Página 1 dos resultados de 263 itens digitais encontrados em 0.055 segundos

Diversidade de esp?cies no complexo Monodelphis brevicaudata (Didelphimorphia:Didelphidae), inferida por dados moleculares e morfol?gicos

PAVAN, Silvia Eliza D?Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
86.4%
O complexo de esp?cies M. brevicaudata possui distribui??o reconhecida para o Norte da Am?rica do sul e compreende tr?s esp?cies descritas ? M. brevicaudata, M. glirina, e M. palliolata ? e duas n?o descritas, reconhecidas em estudos pr?vios. A delimita??o de esp?cies baseada somente em caracteres morfol?gicos ? complicada, de forma que diversos t?xons nominais j? foram associados ao grupo e diversos arranjos taxon?micos foram propostos. Os poucos estudos baseados em dados moleculares que inclu?ram esp?cimes do complexo brevicaudata revelaram altas taxas de diverg?ncia gen?tica. Este trabalho buscou elucidar a sistem?tica do complexo de esp?cies M. brevicaudata atrav?s do estudo dos padr?es de varia??o morfol?gica e gen?tica. Para tal, desenvolvemos an?lises filogen?ticas baseadas em dois genes mitocondriais: citocromo b e 16 S rDNA. Adicionalmente, estudamos a morfologia externa e craniana dos esp?cimes, investigando a exist?ncia de congru?ncia entre a varia??o gen?tica e morfol?gica. As an?lises morfol?gicas foram, em geral, congruentes com as moleculares, as quais indicaram os mesmos clados em todas as an?lises filogen?ticas. Foram formalmente reconhecidas nove esp?cies para o complexo. Monodelphis brevicaudata, M. palliolata e M. glirina s?o consideradas esp?cies v?lidas; M. touan ? revalidado da sinon?mia de M. brevicaudata e duas esp?cies novas s?o descritas e nomeadas; a esp?cie M. domestica provou ser intimamente relacionada a esp?cimes do grupo brevicaudata...

Composi??o e diversidade de esp?cies da anurofauna da Esta??o Cient?fica Ferreira Penna, Floresta Nacional de Caxiuan?, Par?, Brasil

BERNARDI, Jos? Ant?nio Renan
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
126.46%
O presente estudo compara a composi??o da anurofauna dos 4 principais habitats (mata de terra firme, capoeira, igap? e vegeta??o aqu?tica) existentes nas ?reas de dois igarap?s de ?gua preta (igarap? Arau? e Laranjal), pertencentes a Esta??o Cient?fica Ferreira Penna (ECFPn), localizada na Floresta Nacional de Caxiuan? (FLONA de Caxiuan?), Par?, Brasil. As amostragens nas duas ?reas foram feitas atrav?s de transectos medindo 850 m de comprimento por 10 m de largura. As duas ?reas dos igarap?s foram amestradas nos quatro per?odos do ano relacionados ? precipita??o (per?odo de transi??o chuva/seca, seca, transi??o seca/chuva e chuva). Para a compara??o entre as ?reas e entre os habitats foram utilizados os ?ndices de diversidade de Shannon-Weiner e ?ndice de similaridade de Jaccard. No total das amostragens foram registrados 924 indiv?duos pertencentes a 29 esp?cies, distribu?das em 15 g?neros e 5 fam?lias. Quanto aos habitats a mata de terra firme apresentou maior diversidade. O n?mero de esp?cies registradas foi maior no per?odo de chuvas. Este estudo associado aos estudos de ?vila-Pires e Hoogmoed (1997), contabilizam 41 esp?cies de anuros para a regi?o, um n?mero muito alto para Amaz?nia oriental, refor?ando a hip?tese de que a baixa diversidade de esp?cies de anuros normalmente associada a esta regi?o possa ser fruto do baixo n?mero de invent?rios realizados at? o presente.; ABSTRACT: This study compares the composition of the anurofauna of the four principal habitats (terra firme forest...

Efeito das clareiras de a??o petrol?fera sobre a composi??o de Drosophilidae (Diptera) na Bacia do Rio Urucu, Coari-Amazonas

FURTADO, Ivaneide da Silva
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
86.43%
Os drosofil?deos s?o indicadores das condi??es do ecossistema em rela??o aos efeitos do desmatamento das florestas tropicais ?midas, atuando indiretamente como ferramentas para a cria??o de estrat?gias de conserva??o dos grandes biomas. Foi conduzido um estudo na ?rea petrol?fera do Urucu - Am, com o intuito de comparar a riqueza e diversidade de esp?cies de drosofil?deos entre os habitats de clareiras artificiais (jazidas), naturais e floresta cont?nua. No per?odo de 2003 a 2005 foram realizadas tr?s excurs?es, nas quais foram utilizadas armadilhas contendo isca de banana fermentada. Para tal, foram utilizados 33 s?tios: 11 clareiras naturais, 16 clareiras artificiais e seis transectos em floresta cont?nua. Al?m disto, foi testada experimentalmente no campo a capacidade de nove esp?cies desenvolverem-se nos dos habitats estudados. Foram capturados 7.652 insetos, dentre os quais 4.354 pertencentes ? ordem Diptera (56,90%), distribu?dos em 24 esp?cies de Drosophilidae, pertencentes a dois subg?neros: Sophophora e Drosophila. O padr?o de abund?ncia das esp?cies foi diferente entre os habitats. O subgrupo willistoni representou 60,54% do total de drosofil?deos, mais concentrado nas ?reas de mata (79,09%). O segundo subgrupo mais abundante foi ananassae...

Taxocenoses de serpentes em grupos fitofision?micos de cerrado no Parque Nacional de Sete Cidades, Piracuruca, Piau?, Brasil

ROCHA, W?ldima Alves da
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.39%
Este trabalho teve como objetivo principal inventariar a fauna de serpentes do Parque Nacional de Sete Cidades, Piraracuruca, Piau?, Brasil, enfocando os seguintes aspectos: composi??o, riqueza e abund?ncia de esp?cies nos seus diversos habitats, padr?es de atividade di?ria, dieta, reprodu??o e compara??o de composi??o com outras ?reas estudadas por outros autores. Foram realizadas seis expedi??es ao Parque, entre setembro de 2005 e agosto de 2006, que totalizaram 120 dias de trabalho de campo. Para a amostragem de campo, foram utilizados tr?s m?todos: procura limitada por tempo, armadilhas de intercepta??o e queda e encontros ocasionais. Foram registradas 87 serpentes, distribu?das em quatro fam?lias (Boidae, Colubridae, Elapidae, Viperidae), 18 g?neros e 24 esp?cies. A esp?cie dominante foi Thamnodynastes sp. A (13,1%), seguida de Oxyrhopus trigeminus e Micrurus ibiboboca (10, 3%). Houve um predom?nio de esp?cies terrestres e com per?odos de atividade diurna. Como em outras taxocenoses de ?reas abertas os colubr?deos mostraram-se dominantes. A fitofisionomia Cerrado T?pico apresentou maior diversidade de esp?cies, sendo as menores diversidades registradas no Campo Limpo e Cerrado Rupestre. O m?todo que apresentou melhor desempenho foi procura limitada por tempo...

Efeito do uso do h?bitat sobre a comunidade de Gerromorpha (Heteroptera) em uma ?rea de transi??o Amaz?nia-cerrado, Mato Grosso, Brasil

WANZELER, Elaine Cristina de Miranda
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
86.39%
Os Heteroptera aqu?ticos e semi-aqu?ticos consistem em tr?s infra-ordens monofil?ticas, os Gerromorpha, Nepomorpha e Leptopodomorpha. No Brasil, existe um n?mero bastante reduzido de literatura sobre este grupo, onde o estado de Minas Gerais concentra o maior n?mero de estudos. Este trabalho objetivou determinar o efeito da intensidade de uso da terra sobre a comunidade de heter?pteros aqu?ticos, infra-ordem Gerromorpha. A ?rea de estudo est? localizada na Fazenda Tanguro, estado do Mato Grosso, em uma faixa de transi??o entre os biomas Amaz?nia e Cerrado. Foram realizadas quatro expedi??es nos meses de maio e julho, nos anos de 2006 e 2007. As coletas foram realizadas ao longo de seis riachos de primeira ordem localizados em tr?s ?reas diferentes: campo de soja, pastagem e mata cont?nua. Foram encontrados 5 fam?lias, 19 g?neros, 36 esp?cies e 13 morfoesp?cies de Gerromorpha. As curvas m?dias de acumula??o de esp?cies para cada uma das tr?s ?reas de estudo n?o atingiram a ass?ntota ao final da adi??o de amostras, mas demonstraram uma clara tend?ncia a estabiliza??o, sugerindo que um aumento do esfor?o amostral aproximaria o n?mero de esp?cies observadas da realidade do local de estudo. Embora a cobertura vegetal tenha sido significativamente diferente entre as tr?s ?reas estudadas (ANOVA...

A fauna de califor?deos e sarcofag?deos (Insecta, Diptera) das matas e clareiras com diferentes coberturas vegetais da base de extra??o petrol?fera, Bacia do Rio Urucu, Coari, Amazonas

SOUSA, Jos? Roberto Pereira de
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
76.47%
Este trabalho foi realizado na base de extra??o petrol?fera, bacia do rio Urucu, Coari, Amazonas, nos meses de abril, junho e outubro de 2007, em 16 ?reas, sendo 12 de clareiras e quatro de matas, categorizadas em quatro ambientes (C1,C2,C3 e MT) conforme o tipo de cobertura vegetal. O objetivo do mesmo foi estudar a composi??o, abund?ncia, riqueza e diversidade de Calliphoridae e Sarcophagidae (Insecta, Diptera) como tamb?m avaliar a possibilidade destes t?xons serem utilizados como par?metros para avalia??o do estado de recupera??o vegetal das ?reas de clareiras. Foram coletados 7.215 califor?deos (tr?s subfam?lias, oito g?neros e 16 esp?cies), sendo que as esp?cies Chloroprocta idioidea (Robineau-Desvoidy,1830) (88,06%) e Paralucilia adespota Dear,1985 (4,35%) foram as mais abundantes. Os padr?es de abund?ncia de califor?deos n?o diferiram entre os ambientes, por?m os ambientes foram distintos em rela??o a riqueza estimada e diversidade, formando dois grupos (C1-C2) e (C3-MT). A an?lise de ordena??o (escalonamento multidimensional n?o-m?trico) demonstrou que os ambientes diferiram entre si, como tamb?m uma maior semelhan?a entre C1-C2 e entre C3-MT, em rela??o ? estrutura de comunidades de califor?deos. Na fam?lia Sarcophagidae foram coletados 3.547 esp?cimes...

Invent?rio da araneofauna (Arachnida, Araneae) do Parque Nacional de Sete Cidades, Piau?, Brasil

CARVALHO, Leonardo Sousa
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
86.28%
Foi realizado o invent?rio da araneofauna do Parque Nacional de Sete Cidades (munic?pios de Brasileira e Piracuruca, Piau?), utilizando amostragem padronizada para permitir compara??es entre as assembl?ias de aranhas de seis fitofisionomias existentes na ?rea de estudo e obter estimativas de riqueza. Utilizaram-se dados oriundos amostragem com armadilhas de queda (PTF), extratores de Winkler (WIN), guarda-chuva entomol?gico (GCE), rede de varredura (RV) e coletas manuais noturnas (MN), totalizando 1386 amostras; al?m do exame de todos os demais esp?cimes j? coletados na ?rea de estudo (n=1166). As an?lises estat?sticas foram realizadas utilizando-se os dados obtidos com GCE, RV e MN. Ao todo, foram coletados 14.890 indiv?duos (4491 adultos), segregados em 364 esp?cies. Destas, 72 foram determinadas a n?vel espec?fico, 62 s?o novos registros para a ?rea de estudo, 2 s?o novos registros para o Brasil e 48 foram reconhecidas como esp?cies novas por especialistas. A aplica??o dos m?todos GCE, RV e MN resultou em 11.085 aranhas, pertencentes a 303 esp?cies. As estimativas de riqueza variaram entre 355 (Bootstrap) e 467 (Jack 2). Entretanto o estimador que apresentou maior tend?ncia a atingir a ass?ntota foi Chao 2 (403 spp.). A riqueza observada foi maior na mata seca semi-dec?dua (131 spp.)...

Composi??o, riqueza e abund?ncia de esp?cies de anf?bios na regi?o do m?dio rio Xing?

LIMA, Amanda Andr?
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
106.4%
Este estudo teve como objetivo inventariar a fauna de anf?bios nos diferentes h?bitats da regi?o do M?dio Rio Xingu. Para tanto, foram selecionadas seis localidades, sendo as amostragens realizadas em tr?s incurs?es, entre novembro de 2007 e mar?o de 2008, totalizando 48 dias. Foram identificados seis tipos de h?bitats na regi?o amostrada: floresta de terra-firme, floresta sazonalmente alag?vel (v?rzea), margem do rio, ?pedral?, lagoa e ?rea alterada. Para a coleta de dados foram utilizadas duas metodologias: armadilhas de intercepta??o e queda e procura ativa. As armadilhas foram instaladas apenas nas ?reas de floresta de terra-firme, enquanto a procura ativa foi empregada em todos os tipos de h?bitats identificados. As amostragens resultaram no registro de 56 esp?cies de anf?bios e outras oito esp?cies foram identificadas e registradas em estudos anteriores na ?rea. A diversidade e riqueza de esp?cies foram maiores na localidade Caracol, onde predominou a floresta de terra-firme, e menor na localidade Ilha Grande, dominada por floresta sazonalmente alag?vel. Foram registrados nove modos reprodutivos na ?rea de estudo, sendo todos observados na floresta de terra-firme e apenas tr?s nos ?pedrais?, o que parece refletir a baixa heterogeneidade ambiental dessa ?rea. Para comparar as localidades estudadas foram realizadas duas an?lises de similaridade...

Diversidade morfol?gica e molecular do g?nero Oecomys thomas, 1906 (Rodentia: Cricetidae) na Amaz?nia oriental brasileira

FLORES, Tamara Almeida
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
76.56%
Os roedores arbor?colas do g?nero Oecomys possuem distribui??o reconhecida para ?reas de floresta tropical e subtropical da Am?rica Central e do Sul, e compreendem 17 esp?cies atualmente reconhecidas, al?m de duas descritas, mas n?o nomeadas, reconhecidas em estudos pr?vios. Destas, apenas seis t?m ocorr?ncia esperada para a Amaz?nia oriental brasileira. A delimita??o das esp?cies com base apenas em caracteres morfol?gicos ? complicada, de forma que diversos t?xons nominais j? foram associados ao g?nero e diversos arranjos taxon?micos foram propostos. Na ?nica revis?o taxon?mica para o g?nero, realizada h? 50 anos, foram reconhecidas apenas duas esp?cies polit?picas. Desde ent?o, v?rios trabalhos envolvendo an?lises morfol?gicas, moleculares e cariot?picas t?m demonstrado que h? uma maior diversidade de esp?cies em Oecomys, resultando em descri??es de esp?cies novas e revalida??es de esp?cies anteriormente sinonimizadas. Este trabalho buscou caracterizar a varia??o morfol?gica e a diversidade molecular das esp?cies com ocorr?ncia na Amaz?nia oriental brasileira. Para isto, empregamos an?lises filogen?ticas com base no gene mitocondrial citocromo-b a fim de definir clados que representassem esp?cies, para as quais descrevemos a morfologia externa e craniana. Como resultado...

Composi??o de esp?cies de Arctiidae (Lepidoptera) no sul do Brasil: rela??o entre tipos de vegeta??o e entre a configura??o espacial do h?bitat

FERRO, Viviane Gianluppi; TESTON, Jos? Augusto
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
76.36%
Este trabalho descreve o padr?o de diversidade beta das mariposas Arctiidae no Estado do Rio Grande do Sul (RS) e avalia se esse padr?o ? relacionado com o tipo de vegeta??o ou com a dist?ncia geogr?fica entre as ?reas. A partir da observa??o de 9420 esp?cimes depositados em 13 cole??es cient?ficas e de duas listas publicadas na literatura, obteve-se registro de 329 esp?cies de arcti?deos em 55 localidades do RS. Essa riqueza corresponde a 5,6% da fauna Neotropical e 16,5% da fauna estimada para o Brasil. Cinq?enta e duas esp?cies (15,8%) foram registradas pela primeira vez no Estado. N?o houve rela??o entre a diversidade beta (dist?ncia de Sorensen) e a dist?ncia geogr?fica entre as localidades, sugerindo que a configura??o espacial do ambiente n?o influencia de forma significativa a locomo??o das mariposas Arctiidae entre as paisagens. As an?lises multivariadas indicaram que a fauna de Arctiidae apresenta uma composi??o diferente em cada tipo de vegeta??o. A composi??o da fauna de ?reas de Floresta Ombr?fila Mista (Mata de Arauc?ria) difere da fauna dos demais tipos de vegeta??o. Al?m disso, verificou-se uma maior riqueza de esp?cies em ambientes florestais do que em campestres.; ABSTRACT: We describe the beta-diversity pattern of the Arctiidae in Rio Grande do Sul State (RS) and assess whether this pattern is related to similarities in vegetation type or geographic distance among areas. We analysed 9420 specimens in 13 scientific collections...

Serpentes da Bacia Petrol?fera de Urucu, munic?pio de Coari, Amazonas, Brasil

PRUDENTE, Ana L?cia da Costa; MASCHIO, Gleomar Fabiano; COSTA, Maria Cristina dos Santos; FEITOSA, Darlan Tavares
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
86.24%
Um invent?rio estruturado de serpentes foi realizado na Base Operacional Ge?logo Pedro de Moura (BOGPM), localizada na Bacia Petrol?fera de Urucu, Munic?pio de Coari, Amazonas, nos anos de 2003, 2004 e 2007. Nas quatro expedi??es realizadas (51 dias de coleta) foram registradas 47 esp?cies de serpentes, pertencentes a sete fam?lias e 33 g?neros. Foram utilizados quatro m?todos complementares de amostragem de serpentes: armadilha de intercepta??o e queda, encontros ocasionais, procura limitada por tempo a p? e procura limitada por tempo de carro. Das 47 esp?cies coletadas, Liophis reginae (n= 14), Philodryas viridissima (n= 9), Philodryas boulengeri (n= 7) e Oxybelis fulgidus (n= 7) foram as mais abundantes em toda regi?o. O maior n?mero de esp?cies e esp?cimes foi registrado pela procura limitada por tempo de carro (52,8%). Estudos anteriores indicam que as localidades ao sul do Rio Amazonas (como regi?o Leste do Par?, Usina Hidrel?trica de Tucuru?, Estado do Par?, e de Samuel, Estado de Rond?nia) apresentam maior riqueza quando comparadas ?s regi?es ao norte do Amazonas (como Munic?pio de Manaus, Reserva do INPA-WWF e Usina Hidrel?trica de Balbina, Estado do Amazonas). Desta forma, ? poss?vel inferir que o levantamento das serpentes da regi?o de Urucu ainda n?o esteja completo...

Diversidade de Calliphoridae (Insecta: Diptera) na base de extra??o petrol?fera da Bacia do Rio Urucu, na Amaz?nia brasileira

ESPOSITO, Maria Cristina; SOUSA, Jos? Roberto Pereira de; CARVALHO FILHO, Fernando da Silva
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
86.27%
A diversidade e abund?ncia de d?pteros califor?deos de tr?s ambientes (clareira artificial, clareira natural e mata) de Porto Urucu/AM foram avaliadas em coletas anuais realizadas em 2004, 2005 e 2006. Ao longo destes tr?s anos foram coletados 2.121 exemplares pertencentes a 14 esp?cies. As esp?cies mais abundantes foram Chloroprocta idioidea (Robineau- Desvoidy), Eumesembrinella randa (Walker) e Hemilucilia semidiaphana (Rondani). Os habitats de matas e clareiras naturais apresentaram maior abund?ncia de califor?deos quando comparados ?s clareiras artificiais, com ?ndices de diversidade e equitabilidade tamb?m maiores do que em clareiras artificiais, onde a domin?ncia foi mais elevada.; ABSTRACT: The diversity and abundance of blow flies in three environments (anthropic gaps, tree-fall gaps, and primary "terra firme" forest) of Porto Urucu/AM were evaluated in annual collects realized in 2004, 2005, and 2006. During these three years were collected 2,121 specimens belonging to 14 species. The most abundant species were Chloroprocta idioidea (Robineau- Desvoidy), Eumesembrinella randa (Walker), and Hemilucilia semidiaphana (Rondani). Primary forests and tree-fall gaps enviroments, showed higher blow flies abundance than anthropic gaps...

Recomposi??o de reserva legal na regi?o do tapaj?s: identifica??o de esp?cies e sistemas silviculturais

VIEIRA, Luiza de Sousa
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
106.44%
Esta pesquisa teve por objetivo identificar as esp?cies potenciais e arranjos e/ou sistemas silviculturais, que associados ? vegeta??o espont?nea, garantam caracter?sticas vi?veis ? recomposi??o de Reserva Legal na regi?o do Tapaj?s. Foram implantados tr?s sistemas silviculturais: 1) Plantio de ?rvores em canteiro de 36 plantas por esp?cie, em blocos ao acaso, 32 esp?cies que s?o os tratamentos, cinco repeti??es, espa?amento 1,5 x 1,5. 2) Plantio em One Tree Plot - OTP, em blocos ao acaso, 29 esp?cies como tratamentos, 12 repeti??es, espa?amento 3 x 3. 3) Plantio em sistema silviagr?cola, onde utilizou-se o Sistema Taungya, espa?amento 7 x 7. Foi realizada a caracteriza??o da composi??o flor?stica, diversidade e similaridade da vegeta??o espont?nea; avaliados a sobreviv?ncia e o crescimento das esp?cies florestais; e produtividade da vegeta??o espont?nea e das esp?cies florestais plantadas. Em toda a ?rea estudada, foram identificados 1597 indiv?duos pertencentes a 137 esp?cies, 98 g?neros e 40 fam?lias. O ?ndice de Shannon - Weaver encontrado foi de 3,75 para Canteiro, 3,72 para Silviagr?cola e 3,56 para OTP. A similaridade pelo ?ndice de Sorensen encontrada foi: 65,52% entre Canteiro e OTP, 63,58% entre Canteiro e Silviagr?cola e 50...

An??lise da diversidade gen??tica entre gen??tipos do g??nero Plectranthus; Analysis of genetic diversity among genotypes of Plectranthus

Bandeira, Juliana de Magalh??es
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Biologia; Programa de P??s-Gradua????o em Fisiologia Vegetal; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Biologia; Programa de P??s-Gradua????o em Fisiologia Vegetal; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
76.51%
Medicinal plants are widely used, therefore they are important sources of natural chemical products. However, they can present problems in their use with regard to quality and to genetic identity of the vegetal material. Molecular techniques contribute in the identification of species through the construction of fingerprints, whereas the tissue culture has important hole for providing massive production of plants, free of pathogenic agents and genetically uniforms. Plectranthus includes species that are commonly know as boldo for having anti-dyspeptics and analgesic properties, and stimulant of digestion. The aim of this work was to evaluate the genetic diversity among four species of Plectranthus genus, through RAPD technique and quantitative analysis of their essential oils and to verify the in vitro micropropagation. The DNA extraction and amplification of four Plectranthus species (P. grandis, P. barbatus, P. neochilus e P. amboinicus) was carried out by RAPD. The essential oil of these species was extracted by hidrodestilation. For the establishment of axillaries buds and meristems of P. grandis, P. barbatus and P. neochilus, MS and MS medium supplemented with 0.1 mg L-1 of BAP, 0.01 mg L-1 of ANA and 0.1 mg L-1 of GA3...

Padr?o de distribui??o de assembl?ias de aves nas florestas de v?rzea do rio Madeira

SILVA, Bianca Darski
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
76.44%
A varia??o da composi??o de esp?cies pode ser um reflexo de dois fen?menos: aninhamento, que ocorre quando a assembl?ia de um local pobre em n?mero de esp?cies ? apenas um subconjunto de uma assembl?ia mais rica em esp?cies; e a substitui??o de esp?cies, definida pela mudan?a de esp?cies entre locais decorrente de diferen?as ambientais e restri??es tanto espacial, como hist?ricas. A continuidade linear das v?rzeas e a presen?a de ilhas fluviais pode facilitar a dispers?o das esp?cies, sugerindo que a dist?ncia entre os locais seria o fator mais importante para diferenciar assembl?ias de aves nas v?rzeas. O rio Madeira ? considerado uma barreira para diversas esp?cies de aves, especialmente as de subosque, no entanto, n?o ? esperado que aves t?picas de ambientes inund?veis tenham sua distribui??o limitada por rios. O objetivo deste trabalho ? investigar se h? varia??o na composi??o de esp?cies de aves que ocupam as florestas de v?rzea do rio Madeira, mensurando a import?ncia do aninhamento e da substitui??o de esp?cies, bem como a influ?ncia do ambiente e do espa?o sobre o padr?o encontrado. Para avaliar se o rio Madeira restringe a distribui??o de aves que ocupam a v?rzea, testamos se h? diferen?a na composi??o de esp?cies entre margens opostas. A amostragem de aves foi realizada nas florestas de v?rzea do rio Madeira...

Efeitos do tipo de floresta e da estrutura de habitat em assembl?ias de primatas no sudoeste da Amaz?nia

ALVES, Sandro Leonardo
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
86.22%
A heterogeneidade ambiental expressa diferen?as naturais entre ?reas e ? um fator determinante para a riqueza e abund?ncia local de primatas. Neste estudo n?s investigamos a composi??o e estrutura de assembl?ias de primatas em quatro tipos de floresta: floresta de terra firme, florestas de igap? sazonalmente inund?veis por rios de ?guas claras (aberta e densa) e cerrad?o na Reserva Biol?gica do Guapor?, sudoeste da Amaz?nia Brasileira. Al?m disso, avaliamos a associa??o entre a ocorr?ncia e abund?ncia dos primatas com diferen?as estruturais das florestas. Realizamos 617,8 km de censos pelo m?todo de transec??o linear (~154 km por tipo de floresta) e avaliamos a estrutura da vegeta??o em 108 parcelas de 200 m2 (0,54 ha por tipo de floresta). Dez esp?cies de primatas foram registradas durante os 11 meses deste estudo. A floresta de terra firme apresentou o maior n?mero de esp?cies e a maior densidade de primatas, principalmente devido ? presen?a exclusiva de Callicebus moloch e a maior abund?ncia de Sapajus apella. A elevada densidade de Ateles chamek na floresta aberta inund?vel foi preponderante para a maior biomassa de primatas neste tipo de floresta. Nas florestas inund?veis e na terra firme, Ateles chamek e Sapajus apella responderam juntas por mais de 70% da biomassa de primatas...

Padr?es de distribui??o da avifauna em ?rea de Ec?tono Cerrado-Caatinga no Nordeste do Brasil

GON?ALVES, Gabriela Silva Ribeiro
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
86.46%
Ec?tono ? a zona de transi??o entre sistemas ecol?gicos adjacentes, que possui um conjunto de caracter?sticas definido pela for?a das intera??es entre os sistemas, tendo muitos mecanismos e fatores que podem afetar a diversidade, sendo o ambiente apontado como o principal respons?vel pela estrutura??o da comunidade. Nosso objetivo foi identificar os padr?es da diversidade de aves em ?reas de ec?tono envolvendo a Caatinga e o Cerrado no Nordeste do Brasil, verificando quais vari?veis ambientais podem explicar a varia??o de esp?cies dessas ?reas. No estado do Piau? foram estabelecidas 24 localidades, divididas em 4 transectos que perpassam Cerrado/ec?tono/Caatinga, em cada localidade foram feitos 15 pontos de censo por raio fixo, amostrados nos meses de abril e maio de 2014. Em nosso estudo foi demonstrado que o Cerrado possui maior riqueza, ec?tono riqueza intermedi?ria e a Caatinga uma menor riqueza, havendo no ec?tono presen?a de esp?cies mais generalistas e tolerantes encontradas em ambas as ?reas adjacentes, n?o havendo esp?cies que sejam exclusivas de ?reas ecotonais, podendo ser reflexo da grande variedade de microhabitats nessas ?reas, algumas esp?cies end?micas de Caatinga tamb?m foram encontradas dentro da regi?o ecotonal, estando estas restritas ?s manchas t?picas de seu bioma...

Efeito da fragmenta??o florestal sobre a estrutura da comunidade de drosofil?deos (Diptera) no extremo sul da Amaz?nia

SANTOS, Ronildon Miranda dos
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
86.53%
Perturba??es ambientais freq?entemente provocam altera??es na estrutura da paisagem e na diversidade faunistica. Dados referentes ao hist?rico de degrada??o, estrutura ambiental e coleta de esp?cies foram obtidas em 30 fragmentos florestais de v?rios tamanhos nos munic?pios de Alta Floresta e Apiac?s, sul da Amaz?nia, com o intuito de examinar como a comunidade de Drosophilidae responde ? altera??o florestal. Os resultados mostraram grande heterogeneidade entre os fragmentos florestais, por?m a diversidade de esp?cies foi semelhante entre os maiores e mais conservado e os menores com alto grau de degrada??o. Um total de 10.692 indiv?duos de Drosophilidae, divididos em 62 t?xons, foram coletados. N?o foi observada rela??o entre tamanho dos fragmentos florestais e diversidade de esp?cies. Entretanto, a abertura do sub-bosque foi uma das vari?veis ambientais que mais contribuiu para a diminui??o da diversidade. A estimativa de riqueza de esp?cies para a regi?o ficou em tomo de 100 esp?cies. A estrutura de abund?ncia das comunidades foi mais similar entre os fragmentos florestais do que a composi??o de esp?cies. Cerca de 34% da riqueza total esteve restrita ? borda florestal e 19% ao centro dos remanescentes, 47% das esp?cies foram comuns a ambos os habitats. Algumas esp?cies de drosofilideos responderam a um gradiente de dist?ncia matriz-centro florestal. O. maierkolliana...

Impactos da explora??o madeireira sobre a fauna de formigas e conseq??ncias para a remo??o de sementes florestais na Amaz?nia Oriental

KALIF, Kemel Amim Bittencourt
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
76.54%
A explora??o madeireira na Amaz?nia atinge anualmente cerca de 1,5 milh?es de hectares de floresta. Esta atividade promove mudan?as estruturais e microclim?ticas na floresta, que potencialmente afetam a diversidade e a composi??o das esp?cies animais. Como grande parte das sementes florestais s?o dispersas por animais, a regenera??o dos ambientes explorados pode ser comprometida. Por outro lado, ? poss?vel que a fauna de florestas exploradas atrav?s de t?cnicas de extra??o madeireira com impactos reduzidos, mantenha sua integridade original, n?o afetando os mecanismos de dispers?o de sementes. Tomando as formigas como um grupo animal ecologicamente representativo e integrado aos processos de regenera??o, via dispers?o e preda??o de sementes, foi avaliado neste trabalho se (1) a explora??o madeireira afeta a fauna (diversidade e composi??o de esp?cies) destes insetos, se (2) planos de explora??o de baixo impacto s?o capazes de preserv?-la e se (3) a explora??o afeta a efici?ncia ecol?gica das formigas na remo??o (dispers?o ou preda??o) de sementes. Os efeitos da explora??o madeireira sobre a diversidade e a composi??o de esp?cies de formigas, bem como sobre a remo??o de sementes florestais realizada por estes insetos, foram investigados em tr?s ambientes de floresta...

Composi??o e riqueza de esp?cies de anf?bios anuros em tr?s diferentes habitat em um agrossistema no Cerrado do Brasil central

CAMPOS, Vitor Azarias; ODA, Fabr?cio Hiroiuki; JUEN, Leandro; BARTH, Adriane; DARTORA, Aline
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
96.39%
A plasticidade adaptativa tem sido postulada como um fator importante para explicar a distribui??o e abund?ncia de esp?cies em habitat com diferentes n?veis de varia??o ambiental e a heterogeneidade ambiental tem sido apontada como respons?vel pela manuten??o, aumento ou diminui??o da diversidade. Neste trabalho, determinamos o efeito da periodicidade e estrutura do habitat sobre a riqueza e composi??o de esp?cies em tr?s diferentes habitat: c?rrego (P1), po?as tempor?rias (P2) e represa permanente (P3) em um agrossistema no Cerrado do Brasil central. Nove expedi??es de campo foram realizadas entre outubro de 2005 e abril de 2007. Os m?todos de amostragem por encontro visual e procura auditiva foram utilizados para o registro das esp?cies. Foram registradas 19 esp?cies de anuros pertencentes a quatro fam?lias: Bufonidae (uma esp?cie), Hylidae (nove esp?cies), Leptodactylidae (cinco esp?cies) e Leiuperidae (quatro esp?cies). Maior riqueza e a abund?ncia foram registradas nas lagoas tempor?rias (P2), que diferiram significativamente do c?rrego (P1) e da represa permanente (P3). Dendropsophus nanus, Hypsiboas raniceps e Leptodactylus chaquensis apresentaram forte associa??o com o s?tio P2. Os s?tios P2 e P3 apresentaram maior diferencia??o entre si na composi??o de esp?cies...