método Pilates são mais efetivos no tratamento da lombalgia quando comparados aos exercícios convencionais de alongamento e fortalecimento. O objetivo da pesquisa foi comparar a efetividade de um protocolo de exercícios físicos baseado no método Pilates, considerando as variáveis dor lombar, flexibilidade de coluna cervical, tronco e quadril e força de glúteos, com outro protocolo contendo exercícios de alongamento e fortalecimento convencionais em profissionais da enfermagem com lombalgia crônica idiopática. Trata-se de um estudo de intervenção, controlado e não-randomizado com análise quantitativa dos dados do qual participaram 19 trabalhadores de enfermagem (enfermeiros...

Caracterização das gelatinases no gânglio trigeminal durante o desenvolvimento de inflamação crônica temporomandibular em ratos; Characterization of gelatinases in the trigeminal ganglion during development of chronic temporomandibular inflammation in rats

Nascimento, Glauce Crivelaro do
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/05/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.12%
A dor é um importante sintoma que sinaliza danos teciduais ou agentes potencialmente prejudiciais ao organismo, evocando respostas sensoriais e motoras de proteção. A dor orofacial apresenta alta prevalência na sociedade atual, sendo esta condição associada a tecidos duros e moles da cabeça, face, pescoço e a estruturas intraorais. Considerando as dores orofaciais de origem músculo-esquelética, destacam-se àquelas causadas pela Disfunção Temporomandibular (DTM). A DTM apresenta etiologia multifatorial, caracterizada por quadros crônicos envolvendo a região cervical, a musculatura mastigatória e a articulação temporomandibular (ATM). Desde que a inflamação das ATMs é considerada a principal causa da dor em pacientes portadores de DTM, a busca por novas opções terapêuticas para esta disfunção envolve estudos desta articulação, abrangendo aspectos fisiológicos, morfológicos e moleculares. Considerando o processo inflamatório e os aspectos moleculares envolvidos no desenvolvimento desta condição, é possível que as enzimas proteolíticas extracelulares, destacando-se as Metaloproteinases da Matriz (MMPs), as quais estão envolvidas na reabsorção de colágeno e de outras macromoléculas, tenham participação ativa neste processo. Em particular...

Frequência e severidade da disfunção temporomandibular em mulheres com migrânea e migrânea crônica; Frequency and severity of temporomandibular disorders (TMD) in women with migraine and chronic migraine

Gonçalves, Maria Claudia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.32%
A Migrânea e a Disfunção Temporomandibular (DTM) são doenças crônicas e tem como aspecto mais importante a dor crônica. Muitos trabalhos descrevem sinais e sintomas de DTM em pacientes com cefaleia sugerindo uma associação entre essas duas condições. Porém, ainda são poucos os trabalhos que utilizaram um critério que fornecesse não apenas sinais e sintomas, mas também a classificação diagnóstica. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a frequência da DTM a partir da aplicação do RDC/TMD e a severidade da DTM através do Índice Anamnésico de Fonseca em mulheres com Migrânea, Migrânea Crônica e mulheres sem queixa de cefaleia. Participaram deste estudo 91 mulheres, divididas em três grupos: 30 mulheres no Grupo Controle (GC), 38 mulheres no Grupo Migrânea (GM) e 23 mulheres no Grupo Migrânea Crônica (GMC). As voluntárias dos grupos GM e GMC foram selecionadas durante a primeira consulta no Ambulatório de Cefaleia (ACEF) do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e as do GC entre as acompanhantes dos pacientes naquele mesmo dia. Foram inclusas voluntárias com idade entre 18 e 55 anos, que não tivessem ingerido antiinflamatórios e/ou analgésicos nas últimas 24 horas antecedentes à avaliação fisioterapêutica...

Dor cervical crônica  e postura em trabalhadores de escritório usuários de computador; Chronic neck pain and posture in computer office workers

Bragatto, Marcela Mendes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
96.83%
Introdução: A prevalência de disfunção musculoesquelética entre trabalhadores usuários de computador (TUC) pode variar entre 10 a 62% e os lugares mais acometidos são os membros superiores, pescoço, cabeça e a coluna vertebral. As queixas musculoesqueléticas nesses trabalhadores apresentam etiologia multifatorial e dentre as principais causas é possível citar aspectos posturais e fatores psicossociais. O Maastricht Upper Extremity Questionnaire (MUEQ-Br) é uma das poucas ferramentas existentes na literatura para avaliar aspectos ergonômicos e psicossociais relacionados ao trabalho com uso do computador. A dor cervical é a queixa musculoesquelética mais comum em trabalhadores de escritório usuários de computador. A coexistência entre dor cervical e disfunção temporomandibular (DTM) é comumente citada na literatura. A adoção da postura em anteriorização da cabeça para uso do computador pode estar associada ao aparecimento de sintomas orofaciais e cervicais. A posição sentada é a mais adotada nos ambientes de trabalho especialmente quando este envolve o uso de computador, entretanto, a manutenção dessa posição por tempo prolongado pode acarretar a adoção de posturas inadequadas e intensificar a sobrecarga nas estruturas do sistema musculoesquelético. Desta forma...

Relação de flexão-relaxamento dos músculos cervicais e dor cervical crônica em trabalhadores de escritório usuários de computador; Flexion-relaxation ratio in neck muscles and chronic neck pain in office workers computer users

Pinheiro, Carina Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
96.75%
A dor cervical é um problema musculoesquelético comum, cuja ocorrência é estimada em torno de 30-50% da população adulta em geral e também muito frequente entre os trabalhadores usuários de computador. A alteração no padrão de atividade muscular dos músculos flexores e extensores é uma das características da dor cervical, que nos usuários de computador parece estar associada à manutenção da postura sentada com anteriorização da cabeça ou flexão cervical. Dois fatores de análise importantes para avaliar déficits na atividade muscular são o fenômeno flexão-relaxamento (FFR) e a relação flexão-relaxamento (RFR). O objetivo principal deste estudo foi avaliar, através da eletromiografia de superfície, a ocorrência do FFR e mensurar a RFR nos músculos extensores da coluna cervical de trabalhadores usuários de computador com e sem dor cervical crônica e de indivíduos saudáveis, não usuários de computador. Foram avaliados 60 indivíduos, 20 usuários de computador com dor cervical crônica (GD), 20 usuários de computador sem dor cervical (GS) e 20 indivíduos saudáveis, não usuários de computador (GC). Os indivíduos responderam o Maastricht Upper Extremity Questionnaire (MUEQ-Br) e o Índice de Incapacidade Relacionada à dor no Pescoço (IIRP)...

Modelo biomecânico tridimensional para análise das forças internas atuantes na coluna cervical superior e inferior durante o ciclismo

Pasini, Maicon
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.41%
Elevados índices de dor cervical e lombar têm sido reportados em ciclistas. Fatores como a postura adotada na bicicleta, a ativação dos músculos extensores da coluna e a ação de cargas mecânicas nas estruturas da coluna tem sido apontados como possíveis causas da dor. Embora relatados e aparentemente aceitos, poucos estudos objetivaram investigar estes fatores. Em adição, a dor crônica não específica é frequentemente diagnosticada em ciclistas, pois poucas evidências de anormalidade são observadas quando realizados exames radiológicos clínicos. O emprego de métodos biomecânicos de investigação, como a estimativa da magnitude da força muscular dos extensores da coluna e da força articular em diferentes níveis da coluna poderia contribuir para avaliação do risco de lesão e dor em decorrência do ciclismo, além de auxiliar na criação de estratégias de prevenção e programas de reabilitação. Assim, este estudo teve como objetivo quantificar e comparar as forças internas atuantes na coluna cervical durante o ciclismo em diferentes posturas, por meio do desenvolvimento e aplicação de um modelo biomecânico tridimensional in vivo. O modelo biomecânico proposto foi composto por dois segmentos rígidos (coluna cervical superior e inferior) conectados. O segmento coluna cervical superior compreende a cabeça...

Efeitos da acupuntura na qualidade de vida relacionada a saúde (QVRS) na dor crônica em ambulatório da rede pública, Florianópolis /

Darella, Maryangela Lopes
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xiii, [130]f.| grafs., tabs. +
POR
Relevância na Pesquisa
36.41%
Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde.; Dor crônica afeta 30% da população, seu controle não é satisfatório. Na Medicina Tradicional Chinesa/MTC a dor pode ser identificada como Síndrome de Obstrução Dolorosa. Ressalta-se o entendimento análogo da dor crônica entre MTC e a medicina ocidental atual. Avaliação da dor crônica e seu tratamento tem dificuldade metodológica de difícil resolução no modelo biomédico. Dificuldade acentuada com Acupuntura. Avaliação da QVRS pode amenizar o impasse desta. Março a dezembro de 1999, avaliaram-se 61 pacientes, sexo feminino, com dor crônica tratadas com Acupuntura, no Centro de Saúde de Florianópolis. Identificou-se o perfil social e empregou-se o método "antes e depois" para avaliar o resultado do tratamento. A principal localização da dor foi a região lombar e cervical. Utilizaram-se VAS para avaliar a intensidade da dor e NHP para a QVRS. Foi obtida a média das diferenças de VAS de 6,2 (p<0,00001). A dimensão Dor de NHP apresentou uma diferença de 58,2 pontos (p<0,00001). As diferenças dos escores de todas as dimensões, do total e das atividades de vida diária de NHP foram significativas. Com o tratamento houve redução do uso diário de medicamentos em 77...

Fatores de prognóstico para os resultados de sucesso da fisioterapia multimodal em utentes com dor cervical crónica

Duarte, Susana
Fonte: Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Saúde Publicador: Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Saúde
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
96.53%
Relatório do Projeto de Investigação apresentado para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Fisioterapia, área de especialização em Fisioterapia em Condições Músculo-Esqueléticas.; Introdução: O conhecimento acerca da influência das características dos indivíduos com dor cervical crónica (DCC) no prognóstico dos resultados alcançados com a Fisioterapia é ainda inconsistente, sendo escassos os estudos desenvolvidos neste âmbito. Objetivo: Este relatório pretende determinar se um modelo baseado em fatores de prognóstico é capaz de prever os resultados de sucesso da Fisioterapia, a curto prazo, em utentes com DCC, ao nível da incapacidade funcional, intensidade da dor e perceção global de melhoria. Metodologia: Trata-se de estudo de coorte prospetivo com 112 participantes. Os utentes foram avaliados na primeira semana de tratamento e sete semanas após o início da intervenção. Os instrumentos utilizados foram o Neck Disability Index–Versão Portuguesa (NDI-PT) e a Escala Numérica da Dor (END) nos dois momentos de avaliação, um Questionário de Caracterização Sociodemográfica e Clínica da Amostra na baseline e a Patient Global Impression Change Scale–Versão Portuguesa (PGIC-PT) no follow-up. As características sociodemográficas e clínicas foram incluídas como potenciais fatores de prognóstico e estes foram definidos com base nas diferenças mínimas clinicamente importantes (DMCI) dos instrumentos NDIPT (DMCI≥6) e END (DMCI≥2) e no critério de pontuação ≥5 na PGIC-PT. A análise dos dados foi realizada através do método de regressão logística (backward conditional procedure) para identificar as associações entre os indicadores e as variáveis de resultado (p<0.05). Resultados: Dos 112 participantes incluídos no estudo...

Fatores de prognóstico para os resultados de sucesso da fisioterapia multimodal em utentes com dor cervical crónica

Duarte, Susana; Carnide, Filomena; Branco, Jaime; Fernandes, Rita; Cruz, Eduardo
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Pré-impressão
Publicado em /05/2014 POR
Relevância na Pesquisa
35.88%
Preprint de poster apresentado no XVII Congresso Português de Reumatologia, 7-10 de maio de 2014, Albufeira, Portugal

Efectividade de exercícios de estabilidade em adultos com dor cervical crónica: Revisão sistemática

Freitas, Tiago Valente; Serpa, Rui Alexandre; Simão, Daniel Filipe; Jardim, Marco
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /06/2010 POR
Relevância na Pesquisa
45.98%
Introduction: Chronic Neck Pain is described as the second most frequent musculoskeletal pathology. The dynamic stability theory as a fundamental concept in these dysfunctions has increased its scientific support in the last years. Objective: To analyze and evaluate the effectiveness of the stability exercises and its influence in the outcomes: pain and/or function. Data Base: Pubmed (Medline), Cochrane Library and PEDro until February 2009. Review Methods: The inclusion criteria were Randomized Control Trials (RCT’s), in English language, published in the last 10 years, with PEDro Scores ≥ 6, non athlete adults, (≥19 years), the intervention must had stabilization exercises applied to the cervical spine and must had as outcomes pain and/or function. After the systematic search the articles that weren’t classified were evaluated by PEDro score. Results: 7 articles were selected for this review; only 5 had as outcome both pain and function simultaneously. It seems to exist some evidence that the specific training of the craneo-flexors muscles immediately reduces neck pain. However there isn’t evidence of significative differences between stabilization exercises and progressive resistance training, proprioceptive training...

Relação entre a catastrofização da dor, percepção da intensidade da dor e incapacidade funcional em utentes com cdor crónica cervical

Domingues, Lúcia Maria Amaral
Fonte: Faculdade de Ciências Médicas. Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Médicas. Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.55%
RESUMO: Introdução/Objectivo: A influência dos factores psicossociais, e nomeadamente da catastrofização da dor, na percepção da intensidade da dor e na incapacidade funcional, auto-reportada por indivíduos com dor crónica cervical (DCC), tem sido alvo de estudo em vários países, evidenciando o constructo multidimensional da DCC. Neste sentido, esta investigação pretende estudar se a catastrofização da dor, é uma variável preditiva relativamente à percepção da intensidade da dor, e à incapacidade funcional. Secundariamente procurou-se averiguar se as relações encontradas se mantêm estáveis antes e após exposição a uma intervenção em fisioterapia. Metodologia: Neste estudo participaram 40 indivíduos com DCC de origem músculo-esquelética e causa não traumática, que foram expostos a uma intervenção em fisioterapia no Centro de Medicina de Reabilitação do Alcoitão e na Clinica AlcaisFisio, que cumpriram os critérios de inclusão e aceitarem participar livremente no mesmo. A recolha de dados realizou-se em dois momentos distintos, antes e após exposição à intervenção em fisioterapia. A catastrofização da dor foi avaliada por meio da Escala de Catastrofização da Dor (PCS), a intensidade da dor pela Escala Numérica da Dor (END)...

Contribuição para a adaptação cultural do Neck Disability Index e caraterização da prática de fisioterapia em pacientes com dor crónica cervical

Pereira, Marta
Fonte: Faculdade de Ciências Médicas. UNL Publicador: Faculdade de Ciências Médicas. UNL
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
56.56%
RESUMO: Objetivo: Este trabalho teve como objetivo contribuir para o processo de adaptação cultural do Neck Disability Index (NDI), através da análise da sua unidimensionalidade e do estudo da sua fiabilidade (consistência interna e fiabilidade teste-reteste), validade de constructo e poder de resposta. De igual forma pretendeu-se caraterizar a intervenção realizada pela fisioterapia e os resultados obtidos em pacientes com Dor Cervical Crónica (DCC). Introdução: A dor cervical é um problema cada vez mais comum nos países industrializados, constituindo uma das três condições mais frequentemente reportadas por queixas de origem músculo-esquelética. A sua incidência é um fenómeno em crescimento, com custos implicados para a sociedade. Desta forma reconhece-se a importância de um instrumento que monitorize a evolução da incapacidade funcional associada à DCC. O NDI é atualmente o instrumento de avaliação mais recomendado para avaliar a incapacidade funcional associada à dor cervical. Foi traduzido e adaptado à língua portuguesa, mas à data não foi realizada nenhuma avaliação das suas propriedades psicométricas. Por outro lado, apesar de a literatura referir que os serviços de Fisioterapia são extremamente procurados por indivíduos com DCC...

Fatores de prognóstico para os resultados de sucesso da fisioterapia multimodal em utentes com dor cervical crónica

Duarte, Susana
Fonte: Universidade Nova de Lisboa Publicador: Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
96.53%
RESUMO: Introdução: O conhecimento acerca da influência das características dos indivíduos com dor cervical crónica (DCC) no prognóstico dos resultados alcançados com a Fisioterapia é ainda inconsistente, sendo escassos os estudos desenvolvidos neste âmbito. Objetivo: Este relatório pretende determinar se um modelo baseado em fatores de prognóstico é capaz de prever os resultados de sucesso da Fisioterapia, a curto prazo, em utentes com DCC, ao nível da incapacidade funcional, intensidade da dor e perceção global de melhoria. Metodologia: Trata-se de estudo de coorte prospetivo com 112 participantes. Os utentes foram avaliados na primeira semana de tratamento e sete semanas após o início da intervenção. Os instrumentos utilizados foram o Neck Disability Index–Versão Portuguesa (NDI-PT) e a Escala Numérica da Dor (END) nos dois momentos de avaliação, um Questionário de Caracterização Sociodemográfica e Clínica da Amostra na baseline e a Patient Global Impression Change Scale–Versão Portuguesa (PGIC-PT) no follow-up. As características sociodemográficas e clínicas foram incluídas como potenciais fatores de prognóstico e estes foram definidos com base nas diferenças mínimas clinicamente importantes (DMCI) dos instrumentos NDIPT (DMCI≥6) e END (DMCI≥2) e no critério de pontuação ≥5 na PGIC-PT. A análise dos dados foi realizada através do método de regressão logística (backward conditional procedure) para identificar as associações entre os indicadores e as variáveis de resultado (p<0.05). Resultados: Dos 112 participantes incluídos no estudo...

Curso clínico da dor lombar crónica após alta da fisioterapia : trajetórias de dor no follow-up aos quatro e seis meses

Fernandes, Elisabete
Fonte: Universidade Nova de Lisboa Publicador: Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
86.48%
RESUMO:Introdução: O conhecimento acerca da influência das características dos indivíduos com dor cervical crónica (DCC) no prognóstico dos resultados alcançados com a Fisioterapia é ainda inconsistente, sendo escassos os estudos desenvolvidos neste âmbito. Objetivo: Este relatório pretende determinar se um modelo baseado em fatores de prognóstico é capaz de prever os resultados de sucesso da Fisioterapia, a curto prazo, em utentes com DCC, ao nível da incapacidade funcional, intensidade da dor e perceção global de melhoria. Metodologia: Trata-se de estudo de coorte prospetivo com 112 participantes. Os utentes foram avaliados na primeira semana de tratamento e sete semanas após o início da intervenção. Os instrumentos utilizados foram o Neck Disability Index–Versão Portuguesa (NDI-PT) e a Escala Numérica da Dor (END) nos dois momentos de avaliação, um Questionário de Caracterização Sociodemográfica e Clínica da Amostra na baseline e a Patient Global Impression Change Scale–Versão Portuguesa (PGIC-PT) no follow-up. As características sociodemográficas e clínicas foram incluídas como potenciais fatores de prognóstico e estes foram definidos com base nas diferenças mínimas clinicamente importantes (DMCI) dos instrumentos NDIPT (DMCI≥6) e END (DMCI≥2) e no critério de pontuação ≥5 na PGIC-PT. A análise dos dados foi realizada através do método de regressão logística (backward conditional procedure) para identificar as associações entre os indicadores e as variáveis de resultado (p<0.05). Resultados: Dos 112 participantes incluídos no estudo...

Eficácia de um protocolo de exercícios físicos em pacientes com insuficiência renal crônica, durante o tratamento de hemodiálise, avaliada pelo SF-36

Soares,Karoline Teles de Araújo; Viesser,Marcel Vidal; Rzniski,Tânia Aparecida Barbosa; Brum,Edison Paula
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Paraná Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.09%
OBJETIVO: Analisar os efeitos de um protocolo de exercícios fisioterapêuticos em pacientes renais crônicos, durante a terapia hemodialítica, visando à melhora de sua qualidade de vida. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram avaliados 27 pacientes, com idade média de 51 ± 10,5 anos, índice de massa corpórea média de 24,3 ± 3,8 e em tratamento hemodialítico há aproximadamente 50 ± 27,7 meses. Os pacientes assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido e, durante três meses, participaram de um programa de tratamento, durante a hemodiálise, composto por alongamentos musculares de membros inferiores, de membro superior (que não apresentasse a fístula arteriovenosa), lombar e cervical (caso o paciente não apresentasse o cateter cervical de diálise); fortalecimentos musculares de membros inferiores e membro superior, sem o acesso vascular; e relaxamento. Foi aplicado o questionário de qualidade de vida SF-36 antes e após o período de tratamento. RESULTADOS: Após o tratamento, o teste SF-36 mostrou melhora significativa das seguintes variáveis: capacidade funcional, nível de dor, vitalidade e saúde mental. Também foi observado que, antes do tratamento, dez pacientes relatavam cãibras musculares e, após a fisioterapia...

Cefaleia pós-traumática crônica: relato de caso

Ferreira,Karen dos Santos; Speciali,José Geraldo
Fonte: Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor Publicador: Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.17%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: De acordo com a Classificação Internacional das Cefaleias, a cefaleia pós-traumática é caracterizada por dor de intensidade variável, máxima na área do trauma, que se inicia em até sete dias após a lesão. O objetivo deste estudo foi relatar o caso de cefaleia pós-traumática crônica, secundária à lesão por arma de fogo. A dor era desencadeada pela palpação de pontos de gatilho em cicatriz. RELATO DO CASO: Paciente do sexo masculino, 31 anos, sofreu lesão por arma de fogo na região cervical esquerda, desenvolvendo cefaleia refratária, com área máxima em região de cicatriz. Observou-se ponto de gatilho nessa região. Foi proposto tratamento com bloqueio periférico com excelente resposta. CONCLUSÃO: Sugere-se que a formação de neuromas em áreas de cicatriz possa estar envolvida com a fisiopatologia da cefaleia pós-traumática.

Influência da manipulação osteopática na amplitude de rotação da coluna cervical em indivíduos com cervicalgia mecânica crônica

Stelle,Rafael; Zeigelboim,Bianca Simone; Lange,Marcos Christiano; Marques,Jair Mendes
Fonte: Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor Publicador: Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.25%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A amplitude de movimento do pescoço pode ser reduzida pela presença de disfunções vertebrais e miofasciais, as quais podem ser tratadas pela manipulação osteopática por meio da técnica articulatória rítmica cervical. O objetivo deste estudo foi verificar se a manipulação osteopática, através da técnica articulatória rítmica gera aumento da amplitude de rotação cervical mensurada por fleximetria. MÉTODOS: A casuística foi constituída de 58 indivíduos de ambos os gêneros, com idade média de 36±6,5 anos, com cervicalgia mecânica crônica, que foram submetidos de maneira randomizada à fleximetria controle da rotação cervical, à manipulação osteopática, por meio da técnica articulatória rítmica, ao repouso de 5 minutos e à fleximetria estudo da rotação cervical. RESULTADOS: A comparação entre as médias das fleximetrias de rotação cervical através do teste t de Student para dados pareados, ao nível de significância de 0,05 (5%), mostrou que houve aumento significativo da rotação cervical em todos os casos (p<0,05) passando de 151,4º para 162,5º no arco total de movimento (aumento de 7,3%). CONCLUSÃO: Os resultados foram dentro do esperado, confirmando que a manipulação osteopática...

Qualidade de vida e função sexual em mulheres com câncer do colo uterino=Quality of life and sexual function in women with cervical cancer; Quality of life and sexual function in women with cervical cancer

Regina Celia Grion
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.12%
Introdução: O câncer cervical é a terceira neoplasia mais frequente em mulheres brasileiras e a radioterapia pélvica é uma das principais modalidades terapêuticas disponíveis. Com a diminuição da mortalidade associada à doença, a avaliação da qualidade de vida e da função sexual ganha cada vez mais importância. Vários estudos descrevem estes aspectos após o tratamento do tumor, porém, há poucos relatos sobre os fatores que influenciam a qualidade de vida e a função sexual antes do início do tratamento radioterápico. Os objetivos do presente estudo foram avaliar os fatores associados à função sexual e à qualidade de vida em mulheres com câncer do colo uterino antes do início da radioterapia. Métodos: estudo de corte-transversal com 80 mulheres portadoras de câncer do colo do útero, com idade de 18 a 75 anos, encaminhadas para tratamento radioterápico no Hospital da Mulher Prof. Dr. José Aristodemo Pinotti (CAISM-UNICAMP) de janeiro/2013 a março/2014. As variáveis dependentes foram a função sexual, avaliada através do Índice de Função Sexual Feminino (IFSF), e a qualidade de vida, avaliada através da versão abreviada do questionário da Organização Mundial da Saúde (WHOQOL-bref). As variáveis independentes foram os dados sociodemográficos...